Camões Lírico (10.ºano/Português)

92.389 visualizações

Publicada em

Material de apoio ao estudo de Camões Lírico - Influência Tradicional e Renascentista

Publicada em: Educação
0 comentários
49 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
92.389
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.191
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
49
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Camões Lírico (10.ºano/Português)

  1. 1. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos Luís Vaz de Camões N. Lisboa (?) 1524/1525 (?) F. Lisboa, 10/06/1580 Espaços: Lisboa, Coimbra, Ceuta, Sintra “Numa mão sempre a espada e noutra a pena.” Breve sinopse _ Vida de Camões Luis de Camões - Documentário (série Grandes Portugueses). : Caracterização: brigão, namoradeiro e galanteador, homem da corte e do povo, soldado, desafortunado, patriota . Epopeia: Os Lusíadas . Poesia: Tradicional / Clássica . Peças de teatro: Autos… 1 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  2. 2. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos O dia em que nasci moura e pereça, Não o queira jamais o tempo dar; Não torne mais ao Mundo, e, se tornar, Eclipse nesse passo o Sol padeça. Erros meus, má Fortuna, Amor ardente Em minha perdição se conjuraram; Os erros e a Fortuna sobejaram, Que para mim bastava Amor somente. A luz lhe falte, O Sol se [lhe] escureça, Mostre o Mundo sinais de se acabar, Nasçam-lhe monstros, sangue chova o ar, A mãe ao próprio filho não conheça. Tudo passei; mas tenho tão presente A grande dor das cousas que passaram, Que já as frequências suas me ensinaram A desejos deixar de ser contente. As pessoas pasmadas, de ignorantes, As lágrimas no rosto, a cor perdida, Cuidem que o mundo já se destruiu. Errei todo o discurso de meus anos; Dei causa a que a Fortuna castigasse As minhas mal fundadas esperanças. Ó gente temerosa, não te espantes, Que este dia deitou ao Mundo a vida Mais desgraçada que jamais se viu! De Amor não vi senão breves enganos. Oh! Quem tanto pudesse, que fartasse Este meu duro Génio de vinganças! 2 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  3. 3. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos Renascimento: Tempo e Arte de mudança . Movimento cultural que surgiu em Itália, no século XV, e que se prolongou até ao século XVII, tendo o seu apogeu entre 1495 e 1520. . Resultante de um conjunto de transformações sociais, culturais económicas, este movimento surge em oposição à escolástica medieval: uma nova maneira de olhar e estudar o mundo natural. . Em termos artísticos, o renascimento caracteriza-se por uma forte tendência naturalista. Os novos conhecimentos da anatomia, da fisiologia e da geometria são incorporados, possibilitando, por exemplo, a representação do volume no plano. . Caracterizado pela retoma dos valores da cultura greco-romana (Classicismo), visa a aceitação das formas artísticas greco-latinas e a assimilação do espírito que as anima - “Imitar os Clássicos, imitar a Natureza”: - procura-se a pureza formal, equilíbrio e o rigor / a mitologia passou a ser usado como tema, a par das cenas bíblicas, realçando-se a humanização das figuras / o retrato, normalmente enquadrado na natureza, e o nu são temas recorrentes. 3 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  4. 4. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos "O homem é a medida de todas as coisas” Protágoras Humanismo: o entendimento do mundo passa a ser feito a partir da importância do ser humano; o trabalho, as guerras, as transformações, os amores, as contradições humanas tornaram-se objetos de preocupação. Racionalismo - Experimentalismo: a convicção de que tudo pode ser explicado pela razão do homem e pela ciência, a recusa em acreditar em qualquer coisa que não tenha sido provada. Individualismo: emergência da burguesia e de novas relações de trabalho. Hedonismo: visão do prazer e da felicidade como bens supremos. Heliocentrismo: Copérnico nega o centrismo da Terra. Expansionismo: movimento de expansão marítima que teve como ponto alto os Descobrimentos portugueses. 4 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  5. 5. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos Humanização das figuras / Perspetiva, luz e harmonia / Ideal de beleza / Simetria Madona no prado, Rafael Danae, Antonio Allegri O homem vitruviano, Leonardo Da Vinci O Nascimento de Vénus, Sandro Botticelli David, Michelangelo www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista 5
  6. 6. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos LEITURA DE IMAGEM Descreva-a, considerando: . A figura central: Vénus, a deusa romana do Amor; . As figuras da esquerdaos Ventos d’Oeste – as figuras da direita – Flora ou uma das Horas (deusas das estações do ano) . A harmonia criada pelas formas onduladas; . A simbologia das cores; . O equilíbrio de todo o quadro e do corpo de Vénus em particular; . A figura feminina representada por Vénus e a sua relação com a mulher renascentista. 6 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  7. 7. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos A OBRA LÍRICA CAMONIANA É MARCADA POR UMA DUALIDADE: A)Tradição Lírica Lírica trovadoresca: cantigas de amigo Poesia palaciana: cantigas de amor • As formas poéticas tradicionais: cantigas e vilancetes (com mote), esparsas, endechas, trovas (sem mote)... • Uso da medida velha: redondilha menor (versos de 5 sílabas métricas) e maior (versos de 7 sílabas métricas) • Temas tradicionais e populares; a menina que vai à fonte; o verde dos campos e dos olhos; o amor simples e natural; a saudade e o sofrimento; a dor e a mágoa; o ambiente cortesão com as suas “cousas de folgar” e as futilidades; a exaltação da beleza de uma mulher de condição servil, de olhos pretos e tez morena (a “Barbara, escrava”); a infelicidade presente e a felicidade passada. 7 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  8. 8. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos A) Tradição Lírica Verdes são os campos, De cor de limão: Assim são os olhos Do meu coração. Campo, que te estendes Com verdura bela; Ovelhas, que nela Vosso pasto tendes, De ervas vos mantendes Que traz o Verão, E eu das lembranças Do meu coração. Gados que pasceis Com contentamento, Vosso mantimento Não no entendereis; Isso que comeis Não são ervas, não: São graças dos olhos Do meu coração. (Cantiga:_1 mote de 3 ou 4 versos e uma ou mais glosas de 8, 9 ou 10 versos) 8 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  9. 9. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos Mote: Descalça vai para a fonte Leonor pela verdura; Vai fermosa, e não segura. Voltas Leva na cabeça o pote, O testo nas mãos de prata, Cinta de fina escarlata1, Sainho2 de chamalote3; Traz a vasquinha4 de cote5, Mais branca que a neve pura; Vai fermosa, e não segura Descobre a touca a garganta, Cabelos d’ouro o trançado6, Fita de cor de encarnado, Tão linda que o mundo espanta; Chove nela graça tanta Que dá graça à fermosura; Vai fermosa, e não segura. Tema: Exaltação da beleza de Leanor. Conteúdo: A descrição da beleza e graciosidade de Leanor concretizada de variadas maneiras e a vários níveis. Forma: vilancete em redondilha maior, com mote de três versos, com esquema rimático ABB/cddccBB. 1-Escarlata: tecido de lã ou de seda vermelho-vivo; 2- sainho: espécie de camisa ou colete; 3- chamalote: tecido de lã misturado com seda; 4- vasquinha: saia com muitas pregas na cintura; 5- cote: de todos os dias, 6- fita/rede de atar os cabelos www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista 9
  10. 10. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos Poema da Autoestrada (António Gedeão) Com um rasgão na paisagem corta a lambreta afiada, engole as bermas da estrada e a rumorosa folhagem. Urrando, estremece a terra, bramir de rinoceronte, enfia pelo horizonte como um punhal que se enterra. Tudo foge à sua volta, o céu, as nuvens, as casas, e com os bramidos que solta, lembra um demónio com asas. Voando vai para a praia Leonor na estrada preta. Vai na brasa, de lambreta. Agarrada ao companheiro Leva calções de pirata, na volúpia da escapada vermelho de alizarina, pincha no banco traseiro modelando a coxa fina, em cada volta da estrada. de impaciente nervura. Grita de medo fingido, como guache lustroso, que o receio não é com ela, amarelo de idantreno, mas por amor e cautela Na confusão dos sentidos blusinha de terileno abraça-o pela cintura. desfraldada na cintura. Vai ditosa e bem segura. já nem percebe Leonor se o que lhe chega aos ouvidos são ecos de amor perdidos Fuge, fuge, Leonoreta: se os rugidos do motor. Vai na brasa, de lambreta. Fuge, fuge, Leonoreta Vai na brasa, de lambreta. www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista 10
  11. 11. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos B) Corrente RENASCENTISTA : • O estilo novo: soneto, canção, écloga, ode, entre outros. • Uso da Medida Nova: decassílabos SONETO composição constituída por 14 versos, distribuídos por 2 quadras com rima interpolada e emparelhada (abba/ abba) e 2 tercetos com rima cruzada (cde/cde ou cdc/dcd), com versos de 10 sílabas métricas (versos decassilábicos) A estrutura externa corresponde a uma estrutura interna, geralmente, organizada da seguinte forma: Primeira quadra: apresentação do tema a desenvolver: Segunda quadra: desenvolvimento do tema; Primeiro terceto: confirmação; Segundo terceto: conclusão O soneto deve terminar com chave de ouro, terminando com um pensamento elevado , habitualmente emotivo. 11 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  12. 12. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos •Classicismo: Equilíbrio; Humanismo; Universalismo; Mitologia pagã; Imitação; ideal ético-estético; verosimilhança •Petrarquismo: Ideal de mulher petrarquista: retrato idealizado da amada, cuja beleza física e qualidades morais e psicológicas resultam num quadro perfeito, quase celestial e, por isso, intocável e inatingível: longos cabelos “de ouro”, ondulados, pele branca e delicada, olhos claros e cintilantes que refletem um temperamento sereno, uma alegria discreta. Em plena harmonia com a Natureza, o retrato da mulher amada oscila entre o ideal de amor espiritual e carnal, e, por isso, provocador de contradições amorosa. 12 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  13. 13. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos Platonismo: mundo inteligível vs mundo sensível: busca do amor platónico, elevado e espiritual. A ALEGORIA DA CAVERNA Platão convida-nos a imaginar como seria se aquilo que conhecemos fosse diferente … ilusoriamente, vivemos acorrentados a falsas crenças, preconceitos, ideias enganosas … •Experiência pessoal: o exílio, os erros, a má fortuna (Destino) e o amor que lhe causa sofrimento; a predestinação quase maldita e apocalíptica, o desconcerto do mundo… •Temas Bíblicos 13 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  14. 14. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos ÁREAS TEMÁTICAS O AMOR surge sempre como fonte de contradições, entre a vida e a morte, a água e o fogo, a esperança e o desengano, a ideia (platonismo) e o desejo de carnalidade. Por isso, o poeta sofre um intenso conflito amoroso, quase sempre provocado pelos efeitos contraditórios do amor (assim se explica o abuso das antíteses e dos oximoros) Amor é fogo que arde sem se ver; É ferida que dói e não se sente; É um contentamento descontente; É dor que desatina sem doer; É um não querer mais que bem querer; É solitário andar por entre a gente; É nunca contentar-se de contente; É cuidar que se ganha em se perder; É querer estar preso por vontade; É servir a quem vence, o vencedor; É ter com quem nos mata lealdade. Mas como causar pode seu favor Nos corações humanos amizade, Se tão contrário a si é o mesmo Amor? 14 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  15. 15. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos SETE ANOS DE PASTOR JACOB SERVIA Sete anos de pastor Jacob servia Labão, pai de Raquel, serrana bela; Mas não servia ao pai, servia a ela, E a ela só por prémio pretendia. Os dias, na esperança de um só dia, Passava, contentando-se com vê-la; Porém o pai, usando de cautela, Em lugar de Raquel lhe dava Lia. Vendo o triste pastor que com enganos Lhe fora assim negada a sua pastora, Como se a não tivera merecida, Poema/Soneto de inspiração bíblica. Embora Jacob se sacrifique devido ao amor por Raquel, este amor acaba por se enquadrar no que se considera ser o alto amor, já que subsiste platonicamente durante catorze anos. Escute com atenção a música “A PAIXÃO”, cantada por Rui Veloso e estabeleça um comparação com o poema Começa de servir outros sete anos, Dizendo: - “Mais servira, senão fora Para tão longo amor tão curta a vida!” 15 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  16. 16. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos A MULHER – em íntima ligação com a temática do amor e da natureza (“locus amenus”), a amada surge umas vezes como ser angélico, outras como ser maléfico; A mulher amada é espiritualizada, fonte de perfeição moral. A sua beleza física espelha a beleza interior, inspirada no modelo de Laura (ideal de amor espiritual) e no modelo renascentista de Vénus (ideal de amor carnal). Ondados fios de ouro reluzente, Que agora da mão bela recolhidos, Agora sobre as rosas estendidos Fazeis que sua graça se acrecente; Olhos, que vos moveis tão docemente, Em mil divinos raios encendidos, Se de cá me levais alma e sentidos, Que fora, se de vós não fora ausente? Honesto riso, que entre a mor fineza De perlas e corais nace e parece, Se n'alma em doces ecos não o ouvisse! Se imaginando só tanta beleza, De si, em nova glória, a alma se esquece, Que será quando a vir? Ah! quem a visse! 16 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  17. 17. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos A SAUDADE – faz sofrer, mas inspira; a ausência da amada é insuportável e divide o sujeito poético. Aquela triste e leda madrugada, Cheia toda de mágoa e de piedade, Enquanto houver no mundo saudade Quero que seja sempre celebrada. … ______________ Ah! minha Dinamene! Assim deixaste Quem não deixara nunca de querer-te! Ah! Ninfa minha, já não posso ver-te, Tão asinha esta vida desprezaste!... … A Página perdida de Camões Banda Polifônicos e Luciano Milici 17 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  18. 18. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos A NATUREZA – locus amoenus ‘lugar ameno’ – descrição da paisagem ideal, num ambiente tranquilo e bucólico ou pastoril. O DESTINO – é sobretudo na sua vida amorosa que Camões sente a presença maléfica do destino: tentando lutar contra a má fortuna, o sujeito recorda, muitas vezes, o bem passado. Alegres campos, verdes arvoredos, claras e frescas águas de cristal, que em vós os debuxais ao natural discorrendo da altura dos rochedos; … Depois que quis Amor que eu só passasse Quanto mal já por muitos repartiu, Entregou-me à Fortuna, porque viu Que não tinha mais mal que em mim mostrasse. Lembranças, que lembrais meu bem passado, Pera que sinta mais o mal presente, Deixai-me, se quereis, viver contente, Não me deixeis morrer em tal estado. www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista 18
  19. 19. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 2: Textos Expressivos e Criativos e Textos Poéticos Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, Muda-se o ser, muda-se a confiança; Todo o mundo é composto de mudança, Tomando sempre novas qualidades. O TEMPO EA MUDANÇA – a mudança Continuamente vemos novidades, Diferentes em tudo da esperança; Do mal ficam as mágoas na lembrança, E do bem, se algum houve, as saudades. é cíclica e o tempo anula qualquer esperança. O tempo cobre o chão de verde manto, Que já coberto foi de neve fria, E em mim converte em choro o doce canto. E, afora este mudar-se cada dia, Outra mudança faz de mor espanto: Que não se muda já como soía. 19 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  20. 20. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 1: Textos de Caráter Autobiográfico e Outros de Natureza Utilitária LINGUAGEM E ESTILO – ANÁLISE ESTILÍSTICA •adjetivação expressiva; •pontuação emotiva (exclamações, interrogações); •expressividade de tempos e modos verbais; •uso de vocabulário erudito; •recurso à mitologia; •predomínio de metáforas, apóstrofes, hipérboles, anáforas e hipérbatos, paralelismos anafóricos; antítese, oximoros etc.; •alternância entre ritmo rápido e lento. 20 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista
  21. 21. Dina Baptista | www.sebentadigital.com EPADRV 2013/2014 | Português– 10.ºano | Módulo 1: Textos de Caráter Autobiográfico e Outros de Natureza Utilitária Assim andou e continua a andar o mundo… desconsertado… O desconserto do Mundo Os bons vi sempre passar no mundo graves tormentos; e, para mais m’ espantar, os maus vi sempre nadar em mar de contentamentos. Cuidando alcançar assim o bem tão mal ordenado, fui mau; mas fui castigado. Assim que só para mim anda o mundo concertado. Camões, Esparsa 21 www.sebentadigital.com | Português-10.ºano-Prof. | A professora: Dina Baptista

×