15 março

373 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
373
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
80
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

15 março

  1. 1. Mediação de conflitos em contexto escolar: Propostas de prevenção Formadora: Mafalda Branco Março | 2012
  2. 2. MEDIAÇÃO
  3. 3. PREVENÇÃO “Por todas as razões, de justiça, de solidariedade social, de saúde pública e até económicas, a solução apontada como a mais eficaz continua a ser a prevenção. Prevenir para não ter que remediar. (…)Claro que a eficácia das medidas preventivas não se consegue avaliar no momento, e esse é um dos pontos que ainda leva muitos a esquecerem-se do seu interesse real. Mas sabemos bem que são sempre mais eficazes e, sobretudo, mais económicas.” Strecht, P. (2003)
  4. 4. “É curioso como não sei dizer quem sou.Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer.” Clarice Lispector
  5. 5. AVALIAÇÃO
  6. 6. O QUE É UM CONFLITO?
  7. 7. METÁFORAS
  8. 8. “Encontrei hoje em ruas, separadamente, dois amigos meusque se haviam zangado um com o outro. Cada um me contou anarrativa de porque se haviam zangado. Cada um me disse a verdade.Cada um me contou as suas razões. Ambos tinham razão. Ambostinham toda a razão. Não era que um via uma coisa e outro outra, ouque um via um lado das coisas e outro um lado diferente. Não: cadaum via as coisas exactamente como se haviam passado, cada um asvia com um critério idêntico ao do outro, mas cada um via uma coisadiferente, e cada um, portanto, tinha razão. Fiquei confuso desta dupla existência da verdade!!!” (Bernardo Soares, “Livro do Desassossego”)
  9. 9. O CONFLITOO conflito em si mesmo não é positivo nem negativo – éuma parte natural da vida.Os conflitos acontecem até nas relações maisharmoniosas.Os conflitos afetam-nos a todos, em todas as idades, emtodos os contextos, em todas as culturas e comunidades.Aprender a entender o conflito pode ajudar-nos aencontrar respostas mais produtivas e positivas.Para além disso, num mundo em constante transição, umdos grandes desafios é encontrar caminhos para prevenir aocorrência de conflitos destrutivos.
  10. 10. DEFINIÇÃO DE CONFLITOO conflito é um processo onde: Existe uma discórdia ou desacordo relativamente a interesses pessoais; As ações e comportamento de uma das partes afetam as ações e o comportamento da outra parte; Duas ou mais pessoas têm uma controvérsia por resolver.
  11. 11. ENTENDER O CONFLITO Numa situação de conflito é preciso perguntar: O que é que as pessoas querem? De que necessitam? Qual pode ser o verdadeiro problema subjacente?
  12. 12. NECESSIDADES E CONFLITOSSegundo Perlstein (1996), os conflitos baseiam-se em necessidades que não foram satisfeitas, como: Rivalidade entre adolescentes Identidade Comunicação desadequada Segurança Diferentes pontos de vista Reconhecimento Intolerância Justiça Dificuldade em partilhar Controlo …
  13. 13. REFLEXÃO
  14. 14. DUAS IRMÃS, UMA LARANJA
  15. 15. A DINÂMICA DO CONFLITOO conflito é um processo dinâmico, namedida em que gera mudança, através docrescimento ou da destruição.O conflito em si não destrói as relações: ainabilidade para o gerir e resolver é o quedesgasta as relações.As perceções, pensamentos, valores esentimentos condicionam e modelam osresultados do conflito.
  16. 16. VISÃO POSITIVA DO CONFLITOO conflito pode ser produtivo e promover ocrescimento e desenvolvimento pessoal doindivíduo, quando permite que este assuma asua co-responsabilidade na sua origem e naforma de o co-resolver.O efeito coletivo de pequenos problemas ouconflitos que não tiveram uma resoluçãoconstrutiva é prejudicial a todo o sistema.

×