SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 46
LUDICIDADE
NA SALA DE AULA
O brincar...
Importância da aprendizagem em situações de interação
e em situações lúdicas...
Importância do jogo e da brincadeira na aprendizagem...
Piaget Vigotsky
LeontievWallon
Para PiagetPiaget “Os jogos são brincadeiras e ao mesmo tempo meios
de aprendizagem” (PIAGET, 1967, p. 87).
Vigotsky e LeontievVigotsky e Leontiev afirmam que “O jogo e a brincadeira
permitem ao aluno criar, imaginar, fazer de conta, funciona como
laboratório de aprendizagem, permitem ao aluno experimentar,
medir, utilizar, equivocar-se e fundamentalmente aprender”
(VYGOTSKY e LEONTIEV, 1998 p.23).
WallonWallon diz que a quantidade de atividades lúdicas é que
proporcionarão o progresso, e diante do resultado, temos a
impressão que a criança internalizou por completo o aprendizado,
mas, ela só comprova seu progresso através dos detalhes.
O jogar...
Além de proporcionar a construção do
conhecimento de forma lúdica e prazerosa, o jogo
na sala de aula, promove a interação entre parceiros
e torna-se significativo à medida que a criança
inventa, reinventa e avança nos aspectos cognitivos,
afetivos e no seu desenvolvimento social.
É, também, um importante recurso para desenvolver a
postura ativa da criança em relação ao aprendizado e
as habilidades do pensamento, tais como a imaginação,
a interpretação, a tomada de decisão, a resolução de
problemas, a criatividade, entre outras.
Brinquedos, jogos e materiais pedagógicos não são
objetos que trazem em seu bojo um saber pronto e
acabado. Ao contrário, eles são objetos que trazem
um saber em potencial. Este saber em potencial
pode ou não ser ativado pelo aluno.
Por isso, na escola, é preciso também da mediação do
professor e complementar o uso dos jogos com
outras estratégias didáticas.
Jogos não podem ser utilizados como únicaJogos não podem ser utilizados como única
estratégia e nem garantem por si só a apropriaçãoestratégia e nem garantem por si só a apropriação
dos conhecimentos.dos conhecimentos.
O jogo e a brincadeira na escola exigem
também planejamento, definição de
objetivos, estabelecimento de rotina...
O lúdico e a Língua Portuguesa
O brincar/jogar e a linguagem
Brincar/jogar com a língua
Brincar com a linguagem pode estar...
Na leitura...
...e mais leitura...
...e na contação de história...
Nos jogos orais e escritos em torno dos
trava-línguas, parlendas, adivinhas,
cantigas, quadrinhas, além de livros de
literatura infantil são exemplos de
importantes instrumentos que despertam
a ludicidade no aprendizado da língua
materna.
Na própria poesia...
Na decomposição e recomposição de palavras, frases, letras...
Em jogos de palavras...
Em gêneros textuais diversos...
...e com os jogos do acervo...
JOGOS x APROPRIAÇÃO DO SEA
• Para os alunos em processo de apropriação do Sistema
de Escrita, os jogos ou atividades de análise fonológica
são importantes instrumentos para o aprendizado da
língua, pois levam os aprendizes a pensar nas palavras
em sua dimensão não só semântica, mas também
sonora-escrita.
...em brincar com os sons da língua, brincar com os sentidos
e significados... brincar com as palavras escritas... ...com
unidades menores que as palavras... Brincar com a
literatura...
Enfim...
O brincar e a inclusão
inclusão/adaptação de atividades
O brincar é favorável à aprendizagem de
TODAS as crianças
Dimensão cuidadora da ação docente
TODAS
...Vamos TODOS
cirandar?
O brincar
e os componentes
curriculares
O aprendizado numa concepção construtivista é um processo
semelhante ao brincar:
Nessa concepção, a aprendizagem do conteúdo escolar pode
envolver processos de descoberta, reinvenção e de confronto de
opiniões entre as crianças. O modo como esse conteúdo é
abordado na escola pode, assim, oportunizar situações similares
àquelas vividas pelas crianças enquanto brincam.
Ao brincar, as crianças reinventam formas de interagir, reinventam
regras de convivência, reinventam a realidade (física e social).
recheando-a de imaginação.
Neste sentido, sempre que brincam, aprendem.Neste sentido, sempre que brincam, aprendem.
A reinvenção dos objetos do conhecimento está presente no
pensamento infantil, e reinventar também é uma característica
própria do ato de brincar.
Então, pode ter sempre algo do brincar, quando aprendem.Então, pode ter sempre algo do brincar, quando aprendem.
...enquanto aprendem Ciências,
Matemática, História, Geografia...
...e fazer uma escola diferente desta......e fazer uma escola diferente desta...
Brincar...Brincar...
...ter o que contar......ter o que contar...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaJessica Nuvens
 
Fundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantilFundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantilmirafontela
 
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
 resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmannIvanylde Santos
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)PamelaAschoff
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Adriana Pereira
 
"Pedagogia dos Multiletramentos"
"Pedagogia dos Multiletramentos""Pedagogia dos Multiletramentos"
"Pedagogia dos Multiletramentos"Denise Oliveira
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoNaysa Taboada
 
As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...Marilia Pires
 
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)Naysa Taboada
 
A literatura infantil na escola
A literatura infantil na escolaA literatura infantil na escola
A literatura infantil na escolaUESPI - PI
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Magda Marques
 
Hipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua EscrítaHipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua EscrítaAnne Cunha Silveira
 

Mais procurados (20)

Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
Slides Ludicidade - PNAIC
Slides Ludicidade - PNAICSlides Ludicidade - PNAIC
Slides Ludicidade - PNAIC
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua Escrita
 
EDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTILEDUCAÇÃO INFANTIL
EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Fundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantilFundamentos e metodologia da educação infantil
Fundamentos e metodologia da educação infantil
 
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
 resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
resumo-de-avaliação-mediadora-jussara-hoffmann
 
DCNEI.pptx
DCNEI.pptxDCNEI.pptx
DCNEI.pptx
 
Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)Alfabetização e letramento (slide)
Alfabetização e letramento (slide)
 
Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento Alfabetização e Letramento
Alfabetização e Letramento
 
"Pedagogia dos Multiletramentos"
"Pedagogia dos Multiletramentos""Pedagogia dos Multiletramentos"
"Pedagogia dos Multiletramentos"
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Ludico e aprendizagem
Ludico e aprendizagemLudico e aprendizagem
Ludico e aprendizagem
 
As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...As concepções de criança e infância...
As concepções de criança e infância...
 
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)Unidade 3 2º encontro   os conhecimentos sobre o sea (versão final)
Unidade 3 2º encontro os conhecimentos sobre o sea (versão final)
 
A literatura infantil na escola
A literatura infantil na escolaA literatura infantil na escola
A literatura infantil na escola
 
Revisão do conteúdo
Revisão do conteúdoRevisão do conteúdo
Revisão do conteúdo
 
Histórico Ed Infantil
Histórico Ed InfantilHistórico Ed Infantil
Histórico Ed Infantil
 
Pauta 23 de maio
Pauta 23 de maioPauta 23 de maio
Pauta 23 de maio
 
Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.Formação continuada de professores.
Formação continuada de professores.
 
Hipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua EscrítaHipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
 

Destaque (10)

Jogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesaJogos de-lingua-portuguesa
Jogos de-lingua-portuguesa
 
O lúdico na aprendizagem
O lúdico na aprendizagemO lúdico na aprendizagem
O lúdico na aprendizagem
 
A ludicidade no ensino de ciências
A ludicidade no ensino de ciênciasA ludicidade no ensino de ciências
A ludicidade no ensino de ciências
 
A importancia do ludico na educação
A importancia do ludico na educaçãoA importancia do ludico na educação
A importancia do ludico na educação
 
18265146 jogos-de-lingua-portuguesa
18265146 jogos-de-lingua-portuguesa18265146 jogos-de-lingua-portuguesa
18265146 jogos-de-lingua-portuguesa
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Ludicidade
LudicidadeLudicidade
Ludicidade
 
Jogos Educativos para sala de aula
Jogos Educativos para sala de aulaJogos Educativos para sala de aula
Jogos Educativos para sala de aula
 
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
50 Ideias e Sugestões de Atividades e Jogos Para Suas Aulas
 
Apostila para trabalhar textos variados
Apostila para trabalhar  textos variadosApostila para trabalhar  textos variados
Apostila para trabalhar textos variados
 

Semelhante a Brincar no Ensino de Língua Portuguesa

2. brincadeiras
2. brincadeiras2. brincadeiras
2. brincadeirasPactoufba
 
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantilBrincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantilSimone Everton
 
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdfValria13
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3Bete Feliciano
 
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)oficinadeaprendizagemace
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILcefaprodematupa
 
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e LetramentoCurso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e Letramentoalfaletra
 
Artigo de matemática pesquisa
Artigo de matemática pesquisaArtigo de matemática pesquisa
Artigo de matemática pesquisaMarco Lívio
 
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetizaçãoPNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetizaçãoElieneDias
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaAlanWillianLeonioSil
 
Educa+º+úo do campo unidade 4
Educa+º+úo do campo unidade 4Educa+º+úo do campo unidade 4
Educa+º+úo do campo unidade 4Lakalondres
 
Pibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolarPibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolarCleonice Vieira
 
Projeto de Teoria e Prática da Alfabetização
Projeto de Teoria e Prática da AlfabetizaçãoProjeto de Teoria e Prática da Alfabetização
Projeto de Teoria e Prática da Alfabetizaçãojanamelo
 

Semelhante a Brincar no Ensino de Língua Portuguesa (20)

2. brincadeiras
2. brincadeiras2. brincadeiras
2. brincadeiras
 
Aline naiany erika
Aline naiany erikaAline naiany erika
Aline naiany erika
 
Brincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantilBrincadeiras e jogos na educação infantil
Brincadeiras e jogos na educação infantil
 
4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf4791-32024-1-PB.pdf
4791-32024-1-PB.pdf
 
Projeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumondProjeto ludico simone drumond
Projeto ludico simone drumond
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
 
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
O jogo como recurso de aprendizagem (2010)
 
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTILA IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL
 
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e LetramentoCurso 2 - Alfabetização e Letramento
Curso 2 - Alfabetização e Letramento
 
Artigo de matemática pesquisa
Artigo de matemática pesquisaArtigo de matemática pesquisa
Artigo de matemática pesquisa
 
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetizaçãoPNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
PNAIC 2015 - Texto 02 A criança no ciclo de alfabetização
 
4 encontro - Pnaic 2015
4 encontro - Pnaic 20154 encontro - Pnaic 2015
4 encontro - Pnaic 2015
 
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetivaCombinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
Combinando jogo e escola promovendo aprendizagem efetiva
 
Educa+º+úo do campo unidade 4
Educa+º+úo do campo unidade 4Educa+º+úo do campo unidade 4
Educa+º+úo do campo unidade 4
 
Jucilene priscila
Jucilene priscilaJucilene priscila
Jucilene priscila
 
O brincar na escola
O brincar na escolaO brincar na escola
O brincar na escola
 
Pibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolarPibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolar
 
Prontp
ProntpProntp
Prontp
 
Artigo7
Artigo7Artigo7
Artigo7
 
Projeto de Teoria e Prática da Alfabetização
Projeto de Teoria e Prática da AlfabetizaçãoProjeto de Teoria e Prática da Alfabetização
Projeto de Teoria e Prática da Alfabetização
 

Mais de Shirley Lauria

Mais de Shirley Lauria (20)

Ser diferente é normal
Ser diferente é normalSer diferente é normal
Ser diferente é normal
 
Quiz
QuizQuiz
Quiz
 
Quiz
QuizQuiz
Quiz
 
Heterogeneidade
HeterogeneidadeHeterogeneidade
Heterogeneidade
 
Diversidade - Leitura deleite
Diversidade - Leitura deleiteDiversidade - Leitura deleite
Diversidade - Leitura deleite
 
Dinâmica - A flor
Dinâmica - A florDinâmica - A flor
Dinâmica - A flor
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Roteiro pacto unidade 7
Roteiro pacto   unidade 7Roteiro pacto   unidade 7
Roteiro pacto unidade 7
 
Atividade de Moana
Atividade de MoanaAtividade de Moana
Atividade de Moana
 
Pnaic outubro 2013 carmen e cristiane
Pnaic  outubro 2013 carmen e cristianePnaic  outubro 2013 carmen e cristiane
Pnaic outubro 2013 carmen e cristiane
 
Ativ genero textual Ana Paula
Ativ genero textual Ana PaulaAtiv genero textual Ana Paula
Ativ genero textual Ana Paula
 
O texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhasO texto poético na escola e tirinhas
O texto poético na escola e tirinhas
 
Dinâmica de abertura
Dinâmica de aberturaDinâmica de abertura
Dinâmica de abertura
 
Roteiro PNAIC - Unidade 6
Roteiro PNAIC - Unidade 6Roteiro PNAIC - Unidade 6
Roteiro PNAIC - Unidade 6
 
Borboleta
BorboletaBorboleta
Borboleta
 
Borboleta
BorboletaBorboleta
Borboleta
 
Borboleta
BorboletaBorboleta
Borboleta
 
Sequência Didática
Sequência DidáticaSequência Didática
Sequência Didática
 

Brincar no Ensino de Língua Portuguesa

  • 3.
  • 4.
  • 5. Importância da aprendizagem em situações de interação e em situações lúdicas... Importância do jogo e da brincadeira na aprendizagem... Piaget Vigotsky LeontievWallon
  • 6. Para PiagetPiaget “Os jogos são brincadeiras e ao mesmo tempo meios de aprendizagem” (PIAGET, 1967, p. 87). Vigotsky e LeontievVigotsky e Leontiev afirmam que “O jogo e a brincadeira permitem ao aluno criar, imaginar, fazer de conta, funciona como laboratório de aprendizagem, permitem ao aluno experimentar, medir, utilizar, equivocar-se e fundamentalmente aprender” (VYGOTSKY e LEONTIEV, 1998 p.23). WallonWallon diz que a quantidade de atividades lúdicas é que proporcionarão o progresso, e diante do resultado, temos a impressão que a criança internalizou por completo o aprendizado, mas, ela só comprova seu progresso através dos detalhes.
  • 8. Além de proporcionar a construção do conhecimento de forma lúdica e prazerosa, o jogo na sala de aula, promove a interação entre parceiros e torna-se significativo à medida que a criança inventa, reinventa e avança nos aspectos cognitivos, afetivos e no seu desenvolvimento social.
  • 9. É, também, um importante recurso para desenvolver a postura ativa da criança em relação ao aprendizado e as habilidades do pensamento, tais como a imaginação, a interpretação, a tomada de decisão, a resolução de problemas, a criatividade, entre outras.
  • 10. Brinquedos, jogos e materiais pedagógicos não são objetos que trazem em seu bojo um saber pronto e acabado. Ao contrário, eles são objetos que trazem um saber em potencial. Este saber em potencial pode ou não ser ativado pelo aluno.
  • 11. Por isso, na escola, é preciso também da mediação do professor e complementar o uso dos jogos com outras estratégias didáticas. Jogos não podem ser utilizados como únicaJogos não podem ser utilizados como única estratégia e nem garantem por si só a apropriaçãoestratégia e nem garantem por si só a apropriação dos conhecimentos.dos conhecimentos.
  • 12. O jogo e a brincadeira na escola exigem também planejamento, definição de objetivos, estabelecimento de rotina...
  • 13. O lúdico e a Língua Portuguesa
  • 14. O brincar/jogar e a linguagem Brincar/jogar com a língua
  • 15.
  • 16. Brincar com a linguagem pode estar...
  • 19. ...e na contação de história...
  • 20. Nos jogos orais e escritos em torno dos trava-línguas, parlendas, adivinhas, cantigas, quadrinhas, além de livros de literatura infantil são exemplos de importantes instrumentos que despertam a ludicidade no aprendizado da língua materna.
  • 22.
  • 23. Na decomposição e recomposição de palavras, frases, letras...
  • 24. Em jogos de palavras...
  • 25. Em gêneros textuais diversos...
  • 26. ...e com os jogos do acervo...
  • 27. JOGOS x APROPRIAÇÃO DO SEA • Para os alunos em processo de apropriação do Sistema de Escrita, os jogos ou atividades de análise fonológica são importantes instrumentos para o aprendizado da língua, pois levam os aprendizes a pensar nas palavras em sua dimensão não só semântica, mas também sonora-escrita.
  • 28. ...em brincar com os sons da língua, brincar com os sentidos e significados... brincar com as palavras escritas... ...com unidades menores que as palavras... Brincar com a literatura... Enfim...
  • 29. O brincar e a inclusão
  • 30. inclusão/adaptação de atividades O brincar é favorável à aprendizagem de TODAS as crianças Dimensão cuidadora da ação docente TODAS
  • 31.
  • 32.
  • 34. O brincar e os componentes curriculares
  • 35. O aprendizado numa concepção construtivista é um processo semelhante ao brincar: Nessa concepção, a aprendizagem do conteúdo escolar pode envolver processos de descoberta, reinvenção e de confronto de opiniões entre as crianças. O modo como esse conteúdo é abordado na escola pode, assim, oportunizar situações similares àquelas vividas pelas crianças enquanto brincam.
  • 36. Ao brincar, as crianças reinventam formas de interagir, reinventam regras de convivência, reinventam a realidade (física e social). recheando-a de imaginação. Neste sentido, sempre que brincam, aprendem.Neste sentido, sempre que brincam, aprendem. A reinvenção dos objetos do conhecimento está presente no pensamento infantil, e reinventar também é uma característica própria do ato de brincar. Então, pode ter sempre algo do brincar, quando aprendem.Então, pode ter sempre algo do brincar, quando aprendem.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46. ...e fazer uma escola diferente desta......e fazer uma escola diferente desta... Brincar...Brincar... ...ter o que contar......ter o que contar...