SlideShare uma empresa Scribd logo
ESCOLA BÁSICA ALEXANDRE
HERCULANO
Alimentação das Plantas
 Facto (F): As plantas necessitam de ser regadas
regularmente, caso contrário, morrem.
 Questão (Q): Por que razão sucede isto?
 Resposta (R): As plantas necessitam de água
para produzir o seu alimento.
 Conceitos:
 Absorção
 Raiz
 Vasos condutores
 Seiva bruta
 Fotossíntese
A importância dos minerais para as
plantas.
Com esta atividade
experimental podemos
concluir que só a
planta do tubo C não
morreu porque
possuía água e sais
minerais que ajudaram
no seu correto
desenvolvimento.
Absorção e raiz
A raiz absorve água e sais
minerais através da zona pilosa. Aí
existem pêlos absorventes,
responsáveis por esta absorção.
Os sais minerais devem estar
dissolvidos na água para poderem
entrar na planta.
No interior da planta, a água e os
sais minerais constituem a seiva
bruta.
Qual a zona da raiz responsável pela
absorção?
A região responsável pela absorção é a zona
pilosa. É aí que se encontram os pelos
absorventes que facilitam essa absorção.
Seiva bruta
 Líquido constituído por água e sais minerais, absorvidos do solo
através dos pêlos absorventes.
 Circula através de vasos condutores, existentes no interior das
plantas.
Vasos condutores no interior de um caule
Vasos condutores
 No interior das plantas existem tecidos condutores.
 Existem dois tipos: xilema e floema.
 O xilema e o floema, são tecidos condutores que realizam o
transporte de seiva, comunicando o sistema radicular às
estruturas foliares, intermediado pelo caule.
A- Xilema (seiva bruta)
B- Floema (seiva
elaborada)
Fotossíntese
 A seiva bruta tem como destino as folhas, subindo através do
xilema.
 Aqui a planta produz o seu próprio alimento: Fotossíntese.
 As plantas são seres produtores ou autotróficos.
 Possível graças à clorofila existente nos cloroplastos.
 Existe grande quantidade de clorofila nas folhas, daí que a
fotossíntese se realize mais intensamente nestes órgãos.
 Para a fotossíntese é necessário: luz solar (fonte de energia),
água (absorvida do solo) e dióxido de carbono (atmosfera).
Produtos da fotossíntese
 Como resultado a planta liberta oxigénio para a atmosfera e produz
substâncias orgânicas (utilizadas como fonte de energia e
reparação/produção de novas células).
 A principal substância orgânica é a glicose (hidrato de carbono),
que mais tarde se transforma em amido.
 A glicose e as outras substâncias orgânicas produzidas na
fotossíntese, juntamente com a água, formam a seiva elaborada.
Esta circula no floema.
 A seiva elaborada é utilizada pelas partes da planta em
crescimento ou recuperação. Também pode ser acumulada na
forma de substâncias de reserva.
Fotossíntese
Água e sais
minerais
Dióxido de
carbono
Luz solar
Oxigénio
Substâncias
orgânicas
Trocas gasosas
Ostíolo
Células guarda
ou
células
estomáticas
As plantas realizam algumas trocas
gasosas através dos estomas
localizados nas folhas.
Estoma
Trocas gasosas
 Durante a fotossíntese as plantas absorvem dióxido de
carbono e libertam oxigénio.
 Tal como nos animais, as células das plantas realizam a
respiração celular, na qual consomem oxigénio e libertam
dióxido de carbono.
 Também realizam a transpiração através das folhas, ou
seja, libertam água que absorvem através das raízes.
Dia Noite
- Fotossíntese
- Respiração
celular
- Transpiração
- Respiração
celular
- Transpiração
AS PLANTAS TAMBÉM RESPIRAM
Material:
1 vaso com planta verde
1 vaso sem planta (só terra)
2 campânulas opacas (de vidro com folha
de alumínio, ou recipiente em plástico por
exemplo)
2 caixas de Petri (outro recipiente similar)
Água de cal
Procedimento:
Deitar a mesma porção de água de cal em
cada recipiente
Colocar um recipiente com água de cal
junto do vaso A que contém a planta, e o
outro junto do vaso B, que não tem planta
Cobrir cada uma das montagens com uma
campânula escurecida
AS PLANTAS TAMBÉM RESPIRAM
Passadas 24 horas mais ou menos
Conclusão:
Vaso A – água de cal fica turva o que prova a existência de dióxido de
carbono em abundância, isto é o que havia no ar que está dentro da
campânula mais o que foi libertado pela planta durante a respiração
Vaso B - água de cal quase inalterável – apenas existe o dióxido de
carbono do ar da campânula.
As plantas estão constantemente a respirar: captam oxigénio e
libertam dióxido de carbono (fenómeno idêntico á respiração dos
seres vivos animais).
A observação é feita na obscuridade para não se realizar a fotossíntese.
Se a experiência fosse feita em presença da luz, parte do dióxido de
carbono libertado ia ser consumido na fotossíntese.
A respiração das plantas realiza-se tanto na presença como na
ausência da luz solar.
Acumulação de reservas
 Quando a quantidade de alimento ingerido é superior às
necessidades, as plantas acumulam o excesso na forma de
reservas alimentares (amido, água, lípidos, açúcar,
proteínas…)
 Estas reservas são utilizadas em épocas de maior escassez
ou para crescimento (Primavera).
 Alguns seres vivos, incluindo o Homem, utilizam estas
reservas para a sua alimentação.
Tipos de reservas
A salsa e outras ervas aromáticas
acumulam substâncias nas suas folhas
que são usados no tempero dos
alimentos.
A azeitona acumula lípidos, utilizados
na produção de azeite.
Tipos de reservas
A soja acumula proteínas nas suas vagens.
Por ser uma proteína vegetal, é muito
procurada por vegetarianos e apreciadores
de uma alimentação saudável.
A cana-de-açúcar acumula açúcar no seu
interior. Esta é utilizada pelo Homem na sua
alimentação devido ao seu poder adoçante.
Tipos de reservas
Os catos acumulam água,
muito preciosa nos meios
secos em que habitam.
catos
Órgãos que acumulam reservas
As cenouras são raízes aprumadas
tuberculosas que acumulam substâncias de
reserva. As suas reservas são usadas na
nossa alimentação.
A batata é um caule subterrâneo (tubérculo)
usado na alimentação.
Órgãos que acumulam reservas
Os frutos fazem parte do processo de
reprodução das plantas. As suas reservas,
das quais nos alimentamos, são usadas
para o crescimento de uma nova planta.
As sementes possuem reservas que
permitem que, em condições favoráveis,
novas plantas germinem.
Plantas: fontes de matérias-primas
Da dedaleira são extraídas substâncias
utilizadas no fabrico de medicamentos para o
coração.
A rosa e o jasmim são utilizados no
fabrico de perfumes.
Plantas: fontes de matérias-primas
Da seringueira é extraído o látex,
usada no fabrico da borracha.
Da oliveira é extraído o azeite.
Plantas: fontes de matérias-primas
Do pinheiro é extraída a resina,
utilizada no fabrico de cola e plásticos.
O castanheiro fornece castanhas e
madeira.
Plantas: fontes de matérias-primas
O algodoeiro fornece algodão,
utilizado na indústria do
vestuário.
O eucalipto fornece madeira e pasta de
papel.
Plantas: fontes de matérias-primas
O sobreiro é fonte de cortiça, utilizada na
construção civil ou no fabrico de rolhas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como se alimentam as plantas
Como se alimentam as plantasComo se alimentam as plantas
Como se alimentam as plantas
Tânia Reis
 
As plantas-Como se alimentam ?
As plantas-Como se alimentam ?As plantas-Como se alimentam ?
As plantas-Como se alimentam ?
Carolina Coimbra
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
Sofia Mendes
 
PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...
PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...
PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...
Lara Cardoso
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
guest787ebb4
 
Plantas 6º
Plantas 6ºPlantas 6º
Plantas 6º
rukka
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantas
Tânia Reis
 
Pdf tema fotossíntese 4º ano Grupo
Pdf tema fotossíntese   4º ano GrupoPdf tema fotossíntese   4º ano Grupo
Pdf tema fotossíntese 4º ano Grupo
vivibanez
 
Alimentação das plantas
Alimentação das plantasAlimentação das plantas
Alimentação das plantas
trizfernandes
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
Adrianne Mendonça
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
Rafael Costa
 
Funcoes da folha
Funcoes da folhaFuncoes da folha
Funcoes da folha
Alfredo Cossa
 
Fotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte I
Fotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte IFotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte I
Fotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte I
cintiahelaine
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
Robervania Nadja
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantas
B R
 
Plantas (como se alimentam)
Plantas (como se alimentam)Plantas (como se alimentam)
Plantas (como se alimentam)
Vítor Batista
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
colegiopacostasilva
 
Plantas
PlantasPlantas
Plantas
Carla Gomes
 
As plantas
As plantasAs plantas
As plantas
Inês Novais
 
Tema fotossíntese 4º ano Grupo 7
Tema fotossíntese   4º ano Grupo 7Tema fotossíntese   4º ano Grupo 7
Tema fotossíntese 4º ano Grupo 7
vivibanez
 

Mais procurados (20)

Como se alimentam as plantas
Como se alimentam as plantasComo se alimentam as plantas
Como se alimentam as plantas
 
As plantas-Como se alimentam ?
As plantas-Como se alimentam ?As plantas-Como se alimentam ?
As plantas-Como se alimentam ?
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...
PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...
PLANTAS COMO SE ALIMENTAM ...
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
Plantas 6º
Plantas 6ºPlantas 6º
Plantas 6º
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantas
 
Pdf tema fotossíntese 4º ano Grupo
Pdf tema fotossíntese   4º ano GrupoPdf tema fotossíntese   4º ano Grupo
Pdf tema fotossíntese 4º ano Grupo
 
Alimentação das plantas
Alimentação das plantasAlimentação das plantas
Alimentação das plantas
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
 
Funcoes da folha
Funcoes da folhaFuncoes da folha
Funcoes da folha
 
Fotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte I
Fotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte IFotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte I
Fotossíntese: Aspectos gerais e princípios básicos - Parte I
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantas
 
Plantas (como se alimentam)
Plantas (como se alimentam)Plantas (como se alimentam)
Plantas (como se alimentam)
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
 
Plantas
PlantasPlantas
Plantas
 
As plantas
As plantasAs plantas
As plantas
 
Tema fotossíntese 4º ano Grupo 7
Tema fotossíntese   4º ano Grupo 7Tema fotossíntese   4º ano Grupo 7
Tema fotossíntese 4º ano Grupo 7
 

Destaque

Ar, respiração e fotossíntese
Ar, respiração e fotossínteseAr, respiração e fotossíntese
Ar, respiração e fotossíntese
Nute Jpa
 
Alimentação das plantas
Alimentação das plantasAlimentação das plantas
Alimentação das plantas
Cycyro Soares
 
Respiração celular
Respiração celularRespiração celular
Respiração celular
Péricles Penuel
 
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Dayenne Herrera
 
RESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETOR
RESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETORRESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETOR
RESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETOR
Maria Filomena
 
As plantas – fonte de alimento e de
As plantas – fonte de alimento e deAs plantas – fonte de alimento e de
As plantas – fonte de alimento e de
Tânia Reis
 
Respiração celular e fermentação
Respiração celular e fermentaçãoRespiração celular e fermentação
Respiração celular e fermentação
Professora Raquel
 
As plantas na nossa alimentação
As plantas na nossa alimentaçãoAs plantas na nossa alimentação
As plantas na nossa alimentação
igrejasp
 
Ficha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os NomesFicha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os Nomes
A. Simoes
 
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Bio
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
prodeinha
 
Ficha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º período
Ficha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º períodoFicha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º período
Ficha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º período
Marcela Figueiredo Gonçalves
 

Destaque (12)

Ar, respiração e fotossíntese
Ar, respiração e fotossínteseAr, respiração e fotossíntese
Ar, respiração e fotossíntese
 
Alimentação das plantas
Alimentação das plantasAlimentação das plantas
Alimentação das plantas
 
Respiração celular
Respiração celularRespiração celular
Respiração celular
 
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
Nutrição mineral de plantas_Fósforo (P)
 
RESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETOR
RESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETORRESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETOR
RESPIRAÇÃO CELULAR E SISTEMA EXCRETOR
 
As plantas – fonte de alimento e de
As plantas – fonte de alimento e deAs plantas – fonte de alimento e de
As plantas – fonte de alimento e de
 
Respiração celular e fermentação
Respiração celular e fermentaçãoRespiração celular e fermentação
Respiração celular e fermentação
 
As plantas na nossa alimentação
As plantas na nossa alimentaçãoAs plantas na nossa alimentação
As plantas na nossa alimentação
 
Ficha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os NomesFicha de Trabalho: os Nomes
Ficha de Trabalho: os Nomes
 
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
 
Ficha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º período
Ficha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º períodoFicha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º período
Ficha de avaliação sumativa de Estudo do Meio(3º ano)- 2º período
 

Semelhante a Trocas nutricionais

Raiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e FolhaRaiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e Folha
Rosa Pereira
 
Seres vivos produtores
Seres vivos produtoresSeres vivos produtores
Seres vivos produtores
Rosana-2012
 
Seres vivos produtores
Seres vivos produtoresSeres vivos produtores
Seres vivos produtores
Rosana-2012
 
Alimentação das plantas 6ano
Alimentação das plantas 6anoAlimentação das plantas 6ano
Alimentação das plantas 6ano
Marilia Reganha
 
1 reino das plantas
1 reino das plantas 1 reino das plantas
1 reino das plantas
Pelo Siro
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
SESI 422 - Americana
 
Cuidando da plantas
Cuidando da plantasCuidando da plantas
Cuidando da plantas
Sheila E Joe Tome
 
Nutricao vegetal
Nutricao vegetalNutricao vegetal
Nutricao vegetal
URCA
 
Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)
Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)
Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)
Erick Chiavelli
 
Plantas Célia
Plantas CéliaPlantas Célia
Plantas Célia
MariaJoão Agualuza
 
Telecurso 2000 aula 16 cuidado das plantas
Telecurso 2000 aula 16   cuidado das plantasTelecurso 2000 aula 16   cuidado das plantas
Telecurso 2000 aula 16 cuidado das plantas
netoalvirubro
 
A fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantasA fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantas
estadual
 
A fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantasA fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantas
estadual
 
Botanica.pptx
Botanica.pptxBotanica.pptx
Botanica.pptx
JulioBochi1
 
Botanica
Botanica Botanica
Botanica
Matheus Felipe
 
Reino plantae
Reino plantaeReino plantae
Reino plantae
Letícia Passos
 
Estrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantasEstrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantas
Dulcilene Figueiredo
 
Biologia 2
Biologia 2Biologia 2

Semelhante a Trocas nutricionais (18)

Raiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e FolhaRaiz, Caule e Folha
Raiz, Caule e Folha
 
Seres vivos produtores
Seres vivos produtoresSeres vivos produtores
Seres vivos produtores
 
Seres vivos produtores
Seres vivos produtoresSeres vivos produtores
Seres vivos produtores
 
Alimentação das plantas 6ano
Alimentação das plantas 6anoAlimentação das plantas 6ano
Alimentação das plantas 6ano
 
1 reino das plantas
1 reino das plantas 1 reino das plantas
1 reino das plantas
 
Fotossintese
FotossinteseFotossintese
Fotossintese
 
Cuidando da plantas
Cuidando da plantasCuidando da plantas
Cuidando da plantas
 
Nutricao vegetal
Nutricao vegetalNutricao vegetal
Nutricao vegetal
 
Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)
Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)
Nutrição Orgânica (Trabalho escolar apresentado à disciplina de Biologia)
 
Plantas Célia
Plantas CéliaPlantas Célia
Plantas Célia
 
Telecurso 2000 aula 16 cuidado das plantas
Telecurso 2000 aula 16   cuidado das plantasTelecurso 2000 aula 16   cuidado das plantas
Telecurso 2000 aula 16 cuidado das plantas
 
A fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantasA fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantas
 
A fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantasA fotossíntese nas plantas
A fotossíntese nas plantas
 
Botanica.pptx
Botanica.pptxBotanica.pptx
Botanica.pptx
 
Botanica
Botanica Botanica
Botanica
 
Reino plantae
Reino plantaeReino plantae
Reino plantae
 
Estrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantasEstrutura e partes das plantas
Estrutura e partes das plantas
 
Biologia 2
Biologia 2Biologia 2
Biologia 2
 

Mais de Joaquim André

Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
Joaquim André
 
Função excretora
Função excretoraFunção excretora
Função excretora
Joaquim André
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Joaquim André
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Joaquim André
 
A importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivoA importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivo
Joaquim André
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
Joaquim André
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
Joaquim André
 
Locomoção dos animais
Locomoção dos animaisLocomoção dos animais
Locomoção dos animais
Joaquim André
 
Poluição da agua
Poluição da aguaPoluição da agua
Poluição da agua
Joaquim André
 
Importância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivosImportância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivos
Joaquim André
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
Joaquim André
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
Joaquim André
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
Joaquim André
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
Joaquim André
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
Joaquim André
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
Joaquim André
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
Joaquim André
 
Cn 5 ( plantas)
Cn   5 ( plantas)Cn   5 ( plantas)
Cn 5 ( plantas)
Joaquim André
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
Joaquim André
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
Joaquim André
 

Mais de Joaquim André (20)

Sistema reprodutor
Sistema reprodutorSistema reprodutor
Sistema reprodutor
 
Função excretora
Função excretoraFunção excretora
Função excretora
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
A importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivoA importância das plantas para o mundo vivo
A importância das plantas para o mundo vivo
 
Sistema digestivo
Sistema digestivoSistema digestivo
Sistema digestivo
 
A Alimentação
A AlimentaçãoA Alimentação
A Alimentação
 
Locomoção dos animais
Locomoção dos animaisLocomoção dos animais
Locomoção dos animais
 
Poluição da agua
Poluição da aguaPoluição da agua
Poluição da agua
 
Importância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivosImportância do ar para os seres vivos
Importância do ar para os seres vivos
 
Botânica
BotânicaBotânica
Botânica
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
 
Classificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivosClassificação dos seres vivos
Classificação dos seres vivos
 
Classificação seres vivos
Classificação seres vivosClassificação seres vivos
Classificação seres vivos
 
Importância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivosImportância da água para os seres vivos
Importância da água para os seres vivos
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
 
Regimes alimentares
Regimes alimentaresRegimes alimentares
Regimes alimentares
 
Cn 5 ( plantas)
Cn   5 ( plantas)Cn   5 ( plantas)
Cn 5 ( plantas)
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
 
C.n 5 - (plantas)
C.n   5 - (plantas)C.n   5 - (plantas)
C.n 5 - (plantas)
 

Último

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 

Último (20)

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 

Trocas nutricionais

  • 2.  Facto (F): As plantas necessitam de ser regadas regularmente, caso contrário, morrem.  Questão (Q): Por que razão sucede isto?  Resposta (R): As plantas necessitam de água para produzir o seu alimento.  Conceitos:  Absorção  Raiz  Vasos condutores  Seiva bruta  Fotossíntese
  • 3. A importância dos minerais para as plantas. Com esta atividade experimental podemos concluir que só a planta do tubo C não morreu porque possuía água e sais minerais que ajudaram no seu correto desenvolvimento.
  • 4. Absorção e raiz A raiz absorve água e sais minerais através da zona pilosa. Aí existem pêlos absorventes, responsáveis por esta absorção. Os sais minerais devem estar dissolvidos na água para poderem entrar na planta. No interior da planta, a água e os sais minerais constituem a seiva bruta.
  • 5. Qual a zona da raiz responsável pela absorção? A região responsável pela absorção é a zona pilosa. É aí que se encontram os pelos absorventes que facilitam essa absorção.
  • 6. Seiva bruta  Líquido constituído por água e sais minerais, absorvidos do solo através dos pêlos absorventes.  Circula através de vasos condutores, existentes no interior das plantas. Vasos condutores no interior de um caule
  • 7. Vasos condutores  No interior das plantas existem tecidos condutores.  Existem dois tipos: xilema e floema.  O xilema e o floema, são tecidos condutores que realizam o transporte de seiva, comunicando o sistema radicular às estruturas foliares, intermediado pelo caule. A- Xilema (seiva bruta) B- Floema (seiva elaborada)
  • 8. Fotossíntese  A seiva bruta tem como destino as folhas, subindo através do xilema.  Aqui a planta produz o seu próprio alimento: Fotossíntese.  As plantas são seres produtores ou autotróficos.  Possível graças à clorofila existente nos cloroplastos.  Existe grande quantidade de clorofila nas folhas, daí que a fotossíntese se realize mais intensamente nestes órgãos.  Para a fotossíntese é necessário: luz solar (fonte de energia), água (absorvida do solo) e dióxido de carbono (atmosfera).
  • 9. Produtos da fotossíntese  Como resultado a planta liberta oxigénio para a atmosfera e produz substâncias orgânicas (utilizadas como fonte de energia e reparação/produção de novas células).  A principal substância orgânica é a glicose (hidrato de carbono), que mais tarde se transforma em amido.  A glicose e as outras substâncias orgânicas produzidas na fotossíntese, juntamente com a água, formam a seiva elaborada. Esta circula no floema.  A seiva elaborada é utilizada pelas partes da planta em crescimento ou recuperação. Também pode ser acumulada na forma de substâncias de reserva.
  • 10. Fotossíntese Água e sais minerais Dióxido de carbono Luz solar Oxigénio Substâncias orgânicas
  • 11. Trocas gasosas Ostíolo Células guarda ou células estomáticas As plantas realizam algumas trocas gasosas através dos estomas localizados nas folhas. Estoma
  • 12. Trocas gasosas  Durante a fotossíntese as plantas absorvem dióxido de carbono e libertam oxigénio.  Tal como nos animais, as células das plantas realizam a respiração celular, na qual consomem oxigénio e libertam dióxido de carbono.  Também realizam a transpiração através das folhas, ou seja, libertam água que absorvem através das raízes. Dia Noite - Fotossíntese - Respiração celular - Transpiração - Respiração celular - Transpiração
  • 13. AS PLANTAS TAMBÉM RESPIRAM Material: 1 vaso com planta verde 1 vaso sem planta (só terra) 2 campânulas opacas (de vidro com folha de alumínio, ou recipiente em plástico por exemplo) 2 caixas de Petri (outro recipiente similar) Água de cal Procedimento: Deitar a mesma porção de água de cal em cada recipiente Colocar um recipiente com água de cal junto do vaso A que contém a planta, e o outro junto do vaso B, que não tem planta Cobrir cada uma das montagens com uma campânula escurecida
  • 14. AS PLANTAS TAMBÉM RESPIRAM Passadas 24 horas mais ou menos Conclusão: Vaso A – água de cal fica turva o que prova a existência de dióxido de carbono em abundância, isto é o que havia no ar que está dentro da campânula mais o que foi libertado pela planta durante a respiração Vaso B - água de cal quase inalterável – apenas existe o dióxido de carbono do ar da campânula. As plantas estão constantemente a respirar: captam oxigénio e libertam dióxido de carbono (fenómeno idêntico á respiração dos seres vivos animais). A observação é feita na obscuridade para não se realizar a fotossíntese. Se a experiência fosse feita em presença da luz, parte do dióxido de carbono libertado ia ser consumido na fotossíntese. A respiração das plantas realiza-se tanto na presença como na ausência da luz solar.
  • 15. Acumulação de reservas  Quando a quantidade de alimento ingerido é superior às necessidades, as plantas acumulam o excesso na forma de reservas alimentares (amido, água, lípidos, açúcar, proteínas…)  Estas reservas são utilizadas em épocas de maior escassez ou para crescimento (Primavera).  Alguns seres vivos, incluindo o Homem, utilizam estas reservas para a sua alimentação.
  • 16. Tipos de reservas A salsa e outras ervas aromáticas acumulam substâncias nas suas folhas que são usados no tempero dos alimentos. A azeitona acumula lípidos, utilizados na produção de azeite.
  • 17. Tipos de reservas A soja acumula proteínas nas suas vagens. Por ser uma proteína vegetal, é muito procurada por vegetarianos e apreciadores de uma alimentação saudável. A cana-de-açúcar acumula açúcar no seu interior. Esta é utilizada pelo Homem na sua alimentação devido ao seu poder adoçante.
  • 18. Tipos de reservas Os catos acumulam água, muito preciosa nos meios secos em que habitam. catos
  • 19. Órgãos que acumulam reservas As cenouras são raízes aprumadas tuberculosas que acumulam substâncias de reserva. As suas reservas são usadas na nossa alimentação. A batata é um caule subterrâneo (tubérculo) usado na alimentação.
  • 20. Órgãos que acumulam reservas Os frutos fazem parte do processo de reprodução das plantas. As suas reservas, das quais nos alimentamos, são usadas para o crescimento de uma nova planta. As sementes possuem reservas que permitem que, em condições favoráveis, novas plantas germinem.
  • 21. Plantas: fontes de matérias-primas Da dedaleira são extraídas substâncias utilizadas no fabrico de medicamentos para o coração. A rosa e o jasmim são utilizados no fabrico de perfumes.
  • 22. Plantas: fontes de matérias-primas Da seringueira é extraído o látex, usada no fabrico da borracha. Da oliveira é extraído o azeite.
  • 23. Plantas: fontes de matérias-primas Do pinheiro é extraída a resina, utilizada no fabrico de cola e plásticos. O castanheiro fornece castanhas e madeira.
  • 24. Plantas: fontes de matérias-primas O algodoeiro fornece algodão, utilizado na indústria do vestuário. O eucalipto fornece madeira e pasta de papel.
  • 25. Plantas: fontes de matérias-primas O sobreiro é fonte de cortiça, utilizada na construção civil ou no fabrico de rolhas.