SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
Boletim Técnico
Influência da verminose gastrintestinal no desenvolvimento da
glândula mamária durante a puberdade de novilhas holandesas
222 Março/2020
Volume. 1
Por Rogério Dantas Gama, Médico Veterinário e Coordenador Técnico de Gado de Corte da Boehringer Ingelheim Saúde Animal;
Monique Hoffmann, Estudante de Medicina Veterinária e Estagiária da Área Técnica de Grandes Animais da Boehringer Ingelheim Saúde Animal;
Roulber Carvalho Gomes da Silva, Médico Veterinário e Gerente Técnico de Grandes Animais da Boehringer Ingelheim Saúde Animal.
Página 1
Os prejuízos causados pelos nematoides
gastrintestinais na produção de bovinos têm sido estudados
ao longo de anos em todo o mundo. Somente no Brasil, de
acordo com Grisi e colaboradores (2014), a verminose
contribui com um prejuízo de aproximadamente 7 bilhões de
dólares por ano. Lima e Grisi (1984) compararam a
produtividade de leite entre vacas vermifugadas e vacas não
vermifugadas, e encontraram um incremento de 51,90 Kg de
leite em 90 dias de avaliação para o grupo das vacas que
foram tratadas. Em um levantamento dos estudos publicados
anteriores a 1997 que avaliaram o impacto da verminose
subclínica na produção de leite, foi descrito uma diferença de
0,4 a 0,8 Kg/leite/dia a mais para as vacas tratadas com anti-
helmínticos (CHARLIER et al., 2009).
Com o objetivo de melhorar a produção de leite,
pesquisadores têm direcionado esforços na realização de
estudos científicos que mensuram dados durante a fase pré-
puberal das fêmeas leiteiras. Pesquisas com fêmeas dessa
categoria vêm aumentando nos últimos anos (PERRI et al.,
2013). A verminose exerce uma forte influência no
desenvolvimento de fêmeas até a puberdade, uma vez que
essa categoria é comprovadamente a mais susceptível aos
nematoides gastrintestinais (BIANCHIN; CATTO, 2008).
Novilhas leiteiras criadas a pasto tratadas com Ivermectina
adiantaram a idade à puberdade devido ao aumento no nível
plasmático de IGF-1 (MEJÍA et al., 1999, 2009, LACAU-
MENGIDO et al., 2000, 2009; DÍAZ-TORGA et al., 2001;
PERRI et al., 2013). Além influenciar na maturidade sexual
das novilhas, este fator de crescimento (IGF-1) estimula a
divisão celular da glândula mamária, o que pode acarretar em
maior produção de leite nas futuras lactações (AKERS et al.,
2005; SEJRSEN AND PURUP, 1997).
Um estudo realizado por Perri et al., (2013), avaliou o
desenvolvimento da glândula mamária de novilhas
vermifugadas comparando com novilhas não vermifugadas.
As novilhas foram tratadas mensalmente desde o nascimento
até meados de 16 meses de idade. Exames histopatológicos
do parênquima mamário e a concentração de hormônios no
soro sanguíneo foram avaliados com 20, 30, 40 e 70 semanas
de idade.
Os resultados deste estudo demonstraram que a
concentração de IGF-1 no soro sanguíneo foi maior no
grupo dos animais tratados do que no grupo dos animais
não tratados em todas as idades avaliadas (Fig 1).
Figura 1 - Concentração de IGF-1 no soro de
novilhas tratadas e não tratadas
Fig. 1: Concentração de IGF-1 no soro de novilhas tratadas (T =
barras brancas) e não tratadas (C = barras pretas) às 20,30 40 e
70 semanas de idade quando biopsias foram realizadas (T /= C,
P < 0.05). Fonte: Adaptado de Perri et al., (2013).
Outra variável avaliada, foi a área do parênquima da
glândula mamária nos cortes histopatológicos. As fêmeas
tratadas mostraram uma porcentagem maior na área do
parênquima do que as fêmeas não tratadas (Fig 2 e 3).
Figura 2 - Porcentagem da área total de parênquima
nas biopsias de novilhas tratadas e não tratadas
Fig. 2. Porcentagem da área total de parênquima nas biopsias de
novilhas tratadas (T, barras brancas) e não tratadas (C, barras
pretas) às 20, 30, 40 e 70 semanas de idade (C /= T, P < 0.05).
Fonte: Adaptado de Perri et al., (2013).
Boletim Técnico
Novembro/2019
Volume. 1
Influência da verminose gastrintestinal no desenvolvimento da glândula
mamária durante a puberdade de novilhas holandesas
Página 2
Março/2020
Volume. 1
Figura 3 – Imagens representativas sequenciais de biópsia
de glândula mamária de uma novilha tratada e uma novilha controle
em diferentes idades.
Fig 3. Imagens de biopsias de cortes de glândula mamária coradas com
hematoxilina-eosina (200x) mostrando o parênquima e violeta/azul e o
estroma em branco/rosa, de uma novilha tratada com antiparasitário (T) e
uma novilha não tratada (C), às 20, 30, 40 e 70 semanas de idade.
A infecção por nematoides gastrintestinais está associada
com inapetência e aumento da perda de proteína no trato
gastrintestinal, o que leva os animais a uma condição deficiente de
nutrição, acarretando em menores concentrações de IGF-1 (MEJÍA
et al., 1999, 2009; LACAU-MENGIDO et al., 2000; PERRI et al.,
2011).
O autor concluiu que a maior concentração de IGF-1 nas
novilhas tratadas contra verminose proporcionou o melhor
desenvolvimento do parênquima mamário destas fêmeas,
sugerindo que futuramente possa ocorrer uma melhor lactação,
além de adiantar a idade à puberdade.
Como solução para eliminar os efeitos nocivos da
verminose em bezerras e novilhas leiteiras, a Boehringer
Ingelheim oferece aos clientes Ivomec Gold, excelente opção
para auxiliar no desempenho das fêmeas até a idade
reprodutiva. Vermifugar as bezerras com Ivomec Gold desde
a desmama até o início da reprodução, permite com que a
influência negativa das principais parasitoses seja
minimizada.
Para maiores informações, consulte um Coordenador da
Boehringer Ingelheim.
Referências:
AKERS, R.M.; ELLIS, S.E.; BERRY, S.D. Ovarian and IGF-I
axis control of mammary development in prepubertal heifers.
Domest. Anim. Endocrinol, v. 29. n.1, p. 259– 267, 2005.
BARROS, A.T.M.; KOLLER, W.W.; CATTO, J.B.; SOARES,
C.O. Surtos por Stomoxys calcitrans em gado de corte no
Mato Grosso do Sul. Pesq Vet Bras, v.30, n. 11, p.945- 52,
2010.
BIANCHIN, I.; HONERM, M.R.; NUNES, S.G.;
NASCIMENTO, Y.A. Effect of stocking rates and
anthelminthic treatments on weight gains in weaned
Nellore cattle on improved pasture in the Brazilian
cerrado. Trop Anim Health Prod, v.27, n. 1, p. 1-8,
1995.
CHARLIER, J.; HOGLUND, J.; VON, S.G.; DORNY, P.;
VERCRUYSSE, J. Gastrointestinal nematode infections
in adult dairy cattle: impact on production, diagnosis and
control. Vet Parasitol, v. 164, n. 1, p.70-9, 2009.
DÍAZ-TORGA, G.S.; LACAU-MENGIDO, I.M.; MEJÍA,
M.E.; GONZÁLEZ-IGLESIAS, A.; DÍAZ-TORGA, G.S.;
FORMÍA, N.; BECÚ-VILLALOBOS, D. Metabolic cues
for puberty onset in free grazing Holstein heifers
naturally infected with nematodes. Theriogenology, v.
56, n.1, p. 111–122, 2001.
Boletim Técnico
Novembro/2019
Volume. 1
Influência da verminose gastrintestinal no desenvolvimento da glândula
mamária durante a puberdade de novilhas holandesas
Página 3
Março/2020
Volume. 1
GRISI, L. et al. Reassessment of the potential economic
impact of cattle parasites in Brazil. Revista Brasileira de
Parasitologia Veterinária, v. 23, n. 2, p.150-156, 2014.
LACAU-MENGIDO, I.M.; MEJÍA, M.E.; GONZÁLEZ-
IGLESIAS, A.; DÍAZ-TORGA, G.S.; FORMÍA, N.; LIBERTUN,
C.; BECÚ-VILLALOBOS, D. Endocrine studies in ivermectin-
treated heifers from birth to puberty. J. Anim. Sci. v. 78, n. 1,
p. 817–824, 2000.
LIMA, M.M.; GRISI, L. Verminose subclínica em vacas em
lactação no Estado do Rio de Janeiro. Hora Vet, v.19, n. 4,
p.37-40, 1984.
MEJÍA, M.E.; GONZÁLEZ-IGLESIAS, A.; DÍAZ-TORGA, G.S.;
VILLAFANE, P.; FORMÍA, N.; LIBERTUN, C.; BECÚ-
VILLALOBOS, D.; LACAU-MENGIDO, I.M. Effects of
continuous ivermectin treatment from birth to puberty on
growth and reproduction in dairy heifers. J. Anim. Sci. v.77, n.
1, p. 1329–1334, 1999.
MEJÍA, M.E.; PERRI, A.F.; MIGLIERINA, M.M.; FORMÍA, N.;
BECÚ-VILLALOBOS, D.; LACAU-MENGIDO, I.M. Effect of
anthelmintics on reproductive performance and first lactation
culling rate in Holstein heifers. Vet. Rec, v. 165, n.1, p. 143–
146, 2009.
PERRI, A. F. et al. Gastrointestinal parasite control during
prepuberty improves mammary parenchyma development in
Holstein heifers. Veterinary Parasitology, v. 198, n. 3-4,
p.345-350, 2013.
PERRI, A.F.; MEJIA, M.E.; LICOFF, N.; LAZARO, L.;
MIGLIERINA, M.; ORNSTEIN, A.; BECU-VILLALOBOS, D.
LACAU-MENGIDO, I.M. Gastrointestinal parasites presence
during the peripartum decreases total milk production in
grazing dairy Holstein cows. Vet. Parasitol. v.178, n.1, p. 311–
318, 2011.
SEJRSEN, K.; PURUP, S. Influence of prepubertal feeding
level on milk yield potential of dairy heifers: a review. J. Anim.
Sci. v.75, n.1, p. 828–835, 1997.
Boehringer Ingelheim
Melhorar a saúde e a qualidade de vida de
pacientes é o objetivo da Boehringer Ingelheim, companhia
farmacêutica voltada à pesquisa. O foco da empresa está
nas doenças para as quais ainda não há opções de
tratamento satisfatórias e no desenvolvimento de terapias
inovadoras que trazem maior expectativa de vida aos
pacientes. Em saúde animal, a Boehringer Ingelheim
investe em soluções avançadas para prevenção de
doenças.
Empresa familiar desde sua fundação, em 1885, a
Boehringer é uma das 20 maiores companhias
farmacêuticas do mundo. Seus 50.000 funcionários criam
valor pela inovação diariamente para as três unidades de
negócio: saúde humana, saúde animal e biofármacos. Em
2017, a companhia atingiu faturamento líquido de
aproximadamente € 18.1 bilhões do total, o investimento
em P&D, que ultrapassa os € 3 bilhões, corresponde a 17%
desse valor.
A Boehringer Ingelheim, por ser uma empresa
familiar, planeja por gerações e prioriza o sucesso a longo-
prazo em vez de lucro no curto prazo. A companhia ainda
visa o crescimento orgânico de seus recursos com postura
aberta a parcerias e alianças estratégicas em pesquisa. Em
tudo o que faz, a Boehringer naturalmente é responsável
com a humanidade e o meio ambiente.
Mais informações sobre a Boehringer Ingelheim
podem ser encontradas em www.boehringer-
ingelheim.com.br ou em nosso relatório anual (em inglês):
http://annualreport.boehringer-ingelheim.com.
Boehringer Ingelheim Saúde Animal
A Boehringer Ingelheim é a segunda maior
companhia de saúde animal do mundo. Somos
comprometidos com o bem-estar animal por meio de nosso
vasto portfólio de produtos e serviços avançados de saúde
preventiva. Com faturamento líquido de €3.9 bilhões e
aproximadamente 10.000 funcionários em todo o mundo,
estamos presentes em mais de 150 mercados. Para mais
informações, clique aqui.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária

revista pecuária corte - artigo treo ace
revista pecuária corte - artigo treo acerevista pecuária corte - artigo treo ace
revista pecuária corte - artigo treo ace
AgriPoint
 
Rotulagem De Alimentos Para Lactentes E
Rotulagem De Alimentos Para Lactentes ERotulagem De Alimentos Para Lactentes E
Rotulagem De Alimentos Para Lactentes E
Biblioteca Virtual
 
Nota tecnica bio formula 100704(1)
Nota tecnica bio formula 100704(1)Nota tecnica bio formula 100704(1)
Nota tecnica bio formula 100704(1)
BeefPoint
 
Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...
Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...
Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...
Biblioteca Virtual
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
dayrla
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
dayrla
 

Semelhante a Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária (20)

Artigo abmba v6_n1_2018_01
Artigo abmba v6_n1_2018_01Artigo abmba v6_n1_2018_01
Artigo abmba v6_n1_2018_01
 
Engenharia genética
Engenharia genética Engenharia genética
Engenharia genética
 
Avaliação da Eficiência de vermífugos comerciais e microrganismos probióticos...
Avaliação da Eficiência de vermífugos comerciais e microrganismos probióticos...Avaliação da Eficiência de vermífugos comerciais e microrganismos probióticos...
Avaliação da Eficiência de vermífugos comerciais e microrganismos probióticos...
 
revista pecuária corte - artigo treo ace
revista pecuária corte - artigo treo acerevista pecuária corte - artigo treo ace
revista pecuária corte - artigo treo ace
 
Transgênicos
TransgênicosTransgênicos
Transgênicos
 
Artigo abmba v7_n2_2019_01
Artigo abmba v7_n2_2019_01Artigo abmba v7_n2_2019_01
Artigo abmba v7_n2_2019_01
 
Artigo abmba v3_n1_2015_01
Artigo abmba v3_n1_2015_01Artigo abmba v3_n1_2015_01
Artigo abmba v3_n1_2015_01
 
Artigo abmba v8_n1_2020_01
Artigo abmba v8_n1_2020_01Artigo abmba v8_n1_2020_01
Artigo abmba v8_n1_2020_01
 
Artigo abmba v6_n2_2018_01
Artigo abmba v6_n2_2018_01Artigo abmba v6_n2_2018_01
Artigo abmba v6_n2_2018_01
 
Rotulagem De Alimentos Para Lactentes E
Rotulagem De Alimentos Para Lactentes ERotulagem De Alimentos Para Lactentes E
Rotulagem De Alimentos Para Lactentes E
 
Nota tecnica bio formula 100704(1)
Nota tecnica bio formula 100704(1)Nota tecnica bio formula 100704(1)
Nota tecnica bio formula 100704(1)
 
Manejo de bezerros embrapa comunicado técnico
Manejo de bezerros embrapa comunicado técnicoManejo de bezerros embrapa comunicado técnico
Manejo de bezerros embrapa comunicado técnico
 
Artigo_Bioterra_V22_N2_06
Artigo_Bioterra_V22_N2_06Artigo_Bioterra_V22_N2_06
Artigo_Bioterra_V22_N2_06
 
Do recorde produção 1.1.15
Do recorde produção 1.1.15Do recorde produção 1.1.15
Do recorde produção 1.1.15
 
Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...
Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...
Fatores De Risco Para O Desmame Entre UsuáRias De Uma Unidade BáSica De SaúDe...
 
Fator de crescimento epidermal (egf) no crescimento fetal; tabagismo uma das ...
Fator de crescimento epidermal (egf) no crescimento fetal; tabagismo uma das ...Fator de crescimento epidermal (egf) no crescimento fetal; tabagismo uma das ...
Fator de crescimento epidermal (egf) no crescimento fetal; tabagismo uma das ...
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
Universidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – ueceUniversidade estadual do ceará – uece
Universidade estadual do ceará – uece
 
53-Texto do Artigo-160-1-10-20171020.pdf
53-Texto do Artigo-160-1-10-20171020.pdf53-Texto do Artigo-160-1-10-20171020.pdf
53-Texto do Artigo-160-1-10-20171020.pdf
 
Aleitamento Materno
Aleitamento MaternoAleitamento Materno
Aleitamento Materno
 

Mais de AgriPoint

REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
AgriPoint
 
E book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transiçãoE book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transição
AgriPoint
 

Mais de AgriPoint (20)

Abordagem inovadora no tratamento das mastites
Abordagem inovadora no tratamento das mastitesAbordagem inovadora no tratamento das mastites
Abordagem inovadora no tratamento das mastites
 
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVARESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
 
Relatório de Chance de Mastite Clínica
Relatório de Chance de Mastite ClínicaRelatório de Chance de Mastite Clínica
Relatório de Chance de Mastite Clínica
 
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
 
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP) INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
 
Iniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - NutriçãoIniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - Nutrição
 
Ebook - Top100 2020
Ebook - Top100 2020Ebook - Top100 2020
Ebook - Top100 2020
 
Manual técnico - Boostin
Manual técnico - BoostinManual técnico - Boostin
Manual técnico - Boostin
 
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
 
Manual Técnico Boostin
Manual Técnico BoostinManual Técnico Boostin
Manual Técnico Boostin
 
Manual de Resíduos de Antibióticos no leite
Manual de Resíduos de Antibióticos no leiteManual de Resíduos de Antibióticos no leite
Manual de Resíduos de Antibióticos no leite
 
A internet como disseminadora da informação
A internet como disseminadora da informaçãoA internet como disseminadora da informação
A internet como disseminadora da informação
 
E book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transiçãoE book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transição
 
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
 
5C's da Criação de Bezerras
5C's da Criação de Bezerras5C's da Criação de Bezerras
5C's da Criação de Bezerras
 
5CS da criação de bezerras
5CS da criação de bezerras5CS da criação de bezerras
5CS da criação de bezerras
 
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
 
Top100 2018
Top100 2018Top100 2018
Top100 2018
 
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
 
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
 

Último

Objeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios deObjeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios de
rafaelventura53
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
Renandantas16
 

Último (7)

Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos AcontecerPesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
Pesquisa de satisfação - Encontro Fazemos Acontecer
 
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
Digitalização do varejo | Tecnologia na gestão do negócio: como alavancar a e...
 
Objeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios deObjeções - Jeb Blount livro negociios de
Objeções - Jeb Blount livro negociios de
 
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
Imóvel do Banco, Apartamento T5 com Sótão; Bank Property, Apartment near Cent...
 
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptxDROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
DROGASIL EQUIPE LOGISTICA MERCADOLOGICA.pptx
 
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdfb2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
b2ee375d-671f-406c-8c60-df328a75e662.pdf
 
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptxCavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
Cavaleiros do Futebol: Equipamentos e Moda para Campeões.pptx
 

Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária

  • 1. Boletim Técnico Influência da verminose gastrintestinal no desenvolvimento da glândula mamária durante a puberdade de novilhas holandesas 222 Março/2020 Volume. 1 Por Rogério Dantas Gama, Médico Veterinário e Coordenador Técnico de Gado de Corte da Boehringer Ingelheim Saúde Animal; Monique Hoffmann, Estudante de Medicina Veterinária e Estagiária da Área Técnica de Grandes Animais da Boehringer Ingelheim Saúde Animal; Roulber Carvalho Gomes da Silva, Médico Veterinário e Gerente Técnico de Grandes Animais da Boehringer Ingelheim Saúde Animal. Página 1 Os prejuízos causados pelos nematoides gastrintestinais na produção de bovinos têm sido estudados ao longo de anos em todo o mundo. Somente no Brasil, de acordo com Grisi e colaboradores (2014), a verminose contribui com um prejuízo de aproximadamente 7 bilhões de dólares por ano. Lima e Grisi (1984) compararam a produtividade de leite entre vacas vermifugadas e vacas não vermifugadas, e encontraram um incremento de 51,90 Kg de leite em 90 dias de avaliação para o grupo das vacas que foram tratadas. Em um levantamento dos estudos publicados anteriores a 1997 que avaliaram o impacto da verminose subclínica na produção de leite, foi descrito uma diferença de 0,4 a 0,8 Kg/leite/dia a mais para as vacas tratadas com anti- helmínticos (CHARLIER et al., 2009). Com o objetivo de melhorar a produção de leite, pesquisadores têm direcionado esforços na realização de estudos científicos que mensuram dados durante a fase pré- puberal das fêmeas leiteiras. Pesquisas com fêmeas dessa categoria vêm aumentando nos últimos anos (PERRI et al., 2013). A verminose exerce uma forte influência no desenvolvimento de fêmeas até a puberdade, uma vez que essa categoria é comprovadamente a mais susceptível aos nematoides gastrintestinais (BIANCHIN; CATTO, 2008). Novilhas leiteiras criadas a pasto tratadas com Ivermectina adiantaram a idade à puberdade devido ao aumento no nível plasmático de IGF-1 (MEJÍA et al., 1999, 2009, LACAU- MENGIDO et al., 2000, 2009; DÍAZ-TORGA et al., 2001; PERRI et al., 2013). Além influenciar na maturidade sexual das novilhas, este fator de crescimento (IGF-1) estimula a divisão celular da glândula mamária, o que pode acarretar em maior produção de leite nas futuras lactações (AKERS et al., 2005; SEJRSEN AND PURUP, 1997). Um estudo realizado por Perri et al., (2013), avaliou o desenvolvimento da glândula mamária de novilhas vermifugadas comparando com novilhas não vermifugadas. As novilhas foram tratadas mensalmente desde o nascimento até meados de 16 meses de idade. Exames histopatológicos do parênquima mamário e a concentração de hormônios no soro sanguíneo foram avaliados com 20, 30, 40 e 70 semanas de idade. Os resultados deste estudo demonstraram que a concentração de IGF-1 no soro sanguíneo foi maior no grupo dos animais tratados do que no grupo dos animais não tratados em todas as idades avaliadas (Fig 1). Figura 1 - Concentração de IGF-1 no soro de novilhas tratadas e não tratadas Fig. 1: Concentração de IGF-1 no soro de novilhas tratadas (T = barras brancas) e não tratadas (C = barras pretas) às 20,30 40 e 70 semanas de idade quando biopsias foram realizadas (T /= C, P < 0.05). Fonte: Adaptado de Perri et al., (2013). Outra variável avaliada, foi a área do parênquima da glândula mamária nos cortes histopatológicos. As fêmeas tratadas mostraram uma porcentagem maior na área do parênquima do que as fêmeas não tratadas (Fig 2 e 3). Figura 2 - Porcentagem da área total de parênquima nas biopsias de novilhas tratadas e não tratadas Fig. 2. Porcentagem da área total de parênquima nas biopsias de novilhas tratadas (T, barras brancas) e não tratadas (C, barras pretas) às 20, 30, 40 e 70 semanas de idade (C /= T, P < 0.05). Fonte: Adaptado de Perri et al., (2013).
  • 2. Boletim Técnico Novembro/2019 Volume. 1 Influência da verminose gastrintestinal no desenvolvimento da glândula mamária durante a puberdade de novilhas holandesas Página 2 Março/2020 Volume. 1 Figura 3 – Imagens representativas sequenciais de biópsia de glândula mamária de uma novilha tratada e uma novilha controle em diferentes idades. Fig 3. Imagens de biopsias de cortes de glândula mamária coradas com hematoxilina-eosina (200x) mostrando o parênquima e violeta/azul e o estroma em branco/rosa, de uma novilha tratada com antiparasitário (T) e uma novilha não tratada (C), às 20, 30, 40 e 70 semanas de idade. A infecção por nematoides gastrintestinais está associada com inapetência e aumento da perda de proteína no trato gastrintestinal, o que leva os animais a uma condição deficiente de nutrição, acarretando em menores concentrações de IGF-1 (MEJÍA et al., 1999, 2009; LACAU-MENGIDO et al., 2000; PERRI et al., 2011). O autor concluiu que a maior concentração de IGF-1 nas novilhas tratadas contra verminose proporcionou o melhor desenvolvimento do parênquima mamário destas fêmeas, sugerindo que futuramente possa ocorrer uma melhor lactação, além de adiantar a idade à puberdade. Como solução para eliminar os efeitos nocivos da verminose em bezerras e novilhas leiteiras, a Boehringer Ingelheim oferece aos clientes Ivomec Gold, excelente opção para auxiliar no desempenho das fêmeas até a idade reprodutiva. Vermifugar as bezerras com Ivomec Gold desde a desmama até o início da reprodução, permite com que a influência negativa das principais parasitoses seja minimizada. Para maiores informações, consulte um Coordenador da Boehringer Ingelheim. Referências: AKERS, R.M.; ELLIS, S.E.; BERRY, S.D. Ovarian and IGF-I axis control of mammary development in prepubertal heifers. Domest. Anim. Endocrinol, v. 29. n.1, p. 259– 267, 2005. BARROS, A.T.M.; KOLLER, W.W.; CATTO, J.B.; SOARES, C.O. Surtos por Stomoxys calcitrans em gado de corte no Mato Grosso do Sul. Pesq Vet Bras, v.30, n. 11, p.945- 52, 2010. BIANCHIN, I.; HONERM, M.R.; NUNES, S.G.; NASCIMENTO, Y.A. Effect of stocking rates and anthelminthic treatments on weight gains in weaned Nellore cattle on improved pasture in the Brazilian cerrado. Trop Anim Health Prod, v.27, n. 1, p. 1-8, 1995. CHARLIER, J.; HOGLUND, J.; VON, S.G.; DORNY, P.; VERCRUYSSE, J. Gastrointestinal nematode infections in adult dairy cattle: impact on production, diagnosis and control. Vet Parasitol, v. 164, n. 1, p.70-9, 2009. DÍAZ-TORGA, G.S.; LACAU-MENGIDO, I.M.; MEJÍA, M.E.; GONZÁLEZ-IGLESIAS, A.; DÍAZ-TORGA, G.S.; FORMÍA, N.; BECÚ-VILLALOBOS, D. Metabolic cues for puberty onset in free grazing Holstein heifers naturally infected with nematodes. Theriogenology, v. 56, n.1, p. 111–122, 2001.
  • 3. Boletim Técnico Novembro/2019 Volume. 1 Influência da verminose gastrintestinal no desenvolvimento da glândula mamária durante a puberdade de novilhas holandesas Página 3 Março/2020 Volume. 1 GRISI, L. et al. Reassessment of the potential economic impact of cattle parasites in Brazil. Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária, v. 23, n. 2, p.150-156, 2014. LACAU-MENGIDO, I.M.; MEJÍA, M.E.; GONZÁLEZ- IGLESIAS, A.; DÍAZ-TORGA, G.S.; FORMÍA, N.; LIBERTUN, C.; BECÚ-VILLALOBOS, D. Endocrine studies in ivermectin- treated heifers from birth to puberty. J. Anim. Sci. v. 78, n. 1, p. 817–824, 2000. LIMA, M.M.; GRISI, L. Verminose subclínica em vacas em lactação no Estado do Rio de Janeiro. Hora Vet, v.19, n. 4, p.37-40, 1984. MEJÍA, M.E.; GONZÁLEZ-IGLESIAS, A.; DÍAZ-TORGA, G.S.; VILLAFANE, P.; FORMÍA, N.; LIBERTUN, C.; BECÚ- VILLALOBOS, D.; LACAU-MENGIDO, I.M. Effects of continuous ivermectin treatment from birth to puberty on growth and reproduction in dairy heifers. J. Anim. Sci. v.77, n. 1, p. 1329–1334, 1999. MEJÍA, M.E.; PERRI, A.F.; MIGLIERINA, M.M.; FORMÍA, N.; BECÚ-VILLALOBOS, D.; LACAU-MENGIDO, I.M. Effect of anthelmintics on reproductive performance and first lactation culling rate in Holstein heifers. Vet. Rec, v. 165, n.1, p. 143– 146, 2009. PERRI, A. F. et al. Gastrointestinal parasite control during prepuberty improves mammary parenchyma development in Holstein heifers. Veterinary Parasitology, v. 198, n. 3-4, p.345-350, 2013. PERRI, A.F.; MEJIA, M.E.; LICOFF, N.; LAZARO, L.; MIGLIERINA, M.; ORNSTEIN, A.; BECU-VILLALOBOS, D. LACAU-MENGIDO, I.M. Gastrointestinal parasites presence during the peripartum decreases total milk production in grazing dairy Holstein cows. Vet. Parasitol. v.178, n.1, p. 311– 318, 2011. SEJRSEN, K.; PURUP, S. Influence of prepubertal feeding level on milk yield potential of dairy heifers: a review. J. Anim. Sci. v.75, n.1, p. 828–835, 1997. Boehringer Ingelheim Melhorar a saúde e a qualidade de vida de pacientes é o objetivo da Boehringer Ingelheim, companhia farmacêutica voltada à pesquisa. O foco da empresa está nas doenças para as quais ainda não há opções de tratamento satisfatórias e no desenvolvimento de terapias inovadoras que trazem maior expectativa de vida aos pacientes. Em saúde animal, a Boehringer Ingelheim investe em soluções avançadas para prevenção de doenças. Empresa familiar desde sua fundação, em 1885, a Boehringer é uma das 20 maiores companhias farmacêuticas do mundo. Seus 50.000 funcionários criam valor pela inovação diariamente para as três unidades de negócio: saúde humana, saúde animal e biofármacos. Em 2017, a companhia atingiu faturamento líquido de aproximadamente € 18.1 bilhões do total, o investimento em P&D, que ultrapassa os € 3 bilhões, corresponde a 17% desse valor. A Boehringer Ingelheim, por ser uma empresa familiar, planeja por gerações e prioriza o sucesso a longo- prazo em vez de lucro no curto prazo. A companhia ainda visa o crescimento orgânico de seus recursos com postura aberta a parcerias e alianças estratégicas em pesquisa. Em tudo o que faz, a Boehringer naturalmente é responsável com a humanidade e o meio ambiente. Mais informações sobre a Boehringer Ingelheim podem ser encontradas em www.boehringer- ingelheim.com.br ou em nosso relatório anual (em inglês): http://annualreport.boehringer-ingelheim.com. Boehringer Ingelheim Saúde Animal A Boehringer Ingelheim é a segunda maior companhia de saúde animal do mundo. Somos comprometidos com o bem-estar animal por meio de nosso vasto portfólio de produtos e serviços avançados de saúde preventiva. Com faturamento líquido de €3.9 bilhões e aproximadamente 10.000 funcionários em todo o mundo, estamos presentes em mais de 150 mercados. Para mais informações, clique aqui.