EXAMES LABORATORIAIS
COMO AUXÍLIO EMERGENCIAL
Liga Acadêmica de Emergências Clínicas
Sangue
• O sangue é um tecido conjuntivo especial, apresentando as partes:
Celular: Eritrócitos/Hemácias
Leucócitos
Plaque...
O sangue tem como funções:
• Distribuição de elementos (O2/ aminoácidos/ hormônios...)
• Captação de CO2 e metabólitos dos...
Componentes
eritrócitos
plaquetas
leucócitos
linfócitos
monócitos
granulócitos
eosinófilos
neutrófilos
basófilos
Hemácias
• Se encontram em maior quantidade no sangue e permite a coloração
vermelha do sangue.
• Apresenta em sua constit...
Leucócitos
• Constitui uma parte importante do sistema de defesa.
• Leucócitos associados com:
Macrófagos Teciduais; e
Lin...
• Leucócitos Granulócitos
Neutrófilos
Eosinófilos
Basófilos
• Leucócitos Agranulócitos
Monócitos
Linfócitos
• Tempo médio de vida: 6 a 8 horas na circulação sanguínea;
• Quando os leucócitos se encontram nos tecidos o tempo de vid...
Leucócitos- NEUTRÓFILOS
• O neutrófilo é o tipo de leucócito mais comum. Representa, em
média, de 45% a 75% dos leucócitos...
Leucócitos- SEGMENTADOS E BASTÕES
• Os bastões são os neutrófilos jovens (quando estamos com infecção,
a medula óssea libe...
Leucócitos- LINFÓCITOS
• Representam de 15 a 45% dos leucócitos no sangue.
• Os linfócitos são as principais linhas de def...
Leucócitos- MONÓCITOS
• Os monócitos normalmente representam de 3 a 10% dos leucócitos
circulantes.
• São ativados tanto e...
Leucócitos- EOSINÓFILOS
• São responsáveis pelo combate de parasitas e pelo mecanismo da alergia.
• Representam de 1 a 5% ...
Leucócitos- BASÓFILOS
• Os basófilos são o tipo menos comum de leucócitos no sangue.
Representam de 0 a 2% dos glóbulos br...
Plaquetas
• Não são células, são fragmentos celulares (megacariócito).
• Valor médio: 150 a 400 mil a cada mililitro de sa...
Hemograma normal
Volume Hematimétrico
• VCM (Volume Corpuscular Médio): Volume médio dos eritrócitos.
• HCM( Índice de Hemoglobina Corpuscu...
Plasma Sanguíneo
• Composição: 91% Água e 9% outros elementos
• Permite intercâmbio de seus componentes principalmente águ...
Água no Organismo
Estes valores correspondem a um adulto, sem patologias e com o peso dentro da
normalidade. Na criança es...
Líquido Extracelular:
contém principalmente:
• íons sódio;
• Cloreto;
• Bicarbonato
• 02;
• Glicose;
• Ácidos Graxos; e
• ...
Líquido Intracelular:
Controlam as atividades intracelulares e apresentam uma grande
quantidade destes íons:
• Potássio;
•...
Caso 1
GRF, mulher de 80 anos foi admitida em nosso serviço com história de
um ano de parestesias em membros inferiores, queda do...
• Exame tóraco-abdominal normal.
• Ao exame neurológico evidenciou-se déficit de sensibilidade em
membros inferiores, inco...
DIAGNOSTICO?
Feito diagnóstico de anemia perniciosa e iniciado vitamina B 12
parenteral diária por uma semana e semanal no primeiro mês...
• A deficiência de cobalamina secundária a anemia perniciosa é
frequentemente vista em idosos.
• A gastrite crônica atrófi...
Caso 2
• Como se apresenta o resultado de um hemograma de um paciente
com perda aguda de sangue?
(série vermelha, índices ...
Glóbulos Vermelhos Abaixo do VR
Glóbulos Brancos
Normal (não se altera por perda de sangue,
somente infecção/trauma)
Hemog...
Caso 3
REFERÊNCIAS
• LIMA, Lindemberg da Costa. Exames laboratoriais hematológicos de
urgência: tipos, logística laboratorial e i...
Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL
Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL
Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL
Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL
Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL

226 visualizações

Publicada em

Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
226
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
32
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liga acadêmica de emergências clínicas - EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXILIO EMERGENCIAL

  1. 1. EXAMES LABORATORIAIS COMO AUXÍLIO EMERGENCIAL Liga Acadêmica de Emergências Clínicas
  2. 2. Sangue • O sangue é um tecido conjuntivo especial, apresentando as partes: Celular: Eritrócitos/Hemácias Leucócitos Plaquetas Líquida: Plasma sanguíneo
  3. 3. O sangue tem como funções: • Distribuição de elementos (O2/ aminoácidos/ hormônios...) • Captação de CO2 e metabólitos dos tecidos • Regulação da temperatura • Sistema de defesa • Regulação do sistema tampão (juntamente com os rins e pulmões) • Regulação da água e eletrólitos
  4. 4. Componentes eritrócitos plaquetas leucócitos linfócitos monócitos granulócitos eosinófilos neutrófilos basófilos
  5. 5. Hemácias • Se encontram em maior quantidade no sangue e permite a coloração vermelha do sangue. • Apresenta em sua constituição a HEMOGLOBINA (permite transporte de O2 e CO2) • Valor médio: 4 milhões em mulheres / 4,5 milhões em homens. • Tempo médio de vida: 100 a 120 dias, sendo que a medula óssea produz constantemente. • Hemácias diminuídas em número : Anemia • Hemácias aumentadas em número: Poliglobulia ou policitemia
  6. 6. Leucócitos • Constitui uma parte importante do sistema de defesa. • Leucócitos associados com: Macrófagos Teciduais; e Linfócitos, permitem um sistema de defesa. • Valor médio: 6 a 8 mil a cada mililitro de sangue. • Os leucócitos são divididos em dois grupos: GRANULÓCITOS (numerosas granulações no citoplasma); e AGRANULÓCITOS (não apresentam granulações no citoplasma).
  7. 7. • Leucócitos Granulócitos Neutrófilos Eosinófilos Basófilos • Leucócitos Agranulócitos Monócitos Linfócitos
  8. 8. • Tempo médio de vida: 6 a 8 horas na circulação sanguínea; • Quando os leucócitos se encontram nos tecidos o tempo de vida chega de 2 a 3 dias. • Devido o pequeno tempo de vida há seu armazenamento na medula óssea, sendo liberado nos momentos de necessidade.
  9. 9. Leucócitos- NEUTRÓFILOS • O neutrófilo é o tipo de leucócito mais comum. Representa, em média, de 45% a 75% dos leucócitos circulantes. • Os leucócitos fazem parte do sistema de defesa do nosso organismo e com suas variáveis, conseguimos determinar quais microrganismos então causando a doença. No caso dos neutrófilos as doenças que causam sua elevação é de origem BACTERIANA. • Tempo médio de vida de aproximadamente 24-48 horas. Neutrofilia: Aumento do número de neutrófilos. Neutropenia: redução do número de neutrófilos.
  10. 10. Leucócitos- SEGMENTADOS E BASTÕES • Os bastões são os neutrófilos jovens (quando estamos com infecção, a medula óssea libera neutrófilos, no entanto quando a reserva de neutrófilos maduros começa se esgotar a liberação de neutrófilos recém produzidos). • Representam de 4% a 5% dos neutrófilos circulantes. A presença de um percentual maior de células jovens é uma dica de que possa haver um processo infeccioso em curso. Desvio a esquerda: aumento no número de bastões. • Os neutrófilos segmentados são os neutrófilos maduros.
  11. 11. Leucócitos- LINFÓCITOS • Representam de 15 a 45% dos leucócitos no sangue. • Os linfócitos são as principais linhas de defesa contra infecções por vírus. • São eles também os responsáveis pela produção dos anticorpos. • ATENÇÃO: Linfócitos atípicos são um grupo de linfócitos com morfologia diferente, que podem ser encontrados no sangue nos quadros de infecções por vírus. Linfocitose: Aumento do número de linfócitos. Linfopenia: Redução do número de linfócitos.
  12. 12. Leucócitos- MONÓCITOS • Os monócitos normalmente representam de 3 a 10% dos leucócitos circulantes. • São ativados tanto em processos virais quanto bacterianos. • Quando há uma invasão por microrganismo em nosso corpo o sistema imune encaminha monócitos para o local, sendo que o mesmo realiza uma transformação se tornando MACRÓFAGOS. São os MACRÓFAGOS os primeiros elementos do sistema imune chegar ao local e é o mesmo que inicia todo o processo de destruição do microrganismo.
  13. 13. Leucócitos- EOSINÓFILOS • São responsáveis pelo combate de parasitas e pelo mecanismo da alergia. • Representam de 1 a 5% dos leucócitos circulantes. • Há um aumento de eosinófilos quando a pessoa esta em crise alérgica, crise asmáticas ou em casos de infecção intestinal por parasitas. Eosinofilia: Aumento no número de eosinófilos. Eosinopenia: Diminuição no número de eosinófilos
  14. 14. Leucócitos- BASÓFILOS • Os basófilos são o tipo menos comum de leucócitos no sangue. Representam de 0 a 2% dos glóbulos brancos. • Sua elevação normalmente ocorre em processos alérgicos e estados de inflamação crônica.
  15. 15. Plaquetas • Não são células, são fragmentos celulares (megacariócito). • Valor médio: 150 a 400 mil a cada mililitro de sangue. • Tempo de vida médio: Em torno de 10 dias na circulação sanguínea. • São imprescindíveis no processo da coagulação, permitindo a formação e retração do coágulo, por liberarem substâncias, como: Tromboxano A2 / Enzimas e hormônios/ Prostaglandinas.
  16. 16. Hemograma normal
  17. 17. Volume Hematimétrico • VCM (Volume Corpuscular Médio): Volume médio dos eritrócitos. • HCM( Índice de Hemoglobina Corpuscular Médio) : quantidade de hemoglobina contida em cada célula. • CHCM ( Índice de Concentração de Hemoglobina Corpuscular Médio): Concentração de hemoglobina média nas hemácias. • RDW Índice que avalia a diferença de tamanho entre as hemácias. Quando este está elevado significa que existem muitas hemácias de tamanhos diferentes circulando. • São indicadores precisos nas caracterização das hemácias (macrocítica/ microcítica/ normocítica/ hipocrômica), permitindo a diferenciação entre as anemias.
  18. 18. Plasma Sanguíneo • Composição: 91% Água e 9% outros elementos • Permite intercâmbio de seus componentes principalmente água, com o líquido intersticial e através deste com o líquido intracelular, permitindo uma regulação da composição química celular. • As grandes proteínas que compõe o plasma em sua grande maioria não consegue atravessar o endotélio vascular, devido suas pequenas fenestrações, portanto saem com maior facilidade as proteínas de pequeno peso molecular.
  19. 19. Água no Organismo Estes valores correspondem a um adulto, sem patologias e com o peso dentro da normalidade. Na criança este valores são bem diferentes, devido sua necessidade metabólica.
  20. 20. Líquido Extracelular: contém principalmente: • íons sódio; • Cloreto; • Bicarbonato • 02; • Glicose; • Ácidos Graxos; e • Aminoácidos. Contém CO2 que é transportado das células para os pulmões e outros metabólitos celulares que são excretados pelos rins.
  21. 21. Líquido Intracelular: Controlam as atividades intracelulares e apresentam uma grande quantidade destes íons: • Potássio; • Magnésio; e • Fosfato.
  22. 22. Caso 1
  23. 23. GRF, mulher de 80 anos foi admitida em nosso serviço com história de um ano de parestesias em membros inferiores, queda do estado geral e piora cognitiva progressiva. A um mês da internação parou de deambular e evoluiu com disfagia orofaríngea. Na admissão apresentava-se em regular estado geral, descorada, confusa e hiporresponsiva. Não reconhecia familiares e apresentava déficit da memória recente.
  24. 24. • Exame tóraco-abdominal normal. • Ao exame neurológico evidenciou-se déficit de sensibilidade em membros inferiores, incoordenação motora, Babinski bilateral, paraparesia crural e desorientação têmporo-espacial. • Necessitou de sondagem enteral para alimentação. • No laboratório, apresentava • Hb: 8,4 g/dL, • VCM: 110 fl, • hipersegmentação de neutrófilos, • vitamina B 12 diminuída (182 pg/mL), • TSH normal, • tomografia de crânio normal e endoscopia com gastrite atrófica confirmada por biópsia, com pesquisa negativa para Helicobacter pylori.
  25. 25. DIAGNOSTICO?
  26. 26. Feito diagnóstico de anemia perniciosa e iniciado vitamina B 12 parenteral diária por uma semana e semanal no primeiro mês. Em um mês de tratamento, a paciente voltou a se alimentar, reconhecer familiares, e voltou a deambular com auxílio. A paciente continua em tratamento.
  27. 27. • A deficiência de cobalamina secundária a anemia perniciosa é frequentemente vista em idosos. • A gastrite crônica atrófica é reconhecida macroscopicamente pela perda das pregas gástrica e adelgaçamento da mucosa; a má absorção da vitamina B 12 em pacientes com anemia perniciosa se dá pela deficiência de fator intrínseco. • As manifestações clínicas são variáveis, podendo causar, além de anemia, manifestações neuropsiquiátricas, digestivas e ginecológicas.
  28. 28. Caso 2 • Como se apresenta o resultado de um hemograma de um paciente com perda aguda de sangue? (série vermelha, índices hematimétricos, série branca e plaquetas).
  29. 29. Glóbulos Vermelhos Abaixo do VR Glóbulos Brancos Normal (não se altera por perda de sangue, somente infecção/trauma) Hemoglobina Abaixo do VR Hematócrito Abaixo do VR Volume Corpuscular Médio Normal Hb Corpuscular Média Normal CHCM Normal Plaquetas Normais ou abaixo do VR
  30. 30. Caso 3
  31. 31. REFERÊNCIAS • LIMA, Lindemberg da Costa. Exames laboratoriais hematológicos de urgência: tipos, logística laboratorial e interpretação dos principais testes. Conselho Regional de Medicina do Ceará, 2012. • PAULINO E et al. Demência e neuropatia periférica reversíveis com reposição parenteral de vitamina B 12. Rev Soc Bra Clin Med 2008; 6(3): 123-124. • SOUZA, M.H.L. e ELIAS, D.O. Principios de Hematologia e Hemoterapia. Centro de Estudos Alfa Rio. Rio de Janeiro- RJ, 2005.

×