SlideShare uma empresa Scribd logo
Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
Campus Universitário de Marabá
FEMMA- Faculdade de Engenharia de Minas e Meio Ambiente
Curso de Engenharia Química
NATURAcosméticos
Discentes: Alana Lorena; Denise Marinho; Érika Dantas; Fanny Lesly; Hithyelle e Shisleide.
Docente: Profª Drª Dyeny Lhamas
s
Sumário
• Introdução;
• Objetivos Geral e Específicos;
• Como a NATURA funciona?;
• Aspectos da NATURA;
• Pensando Verde;
• Processos Químicos na Indústria de
Cosméticos;
• Conclusão;
• Agradecimentos;
s
Campanha de 2018:
O que uma marca de beleza pode fazer pelo mundo?
s
Uma breve história
A empresa NATURA é uma empresa
de cosméticos brasileira, que foi criada em
1969, quando Antônio Luiz da Cunha
Seabra, abriu uma loja e um laboratório em
São Paulo.
Fig.1.0. Slogans ao longo da história da
Empresa NATURA.
s
Marco Histórico da NATURA
• 1969: Luiz Seabra funda a Indústria e Comércio de Cosméticos Berjeaut. Meses
depois, a empresa passa a se chamar Natura;
• 1970: foi aberta a primeira loja, na rua Oscar Freire, em São Paulo. Luiz Seabra
atende pessoalmente as clientes;
• 1974: a venda direta é adotada como modelo de negócios, uma aposta na força
das relações. A loja da Oscar Freire é fechada;
• 1979: lançada a linha SR N, inaugurando o segmento de produtos masculinos,
uma novidade na época;
s
Marco Histórico da NATURA
• 1980: impulsionada pela expansão para diferentes regiões do Brasil,
alcançamos 200 colaboradores e 2.000 consultoras;
• 1982: acontece nossa primeira incursão no mercado internacional, por meio
de um distribuidor local no Chile;
• 1983: tornaram-se a primeira marca de cosméticos no Brasil a oferecer refil.
Lançam Sève, óleo de banho inédito no mercado;
s
Marco Histórico da NATURA
• 1984: lançado o sabonete Erva Doce, que se transforma em um clássico do
portfólio;
• 1986: criado a linha Chronos, produto antissinais que valoriza a beleza da
mulher em cada fase da vida;
• 1989: atingiu-se a marca de 50 mil consultoras;
• 1990: adota-se a flor rosácea como nosso símbolo;
• 1992: inicia-se nossas operações na Argentina e no Peru;
s
Marco Histórico da NATURA
• 1993: lançam a linha de produtos Mamãe e Bebê, com a proposta de
fortalecer o vínculo entre mães e filhos;
• 1995: criam nossa única linha de produtos não cosméticos, a Crer Para Ver,
cujo lucro é em prol de uma educação pública de qualidade;
• 1996: lançam Kaiak, uma das fragrâncias recordistas de vendas da
perfumaria brasileira;
s
Marco Histórico da NATURA
• 1998: pela primeira vez, somos escolhidos a Empresa do Ano, pela revista
Exame;
• 2000: lançam a linha Ekos, que incorpora ativos da biodiversidade brasileira à
formulação de seus produtos; 2001: inaugura do mais avançado centro integrado
de pesquisa, produção e distribuição de cosméticos da América do Sul, em
Cajamar (SP);
• 2004: realizam a abertura de nosso capital na Bolsa de Valores de São Paulo;
s
Marco Histórico da NATURA
• 2005: abertura de uma loja em Paris. Lançamento do Natura Musical, programa
de divulgação da música brasileira;
• 2006: baniu os testes de produtos e de ingredientes em animais;
• 2007: criam o Programa Carbono Neutro, com metas de redução das emissões de
gases de efeito estufa em toda nossa cadeia produtiva;
• 2009: ao completar 40 anos, atingimos a marca histórica de 1 milhão de
consultoras;
s
Marco Histórico da NATURA
• 2010: criamos o Instituto Natura para fortalecer iniciativas em prol da
educação pública. Começamos a produzir na Argentina, na Colômbia e no
México;
• 2011: lançamos o Programa Amazônia, com o objetivo de direcionar
investimentos para a região;
• 2012: surge o Rede Natura, plataforma digital de compras da empresa;
• 2013: reduzimos em um terço as emissões de gases de efeito estufa.
Lançamos a linha SOU, com 70% menos plástico;
s
Marco Histórico da NATURA
• 2014: inauguramos o Eco parque em Benevides (PA), centro empresarial
baseado no conceito de simbiose industrial, e nos tornamos a 1ª companhia
de capital aberto a ganhar o certificado internacional B Corp;
• 2015: o Rede Natura, nosso e-commerce, alcança todo o território
brasileiro e chega ao Chile;
• 2016: começamos a inaugurar lojas em todo o Brasil. Abrimos uma em
Nova York;
• 2017: nasce o grupo Natura & Co., junção das empresas Natura, Aesop e
The Body Shop;
s
Objetivos Geral e Específicos
Este trabalho tem como objetivos principais conhecer, analisar, identificar
a empresa NATURA e seus aspectos econômicos, logísticos e ainda seus
processos químicos, visto que é uma grande empresa de cosméticos e brasileira.
Segundo a BETAEQ, O aumento do consumo de cosméticos e perfumes
no Brasil tem impulsionado o crescimento das indústrias de cosméticos. O
SEBRAE, realizou uma pesquisa que indica que o Brasil é o terceiro maior
consumidor de produtos e serviços de beleza, está atrás apenas dos Estados
Unidos e do Japão.
s
Objetivos Geral e Específicos
Este crescimento gera mais oportunidades para os Engenheiros
Químicos que desejam atuar nesse setor. Com base nisto, os objetivos
deste trabalho é enfatizar como uma empresa de cosméticos funciona e
como o Engenheiro Químico lida neste ambiente bem como o aspectos
logístico de liderança, socioambientais, sustentabilidade e processos.
s
Como a natura funciona?
• A natura possui duas sedes principais;
s
Como a natura funciona?
• Produtos: cosméticos; produtos de higiene; produtos para bebês.
• Linhas: 510 itens. Exemplos: “Natura Chronos”; “Natura Ekos”;
“Natura Todo Dia”; “Natura Faces”.
• Modelo de negócio:
Gerente de mercado
Gerentes de vendas
Promotoras
Consultoras
s
Como a natura funciona?
• Ciclo de atendimento:
Natura.net
Separação
Formação de
carga
Faturamento
Transportadora
Entrega à
consultora
s
Aspectos da Empresa NATURA
• Capacidade de logística: mais de 1 milhão de consultoras
• Capacidade de Inovação: Aberta em escala global para parcerias
• Capacidade de comercialização: mais de 1,5 bilhão em volumes de
negocio na Amazônia, desde 2010
• Capacidade de Produção: media, 850 itens diferente a cada ciclo
s
As Crenças e Valores
● Humanismo: Valoriza ao máximo as relações e o potencial humano;
● Criatividade: Busca soluções com alegria, ousadia, determinação e
paixão;
● Equilíbrio: Inspira-se no equilíbrio e na dinâmica da natureza;
● Transparência: Vive seus processos abertamente. É franca, à
vontade.
s
A Razão de ser NATURA
Nossa Razão de Ser é criar e comercializar produtos e serviços
que promovam o bem-estar/estar bem.
• bem-estar: é a relação harmoniosa, agradável, do indivíduo consigo
mesmo, com seu corpo.
• estar bem: é a relação empática, bem-sucedida, prazerosa, do
indivíduo com o outro, com a natureza da qual faz parte, com o todo.
s
GERAR IMPACTO POSITIVO
Transformar a Natura em uma empresa, que além de reduzir e
mitigar os efeitos de suas atividades, também promove o bem social,
ambiental, econômico e cultural. Estruturamos nossa Visão de
Sustentabilidade em 3 pilares interdependentes:
• Gestão e Organização
• Marcas e Produtos
• Nossa Rede
s
Redução de impacto ambiental; Monitorar e reduzir
• Compromisso com a redução do impacto ambiental.
• Estabelecimento de metas.
• Programa Carbono Neutro.
• Para reduzir é preciso monitorar.
• Anualmente a empresa realiza um inventário de emissões que é
auditado por empresa independente.
Objetivo: Reduzir as emissões de gases do efeito estufa (GEE).
Como?
s
• Em 2018, os resultados do inventário apontaram uma redução de cerca
de 2% das emissões relativas em relação a 2017.
• Emissões absolutas, no entanto, subiram 8%.
• A partir do monitoramento, é possível traçar as iniciativas de redução
das emissões de GEE para toda a cadeia que é a segunda frente do
programa.
Tabela 1
s
Inventário de emissões de gases
Tabela 2
Tabela 3
s
No acumulado dos projetos de compensação, desde 2007, foi possível:
• Compensar 3,4 milhões de toneladas de carbono;
• Conservar ou restaurar 7.593 hectares de floresta;
• Evitar o consumo de 571 mil litros de combustível fóssil;
• Produzir 1.125 GWh de eletricidade renovável, equivalente ao
consumo anual de 86,5 mil famílias;
• Impactar diretamente 15.367 famílias;
• Gerar 1.874 empregos;
• Gerar serviços ambientais, sociais e comunitários equivalentes a R$
1,6 bilhão.
Projeto Carbono Circular – Programa Carbono Neutro e Amazônia
s
Embalagens ecoeficientes e resíduos sólidos
• Responsabilidade para com o ciclo de vida dos produtos, incluindo a
fase pós-consumo.
• Ações que visem a sustentabilidade.
• Adesão ao compromisso global New Plastics Economy, da fundação
Ellen MacArthur.
• O compromisso prevê metas que devem ser cumpridas até 2025 e
estão em consonância com as ambições 2020 da Visão de
Sustentabilidade Natura.
s
Impacto Social Positivo
Sabemos que a perenidade do negócio está atrelada à nossa capacidade
de gerar impacto positivo ao meio ambiente e a todos aqueles que interagem
com a companhia ao longo do tempo.
Em 2018, reafirmamos nosso
compromisso com a agenda proposta nos Objetivos de Desenvolvimento
Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas, e aprovamos nosso
novo entendimento sobre impacto social positivo.
Para a Natura, impacto social positivo significa promover a inclusão
social e a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar de toda a nossa rede de
relações, fomentando a educação, a diversidade, o trabalho e a geração de renda.
Tudo em linha com o objetivo principal de contribuir para o
desenvolvimento humano e social e para a construção de uma sociedade mais
democrática e sustentável.
s
INSTITUTO NATURA:
Um chamado pela educação
https://sites.natura.com.br/crer-para-ver
s
INSTITUTO NATURA:
Um chamado pela educação
s
INSTITUTO NATURA:
Um chamado pela educação
s
Reconhecimento aos Fornecedores
PRÊMIO QLICAR
O programa, criado em 2004, tem o objetivo de estimular a
cadeia de alta competitividade e as relações de qualidade com os
parceiros estratégicos da marca. As letras que formam o nome da
premiação representa cada um de seus pilares:
Qualidade;
Logística;
Inovação;
Competitividade;
Ambiental;
Relacionamento;
www2.natura.net
s
PRÊMIOS ODS BRASIL
A Natura conquistou o premio ODS Brasil
2018(Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ), na
categoria organização com fins lucrativos, em
reconhecimento ao seu trabalho da sociobiodiversidade.
A premiação tem a finalidade de incentivar,
valorizar e dar visibilidade às práticas desenvolvidas
pelos Governos Estaduais, Distrital e Municipais e pela
sociedade civil com o objetivo de alcançar as Metas da
Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento
Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU).
https://abevd.org.br/natura-conquista-premio-ods-brasil/
Fig. 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU
s
Cosméticos
Campanha de 2018:
O que uma marca de beleza pode fazer pelo mundo?
Produtos produzidos a partir da indústria cosmética:
• Cremes: Os cremes e loções são dispersões de duas fases (oleosas e
aquosa) que se misturam e precisam de um emulsionante para formar o
sistema único e homogêneo.
• Gel: O gel, por sua vez é uma preparação semi-sólida, composta e
partículas coloidais que ficam dispersas ( não se sedimentam). Tem sido
muito usado em cosméticos por ser facilmente espalháveis, não gorduroso
e apropriado tanto para peles oleosas quanto mistas
• Shampoo: A composição dos shampoo inclui principalmente agentes de
limpeza (tensoativos), estabilizadores de espuma, espessante ,
conservantes, essências e corretores de pH.
• Condicionadores: Os condicionadores são constituídos de tensoativos
catiônicos, conservantes e essência
s
Principais matérias – primas:
• Veículos: É o componente que geralmente aparece em maior
quantidade na fórmula. Como exemplo temos a água que pode chegar
a até 90% de uma formulação.
• Umectantes: Preservam a umidade, evitando assim, a perda da massa
cremosa dos produtos, favorecendo a hidratação. Exemplos: Sorbitol,
glicerina e propilenoglicol.
• Emolientes: Responsáveis pelo espalhamento e lubrificação, que
juntamente com os umectantes são ajudam na hidratação da pele e
cabelo. Exemplos: Óleo mineral, palmitato de isopropila e óleo de
amêndoas.
• Espessantes: Responsáveis por aumentar a viscosidade das
formulações. Exemplos: Ceras, gomas e PVP.
s
• Tensoativos: Reduzem a tensão superficial da água e de
outros líquidos, são limpadores e
espumantes. Exemplo: Lauril sulfato de sódio.
• Alcalinizantes, acidificantes e neutralizantes: São
utilizados para corrigir o pH das
formulações. Exemplos: Ácido cítrico e trietanolamina.
• Conservantes: Tem como finalidade preservar os cosméticos
de danos causados por microrganismos. Exemplo: Koralone
LA.
• Fragrâncias: São substâncias que geram odores agradáveis
aos produtos.
• Corante: Substância responsável por conferir cor a um
produto.
• Principio ativo: É o elemento com ação ou efeito mais
acentuado. Exemplos: Antissépticos, calmante, cicatrizante,
hidratante, etc.
s
Principais equipamentos utilizados na indústria dos
cosméticos:
Agitador Balança AnalíticaChapa de Aquecimento
s
Principais equipamentos utilizados na indústria dos
cosméticos:
Estufa ViscosimetropHmetro
s
Conclusão
Particularmente, a Empresa Natura é referência para o alunos
de química, engenharia química e áreas afins para trabalho e
crescimento profissional. Podemos perceber que várias qualidades
precisam ser aperfeiçoadas no decorrer da vida acadêmica para a
inserção no mercado de cosméticos como: Liderança, Ética,
Profissionalismo, Pro-ativo entre outros. Ainda tem-se a necessidade
de trabalhar com controle de qualidade, sustentabilidade/meio
ambiente e sociedade.
s
Para mais informações:
https://www.youtube.com/watch?v=5g3iU2zbKDU&t=29s
Referências
• Relatório Anual NATURA 2018, disponível no site
s
Contato de uma consultora
NATURA (REBECA)
• (94) 99268-4056
• (94) 98115-3350
s
Obrigada pela atenção!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Marketing natura
Marketing   naturaMarketing   natura
Marketing natura
gili0211
 
Trabalho Natura
Trabalho NaturaTrabalho Natura
Trabalho Natura
imefran
 
Projeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAM
Projeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAMProjeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAM
Projeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAM
Rhamsés Soares
 
Fundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMECFundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMEC
Natália França
 
Natura sustentável
Natura sustentávelNatura sustentável
Natura sustentável
Fernanda Lima
 
Sustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - NaturaSustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - Natura
Maurício BG
 
Natura
NaturaNatura
Natura
Joelma Pires
 
Slides Análise Loja Natura em Paris
Slides Análise Loja Natura em ParisSlides Análise Loja Natura em Paris
Slides Análise Loja Natura em Paris
NathyelleXR
 
Natura Inovação
Natura InovaçãoNatura Inovação
Natura Inovação
Carolina Metsik Romeo
 
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Adhara Ferrari
 
Estudo de Sistema de Gestão Ambiental - Natura
Estudo de Sistema de Gestão Ambiental - NaturaEstudo de Sistema de Gestão Ambiental - Natura
Estudo de Sistema de Gestão Ambiental - Natura
Jomara Vitoriano
 
Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...
Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...
Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...
ExpoGestão
 
Gestão ambiental tst
Gestão ambiental   tstGestão ambiental   tst
Gestão ambiental tst
Mariane Miranda
 
Plano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa NaturaPlano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa Natura
France Michel Ferreira
 
MODELO CANVAS O BOTICÁRIO
MODELO CANVAS O BOTICÁRIOMODELO CANVAS O BOTICÁRIO
MODELO CANVAS O BOTICÁRIO
Roberta Muniz
 
Estudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - DoveEstudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - Dove
Leonardo Palagi
 
Gestão da Inovação - Case Natura
Gestão da Inovação - Case NaturaGestão da Inovação - Case Natura
Gestão da Inovação - Case Natura
Lilian Nira Oliveira
 
Análise e-Branding Natura
Análise e-Branding NaturaAnálise e-Branding Natura
Análise e-Branding Natura
Rafa Vitoriano
 
Apresentação AVON
Apresentação AVONApresentação AVON
Apresentação AVON
Susana Rodrigues
 
Apresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptxApresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptx
HenriqueSilva909145
 

Mais procurados (20)

Marketing natura
Marketing   naturaMarketing   natura
Marketing natura
 
Trabalho Natura
Trabalho NaturaTrabalho Natura
Trabalho Natura
 
Projeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAM
Projeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAMProjeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAM
Projeto Interdisciplinar sobre a Natura - 1 sem 2013 - UAM
 
Fundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMECFundamentos Marketing IBMEC
Fundamentos Marketing IBMEC
 
Natura sustentável
Natura sustentávelNatura sustentável
Natura sustentável
 
Sustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - NaturaSustentabilidade - Natura
Sustentabilidade - Natura
 
Natura
NaturaNatura
Natura
 
Slides Análise Loja Natura em Paris
Slides Análise Loja Natura em ParisSlides Análise Loja Natura em Paris
Slides Análise Loja Natura em Paris
 
Natura Inovação
Natura InovaçãoNatura Inovação
Natura Inovação
 
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
Natura: nascimento, desenvolvimento e a expansão internacional.
 
Estudo de Sistema de Gestão Ambiental - Natura
Estudo de Sistema de Gestão Ambiental - NaturaEstudo de Sistema de Gestão Ambiental - Natura
Estudo de Sistema de Gestão Ambiental - Natura
 
Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...
Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...
Palestra: Venda, Logística e Distribuição da Natura Cosméticos - Itamar Corre...
 
Gestão ambiental tst
Gestão ambiental   tstGestão ambiental   tst
Gestão ambiental tst
 
Plano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa NaturaPlano de produto da Empresa Natura
Plano de produto da Empresa Natura
 
MODELO CANVAS O BOTICÁRIO
MODELO CANVAS O BOTICÁRIOMODELO CANVAS O BOTICÁRIO
MODELO CANVAS O BOTICÁRIO
 
Estudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - DoveEstudo de Caso - Dove
Estudo de Caso - Dove
 
Gestão da Inovação - Case Natura
Gestão da Inovação - Case NaturaGestão da Inovação - Case Natura
Gestão da Inovação - Case Natura
 
Análise e-Branding Natura
Análise e-Branding NaturaAnálise e-Branding Natura
Análise e-Branding Natura
 
Apresentação AVON
Apresentação AVONApresentação AVON
Apresentação AVON
 
Apresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptxApresentação Natura.pptx
Apresentação Natura.pptx
 

Semelhante a Empresa Natura

Apresentação final(1)
Apresentação final(1)Apresentação final(1)
Histórico da natura ok
Histórico da natura okHistórico da natura ok
Histórico da natura ok
Priscila Cristina
 
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os CosmeticosSustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
amandastudy
 
Apresentação Coca-Cola para IGEC
Apresentação Coca-Cola para IGECApresentação Coca-Cola para IGEC
Apresentação Coca-Cola para IGEC
Renata Pacheco
 
Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...
Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...
Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...
André S. Ramos
 
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social EmpresarialComo Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Dialogus Consultoria
 
Case da Natura Sou
Case da Natura SouCase da Natura Sou
Case da Natura Sou
Amanda Brigido
 
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
wesleyfteixeira
 
Natura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digitalNatura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digital
Isadora Wayand
 
Trabalho pronto
Trabalho prontoTrabalho pronto
Apresentação unopar T.I.G
Apresentação unopar  T.I.GApresentação unopar  T.I.G
Apresentação unopar T.I.G
João Silva
 
Apresentação unopar cópia
Apresentação unopar   cópiaApresentação unopar   cópia
Apresentação unopar cópia
João Silva
 
Relatório Anual Natura
Relatório Anual Natura Relatório Anual Natura
Relatório Anual Natura
Natura
 
Surya Brasil
Surya Brasil Surya Brasil
Surya Brasil
Allana Griebler
 
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
JssicaFerrariR
 
Marketing verde versão final
Marketing verde versão finalMarketing verde versão final
Marketing verde versão final
Laura Martins
 
Revenda disbec
Revenda disbecRevenda disbec
Revenda disbec
Emanuelle Machado
 
História e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson CarriasHistória e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
Elierson Carrias
 
Parceria Estratégica
Parceria EstratégicaParceria Estratégica
Parceria Estratégica
llangeloh
 
Parceria Estratégica
Parceria EstratégicaParceria Estratégica
Parceria Estratégica
llangeloh
 

Semelhante a Empresa Natura (20)

Apresentação final(1)
Apresentação final(1)Apresentação final(1)
Apresentação final(1)
 
Histórico da natura ok
Histórico da natura okHistórico da natura ok
Histórico da natura ok
 
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os CosmeticosSustentabilidade & Os Cosmeticos
Sustentabilidade & Os Cosmeticos
 
Apresentação Coca-Cola para IGEC
Apresentação Coca-Cola para IGECApresentação Coca-Cola para IGEC
Apresentação Coca-Cola para IGEC
 
Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...
Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...
Estudo de caso – Práticas Empresariais Sustentáveis – Estudo comparativo da E...
 
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social EmpresarialComo Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
Como Implantar Gestão de Responsabilidade Social Empresarial
 
Case da Natura Sou
Case da Natura SouCase da Natura Sou
Case da Natura Sou
 
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12Impsa   relatório de sustentabilidade 2010-12
Impsa relatório de sustentabilidade 2010-12
 
Natura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digitalNatura SOU trabalho marketing digital
Natura SOU trabalho marketing digital
 
Trabalho pronto
Trabalho prontoTrabalho pronto
Trabalho pronto
 
Apresentação unopar T.I.G
Apresentação unopar  T.I.GApresentação unopar  T.I.G
Apresentação unopar T.I.G
 
Apresentação unopar cópia
Apresentação unopar   cópiaApresentação unopar   cópia
Apresentação unopar cópia
 
Relatório Anual Natura
Relatório Anual Natura Relatório Anual Natura
Relatório Anual Natura
 
Surya Brasil
Surya Brasil Surya Brasil
Surya Brasil
 
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
Análise Natura-Marketing digital e comunicação.
 
Marketing verde versão final
Marketing verde versão finalMarketing verde versão final
Marketing verde versão final
 
Revenda disbec
Revenda disbecRevenda disbec
Revenda disbec
 
História e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson CarriasHistória e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
História e dados sobre marca O boticário - Elierson Carrias
 
Parceria Estratégica
Parceria EstratégicaParceria Estratégica
Parceria Estratégica
 
Parceria Estratégica
Parceria EstratégicaParceria Estratégica
Parceria Estratégica
 

Mais de Denise Marinho

Calculadora Cientifica no visualg
Calculadora Cientifica no visualgCalculadora Cientifica no visualg
Calculadora Cientifica no visualg
Denise Marinho
 
Algoritmo VisualG
Algoritmo VisualG Algoritmo VisualG
Algoritmo VisualG
Denise Marinho
 
Trabalho metodologia
Trabalho metodologiaTrabalho metodologia
Trabalho metodologia
Denise Marinho
 
Fótons: Propriedades Corpusculares da Radiação
Fótons: Propriedades Corpusculares da RadiaçãoFótons: Propriedades Corpusculares da Radiação
Fótons: Propriedades Corpusculares da Radiação
Denise Marinho
 
Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
Denise Marinho
 
Pêndulo simples
Pêndulo simplesPêndulo simples
Pêndulo simples
Denise Marinho
 
Trabalho hidrodinâmica
Trabalho hidrodinâmicaTrabalho hidrodinâmica
Trabalho hidrodinâmica
Denise Marinho
 
Campo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forçasCampo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forças
Denise Marinho
 
A história da física
A história da físicaA história da física
A história da física
Denise Marinho
 
Fluxo de energia e vida denise marinho
Fluxo de energia e vida   denise marinhoFluxo de energia e vida   denise marinho
Fluxo de energia e vida denise marinho
Denise Marinho
 
Vidros
VidrosVidros
Poluição na praia
Poluição na praiaPoluição na praia
Poluição na praia
Denise Marinho
 
Casa ecològica
Casa ecològicaCasa ecològica
Casa ecològica
Denise Marinho
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Denise Marinho
 
Doc rsi
Doc rsiDoc rsi
Resíduos sólidos industrias
Resíduos sólidos industriasResíduos sólidos industrias
Resíduos sólidos industrias
Denise Marinho
 

Mais de Denise Marinho (16)

Calculadora Cientifica no visualg
Calculadora Cientifica no visualgCalculadora Cientifica no visualg
Calculadora Cientifica no visualg
 
Algoritmo VisualG
Algoritmo VisualG Algoritmo VisualG
Algoritmo VisualG
 
Trabalho metodologia
Trabalho metodologiaTrabalho metodologia
Trabalho metodologia
 
Fótons: Propriedades Corpusculares da Radiação
Fótons: Propriedades Corpusculares da RadiaçãoFótons: Propriedades Corpusculares da Radiação
Fótons: Propriedades Corpusculares da Radiação
 
Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
 
Pêndulo simples
Pêndulo simplesPêndulo simples
Pêndulo simples
 
Trabalho hidrodinâmica
Trabalho hidrodinâmicaTrabalho hidrodinâmica
Trabalho hidrodinâmica
 
Campo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forçasCampo elétrico e linhas de forças
Campo elétrico e linhas de forças
 
A história da física
A história da físicaA história da física
A história da física
 
Fluxo de energia e vida denise marinho
Fluxo de energia e vida   denise marinhoFluxo de energia e vida   denise marinho
Fluxo de energia e vida denise marinho
 
Vidros
VidrosVidros
Vidros
 
Poluição na praia
Poluição na praiaPoluição na praia
Poluição na praia
 
Casa ecològica
Casa ecològicaCasa ecològica
Casa ecològica
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Doc rsi
Doc rsiDoc rsi
Doc rsi
 
Resíduos sólidos industrias
Resíduos sólidos industriasResíduos sólidos industrias
Resíduos sólidos industrias
 

Último

AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
Consultoria Acadêmica
 
Introdução ao GNSS Sistema Global de Posicionamento
Introdução ao GNSS Sistema Global de PosicionamentoIntrodução ao GNSS Sistema Global de Posicionamento
Introdução ao GNSS Sistema Global de Posicionamento
GeraldoGouveia2
 
Estruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificação
Estruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificaçãoEstruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificação
Estruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificação
caduelaia
 
AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024
AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024
AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdfDimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
RodrigoQuintilianode1
 
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptxWorkshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
marcosmpereira
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
Consultoria Acadêmica
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
Consultoria Acadêmica
 
Análise preliminar motorista-APR-motorista.doc
Análise preliminar motorista-APR-motorista.docAnálise preliminar motorista-APR-motorista.doc
Análise preliminar motorista-APR-motorista.doc
cristiano docarmo
 

Último (9)

AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL  INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL INDÚSTRIA E TRANSFORMAÇÃO DIGITAL ...
 
Introdução ao GNSS Sistema Global de Posicionamento
Introdução ao GNSS Sistema Global de PosicionamentoIntrodução ao GNSS Sistema Global de Posicionamento
Introdução ao GNSS Sistema Global de Posicionamento
 
Estruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificação
Estruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificaçãoEstruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificação
Estruturas de Madeiras: Dimensionamento e formas de classificação
 
AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024
AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024
AE03 - MATERIAIS DA CONSTRUÇÃO MECÂNICA UNICESUMAR 52/2024
 
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdfDimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
Dimensionamento de eixo. estudo de caso.pdf
 
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptxWorkshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
Workshop Gerdau 2023 - Soluções em Aço - Resumo.pptx
 
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
AE02 - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II UNICESUMAR 52/2024
 
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
AE03 - ESTUDO CONTEMPORÂNEO E TRANSVERSAL ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE UNIC...
 
Análise preliminar motorista-APR-motorista.doc
Análise preliminar motorista-APR-motorista.docAnálise preliminar motorista-APR-motorista.doc
Análise preliminar motorista-APR-motorista.doc
 

Empresa Natura

  • 1. Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará Campus Universitário de Marabá FEMMA- Faculdade de Engenharia de Minas e Meio Ambiente Curso de Engenharia Química NATURAcosméticos Discentes: Alana Lorena; Denise Marinho; Érika Dantas; Fanny Lesly; Hithyelle e Shisleide. Docente: Profª Drª Dyeny Lhamas
  • 2. s Sumário • Introdução; • Objetivos Geral e Específicos; • Como a NATURA funciona?; • Aspectos da NATURA; • Pensando Verde; • Processos Químicos na Indústria de Cosméticos; • Conclusão; • Agradecimentos;
  • 3. s Campanha de 2018: O que uma marca de beleza pode fazer pelo mundo?
  • 4. s Uma breve história A empresa NATURA é uma empresa de cosméticos brasileira, que foi criada em 1969, quando Antônio Luiz da Cunha Seabra, abriu uma loja e um laboratório em São Paulo. Fig.1.0. Slogans ao longo da história da Empresa NATURA.
  • 5. s Marco Histórico da NATURA • 1969: Luiz Seabra funda a Indústria e Comércio de Cosméticos Berjeaut. Meses depois, a empresa passa a se chamar Natura; • 1970: foi aberta a primeira loja, na rua Oscar Freire, em São Paulo. Luiz Seabra atende pessoalmente as clientes; • 1974: a venda direta é adotada como modelo de negócios, uma aposta na força das relações. A loja da Oscar Freire é fechada; • 1979: lançada a linha SR N, inaugurando o segmento de produtos masculinos, uma novidade na época;
  • 6. s Marco Histórico da NATURA • 1980: impulsionada pela expansão para diferentes regiões do Brasil, alcançamos 200 colaboradores e 2.000 consultoras; • 1982: acontece nossa primeira incursão no mercado internacional, por meio de um distribuidor local no Chile; • 1983: tornaram-se a primeira marca de cosméticos no Brasil a oferecer refil. Lançam Sève, óleo de banho inédito no mercado;
  • 7. s Marco Histórico da NATURA • 1984: lançado o sabonete Erva Doce, que se transforma em um clássico do portfólio; • 1986: criado a linha Chronos, produto antissinais que valoriza a beleza da mulher em cada fase da vida; • 1989: atingiu-se a marca de 50 mil consultoras; • 1990: adota-se a flor rosácea como nosso símbolo; • 1992: inicia-se nossas operações na Argentina e no Peru;
  • 8. s Marco Histórico da NATURA • 1993: lançam a linha de produtos Mamãe e Bebê, com a proposta de fortalecer o vínculo entre mães e filhos; • 1995: criam nossa única linha de produtos não cosméticos, a Crer Para Ver, cujo lucro é em prol de uma educação pública de qualidade; • 1996: lançam Kaiak, uma das fragrâncias recordistas de vendas da perfumaria brasileira;
  • 9. s Marco Histórico da NATURA • 1998: pela primeira vez, somos escolhidos a Empresa do Ano, pela revista Exame; • 2000: lançam a linha Ekos, que incorpora ativos da biodiversidade brasileira à formulação de seus produtos; 2001: inaugura do mais avançado centro integrado de pesquisa, produção e distribuição de cosméticos da América do Sul, em Cajamar (SP); • 2004: realizam a abertura de nosso capital na Bolsa de Valores de São Paulo;
  • 10. s Marco Histórico da NATURA • 2005: abertura de uma loja em Paris. Lançamento do Natura Musical, programa de divulgação da música brasileira; • 2006: baniu os testes de produtos e de ingredientes em animais; • 2007: criam o Programa Carbono Neutro, com metas de redução das emissões de gases de efeito estufa em toda nossa cadeia produtiva; • 2009: ao completar 40 anos, atingimos a marca histórica de 1 milhão de consultoras;
  • 11. s Marco Histórico da NATURA • 2010: criamos o Instituto Natura para fortalecer iniciativas em prol da educação pública. Começamos a produzir na Argentina, na Colômbia e no México; • 2011: lançamos o Programa Amazônia, com o objetivo de direcionar investimentos para a região; • 2012: surge o Rede Natura, plataforma digital de compras da empresa; • 2013: reduzimos em um terço as emissões de gases de efeito estufa. Lançamos a linha SOU, com 70% menos plástico;
  • 12. s Marco Histórico da NATURA • 2014: inauguramos o Eco parque em Benevides (PA), centro empresarial baseado no conceito de simbiose industrial, e nos tornamos a 1ª companhia de capital aberto a ganhar o certificado internacional B Corp; • 2015: o Rede Natura, nosso e-commerce, alcança todo o território brasileiro e chega ao Chile; • 2016: começamos a inaugurar lojas em todo o Brasil. Abrimos uma em Nova York; • 2017: nasce o grupo Natura & Co., junção das empresas Natura, Aesop e The Body Shop;
  • 13. s Objetivos Geral e Específicos Este trabalho tem como objetivos principais conhecer, analisar, identificar a empresa NATURA e seus aspectos econômicos, logísticos e ainda seus processos químicos, visto que é uma grande empresa de cosméticos e brasileira. Segundo a BETAEQ, O aumento do consumo de cosméticos e perfumes no Brasil tem impulsionado o crescimento das indústrias de cosméticos. O SEBRAE, realizou uma pesquisa que indica que o Brasil é o terceiro maior consumidor de produtos e serviços de beleza, está atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão.
  • 14. s Objetivos Geral e Específicos Este crescimento gera mais oportunidades para os Engenheiros Químicos que desejam atuar nesse setor. Com base nisto, os objetivos deste trabalho é enfatizar como uma empresa de cosméticos funciona e como o Engenheiro Químico lida neste ambiente bem como o aspectos logístico de liderança, socioambientais, sustentabilidade e processos.
  • 15. s Como a natura funciona? • A natura possui duas sedes principais;
  • 16. s Como a natura funciona? • Produtos: cosméticos; produtos de higiene; produtos para bebês. • Linhas: 510 itens. Exemplos: “Natura Chronos”; “Natura Ekos”; “Natura Todo Dia”; “Natura Faces”. • Modelo de negócio: Gerente de mercado Gerentes de vendas Promotoras Consultoras
  • 17. s Como a natura funciona? • Ciclo de atendimento: Natura.net Separação Formação de carga Faturamento Transportadora Entrega à consultora
  • 18. s Aspectos da Empresa NATURA • Capacidade de logística: mais de 1 milhão de consultoras • Capacidade de Inovação: Aberta em escala global para parcerias • Capacidade de comercialização: mais de 1,5 bilhão em volumes de negocio na Amazônia, desde 2010 • Capacidade de Produção: media, 850 itens diferente a cada ciclo
  • 19. s As Crenças e Valores ● Humanismo: Valoriza ao máximo as relações e o potencial humano; ● Criatividade: Busca soluções com alegria, ousadia, determinação e paixão; ● Equilíbrio: Inspira-se no equilíbrio e na dinâmica da natureza; ● Transparência: Vive seus processos abertamente. É franca, à vontade.
  • 20. s A Razão de ser NATURA Nossa Razão de Ser é criar e comercializar produtos e serviços que promovam o bem-estar/estar bem. • bem-estar: é a relação harmoniosa, agradável, do indivíduo consigo mesmo, com seu corpo. • estar bem: é a relação empática, bem-sucedida, prazerosa, do indivíduo com o outro, com a natureza da qual faz parte, com o todo.
  • 21. s GERAR IMPACTO POSITIVO Transformar a Natura em uma empresa, que além de reduzir e mitigar os efeitos de suas atividades, também promove o bem social, ambiental, econômico e cultural. Estruturamos nossa Visão de Sustentabilidade em 3 pilares interdependentes: • Gestão e Organização • Marcas e Produtos • Nossa Rede
  • 22. s Redução de impacto ambiental; Monitorar e reduzir • Compromisso com a redução do impacto ambiental. • Estabelecimento de metas. • Programa Carbono Neutro. • Para reduzir é preciso monitorar. • Anualmente a empresa realiza um inventário de emissões que é auditado por empresa independente. Objetivo: Reduzir as emissões de gases do efeito estufa (GEE). Como?
  • 23. s • Em 2018, os resultados do inventário apontaram uma redução de cerca de 2% das emissões relativas em relação a 2017. • Emissões absolutas, no entanto, subiram 8%. • A partir do monitoramento, é possível traçar as iniciativas de redução das emissões de GEE para toda a cadeia que é a segunda frente do programa. Tabela 1
  • 24. s Inventário de emissões de gases Tabela 2 Tabela 3
  • 25. s No acumulado dos projetos de compensação, desde 2007, foi possível: • Compensar 3,4 milhões de toneladas de carbono; • Conservar ou restaurar 7.593 hectares de floresta; • Evitar o consumo de 571 mil litros de combustível fóssil; • Produzir 1.125 GWh de eletricidade renovável, equivalente ao consumo anual de 86,5 mil famílias; • Impactar diretamente 15.367 famílias; • Gerar 1.874 empregos; • Gerar serviços ambientais, sociais e comunitários equivalentes a R$ 1,6 bilhão. Projeto Carbono Circular – Programa Carbono Neutro e Amazônia
  • 26. s Embalagens ecoeficientes e resíduos sólidos • Responsabilidade para com o ciclo de vida dos produtos, incluindo a fase pós-consumo. • Ações que visem a sustentabilidade. • Adesão ao compromisso global New Plastics Economy, da fundação Ellen MacArthur. • O compromisso prevê metas que devem ser cumpridas até 2025 e estão em consonância com as ambições 2020 da Visão de Sustentabilidade Natura.
  • 27. s Impacto Social Positivo Sabemos que a perenidade do negócio está atrelada à nossa capacidade de gerar impacto positivo ao meio ambiente e a todos aqueles que interagem com a companhia ao longo do tempo. Em 2018, reafirmamos nosso compromisso com a agenda proposta nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da Organização das Nações Unidas, e aprovamos nosso novo entendimento sobre impacto social positivo. Para a Natura, impacto social positivo significa promover a inclusão social e a melhoria da qualidade de vida e do bem-estar de toda a nossa rede de relações, fomentando a educação, a diversidade, o trabalho e a geração de renda. Tudo em linha com o objetivo principal de contribuir para o desenvolvimento humano e social e para a construção de uma sociedade mais democrática e sustentável.
  • 28. s INSTITUTO NATURA: Um chamado pela educação https://sites.natura.com.br/crer-para-ver
  • 31. s Reconhecimento aos Fornecedores PRÊMIO QLICAR O programa, criado em 2004, tem o objetivo de estimular a cadeia de alta competitividade e as relações de qualidade com os parceiros estratégicos da marca. As letras que formam o nome da premiação representa cada um de seus pilares: Qualidade; Logística; Inovação; Competitividade; Ambiental; Relacionamento; www2.natura.net
  • 32. s PRÊMIOS ODS BRASIL A Natura conquistou o premio ODS Brasil 2018(Objetivos de Desenvolvimento Sustentável ), na categoria organização com fins lucrativos, em reconhecimento ao seu trabalho da sociobiodiversidade. A premiação tem a finalidade de incentivar, valorizar e dar visibilidade às práticas desenvolvidas pelos Governos Estaduais, Distrital e Municipais e pela sociedade civil com o objetivo de alcançar as Metas da Agenda 2030 dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). https://abevd.org.br/natura-conquista-premio-ods-brasil/ Fig. 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU
  • 33. s Cosméticos Campanha de 2018: O que uma marca de beleza pode fazer pelo mundo?
  • 34. Produtos produzidos a partir da indústria cosmética: • Cremes: Os cremes e loções são dispersões de duas fases (oleosas e aquosa) que se misturam e precisam de um emulsionante para formar o sistema único e homogêneo. • Gel: O gel, por sua vez é uma preparação semi-sólida, composta e partículas coloidais que ficam dispersas ( não se sedimentam). Tem sido muito usado em cosméticos por ser facilmente espalháveis, não gorduroso e apropriado tanto para peles oleosas quanto mistas • Shampoo: A composição dos shampoo inclui principalmente agentes de limpeza (tensoativos), estabilizadores de espuma, espessante , conservantes, essências e corretores de pH. • Condicionadores: Os condicionadores são constituídos de tensoativos catiônicos, conservantes e essência
  • 35. s Principais matérias – primas: • Veículos: É o componente que geralmente aparece em maior quantidade na fórmula. Como exemplo temos a água que pode chegar a até 90% de uma formulação. • Umectantes: Preservam a umidade, evitando assim, a perda da massa cremosa dos produtos, favorecendo a hidratação. Exemplos: Sorbitol, glicerina e propilenoglicol. • Emolientes: Responsáveis pelo espalhamento e lubrificação, que juntamente com os umectantes são ajudam na hidratação da pele e cabelo. Exemplos: Óleo mineral, palmitato de isopropila e óleo de amêndoas. • Espessantes: Responsáveis por aumentar a viscosidade das formulações. Exemplos: Ceras, gomas e PVP.
  • 36. s • Tensoativos: Reduzem a tensão superficial da água e de outros líquidos, são limpadores e espumantes. Exemplo: Lauril sulfato de sódio. • Alcalinizantes, acidificantes e neutralizantes: São utilizados para corrigir o pH das formulações. Exemplos: Ácido cítrico e trietanolamina. • Conservantes: Tem como finalidade preservar os cosméticos de danos causados por microrganismos. Exemplo: Koralone LA. • Fragrâncias: São substâncias que geram odores agradáveis aos produtos. • Corante: Substância responsável por conferir cor a um produto. • Principio ativo: É o elemento com ação ou efeito mais acentuado. Exemplos: Antissépticos, calmante, cicatrizante, hidratante, etc.
  • 37. s Principais equipamentos utilizados na indústria dos cosméticos: Agitador Balança AnalíticaChapa de Aquecimento
  • 38. s Principais equipamentos utilizados na indústria dos cosméticos: Estufa ViscosimetropHmetro
  • 39. s Conclusão Particularmente, a Empresa Natura é referência para o alunos de química, engenharia química e áreas afins para trabalho e crescimento profissional. Podemos perceber que várias qualidades precisam ser aperfeiçoadas no decorrer da vida acadêmica para a inserção no mercado de cosméticos como: Liderança, Ética, Profissionalismo, Pro-ativo entre outros. Ainda tem-se a necessidade de trabalhar com controle de qualidade, sustentabilidade/meio ambiente e sociedade.
  • 41. s Contato de uma consultora NATURA (REBECA) • (94) 99268-4056 • (94) 98115-3350