SlideShare uma empresa Scribd logo
Alexandre e Fernando
ROTEIRO
 Perfil da organização    Análise Interna
 Linha de Produtos        SWOT

 Missão                   Complementadores

 Visão                    Rede de Valor

 Objetivos                Cadeia de Valor

 Análise Externa          Estratégias
PERFIL DA ORGANIZAÇÃO
   Movida por duas paixões – a cosmética como veículo de
    autoconhecimento e promoção do bem-estar e as relações
    humanas como forma de expressão da vida – a Natura conquistou
    posição de destaque no cenário empresarial brasileiro.
   Uma das empresas mais admiradas do Brasil, a Natura é líder no
    mercado nacional de cosméticos, fragrâncias e higiene pessoal e a
    marca está entre as mais valorizadas do país. Atualmente, conta
    com cerca de 900 produtos no portfólio nas categorias maquiagem,
    perfumaria, proteção solar, cuidados com o rosto, o corpo e os
    cabelos, entre outras.
   Em 2007, a receita bruta consolidada chegou a R$4.301,6 milhões,
    valor 10,6% maior que o exercício anterior. Um dos fundamentos
    dessa expansão é a busca constante pela excelência dos produtos e
    serviços, essencial para o estabelecimento e a manutenção da
    qualidade na relação com os públicos.
PERFIL DA ORGANIZAÇÃO
   Uma das empresas brasileiras que mais investem em pesquisa e desenvolvimento.
    Em 2007, produziu mais de 225 milhões de unidades, que chegaram aos 50 milhões
    de consumidores, em cerca de 5 mil municípios brasileiros por meio de venda direta.
    A Natura também possui operações na Argentina, Chile, Peru, México, França e, mais
    recentemente, na Venezuela e na Colômbia.
   No Brasil, as operações estão concentradas no Espaço Natura em Cajamar, São Paulo,
    que abriga um importante e moderno centro integrado de pesquisa, produção e
    logística. Possuí ainda unidades comerciais e de distribuição em Itapecerica da Serra,
    também em São Paulo, e Uberlândia e Mathias Barbosa, em Minas Gerais. Em
    setembro de 2006, inaugurou a primeira Casa Natura no Brasil, na cidade de
    Campinas, Estado de São Paulo.
   Com o dia-a-dia dos negócios fortemente envolvido por crenças e valores, mantendo
    e desenvolvendo uma gestão sócio-ambiental responsável, respaldada em dois
    pilares – um deles é a relação ética, transparente e com canais de diálogo abertos
    com os vários públicos que interagem com a companhia; o outro, a fixação de metas
    empresariais compatíveis com o desenvolvimento sustentável. São iniciativas que
    fazem parte do sonho de contribuir para a construção de um mundo melhor.
ORGANOGRAMA EMPRESARIAL
LINHA DE PRODUTOS
Chronos
   A linha Chronos oferece uma gama completa de opções para tratamento da pele do rosto, desenvolvidas para mulheres
    com mais de 30 anos. Chronos afirma a beleza das mulheres em todos os estágios de suas vidas e alinha tecnologia para
    tratamento da pele com a rejeição de estereótipos sobre beleza. Esta linha inclui uma variedade de produtos de limpeza,
    tonificação e hidratação da pele, além de produtos anti-sinais, divididos em categorias para mulheres de 30 a 45, 45 a 60 e
    60 anos ou mais.
Natura Ekos
   A linha Natura Ekos de produtos de perfumaria, higiene pessoal e ambientação utiliza recursos da rica biodiversidade
    brasileira e é inspirada pelo conhecimento tradicional das propriedades e usos de nossas plantas. Com esta linha buscamos
    aumentar a consciência da riqueza de nosso patrimônio ambiental e obter ingredientes naturais de maneira sustentável, de
    modo a preservar esse patrimônio para as gerações futuras e estimular o desenvolvimento e a qualidade de vida nas
    comunidades que cultivam ou extraem esses ingredientes. Em linha com o conceito de sustentabilidade, os produtos
    Natura Ekos são biodegradáveis e utilizam vidros e embalagens que contêm material reciclado e refis que, além da redução
    do impacto ambiental, aumentam a competitividade, oferecendo economia e aproveitamento de embalagens. Natura Ekos
    cobre a maior parte dos segmentos de mercado nos quais atuamos, incluindo sabonetes, shampoos, condicionadores,
    hidratantes e perfumes.
Mamãe e Bebê
   A linha Mamãe e Bebê de produtos para higiene pessoal foi desenvolvida para afirmar o valor do vínculo existente entre
    mãe e filho, que se inicia na gravidez, inclusive no tocante à importância desse relacionamento na formação da
    personalidade e na contribuição para a felicidade. Os ingredientes, texturas, fragrâncias, cores, formas e funções desses
    produtos são desenvolvidos para evocar a ternura do cuidado da mãe para com seu filho. Nossa linha de produtos Mamãe
    e Bebê inclui produtos para o bebê e para a mulher grávida.
Fragrâncias e Perfumes
   Uma variada e ampla seleção oferecem alternativas para ambos os sexos, todas as idades e estilos, contemplando as
    diferenças nas preferências dos consumidores. Fragrâncias, perfumes, desodorantes e emulsões hidratantes perfumadas,
    com ampla variação de preço, embalagem e modo de usar.
LINHA DE PRODUTOS
Natura Única
 A linha de produtos de maquiagem Natura Única estimula a auto-realização e a descoberta da beleza
    única de cada mulher, valorizando diversas belezas, raças e estilos. Utilizando tecnologia própria
    desenvolvida, estes cosméticos contêm ingredientes que tratam e protegem a pele, e usam fórmulas
    testadas. A linha Natura Única inclui produtos para o rosto, os olhos e os lábios.
Natura Diversa
 Esta linha de maquiagem oferece um portfolio abrangente em cores, texturas, formas de aplicação e
    benefícios de tratamento para todas as necessidades, fases e desejos das mulheres. Oferece ainda
    produtos com alta tecnologia em formulações que utilizam ativos vegetais extraídos de forma
    sustentável, e proporcionam conforto e sensorial únicos. Disponibiliza um novo conceito de refil, que
    permite a personalização dos estojos de maquiagem, e ainda permite a reposição de produtos a um
    preço mais acessível, na contramão do mercado premium. Consciência ambiental e atitude sustentável
    sem perder sofisticação e glamour. Diversa estimula a expressão e valoriza a diversidade de belezas,
    atitudes e estilos.
Faces de Natura
 Faces de Natura é uma linha completa de cosméticos e produtos de higiene pessoal desenvolvidos para
    refletir o ritmo de vida da jovem mulher moderna. Oferece produtos para tratamento de pele,
    cosméticos e fragrâncias – todos práticos, fáceis de usar e facilmente combináveis com outros produtos
    dentro da linha, de acordo com as preferências pessoais e inspiração da mulher jovem.
Tododia
 Nossa linha Tododia oferece uma grande variedade de produtos desenvolvidos para uso diário em
    diversos segmentos. Esta linha segue uma tendência mundial no uso cosmético de ingredientes
    naturais, como o leite, o açúcar e o mel.
MISSÃO
 A Razão de Ser é criar e comercializar produtos e
  serviços que promovam o Bem-Estar/Estar Bem.
 Bem-Estar é a relação harmoniosa agradável do
  indivíduo consigo mesmo, com seu corpo.
 Estar Bem é a relação empática, bem-sucedida,
  prazerosa do indivíduo com o outro, com a natureza da
  qual faz parte, com o todo.
VISÃO
   A Natura, por seu comportamento empresarial, pela
    quantidade das relações que estabelece e por seus
    produtos e serviços, será uma marca de expressão
    mundial, identificada com a comunidade das pessoas
    que se comprometem com a construção de um mundo
    melhor através da melhor relação consigo mesmas, com
    o outro, com a natureza da qual fazem parte, com o
    todo.
OBJETIVOS
   Envolver os públicos de relacionamento na definição e acompanhamento das
    prioridades estratégicas da Natura por meio do processo de engajamento.
   Atingir 71% de favorabilidade na Pesquisa de Clima com colaboradores.
   Investir 3,5% do total da folha de pagamento em treinamentos em 2009.
   Manter 90% de favorabilidade na Pesquisa de Satisfação com Consultoras e
    Consultores.
   Arrecadar R$ 3,744 milhões com a venda de produtos da linha Crer Para Ver.
    Registrar a participação de 463.054 Consultoras e Consultores em
    treinamentos.
   Atingir 85% de favorabilidade por empresa na Pesquisa de Satisfação com
    Fornecedores.
   Dar início a implementação de planos de desenvolvimento local em três
    comunidades em 2009.
   Divulgar os princípios de relacionamento comunidades fornecedoras
   Divulgar os princípios de relacionamento para os públicos consumidores.
    Manter o índice de 47% em preferência de Marca, extraído da pesquisa Brand
    Essence (imagem de marca).
OBJETIVOS
   Eliminar parabenos do portfólio até 1° de dezembro de 2010. Mais de 90% do
    portfólio de produtos são livres de parabenos.
   Eliminar os ftalatos do portfólio como ingrediente de formulação até 1° Jul
    2010. Mais de 95% do portfólio de produtos são livres de ftalatos.
   Divulgar os princípios de relacionamento para comunidades do entorno.
   Implementar o projeto Trilhas em 210 municípios brasileiros. O projeto visa
    criar oportunidades para que crianças da pré-escola tenham maior acesso à
    literatura infantil e, conseqüentemente, à cultura da língua escrita.
   Incluir mais 2 ativos na fase III do processo de certificação
   Reduzir 3% das emissões relativas de gases do efeito estufa.
   Aumentar para 79% o total de material de origem renovável vegetal nos
    produtos. Atingir 19% na venda de refil sobre itens faturados no Brasil.
ANÁLISE EXTERNA
MODELO E-C-D
                       Estrutura do Setor
                                                Elevado Custo de
Poucos Concorrentes   Produtos diferenciados
                                                    Entrada



                      Conduta da Empresa

Relacionamento        Ética         Diferenciação       “Brasilidade”




                          Desempenho
                          Participação de           Rentabilidade e
  Reconhecimento
                             Mercado                 Crescimento
RADAR AMBIENTAL


                    Condições
                                  Mudanças
                     Legais e
                                 Tecnológicas
                     Políticas




        Acontecimentos                     Tendências
         Internacionais                   Demográficas




                    Condições    Tendências
                   Econômicas     Culturais
TENDÊNCIAS DEMOGRÁFICAS
 Envelhecimento da População Brasileira e mundial
 Grande   parte da população brasileira está
  concentrada no litoral
TENDÊNCIAS CULTURAIS
 Cuidados com Higiene Pessoal e Beleza só
  tendem a crescer.
 O Homem está cada vez mais preocupado com a
  beleza.
CONDIÇÕES ECONÔMICAS
 Não há necessidade de Crédito.
 As condições da economia brasileira são positivas
  para os próximos anos.
 A entrada no mercado americano foi adiada e não
  existe prazo definido.
CONDIÇÕES LEGAIS E POLÍTICAS
 Controle cada vez maior contra o uso de produtos
  poluentes.
 Diminuição dos gases que contribuem para o efeito
  estufa.
 Uso de materiais recicláveis.

 Tratamento dos resíduos.
ACONTECIMENTOS INTERNACIONAIS
 Crise Internacional do Crédito
 Empresas estão competindo globalmente
MUDANÇAS TECNOLÓGICAS
 Tratamentos Estéticos que acabem com a
  necessidade de produtos em que a empresa atua.
 Produtos farmacêuticos.
5 FORÇAS DE PORTER

                        Novos
                       Entrantes




                      Concorrência
       Fornecedores                   Compradores
                       da Indústria




                       Substitutos
CONCORRÊNCIA DA INDÚSTRIA
 Mary Kay
 Avon

 Jequiti
COMPRADORES
 Consultoras
 Cliente final - Classes A e B
FORNECEDORES
 Indústria Químicas
 Indústria Farmacêutica

 Universidades

 Moradores da Região Amazônica

 Colaboradores

 Prestadoras de serviços
SUBSTITUTOS
 Farmácias locais de manipulação
 Nívea

 Unilever

 Procter & Gamble

 Boticário
NOVOS ENTRANTES
 Um mercado difícil de entrar pois exige canais de
  distribuição e logística estruturados.
 Pessoas preparadas e em grande volume para
  comercializar os produtos.
 Precisam de um diferencial muito grande para
  entrar neste mercado.
TAMANHO DO MERCADO
                     (Brasil)
ANÁLISE INTERNA
RECURSOS
 Distribuição
 Credibilidade

 Relacionamento

 Inovação

 Força de Vendas

 Modelo de Gestão
MODELO VRIO

Recurso           É Valioso?   É Raro?   É Custoso Imitar?   É Organizado?
Distribuição      Sim          Não       Não                 Sim

Credibilidade     Sim          Sim       Sim                 Sim

Relacionamento    Sim          Sim       Sim                 Sim
Inovação          Sim          Sim       Sim                 Sim
Força de Vendas   Sim          Sim       Sim                 Sim
IMPLICAÇÕES ESTRATÉGICAS

      Recurso           Implicações Estratégicas
      Distribuição      Paridade Competitiva

      Credibilidade     Vantagem Competitiva Sustentável

      Relacionamento    Vantagem Competitiva Sustentável
      Inovação          Vantagem Competitiva Sustentável
      Força de Vendas   Vantagem Competitiva Sustentável
FORÇAS E FRAQUEZAS

     Recurso           Forças e Fraquezas
     Distribuição      Força

     Credibilidade     Força Sustentável

     Relacionamento    Força Sustentável
     Inovação          Força Sustentável
     Força de Vendas   Força Sustentável
ANÁLISE SWOT
Análise Interna             Forças                       Fraquezas

                  • Uso de insumo vegetais      • Produtos para Maquiagens
                  • Forte relacionamento com os • Grande consumo de Água
                  envolvidos                    • Distância dos usuários
                  • Gestão Ambiental            • Produtos Masculinos
                  • Conhecimento     sobre   os
                  insumos da amazônia




Análise Externa         Oportunidades                     Ameaças

                  • Recuperação da Economia • Concorrência Internacional
                  Mundial                   • Desvalorização Cambial
                  • Programas Sociais
                  • Eliminação de testes em
                  animais
                  • Reconhecimento da Marca
                  no Exterior
                  • Crescimento do setor
COMPLEMENTADORES
COMPLEMENTADORES
 Tratamentos Estéticos
 Academias

 Lazer

 Crédito

 Varejo
REDE DE VALOR
REDE DE VALOR
                        CLIENTES:
                       •Consultoras
                  •Clientes Classe A e B




 COMPETIDORES:                                    COMPLEMENTADORES:
   •Mary Kay                                         •Tratamento Estético
                          NATURA                         •Academias
     •Avon                                                  •Lazer
    •Jequeti                                               •Crédito
                                                           •Varejo




                    FORNECEDORES:
                         •Indústria Química
                      •Indústria Farmacêutica
                           •Universidades
                 •Moradores da Região Amazônica
                           •Colaboradores
                     •Prestadoras de serviços
CO-OPETIÇÃO
   Quando as empresas do setor de higiene pessoal e
    beleza investem na criação de um conceito de
    cuidados com a imagem estão incentivando e
    aumentando este mercado e assim, ao tornarem-se
    co-opetidores, todos ganham.
CADEIA DE VALOR
CADEIA DE VALOR

                         Cadeia Produtiva Completa
                     Ind.
                Química/Farm.,
                                                           Distribuidores &          Clientes Classes
 Fontes         Universidades,            NATURA
                                                             Consultoras                   A&B
                  Moradores
                 Amazônicos




                                     Cadeia de Valor
                                                                                            Serviços
                         Logística                     Logística         Vendas &
P&D       Compras                         Produção                                           Pós-
                          Interna                      Externa           Marketing
                                                                                            Vendas
CADEIA DE VALOR
             Infra-estrutura da empresa: Condições estruturais adequadas


Atividades   Gerência de RH: Atração, retenção e desenvolv. adequado de RH                   Margem
de Apoio
              Desenvolv. de Tecnologia: Incentiva a criação de novos produtos

             Aquisição: Atração, desenvolv., avaliação e monitoramento de forneced.

             Logíst. Interna:    Operações      Logíst. Externa:   Mkt & Vendas:     Serviços:
                  Sistema          •Gestão      Entregas rápidas   Grande força de   Pré e Pós-
             eficiente, capaz   eficiente dos       e volume           vendas        Vendas
                de ligar os       custos de       adequado as         altamente      bem
              produtos dos       produção;      necessidades de    treinada capaz    treinados
              fornecedores                       Consultoras e         de geral               Margem
                  com os      •Construção de        Clientes         significativo
                processos      instalações de                         volume de
              produtivos da       produção                             vendas
                 empresa.        eficientes.



                                     Atividades Primárias
ESTRATÉGIA
POSICIONAMENTO
 A estratégia adotada pela Natura é a de
  Diferenciação de Produto.
 A Natura tem se esforçado em aumentar o valor
  percebido de seus produtos e serviços para os
  consumidores, possuindo um preferência de 55%
  pelos consumidores.
 A Natura tem oferecido produtos diferenciados dos
  seus concorrentes. Podendo se dizer que ela
  quase atua sozinha num setor altamente lucrativo e
  que cresce a cada ano.
DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTO
 Quando comparado os produtos da Natura com os
  seus concorrentes diretos, seus produtos são
  quase que exclusivos.
 Observando melhor o mercado, nota-se que as
  concorrentes diretas focaram seus produtos
  especialmente em maquiagens.
 Talvez tenha sido uma falha da estratégia de
  produtos da Natura. O que permitiu que as outras
  empresas não perdessem mais do seu market
  share.
DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTO
 A força de vendas da Natura possui mais de 1
  milhão de consultoras, todas gerenciadas por
  equipes em redes.
 Os fornecedores fazem um papel importante na
  estratégia da empresa.
INTEGRAÇÃO VERTICAL




 Pesquisa   Processamento   Produção   Distribuição
DIVERSIFICAÇÃO CORPORATIVA
DIVERSIFICAÇÃO CORPORATIVA
   Geral:
     Produto (Vários produtos em diferentes seguimentos);
     Geográfica (Vários países);


   Relacionada
       Restrita (Negócios relacionados em vários aspectos).
COMPETÊNCIA CENTRAL
   A Competência Central da Natura é:
ALIANÇAS ESTRATÉGICAS
   Acreditamos que a Natura poderia criar alianças
    estratégicas rentáveis, entre outras, com SPA’s,
    Estéticas, Academias, Dermatologistas
FUSÕES E AQUISIÇÕES
 Para o cenário nacional, não enchergamos, neste
  momento, oportunidades de compras e aquisições
  para a Natura.
 Para o cenário internacional, como oportunidade de
  entrada, sugerimos a análise de compra da
  empresa The Body Shop
 O conceito de ambas as empresas são parecidas,
  porém a atuação da Natura é na venda direta
  enquanto a The Body Shop atua no varejo.
 Acreditamos    ser uma boa oportunidade de
  expansão mundial para a Natura, diminuindo os
  riscos por ser uma empresa já estabelecida
  mundialmente.
GOVERNANÇA CORPORATIVA
   A governança corporativa da Natura passou por uma significativa evolução, nos
    últimos anos, especialmente a partir da abertura de capital, em 2004, e da adesão
    ao Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa). Mais alta
    instância administrativa da Natura, o Conselho de Administração é composto por
    três sócios-fundadores e por quatro conselheiros externos independentes, que
    não ocupam nenhum cargo executivo internamente. A escolha dos conselheiros
    levou em consideração qualificações, conhecimento em relação à
    sustentabilidade, complementaridade de vivências executivas e ausência de
    conflitos de interesse.
   Em 2008, o Conselho de Administração reuniu-se oito vezes, para analisar temas
    estratégicos, a implantação do plano de ação e o desempenho integrado
    econômico, social e ambiental da companhia. A atuação do Conselho é avaliada
    regularmente, todos os anos, e a remuneração dos seus integrantes é composta
    por uma parte fixa, mensal, e outra variável, anual, vinculada ao alcance de
    objetivos econômico-financeiros, sociais e ambientais.
   Atualmente, quatro comitês auxiliares (Estratégico; de Governança Corporativa;
    de Pessoas e Desenvolvimento Organizacional; e de Auditoria, Gestão de Riscos
    e Finanças) têm a missão de apoiar o Conselho de Administração na avaliação de
    temas         estratégicos    para       os      negócios        da      empresa:
GOVERNANÇA CORPORATIVA
    Comitê Estratégico
    Três conselheiros e o diretor-presidente analisam, mensalmente, os temas estratégicos, preparando orientações e
     recomendações para o Conselho de Administração.
    Comitê de Governança Corporativa
      Discute as melhorias na governança e na operação do negócio. Também faz a autoavaliação dos comitês e do
     Conselho. É formado por quatro conselheiros, que se reúnem trimestralmente.


    Comitê de Pessoas e Desenvolvimento Organizacional
      Composto por três conselheiros, pelo diretor-presidente e pelo vice-presidente de Desenvolvimento
     Organizacional. Em reuniões mensais, avalia questões de remuneração, liderança, sucessão, capacitação e
     temas de interesse de Recursos Humanos.
    Comitê de Auditoria, Gestão de Riscos e Finanças
      Formado por quatro integrantes, três ligados à Natura (um conselheiro, o vice-presidente de Finanças e o
     gerente de Gestão de Riscos e Auditoria) e um representante externo. Reúne-se mensalmente, e sua função é
     apoiar o Conselho na análise financeira, de riscos e do relacionamento com as auditorias externas.
     A Natura conta com um Comitê Executivo (Comex) e três comitês regionais – Brasil, América Latina e
     Internacional –, que se reportam ao Conselho de Administração e são fóruns de discussões executivas, com
     aplicações geográficas distintas. O Comex possui três comitês de suporte, que analisam as iniciativas
     relacionadas à gestão da marca, sustentabilidade e produtos.

     A sustentabilidade permeia todo nosso modelo de governança. O Comitê de Sustentabilidade é um importante
     foro de discussão preparatório às decisões do Comex Natura. Regularmente, os temas são analisados pelo
     Conselho de Administração. A coordenação fica a cargo da Diretoria de Sustentabilidade, que acompanha a
     execução      dos    planos   de    ação,    conduzidos   pelas    diferentes   áreas     da   empresa.
     Em 2008, houve uma evolução na composição do Comex, que passou a ter a representatividade de um
     integrante envolvido no processo de sustentabilidade da empresa.
REFERÊNCIAS
 http://www.proximoslideres.com.br/
 www.natura.net
 http://natura.infoinvest.com.br/index.asp?language
  =ptb
 http://portalexame.abril.com.br/blogs/por-dentro-
  das-empresas/2010/04/26/as-empresas-continuam-
  presas-ao-passado/
 http://portalexame.abril.com.br/exametv/negocios/vi
  cente-falconi-onde-erram-empresas-
  b3395bd73977c2afacbdfe023229b4d0.shtml
 http://www.br.avon.com/PRSuite/home.page
 http://www.marykay.com.br/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Natura Inovação
Natura InovaçãoNatura Inovação
Natura Inovação
Carolina Metsik Romeo
 
Marketing natura
Marketing   naturaMarketing   natura
Marketing natura
gili0211
 
ApresentaçãO Natura Final
ApresentaçãO Natura FinalApresentaçãO Natura Final
ApresentaçãO Natura Final
guest007d1d
 
Fundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMECFundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMEC
Natália França
 
Apresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptxApresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptx
HenriqueSilva909145
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
Aline Corso
 
Sustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - NaturaSustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - Natura
Maurício BG
 
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS  Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Roberta Muniz
 
Caso natura cosmeticos
Caso natura cosmeticosCaso natura cosmeticos
Caso natura cosmeticos
Joao Battistta Sobrinho
 
Aula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketingAula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketing
Kesia Rozzett Oliveira
 
MODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André FélixMODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André Félix
Neca Boullosa
 
Formação de preço
Formação de preçoFormação de preço
Formação de preço
Carlos Rocha
 
Marketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e TiposMarketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e Tipos
André Zambon
 
Plano de Marketing
Plano de MarketingPlano de Marketing
Plano de Marketing
Guilherme Vieira de Moraes
 
Ciclo de vida de um produto
Ciclo de vida de um produtoCiclo de vida de um produto
Ciclo de vida de um produto
Vasco Andorinha
 
Gestão de Produtos
Gestão de ProdutosGestão de Produtos
Gestão de Produtos
Mario Borges Neto
 
Processo de produção da coca cola
Processo de produção da coca colaProcesso de produção da coca cola
Processo de produção da coca cola
Angélica Agra
 
Estudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - DoveEstudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - Dove
Leonardo Palagi
 
Branding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de MarcasBranding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de Marcas
Breno Brito
 
Marca - Branding
Marca - BrandingMarca - Branding
Marca - Branding
Wagner Gonsalez
 

Mais procurados (20)

Natura Inovação
Natura InovaçãoNatura Inovação
Natura Inovação
 
Marketing natura
Marketing   naturaMarketing   natura
Marketing natura
 
ApresentaçãO Natura Final
ApresentaçãO Natura FinalApresentaçãO Natura Final
ApresentaçãO Natura Final
 
Fundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMECFundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMEC
 
Apresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptxApresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptx
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
 
Sustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - NaturaSustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - Natura
 
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS  Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
Trabalho de Marketing - empresa fictícia LR TAPETE & ESTOFADOS
 
Caso natura cosmeticos
Caso natura cosmeticosCaso natura cosmeticos
Caso natura cosmeticos
 
Aula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketingAula 1 - Introdução ao marketing
Aula 1 - Introdução ao marketing
 
MODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André FélixMODELOS de Briefing - by André Félix
MODELOS de Briefing - by André Félix
 
Formação de preço
Formação de preçoFormação de preço
Formação de preço
 
Marketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e TiposMarketing - Definições e Tipos
Marketing - Definições e Tipos
 
Plano de Marketing
Plano de MarketingPlano de Marketing
Plano de Marketing
 
Ciclo de vida de um produto
Ciclo de vida de um produtoCiclo de vida de um produto
Ciclo de vida de um produto
 
Gestão de Produtos
Gestão de ProdutosGestão de Produtos
Gestão de Produtos
 
Processo de produção da coca cola
Processo de produção da coca colaProcesso de produção da coca cola
Processo de produção da coca cola
 
Estudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - DoveEstudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - Dove
 
Branding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de MarcasBranding - Gestão de Marcas
Branding - Gestão de Marcas
 
Marca - Branding
Marca - BrandingMarca - Branding
Marca - Branding
 

Destaque

Portfolio Bruno Binatti
Portfolio Bruno Binatti Portfolio Bruno Binatti
Portfolio Bruno Binatti
5591778
 
About Natura
About NaturaAbout Natura
About Natura
romulozamberlan
 
Natura v1 (1)
Natura v1 (1)Natura v1 (1)
Natura v1 (1)
Ravi Kumar
 
OSD - Class Presentation 2
OSD - Class Presentation 2OSD - Class Presentation 2
OSD - Class Presentation 2
Sampad Acharya
 
Natura: The Challenges in Building a Sustainable Supply Chain
Natura: The Challenges in Building a Sustainable Supply ChainNatura: The Challenges in Building a Sustainable Supply Chain
Natura: The Challenges in Building a Sustainable Supply Chain
Stanford Graduate School of Business
 
Case Study: Natura
Case Study: NaturaCase Study: Natura
Case Study: Natura
Gigya
 
Natura Cosméticos
Natura CosméticosNatura Cosméticos
Natura Cosméticos
abuelazm
 

Destaque (7)

Portfolio Bruno Binatti
Portfolio Bruno Binatti Portfolio Bruno Binatti
Portfolio Bruno Binatti
 
About Natura
About NaturaAbout Natura
About Natura
 
Natura v1 (1)
Natura v1 (1)Natura v1 (1)
Natura v1 (1)
 
OSD - Class Presentation 2
OSD - Class Presentation 2OSD - Class Presentation 2
OSD - Class Presentation 2
 
Natura: The Challenges in Building a Sustainable Supply Chain
Natura: The Challenges in Building a Sustainable Supply ChainNatura: The Challenges in Building a Sustainable Supply Chain
Natura: The Challenges in Building a Sustainable Supply Chain
 
Case Study: Natura
Case Study: NaturaCase Study: Natura
Case Study: Natura
 
Natura Cosméticos
Natura CosméticosNatura Cosméticos
Natura Cosméticos
 

Semelhante a Natura

Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
JssicaFerrariR
 
Plano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa NaturaPlano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa Natura
France Michel Ferreira
 
Case da Natura Sou
Case da Natura SouCase da Natura Sou
Case da Natura Sou
Amanda Brigido
 
Trabalho de tgo empresas mais adimiradas (1) (1)
Trabalho de tgo   empresas mais adimiradas (1) (1)Trabalho de tgo   empresas mais adimiradas (1) (1)
Trabalho de tgo empresas mais adimiradas (1) (1)
Elen Bezerra
 
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Adhara Ferrari
 
Surya Brasil
Surya Brasil Surya Brasil
Surya Brasil
Allana Griebler
 
Histórico da natura ok
Histórico da natura okHistórico da natura ok
Histórico da natura ok
Priscila Cristina
 
Natura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digitalNatura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digital
Isadora Wayand
 
Natura palestra federasul
Natura   palestra federasulNatura   palestra federasul
Natura palestra federasul
VivianeMilani1974
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
Camila Belintani
 
Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores.
Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores. Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores.
Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores.
inovaDay .
 
Mix de marketing segmento beleza (1)
Mix de marketing segmento beleza (1)Mix de marketing segmento beleza (1)
Mix de marketing segmento beleza (1)
Myrian Conor
 
Natura
NaturaNatura
Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...
Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...
Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...
Jp Prof
 
COCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIA
COCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIACOCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIA
COCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIA
cocriandonatura
 
e-Branding Natura
e-Branding Naturae-Branding Natura
e-Branding Natura
posmktdig 4
 
Análise eBranding - Natura Share
Análise eBranding - Natura ShareAnálise eBranding - Natura Share
Análise eBranding - Natura Share
Simone Chiesse
 
Análise e-Branding Natura
Análise e-Branding NaturaAnálise e-Branding Natura
Análise e-Branding Natura
Rafa Vitoriano
 
Apresentação unopar T.I.G
Apresentação unopar  T.I.GApresentação unopar  T.I.G
Apresentação unopar T.I.G
João Silva
 
Apresentação unopar cópia
Apresentação unopar   cópiaApresentação unopar   cópia
Apresentação unopar cópia
João Silva
 

Semelhante a Natura (20)

Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
 
Plano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa NaturaPlano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa Natura
 
Case da Natura Sou
Case da Natura SouCase da Natura Sou
Case da Natura Sou
 
Trabalho de tgo empresas mais adimiradas (1) (1)
Trabalho de tgo   empresas mais adimiradas (1) (1)Trabalho de tgo   empresas mais adimiradas (1) (1)
Trabalho de tgo empresas mais adimiradas (1) (1)
 
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
 
Surya Brasil
Surya Brasil Surya Brasil
Surya Brasil
 
Histórico da natura ok
Histórico da natura okHistórico da natura ok
Histórico da natura ok
 
Natura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digitalNatura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digital
 
Natura palestra federasul
Natura   palestra federasulNatura   palestra federasul
Natura palestra federasul
 
Planejamento
PlanejamentoPlanejamento
Planejamento
 
Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores.
Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores. Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores.
Empresas B e seus modelos de negócios inspiradores.
 
Mix de marketing segmento beleza (1)
Mix de marketing segmento beleza (1)Mix de marketing segmento beleza (1)
Mix de marketing segmento beleza (1)
 
Natura
NaturaNatura
Natura
 
Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...
Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...
Projeto marketing cronos (aelcio magnabosco dos santos cleverton antonio schu...
 
COCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIA
COCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIACOCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIA
COCRIANDO NATURA - Jornada de Cocriação TRANSPARÊNCIA
 
e-Branding Natura
e-Branding Naturae-Branding Natura
e-Branding Natura
 
Análise eBranding - Natura Share
Análise eBranding - Natura ShareAnálise eBranding - Natura Share
Análise eBranding - Natura Share
 
Análise e-Branding Natura
Análise e-Branding NaturaAnálise e-Branding Natura
Análise e-Branding Natura
 
Apresentação unopar T.I.G
Apresentação unopar  T.I.GApresentação unopar  T.I.G
Apresentação unopar T.I.G
 
Apresentação unopar cópia
Apresentação unopar   cópiaApresentação unopar   cópia
Apresentação unopar cópia
 

Natura

  • 2. ROTEIRO  Perfil da organização  Análise Interna  Linha de Produtos  SWOT  Missão  Complementadores  Visão  Rede de Valor  Objetivos  Cadeia de Valor  Análise Externa  Estratégias
  • 3. PERFIL DA ORGANIZAÇÃO  Movida por duas paixões – a cosmética como veículo de autoconhecimento e promoção do bem-estar e as relações humanas como forma de expressão da vida – a Natura conquistou posição de destaque no cenário empresarial brasileiro.  Uma das empresas mais admiradas do Brasil, a Natura é líder no mercado nacional de cosméticos, fragrâncias e higiene pessoal e a marca está entre as mais valorizadas do país. Atualmente, conta com cerca de 900 produtos no portfólio nas categorias maquiagem, perfumaria, proteção solar, cuidados com o rosto, o corpo e os cabelos, entre outras.  Em 2007, a receita bruta consolidada chegou a R$4.301,6 milhões, valor 10,6% maior que o exercício anterior. Um dos fundamentos dessa expansão é a busca constante pela excelência dos produtos e serviços, essencial para o estabelecimento e a manutenção da qualidade na relação com os públicos.
  • 4. PERFIL DA ORGANIZAÇÃO  Uma das empresas brasileiras que mais investem em pesquisa e desenvolvimento. Em 2007, produziu mais de 225 milhões de unidades, que chegaram aos 50 milhões de consumidores, em cerca de 5 mil municípios brasileiros por meio de venda direta. A Natura também possui operações na Argentina, Chile, Peru, México, França e, mais recentemente, na Venezuela e na Colômbia.  No Brasil, as operações estão concentradas no Espaço Natura em Cajamar, São Paulo, que abriga um importante e moderno centro integrado de pesquisa, produção e logística. Possuí ainda unidades comerciais e de distribuição em Itapecerica da Serra, também em São Paulo, e Uberlândia e Mathias Barbosa, em Minas Gerais. Em setembro de 2006, inaugurou a primeira Casa Natura no Brasil, na cidade de Campinas, Estado de São Paulo.  Com o dia-a-dia dos negócios fortemente envolvido por crenças e valores, mantendo e desenvolvendo uma gestão sócio-ambiental responsável, respaldada em dois pilares – um deles é a relação ética, transparente e com canais de diálogo abertos com os vários públicos que interagem com a companhia; o outro, a fixação de metas empresariais compatíveis com o desenvolvimento sustentável. São iniciativas que fazem parte do sonho de contribuir para a construção de um mundo melhor.
  • 6. LINHA DE PRODUTOS Chronos  A linha Chronos oferece uma gama completa de opções para tratamento da pele do rosto, desenvolvidas para mulheres com mais de 30 anos. Chronos afirma a beleza das mulheres em todos os estágios de suas vidas e alinha tecnologia para tratamento da pele com a rejeição de estereótipos sobre beleza. Esta linha inclui uma variedade de produtos de limpeza, tonificação e hidratação da pele, além de produtos anti-sinais, divididos em categorias para mulheres de 30 a 45, 45 a 60 e 60 anos ou mais. Natura Ekos  A linha Natura Ekos de produtos de perfumaria, higiene pessoal e ambientação utiliza recursos da rica biodiversidade brasileira e é inspirada pelo conhecimento tradicional das propriedades e usos de nossas plantas. Com esta linha buscamos aumentar a consciência da riqueza de nosso patrimônio ambiental e obter ingredientes naturais de maneira sustentável, de modo a preservar esse patrimônio para as gerações futuras e estimular o desenvolvimento e a qualidade de vida nas comunidades que cultivam ou extraem esses ingredientes. Em linha com o conceito de sustentabilidade, os produtos Natura Ekos são biodegradáveis e utilizam vidros e embalagens que contêm material reciclado e refis que, além da redução do impacto ambiental, aumentam a competitividade, oferecendo economia e aproveitamento de embalagens. Natura Ekos cobre a maior parte dos segmentos de mercado nos quais atuamos, incluindo sabonetes, shampoos, condicionadores, hidratantes e perfumes. Mamãe e Bebê  A linha Mamãe e Bebê de produtos para higiene pessoal foi desenvolvida para afirmar o valor do vínculo existente entre mãe e filho, que se inicia na gravidez, inclusive no tocante à importância desse relacionamento na formação da personalidade e na contribuição para a felicidade. Os ingredientes, texturas, fragrâncias, cores, formas e funções desses produtos são desenvolvidos para evocar a ternura do cuidado da mãe para com seu filho. Nossa linha de produtos Mamãe e Bebê inclui produtos para o bebê e para a mulher grávida. Fragrâncias e Perfumes  Uma variada e ampla seleção oferecem alternativas para ambos os sexos, todas as idades e estilos, contemplando as diferenças nas preferências dos consumidores. Fragrâncias, perfumes, desodorantes e emulsões hidratantes perfumadas, com ampla variação de preço, embalagem e modo de usar.
  • 7. LINHA DE PRODUTOS Natura Única  A linha de produtos de maquiagem Natura Única estimula a auto-realização e a descoberta da beleza única de cada mulher, valorizando diversas belezas, raças e estilos. Utilizando tecnologia própria desenvolvida, estes cosméticos contêm ingredientes que tratam e protegem a pele, e usam fórmulas testadas. A linha Natura Única inclui produtos para o rosto, os olhos e os lábios. Natura Diversa  Esta linha de maquiagem oferece um portfolio abrangente em cores, texturas, formas de aplicação e benefícios de tratamento para todas as necessidades, fases e desejos das mulheres. Oferece ainda produtos com alta tecnologia em formulações que utilizam ativos vegetais extraídos de forma sustentável, e proporcionam conforto e sensorial únicos. Disponibiliza um novo conceito de refil, que permite a personalização dos estojos de maquiagem, e ainda permite a reposição de produtos a um preço mais acessível, na contramão do mercado premium. Consciência ambiental e atitude sustentável sem perder sofisticação e glamour. Diversa estimula a expressão e valoriza a diversidade de belezas, atitudes e estilos. Faces de Natura  Faces de Natura é uma linha completa de cosméticos e produtos de higiene pessoal desenvolvidos para refletir o ritmo de vida da jovem mulher moderna. Oferece produtos para tratamento de pele, cosméticos e fragrâncias – todos práticos, fáceis de usar e facilmente combináveis com outros produtos dentro da linha, de acordo com as preferências pessoais e inspiração da mulher jovem. Tododia  Nossa linha Tododia oferece uma grande variedade de produtos desenvolvidos para uso diário em diversos segmentos. Esta linha segue uma tendência mundial no uso cosmético de ingredientes naturais, como o leite, o açúcar e o mel.
  • 8.
  • 9. MISSÃO  A Razão de Ser é criar e comercializar produtos e serviços que promovam o Bem-Estar/Estar Bem.  Bem-Estar é a relação harmoniosa agradável do indivíduo consigo mesmo, com seu corpo.  Estar Bem é a relação empática, bem-sucedida, prazerosa do indivíduo com o outro, com a natureza da qual faz parte, com o todo.
  • 10. VISÃO  A Natura, por seu comportamento empresarial, pela quantidade das relações que estabelece e por seus produtos e serviços, será uma marca de expressão mundial, identificada com a comunidade das pessoas que se comprometem com a construção de um mundo melhor através da melhor relação consigo mesmas, com o outro, com a natureza da qual fazem parte, com o todo.
  • 11. OBJETIVOS  Envolver os públicos de relacionamento na definição e acompanhamento das prioridades estratégicas da Natura por meio do processo de engajamento.  Atingir 71% de favorabilidade na Pesquisa de Clima com colaboradores.  Investir 3,5% do total da folha de pagamento em treinamentos em 2009.  Manter 90% de favorabilidade na Pesquisa de Satisfação com Consultoras e Consultores.  Arrecadar R$ 3,744 milhões com a venda de produtos da linha Crer Para Ver. Registrar a participação de 463.054 Consultoras e Consultores em treinamentos.  Atingir 85% de favorabilidade por empresa na Pesquisa de Satisfação com Fornecedores.  Dar início a implementação de planos de desenvolvimento local em três comunidades em 2009.  Divulgar os princípios de relacionamento comunidades fornecedoras  Divulgar os princípios de relacionamento para os públicos consumidores. Manter o índice de 47% em preferência de Marca, extraído da pesquisa Brand Essence (imagem de marca).
  • 12. OBJETIVOS  Eliminar parabenos do portfólio até 1° de dezembro de 2010. Mais de 90% do portfólio de produtos são livres de parabenos.  Eliminar os ftalatos do portfólio como ingrediente de formulação até 1° Jul 2010. Mais de 95% do portfólio de produtos são livres de ftalatos.  Divulgar os princípios de relacionamento para comunidades do entorno.  Implementar o projeto Trilhas em 210 municípios brasileiros. O projeto visa criar oportunidades para que crianças da pré-escola tenham maior acesso à literatura infantil e, conseqüentemente, à cultura da língua escrita.  Incluir mais 2 ativos na fase III do processo de certificação  Reduzir 3% das emissões relativas de gases do efeito estufa.  Aumentar para 79% o total de material de origem renovável vegetal nos produtos. Atingir 19% na venda de refil sobre itens faturados no Brasil.
  • 14. MODELO E-C-D Estrutura do Setor Elevado Custo de Poucos Concorrentes Produtos diferenciados Entrada Conduta da Empresa Relacionamento Ética Diferenciação “Brasilidade” Desempenho Participação de Rentabilidade e Reconhecimento Mercado Crescimento
  • 15. RADAR AMBIENTAL Condições Mudanças Legais e Tecnológicas Políticas Acontecimentos Tendências Internacionais Demográficas Condições Tendências Econômicas Culturais
  • 16. TENDÊNCIAS DEMOGRÁFICAS  Envelhecimento da População Brasileira e mundial  Grande parte da população brasileira está concentrada no litoral
  • 17. TENDÊNCIAS CULTURAIS  Cuidados com Higiene Pessoal e Beleza só tendem a crescer.  O Homem está cada vez mais preocupado com a beleza.
  • 18. CONDIÇÕES ECONÔMICAS  Não há necessidade de Crédito.  As condições da economia brasileira são positivas para os próximos anos.  A entrada no mercado americano foi adiada e não existe prazo definido.
  • 19. CONDIÇÕES LEGAIS E POLÍTICAS  Controle cada vez maior contra o uso de produtos poluentes.  Diminuição dos gases que contribuem para o efeito estufa.  Uso de materiais recicláveis.  Tratamento dos resíduos.
  • 20. ACONTECIMENTOS INTERNACIONAIS  Crise Internacional do Crédito  Empresas estão competindo globalmente
  • 21. MUDANÇAS TECNOLÓGICAS  Tratamentos Estéticos que acabem com a necessidade de produtos em que a empresa atua.  Produtos farmacêuticos.
  • 22. 5 FORÇAS DE PORTER Novos Entrantes Concorrência Fornecedores Compradores da Indústria Substitutos
  • 23. CONCORRÊNCIA DA INDÚSTRIA  Mary Kay  Avon  Jequiti
  • 25. FORNECEDORES  Indústria Químicas  Indústria Farmacêutica  Universidades  Moradores da Região Amazônica  Colaboradores  Prestadoras de serviços
  • 26. SUBSTITUTOS  Farmácias locais de manipulação  Nívea  Unilever  Procter & Gamble  Boticário
  • 27. NOVOS ENTRANTES  Um mercado difícil de entrar pois exige canais de distribuição e logística estruturados.  Pessoas preparadas e em grande volume para comercializar os produtos.  Precisam de um diferencial muito grande para entrar neste mercado.
  • 28. TAMANHO DO MERCADO (Brasil)
  • 30. RECURSOS  Distribuição  Credibilidade  Relacionamento  Inovação  Força de Vendas  Modelo de Gestão
  • 31. MODELO VRIO Recurso É Valioso? É Raro? É Custoso Imitar? É Organizado? Distribuição Sim Não Não Sim Credibilidade Sim Sim Sim Sim Relacionamento Sim Sim Sim Sim Inovação Sim Sim Sim Sim Força de Vendas Sim Sim Sim Sim
  • 32. IMPLICAÇÕES ESTRATÉGICAS Recurso Implicações Estratégicas Distribuição Paridade Competitiva Credibilidade Vantagem Competitiva Sustentável Relacionamento Vantagem Competitiva Sustentável Inovação Vantagem Competitiva Sustentável Força de Vendas Vantagem Competitiva Sustentável
  • 33. FORÇAS E FRAQUEZAS Recurso Forças e Fraquezas Distribuição Força Credibilidade Força Sustentável Relacionamento Força Sustentável Inovação Força Sustentável Força de Vendas Força Sustentável
  • 35. Análise Interna Forças Fraquezas • Uso de insumo vegetais • Produtos para Maquiagens • Forte relacionamento com os • Grande consumo de Água envolvidos • Distância dos usuários • Gestão Ambiental • Produtos Masculinos • Conhecimento sobre os insumos da amazônia Análise Externa Oportunidades Ameaças • Recuperação da Economia • Concorrência Internacional Mundial • Desvalorização Cambial • Programas Sociais • Eliminação de testes em animais • Reconhecimento da Marca no Exterior • Crescimento do setor
  • 37. COMPLEMENTADORES  Tratamentos Estéticos  Academias  Lazer  Crédito  Varejo
  • 39. REDE DE VALOR CLIENTES: •Consultoras •Clientes Classe A e B COMPETIDORES: COMPLEMENTADORES: •Mary Kay •Tratamento Estético NATURA •Academias •Avon •Lazer •Jequeti •Crédito •Varejo FORNECEDORES: •Indústria Química •Indústria Farmacêutica •Universidades •Moradores da Região Amazônica •Colaboradores •Prestadoras de serviços
  • 40. CO-OPETIÇÃO  Quando as empresas do setor de higiene pessoal e beleza investem na criação de um conceito de cuidados com a imagem estão incentivando e aumentando este mercado e assim, ao tornarem-se co-opetidores, todos ganham.
  • 42. CADEIA DE VALOR Cadeia Produtiva Completa Ind. Química/Farm., Distribuidores & Clientes Classes Fontes Universidades, NATURA Consultoras A&B Moradores Amazônicos Cadeia de Valor Serviços Logística Logística Vendas & P&D Compras Produção Pós- Interna Externa Marketing Vendas
  • 43. CADEIA DE VALOR Infra-estrutura da empresa: Condições estruturais adequadas Atividades Gerência de RH: Atração, retenção e desenvolv. adequado de RH Margem de Apoio Desenvolv. de Tecnologia: Incentiva a criação de novos produtos Aquisição: Atração, desenvolv., avaliação e monitoramento de forneced. Logíst. Interna: Operações Logíst. Externa: Mkt & Vendas: Serviços: Sistema •Gestão Entregas rápidas Grande força de Pré e Pós- eficiente, capaz eficiente dos e volume vendas Vendas de ligar os custos de adequado as altamente bem produtos dos produção; necessidades de treinada capaz treinados fornecedores Consultoras e de geral Margem com os •Construção de Clientes significativo processos instalações de volume de produtivos da produção vendas empresa. eficientes. Atividades Primárias
  • 45. POSICIONAMENTO  A estratégia adotada pela Natura é a de Diferenciação de Produto.  A Natura tem se esforçado em aumentar o valor percebido de seus produtos e serviços para os consumidores, possuindo um preferência de 55% pelos consumidores.  A Natura tem oferecido produtos diferenciados dos seus concorrentes. Podendo se dizer que ela quase atua sozinha num setor altamente lucrativo e que cresce a cada ano.
  • 46. DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTO  Quando comparado os produtos da Natura com os seus concorrentes diretos, seus produtos são quase que exclusivos.  Observando melhor o mercado, nota-se que as concorrentes diretas focaram seus produtos especialmente em maquiagens.  Talvez tenha sido uma falha da estratégia de produtos da Natura. O que permitiu que as outras empresas não perdessem mais do seu market share.
  • 47. DIFERENCIAÇÃO DE PRODUTO  A força de vendas da Natura possui mais de 1 milhão de consultoras, todas gerenciadas por equipes em redes.  Os fornecedores fazem um papel importante na estratégia da empresa.
  • 48. INTEGRAÇÃO VERTICAL Pesquisa Processamento Produção Distribuição
  • 50. DIVERSIFICAÇÃO CORPORATIVA  Geral:  Produto (Vários produtos em diferentes seguimentos);  Geográfica (Vários países);  Relacionada  Restrita (Negócios relacionados em vários aspectos).
  • 51. COMPETÊNCIA CENTRAL  A Competência Central da Natura é:
  • 52. ALIANÇAS ESTRATÉGICAS  Acreditamos que a Natura poderia criar alianças estratégicas rentáveis, entre outras, com SPA’s, Estéticas, Academias, Dermatologistas
  • 53. FUSÕES E AQUISIÇÕES  Para o cenário nacional, não enchergamos, neste momento, oportunidades de compras e aquisições para a Natura.  Para o cenário internacional, como oportunidade de entrada, sugerimos a análise de compra da empresa The Body Shop  O conceito de ambas as empresas são parecidas, porém a atuação da Natura é na venda direta enquanto a The Body Shop atua no varejo.  Acreditamos ser uma boa oportunidade de expansão mundial para a Natura, diminuindo os riscos por ser uma empresa já estabelecida mundialmente.
  • 54. GOVERNANÇA CORPORATIVA  A governança corporativa da Natura passou por uma significativa evolução, nos últimos anos, especialmente a partir da abertura de capital, em 2004, e da adesão ao Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa). Mais alta instância administrativa da Natura, o Conselho de Administração é composto por três sócios-fundadores e por quatro conselheiros externos independentes, que não ocupam nenhum cargo executivo internamente. A escolha dos conselheiros levou em consideração qualificações, conhecimento em relação à sustentabilidade, complementaridade de vivências executivas e ausência de conflitos de interesse.  Em 2008, o Conselho de Administração reuniu-se oito vezes, para analisar temas estratégicos, a implantação do plano de ação e o desempenho integrado econômico, social e ambiental da companhia. A atuação do Conselho é avaliada regularmente, todos os anos, e a remuneração dos seus integrantes é composta por uma parte fixa, mensal, e outra variável, anual, vinculada ao alcance de objetivos econômico-financeiros, sociais e ambientais.  Atualmente, quatro comitês auxiliares (Estratégico; de Governança Corporativa; de Pessoas e Desenvolvimento Organizacional; e de Auditoria, Gestão de Riscos e Finanças) têm a missão de apoiar o Conselho de Administração na avaliação de temas estratégicos para os negócios da empresa:
  • 55. GOVERNANÇA CORPORATIVA  Comitê Estratégico Três conselheiros e o diretor-presidente analisam, mensalmente, os temas estratégicos, preparando orientações e recomendações para o Conselho de Administração.  Comitê de Governança Corporativa Discute as melhorias na governança e na operação do negócio. Também faz a autoavaliação dos comitês e do Conselho. É formado por quatro conselheiros, que se reúnem trimestralmente.  Comitê de Pessoas e Desenvolvimento Organizacional Composto por três conselheiros, pelo diretor-presidente e pelo vice-presidente de Desenvolvimento Organizacional. Em reuniões mensais, avalia questões de remuneração, liderança, sucessão, capacitação e temas de interesse de Recursos Humanos.  Comitê de Auditoria, Gestão de Riscos e Finanças Formado por quatro integrantes, três ligados à Natura (um conselheiro, o vice-presidente de Finanças e o gerente de Gestão de Riscos e Auditoria) e um representante externo. Reúne-se mensalmente, e sua função é apoiar o Conselho na análise financeira, de riscos e do relacionamento com as auditorias externas. A Natura conta com um Comitê Executivo (Comex) e três comitês regionais – Brasil, América Latina e Internacional –, que se reportam ao Conselho de Administração e são fóruns de discussões executivas, com aplicações geográficas distintas. O Comex possui três comitês de suporte, que analisam as iniciativas relacionadas à gestão da marca, sustentabilidade e produtos. A sustentabilidade permeia todo nosso modelo de governança. O Comitê de Sustentabilidade é um importante foro de discussão preparatório às decisões do Comex Natura. Regularmente, os temas são analisados pelo Conselho de Administração. A coordenação fica a cargo da Diretoria de Sustentabilidade, que acompanha a execução dos planos de ação, conduzidos pelas diferentes áreas da empresa. Em 2008, houve uma evolução na composição do Comex, que passou a ter a representatividade de um integrante envolvido no processo de sustentabilidade da empresa.
  • 56. REFERÊNCIAS  http://www.proximoslideres.com.br/  www.natura.net  http://natura.infoinvest.com.br/index.asp?language =ptb  http://portalexame.abril.com.br/blogs/por-dentro- das-empresas/2010/04/26/as-empresas-continuam- presas-ao-passado/  http://portalexame.abril.com.br/exametv/negocios/vi cente-falconi-onde-erram-empresas- b3395bd73977c2afacbdfe023229b4d0.shtml  http://www.br.avon.com/PRSuite/home.page  http://www.marykay.com.br/