FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO

9.511 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Muito bom, a fisioterapia necessita de pesquisas para cada vez mais engrandecer
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.511
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
323
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
1
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO

  1. 1. FISIOTERAPIA INTENSIVAAPLICADA AO PACIENTE ONCOLÓGICO UMA NOVA ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA
  2. 2. A fisioterapia no contexto oncológico.• Contato escasso do acadêmico/profissional com a oncologia. • A grade curricular não contempla a disciplina de Fisioterapia onco-funcional.• Pouco conhecimento do processo neoplásico e suas respectivas repercussões orgânicas;• Alta especificidade do paciente oncológico;• Recente reconhecimento da Fisioterapia oncológica pelo COFFITO enquanto especialidade – 2008.
  3. 3. A Fisioterapia onco-funcional• objetivos: – Preservar; – Manter; – Desenvolver; – restaurar a integridade cinético-funcional de órgãos e sistemas do paciente oncológico. Reinserção do paciente em suas atividades de vida diária.
  4. 4. Indicações da fisioterapia• Indicações da fisioterapia – Disfunções provenientes da progressão tumoral; – Tratamento adjuvante. • Radioterapia – fibrose de tecidos funcionais • Quimioterapia – Neuropatias periféricas,fibrose pulmonar • Intervenção cirúrgica – disfunções sensório-motoras e respiratórias
  5. 5. Fisioterapia Intensiva em UTI oncológica• Escasso embasamento teórico-científico;• Indefinições de normativas e diretrizes quanto à atuação profissional;• Empirismo x fisioterapia baseada em evidências;• Ausência de protocolos fisioterapêuticos.
  6. 6. APRESENTAÇÃO DE PROTOCOLOS.Anexo 1 – Protocolo de fisioterapia motora em pacientes oncológicos.Anexo 2 – Protocolo de fisioterapia respiratória em pacientes oncológicosElaborados e propostos por Daniel Xavier. Agosto,2009
  7. 7. A FISIOTERAPIA INTENSIVA RESOLUÇÃO N°- 392, DE 4 DEOUTUBRO DE 2011 - Reconhece a Fisioterapia Intensiva
  8. 8. ATUALIDADES EM FISIOTERAPIA INTENSIVA APLICADA À ONCOLOGIA
  9. 9. Ortostatismo Passivo
  10. 10. Ortostatismo Passivo em Pacientes Comatosos na UTI – Um estudo Preliminar• Autores: Camila Molina Velar e Germano Forti Jr.• Objetivo: Nível de Consciência através Escala de Coma de Glasgow, pela posição ortostática.• Método: 7 pcts: 6M e 1F. Com AVE na UTI. Excluídos pcts inst. Hemodinamicamente. Os pctes foram monitorados e o nível de consciência avaliado em D.D., no 1º Min de Ortostatismo, no 15º Min e no retorno ao D.D.• Resultado: A pontuação da escala elevou-se no primeiro minuto e permaneceu por todo o ortostatismo.
  11. 11. Benefícios• Hemodinâmico;• Cardiorrespiratório;• Ventilação;• Melhora Relação Ventilação/Perfusão;• Melhora da Função Cardiorrespiratória. Wong W.P. 2000
  12. 12. Realização da Técnica Arquivo Pessoal
  13. 13. Bicicleta PassivaA utilização do cicloergômetro em pacientes críticos
  14. 14. Indicações• Manter os Arcos de Movimentos Articulares;• Melhorar o Alongamento dos tecidos moles;• Força Muscular (associado à corrente russa)• Reduzir os Riscos de Tromboembolismo;• Prevenção de atrofia de fibras musculares de pacientes gravemente enfermos. Koch, S.M. 1996
  15. 15. Realização da Técnica Arquivo Pessoal
  16. 16. HUMANIZAÇÃO EM TERAPIA INTENSIVA Dignidade e responsabilidade profissional
  17. 17. Treinamento Muscular Ventilatório
  18. 18. Introdução• IRpA nas UTI´s = Internação = Evolui VMI;• Repercussões Musc. Insp após 24 horas• Treinamento Musc. Ventilatória = Pcts Difícil Desmame.• VMI prolongada = Força Muscular = Dependência ao Ventilador.
  19. 19. Efeitos do Treinamento Muscular Respiratório• na força da musculatura inspiratória;• da dispnéia;• na proporção de fibras tipo I tamanho de fibras tipo II dos mm. intercostais externos;• da tolerância ao exercício de alta intensidade em indivíduos saudáveis. BRITO, Raquel. 2009.
  20. 20. DIGNIDADE CONFIANCAREINSERCAO SOCIAL
  21. 21. ADOCAO DE PROTOCOLOS PARA DESMAME E EXTUBACAO
  22. 22. Contato:84256441/32382563xavierdaniel@hotmail.com www.fisioterapiamanaus.com.br www.sobratimanaus.com.br
  23. 23. Muito Obrigado pela atenção!!!

×