» Hantavirose «
IntroduçãoAntropozoonose emergenteAgente etiológico:A   t ti ló i  RNA vírus  Gênero HantavírusFormas de apresentação     ...
Transmissão da SCPH                                Roedor infectado                              (infecção inaparente)    ...
Evidência de circulação de                                            Hantavírus no B                                     ...
Evidência de Hantavírus no                                                                                   BrasilFonte: ...
Distribuição            Hantavirose: casos por município de Infecção Brasil, 2007                                         ...
Casos e letalidade                    Hantavirose: casos e letalidade. Brasil, 1993 a                    H     i          ...
Perfil epidemiológico                                   Hantavirose no Brasil, 1993 a 2007.                               ...
Hantavirose: sinais e sintomas. Brasil, 2007.Fonte: Sinan/SVS/MS(*) Dados sujeitos a alteração.
Orientações gerais   Controle de roedores dentro da casaControle de roedores ao redor da casaAdotar medidas de precaução i...
Orientações gerais              Controle dentro de casa  Eliminar fontes de alimento  Lavar utensílios, limpar piso emóvei...
Orientações gerais            Controle dentro de casaPrevenir a entrada de roedoresLimpar ao redor da casa   pFechar os ac...
Orientações geraisControle dentro dC t l d t de casa Tampa de metal    Concreto
Orientações gerais            Controle externo de roedoresEliminar possíveis ninhosLenha, e latas de lixo sobre bases elev...
Orientações gerais                 Controle externo de roedores  Eliminar fontes de alimento  Guardar alimento de animais ...
Orientações gerais              Controle externo de roedoresFavorecer a presença de predadores naturais Corujas Falcões Co...
Orientações gerais          Uso de medidas preventivasDurante atividades ao ar livre  Evite  E it contato com roedores    ...
Orientações gerais      Ambientes potencialmente contaminados   Ventilar por 1 hora   Umedecer piso excretas roedores com ...
Orientações gerais             Uso de medidas preventivasQuando limpar áreas contaminadas por roedores   Use luvas de borr...
e-mail:marilia.lavocat@saude.gov.br Gt-roedores@saude.gov.br Gt-roedores@saude gov br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dados hantavirose

2.874 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Dados hantavirose

  1. 1. » Hantavirose «
  2. 2. IntroduçãoAntropozoonose emergenteAgente etiológico:A t ti ló i RNA vírus Gênero HantavírusFormas de apresentação Foto: CDC/EUA Febre Hemorrágica com Síndrome Renal (FHSR) – endêmica na Ásia e Europa Síndrome Cardiopulmonar por Hantavírus (SCPH) – continente Americano ti t A iReservatórios: Roedores silvestres Família Sigmodontinae – Brasil
  3. 3. Transmissão da SCPH Roedor infectado (infecção inaparente) Transmissão por agressãoVírus presente em aerossóis de excretas, Vírus também presente na Principalmente na urina saliva e nas fezes Período de Incubação: 03 a 60 dias
  4. 4. Evidência de circulação de Hantavírus no B H t í Brasil ilFonte: Hantavirose/ COVEV/DEVEP/SVS/MS / CO / /S S/ S
  5. 5. Evidência de Hantavírus no BrasilFonte: SVS/MS; BONVICINO, C.R., 2008; TRAVASSOS, E.S.R., 2008; OLIVEIRA, R.C.,2007.
  6. 6. Distribuição Hantavirose: casos por município de Infecção Brasil, 2007 Infecção. Brasil 2007.Fonte: Sinan/SVS/MS
  7. 7. Casos e letalidade Hantavirose: casos e letalidade. Brasil, 1993 a H i l lid d B il 2008*.Fonte: Sinan/SVS/MS(*) Dados sujeitos à alterações
  8. 8. Perfil epidemiológico Hantavirose no Brasil, 1993 a 2007. Variáveis N=985 n % Sexo • Masculino 761 77,3 Faixa etária (8meses – 71 anos) • 10 a 19 anos 112 11,3 • 20 a 39 anos 588 59,5 • 40 a 59 anos 334 33,9 Zona de Residência • Urbana 433 43,9 , • Rural 460 46,7 • Peri‐urbana 26 2,6 Local de Infecção • Rural 682 69,2 • Peri‐urbano 60 6,1Fonte: Sinan/SVS/MS (*) Dados sujeitos a alteração.
  9. 9. Hantavirose: sinais e sintomas. Brasil, 2007.Fonte: Sinan/SVS/MS(*) Dados sujeitos a alteração.
  10. 10. Orientações gerais Controle de roedores dentro da casaControle de roedores ao redor da casaAdotar medidas de precaução individual
  11. 11. Orientações gerais Controle dentro de casa Eliminar fontes de alimento Lavar utensílios, limpar piso emóveis da cozinha Guardar alimento e água dosanimais de estimação à noite Guardar alimentos / lixo emrecipientes com tampa
  12. 12. Orientações gerais Controle dentro de casaPrevenir a entrada de roedoresLimpar ao redor da casa pFechar os acessos de roedoresUsoU contínuo d ratoeiras tí de t i
  13. 13. Orientações geraisControle dentro dC t l d t de casa Tampa de metal Concreto
  14. 14. Orientações gerais Controle externo de roedoresEliminar possíveis ninhosLenha, e latas de lixo sobre bases elevadasTotalmente limpo 30m, no mínimo, da casaEliminar tudo que sirva de abrigoou proteção
  15. 15. Orientações gerais Controle externo de roedores Eliminar fontes de alimento Guardar alimento de animais emrecepientes com tampa Desprezar ou guardar alimentosdos animais ao final do dia Guardar fontes de água durantea noite
  16. 16. Orientações gerais Controle externo de roedoresFavorecer a presença de predadores naturais Corujas Falcões Cobras não venenosas
  17. 17. Orientações gerais Uso de medidas preventivasDurante atividades ao ar livre Evite E it contato com roedores t t d Nunca sente ou deite diretamente no chão Mantenha-se distante de possíveis ninhos Mantenha a área de acampar limpa e os alimentos em recipientes fechados Abra e ventile, por 1 hora, qualquer ,p ,q q edificação no campos antes de entrar e limpar
  18. 18. Orientações gerais Ambientes potencialmente contaminados Ventilar por 1 hora Umedecer piso excretas roedores com água piso, excretas,sanitária 10% ou detergente (solução forte) oudesinfetantes à base de fenol Aguardar 1 hora Proceder limpeza Para profissionais das vigilâncias é semprerecomendada a utilização de respiradores com filtro filt PFF 3 Fotos CDC/EUA
  19. 19. Orientações gerais Uso de medidas preventivasQuando limpar áreas contaminadas por roedores Use luvas de borracha Evite levantar ou respirar poeiras e aerosois Umedeça a área com desinfetantes Elimine animais mortos de forma adequada Descontamine ou jogue fora as luvas usadas
  20. 20. e-mail:marilia.lavocat@saude.gov.br Gt-roedores@saude.gov.br Gt-roedores@saude gov br

×