SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 47
Principais
• Doença de Chagas
• Malária
• Amebíase
• Giardíase
• Balantidiose
• Tricomoníase
• Leishmaniose
• Toxoplasmose
Entamoeba histolytica
    (monoxeno)
      Rizópode
Sintomas: Ulcerações intestinais,
diarréia, colite, enfraquecimento;


Contaminação: ingestão de água
ou alimentos contaminados com
cistos, eliminados com fezes
humanas
Balantidium
    coli
(monoxeno)
  Ciliado
Sintomas:
       diarréia, febre,
      anorexia, cólicas
abdominais, cefaléia, fraqueza.
  Forma de contaminação
     ingestão de água ou
 alimentos contaminados com
       cistos, eliminados
     com fezes humanas
Giardia lamblia
 (monoxeno)
  Flagelado
Sintomas:
       diarréia, febre,
cólicas abdominais, cefaléia,
          fraqueza.
 Forma de contaminação
    ingestão de água ou
alimentos contaminados com
      cistos, eliminados
    com fezes humanas
Homem         Elimina CISTOS
contaminado       com as fezes




              Cistos em água
               ou alimentos
DOENÇA DE CHAGAS
Sinônimo: Tripanossomíase Americana
O que é?
É uma doença infecciosa causada por
um protozoário parasita chamado
Trypanosoma cruzi, nome dado por
seu descobridor, o cientista brasileiro
Carlos Chagas, em homenagem a
outro cientista, também, brasileiro,
Oswaldo Cruz.
Como se adquire?
Através da entrada do Trypanosoma
no sangue dos humanos a partir do
ferimento da “picada” por Triatomas,
os populares barbeiros ou chupões,
como são conhecidos no interior do
Brasil.
Uma vez no tubo digestivo do
barbeiro, o parasita é eliminado nas
fezes junto ao ponto da “picada”,
quando sugam o sangue dos humanos
que por aí infectam-se.
Vetor = Triatoma infestans
Reservatórios
  naturais
Como se previne?
Basicamente, pela eliminação do
vetor, o barbeiro, por meio de
medidas    que    tornem   menos
propício o convívio deste próximo
aos humanos, como a construção
de melhores habitações.
NOTA: a recente forma de
contaminação desta doença, no litoral do
 estado de Santa Catarina, por ingestão
   de caldo-de-cana contaminado com
     fezes de barbeiro ou pelo próprio
    inseto, constitui-se maneira pouco
  comum, embora possível, de contágio.
  Além do que encontra-se em fase de
      investigação, não sendo possível
    afirmar, pelo que foi divulgado de
informações, todas as circunstâncias dos
              fatos ocorridos.
Vetor = Anopheles
A Organização Mundial de Saúde
considera a malária a doença tropical
mais importante. Além de ser
responsável por grande quantidade
de mortes, ela também é hoje a
enfermidade que mais gera
problemas sócio-econômicos. A
malária é causada por protozoários
do gênro Plasmodium e é transmitida
de homem para homem por
mosquitos do gênero Anopheles.
Plasmodium = esporozoário que atinge as
hemácias
Anopheles
Leishmaniose cutânea e
mucocutânea e Leishmaniose
     visceral (Calazar)
Leishmania
                   brasiliensis
             e Leishmania donovani
                    (heteroxeno)
                      Flagelado
Úlcera de Bauru (cutânea) : ulcerações no rosto (nariz,
boca, faringe) , braços e pernas. Necrose de tecidos
conjuntivos.
Calazar (visceral) : Pode ser fatal e os sintomas incluem
febre, perda de peso e crescimento anormal do baço e
do fígado
 Vetor: picada do mosquito-palha ou birigüi
        (Lutzomyia ou Phlebotomus).
Trichomonas
                 vaginalis
               (monoxeno)
                Flagelado
               tricomoníase
                  (D.S.T.)
            prurido, vaginite,
           uretrite, corrimento.
               relação sexual;
água, toalha e objetos úmidos contaminados
Toxoplasma gondii
              (heteroxeno)
               Esporozoário
              toxoplasmose
              (congênita ou
                adquirida)
alteração no volume craniano; calcificações
              cerebrais; corio-
           retinite; retardamento
                   mental.
 água contaminada com cistos eliminados
 com as fezes do gato. Ingestão de carne
       crua (porco, boi) com cistos.
OOPS!!!
Outras doenças
                   Trypanosoma
                     gambiensi
                   (heteroxeno)
                     Flagelado
                     doença do
                       sono
       Lesões meningo encefálicas,
   ingurgitamento de gânglios cervicais.
                  picada da mosca
                 tsé-tsé (Glossina).
                  Ocorre na África.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Teníase
TeníaseTeníase
Teníase
 
Teniase e cisticercose
Teniase e cisticercoseTeniase e cisticercose
Teniase e cisticercose
 
Doenças causadas por virus
Doenças  causadas por virusDoenças  causadas por virus
Doenças causadas por virus
 
Doenças causadas por bacterias
Doenças  causadas por bacteriasDoenças  causadas por bacterias
Doenças causadas por bacterias
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 
AULA 4 - PARASITOLOGIA (HELMINTOS E PROTOZOÁRIOS).pptx
AULA 4 - PARASITOLOGIA (HELMINTOS E PROTOZOÁRIOS).pptxAULA 4 - PARASITOLOGIA (HELMINTOS E PROTOZOÁRIOS).pptx
AULA 4 - PARASITOLOGIA (HELMINTOS E PROTOZOÁRIOS).pptx
 
Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e Vírus
 
Aula n° 1
Aula n° 1  Aula n° 1
Aula n° 1
 
Esquistossomose
EsquistossomoseEsquistossomose
Esquistossomose
 
Amebíase
AmebíaseAmebíase
Amebíase
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Biologia: Bactérias
Biologia: BactériasBiologia: Bactérias
Biologia: Bactérias
 
Introdução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaIntrodução a Parasitologia
Introdução a Parasitologia
 
Aula 1 conceitos gerais de parasitologia
Aula 1 conceitos gerais de parasitologiaAula 1 conceitos gerais de parasitologia
Aula 1 conceitos gerais de parasitologia
 
Parasitologia: Amebíase
Parasitologia: AmebíaseParasitologia: Amebíase
Parasitologia: Amebíase
 
Esquistossomose
EsquistossomoseEsquistossomose
Esquistossomose
 
Doenças parasitárias - Parte I
Doenças parasitárias - Parte IDoenças parasitárias - Parte I
Doenças parasitárias - Parte I
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
Doenças virais
Doenças viraisDoenças virais
Doenças virais
 
Doença de chagas
Doença de chagasDoença de chagas
Doença de chagas
 

Destaque (20)

Parasitoses humanas rodrigo
Parasitoses humanas rodrigoParasitoses humanas rodrigo
Parasitoses humanas rodrigo
 
Doenças infecciosas e parasitárias
Doenças infecciosas e parasitáriasDoenças infecciosas e parasitárias
Doenças infecciosas e parasitárias
 
Aula parasito
Aula parasitoAula parasito
Aula parasito
 
Bases Ii Aula 1 IntroduçãO à Parasitologia 24082009
Bases Ii   Aula 1   IntroduçãO à Parasitologia   24082009Bases Ii   Aula 1   IntroduçãO à Parasitologia   24082009
Bases Ii Aula 1 IntroduçãO à Parasitologia 24082009
 
Parasitologia
ParasitologiaParasitologia
Parasitologia
 
Apostila de parasitologia clínica
Apostila de parasitologia clínicaApostila de parasitologia clínica
Apostila de parasitologia clínica
 
Imagenes de parasitologia
Imagenes de parasitologiaImagenes de parasitologia
Imagenes de parasitologia
 
Cestodos Clase 2010
Cestodos Clase 2010Cestodos Clase 2010
Cestodos Clase 2010
 
Parasitologia
ParasitologiaParasitologia
Parasitologia
 
Trabalho de parasitologia
Trabalho de parasitologiaTrabalho de parasitologia
Trabalho de parasitologia
 
Parasitologia l
Parasitologia lParasitologia l
Parasitologia l
 
Atlas de parasitos
Atlas de parasitosAtlas de parasitos
Atlas de parasitos
 
Cestodo
CestodoCestodo
Cestodo
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Manual Total parasilotolgia
Manual Total parasilotolgiaManual Total parasilotolgia
Manual Total parasilotolgia
 
Atlas de Parasitologia Clínica
Atlas de Parasitologia ClínicaAtlas de Parasitologia Clínica
Atlas de Parasitologia Clínica
 
Parasitoses Intestinais
Parasitoses IntestinaisParasitoses Intestinais
Parasitoses Intestinais
 
CéStodos
CéStodosCéStodos
CéStodos
 
Cestodos
CestodosCestodos
Cestodos
 
Atlasdeparasitologia 100604001209-phpapp02
Atlasdeparasitologia 100604001209-phpapp02Atlasdeparasitologia 100604001209-phpapp02
Atlasdeparasitologia 100604001209-phpapp02
 

Semelhante a Parasitoses humanas

Semelhante a Parasitoses humanas (20)

Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
Reino protista: protozoarios
Reino protista: protozoariosReino protista: protozoarios
Reino protista: protozoarios
 
Reino monera, protista
Reino monera, protistaReino monera, protista
Reino monera, protista
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
2.protozooses3m
2.protozooses3m2.protozooses3m
2.protozooses3m
 
2.protozooses3m
2.protozooses3m2.protozooses3m
2.protozooses3m
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
Protozooses
ProtozoosesProtozooses
Protozooses
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
6 - parasitologia
6 - parasitologia6 - parasitologia
6 - parasitologia
 
Reino protista prof Ivanise Meyer
Reino protista prof Ivanise MeyerReino protista prof Ivanise Meyer
Reino protista prof Ivanise Meyer
 
Reino Protoctista
Reino ProtoctistaReino Protoctista
Reino Protoctista
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino ProtistaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Reino Protista
 
Doenças Pré-Vestibulinho - Prof. James Martins
Doenças Pré-Vestibulinho - Prof. James MartinsDoenças Pré-Vestibulinho - Prof. James Martins
Doenças Pré-Vestibulinho - Prof. James Martins
 
Principais protozooses.pptx
Principais protozooses.pptxPrincipais protozooses.pptx
Principais protozooses.pptx
 
03 doen‡as provocadas por protozo rios
03  doen‡as provocadas por protozo rios03  doen‡as provocadas por protozo rios
03 doen‡as provocadas por protozo rios
 
Protistas
ProtistasProtistas
Protistas
 

Mais de Isabella Silva

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaIsabella Silva
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreIsabella Silva
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Isabella Silva
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svIsabella Silva
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pasIsabella Silva
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreIsabella Silva
 

Mais de Isabella Silva (20)

Hist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_micaHist ria e_termodin_mica
Hist ria e_termodin_mica
 
Termodin mica (1)
Termodin mica (1)Termodin mica (1)
Termodin mica (1)
 
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestreLista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
Lista de exerc_cios_ondas_harm_nicas_f_sica_i_fabio_jorge_2_ano_3_trimestre
 
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
Atividade de 2_ano_3_trimestre_professores_diversos_
 
Efeito doppler sv
Efeito doppler svEfeito doppler sv
Efeito doppler sv
 
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_svMovimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
Movimento harmonico f_sica_i_2_ano_fabio_jorge_sv
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 
Impressionismo pré pas
Impressionismo pré  pasImpressionismo pré  pas
Impressionismo pré pas
 
Impressionismo 01
Impressionismo   01Impressionismo   01
Impressionismo 01
 
Fotografia atualizada
Fotografia atualizadaFotografia atualizada
Fotografia atualizada
 
Impressionismo
ImpressionismoImpressionismo
Impressionismo
 
Revisão de visuais
Revisão de visuaisRevisão de visuais
Revisão de visuais
 
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestreRevisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
Revisão prova parcial de cenicas 3 º trimestre
 
Digitalizar0012
Digitalizar0012Digitalizar0012
Digitalizar0012
 
Adverbios
AdverbiosAdverbios
Adverbios
 
Revisão coordenadas
Revisão coordenadasRevisão coordenadas
Revisão coordenadas
 
Prova de literatura
Prova de literaturaProva de literatura
Prova de literatura
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Parcial biologia
Parcial   biologiaParcial   biologia
Parcial biologia
 

Parasitoses humanas

  • 1.
  • 2. Principais • Doença de Chagas • Malária • Amebíase • Giardíase • Balantidiose • Tricomoníase • Leishmaniose • Toxoplasmose
  • 3. Entamoeba histolytica (monoxeno) Rizópode
  • 4. Sintomas: Ulcerações intestinais, diarréia, colite, enfraquecimento; Contaminação: ingestão de água ou alimentos contaminados com cistos, eliminados com fezes humanas
  • 5.
  • 6. Balantidium coli (monoxeno) Ciliado
  • 7. Sintomas: diarréia, febre, anorexia, cólicas abdominais, cefaléia, fraqueza. Forma de contaminação ingestão de água ou alimentos contaminados com cistos, eliminados com fezes humanas
  • 8.
  • 10. Sintomas: diarréia, febre, cólicas abdominais, cefaléia, fraqueza. Forma de contaminação ingestão de água ou alimentos contaminados com cistos, eliminados com fezes humanas
  • 11.
  • 12. Homem Elimina CISTOS contaminado com as fezes Cistos em água ou alimentos
  • 13.
  • 14.
  • 15. DOENÇA DE CHAGAS Sinônimo: Tripanossomíase Americana O que é? É uma doença infecciosa causada por um protozoário parasita chamado Trypanosoma cruzi, nome dado por seu descobridor, o cientista brasileiro Carlos Chagas, em homenagem a outro cientista, também, brasileiro, Oswaldo Cruz.
  • 16.
  • 17. Como se adquire? Através da entrada do Trypanosoma no sangue dos humanos a partir do ferimento da “picada” por Triatomas, os populares barbeiros ou chupões, como são conhecidos no interior do Brasil. Uma vez no tubo digestivo do barbeiro, o parasita é eliminado nas fezes junto ao ponto da “picada”, quando sugam o sangue dos humanos que por aí infectam-se.
  • 18.
  • 19.
  • 20. Vetor = Triatoma infestans
  • 21.
  • 23.
  • 24. Como se previne? Basicamente, pela eliminação do vetor, o barbeiro, por meio de medidas que tornem menos propício o convívio deste próximo aos humanos, como a construção de melhores habitações.
  • 25. NOTA: a recente forma de contaminação desta doença, no litoral do estado de Santa Catarina, por ingestão de caldo-de-cana contaminado com fezes de barbeiro ou pelo próprio inseto, constitui-se maneira pouco comum, embora possível, de contágio. Além do que encontra-se em fase de investigação, não sendo possível afirmar, pelo que foi divulgado de informações, todas as circunstâncias dos fatos ocorridos.
  • 27. A Organização Mundial de Saúde considera a malária a doença tropical mais importante. Além de ser responsável por grande quantidade de mortes, ela também é hoje a enfermidade que mais gera problemas sócio-econômicos. A malária é causada por protozoários do gênro Plasmodium e é transmitida de homem para homem por mosquitos do gênero Anopheles.
  • 28. Plasmodium = esporozoário que atinge as hemácias
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 34.
  • 35. Leishmaniose cutânea e mucocutânea e Leishmaniose visceral (Calazar)
  • 36. Leishmania brasiliensis e Leishmania donovani (heteroxeno) Flagelado Úlcera de Bauru (cutânea) : ulcerações no rosto (nariz, boca, faringe) , braços e pernas. Necrose de tecidos conjuntivos. Calazar (visceral) : Pode ser fatal e os sintomas incluem febre, perda de peso e crescimento anormal do baço e do fígado Vetor: picada do mosquito-palha ou birigüi (Lutzomyia ou Phlebotomus).
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41. Trichomonas vaginalis (monoxeno) Flagelado tricomoníase (D.S.T.) prurido, vaginite, uretrite, corrimento. relação sexual; água, toalha e objetos úmidos contaminados
  • 42.
  • 43. Toxoplasma gondii (heteroxeno) Esporozoário toxoplasmose (congênita ou adquirida) alteração no volume craniano; calcificações cerebrais; corio- retinite; retardamento mental. água contaminada com cistos eliminados com as fezes do gato. Ingestão de carne crua (porco, boi) com cistos.
  • 44.
  • 45.
  • 47. Outras doenças Trypanosoma gambiensi (heteroxeno) Flagelado doença do sono Lesões meningo encefálicas, ingurgitamento de gânglios cervicais. picada da mosca tsé-tsé (Glossina). Ocorre na África.