Engenharia genética

3.419 visualizações

Publicada em

Todos os textos foram tirados de sites e foram resumidos pelas componentes do grupo. Qualquer Duvida comente para nós ajudar a melhorar.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.419
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
56
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Engenharia genética

  1. 1. A Engenharia Genética pode ser definida como o conjunto de técnicas capazes de permitir a identificação, manipulação, e multiplicação de genes dos organismos vivos.
  2. 2. Índice Polêmicas e curiosidades Os medicamentos genéticos e a ética Afirmações pró e contra as técnicas de engenharia genética na agricultura Efeitos políticos e econômicos Aconselhamento genético (Papel da enfermagem) Engenharia genética é uma carreira promissora?
  3. 3. Polemicas e Curiosidades Pela sua natureza, o desenvolvimento da engenharia genética convive com problemas legais e éticos. Um dos principais fatores que exigem um controle rígido pela sociedade organizada, e tem gerado polêmicas ético-morais, é a manipulação do genoma de seres vivos com fins eugênicos, ou seja, a de depuração da espécie.Outro caso é a retirada de células-tronco de embriões humanos, principalmente contrariada por religiões, que consideram o ato uma agressão à vida. O processo de clonagem humana tem gerado grande polémica, visto ainda não estar garantida que esta é apenas utilizada para fins terapêuticos. Devido a isto, em Assembleia Geral das Nações Unidas, a ONU decidiu que deviam ser tomadas medidas para impedir que este processo ocorra. Este facto pode trazer consequências graves, pois, ao ser proibido, o processo de clonagem não poderá ser efectuado nem como método terapêutico, o que vai impossibilitar vários seres humanos de verem os seus problemas de saúde tratados.
  4. 4. Polemicas e Curiosidades Curiosidades: Crianças geneticamente projetadas "Os super bebês!" Com os incríveis avanços no mapeamento de genomas e na engenharia genética, já é possível modificar a composição genética de plantas e animais, mas você já pensou na possibilidade de projetar geneticamente os bebês? Para isso, os cientistas precisam ainda desvendar todo o genoma humano, identificando quais genes culminam em dadas características e, a partir disso, manipulá-los nos embriões. Mas essa realidade não é tão distante. Existe, atualmente, a pré-filtragem genética, utilizada durante a fertilização in vitro para selecionar aqueles embriões que não apresentam desordens genéticas, diminuindo as chances de que estas sejam herdadas, mas as possibilidades da engenharia genética vão muito além. Apesar de serem necessários mais alguns anos de pesquisa para que qualquer característica desejada possa ser adicionada a embriões humanos, pode-se enxergar a possibilidade de fazer uma criança sob medida através de técnicas inovadoras, Assim, características como cor dos olhos, cabelo, altura poderiam ser escolhidas num banco de genes ou, mais importante que isso, seria possível eliminar as doenças genéticas e superar os limites humanos.
  5. 5. Os medicamentos Genéticos e a Ética As insulinas, tão importantes aos enfermos de Diabete, além da interferona, são atualmente possível graças aos progressos da engenharia genética e da bioengenharia. Engenharia genética é a divisão da biotecnologia que trata dos estudos relacionados ao material genético da célula. Atualmente, vegetais e microrganismos podem ser utilizados para produção de medicamentos por meio da técnica denominada “tecnologia do DNA recombinante”. Essa técnica se dá a partir da inserção de um gene, responsável pela expressão de uma determinada proteína em um organismo, em outro organismo que não tinha esse gene em seu material genético. Dessa forma, esse microrganismo que antes não expressava essa proteína passa a produzi-la. Assim, bactérias com genes de insulina humana estão sendo usadas para produzir insulina, a qual é melhor tolerada do que se fosse extraída do pâncreas de animais como o porco. Uma vacina contra a hepatite B está sendo produzida por uma levedura portadora do gene que codifica parte do vírus (proteína do capsídeo) causador dessa patologia. Outro hormônio humano obtido por meio dessa técnica é a somatostatina. O método inicial de obtenção desse hormônio utilizava vários cérebros de ovelhas para produzir poucos microgramas de somatostatina.
  6. 6. Os medicamentos Genéticos e a Ética Atualmente, com 8 litros de uma cultura de bactérias modificadas por engenharia genética pode-se obter cerca de 5 mg desse importante hormônio. Vários são os exemplos de drogas obtidas por essa técnica. Entre as quais é possível destacar: vacina contra o câncer cervical (proteínas virais produzidas por S. cerevisiae), interleucinas (regulam o sistema imune, sendo um possível tratamento para câncer, produzidas por E. coli), ortoclone (anticorpo monoclonal utilizado em pacientes submetidos a transplante para auxiliar na supressão do sistema imune, o que reduz as chances de rejeição, produzido por células de camundongo), pró-uroquinase (anticoagulante produzido por E. coli e leveduras), pulmozina (enzima que degrada a secreção mucosa em pacientes com fibrose cística, produzida em cultura de células de mamíferos), relaxina (utilizada para facilitar o parto, produzida por E. coli), superóxido- dismutase (enzima usada para minimizar os danos causados por radicais livres de oxigênio, produzida por S. cerevisiae), fator de necrose tumoral (causa desintegração de células tumorais, produzido por E. coli), eritropoetina (tratamento de anemia, produzida por célul as de mamíferos), fator de crescimento epidérmico (tratamento de ferimentos, queimaduras e úlceras, produzido por E. coli), interferons α, β e γ (onde o IFN-α, produzido por E. coli, pode ser usado no tratamento de leucemia, melanona e hepatite;
  7. 7. Os medicamentos Genéticos e a Ética O IFN-β no tratamento da esclerose múltipla, produzido por células de mamíferos e o IFN γ, usado no tratamento de inflamações granulomatosas crônicas, produzido por E. coli. Enfim, vários são os medicamentos obtidos por engenharia genética utilizados pela população para o tratamento e prevenção de diversas patologias. E, a tendência é aumentar a quantidade de novos medicamentos no combate as mais diversas patologias, buscando melhor eficácia terapêutica, especificidade e consequente redução dos efeitos indesejáveis.
  8. 8. Afirmações pró e contras as técnicas na agricultura Vantagens • São varias tanto ao nível da saúde como no meio ambiental, por exemplo, um alimento pode ser enriquecido com um componente nutricional essencial, o arroz geneticamente modificado que produz vitamina • A pois a falta desta vitamina é um problema geral em alguns países que tem uma dieta limitada acalentando a morte e a cegueira. • As técnicas ajudam o agricultores a reduzir os prejuízos, produzir plantas mais resistentes a insetos, pragas, fungos entre outros. • Frutos que são muito macios podem ser enriquecidos afim de que não sejam danificados durante o seu transporte como no caso do tomate, que muito macio, pode ser desenvolvida também no sentido de permitir o crescimento em ambientes hostis, sem afeta-lo assim ampliando o cultivo e evitando o desgaste em outras áreas. Desvantagens • Impactos sobre a biodiversidade. A agricultura e ambiente que alterações irreversíveis. • Falta de controle total, que pode causar resultados inesperados. • Não sabemos se os alimentos transgênicos fazem mal a saúde, sua técnica é muito recente para poder garantir que surjam efeitos futuros , mesmo que em pequena alterações pode se produzir grandes impactos ao longo das gerações. • Efeitos colaterais que não pode- se estabelecer a dimensão.
  9. 9. O Que São Ogm ? São organismo geneticamente modificados alterados pelo ser humano através de técnicas de biotecnologia. É a transformação do genoma de uma planta ou animal que é feita utilizando apenas material genético que a espécie já possui através da alteração de determinados genes ou da realização de copias de genes de modo a duplicar o seu efeito. Os OGM que foram produzidos por este processo são chamados de transgênicos que tem por objetivo corrigir determinadas propriedades que este anterior não possuía, e que estão presentes em outras espécies. Atualmente produzem diversos tipos de OMG como plantas, animais, bactérias, fungos e outros microorganismos, há diversos motivos para se produzir, uma vez que as técnicas permitem responder questões fundamentais sobre o funcionamento dos genes, a produção de produtos farmacêuticos. A produção de OGM existe desde 1980, porém em 1992 na china foi plantada a primeira variante de transgênica de uma planta. As partir de 1990 surgem algumas culturas transgênicas milho e soja, começou a se espalhar como o enriquecimento da aplicação de engenharia genética a outras espécies. Desde então foi gerada uma enorme entorno dos perigos e do potenciais vantagens da utilização de OGM.
  10. 10. Efeitos Políticos e Econômicos Para melhor explicar os efeitos da engenharia genética na área da política e da economia, usaremos como exemplo algumas explicações sobre os organismos e alimentos transgênicos, que são aqueles que receberam materiais genéticos de outros organismos mediante o emprego de técnicas da engenharia genética. Bem como o fluxo financeiro que gera, fazem desta disciplina um instrumento de poder tão importante que a obriga a inscrever-se entre as preocupações de defesa global dos Estados. Para além dos Estados, também a opinião pública mostra, desde há algum tempo, inquietação no que refere a este tema, inicialmente apenas em aspectos que se prendem com a vida quotidiana, tais como os potenciais riscos que podem advir da utilização da engenharia genética na produção de alimentos transgênicos, medicamentos ou para as áreas da defesa e segurança. Muitos opositores à engenharia genética atual acreditam que a ascensão do uso de OGM em grandes plantações causou uma poderosa inclinação de companhias de produtos agrícolas em companhias de biotecnologia, que ganham poder excessivo sobre a produção de comida, e sobre os agricultores que usam os seus produtos. Pessoas a favor das técnicas correntes de engenharia genética acreditam que irá diminuir a necessidade do uso de pesticidas e haverá maior produtividade agrícola para muitos agricultores, incluindo até os dos países em desenvolvimento.
  11. 11. Efeitos Políticos e Econômicos A engenharia genética e a questão dos transgênicos estão diretamente relacionadas a efeitos na economia mundial. Países atualmente bem estabelecidos economicamente e que tiveram sua economia baseada nos avanços da chamada genética clássica são contra as inovações tecnológicas dos transgênicos. A Europa, por exemplo, possui uma agricultura familiar baseada em cultivos desenvolvidos durante séculos e que não tem condições de competir com países que além de possuir grandes extensões de terra, poderiam agora cultivar os transgênicos. É também utilizado o argumento de que o cultivo de transgênicos poderia reduzir o problema da fome, visto que aumentaria a produtividade de variadas culturas, nomeadamente cereais. Porém, muitos estudos, inclusive o do ganhador do Premio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel, revelam que o problema da fome no mundo hoje não é ligado à escassez de alimentos ou à baixa produção, mas à injusta distribuição de alimentos em função da baixa renda das populações pobres. Dessa forma questiona-se a alegação de que a biotecnologia poderia provocar uma redução no problema da fome no mundo.
  12. 12. Aconselhamento genético Nos últimos anos, o numero de pesquisas na área de enfermagem tem aumentado, debatendo novos caminhos e campos de atuação para estes profissionais. Diante das considerações apresentadas, o presente estudo tem o objetivo de refletir sobre a ética no aconselhamento genético, e discutir os desafios e possibilidades para a enfermagem. O aconselhamento consiste no dialogo entre o profissional de saúde, preferencialmente especializado em genética, sobre problemas de saúde relacionados a doença hereditárias ou genéticas em famílias envolvida ou com pessoas acometidas por tal, com fins de esclarecer sobre a patologia, as características, riscos de desenvolver e transmitir, bem como prevenir ou melhorar. O profissional de enfermagem é um facilitador na transferência dos conhecimentos clínicos para a família, que lidará com essas modificações genéticas e necessita além de um conhecimento amplo do assunto, precisa conhecer os princípios éticos nesta temática. A enfermagem é capaz de atuar no aconselhamento genético de uma forma inovadora e eficaz. O Aconselhamento genético deve proceder de forma ética, simples e direta, com diálogos abertos para que as informações.
  13. 13. Aconselhamento genético A maioria dos profissionais no AG são médicos, entretanto outros profissionais, devido ao surgimento das novas tecnologias, estão direcionando estudos na área. No brasil foi implantada uma sociedade de enfermagem genética, contribuindo para a evolução da área por enfermeiros. Um dos motivos para realização do aconselhamento é para um melhor planejamento familiar, que irá adentrar nestas novas tecnologias reprodutivas, apesar de que já vimos que ele surgiu e é mais utilizado âmbito das doenças hereditárias, onde o profissional fala sobre os aspectos das patologias.
  14. 14. Engenharia genética é uma carreira promissora? Há uns dez anos, só se falava do avanço da genética e de como a manipulação dos genes prometia grandes feitos à humanidade. O assunto saiu um pouco de pauta, mas será que a biotecnologia ainda é uma carreira promissora? A resposta é sim. De acordo com Marcelo Fernandes da Silva, diretor do curso tecnológico de Gestão em Biotecnologia da Universidade de Uberaba (MG), o mercado de trabalho está em alta pois há grandes investimentos e fusões empresariais com o objetivo de obter novos produtos biotecnológicos de interesse comercial. O coordenador do curso de Engenharia Biotecnológica da Universidade Estadual Paulista (Unesp), José Celso Rocha, afirma ainda que a área ganhou interesse estratégico nos últimos seis anos: “depois da aprovação da Lei de Biossegurança no Congresso, que regulamentou o uso de células-tronco e transgênicos, empresários passaram a se interessar pelo assunto”. Os setores mais aquecidos são o de biocombustíveis (bioetanol e biodiesel), medicamentos (vacinas e hemoderivados), comodities (soja, algodão, milho e outros transgênicos), melhoramento genético animal (bovino, caprino e ovino) e meio ambiente e conservação de espécies (biorremediação, controle de poluentes e bioindicadores).
  15. 15. Engenharia genética é uma carreira promissora? O biotecnólogo também pode: pesquisar métodos de utilização desses microorganismos na produção de alimentos e bebidas; cuidar do controle do crescimento microbacteriano e da segurança e higiene no ambiente de trabalho; e trabalhar como engenheiro, projetando equipamentos que reproduzem, em escala industrial, processos que envolvam células vivas, empregados na fabricação de medicamentos, cosméticos, alimentos ou química em geral. E não acaba por aí: como esse é um novo campo, outras áreas além das já existentes poderão ser objeto de intervenção deste profissional, aumentando as oportunidades no mercado de trabalho. Se você se interessou pela atuação desse campo de estudo, é bom entender de matemática, física, química, estatística e informática, que são disciplinas base da graduação. Além disso, é recomendável atentar para qual tipo de curso irá optar: tecnológico ou bacharelado. Enquanto o primeiro deles forma especialistas em gestão e processos biotecnológicos, o segundo propõe uma formação mais abrangente, para que o profissional possa exercer atividades em todas as áreas da biotecnologia.
  16. 16. Conclusão O patrimônio genético poderá estar comprometido se não houver na engenharia genética uma manipulação ou utilização consciente, sadia, correta, legal e ética dos recursos que o compõem. Por isso a comunidade científica, o Poder Público e os cidadãos conscientes devem ficar atentos e fiscalizar a aplicação das novas técnicas da engenharia genética, seus resultados e produtos, bem conhecer os termos de sua tutela jurídica e utilizar dos mecanismos legais de proteção através da ação civil pública, em se constatando cientificamente perigo ou dano ao meio ambiente. Aí pode ter aplicação um dos mais importantes princípios do direito ambiental: o princípio da precaução.

×