SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 1
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 2
Comunicação
REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS
DO ENSINO DO PORTUGUÊS
Docente, Dina Baptista
Resumo
Tomado como referência a sua própria experiência pedagógica na área do ensino do
Português e da Comunicação, a docente pretende fomentar o debate sobre a necessidade
de repensar as técnicas e metodologias de ensino e aprendizagem do domínio escrito e oral
do Português, reforçando a interdisciplinaridade e a aquisição de competências cada vez
mais profissionalizantes e direcionadas para uma economia globalizante. Neste sentido, a
formação de quadros superiores deve conjugar uma sólida e diversificada competência
linguística com conhecimentos do funcionamento empresarial, para poder assegurar a
comunicação eficaz entre empresas e instituições.
http://jtcestga2015.weebly.com/comunicaccedilotildees.html
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 3
A IMPORTÂNCIA DA ESCRITA E DA ORALIDADE NA COMUNICAÇÃO
TEXTO
Textum, us s.m. (lat.) 1. tecido; 2.
(Fig.): encadeamento; b. texto,
narração, exposição (cf. Têxtil;
tecelagem)
Texo, ere v. tr. (lat.) 1.entrelaçar; 2.
escrever
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 4
PRINCIPAIS DIFICULDADES DIAGNOSTICADAS:
• Estruturas sintáticas muito simples ou demasiado longas
• Dificuldade em estruturar frases complexas, utilizando os articuladores
discursivos adequados. (e, mas, porque // que, embora, tão que)
• Erros de pontuação (vírgulas) e ortografia (AO)
• Erros de concordância
• Vocabulário muito pobre
• Dificuldade em organizar ideias
• Desconhecimento da estrutura base de alguns documentos essenciais
no contexto académico, profissional e empresarial
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 5
«Presto igualmente a minha gratidão àqueles que me acompanharam desde o
primeiro dia de estágio e me prestaram todos os ensinamentos essenciais para
o sucesso na realização de todas as atividades.»
«Quando os estagiários começam efetivamente a serem autónomos na
realização das atividades solicitadas ou seja, quando começam a serem «úteis»
para as organizações, é que tudo termina.»
«Eles foram muito importantes, dando-me concelhos e diretrizes para o meu
trabalho e disponibilizando-se sempre para tudo o que eu necessita-se, sendo
que dessa forma forneceram-me dados muito importantes para a redação do
relatório.»
«As tarefas que se desenvolveu foram muito variadas.»
«Uma tarefa importante que se teve a oportunidade de realizar, foi a
organização do armazém.» Excertos de relatórios de estágio no ensino superior
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 6
«Aproveito a oportunidade para referir que tive alguma dificuldade na
construção dos indices e na paginação. Assim sendo, gostaría, caso fosse
possivel, que a professora me dê-se uma ajuda a este respeito.»
«Gostaria XX se possível, que verifica- se XX o Power Point já se encontra mais
atraente e melhor.»
«Esta narrativa pretende passar a mensagem de que, nunca se deve desistir…»
«…estamos a estudar um método, onde nos vamos deparar com…
Mail enviado por alunos estagiários do ensino superior
Frases retiradas da interpretação de um texto simples, no ensino superior
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 7
PRINCIPAIS CAUSAS:
• Ausência de hábitos de leitura
• As técnicas e metodologias de ensino nas aulas de Português
a. Excesso de exercícios de caráter metalinguístico
b. Exercícios de escrita e oralidade descontextualizados
daquilo que serão as reais necessidades dos alunos no mercado de
trabalho
• Os novos programas curriculares do ensino básico e secundário –
educação literária
• Ausência de materiais didáticos aplicados ao contexto académico,
comunicacional e empresarial.
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 8
• Transforma cada par de frases simples numa fase complexa,
utilizando conjunções ou locuções das subclasses indicadas entre
parênteses. Faz as alterações necessárias:
Ulisses é corajoso.
Os marinheiros admiram-no.
(locução conjuncional subordinada consecutiva)
Manual do 10.º ano, 2015
• Classifica a oração iniciada por «mesmo se» (linha 29).
Exame Nacional de Português -12.º ano|Prova 639/1.ª Fase| 2015
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 9
EDUCAÇÃO LITERÁRIA (10.º ANO)
1. Poesia trovadoresca
2. Fernão Lopes, Crónica de D. João I
3. Gil Vicente: Farsa de Inês Pereira
(integral) OU Auto da Feira
(integral)
4. Luís de Camões, Rimas
5. Luís de Camões, Os Lusíadas
6. História Trágico-Marítima
EDUCAÇÃO LITERÁRIA (11.º ANO)
1. Padre António Vieira, “Sermão de Santo
António (integral)
2. Almeida Garrett, Frei Luís de Sousa
(integral)
3. Alexandre Herculano, Lendas e
Narrativas: “A Abóbada” (integral) OU
Almeida Garrett, Viagens, na Minha Terra
(capítulos) OU Camilo Castelo Branco,
Amor de Perdição (capítulos)
4. Eça de Queirós, Os Maias (integral) OU
Eça de Queirós, A Ilustre Casa de Ramires
(integral)
5. Antero de Quental, Sonetos
6. Cesário Verde, Cânticos do Realismo
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 10
EDUCAÇÃO LITERÁRIA (12.º ANO)
1. Fernando Pessoa
1.1. Poesia do ortónimo: escolher 6 poemas
1.2. Bernardo Soares, Livro do Desassossego:
escolher 3 dos fragmentos indicados
1.3. Poesia dos heterónimos
1.3.1. Alberto Caeiro (escolher 2 poemas);
1.3.2. Ricardo Reis (escolher 3
poemas);
1.3.3. Álvaro de Campos (escolher 3 poemas).
1.4. Mensagem: escolher 8 poemas.
2. Contos: escolher 2 dos seguintes contos:
Manuel da Fonseca, “Sempre é uma
companhia” OU Maria Judite de Carvalho,
“George” OU Mário de Carvalho, “Famílias
desavindas”
3. Poetas contemporâneos: escolher, de
três autores, 4 poemas de
cada.
Miguel Torga
Jorge de Sena
Eugénio de Andrade
Alexandre O’Neill
António Ramos Rosa
Herberto Helder
Ruy Belo
Manuel Alegre
Luiza Neto Jorge
Vasco Graça Moura
Nuno Júdice
Ana Luísa Amaral
4. José Saramago O Ano da Morte de
Ricardo Reis (integral)* OU Memorial do
Convento (integral)*
* Nos anos letivos de 2017/2018 e 2018/2019, a obra
a estudar será, obrigatoriamente, O Ano da Morte de
Ricardo Reis.
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 11
Repensar as técnicas e metodologias de ensino do Português
Exercícios pragmáticos
Situações concretas e diretamente relacionadas com a realidade
académica e profissional do aluno
Interdisciplinaridade na aprendizagem e redação dos enunciados
O programa de Português deverá articular com os restantes
programas
Definir planos estratégicos de Comunicação integrada
Analisar, avaliar e definir objetivos, utilizando diferentes canais e
instrumentos de comunicação
08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 12
Utilize o discurso (oral ou escrito) para deixar…

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (6)

1 power~1
1 power~11 power~1
1 power~1
 
Pitec apresenta soletrando
Pitec apresenta soletrandoPitec apresenta soletrando
Pitec apresenta soletrando
 
1 pauta lp 2016
1 pauta lp 20161 pauta lp 2016
1 pauta lp 2016
 
QuaREPE - Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro
QuaREPE - Quadro de Referência para o Ensino Português no EstrangeiroQuaREPE - Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro
QuaREPE - Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro
 
Slaide do projeto formação pela escola
Slaide  do projeto formação pela escolaSlaide  do projeto formação pela escola
Slaide do projeto formação pela escola
 
Projeto de intervenção modelo
Projeto de intervenção modeloProjeto de intervenção modelo
Projeto de intervenção modelo
 

Destaque

Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...Dina Baptista
 
Os Maias_Jantar no Hotel Central
Os Maias_Jantar no Hotel CentralOs Maias_Jantar no Hotel Central
Os Maias_Jantar no Hotel CentralJoana Aguamel
 
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficazA importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficazDina Baptista
 
Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2Paula Rebelo
 
Maias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no HipódromoMaias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no HipódromoPedro Oliveira
 
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)Alexandra Soares
 
Análise do Jantar no Hotel Central
Análise do Jantar no Hotel CentralAnálise do Jantar no Hotel Central
Análise do Jantar no Hotel CentralDina Baptista
 
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do PoetaOs Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do PoetaDina Baptista
 

Destaque (9)

Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
Uma nova perspetiva do conto: o Storytelling na estratégia da comunicação emp...
 
Os Maias_Jantar no Hotel Central
Os Maias_Jantar no Hotel CentralOs Maias_Jantar no Hotel Central
Os Maias_Jantar no Hotel Central
 
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficazA importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
A importância do conteúdo na web: para uma estratégia comunicacional eficaz
 
Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2Corrida de cavalos2
Corrida de cavalos2
 
Maias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no HipódromoMaias Episódio Corrida no Hipódromo
Maias Episódio Corrida no Hipódromo
 
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
Corridas do hipodromo (Cap. X - Os Maias)
 
Análise do Jantar no Hotel Central
Análise do Jantar no Hotel CentralAnálise do Jantar no Hotel Central
Análise do Jantar no Hotel Central
 
. Maias simplificado
. Maias simplificado. Maias simplificado
. Maias simplificado
 
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do PoetaOs Lusíadas - Reflexões do Poeta
Os Lusíadas - Reflexões do Poeta
 

Semelhante a REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS

Indira machado
Indira machadoIndira machado
Indira machadoluis0472
 
Rendimento escolar semec-2015
Rendimento escolar semec-2015 Rendimento escolar semec-2015
Rendimento escolar semec-2015 genice araujo
 
Ler e escrever diferente
Ler e escrever diferenteLer e escrever diferente
Ler e escrever diferenteEdneia Silva
 
Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...
Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...
Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...Marcela Spezzapria
 
Quadro comum europeu de referências
Quadro comum europeu de referênciasQuadro comum europeu de referências
Quadro comum europeu de referênciasPedro Lima
 
Quadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referenciaQuadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referenciaIdaleteDias
 
Quadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referenciaQuadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referenciaLaura Ferreira
 
Encerramento do gestar II
Encerramento do gestar IIEncerramento do gestar II
Encerramento do gestar IIlidiane Silva
 
Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019
Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019
Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019Carla Nunes
 
Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.
Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.
Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.Lúcia Peres
 
Guia planejamento orient_did_terceira_volume_unico
Guia planejamento orient_did_terceira_volume_unicoGuia planejamento orient_did_terceira_volume_unico
Guia planejamento orient_did_terceira_volume_unicoEdson Virginio
 
36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professor36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professorMonica Cardoso
 
36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professor36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professorrosemereporto
 
Apresentação do Projeto
Apresentação do ProjetoApresentação do Projeto
Apresentação do ProjetoPibiduerjletras
 
livro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdflivro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdfInesVieiraAluno
 
Competencia leitora e escritora ingles
Competencia leitora e escritora   inglesCompetencia leitora e escritora   ingles
Competencia leitora e escritora inglesUbirajara Targino
 
Apresentação do Guia Geral
Apresentação do Guia GeralApresentação do Guia Geral
Apresentação do Guia Geralgestarmat
 

Semelhante a REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS (20)

Indira machado
Indira machadoIndira machado
Indira machado
 
Portugues
PortuguesPortugues
Portugues
 
50726.pdf
50726.pdf50726.pdf
50726.pdf
 
Rendimento escolar semec-2015
Rendimento escolar semec-2015 Rendimento escolar semec-2015
Rendimento escolar semec-2015
 
Ler e escrever diferente
Ler e escrever diferenteLer e escrever diferente
Ler e escrever diferente
 
Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...
Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...
Quadro europeu comum de referência para as línguas : Aprendizagem, ensino, av...
 
Quadro comum europeu de referências
Quadro comum europeu de referênciasQuadro comum europeu de referências
Quadro comum europeu de referências
 
Quadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referenciaQuadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referencia
 
Quadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referenciaQuadro europeu comum_referencia
Quadro europeu comum_referencia
 
Encerramento do gestar II
Encerramento do gestar IIEncerramento do gestar II
Encerramento do gestar II
 
Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019
Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019
Projeto "Ler, Contar e Recontar" 2017.2019
 
Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.
Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.
Programa Anual Intel10 Projeto Conhecer P.
 
Guia planejamento orient_did_terceira_volume_unico
Guia planejamento orient_did_terceira_volume_unicoGuia planejamento orient_did_terceira_volume_unico
Guia planejamento orient_did_terceira_volume_unico
 
36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professor36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professor
 
36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professor36529302 guia-dop-professor
36529302 guia-dop-professor
 
Apresentação do Projeto
Apresentação do ProjetoApresentação do Projeto
Apresentação do Projeto
 
livro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdflivro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdf
 
Caderno de orientações didáticas língua inglesa
Caderno de orientações didáticas   língua inglesaCaderno de orientações didáticas   língua inglesa
Caderno de orientações didáticas língua inglesa
 
Competencia leitora e escritora ingles
Competencia leitora e escritora   inglesCompetencia leitora e escritora   ingles
Competencia leitora e escritora ingles
 
Apresentação do Guia Geral
Apresentação do Guia GeralApresentação do Guia Geral
Apresentação do Guia Geral
 

Mais de Dina Baptista

Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi Dina Baptista
 
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitaisO ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitaisDina Baptista
 
Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)Dina Baptista
 
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)Dina Baptista
 
Jantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralJantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralDina Baptista
 
Os Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoOs Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoDina Baptista
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralDina Baptista
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoDina Baptista
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesDina Baptista
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIISermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIIDina Baptista
 
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasGigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasDina Baptista
 
Contos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismoContos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismoDina Baptista
 
Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4Dina Baptista
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade   Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade Dina Baptista
 
Mário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de VasconcelosMário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de VasconcelosDina Baptista
 
José Ary dos Santos
José Ary dos SantosJosé Ary dos Santos
José Ary dos SantosDina Baptista
 
Poesia do Séc.XX - 3
Poesia do Séc.XX - 3Poesia do Séc.XX - 3
Poesia do Séc.XX - 3Dina Baptista
 

Mais de Dina Baptista (20)

Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
Projeto de leitura (12.º ano) - O Conto "Mortos à mesa" de António Tabucchi
 
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitaisO ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
O ensino da língua portuguesa e o desafio dos géneros textuais digitais
 
Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)Camões Lírico (10.ºano/Português)
Camões Lírico (10.ºano/Português)
 
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
Textos de caráter autobiograficos (M1 - 10.ºano/Português)
 
Jantar no Hotel Central
Jantar no Hotel CentralJantar no Hotel Central
Jantar no Hotel Central
 
Os Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacaoOs Maias_ sistematizacao
Os Maias_ sistematizacao
 
Os Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel CentralOs Maias - Jantar no Hotel Central
Os Maias - Jantar no Hotel Central
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particulares
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e IIISermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
Sermão de Santo António aos Peixes - Cap. II e III
 
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os LusíadasGigante Adamastor, d'Os Lusíadas
Gigante Adamastor, d'Os Lusíadas
 
Contos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismoContos do séculoXX | neo-realismo
Contos do séculoXX | neo-realismo
 
Manuel Alegre
Manuel AlegreManuel Alegre
Manuel Alegre
 
Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4Poesia do século XX- 4
Poesia do século XX- 4
 
Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade   Carlos Drummond de Andrade
Carlos Drummond de Andrade
 
Mário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de VasconcelosMário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cesariny de Vasconcelos
 
José Ary dos Santos
José Ary dos SantosJosé Ary dos Santos
José Ary dos Santos
 
Eugénio de Andrade
Eugénio de AndradeEugénio de Andrade
Eugénio de Andrade
 
Poesia do Séc.XX - 3
Poesia do Séc.XX - 3Poesia do Séc.XX - 3
Poesia do Séc.XX - 3
 
Jose Regio
Jose RegioJose Regio
Jose Regio
 

Último

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfEversonFerreira20
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfssuserbb4ac2
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaanapsuls
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasnarayaskara215
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaLuanaAlves940822
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é precisoMary Alvarenga
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...Manuais Formação
 

Último (20)

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdfDiálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
Diálogo Crátilo de Platão sócrates daspdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importânciaclubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
clubinho-bio-2.pdf vacinas saúde importância
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 

REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS

  • 2. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 2 Comunicação REPENSAR AS TÉCNICAS E METODOLOGIAS DO ENSINO DO PORTUGUÊS Docente, Dina Baptista Resumo Tomado como referência a sua própria experiência pedagógica na área do ensino do Português e da Comunicação, a docente pretende fomentar o debate sobre a necessidade de repensar as técnicas e metodologias de ensino e aprendizagem do domínio escrito e oral do Português, reforçando a interdisciplinaridade e a aquisição de competências cada vez mais profissionalizantes e direcionadas para uma economia globalizante. Neste sentido, a formação de quadros superiores deve conjugar uma sólida e diversificada competência linguística com conhecimentos do funcionamento empresarial, para poder assegurar a comunicação eficaz entre empresas e instituições. http://jtcestga2015.weebly.com/comunicaccedilotildees.html
  • 3. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 3 A IMPORTÂNCIA DA ESCRITA E DA ORALIDADE NA COMUNICAÇÃO TEXTO Textum, us s.m. (lat.) 1. tecido; 2. (Fig.): encadeamento; b. texto, narração, exposição (cf. Têxtil; tecelagem) Texo, ere v. tr. (lat.) 1.entrelaçar; 2. escrever
  • 4. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 4 PRINCIPAIS DIFICULDADES DIAGNOSTICADAS: • Estruturas sintáticas muito simples ou demasiado longas • Dificuldade em estruturar frases complexas, utilizando os articuladores discursivos adequados. (e, mas, porque // que, embora, tão que) • Erros de pontuação (vírgulas) e ortografia (AO) • Erros de concordância • Vocabulário muito pobre • Dificuldade em organizar ideias • Desconhecimento da estrutura base de alguns documentos essenciais no contexto académico, profissional e empresarial
  • 5. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 5 «Presto igualmente a minha gratidão àqueles que me acompanharam desde o primeiro dia de estágio e me prestaram todos os ensinamentos essenciais para o sucesso na realização de todas as atividades.» «Quando os estagiários começam efetivamente a serem autónomos na realização das atividades solicitadas ou seja, quando começam a serem «úteis» para as organizações, é que tudo termina.» «Eles foram muito importantes, dando-me concelhos e diretrizes para o meu trabalho e disponibilizando-se sempre para tudo o que eu necessita-se, sendo que dessa forma forneceram-me dados muito importantes para a redação do relatório.» «As tarefas que se desenvolveu foram muito variadas.» «Uma tarefa importante que se teve a oportunidade de realizar, foi a organização do armazém.» Excertos de relatórios de estágio no ensino superior
  • 6. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 6 «Aproveito a oportunidade para referir que tive alguma dificuldade na construção dos indices e na paginação. Assim sendo, gostaría, caso fosse possivel, que a professora me dê-se uma ajuda a este respeito.» «Gostaria XX se possível, que verifica- se XX o Power Point já se encontra mais atraente e melhor.» «Esta narrativa pretende passar a mensagem de que, nunca se deve desistir…» «…estamos a estudar um método, onde nos vamos deparar com… Mail enviado por alunos estagiários do ensino superior Frases retiradas da interpretação de um texto simples, no ensino superior
  • 7. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 7 PRINCIPAIS CAUSAS: • Ausência de hábitos de leitura • As técnicas e metodologias de ensino nas aulas de Português a. Excesso de exercícios de caráter metalinguístico b. Exercícios de escrita e oralidade descontextualizados daquilo que serão as reais necessidades dos alunos no mercado de trabalho • Os novos programas curriculares do ensino básico e secundário – educação literária • Ausência de materiais didáticos aplicados ao contexto académico, comunicacional e empresarial.
  • 8. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 8 • Transforma cada par de frases simples numa fase complexa, utilizando conjunções ou locuções das subclasses indicadas entre parênteses. Faz as alterações necessárias: Ulisses é corajoso. Os marinheiros admiram-no. (locução conjuncional subordinada consecutiva) Manual do 10.º ano, 2015 • Classifica a oração iniciada por «mesmo se» (linha 29). Exame Nacional de Português -12.º ano|Prova 639/1.ª Fase| 2015
  • 9. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 9 EDUCAÇÃO LITERÁRIA (10.º ANO) 1. Poesia trovadoresca 2. Fernão Lopes, Crónica de D. João I 3. Gil Vicente: Farsa de Inês Pereira (integral) OU Auto da Feira (integral) 4. Luís de Camões, Rimas 5. Luís de Camões, Os Lusíadas 6. História Trágico-Marítima EDUCAÇÃO LITERÁRIA (11.º ANO) 1. Padre António Vieira, “Sermão de Santo António (integral) 2. Almeida Garrett, Frei Luís de Sousa (integral) 3. Alexandre Herculano, Lendas e Narrativas: “A Abóbada” (integral) OU Almeida Garrett, Viagens, na Minha Terra (capítulos) OU Camilo Castelo Branco, Amor de Perdição (capítulos) 4. Eça de Queirós, Os Maias (integral) OU Eça de Queirós, A Ilustre Casa de Ramires (integral) 5. Antero de Quental, Sonetos 6. Cesário Verde, Cânticos do Realismo
  • 10. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 10 EDUCAÇÃO LITERÁRIA (12.º ANO) 1. Fernando Pessoa 1.1. Poesia do ortónimo: escolher 6 poemas 1.2. Bernardo Soares, Livro do Desassossego: escolher 3 dos fragmentos indicados 1.3. Poesia dos heterónimos 1.3.1. Alberto Caeiro (escolher 2 poemas); 1.3.2. Ricardo Reis (escolher 3 poemas); 1.3.3. Álvaro de Campos (escolher 3 poemas). 1.4. Mensagem: escolher 8 poemas. 2. Contos: escolher 2 dos seguintes contos: Manuel da Fonseca, “Sempre é uma companhia” OU Maria Judite de Carvalho, “George” OU Mário de Carvalho, “Famílias desavindas” 3. Poetas contemporâneos: escolher, de três autores, 4 poemas de cada. Miguel Torga Jorge de Sena Eugénio de Andrade Alexandre O’Neill António Ramos Rosa Herberto Helder Ruy Belo Manuel Alegre Luiza Neto Jorge Vasco Graça Moura Nuno Júdice Ana Luísa Amaral 4. José Saramago O Ano da Morte de Ricardo Reis (integral)* OU Memorial do Convento (integral)* * Nos anos letivos de 2017/2018 e 2018/2019, a obra a estudar será, obrigatoriamente, O Ano da Morte de Ricardo Reis.
  • 11. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 11 Repensar as técnicas e metodologias de ensino do Português Exercícios pragmáticos Situações concretas e diretamente relacionadas com a realidade académica e profissional do aluno Interdisciplinaridade na aprendizagem e redação dos enunciados O programa de Português deverá articular com os restantes programas Definir planos estratégicos de Comunicação integrada Analisar, avaliar e definir objetivos, utilizando diferentes canais e instrumentos de comunicação
  • 12. 08/05/2016JORNADAS TÉCNICO-CIENTÍFICAS ESTGA 2015 | DINA BAPTISTA 12 Utilize o discurso (oral ou escrito) para deixar…

Notas do Editor

  1. Oração subordinada adverbial concessiva