SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Baixar para ler offline
A narração de histórias de
vida como atividade
transformadora de si
Slides by
Profa. Ma. Raquel Salcedo Gomes
“As narrações centradas na formação ao longo da vida revelam
formas e sentidos múltiplos de existencialidade singular-plural,
criativa e inventiva do pensar, do agir e do viver junto.” (JOSSO, 2007, p.
413)
“[...] a questão da identidade deve ser
concebida como processo permanente de
identificação ou de diferenciação, de
definição de si mesmo, através da nossa
identidade evolutiva, um dos sinais
emergentes de fatores socioculturais visíveis
da existencialidade.” (JOSSO, 2007, p. 415-416)
Narrar é percorrer os caminhos da
memória, reconstruindo a si próprio.
“A existencialidade é abordada por meio de uma trama
totalmente original – porque singular – no seio de uma
humanidade partilhada.” (JOSSO, 2007, p. 420)
Quando narramos, devemos levar em conta
diferentes registros do nosso pensar, como as
crenças científicas, religiosas e esotéricas,
saberes gerais e saberes locais.
EXISTÊNCIA SINGULAR PLURAL
• aprendizagens existenciais: constitutivas do conhecimento de si
em nossas dimensões de ser no mundo
• aprendizagens instrumentais: reúnem os processos e
procedimentos em todos os domínios da vida prática numa
dada cultura e num dado momento histórico
• aprendizagens relacionais: as aquisições de comportamentos,
de estratégias de trocas e de comunicação com o outro, do
saber-ser em relação consigo, com o outro e com o mundo
• aprendizagens reflexivas: permitem a construção do saber-
pensar nos referenciais explicativos e compreensivos
Aprendizagens
(JOSSO, 2007, p. 422)
• Singularização / conformização: o ser humano está
constantemente se diferenciando de ou se conformando a
determinada ideia, ação, ponto de vista.
• Responsabilização / dependência: o sujeito pode se deixar
levar pelas lógicas coletivas, pode buscar uma
independência interativa ou sujeitar-se, no plano
relacional, econômico ou social.
• Interioridade / exterioridade: vivemos uma dinâmica
interior que vai ao encontro, com mais ou menos
felicidade, das condições do nosso meio ambiente.
Componentes dialéticos da
dinâmica do percurso da vida
(JOSSO, 2007, p. 422-423)
Dimensões do ser em transformação
(JOSSO, 2006, p. 480)
Ser de sensibilidades
Ser de ação Ser de emoções
Ser de carne e Ser de
atenção consciente
Ser de imaginação Ser de afetividade
Ser de cognição e de
memória
“[...] abordagem globalizadora e dinâmica da
construção de si como uma disponibilidade
constante à existência e, assim sendo, uma
atenção consciente ou uma escuta sensível ao
que se manifesta de nossa existencialidade no
tempo presente.” (JOSSO, 2007, p. 424)
O que é afinal a teoria das
histórias de vida?
As práticas de reflexão sobre si se apresentam como
laboratórios de compreensão da aprendizagem do ofício
de viver num mundo móvel, globalmente não-dominado
e, no entanto, parcialmente dominável na medida das
individualidades, que se faz e se desfaz sem cessar e que
põe em cheque a crença em uma“identidade adquirida”,
em benefício de uma existencialidade sempre em obra,
sempre em construção. (JOSSO, 2007, p. 431)
Para finalizar...
Referências
JOSSO, Marie-Christine. As figuras de ligação nos
relatos de formação: ligações formadoras,
deformadoras e transformadoras. In: Educação e
Pesquisa, vol. 32, no. 2, maio/ago, São Paulo,
2006.
JOSSO, Marie-Christine. A transformação de si a
partir da narração de histórias de vida. In:
Educação. Porto Alegre, ano XXX, n. 3 (63), p.
413-438, set./dez. 2007.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalCícero Quarto
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemMarcelo Assis
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRiaSilvia Marina Anaruma
 
Interdisciplinaridade no ciclo de alfabetização
Interdisciplinaridade no ciclo de alfabetizaçãoInterdisciplinaridade no ciclo de alfabetização
Interdisciplinaridade no ciclo de alfabetizaçãoAna Maria Louzada
 
Pauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptx
Pauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptxPauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptx
Pauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptxRogrioPereira68
 
2. brincadeiras
2. brincadeiras2. brincadeiras
2. brincadeirasPactoufba
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyElcielle .
 
Biografia de Lev Vygotsky
Biografia de Lev VygotskyBiografia de Lev Vygotsky
Biografia de Lev VygotskyKleber Saraiva
 
Você sabe o que é educação?
Você sabe o que é educação?Você sabe o que é educação?
Você sabe o que é educação?ju_honorato
 
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18UFPB
 
Vygotsky - Desenvolvimento psicológico
Vygotsky - Desenvolvimento psicológicoVygotsky - Desenvolvimento psicológico
Vygotsky - Desenvolvimento psicológicoNuap Santana
 
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e ClínicaFundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e ClínicaInstituto Consciência GO
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Carlos Caldas
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilFátima Regina
 

Mais procurados (20)

Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento ProximalVygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
Vygotsky e a Teoria da Zona de Desenvolvimento Proximal
 
Teorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagemTeorias da aprendizagem
Teorias da aprendizagem
 
Psicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimentoPsicologia do desenvolvimento
Psicologia do desenvolvimento
 
História da psicopedagogia
História da psicopedagogiaHistória da psicopedagogia
História da psicopedagogia
 
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRiaPsicologia Da EducaçãO  Aula IntrodutóRia
Psicologia Da EducaçãO Aula IntrodutóRia
 
Interdisciplinaridade no ciclo de alfabetização
Interdisciplinaridade no ciclo de alfabetizaçãoInterdisciplinaridade no ciclo de alfabetização
Interdisciplinaridade no ciclo de alfabetização
 
Pauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptx
Pauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptxPauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptx
Pauta-Currículo-Paulista-Fundamentos-Pedagógicos-1.pptx
 
2. brincadeiras
2. brincadeiras2. brincadeiras
2. brincadeiras
 
Piaget x Vygotsky
Piaget x VygotskyPiaget x Vygotsky
Piaget x Vygotsky
 
Biografia de Lev Vygotsky
Biografia de Lev VygotskyBiografia de Lev Vygotsky
Biografia de Lev Vygotsky
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Histórico Ed Infantil
Histórico Ed InfantilHistórico Ed Infantil
Histórico Ed Infantil
 
Você sabe o que é educação?
Você sabe o que é educação?Você sabe o que é educação?
Você sabe o que é educação?
 
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
Campo de atuação_do_pedagogo- aula do dia 18
 
Psicologia E EducaçãO
Psicologia E EducaçãOPsicologia E EducaçãO
Psicologia E EducaçãO
 
Vygotsky - Desenvolvimento psicológico
Vygotsky - Desenvolvimento psicológicoVygotsky - Desenvolvimento psicológico
Vygotsky - Desenvolvimento psicológico
 
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e ClínicaFundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
Fundamentos da Psicopedagogia Institucional e Clínica
 
Psicologia da Educação
Psicologia da Educação Psicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Avaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantilAvaliação na educação infantil
Avaliação na educação infantil
 

Destaque

Destaque (8)

Projeto identidade
Projeto identidadeProjeto identidade
Projeto identidade
 
Não tenha vergonha de dizer eu te amo.
Não tenha vergonha de dizer eu te amo.Não tenha vergonha de dizer eu te amo.
Não tenha vergonha de dizer eu te amo.
 
Palco da Vida - Fernando Pessoa
Palco da Vida - Fernando PessoaPalco da Vida - Fernando Pessoa
Palco da Vida - Fernando Pessoa
 
Impossível não chorar ...
Impossível não chorar ...Impossível não chorar ...
Impossível não chorar ...
 
Como elaborar uma resenha
Como elaborar uma resenhaComo elaborar uma resenha
Como elaborar uma resenha
 
EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICAEXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
 
Projeto "Quem sou eu"
Projeto "Quem sou eu"Projeto "Quem sou eu"
Projeto "Quem sou eu"
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
 

Semelhante a A narração de histórias de vida como atividade transformadora de si

Texto singularidades do envelhecimento grupo 4 - dia 04 de novembro
Texto singularidades do envelhecimento   grupo 4 - dia 04 de novembroTexto singularidades do envelhecimento   grupo 4 - dia 04 de novembro
Texto singularidades do envelhecimento grupo 4 - dia 04 de novembroProfesonline
 
Vandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano Escolar
Vandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano EscolarVandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano Escolar
Vandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano Escolarguest8044c8
 
Módulo 1 1.2.
Módulo 1   1.2.Módulo 1   1.2.
Módulo 1 1.2.cattonia
 
Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)
Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)
Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)Adalene Sales
 
O silêncio é de ouro e a palavra é de prata considerações ...
O silêncio é de ouro e a palavra é de prata   considerações ...O silêncio é de ouro e a palavra é de prata   considerações ...
O silêncio é de ouro e a palavra é de prata considerações ...Clóvis Gualberto
 
4ª Aula 24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
4ª Aula   24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos4ª Aula   24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
4ª Aula 24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos HumanosElenitaPimentel
 
Referencial de Ensino Religioso
Referencial de Ensino ReligiosoReferencial de Ensino Religioso
Referencial de Ensino Religiosoacs8cre
 
Referencial Ensino Religioso
Referencial Ensino ReligiosoReferencial Ensino Religioso
Referencial Ensino Religiosoacs8cre
 
Afetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantilAfetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantilPessoal
 
Palestra competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem - luzi...
Palestra   competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem -  luzi...Palestra   competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem -  luzi...
Palestra competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem - luzi...tudoeducacional
 
Praxisdo Educador[1]
Praxisdo Educador[1]Praxisdo Educador[1]
Praxisdo Educador[1]Maria Gold
 
Estratégias Inovadoras por Ma Dolores Fortes
Estratégias Inovadoras por Ma Dolores FortesEstratégias Inovadoras por Ma Dolores Fortes
Estratégias Inovadoras por Ma Dolores FortesWeb Currículo PUC-SP
 
Identidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdf
Identidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdfIdentidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdf
Identidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdfMarcia Sandra Santos
 
CARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEIN
CARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEINCARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEIN
CARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEINKeize Bonacina
 
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOREA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOKeize Bonacina
 
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOREA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOKeize Bonacina
 
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOREA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOKeize Bonacina
 

Semelhante a A narração de histórias de vida como atividade transformadora de si (20)

Texto singularidades do envelhecimento grupo 4 - dia 04 de novembro
Texto singularidades do envelhecimento   grupo 4 - dia 04 de novembroTexto singularidades do envelhecimento   grupo 4 - dia 04 de novembro
Texto singularidades do envelhecimento grupo 4 - dia 04 de novembro
 
Vandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano Escolar
Vandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano EscolarVandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano Escolar
Vandrea MudançAs De EstratéGias Na VivêNcia Do Cortidiano Escolar
 
Módulo 1 1.2.
Módulo 1   1.2.Módulo 1   1.2.
Módulo 1 1.2.
 
Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)
Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)
Sweder: Psicologia Cultural vs Psicologia Transcultural (resumo)
 
Genre por ana_ale
Genre por ana_aleGenre por ana_ale
Genre por ana_ale
 
Vigotski
VigotskiVigotski
Vigotski
 
O silêncio é de ouro e a palavra é de prata considerações ...
O silêncio é de ouro e a palavra é de prata   considerações ...O silêncio é de ouro e a palavra é de prata   considerações ...
O silêncio é de ouro e a palavra é de prata considerações ...
 
4ª Aula 24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
4ª Aula   24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos4ª Aula   24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
4ª Aula 24 03 2010\AnáLise Do Discurso E Direitos Humanos
 
Referencial de Ensino Religioso
Referencial de Ensino ReligiosoReferencial de Ensino Religioso
Referencial de Ensino Religioso
 
Referencial Ensino Religioso
Referencial Ensino ReligiosoReferencial Ensino Religioso
Referencial Ensino Religioso
 
Gênero como ação social
Gênero como ação socialGênero como ação social
Gênero como ação social
 
Afetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantilAfetividade na educação infantil
Afetividade na educação infantil
 
Palestra competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem - luzi...
Palestra   competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem -  luzi...Palestra   competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem -  luzi...
Palestra competências e habilidades no processo ensino-aprendizagem - luzi...
 
Praxisdo Educador[1]
Praxisdo Educador[1]Praxisdo Educador[1]
Praxisdo Educador[1]
 
Estratégias Inovadoras por Ma Dolores Fortes
Estratégias Inovadoras por Ma Dolores FortesEstratégias Inovadoras por Ma Dolores Fortes
Estratégias Inovadoras por Ma Dolores Fortes
 
Identidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdf
Identidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdfIdentidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdf
Identidade Cultura Surda e Produção de Subjetividades e Educação.pdf
 
CARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEIN
CARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEINCARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEIN
CARACTERÍSTICA 12 DA TEORIA DE REUVEN FEURSTEIN
 
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOREA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
 
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOREA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
 
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃOREA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
REA FUNDAMENTOS DA INCLUSÃO
 

Mais de Raquel Salcedo Gomes

Trajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdf
Trajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdfTrajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdf
Trajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdfRaquel Salcedo Gomes
 
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente InformatizadoTrajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente InformatizadoRaquel Salcedo Gomes
 
Cultura digital ou digitalização da cultura
Cultura digital ou digitalização da culturaCultura digital ou digitalização da cultura
Cultura digital ou digitalização da culturaRaquel Salcedo Gomes
 
Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...
Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...
Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...Raquel Salcedo Gomes
 
História das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionais
História das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionaisHistória das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionais
História das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionaisRaquel Salcedo Gomes
 
Desafios da educação na pandemia
Desafios da educação na pandemiaDesafios da educação na pandemia
Desafios da educação na pandemiaRaquel Salcedo Gomes
 
What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?
What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?
What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?Raquel Salcedo Gomes
 
Cognição 4E - Evolução da cognição
Cognição 4E - Evolução da cogniçãoCognição 4E - Evolução da cognição
Cognição 4E - Evolução da cogniçãoRaquel Salcedo Gomes
 
Benjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos Educacionais
Benjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos EducacionaisBenjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos Educacionais
Benjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos EducacionaisRaquel Salcedo Gomes
 
Pesquisa em informática na educação e ciências cognitivas
Pesquisa em informática na educação e ciências cognitivasPesquisa em informática na educação e ciências cognitivas
Pesquisa em informática na educação e ciências cognitivasRaquel Salcedo Gomes
 
Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?
Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?
Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?Raquel Salcedo Gomes
 
Inteligência Coletiva - Pierre Lévy
Inteligência Coletiva - Pierre Lévy Inteligência Coletiva - Pierre Lévy
Inteligência Coletiva - Pierre Lévy Raquel Salcedo Gomes
 
Pierre Lévy e as humanidades digitais
Pierre Lévy e as humanidades digitaisPierre Lévy e as humanidades digitais
Pierre Lévy e as humanidades digitaisRaquel Salcedo Gomes
 
Informática na educação baseada em evidências
Informática na educação baseada em evidênciasInformática na educação baseada em evidências
Informática na educação baseada em evidênciasRaquel Salcedo Gomes
 
Pervasive Computing: Vision and Challenges
Pervasive Computing: Vision and ChallengesPervasive Computing: Vision and Challenges
Pervasive Computing: Vision and ChallengesRaquel Salcedo Gomes
 

Mais de Raquel Salcedo Gomes (20)

Trajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdf
Trajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdfTrajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdf
Trajetórias de aprendizagem para navegar o século XXI.pdf
 
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente InformatizadoTrajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
Trajetórias de Aprendizagem Visível em Ambiente Informatizado
 
Cultura digital ou digitalização da cultura
Cultura digital ou digitalização da culturaCultura digital ou digitalização da cultura
Cultura digital ou digitalização da cultura
 
Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...
Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...
Trajetórias de aprendizagem e os 20 princípios da APA sobre ensino e aprendiz...
 
História das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionais
História das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionaisHistória das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionais
História das tecnologias cognitivas e suas implicações educacionais
 
Desafios da educação na pandemia
Desafios da educação na pandemiaDesafios da educação na pandemia
Desafios da educação na pandemia
 
What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?
What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?
What happened to cognitive science? O que aconteceu com a ciência cognitiva?
 
Cognição 4E - Evolução da cognição
Cognição 4E - Evolução da cogniçãoCognição 4E - Evolução da cognição
Cognição 4E - Evolução da cognição
 
Cognição enativa e linguagem
Cognição enativa e linguagemCognição enativa e linguagem
Cognição enativa e linguagem
 
Benjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos Educacionais
Benjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos EducacionaisBenjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos Educacionais
Benjamin Bloom, Mastery Learning, Objetivos Educacionais
 
Educação na cultura digital
Educação na cultura digitalEducação na cultura digital
Educação na cultura digital
 
Pesquisa em informática na educação e ciências cognitivas
Pesquisa em informática na educação e ciências cognitivasPesquisa em informática na educação e ciências cognitivas
Pesquisa em informática na educação e ciências cognitivas
 
Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?
Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?
Fechamento Pierre Lévy - O que é o virtual?
 
O que é o virtual? Pierre Lévy
O que é o virtual? Pierre LévyO que é o virtual? Pierre Lévy
O que é o virtual? Pierre Lévy
 
Inteligência Coletiva - Pierre Lévy
Inteligência Coletiva - Pierre Lévy Inteligência Coletiva - Pierre Lévy
Inteligência Coletiva - Pierre Lévy
 
Pierre Lévy e as humanidades digitais
Pierre Lévy e as humanidades digitaisPierre Lévy e as humanidades digitais
Pierre Lévy e as humanidades digitais
 
Informática na educação baseada em evidências
Informática na educação baseada em evidênciasInformática na educação baseada em evidências
Informática na educação baseada em evidências
 
Pervasive Computing: Vision and Challenges
Pervasive Computing: Vision and ChallengesPervasive Computing: Vision and Challenges
Pervasive Computing: Vision and Challenges
 
Bergson e Maturana em minha tese
Bergson e Maturana em minha teseBergson e Maturana em minha tese
Bergson e Maturana em minha tese
 
Poesia - Modernistas (1945-1960)
Poesia - Modernistas (1945-1960)Poesia - Modernistas (1945-1960)
Poesia - Modernistas (1945-1960)
 

Último

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 

Último (20)

Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 

A narração de histórias de vida como atividade transformadora de si

  • 1. A narração de histórias de vida como atividade transformadora de si Slides by Profa. Ma. Raquel Salcedo Gomes
  • 2. “As narrações centradas na formação ao longo da vida revelam formas e sentidos múltiplos de existencialidade singular-plural, criativa e inventiva do pensar, do agir e do viver junto.” (JOSSO, 2007, p. 413) “[...] a questão da identidade deve ser concebida como processo permanente de identificação ou de diferenciação, de definição de si mesmo, através da nossa identidade evolutiva, um dos sinais emergentes de fatores socioculturais visíveis da existencialidade.” (JOSSO, 2007, p. 415-416) Narrar é percorrer os caminhos da memória, reconstruindo a si próprio.
  • 3. “A existencialidade é abordada por meio de uma trama totalmente original – porque singular – no seio de uma humanidade partilhada.” (JOSSO, 2007, p. 420) Quando narramos, devemos levar em conta diferentes registros do nosso pensar, como as crenças científicas, religiosas e esotéricas, saberes gerais e saberes locais. EXISTÊNCIA SINGULAR PLURAL
  • 4. • aprendizagens existenciais: constitutivas do conhecimento de si em nossas dimensões de ser no mundo • aprendizagens instrumentais: reúnem os processos e procedimentos em todos os domínios da vida prática numa dada cultura e num dado momento histórico • aprendizagens relacionais: as aquisições de comportamentos, de estratégias de trocas e de comunicação com o outro, do saber-ser em relação consigo, com o outro e com o mundo • aprendizagens reflexivas: permitem a construção do saber- pensar nos referenciais explicativos e compreensivos Aprendizagens (JOSSO, 2007, p. 422)
  • 5. • Singularização / conformização: o ser humano está constantemente se diferenciando de ou se conformando a determinada ideia, ação, ponto de vista. • Responsabilização / dependência: o sujeito pode se deixar levar pelas lógicas coletivas, pode buscar uma independência interativa ou sujeitar-se, no plano relacional, econômico ou social. • Interioridade / exterioridade: vivemos uma dinâmica interior que vai ao encontro, com mais ou menos felicidade, das condições do nosso meio ambiente. Componentes dialéticos da dinâmica do percurso da vida (JOSSO, 2007, p. 422-423)
  • 6. Dimensões do ser em transformação (JOSSO, 2006, p. 480) Ser de sensibilidades Ser de ação Ser de emoções Ser de carne e Ser de atenção consciente Ser de imaginação Ser de afetividade Ser de cognição e de memória
  • 7. “[...] abordagem globalizadora e dinâmica da construção de si como uma disponibilidade constante à existência e, assim sendo, uma atenção consciente ou uma escuta sensível ao que se manifesta de nossa existencialidade no tempo presente.” (JOSSO, 2007, p. 424) O que é afinal a teoria das histórias de vida?
  • 8. As práticas de reflexão sobre si se apresentam como laboratórios de compreensão da aprendizagem do ofício de viver num mundo móvel, globalmente não-dominado e, no entanto, parcialmente dominável na medida das individualidades, que se faz e se desfaz sem cessar e que põe em cheque a crença em uma“identidade adquirida”, em benefício de uma existencialidade sempre em obra, sempre em construção. (JOSSO, 2007, p. 431) Para finalizar...
  • 9. Referências JOSSO, Marie-Christine. As figuras de ligação nos relatos de formação: ligações formadoras, deformadoras e transformadoras. In: Educação e Pesquisa, vol. 32, no. 2, maio/ago, São Paulo, 2006. JOSSO, Marie-Christine. A transformação de si a partir da narração de histórias de vida. In: Educação. Porto Alegre, ano XXX, n. 3 (63), p. 413-438, set./dez. 2007.