Projeto (Re)Contando Historias

6.179 visualizações

Publicada em

Projeto criado por Patrícia Campelo e executado na Escola Municipal Ministro Marcos Freire em Olinda/PE.

Projeto de releitura de contos, histórias e poesias em que os estudantes produziram imagens, textos sobre as obras trabalhadas.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.179
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
115
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto (Re)Contando Historias

  1. 1. ESCOLA MUNICIPALESCOLA MUNICIPAL MINISTRO MARCOSMINISTRO MARCOS FREIRE.FREIRE. ALTO DO SOL NASCENTE/ALTO DO SOL NASCENTE/ OLINDAOLINDA
  2. 2. ATIVIDADESATIVIDADES REALIZADAS NAREALIZADAS NA BIBLIOTECA.BIBLIOTECA.  PROJETO (RE)CONTANDOPROJETO (RE)CONTANDO HISTÓRIASHISTÓRIAS PROFESSORA: PATRICIA CAMPELOPROFESSORA: PATRICIA CAMPELO
  3. 3. ATIVIDADESATIVIDADES REALIZADAS NAREALIZADAS NA BIBLIOTECA...BIBLIOTECA...
  4. 4. PROCESSOPROCESSO  JUSTIFICATIVA:JUSTIFICATIVA:  Após observar que o númeroApós observar que o número de estudantes que frequentavam ade estudantes que frequentavam a biblioteca era muito inferior à quantidadebiblioteca era muito inferior à quantidade de matriculados no turno, sentimos ade matriculados no turno, sentimos a necessidade de promover atividadesnecessidade de promover atividades diferenciadas, usando a leitura e adiferenciadas, usando a leitura e a contação de histórias como momento decontação de histórias como momento de interação e de sensibilização dainteração e de sensibilização da comunidade escolar para o despertarcomunidade escolar para o despertar para o uso da leitura.para o uso da leitura.
  5. 5. OBJETIVO GERALOBJETIVO GERAL  Incentivar os estudantes a frequentar, deIncentivar os estudantes a frequentar, de forma espontânea e prazerosa, aforma espontânea e prazerosa, a biblioteca, assim como tornar a leiturabiblioteca, assim como tornar a leitura uma prática comum dentro e fora dauma prática comum dentro e fora da escola.escola.
  6. 6. OBJETIVOSOBJETIVOS ESPECÍFICOSESPECÍFICOS  Estimular o gosto pela leitura;Estimular o gosto pela leitura;  Promover interação entre grupos;Promover interação entre grupos;  Construir o hábito de ouvir comConstruir o hábito de ouvir com atenção;atenção;  Estabelecer condições para aEstabelecer condições para a interpretação das idéias centraisinterpretação das idéias centrais do texto;do texto;
  7. 7.  Criar um clima favorável à leitura,Criar um clima favorável à leitura, despertando a curiosidade dosdespertando a curiosidade dos estudantes em relação àestudantes em relação à modalidade do texto;modalidade do texto;  Estimular a iniciativa de ler para oEstimular a iniciativa de ler para o grupo em voz alta;grupo em voz alta;  Fazer uso da leitura dentro e foraFazer uso da leitura dentro e fora da escola.da escola.
  8. 8. METODOLOGIAMETODOLOGIA  Nas oficinas, os estudantes terãoNas oficinas, os estudantes terão acesso à diversos tipos deacesso à diversos tipos de gêneros textuais, tais como,gêneros textuais, tais como, fábulas, histórias infanto-juvenil,fábulas, histórias infanto-juvenil, poemas e contos.poemas e contos.
  9. 9.  No 1º Ciclo de aprendizagem serãoNo 1º Ciclo de aprendizagem serão trabalhados poemas, fábulas e históriastrabalhados poemas, fábulas e histórias curtas e não verbais, respeitando cadacurtas e não verbais, respeitando cada nível de aprendizado. Para anível de aprendizado. Para a “recontação”, os estudantes irão expor“recontação”, os estudantes irão expor oralmente, através de desenhos eoralmente, através de desenhos e pequenos textos, as idéias centrais daspequenos textos, as idéias centrais das obras trabalhadas.obras trabalhadas.
  10. 10.  No 2º Ciclo de aprendizagem serãoNo 2º Ciclo de aprendizagem serão trabalhados textos médios comotrabalhados textos médios como contos, histórias infanto-juvenil econtos, histórias infanto-juvenil e poemas das quais apresentarão apoemas das quais apresentarão a reescrita do texto, mantendo a idéiareescrita do texto, mantendo a idéia principal.principal.
  11. 11.  As oficinas serão realizadas naAs oficinas serão realizadas na biblioteca escolar, onde serãobiblioteca escolar, onde serão formados grupos de até 16formados grupos de até 16 estudantes, dentro do horárioestudantes, dentro do horário escolar e com carga horária deescolar e com carga horária de 2h/a.2h/a.
  12. 12. ETAPASETAPAS  Leituras diversas na bibliotecaLeituras diversas na biblioteca escolar;escolar;  Releitura das histórias lidas pelaReleitura das histórias lidas pela professora;professora;  Produção oral e escrita deProdução oral e escrita de histórias vivenciadas;histórias vivenciadas;
  13. 13.  Produção de textos coletivos eProdução de textos coletivos e individuais;individuais;  Leitura em voz alta (feita peloLeitura em voz alta (feita pelo estudante) das produções dos textosestudante) das produções dos textos produzidos durantes as oficinas naproduzidos durantes as oficinas na biblioteca;biblioteca;  Releitura de histórias lidas em casa;Releitura de histórias lidas em casa;  Escolha de um texto para serEscolha de um texto para ser socializado no pátio da escola parasocializado no pátio da escola para todas as turmas, na “Manhã detodas as turmas, na “Manhã de Leitura”.Leitura”. 
  14. 14. AVALIAÇÃOAVALIAÇÃO  Exposição das produções dosExposição das produções dos estudantes e leitura feita por elesestudantes e leitura feita por eles na “Manhã de Leitura”, oferecida nona “Manhã de Leitura”, oferecida no pátio da escola. O estudantespátio da escola. O estudantes serão avaliados de forma contínua,serão avaliados de forma contínua, visando o despertar com o prazer evisando o despertar com o prazer e a prática da leitura de formaa prática da leitura de forma contagiante e feliz.contagiante e feliz.
  15. 15.  EDUCAR COM PRAZER NOSEDUCAR COM PRAZER NOS TORNA MAIS PRÓXIMOS DETORNA MAIS PRÓXIMOS DE UMA EDUCAÇÃO DEUMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADEQUALIDADE..

×