SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA PROJETOS DE
LEITURA PARA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO
FUNDAMENTAL 1
 Escolher um literato como patrono da turma, colocando o nome
dele na porta da sala. O professor trabalhará com os alunos sua biografia
e obra.
 Montar cantinhos de leitura nas escolas que não possuem
biblioteca.
 Colocar lembretes, cartazes, poesias, em todos os ambientes da
escola.
 Propor momentos de leitura que envolvam a escola inteira. Todos
param o que estão fazendo para alguns minutos de leitura.
 Baú de leitura: A escola deverá organizar uma caixa de livros,
resultantes de uma campanha. Cada dia ela pode passar em uma sala.
 Reconto – a classe escolhe uma história conhecida, ou que foi lida
e reconta mudando o roteiro da mesma.Pode ser feito individualmente ou
o professor escreve o que os alunos contam (quando as crianças ainda
não escrevem). Com as histórias recontadas pode-se montar um livro e
apresentá-lo no encerramento do projeto.
 Livros 5 estrelas – pedir as crianças que pensem num livro que
gostem e queiram recomendar à outra classe.Se não souberem escrever,
o professor escreve. Ex: a turma A indica o Livro tal para a turma C.
 Hora da leitura - leitura diária de diversos gêneros textuais. Pode
ser realizado no momento da rodinha. A leitura pode ser feita pelo
professor ou por um aluno;
 Divulgação com arte – confeccionar meios de divulgação do
projeto e das atividades realizadas utilizando desenhos, pintura, colagem,
montagem, etc.
 Dia da leitura (semanal) – pedir aos alunos que tragam de casa
material de leitura de interesse ou oferecer gêneros variados como:
poesia, piada, conto, literatura, textos informativos, historias em
quadrinhos, etc. planejar um momento específico e preparar o ambiente
para a leitura.
 Palanque de leitura – lugar para as crianças partilharem as partes
da leitura que mais gostou;
 Troca- troca de leitura – leitura individual e depois relato oral sobre
o texto lido. Pode ser preparado um palco para essa atividade;
 Modernização de histórias tradicionais – instigar a imaginação dos
alunos pedindo que coloquem nas histórias clássicas objetos modernos.
Ex: Pedir que coloquem na história de chapeuzinho vermelho um
computador. Essas produções também podem ser utilizadas no livro de
histórias dos alunos;
 Ilustrando poesia - o professor ler os versos com entusiasmo e
entonação, depois incentiva o diálogo com o texto e logo após pede para
ilustrarem. Pode ser montado um livro de poesias utilizando os textos
ilustrados pelos alunos;
 Pequenos leitores – disponibilizar livros e material de leitura
diversificado na sala, incentivar as crianças a escolher um livro para ler,
depois pedir que algumas crianças partilhem o que leu. Essa atividade
pode ser realizada também com as crianças que ainda não lêem
convencionalmente;
 Vamos ler? – os alunos levam livros para casa nos finais de
semana para que os familiares possam ler para eles ou ler com eles e
depois socializa a leitura com a turma na escola;
 Caminhada da leitura – pedir às crianças que observem e leiam,
no percurso até a escola, tudo o que estiver escrito no ambiente: placas ,
nomes de lojas, nomes de ruas, etc. Na escola fazer um cartaz com
alguns nomes que as crianças observaram. (quando a criança ainda não
ler, pedir ao adulto que a acompanha que leia para ela);
 Leitura de rótulos – pedir que as crianças tragam de casa vários
tipos de rótulos. Observar com elas as cores, os desenhos e onde há
letras e números. Classificar os rótulos de acordo com a utilidade e expor
na sala. Ex: em produtos de limpeza, de higiene, alimentos, etc.
 Texto memorizado – escrever uma parlenda ou trava-língua numa
folha de cartolina, ler com a classe para que brinquem com o texto e
decorem;
 Sequência correta - recortar as frases de um texto e entregá-
lo aos alunos para que leiam e colem na sequência correta;
 Música e leitura – trabalhar a letra da música, leitura do texto e a
melodia;
 Teatro de leitura – dramatização de histórias lidas ou construídas
pelo grupo utilizando fantoches;
 Caderno coletivo de leitura – o professor sorteia o aluno que vai
levar para casa o caderno onde serão registradas as leituras. O aluno
sorteado escreve ou desenha o que mais gostou na leitura. Cada folha do
caderno deve conter espaços reservados para ser escritoo nome da obra,
autor, data da leitura, nome do leitor e texto ou desenho deste sobre o
que leu;
 Curtindo leituras – momento coletivo em que alunos, professores,
diretor, coordenador, operacional, porteiro serão convidados a partilhar as
leituras realizadas;
 Leitura compartilhada – cada aluno Lê uma parte do livro, no final
todos, ou quase todos terão participado;
 Ficha de leitura – destinada ao registro individual das leituras feitas
pelos alunos. Deverá ser arquivada na turma e divulgada para outros
grupos;
 Passaporte de leitura – espécie de carteirinha onde serão
marcados os livros lidos com uma resumida ficha de leitura;
 Propaganda de leitura – as crianças divulgam e indicam leituras
através de resenhas expostas no mural da escola.Deve ser contada parte
da história de forma que o leitor sinta-se instigado a ler a obra inteira;
 Sala de leitura – organizar nas escolas que não têm biblioteca para
que os alunos possam tomar livros emprestados para ler em casa;
 Avental de histórias – confeccionar aventais com cenário das
histórias e dedoches dos personagens.
Feira de leitura – pode ser realizada na culminância do projeto,
com exposição das produções das crianças, dramatizações realizadas
durante os trabalhos, etc.
Apósesse momento, você poderáprepararalgumasatividadesemsalade aula
sobre a história,dentre elas:
- Realizaçãode desenhos;
- Colagens,pinturas;
- Criaçãode uma novahistóriacomos mesmospersonagens;
- Criaçãode novosfinaisparaa mesmahistória,atividadesnolaptopdoprojeto
UCA;
- Seleçãode palavrasdahistóriapara criar outrashistórias;
- Criaçãode jogospara trabalho de ortografiae vocabulário(bingo,caça
palavras,cruzadinha);
- Elaboraçãode textocoletivosobre algunspersonagensdahistória;
- Dentre outras.
Escolheroslivrosde literaturainfantilde acordocom o númerode alunos.Por
exemplo:25 alunos,25 livros;
Colocarcada livrodentrode umapasta ou sacolinhapersonalizada.Aotodo,
será,seguindooexemploacima,25 pastas ou25 sacolinhascomlivros
diferentes;
Orientaros alunos,paraque cada um, escolhaolivroque gostariade ler
e levarpara casa, todosno mesmodia;
Colocardentrode cada pasta/sacolinhajuntamentecomolivro,umaatividade
a ser feitaapósa leituradomesmo.Exemplo:Façaumfantoche das
personagensprincipaisdahistóriae deixedentrodapasta;
Ações:  Trabalhar de forma transdisciplinar a leitura, interpretação,
compreensão, através das dinâmicas envolvendotodas as disciplinas;  Leitura
de obras de arte;  Empréstimos de livros;  Hora do conto;  Leitura livre e
direcionada;  Resgate cultural, cantigas de roda e folclóricas;  Rodízio de
transitoà Salade Leitura; Semináriode leituraemATPCcom livrosda Salade
Leiturado Professor;Leiturapermanente e compartilhada; Orientaçãopara
pesquisa;Grupode estudo(Projetos:PROEMIEHAGA); Elaborarcronograma
de diversidade de gêneros literários;  Elaboração de mapa de hipótese de
leitura; Hora da poesia; Premiaçãobimestral aalunosleitoresapósanálises
dos professores;  Participação em Concursos e Olimpíadas;  Intensificar a
leitura por meio dos kits paradidáticos (Apoio ao Saber);  Implantar Sala de
Leitura Ambulante (alunos visitando a comunidade);  Passeio literário no
comércio e instituições (creche e Terceira Idade) da cidade, proporcionando
momentos de informação, mas também apreciação e prazer;
4.  -Dramatização de capítulos de um livro ou texto;  -Manter a comunidade
escolar atualizada com o desenvolvimento do trabalho na Sala de Leitura;  -
LeituraOrientada; -Mapa de rotina bimestral doslivrosmaislidos;  -Rodízio
de leitura pela comunidade escolar;  -Carta a um amigo;  -Bolsa literária;  -
Adote um leitor;  -Leitura em família;  -Contador de historias;  -Noite da
poesia; -Gincanaliterária; -Semanada Leitura; -Grupo de estudos(Ensino
Médio);  -Projeto Contos Clássicos no Ciclo I;  -Exposição e propaganda de
livros;
5.  Roda de jornal;  Piquenique de leitura;  Confecção de Jornal Mural
Interativo;Confecçãode jornalbimestralparadivulgaçõesdasaçõesrealizadas
pela unidade escolar;  Resultado Esperado:  Envolvimento e participação de
cada alunonasatividadesindividuaise coletivas,assimcomonaparticipaçãodas
atividades propostas que finalizam cada um dos trabalhos desenvolvidos; 
Postura positiva do aluno quanto à aproximação com a leitura, o gosto pela
leitura, a participação nas atividades propostas;  Aumentar o número de
leitores;Envolvimentodospaise responsáveisnopercursoescolar dosalunos;
 Cumprimento das metas estabelecidas pelo SARESP;  Aumento das
perspectivas de continuidade dos estudos dos alunos do Ensino Médio; 
Desenvolvimento das habilidades à resolução de provas classificatórias; 
Desenvolvimento do aluno com sujeito na construção de sua própria história.
6.  Duração: Durante o ano letivo de 2013.  Público Alvo: Toda comunidade
escolar, com foco no Ensino Médio.  Responsável: Iraídes Pissolato da Silva.
7. Ações Vídeo: A menina que odiava livros.
8. Ambientes de leitura alternativos
9. Rodízio de trânsito à Sala de Leitura
10. Pasta Literária Bolsa Literária
11. Recreio Cultural Dirigido
12. Roda de Jornal
13. ConvidadaValéria,funcionáriadaescola,fazendopropagandadoslivroslidos
por ela.
14. Grupo de estudo
15. Projeto: Leitura em família
16. Depoimentos
17. Contadores de histórias
18. Projeto: Carta a um amigo
19. Carta – Projeto Carta a um Amigo
20. Projeto: Adote um leitor
21. Carta – Projeto Adote um Leitor
22. Leitura de obras de arte Arte Contemporânea
23. Alunos visitando a comunidade (CRAS)
24. Passeio literário no comércio da cidade
25. Projeto Ler, Prazer e Poder Leitura Permanente
26. Confecção de Jornal Mural Interativo
27. Dia da Poesia
28. Projeto: Monteiro Lobato
29. Depoimentos
30. Exposição e Propaganda de Livros
31. Projeto: Poesia
32. Depoimentos
33. Um dia na escola do meu filho
34. Funcionárias contagiadas pela leitura
35. Depoimentos de funcionárias
36. Roda de Conversa
SÉRIES INICIAIS
JUSTIFICATIVA  O presente projeto nos leva à reflexão sobre a prática
docente dos professores alfabetizadores e a importância dessa prática para a
alfabetização nos anos iniciais. Teremos como meta apresentar as ideias
teóricas,práticase fazernossacrítica pessoal,destacandopontoscentraissobre
o tema abordado.Levandoemconta o desafioque nosesperae a urgênciaque
nossas ações requerem, para que nossos alunos tenham uma educação de
qualidade.
3. OBJETIVOGERALDespertaroprazerdaleiturae aguçaropotencialcognitivo
e criativo do aluno;
4. OBJETIVOESPECÍFICOS Possibilitaroacessoaos diversostiposde leiturana
escola, buscando efetivar enquanto processo a leitura e a escrita. Promover o
desenvolvimento do vocabulário favorecendo a estabilização de  formas
ortográficas; Estimularo desejode novas leituras;  Possibilitaravivênciade
emoções,oexercíciodafantasiae daimaginação;Possibilitarproduçõesorais,
escritase em outraslinguagens; Proporcionarao indivíduoatravésda leitura,
a oportunidade de alargamentodoshorizontespessoaise culturais,garantindo
a sua formação crítica e emancipadora.
5. SUGESTÕES PARA INCENTIVAR OS ALUNOS À LEITURA DIÁRIA.  Utilizar
Crachás  Alfabeto Ilustrado  Trabalhar com Rótulos  Utilizar Textos
Diversificados  Utilizar a Biblioteca Escolar ou montar cantinhos de leitura. 
Organização de Projetos pedagógicos
6. 1– UtilizarCrachás  O trabalhocom nomespróprios,mesmosque osalunos
ainda não saibam ler é muito interessante para que cada um conheça e
identifique seu próprio nome, bem como se familiarize com os nomes dos
colegas.É umaforma de sensibilizarogrupopara a necessidade dotrabalhoem
conjuntoe de respeitaras diferençase as individualidades,bemcomodestacar
a importância de cada um dentro do grupo. Utilizandodiversidade de cores, se
inicia com a identificação através de cores e formas. 
7. 2 – Alfabeto Ilustrado  Além de ser uma forma dinâmica de apresentar a
linguagem escrita; às crianças pode ser explorado através de músicas, histórias
infantis, cantigas de rodas e dentre outras, que poderão ir de encontro com a
linguagem das crianças, despertando nelaso interesse e ajudando-as a facilitar
a assimilação, através da associação de cada desenho com o símbolo gráfico.
8. 3 – Trabalhar com Rótulos  O trabalho com rótulos é uma alternativa de
expor a leitura partindo do cotidiano das crianças. Pedir que elas colecionem
rótulos dos produtos que usam em casa: produtos alimentícios, materiais de
limpeza, materiais de higiene, brinquedos, acessórios, etc. Produtos de uso
diário, com os quais estejam familiarizados.Poderá ser muito significativo para
a aprendizagem.
9. 4– Utilizar Textos Diversificados:  Não é preciso quebrar a cabeça para
conseguir textos diversificados para serem trabalhados na sala de aula. Eles
estão por toda parte: jornais, folhetos de propagandas, revistas. Até algumas
embalagens de produtos alimentícios trazem pequenos textos repletos de
informações.Oimportanteé que omaterial escritoapresentado aosalunosseja
interessante e desperte a curiosidade das crianças. Textos literários e poesias
devem ser usados. 
10. 5– Utilizar a Biblioteca Escolar ou cantinho da leitura.  A biblioteca deve
estar permanentemente aberta para os alunos, ter regras de empréstimo e
leitura bem liberais, ser agradável e atraente.  É importante, também, que
possua livros e textos bem diversificados, vídeos, DVDs, fotografias, CDs, que
combinem os sistemas verbais com os não verbais. Apresentando textos que
contemplem:  Histórias em quadrinhos, textos de jornais, revistas e
suplementos infantis, anúncios, classificados;  Parlendas, canções, poesias,
quadrinhas, trava-línguas;  Contos de fadas e de assombração,mitos e lendas
populares, folhetos de cordel;  Textos teatrais;  Enciclopédias, dicionários e
afins. 
11. 6 – Organização de Projetos  Os projetos é uma ótima oportunidade para
que os alunos possam produzir textos com intenção clara. Eles devem ter um
objetivo bem definido e, as crianças precisam entender que as pesquisas, as
entrevistas, as leituras, se destinam a um fim combinado em conjunto entre a
classe e o professor. Um exemplo de projeto: pesquisar problemática da
comunidade local,como“a dengue”para produzirum livro,no final.Depoisda
pesquisade campo,os textos são revisados, reescritos e debatidos em classe.
12. RECURSOS DIDÁTICOS  data-show,  computador,  cartazes,  DVD, 
pendrive  dicionários e livros.
13. REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICASREFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS BRASIL.Lei
de DiretrizeseBasesdaEducação(Lein.º9394/96). BECHARA,Evanildo.Ensino
da Gramática: Opressão ou Liberdade? 7. ed. São Paulo: Ática, 1993.  DEMO,
Pedro. Conhecer & Aprender: Sabedoria dos Limites e Desafios. Porto Alegre:
ArtesMédicas,2000.  FERREIRO,Emília.AlfabetizaçãoemProcesso.15.ed.São
Paulos: Cortez, 2004  FREIRE, Paulo. A Importância do Ato de Ler. 45. ed. São
Paulo: Cortez, 2003.  LUFT, Celso P. Língua e Liberdade. 12. ed. Porto Alegr:
L&PM, 1985.  MOGILNIK, Maurício. O Desafio de Alfabetizar. Revista Nova
Escola. ed. especial, p. 04 – 16., 2002.  PERRENOUD, Philippe. Construir as
Competências desde a Escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.  PERRENOUD,
Philippe. Ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2001.  PILETTI, Nelson. Psicologia
Educacional.SãoPaulo:ática,1988.  WERNECK, Hamilton.Ensinamosdemaise
aprendemos de menos. 6ª ed. Petrópolis: Vozes, 1993. p. 62 – 3.
CARDÁPIODE LEITURA
Dinamizadora:Rejane Jorge
RODA DA LEITURA
Todosos alunos,sentadosemformade círculo,para a realizaçãodaleiturado
dia;
VENDERO LIVRO
Todosos alunos,apósa leituradolivro,umpor vez,farãoa apresentaçãodo
livrolido.Deverão,noseumomento, convenceraosdemaisque olivroé bom;
DRAMATIZAÇÃODOLIVRO
O professordeverásugerir03(trêslivrospara osalunosescolherem.Após,
realizaráa leiturae o desenvolvimentoteatral dotexto, envolvendo-osna
históriae na dramatização;
PROPAGANDA DOLIVRO
O alunofará o papel doautor para promovera propagandado livro,porém,
não poderácontar o final domesmo;
CAIXINHA DELEITURA
O professorselecionaráalgumasfrases,parágrafoscurtos,textose outros,
colocando-osemuma“caixa”.No momentoreservadoàleitura,cadaaluno
retiraráda caixinha-surpresaoque deverálernodia;
PALANQUINHO
Ao términodaleitura,oalunosubiránopalanquinhoparafalarque parte do
livrogostoumais.Ele torna-se ocentrodas atenções;
CONTADORDE HISTÓRIA
No momentointegraçãodo“curtindoasleituras”,ozelador,opai,a
coordenadorae outrosmais,serãoconvidadospara contar umahistória;
ALÔ LEITURA
O professordividiráaturma emgruposde 2 a dois(doisadois),que simularão
uma ligaçãotelefônicaparacontar ao amigoo livroque escolheue oque mais
lhe chamoua atenção ao tê-lo;
PAINELDE LEITURA
Cada alunoescreveráumafrase que identifique olivroporele lido.Essafrase
vai para o painel,destacando aleiturarealizadanodia;
SELF-SERVICE
O professorenfeitaumacadeiraparacolocá-laemfrente aosdemaisalunose
assim,o alunosescolhido,falarásobre olivrolido;
GIRA-GIRA DO LIVRO
Cada alunoleráuma páginado livro,e aofinal,todosterãoparticipado;
MÚSICA NA LEITURA
“Curtindoas leituras”é omomentoonde oprofessorescolheráumamúsica
para trabalhar;a letra,a melodiae ainterpretação...é uminstante
descontraídoe diferente;
FEIRA DO LIVRO
O professorpromoveránaescola,umafeirade exposiçãode livroslidospelos
seusalunos.Convidaráoutrasturmaspara que,durante oevento, possam
apreciaras apresentaçõesdoslivros.Cadaalunoapresentará03(trêslivrosna
exposição;
TROCA-TROCA NA LEITURA
Apósa realizaçãoda leituradiária,oprofessorfaráa divisãodaturma em
gruposde 02 (doisadois) ou 03 (trêsa três),para que,troquemexperiências
sobre os livroslidos –cada um no grupofalado livroque leu;
TEATRO NA LEITURA
Lidoo livroescolhido,oalunoapresentaráoconteúdodahistóriaatravésde
teatro– de vara, fantoches,dobradurase outros;
RECONTANDOA HISTÓRIA
Momentoemque cada alunoteráa oportunidade de recontarumahistória,
uma fenda,“causo”ou fatoreal;
TEXTOTECA
É quandoo professorcolocaráà disposiçãodosalunos,textosdiversospara
leitura;
REPÓRTER DA LEITURA
O professorescolheráumalunopara sero repórter.Asperguntasdeverãoser
direcionadasparao questionamentopeloentrevistado;
PERSONAGEMDA HISTÓRIA
Realizadaaleituradodia,o alunodeverácomentarospersonagensque mais
se destacaramna históriaemquestão;
CADERNODE LEITURA
O professorsorteiaumalunoparatrazer um textoque serálidonaquele dia;
BIBLIOTECA
O professordeveráescolherumdiapara levarosalunospara a biblioteca;
MURAL DE TEXTOS
O professorpediráaosalunosque tragamde casa textosvariados,que deverão
ficar afixadosemmural paraque os alunosleiam;
RECEITA CULINÁRIA
Você traz várioslivrosde culinária,pede paraescolhersuareceitapredileta,
escrevê-lanocadernoe interpretá-la,começandopor:qual é o títulodo texto?
Se for possível,façao diada culinária,executecoma turma umareceita;
CINEMA
Levá-losaconhecero cinemadacidade e dar-lhesaoportunidade de assistir
um filme paradepoisdebatê-lo;
CORREIONA ESCOLA
Noslivrosde Magda Soares,há todosos procedimentosde umacarta.Depois
de desenvolveresse processodacriaçãode umacarta com os alunos,peça-lhes
que enviempelocorreio.
http://leituramesquita.blogspot.com/2009/09/sugestoes-de-atividades-de-
incentivo.html
ROTEIRO DAS ATIVIDADES DO ANO DE 2013
1ª ATIVIDADE: Hora do Conto
Público alvo: 6º ano, PEJA I (bloco1) e PEJAII (bloco1)
Período: Março, abril e maio.
Objetivo: Construir no aluno o gosto pela leitura e estimular a
interpretação, através da linguagem verbal/não verbal.
Desenvolvimento: Os alunos monitores da Sala de Leitura farão a
leitura de contos, previamente selecionados, nas salas de aula.
Essa atividade será desenvolvida em três etapas:
 Primeira etapa (março de 2013): Após ouvir a leitura do conto o
aluno será estimulado a elaborar um desenho para expressar sua
visão sobre o conto;
Obs.: A turma PEJA I (bloco1) só participará dessa etapa.
 Segunda etapa (abril de 2013): Após a leitura de um novo conto, o
aluno terá que interpretar a leitura e expressá-la através de uma
frase;
 Terceira etapa (março de 2013): Nessa etapa final, o aluno após a
leitura será estimulado a produzir um pequeno texto demonstrando
a sua percepção da história.
2ª ATIVIDADE: “Poesias através do Tempo”
Público alvo: Todos anos de escolaridades
Período: abril, maio e junho
Objetivo: perceber as transformações dos anseios e das emoções
dos autores ao longo do tempo
Desenvolvimento: seleção de poesias de diversos autores em
diferentes épocas. O aluno será estimulado a identificar, comparar
e reconhecer as transformações dos sentimentos dos autores.
Nessa atividade o aluno irá refletir sobre as preocupações e as
reivindicações do homem, que podem mudar com o tempo.
3ª ATIVIDADE: “Ouvindo Vinicius”
Público alvo: Todos os anos de escolaridade
Período: março a novembro. Essa atividade será feita para suprir a
ausência excepcional do professor (licença médica)
Objetivo: Levar o aluno a conhecer as obras musicais do
compositor e poeta Vinícius de Moraes.
Desenvolvimento: Será disponibilizado o acervo musical do
compositor e poeta com livre acesso aos alunos. Após a leitura e
audição da música o aluno será incentivado a expressar-se através
da linguagem verbal/não verbal os sentimentos que foram
despertados pela música.
4ª ATIVIDADE: Talk Show com Guimarães Rosa
Público alvo: Todos os anos de escolaridade
Período: agosto e setembro
Objetivo: Despertar a percepção do aluno na relação do homem
com o tempo através do discurso do autor.
Desenvolvimento: A professora Patrícia Albuquerque selecionará
trechos do pensamento do autor com a ajuda dos alunos que
servirão de base para a encenação de um talk show.
5ª ATIVIDADE: Cantando e encenando Vinícius – 2º Festival de
inverno
Público alvo: Toda a Comunidade Escolar
Período: Junho
Objetivo: levar o aluno a desenvolver um contato mais íntimo com
a obra do autor através de diferentes expressões culturais e
artística.
Desenvolvimento: os alunos apresentarão no 2º Festival de
Inverno músicas e esquetes do autor. Com a orientação das
professoras Márcia Duarte (Cenografia e dança), Sara Cristina
Carvalho (teatro), Heloíse Ramos (direção musical).
6ª ATIVIDADE: Jornal da Bento.
Público alvo: Comunidade Escolar
Período: março a novembro
Objetivo: trabalhar a produção de texto oral e escrito
individualmente e em grupo
Desenvolvimento: Jornal mensal produzido pelos alunos do 8º e
9º ano
7ª ATIVIDADE: “Teatro e educação na Academia Brasileira de
Letras”
Público alvo: todos os anos de escolaridade
Período: duas vezes ao ano
Objetivo: levar a linguagem teatral ao aluno como forma de
expressão artística, fazendo-os superar os limites da timidez, as
barreiras de oralidade e do corpo.
Desenvolvimento: os alunos (50 no total) farão duas visitas
anuais ao Teatro da Academia Brasileira de Letras, com transporte
oferecido pela mesma, onde assistem uma esquete de trecho da
obra do escritor homenageado no determinado ano. Depois, são
convidados ao palco a fim de interagir com os atores através de
exercícios de palco e produções de texto. Nesse ano o escritor
homenageado é Guimarães Rosa.
8ª ATIVIDADE: “Um assunto puxa outro...”
Público alvo: Todos os anos de escolaridade
Período: agosto, setembro e outubro.
Objetivo: trabalhar a produção de texto oral, a coesão e a coerência
individualmente e em grupo.
Desenvolvimento: O professor da sala de leitura apresentará ao
grupo o início de uma história e os alunos, um de cada vez, darão
continuidade a história.
9ª ATIVIDADE: “Ciranda de Livros”
Público alvo: Todos os anos de escolaridade
Período: março a novembro
Objetivo: socializar a leitura criando um ambiente favorável à
prática do hábito de ler.
Desenvolvimento: os alunos serão estimulados a indicar, através
do blog(embac-saladeleituraceciliameireles) um livro de sua
preferência à comunidade escolar, justificando sua escolha. O
aluno, cuja indicação receber o maior número de comentário e o
livro for o mais retirado, receberá o certificado de “Leitor antenado”,
um livro e fará um passeio cultural.
10ª ATIVIDADE: Encenando Guimarães Rosa
Público alvo: Todos os anos de escolaridade
Período: Novembro
Objetivo: permitir uma maior aproximação dos alunos, a um autor
considerado de “grafia personalíssima”
Desenvolvimento: Esquete de um trecho do conto “Campo Geral”
ATIVIDADES DE LEITURA PARA 5º ANO COM
DESCRITORES
Profª Vânia | 11 de abril de 2015 | Atividades 5º Ano | Nenhum Comentário
Segue abaixo uma apostila em pdf com Atividades de Leitura para 5º ano com
descritores.
São 27 páginas de atividades de leitura e interpretação de textos com os descritores
trabalhados identificados. Ótima apostila com atividades de leitura para trabalhar
letramento, interpretação de texto com alunos do 5º ano. Os descritores estão sempre
presentes nas avaliações externas que visam medir a aprendizagem dos alunos como
Prova Brasil, ANA, entre outros.
ATIVIDADES DE LEITURA PARA 5º ANO COM
DESCRITORES
PÚBLICO ALVO: Alunos do 5º ano que já são alfabetizados, mas ainda não
consolidaram os descritores que demonstram as habilidades de leitura.
JUSTIFICATIVA: É essencial nessa etapa de escolaridade organizar atividades que
levem os alunos à ampliação da proficiência na compreensão de textos mais extensos
ou complexos. No ato de ler, há objetivos diversos: estudar, se informar, revisar um
texto escrito pelo próprio aluno ou simplesmente pelo prazer. O professor necessita
explicitar paraa turma essas diferentes finalidades e trabalhar as modalidades próprias
de cada uma delas. Diferentemente da leitura extensiva de um romance, por exemplo,
a leitura para identificar uma informação deve ser realizada de maneira que se
possibilite encontrar coisas pontuais no texto. As atividades propostas a seguir levam
os alunos a dominar habilidades básicas de leitura.
OBJETIVOS:
 Prever fatos a partir de imagens e frases;
 Identificar o narrador do texto;
 Inferir informações implícitas no texto;
 Extrapolar ideias do texto;
 Localizar informações explícitas no texto;
 Inferir informações implícitas no texto;
 Distinguir um fato da opinião relativa a esse fato;
 Identificar tema central de um texto;
 Explorar ideias do texto a partir de opiniões relativas ao tema;
 Produzir texto a partir de possíveis inferências ao texto;
 Identificar causa e consequência de um fato;
 Explorar ideias do texto a partir de opiniões relativas ao tema;
 Inferir o sentido de uma expressão a partir do contexto;
 Identificar o sentido de palavras usadas no texto a partir do dicionário;
 Estabelecer relações entre informações escritas e imagens;
 Estabelecer relação entre opinião a respeito do tema com fatos apresentados no
texto;
 Relacionar fatos do texto com conhecimentos de senso comum.
EIXO DE TRABALHO: Leitura
Organizadora: Karla Grazielle Coelho Alcântara

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêCirlei Santos
 
Apresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazerApresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazeronisse
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraCirlei Santos
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Luiza Carvalho
 
Projeto Sacola Viajante
Projeto Sacola ViajanteProjeto Sacola Viajante
Projeto Sacola ViajanteJessica Nuvens
 
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraLuciane tonete
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Cirlei Santos
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anojose ebner
 
Projeto Leitura é Fonte de Saber
Projeto Leitura é Fonte de Saber Projeto Leitura é Fonte de Saber
Projeto Leitura é Fonte de Saber School
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leituraGrupo "FG"
 
Projeto Contos e Encantos
Projeto Contos e EncantosProjeto Contos e Encantos
Projeto Contos e EncantosDébora Lambert
 
Criando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De LeituraCriando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De LeituraMaristela Couto
 
Projeto: Despertar o prazer da leitura
Projeto: Despertar o prazer da leituraProjeto: Despertar o prazer da leitura
Projeto: Despertar o prazer da leiturasimonha
 
Plano de aula dia das mães pdf
Plano de aula dia das mães pdfPlano de aula dia das mães pdf
Plano de aula dia das mães pdfAndré Moraes
 
Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012Professora Cida
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º anoChristiane Queiroz
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoCirlei Santos
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaMaria Cecilia Silva
 

Mais procurados (20)

Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 
Apresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazerApresentação do projeto ler é um prazer
Apresentação do projeto ler é um prazer
 
Projeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a LeituraProjeto de Incentivo a Leitura
Projeto de Incentivo a Leitura
 
Projeto baú dos sonhos
Projeto            baú dos sonhosProjeto            baú dos sonhos
Projeto baú dos sonhos
 
Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil Sequência didática na educação infantil
Sequência didática na educação infantil
 
Projeto Sacola Viajante
Projeto Sacola ViajanteProjeto Sacola Viajante
Projeto Sacola Viajante
 
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leituraPlanejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
Planejamento 2015 - proposta de trabalho para sala de leitura
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 
Projeto Leitura é Fonte de Saber
Projeto Leitura é Fonte de Saber Projeto Leitura é Fonte de Saber
Projeto Leitura é Fonte de Saber
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
 
Projeto Contos e Encantos
Projeto Contos e EncantosProjeto Contos e Encantos
Projeto Contos e Encantos
 
Criando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De LeituraCriando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De Leitura
 
MODELO DE Projeto literatura na escola
MODELO DE Projeto  literatura na escolaMODELO DE Projeto  literatura na escola
MODELO DE Projeto literatura na escola
 
Projeto: Despertar o prazer da leitura
Projeto: Despertar o prazer da leituraProjeto: Despertar o prazer da leitura
Projeto: Despertar o prazer da leitura
 
Plano de aula dia das mães pdf
Plano de aula dia das mães pdfPlano de aula dia das mães pdf
Plano de aula dia das mães pdf
 
Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012Sequencia receita culinaria_abril_2012
Sequencia receita culinaria_abril_2012
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro Lobato
 
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aulaProjeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
Projeto poemas em festa - Gêneros textuais na sala de aula
 

Semelhante a Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ensino fundamental 1

Slide sala de leitura
Slide sala de leituraSlide sala de leitura
Slide sala de leituraelienabetete
 
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia prontaPontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia prontaLuúh Reis
 
SEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTASEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTALuúh Reis
 
Renatacoutocn4001
Renatacoutocn4001Renatacoutocn4001
Renatacoutocn4001guest5d0317
 
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoProjeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoClaudio Pessoa
 
Projeto ler, apreciar e indicar
Projeto ler, apreciar e indicarProjeto ler, apreciar e indicar
Projeto ler, apreciar e indicarRenata Médici
 
Resgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slideResgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slidejucymedici
 
Resgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slideResgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slideelisajust
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxEscolaMunicipalMaria16
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxEscolaMunicipalMaria16
 
Slide projeto de leitura
Slide projeto de leituraSlide projeto de leitura
Slide projeto de leituraClaudia Anjos
 

Semelhante a Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ensino fundamental 1 (20)

Slide sala de leitura
Slide sala de leituraSlide sala de leitura
Slide sala de leitura
 
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia prontaPontifícia universidade católica de minas gerais  sequencia pronta
Pontifícia universidade católica de minas gerais sequencia pronta
 
SEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTASEQUENCIA PRONTA
SEQUENCIA PRONTA
 
Renatacoutocn4001
Renatacoutocn4001Renatacoutocn4001
Renatacoutocn4001
 
Relato de experiência leitura
Relato de experiência leituraRelato de experiência leitura
Relato de experiência leitura
 
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoProjeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
 
Sala de leitura slide
Sala de leitura slideSala de leitura slide
Sala de leitura slide
 
Unidade3 atividade3.4
Unidade3 atividade3.4Unidade3 atividade3.4
Unidade3 atividade3.4
 
sacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leiturasacola viajante Projeto de Leitura
sacola viajante Projeto de Leitura
 
Projeto ler, apreciar e indicar
Projeto ler, apreciar e indicarProjeto ler, apreciar e indicar
Projeto ler, apreciar e indicar
 
Projeto vai e_vem
Projeto vai e_vemProjeto vai e_vem
Projeto vai e_vem
 
Resgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slideResgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slide
 
Resgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slideResgatando o prazer pela leitura slide
Resgatando o prazer pela leitura slide
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
 
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docxPROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
PROJETO Ed Inf 2023 Ler é Bom Expreimente.docx
 
Digital curso
Digital cursoDigital curso
Digital curso
 
Digital curso
Digital cursoDigital curso
Digital curso
 
Slide projeto de leitura
Slide projeto de leituraSlide projeto de leitura
Slide projeto de leitura
 
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdfProjeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
Projeto de Leitura 2023 Glauber Aragon.pdf
 
25112014012203 1 leitura
25112014012203 1 leitura25112014012203 1 leitura
25112014012203 1 leitura
 

Último

Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptxlucioalmeida2702
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorialNeuroppIsnayaLciaMar
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxpatriciapedroso82
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfPastor Robson Colaço
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalcarlamgalves5
 

Último (20)

Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 

Sugestões de atividades para projetos de leitura para educação infantil e ensino fundamental 1

  • 1. SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA PROJETOS DE LEITURA PARA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL 1  Escolher um literato como patrono da turma, colocando o nome dele na porta da sala. O professor trabalhará com os alunos sua biografia e obra.  Montar cantinhos de leitura nas escolas que não possuem biblioteca.  Colocar lembretes, cartazes, poesias, em todos os ambientes da escola.  Propor momentos de leitura que envolvam a escola inteira. Todos param o que estão fazendo para alguns minutos de leitura.  Baú de leitura: A escola deverá organizar uma caixa de livros, resultantes de uma campanha. Cada dia ela pode passar em uma sala.  Reconto – a classe escolhe uma história conhecida, ou que foi lida e reconta mudando o roteiro da mesma.Pode ser feito individualmente ou o professor escreve o que os alunos contam (quando as crianças ainda não escrevem). Com as histórias recontadas pode-se montar um livro e apresentá-lo no encerramento do projeto.  Livros 5 estrelas – pedir as crianças que pensem num livro que gostem e queiram recomendar à outra classe.Se não souberem escrever, o professor escreve. Ex: a turma A indica o Livro tal para a turma C.  Hora da leitura - leitura diária de diversos gêneros textuais. Pode ser realizado no momento da rodinha. A leitura pode ser feita pelo professor ou por um aluno;  Divulgação com arte – confeccionar meios de divulgação do projeto e das atividades realizadas utilizando desenhos, pintura, colagem, montagem, etc.  Dia da leitura (semanal) – pedir aos alunos que tragam de casa material de leitura de interesse ou oferecer gêneros variados como: poesia, piada, conto, literatura, textos informativos, historias em quadrinhos, etc. planejar um momento específico e preparar o ambiente para a leitura.  Palanque de leitura – lugar para as crianças partilharem as partes da leitura que mais gostou;  Troca- troca de leitura – leitura individual e depois relato oral sobre o texto lido. Pode ser preparado um palco para essa atividade;  Modernização de histórias tradicionais – instigar a imaginação dos alunos pedindo que coloquem nas histórias clássicas objetos modernos. Ex: Pedir que coloquem na história de chapeuzinho vermelho um computador. Essas produções também podem ser utilizadas no livro de histórias dos alunos;  Ilustrando poesia - o professor ler os versos com entusiasmo e entonação, depois incentiva o diálogo com o texto e logo após pede para ilustrarem. Pode ser montado um livro de poesias utilizando os textos ilustrados pelos alunos;  Pequenos leitores – disponibilizar livros e material de leitura diversificado na sala, incentivar as crianças a escolher um livro para ler, depois pedir que algumas crianças partilhem o que leu. Essa atividade pode ser realizada também com as crianças que ainda não lêem convencionalmente;  Vamos ler? – os alunos levam livros para casa nos finais de semana para que os familiares possam ler para eles ou ler com eles e depois socializa a leitura com a turma na escola;  Caminhada da leitura – pedir às crianças que observem e leiam, no percurso até a escola, tudo o que estiver escrito no ambiente: placas , nomes de lojas, nomes de ruas, etc. Na escola fazer um cartaz com alguns nomes que as crianças observaram. (quando a criança ainda não ler, pedir ao adulto que a acompanha que leia para ela);  Leitura de rótulos – pedir que as crianças tragam de casa vários tipos de rótulos. Observar com elas as cores, os desenhos e onde há
  • 2. letras e números. Classificar os rótulos de acordo com a utilidade e expor na sala. Ex: em produtos de limpeza, de higiene, alimentos, etc.  Texto memorizado – escrever uma parlenda ou trava-língua numa folha de cartolina, ler com a classe para que brinquem com o texto e decorem;  Sequência correta - recortar as frases de um texto e entregá- lo aos alunos para que leiam e colem na sequência correta;  Música e leitura – trabalhar a letra da música, leitura do texto e a melodia;  Teatro de leitura – dramatização de histórias lidas ou construídas pelo grupo utilizando fantoches;  Caderno coletivo de leitura – o professor sorteia o aluno que vai levar para casa o caderno onde serão registradas as leituras. O aluno sorteado escreve ou desenha o que mais gostou na leitura. Cada folha do caderno deve conter espaços reservados para ser escritoo nome da obra, autor, data da leitura, nome do leitor e texto ou desenho deste sobre o que leu;  Curtindo leituras – momento coletivo em que alunos, professores, diretor, coordenador, operacional, porteiro serão convidados a partilhar as leituras realizadas;  Leitura compartilhada – cada aluno Lê uma parte do livro, no final todos, ou quase todos terão participado;  Ficha de leitura – destinada ao registro individual das leituras feitas pelos alunos. Deverá ser arquivada na turma e divulgada para outros grupos;  Passaporte de leitura – espécie de carteirinha onde serão marcados os livros lidos com uma resumida ficha de leitura;  Propaganda de leitura – as crianças divulgam e indicam leituras através de resenhas expostas no mural da escola.Deve ser contada parte da história de forma que o leitor sinta-se instigado a ler a obra inteira;  Sala de leitura – organizar nas escolas que não têm biblioteca para que os alunos possam tomar livros emprestados para ler em casa;  Avental de histórias – confeccionar aventais com cenário das histórias e dedoches dos personagens. Feira de leitura – pode ser realizada na culminância do projeto, com exposição das produções das crianças, dramatizações realizadas durante os trabalhos, etc. Apósesse momento, você poderáprepararalgumasatividadesemsalade aula sobre a história,dentre elas: - Realizaçãode desenhos; - Colagens,pinturas; - Criaçãode uma novahistóriacomos mesmospersonagens; - Criaçãode novosfinaisparaa mesmahistória,atividadesnolaptopdoprojeto UCA; - Seleçãode palavrasdahistóriapara criar outrashistórias; - Criaçãode jogospara trabalho de ortografiae vocabulário(bingo,caça palavras,cruzadinha); - Elaboraçãode textocoletivosobre algunspersonagensdahistória; - Dentre outras. Escolheroslivrosde literaturainfantilde acordocom o númerode alunos.Por exemplo:25 alunos,25 livros; Colocarcada livrodentrode umapasta ou sacolinhapersonalizada.Aotodo, será,seguindooexemploacima,25 pastas ou25 sacolinhascomlivros diferentes;
  • 3. Orientaros alunos,paraque cada um, escolhaolivroque gostariade ler e levarpara casa, todosno mesmodia; Colocardentrode cada pasta/sacolinhajuntamentecomolivro,umaatividade a ser feitaapósa leituradomesmo.Exemplo:Façaumfantoche das personagensprincipaisdahistóriae deixedentrodapasta; Ações:  Trabalhar de forma transdisciplinar a leitura, interpretação, compreensão, através das dinâmicas envolvendotodas as disciplinas;  Leitura de obras de arte;  Empréstimos de livros;  Hora do conto;  Leitura livre e direcionada;  Resgate cultural, cantigas de roda e folclóricas;  Rodízio de transitoà Salade Leitura; Semináriode leituraemATPCcom livrosda Salade Leiturado Professor;Leiturapermanente e compartilhada; Orientaçãopara pesquisa;Grupode estudo(Projetos:PROEMIEHAGA); Elaborarcronograma de diversidade de gêneros literários;  Elaboração de mapa de hipótese de leitura; Hora da poesia; Premiaçãobimestral aalunosleitoresapósanálises dos professores;  Participação em Concursos e Olimpíadas;  Intensificar a leitura por meio dos kits paradidáticos (Apoio ao Saber);  Implantar Sala de Leitura Ambulante (alunos visitando a comunidade);  Passeio literário no comércio e instituições (creche e Terceira Idade) da cidade, proporcionando momentos de informação, mas também apreciação e prazer; 4.  -Dramatização de capítulos de um livro ou texto;  -Manter a comunidade escolar atualizada com o desenvolvimento do trabalho na Sala de Leitura;  - LeituraOrientada; -Mapa de rotina bimestral doslivrosmaislidos;  -Rodízio de leitura pela comunidade escolar;  -Carta a um amigo;  -Bolsa literária;  - Adote um leitor;  -Leitura em família;  -Contador de historias;  -Noite da poesia; -Gincanaliterária; -Semanada Leitura; -Grupo de estudos(Ensino Médio);  -Projeto Contos Clássicos no Ciclo I;  -Exposição e propaganda de livros; 5.  Roda de jornal;  Piquenique de leitura;  Confecção de Jornal Mural Interativo;Confecçãode jornalbimestralparadivulgaçõesdasaçõesrealizadas pela unidade escolar;  Resultado Esperado:  Envolvimento e participação de cada alunonasatividadesindividuaise coletivas,assimcomonaparticipaçãodas atividades propostas que finalizam cada um dos trabalhos desenvolvidos;  Postura positiva do aluno quanto à aproximação com a leitura, o gosto pela leitura, a participação nas atividades propostas;  Aumentar o número de leitores;Envolvimentodospaise responsáveisnopercursoescolar dosalunos;  Cumprimento das metas estabelecidas pelo SARESP;  Aumento das perspectivas de continuidade dos estudos dos alunos do Ensino Médio;  Desenvolvimento das habilidades à resolução de provas classificatórias;  Desenvolvimento do aluno com sujeito na construção de sua própria história. 6.  Duração: Durante o ano letivo de 2013.  Público Alvo: Toda comunidade escolar, com foco no Ensino Médio.  Responsável: Iraídes Pissolato da Silva. 7. Ações Vídeo: A menina que odiava livros. 8. Ambientes de leitura alternativos 9. Rodízio de trânsito à Sala de Leitura 10. Pasta Literária Bolsa Literária 11. Recreio Cultural Dirigido 12. Roda de Jornal 13. ConvidadaValéria,funcionáriadaescola,fazendopropagandadoslivroslidos por ela. 14. Grupo de estudo 15. Projeto: Leitura em família 16. Depoimentos 17. Contadores de histórias 18. Projeto: Carta a um amigo 19. Carta – Projeto Carta a um Amigo 20. Projeto: Adote um leitor 21. Carta – Projeto Adote um Leitor 22. Leitura de obras de arte Arte Contemporânea 23. Alunos visitando a comunidade (CRAS) 24. Passeio literário no comércio da cidade 25. Projeto Ler, Prazer e Poder Leitura Permanente 26. Confecção de Jornal Mural Interativo 27. Dia da Poesia 28. Projeto: Monteiro Lobato 29. Depoimentos 30. Exposição e Propaganda de Livros 31. Projeto: Poesia 32. Depoimentos 33. Um dia na escola do meu filho 34. Funcionárias contagiadas pela leitura
  • 4. 35. Depoimentos de funcionárias 36. Roda de Conversa SÉRIES INICIAIS JUSTIFICATIVA  O presente projeto nos leva à reflexão sobre a prática docente dos professores alfabetizadores e a importância dessa prática para a alfabetização nos anos iniciais. Teremos como meta apresentar as ideias teóricas,práticase fazernossacrítica pessoal,destacandopontoscentraissobre o tema abordado.Levandoemconta o desafioque nosesperae a urgênciaque nossas ações requerem, para que nossos alunos tenham uma educação de qualidade. 3. OBJETIVOGERALDespertaroprazerdaleiturae aguçaropotencialcognitivo e criativo do aluno; 4. OBJETIVOESPECÍFICOS Possibilitaroacessoaos diversostiposde leiturana escola, buscando efetivar enquanto processo a leitura e a escrita. Promover o desenvolvimento do vocabulário favorecendo a estabilização de  formas ortográficas; Estimularo desejode novas leituras;  Possibilitaravivênciade emoções,oexercíciodafantasiae daimaginação;Possibilitarproduçõesorais, escritase em outraslinguagens; Proporcionarao indivíduoatravésda leitura, a oportunidade de alargamentodoshorizontespessoaise culturais,garantindo a sua formação crítica e emancipadora. 5. SUGESTÕES PARA INCENTIVAR OS ALUNOS À LEITURA DIÁRIA.  Utilizar Crachás  Alfabeto Ilustrado  Trabalhar com Rótulos  Utilizar Textos Diversificados  Utilizar a Biblioteca Escolar ou montar cantinhos de leitura.  Organização de Projetos pedagógicos 6. 1– UtilizarCrachás  O trabalhocom nomespróprios,mesmosque osalunos ainda não saibam ler é muito interessante para que cada um conheça e identifique seu próprio nome, bem como se familiarize com os nomes dos colegas.É umaforma de sensibilizarogrupopara a necessidade dotrabalhoem conjuntoe de respeitaras diferençase as individualidades,bemcomodestacar a importância de cada um dentro do grupo. Utilizandodiversidade de cores, se inicia com a identificação através de cores e formas.  7. 2 – Alfabeto Ilustrado  Além de ser uma forma dinâmica de apresentar a linguagem escrita; às crianças pode ser explorado através de músicas, histórias infantis, cantigas de rodas e dentre outras, que poderão ir de encontro com a linguagem das crianças, despertando nelaso interesse e ajudando-as a facilitar a assimilação, através da associação de cada desenho com o símbolo gráfico. 8. 3 – Trabalhar com Rótulos  O trabalho com rótulos é uma alternativa de expor a leitura partindo do cotidiano das crianças. Pedir que elas colecionem rótulos dos produtos que usam em casa: produtos alimentícios, materiais de limpeza, materiais de higiene, brinquedos, acessórios, etc. Produtos de uso diário, com os quais estejam familiarizados.Poderá ser muito significativo para a aprendizagem. 9. 4– Utilizar Textos Diversificados:  Não é preciso quebrar a cabeça para conseguir textos diversificados para serem trabalhados na sala de aula. Eles estão por toda parte: jornais, folhetos de propagandas, revistas. Até algumas embalagens de produtos alimentícios trazem pequenos textos repletos de informações.Oimportanteé que omaterial escritoapresentado aosalunosseja interessante e desperte a curiosidade das crianças. Textos literários e poesias devem ser usados.  10. 5– Utilizar a Biblioteca Escolar ou cantinho da leitura.  A biblioteca deve estar permanentemente aberta para os alunos, ter regras de empréstimo e leitura bem liberais, ser agradável e atraente.  É importante, também, que possua livros e textos bem diversificados, vídeos, DVDs, fotografias, CDs, que combinem os sistemas verbais com os não verbais. Apresentando textos que contemplem:  Histórias em quadrinhos, textos de jornais, revistas e suplementos infantis, anúncios, classificados;  Parlendas, canções, poesias, quadrinhas, trava-línguas;  Contos de fadas e de assombração,mitos e lendas populares, folhetos de cordel;  Textos teatrais;  Enciclopédias, dicionários e afins.  11. 6 – Organização de Projetos  Os projetos é uma ótima oportunidade para que os alunos possam produzir textos com intenção clara. Eles devem ter um objetivo bem definido e, as crianças precisam entender que as pesquisas, as entrevistas, as leituras, se destinam a um fim combinado em conjunto entre a classe e o professor. Um exemplo de projeto: pesquisar problemática da
  • 5. comunidade local,como“a dengue”para produzirum livro,no final.Depoisda pesquisade campo,os textos são revisados, reescritos e debatidos em classe. 12. RECURSOS DIDÁTICOS  data-show,  computador,  cartazes,  DVD,  pendrive  dicionários e livros. 13. REFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICASREFERÊNCIASBIBLIOGRÁFICAS BRASIL.Lei de DiretrizeseBasesdaEducação(Lein.º9394/96). BECHARA,Evanildo.Ensino da Gramática: Opressão ou Liberdade? 7. ed. São Paulo: Ática, 1993.  DEMO, Pedro. Conhecer & Aprender: Sabedoria dos Limites e Desafios. Porto Alegre: ArtesMédicas,2000.  FERREIRO,Emília.AlfabetizaçãoemProcesso.15.ed.São Paulos: Cortez, 2004  FREIRE, Paulo. A Importância do Ato de Ler. 45. ed. São Paulo: Cortez, 2003.  LUFT, Celso P. Língua e Liberdade. 12. ed. Porto Alegr: L&PM, 1985.  MOGILNIK, Maurício. O Desafio de Alfabetizar. Revista Nova Escola. ed. especial, p. 04 – 16., 2002.  PERRENOUD, Philippe. Construir as Competências desde a Escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.  PERRENOUD, Philippe. Ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2001.  PILETTI, Nelson. Psicologia Educacional.SãoPaulo:ática,1988.  WERNECK, Hamilton.Ensinamosdemaise aprendemos de menos. 6ª ed. Petrópolis: Vozes, 1993. p. 62 – 3. CARDÁPIODE LEITURA Dinamizadora:Rejane Jorge RODA DA LEITURA Todosos alunos,sentadosemformade círculo,para a realizaçãodaleiturado dia; VENDERO LIVRO Todosos alunos,apósa leituradolivro,umpor vez,farãoa apresentaçãodo livrolido.Deverão,noseumomento, convenceraosdemaisque olivroé bom; DRAMATIZAÇÃODOLIVRO O professordeverásugerir03(trêslivrospara osalunosescolherem.Após, realizaráa leiturae o desenvolvimentoteatral dotexto, envolvendo-osna históriae na dramatização; PROPAGANDA DOLIVRO O alunofará o papel doautor para promovera propagandado livro,porém, não poderácontar o final domesmo; CAIXINHA DELEITURA O professorselecionaráalgumasfrases,parágrafoscurtos,textose outros, colocando-osemuma“caixa”.No momentoreservadoàleitura,cadaaluno retiraráda caixinha-surpresaoque deverálernodia; PALANQUINHO Ao términodaleitura,oalunosubiránopalanquinhoparafalarque parte do livrogostoumais.Ele torna-se ocentrodas atenções; CONTADORDE HISTÓRIA No momentointegraçãodo“curtindoasleituras”,ozelador,opai,a coordenadorae outrosmais,serãoconvidadospara contar umahistória; ALÔ LEITURA O professordividiráaturma emgruposde 2 a dois(doisadois),que simularão uma ligaçãotelefônicaparacontar ao amigoo livroque escolheue oque mais lhe chamoua atenção ao tê-lo; PAINELDE LEITURA Cada alunoescreveráumafrase que identifique olivroporele lido.Essafrase vai para o painel,destacando aleiturarealizadanodia; SELF-SERVICE O professorenfeitaumacadeiraparacolocá-laemfrente aosdemaisalunose assim,o alunosescolhido,falarásobre olivrolido;
  • 6. GIRA-GIRA DO LIVRO Cada alunoleráuma páginado livro,e aofinal,todosterãoparticipado; MÚSICA NA LEITURA “Curtindoas leituras”é omomentoonde oprofessorescolheráumamúsica para trabalhar;a letra,a melodiae ainterpretação...é uminstante descontraídoe diferente; FEIRA DO LIVRO O professorpromoveránaescola,umafeirade exposiçãode livroslidospelos seusalunos.Convidaráoutrasturmaspara que,durante oevento, possam apreciaras apresentaçõesdoslivros.Cadaalunoapresentará03(trêslivrosna exposição; TROCA-TROCA NA LEITURA Apósa realizaçãoda leituradiária,oprofessorfaráa divisãodaturma em gruposde 02 (doisadois) ou 03 (trêsa três),para que,troquemexperiências sobre os livroslidos –cada um no grupofalado livroque leu; TEATRO NA LEITURA Lidoo livroescolhido,oalunoapresentaráoconteúdodahistóriaatravésde teatro– de vara, fantoches,dobradurase outros; RECONTANDOA HISTÓRIA Momentoemque cada alunoteráa oportunidade de recontarumahistória, uma fenda,“causo”ou fatoreal; TEXTOTECA É quandoo professorcolocaráà disposiçãodosalunos,textosdiversospara leitura; REPÓRTER DA LEITURA O professorescolheráumalunopara sero repórter.Asperguntasdeverãoser direcionadasparao questionamentopeloentrevistado; PERSONAGEMDA HISTÓRIA Realizadaaleituradodia,o alunodeverácomentarospersonagensque mais se destacaramna históriaemquestão; CADERNODE LEITURA O professorsorteiaumalunoparatrazer um textoque serálidonaquele dia; BIBLIOTECA O professordeveráescolherumdiapara levarosalunospara a biblioteca; MURAL DE TEXTOS O professorpediráaosalunosque tragamde casa textosvariados,que deverão ficar afixadosemmural paraque os alunosleiam; RECEITA CULINÁRIA Você traz várioslivrosde culinária,pede paraescolhersuareceitapredileta, escrevê-lanocadernoe interpretá-la,começandopor:qual é o títulodo texto? Se for possível,façao diada culinária,executecoma turma umareceita; CINEMA Levá-losaconhecero cinemadacidade e dar-lhesaoportunidade de assistir um filme paradepoisdebatê-lo; CORREIONA ESCOLA Noslivrosde Magda Soares,há todosos procedimentosde umacarta.Depois de desenvolveresse processodacriaçãode umacarta com os alunos,peça-lhes que enviempelocorreio. http://leituramesquita.blogspot.com/2009/09/sugestoes-de-atividades-de- incentivo.html ROTEIRO DAS ATIVIDADES DO ANO DE 2013 1ª ATIVIDADE: Hora do Conto Público alvo: 6º ano, PEJA I (bloco1) e PEJAII (bloco1) Período: Março, abril e maio.
  • 7. Objetivo: Construir no aluno o gosto pela leitura e estimular a interpretação, através da linguagem verbal/não verbal. Desenvolvimento: Os alunos monitores da Sala de Leitura farão a leitura de contos, previamente selecionados, nas salas de aula. Essa atividade será desenvolvida em três etapas:  Primeira etapa (março de 2013): Após ouvir a leitura do conto o aluno será estimulado a elaborar um desenho para expressar sua visão sobre o conto; Obs.: A turma PEJA I (bloco1) só participará dessa etapa.  Segunda etapa (abril de 2013): Após a leitura de um novo conto, o aluno terá que interpretar a leitura e expressá-la através de uma frase;  Terceira etapa (março de 2013): Nessa etapa final, o aluno após a leitura será estimulado a produzir um pequeno texto demonstrando a sua percepção da história. 2ª ATIVIDADE: “Poesias através do Tempo” Público alvo: Todos anos de escolaridades Período: abril, maio e junho Objetivo: perceber as transformações dos anseios e das emoções dos autores ao longo do tempo Desenvolvimento: seleção de poesias de diversos autores em diferentes épocas. O aluno será estimulado a identificar, comparar e reconhecer as transformações dos sentimentos dos autores. Nessa atividade o aluno irá refletir sobre as preocupações e as reivindicações do homem, que podem mudar com o tempo. 3ª ATIVIDADE: “Ouvindo Vinicius” Público alvo: Todos os anos de escolaridade Período: março a novembro. Essa atividade será feita para suprir a ausência excepcional do professor (licença médica) Objetivo: Levar o aluno a conhecer as obras musicais do compositor e poeta Vinícius de Moraes. Desenvolvimento: Será disponibilizado o acervo musical do compositor e poeta com livre acesso aos alunos. Após a leitura e audição da música o aluno será incentivado a expressar-se através da linguagem verbal/não verbal os sentimentos que foram despertados pela música. 4ª ATIVIDADE: Talk Show com Guimarães Rosa Público alvo: Todos os anos de escolaridade Período: agosto e setembro Objetivo: Despertar a percepção do aluno na relação do homem com o tempo através do discurso do autor. Desenvolvimento: A professora Patrícia Albuquerque selecionará trechos do pensamento do autor com a ajuda dos alunos que servirão de base para a encenação de um talk show. 5ª ATIVIDADE: Cantando e encenando Vinícius – 2º Festival de inverno Público alvo: Toda a Comunidade Escolar Período: Junho Objetivo: levar o aluno a desenvolver um contato mais íntimo com a obra do autor através de diferentes expressões culturais e artística. Desenvolvimento: os alunos apresentarão no 2º Festival de Inverno músicas e esquetes do autor. Com a orientação das professoras Márcia Duarte (Cenografia e dança), Sara Cristina Carvalho (teatro), Heloíse Ramos (direção musical). 6ª ATIVIDADE: Jornal da Bento. Público alvo: Comunidade Escolar Período: março a novembro Objetivo: trabalhar a produção de texto oral e escrito individualmente e em grupo Desenvolvimento: Jornal mensal produzido pelos alunos do 8º e 9º ano
  • 8. 7ª ATIVIDADE: “Teatro e educação na Academia Brasileira de Letras” Público alvo: todos os anos de escolaridade Período: duas vezes ao ano Objetivo: levar a linguagem teatral ao aluno como forma de expressão artística, fazendo-os superar os limites da timidez, as barreiras de oralidade e do corpo. Desenvolvimento: os alunos (50 no total) farão duas visitas anuais ao Teatro da Academia Brasileira de Letras, com transporte oferecido pela mesma, onde assistem uma esquete de trecho da obra do escritor homenageado no determinado ano. Depois, são convidados ao palco a fim de interagir com os atores através de exercícios de palco e produções de texto. Nesse ano o escritor homenageado é Guimarães Rosa. 8ª ATIVIDADE: “Um assunto puxa outro...” Público alvo: Todos os anos de escolaridade Período: agosto, setembro e outubro. Objetivo: trabalhar a produção de texto oral, a coesão e a coerência individualmente e em grupo. Desenvolvimento: O professor da sala de leitura apresentará ao grupo o início de uma história e os alunos, um de cada vez, darão continuidade a história. 9ª ATIVIDADE: “Ciranda de Livros” Público alvo: Todos os anos de escolaridade Período: março a novembro Objetivo: socializar a leitura criando um ambiente favorável à prática do hábito de ler. Desenvolvimento: os alunos serão estimulados a indicar, através do blog(embac-saladeleituraceciliameireles) um livro de sua preferência à comunidade escolar, justificando sua escolha. O aluno, cuja indicação receber o maior número de comentário e o livro for o mais retirado, receberá o certificado de “Leitor antenado”, um livro e fará um passeio cultural. 10ª ATIVIDADE: Encenando Guimarães Rosa Público alvo: Todos os anos de escolaridade Período: Novembro Objetivo: permitir uma maior aproximação dos alunos, a um autor considerado de “grafia personalíssima” Desenvolvimento: Esquete de um trecho do conto “Campo Geral” ATIVIDADES DE LEITURA PARA 5º ANO COM DESCRITORES Profª Vânia | 11 de abril de 2015 | Atividades 5º Ano | Nenhum Comentário Segue abaixo uma apostila em pdf com Atividades de Leitura para 5º ano com descritores. São 27 páginas de atividades de leitura e interpretação de textos com os descritores trabalhados identificados. Ótima apostila com atividades de leitura para trabalhar letramento, interpretação de texto com alunos do 5º ano. Os descritores estão sempre presentes nas avaliações externas que visam medir a aprendizagem dos alunos como Prova Brasil, ANA, entre outros. ATIVIDADES DE LEITURA PARA 5º ANO COM DESCRITORES PÚBLICO ALVO: Alunos do 5º ano que já são alfabetizados, mas ainda não consolidaram os descritores que demonstram as habilidades de leitura. JUSTIFICATIVA: É essencial nessa etapa de escolaridade organizar atividades que levem os alunos à ampliação da proficiência na compreensão de textos mais extensos ou complexos. No ato de ler, há objetivos diversos: estudar, se informar, revisar um texto escrito pelo próprio aluno ou simplesmente pelo prazer. O professor necessita explicitar paraa turma essas diferentes finalidades e trabalhar as modalidades próprias de cada uma delas. Diferentemente da leitura extensiva de um romance, por exemplo, a leitura para identificar uma informação deve ser realizada de maneira que se possibilite encontrar coisas pontuais no texto. As atividades propostas a seguir levam os alunos a dominar habilidades básicas de leitura. OBJETIVOS:  Prever fatos a partir de imagens e frases;  Identificar o narrador do texto;
  • 9.  Inferir informações implícitas no texto;  Extrapolar ideias do texto;  Localizar informações explícitas no texto;  Inferir informações implícitas no texto;  Distinguir um fato da opinião relativa a esse fato;  Identificar tema central de um texto;  Explorar ideias do texto a partir de opiniões relativas ao tema;  Produzir texto a partir de possíveis inferências ao texto;  Identificar causa e consequência de um fato;  Explorar ideias do texto a partir de opiniões relativas ao tema;  Inferir o sentido de uma expressão a partir do contexto;  Identificar o sentido de palavras usadas no texto a partir do dicionário;  Estabelecer relações entre informações escritas e imagens;  Estabelecer relação entre opinião a respeito do tema com fatos apresentados no texto;  Relacionar fatos do texto com conhecimentos de senso comum. EIXO DE TRABALHO: Leitura Organizadora: Karla Grazielle Coelho Alcântara