SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Baixar para ler offline
Definição de Orçamento                                     Definição de Orçamento


   “Colocar na frente o que está acontecendo hoje”           “Um plano financeiro que serve para estimativa e
                                                                     controle das operações futuras”




            Planejamento de Curto Prazo                             Planejamento de Curto Prazo


Uma   das    etapas   do   processo   de   planejamento   A função da Controladoria nesta etapa do processo de
caracteriza-se pela necessidade de planejar o curto       gestão   tem    como   elemento    central   o   plano
prazo, ou seja, as ações para o próximo exercício         orçamentário, o qual se caracteriza exatamente por ser
                                                          um plano de curto prazo e envolve a quantificação dos
                                                             p              p                 q         ç
                                                          elementos necessários para o processo de comprar,
                                                          produzir, e vender e, subseqüentemente, a mensuração
                                                          econômica de todos esses elementos e suas resultantes




                                                                                                                   1
Planejamento de Curto Prazo                                       Princípios Gerais


É extremamente necessário o orçamento para o                  Orientação para objetivos: O orçamento deve se
próximo exercício, com todo o grau de detalhe que é         direcionar para que os objetivos da empresa e dos
necessário. Para os demais exercícios futuros, pode-        setores   específicos   sejam   atingidos   eficiente   e
se utilizar dos conceitos de projeção, considerando
                             p j ç                          eficazmente
dados mais sintetizados, sem envolver todos os setores
da empresa, e elaborado apenas pela área de
Controladoria




                     Princípios Gerais                                         Princípios Gerais


  Envolvimento dos gestores: Todos os gestores                Comunicação integral: Compatibilização entre o
responsáveis por um orçamento específico devem              sistema de informações, o processo de decisões e a
participar ativamente dos processos de planejamento e       estrutura organizacional
controle, para obtermos o seu comprometimento
          p                      p




                     Princípios Gerais                                         Princípios Gerais


  Expectativas realísticas: Para que o sistema seja           Aplicação flexível: O sistema orçamentário não é um
motivador,    deve    apresentar   objetivos   gerais   e   instrumento de dominação. O valor do sistema está no
específicos, que sejam desafiadores, dentro da melhor       processo de produzir os planos, e não nos planos em si.
visão da empresa, mas passíveis de serem cumpridos
           p          p                     p               Assim, o sistema deve permitir correções, ajustes,
                                                                                  p             ç      j
                                                            revisões de valores e planos.




                                                                                                                        2
Princípios Gerais                               Orçamento Participativo × Ditatorial


  Reconhecimento dos esforços individuais e de                 Orçamento Ditatorial: feito de cima para baixo (top
grupos: O sistema orçamentário é um dos principais           down), de forma impositiva, sem nenhuma participação
instrumentos de avaliação de desempenho etc.                 dos gestores. Tende a produzir resultados inferiores do
                                                             q
                                                             que sob outra proposta de condução do sistema
                                                                           p p              ç
                                                             orçamentário




      Orçamento Participativo × Ditatorial                                     Tempo de Execução


  Orçamento     Participativo:   conduzido      de   forma           Ditatorial                  Participativo
totalmente democrática (bottom up). Não é incomum
nesse procedimento que alguns gestores, menos
p g
pragmáticos, estipulem metas e objetivos exagerados
                 p               j          g




                                                                                           Despende muito mais tempo,
                                                               Mais rápido, pois poucas
                                                                                          pois envolve um número razoável
                                                                pessoas fazem parte do
                                                                                           de idas e vindas dos papéis de
                                                               processo de planejamento
                                                                                            cálculo dos pré-orçamentos




              Vantagens do Orçamento                                        Vantagens do Orçamento


  Além de permitir o uso mais racional dos recursos            A coordenação entre todos os setores da empresa,
próprios, regulariza também o uso dos recursos de            pois seu alvo comum é o lucro a ser atingido conforme o
terceiros, dentro dos limites do lucro projetado             orçamento
  A moderação nos planos de despesas, pois
          ç       p            p      p                        O orçamento é um ferramental poderoso para a
                                                                   ç                        p        p
qualquer gasto substancial é ponderado sob o prisma          avaliação dos resultados das políticas de vendas, de
de sua rentabilidade em termos do lucro final                produção e financeira da empresa




                                                                                                                            3
Vantagens do Orçamento                             O apoio da Cúpula Administrativa


  No plano do custo fabril, o processo orçamentário     “Se se deseja um orçamento bem sucedido, é
exige, inexoravelmente, a atenção da administração ao   absolutamente necessário que cada um dos membros
uso mais econômico da mão-de-obra, das matérias         da direção, a começar pelo Presidente, lhe dê apoio
p
primas e de outros elementos dos custos                 completo. O ímpeto e o rumo precisam partir da própria
                                                           p          p             p        p         p p
                                                        cúpula.”
  As empresas que possuem sistema
orçamentário em bom funcionamento
gozam sempre de maior prestígio junto
às fontes externas de financiamento
bem como junto aos investidores




        Motivos porque o Orçamento falha                        Motivos porque o Orçamento falha


  Sistema ineficaz de registro contábil                   Falta de definição do processo de
  Falta de apoio efetivo da cúpula                      elaboração do orçamento
administrativa                                            Falta de definição dos fatores
  Implantação muito apressada
    p     ç          p                                  macroeconômicos que tenham
                                                                        q
  Falta da cooperação necessária                        influência direta nos planos
  Falta de dados históricos                             empresariais
  Papelada excessiva ou detalhes                          Falta de decisões globais e
excessivos                                              definidas sobre as políticas de
  Período de projeção longo demais                      preços, salários, despesas, etc.




        Críticas ao Processo Orçamentário                          Críticas ao Processo Orçamentário


  O orçamento engessa em demasia a empresa (o             Ferramental ineficiente para o processo de gestão e
plano tem de ser seguido a qualquer custo!),            frustração com os resultados obtidos no processo.
impedindo a criatividade e o empreendimento dos           Extrema      dificuldade     de   obtenção   de   dados
gestores setoriais, provocando conformismo, medo e/ou   q
                                                        quantitativos para as previsões e volatilidade do futuro.
                                                                      p       p
insatisfação.




                                                                                                                    4
Críticas ao Processo Orçamentário                Críticas ao Processo Orçamentário


  Altamente consumidor de tempo e recursos e
criação em excesso de rotinas contábeis.
  Falta de cultura orçamentária.
  Utilização
         ç     de    tecnologias
                            g       de     informação
                                                  ç
inadequadas etc.




                                                                                            5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Controladoria estratégica e orçamentaria
Controladoria estratégica e orçamentariaControladoria estratégica e orçamentaria
Controladoria estratégica e orçamentariaAlexandre Pereira
 
Planejamento orçamentário
Planejamento orçamentárioPlanejamento orçamentário
Planejamento orçamentáriofevechi
 
Gestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoriaGestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoriaSandro José Silva
 
Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013
Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013
Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013D S Correia Silva
 
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2Alexandre Pereira
 
Planejamento e Orçamento empresarial
Planejamento e Orçamento empresarialPlanejamento e Orçamento empresarial
Planejamento e Orçamento empresarialMarcos Teixeira
 
Apostila de controladoria
Apostila de controladoriaApostila de controladoria
Apostila de controladoriaNerinhoo Nery
 
Cap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamentoCap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamentokennyaeduardo
 
Apostila de controladoria (1)
Apostila de controladoria (1)Apostila de controladoria (1)
Apostila de controladoria (1)090774
 
Disciplina controladoria parte_i
Disciplina controladoria parte_iDisciplina controladoria parte_i
Disciplina controladoria parte_iMarceloJLemos
 
Finanças Em Marketing Aula 06
Finanças Em Marketing   Aula 06Finanças Em Marketing   Aula 06
Finanças Em Marketing Aula 06Douglas Miquelof
 
Planeamento e gestão orçamental
Planeamento e gestão orçamentalPlaneamento e gestão orçamental
Planeamento e gestão orçamentalLeonel Boano
 
Orçamento Operacional
Orçamento OperacionalOrçamento Operacional
Orçamento OperacionalEdivan Barreto
 
Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329acrcordeiro
 

Mais procurados (19)

Controladoria estratégica e orçamentaria
Controladoria estratégica e orçamentariaControladoria estratégica e orçamentaria
Controladoria estratégica e orçamentaria
 
Planejamento orçamentário
Planejamento orçamentárioPlanejamento orçamentário
Planejamento orçamentário
 
Gestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoriaGestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoria
 
12
1212
12
 
Gestao orcamental
Gestao orcamentalGestao orcamental
Gestao orcamental
 
Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013
Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013
Orçamento empresarial - aula 01 - 08.03.2013
 
ORÇAMENTO EMPRESARIAL
ORÇAMENTO EMPRESARIALORÇAMENTO EMPRESARIAL
ORÇAMENTO EMPRESARIAL
 
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2Plano Orçamentário  e Controladoria - Seçao 2
Plano Orçamentário e Controladoria - Seçao 2
 
Planejamento e Orçamento empresarial
Planejamento e Orçamento empresarialPlanejamento e Orçamento empresarial
Planejamento e Orçamento empresarial
 
Gestão orçamental
Gestão orçamentalGestão orçamental
Gestão orçamental
 
Apostila de controladoria
Apostila de controladoriaApostila de controladoria
Apostila de controladoria
 
Cap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamentoCap. 1 aspectos básicos do orçamento
Cap. 1 aspectos básicos do orçamento
 
Apostila de controladoria (1)
Apostila de controladoria (1)Apostila de controladoria (1)
Apostila de controladoria (1)
 
Disciplina controladoria parte_i
Disciplina controladoria parte_iDisciplina controladoria parte_i
Disciplina controladoria parte_i
 
Finanças Em Marketing Aula 06
Finanças Em Marketing   Aula 06Finanças Em Marketing   Aula 06
Finanças Em Marketing Aula 06
 
Planeamento e gestão orçamental
Planeamento e gestão orçamentalPlaneamento e gestão orçamental
Planeamento e gestão orçamental
 
Orçamento
OrçamentoOrçamento
Orçamento
 
Orçamento Operacional
Orçamento OperacionalOrçamento Operacional
Orçamento Operacional
 
Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329Aulaextra orcamentoglobal77329
Aulaextra orcamentoglobal77329
 

Destaque

Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013Leandro Faccini
 
Gestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoriaGestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoriaSandro José Silva
 
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_areCap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_arecontroladoriacontab
 
Controladoria ii exercicios aula 04
Controladoria ii exercicios aula  04Controladoria ii exercicios aula  04
Controladoria ii exercicios aula 04controladoriacontab
 

Destaque (20)

Controladoria slides aula 01
Controladoria slides aula 01Controladoria slides aula 01
Controladoria slides aula 01
 
Slides controladoria aula_9
Slides controladoria aula_9Slides controladoria aula_9
Slides controladoria aula_9
 
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
Controladoria sob o_enfoque_da_gestão_econômica_prof_leandro_faccini_16_out2013
 
Slides controladoria aula _5
Slides controladoria aula _5Slides controladoria aula _5
Slides controladoria aula _5
 
Slides controladoria aula_3
Slides controladoria aula_3Slides controladoria aula_3
Slides controladoria aula_3
 
Aula 07 analisando financas
Aula 07 analisando financasAula 07 analisando financas
Aula 07 analisando financas
 
Slides controladoria aula_10
Slides controladoria aula_10Slides controladoria aula_10
Slides controladoria aula_10
 
Slides controladoria 6
Slides controladoria 6Slides controladoria 6
Slides controladoria 6
 
Slides controladoria aula_9 4
Slides controladoria aula_9 4Slides controladoria aula_9 4
Slides controladoria aula_9 4
 
Controladoria ii slides aula 01
Controladoria ii slides aula 01Controladoria ii slides aula 01
Controladoria ii slides aula 01
 
Slides aula 02
Slides aula 02Slides aula 02
Slides aula 02
 
Slides controladoria aula_10 b
Slides controladoria aula_10 bSlides controladoria aula_10 b
Slides controladoria aula_10 b
 
Apostila controladoria ii
Apostila controladoria iiApostila controladoria ii
Apostila controladoria ii
 
Controladoria slides cf icms_v2
Controladoria slides cf icms_v2Controladoria slides cf icms_v2
Controladoria slides cf icms_v2
 
Apostila controladoria 1
Apostila controladoria 1Apostila controladoria 1
Apostila controladoria 1
 
Apostila analise de balanco ii
Apostila analise de balanco iiApostila analise de balanco ii
Apostila analise de balanco ii
 
Gestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoriaGestão econômica e controladoria
Gestão econômica e controladoria
 
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_areCap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
Cap 04 controladoria slides cf cap_tulo_4_-_are
 
Apostila controladoria 9
Apostila controladoria 9Apostila controladoria 9
Apostila controladoria 9
 
Controladoria ii exercicios aula 04
Controladoria ii exercicios aula  04Controladoria ii exercicios aula  04
Controladoria ii exercicios aula 04
 

Semelhante a Slides controladoria aula_5

modulo_16_-_controlo_oramental.pptx
modulo_16_-_controlo_oramental.pptxmodulo_16_-_controlo_oramental.pptx
modulo_16_-_controlo_oramental.pptxSoniaMoreira44
 
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãOFasup
 
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãOFasup
 
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução Ueliton da Costa Leonidio
 
Da EstratéGia à ExecuçãO Operacional
Da EstratéGia à ExecuçãO OperacionalDa EstratéGia à ExecuçãO Operacional
Da EstratéGia à ExecuçãO OperacionalMarcioSilverio1
 
Apostila de administração financeira e orçamentária ii
Apostila de administração financeira e orçamentária iiApostila de administração financeira e orçamentária ii
Apostila de administração financeira e orçamentária iiGJ MARKETING DIGITAL
 
Apostila de treinamento_sigapco_1
Apostila de treinamento_sigapco_1Apostila de treinamento_sigapco_1
Apostila de treinamento_sigapco_1Ronaldo Silva
 
Introdução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptxIntrodução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptxEvertonLins5
 
Orçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenick
Orçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenickOrçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenick
Orçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenickMaxsuel Pereira
 
Decorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassicaDecorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassicaprbocchi
 
Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo tiago201301
 
Atps Processos Administrativos
Atps Processos AdministrativosAtps Processos Administrativos
Atps Processos AdministrativosAdélio Castro
 
Aula 5 planejamento tático
Aula 5   planejamento táticoAula 5   planejamento tático
Aula 5 planejamento táticoMurilo Amorim
 
A Tecnologia da Informação e o Planejamento Estratégico
A Tecnologia da Informação e o Planejamento EstratégicoA Tecnologia da Informação e o Planejamento Estratégico
A Tecnologia da Informação e o Planejamento Estratégicosullamyteja
 
4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptx
4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptx4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptx
4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptxPedro Luis Moraes
 

Semelhante a Slides controladoria aula_5 (20)

modulo_16_-_controlo_oramental.pptx
modulo_16_-_controlo_oramental.pptxmodulo_16_-_controlo_oramental.pptx
modulo_16_-_controlo_oramental.pptx
 
Apostila controladoria 5 _v2
Apostila controladoria 5 _v2Apostila controladoria 5 _v2
Apostila controladoria 5 _v2
 
Orçamento artigo
Orçamento artigoOrçamento artigo
Orçamento artigo
 
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
 
12
1212
12
 
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
12 2 CapíTulo 02 OrçEmpr ImplantaçãO
 
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
Administração de Projetos Aulas 1 e 2 - Introdução
 
Da EstratéGia à ExecuçãO Operacional
Da EstratéGia à ExecuçãO OperacionalDa EstratéGia à ExecuçãO Operacional
Da EstratéGia à ExecuçãO Operacional
 
Apostila de administração financeira e orçamentária ii
Apostila de administração financeira e orçamentária iiApostila de administração financeira e orçamentária ii
Apostila de administração financeira e orçamentária ii
 
Apostila de treinamento_sigapco_1
Apostila de treinamento_sigapco_1Apostila de treinamento_sigapco_1
Apostila de treinamento_sigapco_1
 
Introdução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptxIntrodução e vendas.pptx
Introdução e vendas.pptx
 
Orçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenick
Orçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenickOrçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenick
Orçamento empresarial base zero e incremental por tomislav femenick
 
Decorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassicaDecorrencia teoria neoclassica
Decorrencia teoria neoclassica
 
Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo Etapa 4 de processo administrativo
Etapa 4 de processo administrativo
 
Atps Processos Administrativos
Atps Processos AdministrativosAtps Processos Administrativos
Atps Processos Administrativos
 
Aula 5 planejamento tático
Aula 5   planejamento táticoAula 5   planejamento tático
Aula 5 planejamento tático
 
A Tecnologia da Informação e o Planejamento Estratégico
A Tecnologia da Informação e o Planejamento EstratégicoA Tecnologia da Informação e o Planejamento Estratégico
A Tecnologia da Informação e o Planejamento Estratégico
 
Apostila controladoria 6
Apostila controladoria  6Apostila controladoria  6
Apostila controladoria 6
 
4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptx
4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptx4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptx
4ª Aula Finanças Corporativas - Orçamento Empresarial.pptx
 
conceitos e tipos de orçamento.pdf
conceitos e tipos de orçamento.pdfconceitos e tipos de orçamento.pdf
conceitos e tipos de orçamento.pdf
 

Mais de controladoriacontab

Mais de controladoriacontab (11)

Slides controladoria 6
Slides controladoria  6Slides controladoria  6
Slides controladoria 6
 
Controladoria ii slides controladoria aula_3
Controladoria ii slides controladoria aula_3Controladoria ii slides controladoria aula_3
Controladoria ii slides controladoria aula_3
 
Financas demonstracoes financeira natura 2008
Financas demonstracoes financeira natura 2008Financas demonstracoes financeira natura 2008
Financas demonstracoes financeira natura 2008
 
Financas alteracoes lei sa
Financas alteracoes lei saFinancas alteracoes lei sa
Financas alteracoes lei sa
 
Apostila controladoria 9 v
Apostila controladoria 9 vApostila controladoria 9 v
Apostila controladoria 9 v
 
Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09Gabaritos exercicios aula_09
Gabaritos exercicios aula_09
 
Controladoria gabaritos exercicios aula_09
Controladoria gabaritos exercicios aula_09Controladoria gabaritos exercicios aula_09
Controladoria gabaritos exercicios aula_09
 
Apostila controladoria 10 2
Apostila controladoria 10 2Apostila controladoria 10 2
Apostila controladoria 10 2
 
Apostila controladoria 10
Apostila controladoria 10Apostila controladoria 10
Apostila controladoria 10
 
Custo de capital ii
Custo de capital iiCusto de capital ii
Custo de capital ii
 
Cap 03 gabarito cf cap_tulo_03 dre
Cap 03 gabarito cf cap_tulo_03 dreCap 03 gabarito cf cap_tulo_03 dre
Cap 03 gabarito cf cap_tulo_03 dre
 

Último

Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Centro Jacques Delors
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Centro Jacques Delors
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfbragamoysesaline
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreLeandroLima265595
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 

Último (20)

Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 1)
 
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdfVIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
VIDA E OBRA , PRINCIPAIS ESTUDOS ARISTOTELES.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptxSlides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
Slides Lição 06, Central Gospel, O Anticristo, 1Tr24.pptx
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 

Slides controladoria aula_5

  • 1. Definição de Orçamento Definição de Orçamento “Colocar na frente o que está acontecendo hoje” “Um plano financeiro que serve para estimativa e controle das operações futuras” Planejamento de Curto Prazo Planejamento de Curto Prazo Uma das etapas do processo de planejamento A função da Controladoria nesta etapa do processo de caracteriza-se pela necessidade de planejar o curto gestão tem como elemento central o plano prazo, ou seja, as ações para o próximo exercício orçamentário, o qual se caracteriza exatamente por ser um plano de curto prazo e envolve a quantificação dos p p q ç elementos necessários para o processo de comprar, produzir, e vender e, subseqüentemente, a mensuração econômica de todos esses elementos e suas resultantes 1
  • 2. Planejamento de Curto Prazo Princípios Gerais É extremamente necessário o orçamento para o Orientação para objetivos: O orçamento deve se próximo exercício, com todo o grau de detalhe que é direcionar para que os objetivos da empresa e dos necessário. Para os demais exercícios futuros, pode- setores específicos sejam atingidos eficiente e se utilizar dos conceitos de projeção, considerando p j ç eficazmente dados mais sintetizados, sem envolver todos os setores da empresa, e elaborado apenas pela área de Controladoria Princípios Gerais Princípios Gerais Envolvimento dos gestores: Todos os gestores Comunicação integral: Compatibilização entre o responsáveis por um orçamento específico devem sistema de informações, o processo de decisões e a participar ativamente dos processos de planejamento e estrutura organizacional controle, para obtermos o seu comprometimento p p Princípios Gerais Princípios Gerais Expectativas realísticas: Para que o sistema seja Aplicação flexível: O sistema orçamentário não é um motivador, deve apresentar objetivos gerais e instrumento de dominação. O valor do sistema está no específicos, que sejam desafiadores, dentro da melhor processo de produzir os planos, e não nos planos em si. visão da empresa, mas passíveis de serem cumpridos p p p Assim, o sistema deve permitir correções, ajustes, p ç j revisões de valores e planos. 2
  • 3. Princípios Gerais Orçamento Participativo × Ditatorial Reconhecimento dos esforços individuais e de Orçamento Ditatorial: feito de cima para baixo (top grupos: O sistema orçamentário é um dos principais down), de forma impositiva, sem nenhuma participação instrumentos de avaliação de desempenho etc. dos gestores. Tende a produzir resultados inferiores do q que sob outra proposta de condução do sistema p p ç orçamentário Orçamento Participativo × Ditatorial Tempo de Execução Orçamento Participativo: conduzido de forma Ditatorial Participativo totalmente democrática (bottom up). Não é incomum nesse procedimento que alguns gestores, menos p g pragmáticos, estipulem metas e objetivos exagerados p j g Despende muito mais tempo, Mais rápido, pois poucas pois envolve um número razoável pessoas fazem parte do de idas e vindas dos papéis de processo de planejamento cálculo dos pré-orçamentos Vantagens do Orçamento Vantagens do Orçamento Além de permitir o uso mais racional dos recursos A coordenação entre todos os setores da empresa, próprios, regulariza também o uso dos recursos de pois seu alvo comum é o lucro a ser atingido conforme o terceiros, dentro dos limites do lucro projetado orçamento A moderação nos planos de despesas, pois ç p p p O orçamento é um ferramental poderoso para a ç p p qualquer gasto substancial é ponderado sob o prisma avaliação dos resultados das políticas de vendas, de de sua rentabilidade em termos do lucro final produção e financeira da empresa 3
  • 4. Vantagens do Orçamento O apoio da Cúpula Administrativa No plano do custo fabril, o processo orçamentário “Se se deseja um orçamento bem sucedido, é exige, inexoravelmente, a atenção da administração ao absolutamente necessário que cada um dos membros uso mais econômico da mão-de-obra, das matérias da direção, a começar pelo Presidente, lhe dê apoio p primas e de outros elementos dos custos completo. O ímpeto e o rumo precisam partir da própria p p p p p p cúpula.” As empresas que possuem sistema orçamentário em bom funcionamento gozam sempre de maior prestígio junto às fontes externas de financiamento bem como junto aos investidores Motivos porque o Orçamento falha Motivos porque o Orçamento falha Sistema ineficaz de registro contábil Falta de definição do processo de Falta de apoio efetivo da cúpula elaboração do orçamento administrativa Falta de definição dos fatores Implantação muito apressada p ç p macroeconômicos que tenham q Falta da cooperação necessária influência direta nos planos Falta de dados históricos empresariais Papelada excessiva ou detalhes Falta de decisões globais e excessivos definidas sobre as políticas de Período de projeção longo demais preços, salários, despesas, etc. Críticas ao Processo Orçamentário Críticas ao Processo Orçamentário O orçamento engessa em demasia a empresa (o Ferramental ineficiente para o processo de gestão e plano tem de ser seguido a qualquer custo!), frustração com os resultados obtidos no processo. impedindo a criatividade e o empreendimento dos Extrema dificuldade de obtenção de dados gestores setoriais, provocando conformismo, medo e/ou q quantitativos para as previsões e volatilidade do futuro. p p insatisfação. 4
  • 5. Críticas ao Processo Orçamentário Críticas ao Processo Orçamentário Altamente consumidor de tempo e recursos e criação em excesso de rotinas contábeis. Falta de cultura orçamentária. Utilização ç de tecnologias g de informação ç inadequadas etc. 5