Priscila Tenenbaum
Em poucas palavras, o
que os pais querem
para seus filhos?
“O Grande motor
de nossas vidas é
em direção a
felicidade”
Dalai Lama
O que a escola normalmente ensina?
• Conquistas;
• Habilidades formais;
• Conformidade;
• Matemática;
• Português;
• Disci...
O que enfrentamos
na vida?
Desafios da Infância
• Tentar aprender coisas novas;
• Gerenciar sentimentos e “colapsos”;
• Conhecer gatilhos (se algum);...
• Ausentar-se frequentemente das aulas;
• Apresentar dificuldades nas relações interpessoais;
• Ter baixo rendimento escol...
Ganhos para
os alunos:
Habilidades sócio
emocionais
Melhores atitudes em
relação a si, aos outros e
à escola
Comportamento...
Ansiedade e Depressão: O Impacto
• Ansiedade é crônica – sem intervenção leva a
desafíos e afastamentos;
• Suicídio é a 3a...
Dados Alarmantes!
Nós precisamos INTERVIR e a
escola é o melhor caminho!
Sabemos que…
• Prevalência – momentos de mudança
• Quem procura por ajuda?
Problema já existe (2 a cada 100 pessoas)
• Nec...
Obesidade, diabete precoce, ansiedade e
depressão serão mais prevalentes nos paises
do ocidente do que qualquer outra doen...
Por que prevenção no colégio?
• A maioria dos problemas de comportamento e
de aprendizagem nas escolas estão relacionados
...
Linha Contínua de Intervenção
Programas Indicados
 Selecionam as crianças com dificuldades
 Sondagem
 Custos econômico ...
Porque Resiliência e Felicidade?
• Flexibilidade cognitiva
• Criatividade
• Persistência
• Otimismo
• Longevidade
• Saúde
...
Felicidade SONHO AMERICANO:
Ao que estamos atentos?
O que é resiliência?
A resiliência é a “Capacidade
profunda para a superação de
crise em situações adversas,
estando prese...
O que eles tem em comum?
“Creio que se tivesse que eleger pessoas extraordinárias não hesitaria em compara-las ao bambu.
Criaturas flexíveis, mas f...
Modelo de Resiliência
Desenvolvimento
Emocional
Manter-se Ativo,
Alimentação saudável,
Sono
Habilidades Emocionais
e Socia...
O Que precisamos fazer:
Mudança de Paradigmas
Resiliência ao Longo da Vida
Podemos nos sentir fortalecidos ao
aprender habilidades de resiliência
que são FACILMENTE
implementadas em casa, escola,
c...
Programa Friends
Construindo resiliência em crianças e adolescentes
Priscila Tenenbaum
Programas FRIENDS
Porque amigos?
•Seu corpo é seu amigo;
•Seja um bom amigo com você
mesmo;
•Faça amigos;
•Converse com seus amigos;
•Amigos...
Objetivos:
 Possibilitar a aprendizagem de habilidades para
lidar eficazmente com dificuldades diárias
 Criar resistênci...
O que torna o FRIENDS/AMIGOS diferente?
O Programa FRIENDS é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde,
como um método...
Construção
da
Resiliência
Pensar
(Cognitivo)
Sentir
(Fisiológico)
Fazer
(Comportamental)
Teoria Cognitivo Comportamental
O...
APEGO
APEGO
Modelo teórico de prevenção de
ansiedade/depressão através do
desenvolvimento de resiliência
Filosofía expandida
O
Programa
AMIGOS
Empatia
por todos
os seres
vivos
treinamento
da Atenção
Mindfulness
Hábitos de
vida
...
Habilidades Específicas Ensinadas
Comportamental/Social
Solução de
problemas
Plano passo a passo Suporte/modelos de
identi...
O Programa FRIENDS/Amigos
É implementado:
Em 12 sessões (1:00 h– 1:30h semanal).
Em formato de grupo (clínica, pré-escol...
Recursos utilizados nas sessões
Resumo das sessões
• Sessão 1: Prontos para Começar! Quem sou eu?
• Sessão 2: Atenção aos sentimentos. Meus sentimentos.
Resumo das sessões
• Sessão 3: Atenção aos sentimentos dos otros. EMPATIA
• Sessão 4: Momento de relaxar! Nosso corpo e jo...
Resumo das sessões
• Sessão 5: Ideias positivas. Pensamentos verdes e vermelhos
• Sessão 6: Ideias positivas. Transformar ...
“Nem teus piores inimigos
podem fazer tanto dano
como os teus próprios
pensamentos.”
Sidarta Gautama
Resumo das sessões
• Sessão 7: Gerar soluções. Solução de problemas.
• Sessão 8: Gerar soluções. Alcançando metas.
• Sessão 9: Orgulho próprio e de seu TRABAHO!
• Sessão 10: Orgulho de SI MESMO! Figuras de identificação/modelos.
Resumo d...
“Otimismo é a fé que
leva a conquista.
Nada pode ser feito
sem esperança e
confiança”
Helen Keller
Programa Meus Amigos Jovens
• 1o encontro: Objetivos Pessoais e Sucessos
Passados
• 2o encontro: Emoções/Autoregulação
• 3...
• 5o encontro: Pensamentos
• 6o encontro: Treino da Atenção
• 7o encontro: Explorar soluções
• 8o encontro: Rede de apoio/...
“A amizade duplica as
alegrias e divide as
tristezas.”
Francis Bacon
“ Nós nem sempre podemos
construir um futuro seguro, mas
podemos nos construir e aos nossos
filhos, fortes para o futuro”
A Importância das Habilidades
Sociais e Emocionais
“Nosso melhor investimento em longo prazo é no
‘capital humano’ - na fo...
Muito obrigado
Muito obrigada e boa noite!
priscila@resilienciaparavida.com.br
resilienciaparavida.com.br
/Resilienciaparavida
Educação é...
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Resiliência  como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resiliência como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes

2.675 visualizações

Publicada em

Apresentação do programa Australiano de Resiliência FRIENDS/AMIGOS da Dra Paula Barrett

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.675
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
127
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Discuss:Thoughts, feelings and behaviours are all linked. First there was Aaron Beck. He linked what we think affects how we feel and what we do.Then Albert Ellis (psychotherapist) was saying that feelings can affect thoughts. So what you feel can affect how you think.When people are in different situations they slip into different modes of being , cognitive and emotional. As an example if you are parenting then that is more of an emotional time so that it is a time when you would tap into a more feelings based strategy. If you are doing a more cognitive based activity, for e.g. working at the office, then you would use more thinking based strategies.CBT is not rigid. There are differences in situations and the way people learn so that often adjusts where they start from. For example if you are in love or parenting you work from feelings. Going to thinking first wont be affective.If there are special needs, then targeting the behavioural or emotional elements first will be more effective than approaching it from purely a cognitive aspect.Explaining the circlesThink (cognitive) – What is going through the persons mind about themselves, about other people and about the world. Thinking has different levels.Thinking is at different levels: what is the person thinking about themselves, about other people and about the world.Feeling ( Physiological) – includes the 5 senses, emotions and the body (shaking, sweating, butterflies, etc.)Do (Behavioural) - includes all forms of communication – Spoken, listen and acting on - speak, listen, act.
  • This slide links the theory to the content of the program. It leads on from attachment theory in that it surrounds everything.This model is still in line with the think, feel, do concept we have used throughout.Learning is DO Body is FEEL and Mind is THINKIn the next slide each of these areas are discussed according to what it looks like in the program
  • Empathy with animalsTo help children develop empathy towards all living beings, not just animalsTo prevent animal cruelty which is implicated in conduct problems (Ascione & Shapiro 2009)Aim to increase caring behaviours - focus on the needs of others, not just themselvesAttention trainingAttention precedes thinking processesAttention to negative cues in the environment may facilitate negative thinkingAttention to negative cues in the environment predicts relapse following interventionAttention can be trained toward more positive environmental cues(Bar-Haim 2010; Bar-Haim et al., 2011)Anxiety and DiabetesLink between mood disorders (anxiety and depression) and diabetes (Dantzer et al., 2003; Pan et al., 2010)All home activities now include recommendations for healthy eating and daily activitiesAim to instil healthy habits early in lifeReduce intake of sugar, white bread, sugary breakfast cereal, juice and soft drinksIncrease intake of fresh fruits and vegetables, wholegrain bread, water, milk, brown rice and pastaChildren and their EnvironmentIn the western world, children spend much of their time interacting with technology - watching TV, playing video games, using mobile devices. This can reduce face-to-face social interactions where children lack opportunities to practise social skills with adults and other children. Research points to health benefits (including motor skills, cognitive and emotional development) for children who spend time in nature (Taylor et al., 2001)Increased learning through exploration and play in the natural environment. Giving to the communityCommunity service offers children the chance to develop empathy and provides personal empowerment. Making a positive contribution to others gives young people a sense of purpose and allows children to develop self esteem and pride in their community.
  • Resiliência como tornar seus alunos fortes, felizes e resiliêntes

    1. 1. Priscila Tenenbaum
    2. 2. Em poucas palavras, o que os pais querem para seus filhos?
    3. 3. “O Grande motor de nossas vidas é em direção a felicidade” Dalai Lama
    4. 4. O que a escola normalmente ensina? • Conquistas; • Habilidades formais; • Conformidade; • Matemática; • Português; • Disciplinas; • Sucesso.
    5. 5. O que enfrentamos na vida?
    6. 6. Desafios da Infância • Tentar aprender coisas novas; • Gerenciar sentimentos e “colapsos”; • Conhecer gatilhos (se algum); • Fazer amigos; • Lidar com bullying; • Enquadrar-se ao ambiente familiar e da escola.
    7. 7. • Ausentar-se frequentemente das aulas; • Apresentar dificuldades nas relações interpessoais; • Ter baixo rendimento escolar. • Inclusão escolar; • Ansiedade; • Depressão; • Problemas comportamentais; • Bullying. Quando as crianças não têm as ferramentas para serem social e emocionalmente competentes podem…
    8. 8. Ganhos para os alunos: Habilidades sócio emocionais Melhores atitudes em relação a si, aos outros e à escola Comportamento positivo em sala de aula Ganho de 11 % nas notas escolares Reduz os riscos de fracasso Problemas de conduta Comportamento agressivo Estresse emocional A boa ciência relaciona Aprendizagem sócio emocional ao seguinte: Benefícios da aprendizagem sócio emocional Referência: Durlak, J. A., Weissberg, R>P., Dymnicki, A.B., Taylor, R.D., and Schellimger, K. (2011). The impact to Enhancing Students’Social and Emocional Learning: A Meta-Analysis of School-Based Universal Interventions. Child Development, (82) Pp. 405-432
    9. 9. Ansiedade e Depressão: O Impacto • Ansiedade é crônica – sem intervenção leva a desafíos e afastamentos; • Suicídio é a 3a causa de morte no Brasil (perdendo para acidentes e homicídios); • Jovens se automutilam; • Apenas 2 a cada 10 pessoas que sofre emocionalmente busca ajuda!
    10. 10. Dados Alarmantes! Nós precisamos INTERVIR e a escola é o melhor caminho!
    11. 11. Sabemos que… • Prevalência – momentos de mudança • Quem procura por ajuda? Problema já existe (2 a cada 100 pessoas) • Necessidade de Prevenção • Investimento no Capital Humano
    12. 12. Obesidade, diabete precoce, ansiedade e depressão serão mais prevalentes nos paises do ocidente do que qualquer outra doença nos próximos 30 anos. (OMS – Organização Mundial de Saúde – conferencia de 2011)
    13. 13. Por que prevenção no colégio? • A maioria dos problemas de comportamento e de aprendizagem nas escolas estão relacionados à ansiedade. • As crianças ficam quantas horas por dia no colégio? Nós podemos apoiá-las neste processo. • JULIA Gallegos – amistad mexico
    14. 14. Linha Contínua de Intervenção Programas Indicados  Selecionam as crianças com dificuldades  Sondagem  Custos econômico e de tempo moderado Antes de desenvolver o problema Depois de desenvolver o problema Tempo de Intervenção Prevenção Universal  Incluem todas as crianças – parte do currículo  Estão focados no bem-estar e na saúde emocional  Evitam qualquer tipo de estigmas por não rotular  Modelo de aprendizagem grupal e baseado na experiência  Baixo custo econômico e pouco tempo Programas de Tratamento  Focados em crianças com uma desordem diagnosticada Alto custo econômico e muito tempo
    15. 15. Porque Resiliência e Felicidade? • Flexibilidade cognitiva • Criatividade • Persistência • Otimismo • Longevidade • Saúde • Sociabilidade • Maior concentração • PENSAM! • Menos hostilidade • Altruismo • Empatia • Empreendedorismo • Sucesso!
    16. 16. Felicidade SONHO AMERICANO:
    17. 17. Ao que estamos atentos?
    18. 18. O que é resiliência? A resiliência é a “Capacidade profunda para a superação de crise em situações adversas, estando presente em indivíduos, comunidades e instituições” (Nunes, 2007).
    19. 19. O que eles tem em comum?
    20. 20. “Creio que se tivesse que eleger pessoas extraordinárias não hesitaria em compara-las ao bambu. Criaturas flexíveis, mas firmes e que guardavam na aparente fragilidade da conciliação a força incontestável da certeza da verdade. Gandhi foi em toda sua vida modelo de bambu e Nelson Mandela em sua saga extraordinária não foi diferente.” Celso Antunes, 2011
    21. 21. Modelo de Resiliência Desenvolvimento Emocional Manter-se Ativo, Alimentação saudável, Sono Habilidades Emocionais e Sociais Família – comunidade Pertencimento Neuroplasticidade
    22. 22. O Que precisamos fazer: Mudança de Paradigmas Resiliência ao Longo da Vida
    23. 23. Podemos nos sentir fortalecidos ao aprender habilidades de resiliência que são FACILMENTE implementadas em casa, escola, comunidade – através do desenvolvimento humano. Fato!
    24. 24. Programa Friends Construindo resiliência em crianças e adolescentes Priscila Tenenbaum
    25. 25. Programas FRIENDS
    26. 26. Porque amigos? •Seu corpo é seu amigo; •Seja um bom amigo com você mesmo; •Faça amigos; •Converse com seus amigos; •Amigos é um acrônimo para as habilidades e estratégias ensinadas no programa.
    27. 27. Objetivos:  Possibilitar a aprendizagem de habilidades para lidar eficazmente com dificuldades diárias  Criar resistência emocional,  Desenvolver capacidade de resolver problemas,  Incentivar a aprendizagem entre pares,  Construir redes de apoio e de modelos positivos. Programas FRIENDS/Amigos Para tanto, tem como finalidade ensinar as habilidades cognitivas, comportamentais e emocionais, em um formato simples e bem estruturado, capacitando crianças, adolescentes, pais, familiares e professores.
    28. 28. O que torna o FRIENDS/AMIGOS diferente? O Programa FRIENDS é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde, como um método efetivo na prevenção de ansiedade e depressão. • É utilizado internacionalmente (20 países). • Este é um programa positivo que envolve todas as crianças, independentemente dos seus níveis de risco. • Focado em desenvolver habilidades para lidar com mudanças diárias e eventos negativos de vida, que todos nós podemos encontrar. • Baseado em evidências: Apoiado pelas pesquisas da Dra. Paula Barrett e sua equipe de pesquisadores, com comprovado efeito preventivo. Pesquisas comprovaram eficácia em vários países do mundo.
    29. 29. Construção da Resiliência Pensar (Cognitivo) Sentir (Fisiológico) Fazer (Comportamental) Teoria Cognitivo Comportamental O que está acontecendo na mente da pessoa? O que o corpo está dizendo? O que a pessoa Faz? Como escolhem estes comportamentos?
    30. 30. APEGO APEGO Modelo teórico de prevenção de ansiedade/depressão através do desenvolvimento de resiliência
    31. 31. Filosofía expandida O Programa AMIGOS Empatia por todos os seres vivos treinamento da Atenção Mindfulness Hábitos de vida saudáveis Crianças e jovens cuidando do meio ambiente Doando a comunidad e Altruismo
    32. 32. Habilidades Específicas Ensinadas Comportamental/Social Solução de problemas Plano passo a passo Suporte/modelos de identificação Cognitivo Atenção Auto-conversa Desafiando PA Relaxamentos Respiração Músculos Visualização Sentimentos (em si e nos outros) Normalização Ser corajoso Dicas corporais
    33. 33. O Programa FRIENDS/Amigos É implementado: Em 12 sessões (1:00 h– 1:30h semanal). Em formato de grupo (clínica, pré-escola, sala de aula). Inclui duas sessões/workshops com os pais, no início e no final dos grupos. Guia dos Pais / Livro de Atividades das Crianças 12 conjuntos de atividades (00:30min – 01:00h semanal) Oferece diversão e atividades de aproximação dos membros da família. A cada semana as crianças devem praticar as atividades que elas aprenderam na sessão do programa em casa, na creche ou na escola para multiplicar as habilidades em diferentes ambientes.
    34. 34. Recursos utilizados nas sessões
    35. 35. Resumo das sessões • Sessão 1: Prontos para Começar! Quem sou eu? • Sessão 2: Atenção aos sentimentos. Meus sentimentos.
    36. 36. Resumo das sessões • Sessão 3: Atenção aos sentimentos dos otros. EMPATIA • Sessão 4: Momento de relaxar! Nosso corpo e jogos de relaxamento
    37. 37. Resumo das sessões • Sessão 5: Ideias positivas. Pensamentos verdes e vermelhos • Sessão 6: Ideias positivas. Transformar pensamentos vermelhos em verdes
    38. 38. “Nem teus piores inimigos podem fazer tanto dano como os teus próprios pensamentos.” Sidarta Gautama
    39. 39. Resumo das sessões • Sessão 7: Gerar soluções. Solução de problemas. • Sessão 8: Gerar soluções. Alcançando metas.
    40. 40. • Sessão 9: Orgulho próprio e de seu TRABAHO! • Sessão 10: Orgulho de SI MESMO! Figuras de identificação/modelos. Resumo das sessões
    41. 41. “Otimismo é a fé que leva a conquista. Nada pode ser feito sem esperança e confiança” Helen Keller
    42. 42. Programa Meus Amigos Jovens • 1o encontro: Objetivos Pessoais e Sucessos Passados • 2o encontro: Emoções/Autoregulação • 3o encontro: Auto-confiança • 4o encontro: Relaxamento
    43. 43. • 5o encontro: Pensamentos • 6o encontro: Treino da Atenção • 7o encontro: Explorar soluções • 8o encontro: Rede de apoio/Modelos »9o encontro: Assertividade/Bullying »10o encontro: Altruismo »11o e 12o encontro: planejando-se para o futuro
    44. 44. “A amizade duplica as alegrias e divide as tristezas.” Francis Bacon
    45. 45. “ Nós nem sempre podemos construir um futuro seguro, mas podemos nos construir e aos nossos filhos, fortes para o futuro”
    46. 46. A Importância das Habilidades Sociais e Emocionais “Nosso melhor investimento em longo prazo é no ‘capital humano’ - na forma de educação emocional, social e cognitiva. Atualmente, estamos falhando nas duas primeiras áreas do desenvolvimento em nossos sistemas educacionais”. (Dr Heckman, Prêmio Nobel de Economia, 2000)
    47. 47. Muito obrigado
    48. 48. Muito obrigada e boa noite! priscila@resilienciaparavida.com.br resilienciaparavida.com.br /Resilienciaparavida Educação é sempre um bom negócio. composition.com.br 21 3173-6353 www.ead.cesumar.br www.ccpi.com.br

    ×