SlideShare uma empresa Scribd logo
Abordagem Clássica

 Escola da Administração Científica
  Frederick Winslow Taylor (1856-1915) - Engenheiro
    americano


              Fordismo
                 Henry Ford (1863-1947) - mecânico



    Teoria Clássica
      Henri Fayol(1841-1925) - Engenheiro francês

                         Prof. Charles Benigno        1
Abordagem Clássica

 Escola da Administração Científica
(engenheiros)
       Frederick Winslow Taylor
       Henry Lawrence Gantt
       Henry Ford
 Teoria Clássica
(anatomistas e fisiologistas)
       Henri Fayol
       James D. Mooney

                                Prof. Charles Benigno   2
Escola da Administração Científica

Objetivos:
 Buscar eficiência através da racionalização do trabalho e
  ênfase nas tarefas;
 Aplicação dos métodos da ciência na Administração;
 Métodos principais: observação e mensuração;
 Eliminar os desperdícios e com isso aumentar a
  produtividade das indústrias americanas através da
  Engenharia Industrial;
 Assegurar a máxima prosperidade do empregador por meio
  da máxima prosperidade do empregado.
                       Prof. Charles Benigno                  3
Primeiro Período de Taylor - 1903
 Administração de Oficinas:
1. O objetivo de toda administração é pagar altos salários e ter baixos custos de
   produção;
2. A Administração deve aplicar métodos científicos de pesquisa e experimentos
   a fim de formular princípios padronizados que permitam o controle das
   operações da empresa;
3. Os empregados devem ser colocados cientificamente em serviços ou postos
   com os materiais e condições adequados para que as normas sejam cumpridas;
4. Os empregados devem ser treinados em suas atividades para aperfeiçoar sua
   aptidão e método de trabalho;
5. Uma atmosfera de íntima e cordial cooperação deve ser cultivada entre a
   Administração e os trabalhadores.

                                  Prof. Charles Benigno                             4
Segundo Período de Taylor - 1911

 Causas da Vadiagem no Trabalho
 Desconhecimento, por parte da gerência, das
  rotinas de trabalho e do tempo necessário
  para sua realização;
 Falta de uniformidade das técnicas ou
  métodos de trabalho.


                 Prof. Charles Benigno          5
Elementos da Administração
           Científica (Taylor)
 Estudo dos tempos e padrões de produção;
 Supervisão funcional;
 Padronização de ferramentas e instrumentos;
 Planejamento de tarefas e cargos;
 Princípio da exceção;
 Utilização da régua de cálculo e de instrumentos para
  economizar tempo;
 Fichas de instrução de serviço;
 Prêmios de produção pela execução eficiente das tarefas;
 Definição de rotina de trabalho.

                       Prof. Charles Benigno                 6
Organização Racional do
           Trabalho (ORT) - Taylor
   Análise do trabalho e estudo dos tempos e movimentos;
   Estudo da fadiga humana;
   Divisão do trabalho e especialização do operário;
   Desenho de cargos e tarefas;
   Incentivos salariais e prêmios de produção;
   Conceito de homo economicus;
   Condições ambientais de trabalho;
   Padronização de métodos e máquinas;
   Supervisão funcional.

                        Prof. Charles Benigno               7
Princípios da Administração
          Científica de Taylor
1. Princípio do Planejamento - substituir o empirismo
   do operário pelos métodos baseados em
   procedimentos científicos
2. Princípio do Preparo - selecionar cientificamente o
   operário e treiná-lo
3. Princípio do Controle - controlar o trabalho para
   que seja realizado de acordo com o planejado
4. Princípio da Execução - distribuir adequadamente
   o trabalho e a responsabilidade
                    Prof. Charles Benigno                8
Apreciação Crítica da Escola da
       Administração Científica
   Mecanicismo da Administração Científica
   Superespecialização do operário
   Visão microscópica do homem
   Ausência de comprovação científica
   Abordagem incompleta da organização
   Limitação do campo de aplicação
   Abordagem prescritiva e normativa
   Abordagem de sistema fechado
                     Prof. Charles Benigno    9
Teoria Clássica (Henri Fayol)

As Funções Básicas da Empresa:
  1. Funções Técnicas
                                          - Prever
  2. Funções Comerciais                   - Organizar
  3. Funções Administrativas              - Comandar
                                          - Coordenar
  4. Funções de Segurança
                                          - Controlar
  5. Funções Contábeis
  6. Funções Financeiras

                  Prof. Charles Benigno                 10
Proporcionalidade das
      Funções Administrativas
              Níveis Hierárquicos
                                        Mais altos
Funções Administrativas

- prever
- organizar
- comandar
- coordenar
- controlar


               Outras Funções
              Não-Administrativas
                                        Mais baixos

                Prof. Charles Benigno                 11
Princípios Gerais da Administração,
                       segundo Fayol

 Divisão do trabalho;            Remuneração do pessoal;
 Autoridade e                    Centralização da
  responsabilidade;                autoridade;
 Disciplina;                     Cadeia escalar;
 Unidade de comando;             Ordem;
 Unidade de direção;             Eqüidade;
 Subordinação dos                Estabilidade do pessoal;
  interesses individuais aos      Iniciativa;
  interesses gerais;              Espírito de equipe.

                        Prof. Charles Benigno                 12
Principais Características da
         Teoria Clássica (Fayol)
 Supervisão linear             - Verticalmente
                                (segundo os níveis de autoridade
                                e responsabilidade)
 Divisão do trabalho
                                - Horizontalmente
 Ênfase na estrutura           (segundo os diferentes tipos de atividade)

 Conceito de linha e staff
 Estudo da organização de cima para baixo
 Conceito de homo economicus

                  Prof. Charles Benigno                                13
Teoria Clássica




  Prof. Charles Benigno   14
Princípios Gerais da
          Administração segundo Fayol
 Divisão do trabalho              Remuneração do pessoal
 Autoridade e                      Centralização
  responsabilidade                 Cadeia escalar
 Disciplina                       Ordem
 Unidade de comando               Eqüidade
 Unidade de direção               Estabilidade do pessoal
 Subordinação dos                 Iniciativa
  interesses individuais aos       Espiríto de equipe
  interesses gerais


                        Prof. Charles Benigno                 15
Princípios da Administração na Du Pont
                  (1909 a 1914)

a) procure a melhor maneira de fazer o trabalho
b) torne essa maneira um padrão em termos de
  método e tempo
c) ensine os empregados como atingir o padrão
d) dê-lhes o incentivo certo para fazê-lo



                  Prof. Charles Benigno       16
Critérios da Du Pont
   Primeiro: coordenação do esforço econômico relacionado com o mercado
   Segundo: responsabilidade não dividida
   Terceiro: relações claramente definidas entre superiores e subordinados
   Quarto: as vantagens econômicas da especialização dos serviços de
    assessoria centralizados
   Quinto: retorno sobre o investimento para avaliar o desempenho de cada
    unidade
   Sexto: controle final pela Direção do grupo
   Sétimo: o conhecimento dos princípios gerais da administração é um pré-
    requisito para os gerentes gerais de cada ramo de atividade
   Oitavo: as múltiplas verdades da administração
   Nono: adaptação à mudança
   Décimo: a organização ideal
                              Prof. Charles Benigno                           17
Apreciação Crítica da Teoria Clássica

 Abordagem simplificada da organização formal;
 Ausência de trabalhos experimentais;
 Extremo racionalismo na concepção da
  Administração;
 “Teoria da Máquina”;
 Abordagem incompleta da organização;
 Abordagem de sistema fechado.


                    Prof. Charles Benigno         18

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
alemartins10
 
Teoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de FayolTeoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de Fayol
Julyana Ju
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Alexandre Conte
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
Celso Alfaia Barbosa
 
Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Henri Fayol - Apresentação
Henri Fayol - ApresentaçãoHenri Fayol - Apresentação
Henri Fayol - Apresentação
Saulo Vinícius Pereira
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
Rodrigo Ribeiro
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
Denis Carlos Sodré
 
To 02 Administracao Cientifica De Taylor
To 02   Administracao Cientifica De TaylorTo 02   Administracao Cientifica De Taylor
To 02 Administracao Cientifica De Taylor
edgarklein
 
Introd aux adm 2411 (1)
Introd aux adm 2411 (1)Introd aux adm 2411 (1)
Introd aux adm 2411 (1)
Maximus Maylson
 
Aula de tga
Aula de tgaAula de tga
Aula de tga
Francisco Inácio
 
Escolas De Administracao Aula 2
Escolas De Administracao   Aula 2Escolas De Administracao   Aula 2
Escolas De Administracao Aula 2
Future Press, E-Press, Presentations,
 
Planejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e ControlePlanejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e Controle
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Noções de Administração Geral
Noções de Administração GeralNoções de Administração Geral
Noções de Administração Geral
Jaqueline dos Santos
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Aula 2 TO - Abordagem Clássica da Administração
Aula 2   TO - Abordagem Clássica da AdministraçãoAula 2   TO - Abordagem Clássica da Administração
Aula 2 TO - Abordagem Clássica da Administração
Angelo Peres
 
Teorias da administração
Teorias da administraçãoTeorias da administração
Teorias da administração
Ignacio San Martín Manosalva
 
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Aula 5  - Teoria das Relações HumanasAula 5  - Teoria das Relações Humanas
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Prof. Leonardo Rocha
 
Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
Ernandes Rodrigues Do Nascimento
 
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Gustavo Zimmermann
 

Mais procurados (20)

Fundamentos da Administração
Fundamentos da AdministraçãoFundamentos da Administração
Fundamentos da Administração
 
Teoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de FayolTeoria Clássica de Fayol
Teoria Clássica de Fayol
 
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃOAula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
Aula: TEORIAS da ADMINISTRAÇÃO
 
Gestão de Pessoas
 Gestão de Pessoas Gestão de Pessoas
Gestão de Pessoas
 
Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01Administração científica 2012_01
Administração científica 2012_01
 
Henri Fayol - Apresentação
Henri Fayol - ApresentaçãoHenri Fayol - Apresentação
Henri Fayol - Apresentação
 
Planejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controlePlanejamento, organização, direcao e controle
Planejamento, organização, direcao e controle
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
To 02 Administracao Cientifica De Taylor
To 02   Administracao Cientifica De TaylorTo 02   Administracao Cientifica De Taylor
To 02 Administracao Cientifica De Taylor
 
Introd aux adm 2411 (1)
Introd aux adm 2411 (1)Introd aux adm 2411 (1)
Introd aux adm 2411 (1)
 
Aula de tga
Aula de tgaAula de tga
Aula de tga
 
Escolas De Administracao Aula 2
Escolas De Administracao   Aula 2Escolas De Administracao   Aula 2
Escolas De Administracao Aula 2
 
Planejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e ControlePlanejamento, Organização, Direção e Controle
Planejamento, Organização, Direção e Controle
 
Noções de Administração Geral
Noções de Administração GeralNoções de Administração Geral
Noções de Administração Geral
 
Organização
OrganizaçãoOrganização
Organização
 
Aula 2 TO - Abordagem Clássica da Administração
Aula 2   TO - Abordagem Clássica da AdministraçãoAula 2   TO - Abordagem Clássica da Administração
Aula 2 TO - Abordagem Clássica da Administração
 
Teorias da administração
Teorias da administraçãoTeorias da administração
Teorias da administração
 
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
Aula 5  - Teoria das Relações HumanasAula 5  - Teoria das Relações Humanas
Aula 5 - Teoria das Relações Humanas
 
Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1Gestão de Pessoas - Aula 1
Gestão de Pessoas - Aula 1
 
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
Noções de Administração: Funções da Administração (aula 1)
 

Semelhante a Tga clássica

Abod classica
Abod classicaAbod classica
Teoria clássica
Teoria clássicaTeoria clássica
Teoria clássica
Susana Pimentel
 
24 08-1008-18-49 adm2
24 08-1008-18-49 adm224 08-1008-18-49 adm2
24 08-1008-18-49 adm2
digosdigos
 
Aula De Ta I Aula 3 Abordagem CláSsica
Aula De Ta I   Aula 3 Abordagem CláSsicaAula De Ta I   Aula 3 Abordagem CláSsica
Aula De Ta I Aula 3 Abordagem CláSsica
Solange Marques
 
Aula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptx
Aula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptxAula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptx
Aula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptx
lauramiranda392074
 
Gso temas trabalho
Gso temas trabalhoGso temas trabalho
Gso temas trabalho
Walter Calombe
 
Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2
angelo nagahy
 
Henri Fayol
Henri FayolHenri Fayol
Henri Fayol
ThaisFernanda64
 
T g a_2_a02
T g a_2_a02T g a_2_a02
T g a_2_a02
Angelo Yasui
 
Aula 03 administração de empresas
Aula 03 administração de empresasAula 03 administração de empresas
Aula 03 administração de empresas
Homero Alves de Lima
 
Teoria CláSsica Da AdministraçãO
Teoria CláSsica Da AdministraçãOTeoria CláSsica Da AdministraçãO
Teoria CláSsica Da AdministraçãO
UEM
 
Aula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teorias
Aula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teoriasAula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teorias
Aula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teorias
RainaraResende1
 
Jules Henri Fayol
Jules Henri FayolJules Henri Fayol
Jules Henri Fayol
Jose Donizetti Moraes
 
Administração Concurso Prof. Ervino
Administração Concurso Prof. ErvinoAdministração Concurso Prof. Ervino
Administração Concurso Prof. Ervino
Fabio Lucio
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
Anne Oliveira
 
Aula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento Organizacional
Aula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento OrganizacionalAula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento Organizacional
Aula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento Organizacional
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
TEORIA CIENTIFICA 04.pdf
TEORIA CIENTIFICA 04.pdfTEORIA CIENTIFICA 04.pdf
TEORIA CIENTIFICA 04.pdf
PatrickAnjos1
 
Aulas de TGA
Aulas de TGAAulas de TGA
Aulas de TGA
Pedro César
 
teorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagemteorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagem
Rafael Lima
 
Administração social #2
Administração social #2Administração social #2
Administração social #2
Universidade Estácio de Sá
 

Semelhante a Tga clássica (20)

Abod classica
Abod classicaAbod classica
Abod classica
 
Teoria clássica
Teoria clássicaTeoria clássica
Teoria clássica
 
24 08-1008-18-49 adm2
24 08-1008-18-49 adm224 08-1008-18-49 adm2
24 08-1008-18-49 adm2
 
Aula De Ta I Aula 3 Abordagem CláSsica
Aula De Ta I   Aula 3 Abordagem CláSsicaAula De Ta I   Aula 3 Abordagem CláSsica
Aula De Ta I Aula 3 Abordagem CláSsica
 
Aula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptx
Aula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptxAula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptx
Aula 4 _teoria Classica organizando a empresa.pptx
 
Gso temas trabalho
Gso temas trabalhoGso temas trabalho
Gso temas trabalho
 
Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2Anexo apostilha adm.2
Anexo apostilha adm.2
 
Henri Fayol
Henri FayolHenri Fayol
Henri Fayol
 
T g a_2_a02
T g a_2_a02T g a_2_a02
T g a_2_a02
 
Aula 03 administração de empresas
Aula 03 administração de empresasAula 03 administração de empresas
Aula 03 administração de empresas
 
Teoria CláSsica Da AdministraçãO
Teoria CláSsica Da AdministraçãOTeoria CláSsica Da AdministraçãO
Teoria CláSsica Da AdministraçãO
 
Aula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teorias
Aula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teoriasAula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teorias
Aula NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO - conceitos e teorias
 
Jules Henri Fayol
Jules Henri FayolJules Henri Fayol
Jules Henri Fayol
 
Administração Concurso Prof. Ervino
Administração Concurso Prof. ErvinoAdministração Concurso Prof. Ervino
Administração Concurso Prof. Ervino
 
Teoria geral da administração
Teoria geral da administraçãoTeoria geral da administração
Teoria geral da administração
 
Aula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento Organizacional
Aula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento OrganizacionalAula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento Organizacional
Aula 2 - Perspectiva Histórica do Comportamento Organizacional
 
TEORIA CIENTIFICA 04.pdf
TEORIA CIENTIFICA 04.pdfTEORIA CIENTIFICA 04.pdf
TEORIA CIENTIFICA 04.pdf
 
Aulas de TGA
Aulas de TGAAulas de TGA
Aulas de TGA
 
teorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagemteorias administrativas - administração em enfermagem
teorias administrativas - administração em enfermagem
 
Administração social #2
Administração social #2Administração social #2
Administração social #2
 

Mais de Charles BENIGNO

Inovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento Econômico
Inovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento EconômicoInovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento Econômico
Inovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento Econômico
Charles BENIGNO
 
Relação entre a Gestão do Conhecimento e a Inovação
Relação entre a Gestão do Conhecimento e a InovaçãoRelação entre a Gestão do Conhecimento e a Inovação
Relação entre a Gestão do Conhecimento e a Inovação
Charles BENIGNO
 
Case Eletron
Case EletronCase Eletron
Case Eletron
Charles BENIGNO
 
Étude de cas "Havaianas"
Étude de cas "Havaianas"Étude de cas "Havaianas"
Étude de cas "Havaianas"
Charles BENIGNO
 
A Universidade virtual
A Universidade virtualA Universidade virtual
A Universidade virtual
Charles BENIGNO
 
A história de william durant
A história de william durantA história de william durant
A história de william durant
Charles BENIGNO
 
Panorama de Marketing Região Norte
Panorama de Marketing Região NortePanorama de Marketing Região Norte
Panorama de Marketing Região Norte
Charles BENIGNO
 
Dissertação E-commerce
Dissertação E-commerceDissertação E-commerce
Dissertação E-commerce
Charles BENIGNO
 
A Pesquisa e a Web 2.0
A Pesquisa e a Web 2.0A Pesquisa e a Web 2.0
A Pesquisa e a Web 2.0
Charles BENIGNO
 
Era da gestão
Era da gestãoEra da gestão
Era da gestão
Charles BENIGNO
 

Mais de Charles BENIGNO (10)

Inovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento Econômico
Inovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento EconômicoInovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento Econômico
Inovação Tecnológica, Competitividade e Desenvolvimento Econômico
 
Relação entre a Gestão do Conhecimento e a Inovação
Relação entre a Gestão do Conhecimento e a InovaçãoRelação entre a Gestão do Conhecimento e a Inovação
Relação entre a Gestão do Conhecimento e a Inovação
 
Case Eletron
Case EletronCase Eletron
Case Eletron
 
Étude de cas "Havaianas"
Étude de cas "Havaianas"Étude de cas "Havaianas"
Étude de cas "Havaianas"
 
A Universidade virtual
A Universidade virtualA Universidade virtual
A Universidade virtual
 
A história de william durant
A história de william durantA história de william durant
A história de william durant
 
Panorama de Marketing Região Norte
Panorama de Marketing Região NortePanorama de Marketing Região Norte
Panorama de Marketing Região Norte
 
Dissertação E-commerce
Dissertação E-commerceDissertação E-commerce
Dissertação E-commerce
 
A Pesquisa e a Web 2.0
A Pesquisa e a Web 2.0A Pesquisa e a Web 2.0
A Pesquisa e a Web 2.0
 
Era da gestão
Era da gestãoEra da gestão
Era da gestão
 

Último

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Luana Neres
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
MariaFatima425285
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
ssuser701e2b
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Mary Alvarenga
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
CarinaSoto12
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 

Último (20)

Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
Aula 3- 6º HIS - As origens da humanidade, seus deslocamentos e os processos ...
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptxFato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
Fato X Opinião (Língua Portuguesa 9º Ano).pptx
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
LIBRO LAS MANOS NO SON PARA PEGAR-MAESTRA EN PREESCOLAR_organized_rotated (1)...
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e MateusAtividade - Letra da música "Tem Que Sorrir"  - Jorge e Mateus
Atividade - Letra da música "Tem Que Sorrir" - Jorge e Mateus
 
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdfthe_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
the_story_garden_5_SB_with_activities.pdf
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 

Tga clássica

  • 1. Abordagem Clássica  Escola da Administração Científica Frederick Winslow Taylor (1856-1915) - Engenheiro americano  Fordismo Henry Ford (1863-1947) - mecânico  Teoria Clássica Henri Fayol(1841-1925) - Engenheiro francês Prof. Charles Benigno 1
  • 2. Abordagem Clássica  Escola da Administração Científica (engenheiros)  Frederick Winslow Taylor  Henry Lawrence Gantt  Henry Ford  Teoria Clássica (anatomistas e fisiologistas)  Henri Fayol  James D. Mooney Prof. Charles Benigno 2
  • 3. Escola da Administração Científica Objetivos:  Buscar eficiência através da racionalização do trabalho e ênfase nas tarefas;  Aplicação dos métodos da ciência na Administração;  Métodos principais: observação e mensuração;  Eliminar os desperdícios e com isso aumentar a produtividade das indústrias americanas através da Engenharia Industrial;  Assegurar a máxima prosperidade do empregador por meio da máxima prosperidade do empregado. Prof. Charles Benigno 3
  • 4. Primeiro Período de Taylor - 1903  Administração de Oficinas: 1. O objetivo de toda administração é pagar altos salários e ter baixos custos de produção; 2. A Administração deve aplicar métodos científicos de pesquisa e experimentos a fim de formular princípios padronizados que permitam o controle das operações da empresa; 3. Os empregados devem ser colocados cientificamente em serviços ou postos com os materiais e condições adequados para que as normas sejam cumpridas; 4. Os empregados devem ser treinados em suas atividades para aperfeiçoar sua aptidão e método de trabalho; 5. Uma atmosfera de íntima e cordial cooperação deve ser cultivada entre a Administração e os trabalhadores. Prof. Charles Benigno 4
  • 5. Segundo Período de Taylor - 1911  Causas da Vadiagem no Trabalho  Desconhecimento, por parte da gerência, das rotinas de trabalho e do tempo necessário para sua realização;  Falta de uniformidade das técnicas ou métodos de trabalho. Prof. Charles Benigno 5
  • 6. Elementos da Administração Científica (Taylor)  Estudo dos tempos e padrões de produção;  Supervisão funcional;  Padronização de ferramentas e instrumentos;  Planejamento de tarefas e cargos;  Princípio da exceção;  Utilização da régua de cálculo e de instrumentos para economizar tempo;  Fichas de instrução de serviço;  Prêmios de produção pela execução eficiente das tarefas;  Definição de rotina de trabalho. Prof. Charles Benigno 6
  • 7. Organização Racional do Trabalho (ORT) - Taylor  Análise do trabalho e estudo dos tempos e movimentos;  Estudo da fadiga humana;  Divisão do trabalho e especialização do operário;  Desenho de cargos e tarefas;  Incentivos salariais e prêmios de produção;  Conceito de homo economicus;  Condições ambientais de trabalho;  Padronização de métodos e máquinas;  Supervisão funcional. Prof. Charles Benigno 7
  • 8. Princípios da Administração Científica de Taylor 1. Princípio do Planejamento - substituir o empirismo do operário pelos métodos baseados em procedimentos científicos 2. Princípio do Preparo - selecionar cientificamente o operário e treiná-lo 3. Princípio do Controle - controlar o trabalho para que seja realizado de acordo com o planejado 4. Princípio da Execução - distribuir adequadamente o trabalho e a responsabilidade Prof. Charles Benigno 8
  • 9. Apreciação Crítica da Escola da Administração Científica  Mecanicismo da Administração Científica  Superespecialização do operário  Visão microscópica do homem  Ausência de comprovação científica  Abordagem incompleta da organização  Limitação do campo de aplicação  Abordagem prescritiva e normativa  Abordagem de sistema fechado Prof. Charles Benigno 9
  • 10. Teoria Clássica (Henri Fayol) As Funções Básicas da Empresa: 1. Funções Técnicas - Prever 2. Funções Comerciais - Organizar 3. Funções Administrativas - Comandar - Coordenar 4. Funções de Segurança - Controlar 5. Funções Contábeis 6. Funções Financeiras Prof. Charles Benigno 10
  • 11. Proporcionalidade das Funções Administrativas Níveis Hierárquicos Mais altos Funções Administrativas - prever - organizar - comandar - coordenar - controlar Outras Funções Não-Administrativas Mais baixos Prof. Charles Benigno 11
  • 12. Princípios Gerais da Administração, segundo Fayol  Divisão do trabalho;  Remuneração do pessoal;  Autoridade e  Centralização da responsabilidade; autoridade;  Disciplina;  Cadeia escalar;  Unidade de comando;  Ordem;  Unidade de direção;  Eqüidade;  Subordinação dos  Estabilidade do pessoal; interesses individuais aos  Iniciativa; interesses gerais;  Espírito de equipe. Prof. Charles Benigno 12
  • 13. Principais Características da Teoria Clássica (Fayol)  Supervisão linear - Verticalmente (segundo os níveis de autoridade e responsabilidade)  Divisão do trabalho - Horizontalmente  Ênfase na estrutura (segundo os diferentes tipos de atividade)  Conceito de linha e staff  Estudo da organização de cima para baixo  Conceito de homo economicus Prof. Charles Benigno 13
  • 14. Teoria Clássica Prof. Charles Benigno 14
  • 15. Princípios Gerais da Administração segundo Fayol  Divisão do trabalho  Remuneração do pessoal  Autoridade e Centralização responsabilidade  Cadeia escalar  Disciplina  Ordem  Unidade de comando  Eqüidade  Unidade de direção  Estabilidade do pessoal  Subordinação dos  Iniciativa interesses individuais aos  Espiríto de equipe interesses gerais Prof. Charles Benigno 15
  • 16. Princípios da Administração na Du Pont (1909 a 1914) a) procure a melhor maneira de fazer o trabalho b) torne essa maneira um padrão em termos de método e tempo c) ensine os empregados como atingir o padrão d) dê-lhes o incentivo certo para fazê-lo Prof. Charles Benigno 16
  • 17. Critérios da Du Pont  Primeiro: coordenação do esforço econômico relacionado com o mercado  Segundo: responsabilidade não dividida  Terceiro: relações claramente definidas entre superiores e subordinados  Quarto: as vantagens econômicas da especialização dos serviços de assessoria centralizados  Quinto: retorno sobre o investimento para avaliar o desempenho de cada unidade  Sexto: controle final pela Direção do grupo  Sétimo: o conhecimento dos princípios gerais da administração é um pré- requisito para os gerentes gerais de cada ramo de atividade  Oitavo: as múltiplas verdades da administração  Nono: adaptação à mudança  Décimo: a organização ideal Prof. Charles Benigno 17
  • 18. Apreciação Crítica da Teoria Clássica  Abordagem simplificada da organização formal;  Ausência de trabalhos experimentais;  Extremo racionalismo na concepção da Administração;  “Teoria da Máquina”;  Abordagem incompleta da organização;  Abordagem de sistema fechado. Prof. Charles Benigno 18