SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Liberdade, Angústia
e Autenticidade
Bruno Carrasco
Temas / Questões existenciais
● Atravessamos temas ou questões que
fazem parte do existir humano.
● São questões que enfrentamos em nossa
existência, próprias do existir humano.
● Por serem temas com nomes conhecidos já
adianto que são interpretadas de outro
modo do que conhecido popularmente ou
por outros autores.
ex-isto www.ex-isto.com
LIBERDADE
● Um dos principais temas abordados pelo
existencialismo, por diversos autores.
● Trata-se de uma liberdade diferente da
concepção popular ou da liberal.
● Segundo Nietzsche, liberdade é ser quem
somos e criar nossos próprios valores,
tornando-se senhor de si, se afirmando e
vivendo a vida em seu caos e plenitude.
ex-isto www.ex-isto.com
“O que é ser livre?
É não termos vergonha de
sermos quem somos.”
(Friedrich Nietzsche)
ex-isto www.ex-isto.com
LIBERDADE
● Segundo Sartre, somos livres para
escolher e não há como não escolher.
● O ser humano não possui uma essência
que define como deve ser ou agir em sua
vida, mas constrói sua existência por meio
de suas próprias escolhas.
● São as escolhas e as experiências de vida
que nos transformam no ser que somos.
● Cada um se torna o que faz de si mesmo.
ex-isto www.ex-isto.com
“O que não é possível é não escolher.
Eu sempre posso escolher,
mas tenho que saber que se não escolho,
isto também é uma escolha.”
(Jean-Paul Sartre)
ex-isto www.ex-isto.com
LIBERDADE
● A liberdade não é uma coisa ou objeto,
mas uma ação que acontece na relação.
● “O homem está condenado a ser livre.”
Condenado, pois não escolheu ser, e livre
porque a todo momento faz escolhas.
● Nos inventamos a cada instante, e somos
responsáveis por nossas escolhas.
● As escolhas que fazemos afetam outras
pessoas ou os espaços que convivemos.
ex-isto www.ex-isto.com
“O covarde se faz covarde,
e o herói se faz herói.
Existe sempre uma possibilidade
para o covarde deixar de ser covarde
e para o herói deixar de ser herói.”
(Jean-Paul Sartre)
ex-isto www.ex-isto.com
LIBERDADE
● Fazer escolhas nos permite transcender a
nós mesmos, indo além das condições
onde estamos ou de como aprendemos.
● Quando escolhemos, mudamos os rumos
de nossa vida. Cada escolha nos leva a um
caminho e podemos fazer novas escolhas.
● Cada um desenvolve sua história, existir
consiste em expressar o que nos é interior,
conviver implica em nos relacionar com as
diferentes singularidades.ex-isto www.ex-isto.com
LIBERDADE
● Mas, como fazer escolhas?
● Nossas experiências de vida são fontes de
orientação de nossas escolhas, com elas
percebemos o que queremos manter,
aproximar e distanciar.
● O que experimentei que me fez bem?
● Fazer nossas próprias escolhas implica em
viver a tensão entre o que desejamos e as
condições onde estamos inseridos.
ex-isto www.ex-isto.com
“Viver é isto:
se equilibrar todo o tempo
entre escolhas e
consequências.”
(Jean-Paul Sartre)
ex-isto www.ex-isto.com
ANGÚSTIA
● A liberdade gera angústia.
● O fato de sermos livres para escolher
nossa própria vida nos traz o sentimento
de angústia, sobre o que e como escolher?
Além disso, como me responsabilizar pela
escolha que faço?
● Esse sentimento pode ser associado a
sensações como depressão, ansiedade,
estresse, raiva, medo, etc.
ex-isto www.ex-isto.com
ANGÚSTIA
● Nos sentimos angustiados em diversas
situações, seja quando não percebemos
possibilidades de escolhas; quando temos
de renunciar algo para fazer uma escolha;
quando percebemos que não há como
fazer qualquer escolha por nos perceber
limitados, seja por conta de nosso corpo
ou do espaço onde estamos.
ex-isto www.ex-isto.com
ANGÚSTIA
● Sentimos angústia quando percebemos o
absurdo de nossa existência e procuramos
dar significados para nossa vida; quando
nos percebemos pertencentes à uma época
histórica e que não há como viver o
passado ou o futuro; quando nos
relacionamos com pessoas que possuem
diferentes valores e concepções sobre a
vida, gerando conflito.
ex-isto www.ex-isto.com
ANGÚSTIA
● Segundo o filósofo dinamarquês Soren
Kierkegaard, a angústia surge do fato de
não escolhermos ou de deixar que outro
escolha por nós a nossa própria vida.
● Quando não escolhemos ser quem somos e
deixamos que outro decida por nós, pode
nos gerar sensação de angústia ou de
desespero.
ex-isto www.ex-isto.com
“O desespero mais comum é não
escolhermos ou não podermos ser
nós mesmos, mas a forma mais
profunda de desespero é
escolhermos ser outra pessoa ao
invés de nós mesmos.”
(Kierkegaard)
ex-isto www.ex-isto.com
ANGÚSTIA
● A angústia não é vista como ruim ou
patológica para o existencialismo, mas
como algo que nos faz viver realmente
presentes na condição em que estamos.
● A angústia é uma possibilidade para o
nosso desenvolvimento pessoal.
● Trata-se de uma experiência valiosa que
faz parte da existência humana.
ex-isto www.ex-isto.com
ANGÚSTIA
● As frustrações e decepções ocorrem em
diversos momentos de nossa vida.
● Nos desenvolvemos atravessando as
situações difíceis e não evitando elas.
● Se não encaramos e lidamos com a nossa
angústia, vamos diminuindo nossa
capacidade de lidar com ela.
● A angústia se transforma em possibilidade
de transcender a nossa própria existência.
ex-isto www.ex-isto.com
AUTENTICIDADE
● Autenticidade não é o mesmo que
sinceridade, somos autênticos com nós
mesmos, trata-se de um processo interno.
● Acontece quando agimos de acordo com o
que faz sentido para nós. Para sermos
autênticos, precisamos inicialmente
perceber a nós mesmos:
● O que nos move? O que nos faz sentir
bem? Com o que nos identificamos?
ex-isto www.ex-isto.com
AUTENTICIDADE
● Começamos a ser autênticos quando
percebemos que não precisamos levar a
vida como uma regra, e que não temos de
ser o que os outros esperam de nós.
● Compreender isso nos possibilita rever a
vida que levamos e ir em busca de novas
possibilidades, para uma maior satisfação
pessoal, experimentando e criando novos
modos de ser.
ex-isto www.ex-isto.com
AUTENTICIDADE
● Autenticidade é justamente nos perceber
mais profundamente, reavaliando o que
queremos e o que não queremos, e nos
mover em direção do que nos faz sentido.
● Ser autêntico implica em gerar atrito com
quem espera que sejamos o que não
somos, em reconhecer nossas limitações e
dificuldades, para ir além delas.
ex-isto www.ex-isto.com
● Ser autêntico é assumir o ser que sou.
● A pessoa autêntica faz suas escolhas,
tomando suas decisões com base em seus
próprios valores e sentimentos.
● Para isso, preciso não me preocupar tanto
com o que os outros vão pensar.
● Quando assumimos quem somos é comum
ser alvo de críticas e julgamentos, e não
há como agradar a todos.
AUTENTICIDADE
ex-isto www.ex-isto.com
● Conforme fazemos escolhas alinhadas com
nossos sentimentos e valores, passamos a
nos sentir autônomos para escolher a
nossa própria vida. Diante cada situação
que surgir podemos fazer novas escolhas.
● Passamos encontrar novas maneiras de
lidar com situações antigas, colocando em
prática o que realmente acreditamos e
queremos.
AUTENTICIDADE
ex-isto www.ex-isto.com
● Com o tempo vamos nos sentindo seguros
e confortáveis com nossas escolhas e
mostramos nossa mudança para as outras
pessoas, como queremos ser.
● Todos os modos de ser são permitidos, a
vida não tem um programa de como deve
ser vivida, todos somos livres para fazer
escolhas e criar modos de ser.
AUTENTICIDADE
ex-isto www.ex-isto.com
“Isso de ser exatamente
aquilo que a gente é ainda
vai nos levar além.”
(Paulo Leminski)
ex-isto www.ex-isto.com
Outros temas / questões existenciais
● Liberdade
● Angústia
● Autenticidade
● Solidão
● Tédio
● Sensação de vazio
● Sentido da vida
● Projeto existencial
● Expectativas
● Conflitos
● Luto
● Limites
● Transcendência
● Percepção
● Interpretação
● Felicidade
● Alienação
● Valores
ex-isto www.ex-isto.com
Indicações de leitura
"O que é o existencialismo"
(João da Penha)
“Assim falou Zaratustra”
(Friedrich Nietzsche)
"O existencialismo é um humanismo"
(Jean-Paul Sartre)
"Psicoterapia Existencial"
(Valdemar Angerami)
ex-isto www.ex-isto.com
Por Bruno Carrasco
Psicoterapeuta existencial e professor.
Graduado em Psicologia, licenciado em
Filosofia e Pedagogia, pós-graduado em
Ensino de Filosofia e Psicologia Existencial
Humanista e Fenomenológica, possui
especialização em Psicoterapia
Fenomenológico-Existencial, formação em
Arteterapia, Educação Popular e Educação
Participativa.
ex-isto
Ex-isto é um projeto dedicado ao estudo e
pesquisa sobre o existencialismo e suas
relações com a psicologia, filosofia,
psicoterapia, fenomenologia, literatura e artes,
iniciado no final de 2016.
www.ex-isto.com
www.fb.com/existocom
www.youtube.com/existo
Alguns direitos reservados
Você tem o direito de copiar, adaptar, traduzir
e criar obras derivadas, desde que dê crédito ao
autor e não utilize para fins comerciais.
Licença Creative Commons: Atribuição Não
Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional.
Template por SlidesCarnivalex-isto, 2016

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANOÉTICA  E AÇÃO MORAL - 3 ANO
ÉTICA E AÇÃO MORAL - 3 ANO
 
Existencialismo Pronto
Existencialismo ProntoExistencialismo Pronto
Existencialismo Pronto
 
O que são valores?
O que são valores?O que são valores?
O que são valores?
 
Fenomenologia - uma breve introdução
Fenomenologia - uma breve introduçãoFenomenologia - uma breve introdução
Fenomenologia - uma breve introdução
 
Felicidade 2018
Felicidade 2018Felicidade 2018
Felicidade 2018
 
Jean paul sartre
Jean paul sartreJean paul sartre
Jean paul sartre
 
Filosofia contemporânea - Jean Paul Sartre
Filosofia contemporânea - Jean Paul SartreFilosofia contemporânea - Jean Paul Sartre
Filosofia contemporânea - Jean Paul Sartre
 
Consciencia (1)
Consciencia (1)Consciencia (1)
Consciencia (1)
 
Inteligência emocional corrigida
Inteligência emocional corrigidaInteligência emocional corrigida
Inteligência emocional corrigida
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Felicidade
 
Teoria do conhecimento
Teoria do conhecimentoTeoria do conhecimento
Teoria do conhecimento
 
Fenomenologia e a psicologia
Fenomenologia e a psicologiaFenomenologia e a psicologia
Fenomenologia e a psicologia
 
Felicidade
FelicidadeFelicidade
Felicidade
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Sartre
SartreSartre
Sartre
 
Empirismo
EmpirismoEmpirismo
Empirismo
 
Auto Estima
Auto EstimaAuto Estima
Auto Estima
 
Introdução à fenomenologia
Introdução à fenomenologiaIntrodução à fenomenologia
Introdução à fenomenologia
 
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe AssunçãoAULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
AULA - O QUE É FELICIDADE - ARISTÓTELES- Prof. noe Assunção
 
Psicologia positivapronto
Psicologia positivaprontoPsicologia positivapronto
Psicologia positivapronto
 

Semelhante a Liberdade, angústia e autenticidade

O que tem relação com o Existencialismo
O que tem relação com o ExistencialismoO que tem relação com o Existencialismo
O que tem relação com o ExistencialismoBruno Carrasco
 
Etica para um jovem 1-4 Capitulo
Etica para um jovem 1-4 CapituloEtica para um jovem 1-4 Capitulo
Etica para um jovem 1-4 CapituloAna Santos Menoita
 
37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartre
37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartre37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartre
37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartreAdriano Machado
 
Entendimento de ser humano segundo o existencialismo
Entendimento de ser humano segundo o existencialismoEntendimento de ser humano segundo o existencialismo
Entendimento de ser humano segundo o existencialismoBruno Carrasco
 
Que e o_existencialismo_sartre
Que e o_existencialismo_sartreQue e o_existencialismo_sartre
Que e o_existencialismo_sartreLidiane Collares
 
Aulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 RevisadoAulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 Revisadoelisamello
 
A dinâmica da personalidade aula 3
A dinâmica da personalidade   aula 3A dinâmica da personalidade   aula 3
A dinâmica da personalidade aula 3Valdinar Portela
 
Libertarismo e determinismo
Libertarismo e determinismoLibertarismo e determinismo
Libertarismo e determinismoClaudio Gomes
 
Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15Candice Gunther
 
Existencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, Sartre
Existencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, SartreExistencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, Sartre
Existencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, SartreBruno Carrasco
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
AutoconhecimentoDalila Melo
 

Semelhante a Liberdade, angústia e autenticidade (20)

O que tem relação com o Existencialismo
O que tem relação com o ExistencialismoO que tem relação com o Existencialismo
O que tem relação com o Existencialismo
 
Etica para um jovem 1-4 Capitulo
Etica para um jovem 1-4 CapituloEtica para um jovem 1-4 Capitulo
Etica para um jovem 1-4 Capitulo
 
37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartre
37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartre37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartre
37041549 a-liberdade-segundo-jean-paul-sartre
 
Emrc
EmrcEmrc
Emrc
 
Joana
JoanaJoana
Joana
 
Entendimento de ser humano segundo o existencialismo
Entendimento de ser humano segundo o existencialismoEntendimento de ser humano segundo o existencialismo
Entendimento de ser humano segundo o existencialismo
 
100 DICAS ENEM PARTE 07
100 DICAS ENEM PARTE 07100 DICAS ENEM PARTE 07
100 DICAS ENEM PARTE 07
 
Que e o_existencialismo_sartre
Que e o_existencialismo_sartreQue e o_existencialismo_sartre
Que e o_existencialismo_sartre
 
O agir moral
O agir moralO agir moral
O agir moral
 
Aulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 RevisadoAulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 Revisado
Aulas EspecíFicas Filosofia 2 Fase Aula 05 E 06 2007 Revisado
 
O olhar da filosofia no mundo atual
O olhar da filosofia no mundo atualO olhar da filosofia no mundo atual
O olhar da filosofia no mundo atual
 
A dinâmica da personalidade aula 3
A dinâmica da personalidade   aula 3A dinâmica da personalidade   aula 3
A dinâmica da personalidade aula 3
 
Libertarismo e determinismo
Libertarismo e determinismoLibertarismo e determinismo
Libertarismo e determinismo
 
UMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTROUMA JORNADA PARA DENTRO
UMA JORNADA PARA DENTRO
 
Existencialismo
ExistencialismoExistencialismo
Existencialismo
 
Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15Estudo do livro Roteiro, lição 15
Estudo do livro Roteiro, lição 15
 
Existencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, Sartre
Existencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, SartreExistencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, Sartre
Existencialismo: Kierkegaard, Nietzsche, Sartre
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
 
autoconhecimento.pptx
autoconhecimento.pptxautoconhecimento.pptx
autoconhecimento.pptx
 
Clinica psicanalitica julho 2010
Clinica psicanalitica julho 2010Clinica psicanalitica julho 2010
Clinica psicanalitica julho 2010
 

Mais de Bruno Carrasco

Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno CarrascoFundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno CarrascoBruno Carrasco
 
Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1Bruno Carrasco
 
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno CarrascoO uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno CarrascoBruno Carrasco
 
Alienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno CarrascoAlienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno CarrascoBruno Carrasco
 
Psicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico ExistencialPsicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico ExistencialBruno Carrasco
 
Nietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitosNietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitosBruno Carrasco
 
Filosofias no Helenismo
Filosofias no HelenismoFilosofias no Helenismo
Filosofias no HelenismoBruno Carrasco
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesBruno Carrasco
 
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros FilósofosPré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros FilósofosBruno Carrasco
 
Foucault e a História da Loucura
Foucault e a História da LoucuraFoucault e a História da Loucura
Foucault e a História da LoucuraBruno Carrasco
 
Heráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devirHeráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devirBruno Carrasco
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafiosBruno Carrasco
 
Foucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeitoFoucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeitoBruno Carrasco
 
Sugestões para o estudo da psicologia
Sugestões para o estudo da psicologiaSugestões para o estudo da psicologia
Sugestões para o estudo da psicologiaBruno Carrasco
 
Arteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introduçãoArteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introduçãoBruno Carrasco
 
Sartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismoSartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismoBruno Carrasco
 
Gabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismoGabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismoBruno Carrasco
 
Nietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismoNietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismoBruno Carrasco
 
Kierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismoKierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismoBruno Carrasco
 

Mais de Bruno Carrasco (20)

Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno CarrascoFundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
 
Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1
 
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno CarrascoO uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
 
Alienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno CarrascoAlienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno Carrasco
 
Psicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico ExistencialPsicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico Existencial
 
Nietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitosNietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitos
 
Filosofias no Helenismo
Filosofias no HelenismoFilosofias no Helenismo
Filosofias no Helenismo
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e Aristóteles
 
Filósofos Sofistas
Filósofos SofistasFilósofos Sofistas
Filósofos Sofistas
 
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros FilósofosPré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
 
Foucault e a História da Loucura
Foucault e a História da LoucuraFoucault e a História da Loucura
Foucault e a História da Loucura
 
Heráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devirHeráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devir
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafios
 
Foucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeitoFoucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeito
 
Sugestões para o estudo da psicologia
Sugestões para o estudo da psicologiaSugestões para o estudo da psicologia
Sugestões para o estudo da psicologia
 
Arteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introduçãoArteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introdução
 
Sartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismoSartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismo
 
Gabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismoGabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismo
 
Nietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismoNietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismo
 
Kierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismoKierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismo
 

Último

Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 

Último (20)

Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 

Liberdade, angústia e autenticidade

  • 2. Temas / Questões existenciais ● Atravessamos temas ou questões que fazem parte do existir humano. ● São questões que enfrentamos em nossa existência, próprias do existir humano. ● Por serem temas com nomes conhecidos já adianto que são interpretadas de outro modo do que conhecido popularmente ou por outros autores. ex-isto www.ex-isto.com
  • 3. LIBERDADE ● Um dos principais temas abordados pelo existencialismo, por diversos autores. ● Trata-se de uma liberdade diferente da concepção popular ou da liberal. ● Segundo Nietzsche, liberdade é ser quem somos e criar nossos próprios valores, tornando-se senhor de si, se afirmando e vivendo a vida em seu caos e plenitude. ex-isto www.ex-isto.com
  • 4. “O que é ser livre? É não termos vergonha de sermos quem somos.” (Friedrich Nietzsche) ex-isto www.ex-isto.com
  • 5. LIBERDADE ● Segundo Sartre, somos livres para escolher e não há como não escolher. ● O ser humano não possui uma essência que define como deve ser ou agir em sua vida, mas constrói sua existência por meio de suas próprias escolhas. ● São as escolhas e as experiências de vida que nos transformam no ser que somos. ● Cada um se torna o que faz de si mesmo. ex-isto www.ex-isto.com
  • 6. “O que não é possível é não escolher. Eu sempre posso escolher, mas tenho que saber que se não escolho, isto também é uma escolha.” (Jean-Paul Sartre) ex-isto www.ex-isto.com
  • 7. LIBERDADE ● A liberdade não é uma coisa ou objeto, mas uma ação que acontece na relação. ● “O homem está condenado a ser livre.” Condenado, pois não escolheu ser, e livre porque a todo momento faz escolhas. ● Nos inventamos a cada instante, e somos responsáveis por nossas escolhas. ● As escolhas que fazemos afetam outras pessoas ou os espaços que convivemos. ex-isto www.ex-isto.com
  • 8. “O covarde se faz covarde, e o herói se faz herói. Existe sempre uma possibilidade para o covarde deixar de ser covarde e para o herói deixar de ser herói.” (Jean-Paul Sartre) ex-isto www.ex-isto.com
  • 9. LIBERDADE ● Fazer escolhas nos permite transcender a nós mesmos, indo além das condições onde estamos ou de como aprendemos. ● Quando escolhemos, mudamos os rumos de nossa vida. Cada escolha nos leva a um caminho e podemos fazer novas escolhas. ● Cada um desenvolve sua história, existir consiste em expressar o que nos é interior, conviver implica em nos relacionar com as diferentes singularidades.ex-isto www.ex-isto.com
  • 10. LIBERDADE ● Mas, como fazer escolhas? ● Nossas experiências de vida são fontes de orientação de nossas escolhas, com elas percebemos o que queremos manter, aproximar e distanciar. ● O que experimentei que me fez bem? ● Fazer nossas próprias escolhas implica em viver a tensão entre o que desejamos e as condições onde estamos inseridos. ex-isto www.ex-isto.com
  • 11. “Viver é isto: se equilibrar todo o tempo entre escolhas e consequências.” (Jean-Paul Sartre) ex-isto www.ex-isto.com
  • 12. ANGÚSTIA ● A liberdade gera angústia. ● O fato de sermos livres para escolher nossa própria vida nos traz o sentimento de angústia, sobre o que e como escolher? Além disso, como me responsabilizar pela escolha que faço? ● Esse sentimento pode ser associado a sensações como depressão, ansiedade, estresse, raiva, medo, etc. ex-isto www.ex-isto.com
  • 13. ANGÚSTIA ● Nos sentimos angustiados em diversas situações, seja quando não percebemos possibilidades de escolhas; quando temos de renunciar algo para fazer uma escolha; quando percebemos que não há como fazer qualquer escolha por nos perceber limitados, seja por conta de nosso corpo ou do espaço onde estamos. ex-isto www.ex-isto.com
  • 14. ANGÚSTIA ● Sentimos angústia quando percebemos o absurdo de nossa existência e procuramos dar significados para nossa vida; quando nos percebemos pertencentes à uma época histórica e que não há como viver o passado ou o futuro; quando nos relacionamos com pessoas que possuem diferentes valores e concepções sobre a vida, gerando conflito. ex-isto www.ex-isto.com
  • 15. ANGÚSTIA ● Segundo o filósofo dinamarquês Soren Kierkegaard, a angústia surge do fato de não escolhermos ou de deixar que outro escolha por nós a nossa própria vida. ● Quando não escolhemos ser quem somos e deixamos que outro decida por nós, pode nos gerar sensação de angústia ou de desespero. ex-isto www.ex-isto.com
  • 16. “O desespero mais comum é não escolhermos ou não podermos ser nós mesmos, mas a forma mais profunda de desespero é escolhermos ser outra pessoa ao invés de nós mesmos.” (Kierkegaard) ex-isto www.ex-isto.com
  • 17. ANGÚSTIA ● A angústia não é vista como ruim ou patológica para o existencialismo, mas como algo que nos faz viver realmente presentes na condição em que estamos. ● A angústia é uma possibilidade para o nosso desenvolvimento pessoal. ● Trata-se de uma experiência valiosa que faz parte da existência humana. ex-isto www.ex-isto.com
  • 18. ANGÚSTIA ● As frustrações e decepções ocorrem em diversos momentos de nossa vida. ● Nos desenvolvemos atravessando as situações difíceis e não evitando elas. ● Se não encaramos e lidamos com a nossa angústia, vamos diminuindo nossa capacidade de lidar com ela. ● A angústia se transforma em possibilidade de transcender a nossa própria existência. ex-isto www.ex-isto.com
  • 19. AUTENTICIDADE ● Autenticidade não é o mesmo que sinceridade, somos autênticos com nós mesmos, trata-se de um processo interno. ● Acontece quando agimos de acordo com o que faz sentido para nós. Para sermos autênticos, precisamos inicialmente perceber a nós mesmos: ● O que nos move? O que nos faz sentir bem? Com o que nos identificamos? ex-isto www.ex-isto.com
  • 20. AUTENTICIDADE ● Começamos a ser autênticos quando percebemos que não precisamos levar a vida como uma regra, e que não temos de ser o que os outros esperam de nós. ● Compreender isso nos possibilita rever a vida que levamos e ir em busca de novas possibilidades, para uma maior satisfação pessoal, experimentando e criando novos modos de ser. ex-isto www.ex-isto.com
  • 21. AUTENTICIDADE ● Autenticidade é justamente nos perceber mais profundamente, reavaliando o que queremos e o que não queremos, e nos mover em direção do que nos faz sentido. ● Ser autêntico implica em gerar atrito com quem espera que sejamos o que não somos, em reconhecer nossas limitações e dificuldades, para ir além delas. ex-isto www.ex-isto.com
  • 22. ● Ser autêntico é assumir o ser que sou. ● A pessoa autêntica faz suas escolhas, tomando suas decisões com base em seus próprios valores e sentimentos. ● Para isso, preciso não me preocupar tanto com o que os outros vão pensar. ● Quando assumimos quem somos é comum ser alvo de críticas e julgamentos, e não há como agradar a todos. AUTENTICIDADE ex-isto www.ex-isto.com
  • 23. ● Conforme fazemos escolhas alinhadas com nossos sentimentos e valores, passamos a nos sentir autônomos para escolher a nossa própria vida. Diante cada situação que surgir podemos fazer novas escolhas. ● Passamos encontrar novas maneiras de lidar com situações antigas, colocando em prática o que realmente acreditamos e queremos. AUTENTICIDADE ex-isto www.ex-isto.com
  • 24. ● Com o tempo vamos nos sentindo seguros e confortáveis com nossas escolhas e mostramos nossa mudança para as outras pessoas, como queremos ser. ● Todos os modos de ser são permitidos, a vida não tem um programa de como deve ser vivida, todos somos livres para fazer escolhas e criar modos de ser. AUTENTICIDADE ex-isto www.ex-isto.com
  • 25. “Isso de ser exatamente aquilo que a gente é ainda vai nos levar além.” (Paulo Leminski) ex-isto www.ex-isto.com
  • 26. Outros temas / questões existenciais ● Liberdade ● Angústia ● Autenticidade ● Solidão ● Tédio ● Sensação de vazio ● Sentido da vida ● Projeto existencial ● Expectativas ● Conflitos ● Luto ● Limites ● Transcendência ● Percepção ● Interpretação ● Felicidade ● Alienação ● Valores ex-isto www.ex-isto.com
  • 27. Indicações de leitura "O que é o existencialismo" (João da Penha) “Assim falou Zaratustra” (Friedrich Nietzsche) "O existencialismo é um humanismo" (Jean-Paul Sartre) "Psicoterapia Existencial" (Valdemar Angerami) ex-isto www.ex-isto.com
  • 28. Por Bruno Carrasco Psicoterapeuta existencial e professor. Graduado em Psicologia, licenciado em Filosofia e Pedagogia, pós-graduado em Ensino de Filosofia e Psicologia Existencial Humanista e Fenomenológica, possui especialização em Psicoterapia Fenomenológico-Existencial, formação em Arteterapia, Educação Popular e Educação Participativa.
  • 29. ex-isto Ex-isto é um projeto dedicado ao estudo e pesquisa sobre o existencialismo e suas relações com a psicologia, filosofia, psicoterapia, fenomenologia, literatura e artes, iniciado no final de 2016. www.ex-isto.com www.fb.com/existocom www.youtube.com/existo
  • 30. Alguns direitos reservados Você tem o direito de copiar, adaptar, traduzir e criar obras derivadas, desde que dê crédito ao autor e não utilize para fins comerciais. Licença Creative Commons: Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional. Template por SlidesCarnivalex-isto, 2016