Interpretação de curvas na vm

4.916 visualizações

Publicada em

1 comentário
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • excelente, so precisava libera para pode salvar m material excelente poderia ser compartilhado por todos.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.916
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
225
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
1
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • {}
  • Interpretação de curvas na vm

    1. 1. INTERPRETAÇÃO DE CURVAS E LOOPS EM VENTILAÇÃO MECÂNICA Dr. Daniel Salgado Xavier
    2. 2. A Ventilação Espontânea    Onda Volumétrica variável a cada Incursão respiratória. Relação I:E – 1:2 Negativação da pressão por ação diafragmática.
    3. 3. Relembrando …
    4. 4. Ciclos ventilatórias (VM)  Relembrando: Disparo – Inicio da fase inspiratória Disparo Ciclagem Ciclagem – Fim da fase inspiratória e início da fase expiratória Fim expiração
    5. 5.    Alteração curva fluxo com autopeep Aumento do esforço inspiratório Onda de fluxo pontiaguda
    6. 6.    Decréscimo do Vt ofertado a uma pressão constante Fluxo decrescente com redução do fluxo Onda Pressão “trapezoidal” e não retangular
    7. 7. ESTUDO GRÁFICO BÁSICO Interpretação gráfica básica
    8. 8. Pressão Assisto/Controlada    Rápida subida da pressão desde a PEEP até a Pi prédeterminada Manutenção da Pi até o término do Ti Expiração passiva até seu valor basal(PEEP)
    9. 9. Disparo Ciclagem •Tempo •Esforço paciente Término do Ti Limitada Pressão
    10. 10. Dispositivos Pressóricos
    11. 11. Dispositivos Pressóricos  Pressão de pico  Pressão de platô  A/C – Volume  Pausa inspiratória  Fluxo zero  Peep
    12. 12. O Gráfico de fluxo na modalidade Assisto-controlada
    13. 13. Particularidades – Curva de fluxo  A parte expiratória do gráfico:    Condições de resistência ao Fluxo Dados sobre a complacência dos pulmões Modalidade Controlada ou A/C:   Volume: forma de onda quadrada ou cte Pressão: Onda decrescente
    14. 14. O Gráfico de fluxo na modalidade Assisto-controlada(VCV)    Fluxo cresce exponencialmente até alcançar seu valor determinado. Mantem-se cte até que o Vt seja entregue. Em pausa insp. O fluxo é zero.
    15. 15. Gráficos fluxo/volume e pressão    O Vt pré-definido é completamente entregue durante a fase insp.inicial Mantêm-se cte durante a pausa insp Não representa o Volume total nos pulmões  CRF não é computado
    16. 16. Gráficos fluxo/volume e pressão
    17. 17. ESTUDO GRÁFICO AVANÇADO Análise dos padrões das curvas (Loops)
    18. 18. Alterações da Complacência  Quando a Cest muda, os valores de Ppico e de Platô mudam em um mesmo delta P
    19. 19. Alterações da resistências das VA Quando ocorre a mudança da resistência, a Ppico aumenta e a Pplatô permanece a mesma
    20. 20. Respiração Espontânea    Tentativa de respiração espontânea durante o ciclo ventilatório mecânico Assincronia pcteventilador Diminuir T ins ou mudar modo ventilatório
    21. 21. Dr. Daniel Xavier Email: xavierdaniel@hotmail.com Telefones : ( 092) 84256441 / 3238-2563

    ×