Namoro sobral

2.222 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.222
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
746
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Namoro sobral

  1. 1. VIOLÊNCIA NO NAMORO Mafalda Branco EB 2,3 Dr. Rui Grácio, 3 de Maio de 2012
  2. 2. “É mau que se discuta a sexualidade na escola?Não!É razoável que haja uma disciplina de educação sexual?Não!(…A educação cívica, com debates abertos e protagonizados pelos alunos, não deve escolher disciplinas.)” Eduardo Sá
  3. 3. “A verdadeira Educação Sexualé a educação da capacidade de amar” Muller
  4. 4. Porquê falar em violência no namoro?- A violência nas relações afectivas é cada vez mais precoce;- Um em cada quatro jovens em Portugal já foi vítima de violência nonamoro (dados do estudo da Prof.ª Carla Machado, Universidade do Minho, 2008; em2011 foram registadas na APAV 114 queixas por violência no namoro);- Em geral, a violência é “aceitável”, tolerada e desculpabilizada;- Há dificuldade em distinguir entre um conflito e uma situação deviolência;- Ainda perduram muitos mitos relativamente às relações afectivas.
  5. 5. Como prevenir?Portaria n.º 196-A/20103.º Ciclo• “Compreensão da sexualidade como uma das componentes mais sensíveis dapessoa, no contexto de um projecto de vida que integre valores.”• “Saber como se protege o seu próprio corpo, prevenindo a violência e o abusofísico e sexual e comportamentos sexuais de risco, dizendo não a pressõesemocionais e sexuais.”Secundário• “Compreensão ética da sexualidade humana.”• Dar continuidade aos temas abordados no 3.º ciclo.
  6. 6. Informar, Sensibilizar, EducarDinamização de bolsas locais de animadores(as) juvenis para prevenir aviolência no namoro:a) Desenvolvimento de acções para eliminar estereótipos e permitir aassumpção de novas masculinidades;b) Desenvolvimento de acções para promoção do empoderamento dejovens raparigas;c) Elaboração de guiões e produtos educativos para acções desensibilização. In IV Plano Nacional contra a Violência Doméstica (2011-2013)
  7. 7. Violência no namoro – O que é?Existe violência quando, numa relaçãoamorosa, um exerce poder e controlosobre o outro, com o objectivo decondicionar e limitar oscomportamentos do/a outro, de obtero que deseja, causando-lhe um prejuízoou sofrimento físico, psicológico ou A violência não conhecesexual. fronteiras de estratos sociais, faixas etárias, religiões, etnias, etc, e ocorre em todos os casais (hetero e homossexuais).
  8. 8. Formas de Violência VIOLÊNCIA PSICOLÓGICA VIOLÊNCIA FÍSICA VIOLÊNCIA SEXUAL VIOLÊNCIA EMOCIONAL• Criticar pensamentos, sentimentos, opiniões e acções •Ameaçar bater • Bofetadas• Chamar deusar uma armaa VERBALfalar, etc. VIOLÊNCIA Interromper quando está comer, a • Ameaçar prostituta Puxar• Toquesde tudo o que corre mal Culpar não desejados • Ameaçar matar-se Empurrar • Insultar, Esmurrar chamar nomes• Deitar abaixo devido a quebens pessoais • Partir objectos, destruir não físicos Forçar a actos sexuais defeitos deseja (sexo oral, • Fazer no• Perseguircomentáriosetc.)família ou amigo/asactuação pornográfica, cruéis • Dar murroscontexto da Arranhar nas paredes • Berrar• Forçar a ao chãoconversar telefónicas; proibir de usar o• • Bater com as portassexuais com outras pessoas Controlar relações Deitar ter as• Exigir sexover amigas/osdoentetelefone, de quando está incessantes, e- • Socos, pontapés Perseguir (telefonemas• Violação fazer coisas degradantes (por exemplo: ajoelhar-se) Forçarou mensagens ameaçadores, fazer mails a • Cuspir esperas)• Insultar pessoas armas ougosta, amigas/os ou família • Agredir com de quem objectos (pau, régua, cinto, chicote, faca, etc.)
  9. 9. Violência no Namoro – Crenças e MitosMito: A violência no namoro é coisa de crianças, não é para levar a sério.Realidade: A violência também ocorre nas relações amorosas entre adolescentes e deve ser considerada um sinal de alerta.Mito: As adolescentes gostam dessas relações ou não continuariam com o namoro.Realidade: As adolescentes mantêm as relações de namoro por várias e complexas razões, nunca por gostarem de ser abusadas. Ninguém se mantém numa relação de abuso porque gosta, e sair duma relação violenta pode ser um processo muito difícil.Mito: “Quanto mais me bates, mais eu gosto de ti.”Realidade: Os rapazes que agem dessa forma estão a usar a violência para controlar a namorada. Gostar de alguém quer dizer respeitar a pessoa não a agredindo.
  10. 10. Porque se mantém uma relação violenta?• Gostar realmente da pessoa e acreditar que pode mudar;• Pressão do grupo;• Vergonha;• Medo.
  11. 11. “Todos somos um pouco como oelefante do circo: seguimos pela vida fora atados a centenas de estacas que nos cortam a liberdade.” Jorge Bucay
  12. 12. Quais as consequências?• Perda de apetite e emagrecimento excessivo;• Baixa auto-estima;• Ansiedade;• Depressão;• Isolamento;• Diminuição do rendimento escolar;• Suicídio. Vários estudos referem que a violência no namoro é preditora da violência entre casais.
  13. 13. DINÂMICAS DE GRUPOPapel dos professores: professores:• Facilitar o desenrolar da dinâmica, mais do que orientar;• Evitar dar conselhos ou servir de agente informativo para o grupo;• Criar um clima de confiança total entre os elementos do grupo;• Tornar-se uma voz “off” – a consciência e a memória do grupo;• Observar (Elementos líder? Elementos isolados? Rejeição? Dificuldades do grupo ou individuais);• Manter-se o agente de educação, que é o modelo de autenticidade pessoal, de respeito, consideração e conciliação.
  14. 14. Material: Actividades do guia“Kit Pedagógico sobre Género e Juventude” DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD ONLINE
  15. 15. Violência no Namoro - PrevençãoBrainstormingConstrução de cenário (com colagem) “O que é um namoro saudável/ feliz?” (Necessidades/Desejos) “O que é amar alguém?” “O que é o respeito? De que forma mostramos respeito por alguém?” “O que é ser violento?”
  16. 16. Violência no Namoro - PrevençãoDinâmica de Grupo “Sê uma Senhora/ Sê um Homem”
  17. 17. Violência no Namoro - PrevençãoDinâmica de Grupo “Retrato Robot”
  18. 18. Violência no Namoro - PrevençãoReflexão - Música “Os maridos das outras”
  19. 19. Violência no Namoro - PrevençãoDinâmica de Grupo “Concordo/ Discordo”
  20. 20. “A violência não é força, mas fraqueza, nem nunca poderá ser criadora de coisa alguma, apenas destruidora.” Benedetto Croce Obrigada pela vossa atenção! mafalda.branco@sapo.pt

×