SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
PREFEITURA MUNICIPAL DE CEARÁ-MIRIM
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA
PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA
UNIVERSIDDE FEDERAL DO RIO GRANDE DO RIO GRANDE DO NORTE
SEMINÁRIO ESTADUAL
O ENSINO DA MATEMÁTICA NO CICLO DE
ALFABETIZAÇÃO: DESAFIOS E INTERMEDIAÇÃO
NA PRÁTICA PEDAGÓGICA
CEARÁ-MIRIM/RN
DEZEMBRO/2014
EQUIPE DE ORIENTADORAS DE ESTUDO
Francisca Maria Bezerra Lopes
Jeane Katiúscia de França
Nilza Maria da Luz Martiniano
Maria Elissandra Lima da Silva
Maria do Socorro da Câmara Brandão
Teresa Cristina de Oliveira Medeiros Paiva
PROFESSORA ALFABETIZADORA
Maria da Conceição Tavares de Oliveira Neves
ESCOLAS QUE PARTICIPARAM: 41
 Zona Rural: 35
 Zona Urbana: 06
QUANTIDADE DE ALUNOS E DOCENTES POR ANO DA REDE MUNICIPAL:
1º ANO - 841 55 PROFESSORES
2º ANO - 1.151 56 PROFESSORES
3º ANO - 1.173 64 PROFESSORES
TOTAL: 3.1 6 5 175 PROFSSORES
(Fonte: Educacenso/2014)
LOCAIS DOS ENCONTROS DE FORMAÇÃO:
Escola Municipal Maria Antonieta Pereira Varela -
Situada na zona urbana, no bairro São Geraldo .
Atende alunos do 1º ao 3º ano, possui seis salas de
aula e funciona nos turnos matutino e vespertino.
Sala do curso Decisivo – No Mucuripe Mall, Rua Luiz
Lopes Varela S/N, centro – Ceará-Mirim/RN
CARACTERIZAÇÃO DAS TURMAS:
O Município oferece a formação do PNAIC a
150 professores divididos em seis turmas,
distribuídas nos seguintes turnos de
funcionamento: uma no matutino, uma
vespertino e quatro turmas no noturno.
O ENSINO DA MATEMÁTICA NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO:
DESAFIOS E INTERMEDIAÇÃO NA PRÁTICA PEDAGÓGICA
No universo educacional, no âmbito do ensino, a
matemática tem sido uma das preocupações por parte de alguns
professores, que trabalham, principalmente nos Anos Iniciais do
Ensino Fundamental.
O jeito de ensinar está se modificando, diante da busca de
tornar possível a aprendizagem mais significativa para os
aprendizes.
É bem verdade, que entre as práticas dos professores se
esconde, ainda, através de ações que se vão instaurando, de forma
tímida, nas salas de aula; a existência de novos recursos didáticos
que propicia a melhoria do ensino: o lúdico, o jogo e o material
concreto que se complementam na ação didática conduzindo “a
uma reflexão conjunta sobre a importância de assegurar o direito e
o dever da alfabetização como prioridade”.
O material concreto proporciona a observação, a
manipulação e a aquisição de saberes que são construídos com
e pela criança.
Nesse percurso há alguns sujeitos de direitos que
merecem atenção especial. São aqueles que fazem parte do
Publico Alvo da Educação Especial. É imprescindível a
compreensão dos educadores no sentido de que a inclusão
pressupõe o cuidado com o processo de aprendizagem e não
com uma prática médica e terapêutica. É quando entram em
sintonia as adaptações curriculares, para a garantia dos direitos
dos alunos, respeitando os ritmos de aprendizagem de cada um
e oferecendo-lhes práticas pedagógicas heterogêneas.
Durante o processo formativo nos foi possível discutir que
o envolvimento didático-pedagógico traz a tona a consciência de
que como responsável direto pelo ato de ensinar , cabe a cada
um, em particular, preparar -se para instigar os alunos acolher à
aprendizagem, mesmo que seja em gotas, pois de acordo com
Nogueira (2009) é preciso que “abandonemos o discurso
queixoso que nos imobiliza de direcionarmos nossa criatividade
e dedicação, na busca de formas mais interessantes de atuar
pedagogicamente na nossa própria realidade”.
PERSPECTIVAS E DESAFIOS
Professores com conhecimentos mais elaborados;
Professores abertos ao diálogo e as mudanças;
Professor que domina e organiza conhecimentos
sistematizados e fundamenta sua prática;
Professor que constrói, desconstrói e reconstrói a
sua prática;
Professores críticos, atuantes e reflexivos;
Uso do lúdico, jogos e materiais concretos
inseridos nas rotinas de trabalho para
potencialização dos conhecimentos trabalhados
junto às crianças.
RECORTE DA PRÁTICA NO PROCESSO DA
FORMAÇÃO
OFICINA PEDAGÓGICA: CONSTRUÇÃO
DA CAIXA MATEMÁTICA
CONFECÇÃO E TRABALHO COM O
TAPETINHO
OFICINA DE GEOMETRIA E ARTE
Alunos da E. M. Gonçalo Marcelino
PRÁTICAS EXITOSAS NAS SALAS DE AULA COM O USO DE MATERIAS
CONCRETOS
SEMINÁRIO FINAL 2014: PERSPECTIVAS E DESAFIOS
PREFEITURA MUNICIPAL DE CEARÁ-MIRIM
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA
ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA MARIA BERNADETE BARBOSA
GRANDEZAS E MEDIDAS:
TRABALHANDO COMPRIMENTO
PROFESSORA: MARIA DA CONCEIÇÃO TAVARES DE OLIVEIRA
NEVES
oPúblico alvo:
Turma do 2º ano B (matutino) – Ensino Fundamental anos
iniciais
oCaracterização da turma:
Composta por 29 alunos, sendo 14 meninas e 15 meninos.
Turma bastante integrada, dinâmica e com muitas habilidades
relacionadas ao estudo e descobertas da matemática. A faixa
etária, em sua maioria, varia entre 6 e 9 anos, mas inclui dois
alunos de 11 e 12 anos.
oCaracterização da escola:
Escola Municipal Professora Maria Bernadete Barbosa
 Massaranduba - Ceará-Mirim/RN;
 oferece turmas do 1º ao 4º ano do Ensino
Fundamental anos iniciais no turno da manhã;
 no turno vespertino, são oferecidas as turmas do 5º
ao 9º ano do Ensino Fundamental anos finais.
 Funcionários: 48
1- diretora
1- vice-diretora
2- supervisora
21- professoras
2- cuidadoras
5- merendeiras
2 porteiros
4- auxiliares de serviços gerais
3- vigias
DIREITOS DE APRENDIZAGEM:
 Desenvolver o espírito investigativo, crítico e criativo,
no contexto de situações-problema, produzindo
registros próprios e buscando diferentes estratégias
de solução.
 Reconhecer regularidades em diversas situações, de
diversas naturezas, compará-las e estabelecer
relações entre elas e as regularidades já conhecidas.
EIXO : GRANDEZAS E MEDIDAS
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
• Reconhecer os diferentes instrumentos e unidades de
medidas correspondentes;
• Comparar o comprimento de dois ou mais objetos para
identificar: maior, menor, mais alto, mais baixo, etc;
• Ler resultados de medições realizadas pela utilização dos
principais instrumentos de medidas: régua, fita métrica,
balança, recipiente graduado.
MATERIAIS UTILIZADOS
• O livro comprido – acervo PNAIC
• Fita métrica, régua, trena;
• Atividades xerocadas;
• Atividades de pesquisa (recorte e colagem);
• Atividades corporais;
• Livro didático;
• Caderno de Apresentação PNAIC - Matemática;
• Caderno nº 6 – grandezas e medidas – PNAIC;
• Barbante, papel laminado, cola e tesoura.
Acolhida dos alunos e roda de conversa sobre o que seria medir
(problematizando)
Apresentação e leitura do livro: “O livro comprido”.
SEQUÊNCIA DIDÁTICA
Ilustrações e escritas de nomes das gravuras da história do Livro Comprido.
Discussão da tarefa de pesquisa para casa: medição de 3 objetos da cozinha da mãe
(medição de objetos reais).
Introdução dos instrumentos de medição e suas
aplicações.
Analisando as diferenças com o uso de material concreto.
Trabalho de recorte e colagem com figuras de tamanhos variados.
Explorando as diferenças de tamanho através de cálculos.
Medição das alturas dos alunos e representação através de um gráfico (atividade corporal)
Avaliação
• Verificou-se grande interesse das crianças por aulas práticas diferenciadas,
experimentais, e que as façam sentir-se úteis e em pleno desenvolvimento.
• Foi possível traçar um perfil para a turma com relação às habilidades individuais
de apropriação de um novo conhecimento, tornando mais claro para o professor
definir as estratégias que possam ser utilizadas de forma a propiciar a evolução da
turma de forma igualitária.
“Assim ficou bem melhor de aprender matemática...com tampinhas,
canudo, régua. A gente aprende brincando!”
(Maria Clara)
O curso PNAIC possibilitou:
• Abrangência do conhecimento do professor alfabetizador em
relação às práticas pedagógicas em sala de aula;
• Aquisição de novos conhecimentos, levando a uma maior
reflexão interior no fazer pedagógico;
• Desenvolvimento de novas perspectivas acerca do processo
de ensino-aprendizagem, trazendo esperanças e mudanças
significativas;
• Participação em uma experiência acadêmica gratificante que
servirá de subsídio para o aperfeiçoamento da prática docente
ao longo da vida profissional.
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Obrigada!
“Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar
as possibilidades para a sua construção ou a sua produção”
(Paulo Freire)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoProjeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoClaudio Pessoa
 
Sequencia didatica escola_do_campo
Sequencia didatica escola_do_campoSequencia didatica escola_do_campo
Sequencia didatica escola_do_campoClaudio Pessoa
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiDag Soares
 
interdisciplinaridade
interdisciplinaridadeinterdisciplinaridade
interdisciplinaridadeRhaykaisa
 
Projeto reforço escolar
Projeto reforço escolarProjeto reforço escolar
Projeto reforço escolarCLEAN LOURENÇO
 
Pauta 1ª aula parte 2- 9 de maio
Pauta  1ª aula parte 2- 9 de maioPauta  1ª aula parte 2- 9 de maio
Pauta 1ª aula parte 2- 9 de maioadridaleffi121212
 
PNAIC - Ano 3 unidade 6
PNAIC - Ano 3 unidade 6PNAIC - Ano 3 unidade 6
PNAIC - Ano 3 unidade 6ElieneDias
 
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVMProjeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVMSuelilaranja
 
Articulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete Mantovani
Articulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete MantovaniArticulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete Mantovani
Articulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete MantovaniIveteMantovani
 
SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)
SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)
SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)educacaodetodos
 
3º encontro pnaic vânia 2015
3º encontro pnaic  vânia 20153º encontro pnaic  vânia 2015
3º encontro pnaic vânia 2015Wanya Castro
 
Sequência didática 2º ano de 13 a 16 de outubro
Sequência didática 2º ano de 13 a 16 de  outubroSequência didática 2º ano de 13 a 16 de  outubro
Sequência didática 2º ano de 13 a 16 de outubroAndré Moraes
 
Plano de aula utilizando a mídia rádio
Plano de aula utilizando  a mídia rádioPlano de aula utilizando  a mídia rádio
Plano de aula utilizando a mídia rádioCleide Silva
 

Mais procurados (20)

Projeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campoProjeto de leitura_na_escola_do_campo
Projeto de leitura_na_escola_do_campo
 
Pnaic_ 1º encontro
Pnaic_ 1º encontroPnaic_ 1º encontro
Pnaic_ 1º encontro
 
Sequencia didatica escola_do_campo
Sequencia didatica escola_do_campoSequencia didatica escola_do_campo
Sequencia didatica escola_do_campo
 
Plano de trabalho proeti
Plano de trabalho proetiPlano de trabalho proeti
Plano de trabalho proeti
 
interdisciplinaridade
interdisciplinaridadeinterdisciplinaridade
interdisciplinaridade
 
Projeto reforço escolar
Projeto reforço escolarProjeto reforço escolar
Projeto reforço escolar
 
Pauta 1ª aula parte 2- 9 de maio
Pauta  1ª aula parte 2- 9 de maioPauta  1ª aula parte 2- 9 de maio
Pauta 1ª aula parte 2- 9 de maio
 
Projeto ReforçO
Projeto ReforçOProjeto ReforçO
Projeto ReforçO
 
Pnaic caderno 4
Pnaic caderno 4Pnaic caderno 4
Pnaic caderno 4
 
PNAIC - Ano 3 unidade 6
PNAIC - Ano 3 unidade 6PNAIC - Ano 3 unidade 6
PNAIC - Ano 3 unidade 6
 
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVMProjeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
 
Articulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete Mantovani
Articulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete MantovaniArticulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete Mantovani
Articulação dos Eixos Temáticos - Pedagogia - Ivete Mantovani
 
SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)
SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)
SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC (2013)
 
3º encontro pnaic vânia 2015
3º encontro pnaic  vânia 20153º encontro pnaic  vânia 2015
3º encontro pnaic vânia 2015
 
Sequência didática 2º ano de 13 a 16 de outubro
Sequência didática 2º ano de 13 a 16 de  outubroSequência didática 2º ano de 13 a 16 de  outubro
Sequência didática 2º ano de 13 a 16 de outubro
 
Slide 6encontro
Slide 6encontroSlide 6encontro
Slide 6encontro
 
1 encontro 1 e 2 momento 2015
1 encontro 1 e 2 momento 20151 encontro 1 e 2 momento 2015
1 encontro 1 e 2 momento 2015
 
Slides educação integral 2011
Slides educação integral 2011Slides educação integral 2011
Slides educação integral 2011
 
Plano de aula utilizando a mídia rádio
Plano de aula utilizando  a mídia rádioPlano de aula utilizando  a mídia rádio
Plano de aula utilizando a mídia rádio
 
Pnaic caderno 10
Pnaic caderno 10Pnaic caderno 10
Pnaic caderno 10
 

Semelhante a RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE CEARÁ MIRIM REDE MUNICIPAL NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014

Projeto seminário
Projeto seminárioProjeto seminário
Projeto seminárioClara Dias
 
Orientações matemática para planejamento escolar de Matemática
Orientações matemática para planejamento escolar de MatemáticaOrientações matemática para planejamento escolar de Matemática
Orientações matemática para planejamento escolar de MatemáticaSEDUC-TO
 
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdfTRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdfCaroline Assis
 
Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...
Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...
Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...Miltão Ribeiro
 
Slide projeto vivenciando a matemática
Slide projeto vivenciando a matemáticaSlide projeto vivenciando a matemática
Slide projeto vivenciando a matemáticaelienabetete
 
TORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIA
TORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIATORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIA
TORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIAProfessorPrincipiante
 
O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...
O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...
O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...SimoneHelenDrumond
 
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...Leilany Campos
 
Boletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questao
Boletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questaoBoletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questao
Boletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questaoAlvaro Gomes
 
Re uefs costa junior 1
Re uefs costa junior 1Re uefs costa junior 1
Re uefs costa junior 1Cales Costa
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014Claudio Pessoa
 
Práticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdf
Práticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdfPráticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdf
Práticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdfLeticiaDeOliveiraPec
 
Atps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeAtps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeKlebiana Correia
 
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckmanDiretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckmanJesus Borges
 
Estratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no EnsinoEstratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no EnsinoVera Zacharias
 

Semelhante a RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE CEARÁ MIRIM REDE MUNICIPAL NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014 (20)

Projeto seminário
Projeto seminárioProjeto seminário
Projeto seminário
 
Orientações matemática para planejamento escolar de Matemática
Orientações matemática para planejamento escolar de MatemáticaOrientações matemática para planejamento escolar de Matemática
Orientações matemática para planejamento escolar de Matemática
 
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdfTRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
 
Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...
Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...
Temperatura do Universo: uma proposta de conteúdo para estudantes do nível fu...
 
Valorizando desempenhos
Valorizando desempenhosValorizando desempenhos
Valorizando desempenhos
 
Portfólio fase 9
Portfólio fase 9Portfólio fase 9
Portfólio fase 9
 
Slide projeto vivenciando a matemática
Slide projeto vivenciando a matemáticaSlide projeto vivenciando a matemática
Slide projeto vivenciando a matemática
 
TORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIA
TORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIATORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIA
TORNAR-SE PROFESSOR: OS DESAFIOS DE UMA NOVA ESTRÉGIA
 
O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...
O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...
O currículo e práticas pedagógicas do cmei madre elísia simone helen drumond ...
 
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
 
Boletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questao
Boletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questaoBoletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questao
Boletim ef.org a-profissionalidade-docente-em-questao
 
Re uefs costa junior 1
Re uefs costa junior 1Re uefs costa junior 1
Re uefs costa junior 1
 
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE TOUROS NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014
 
Práticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdf
Práticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdfPráticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdf
Práticas-Experimentais-de-Matemática_EM_Vol1.pdf
 
Serparte apresentação16 2012 (1)
Serparte apresentação16 2012 (1)Serparte apresentação16 2012 (1)
Serparte apresentação16 2012 (1)
 
Atps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidadeAtps projeto de extensão a comunidade
Atps projeto de extensão a comunidade
 
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckmanDiretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
Diretrizes curriculares centro de ensino manoel beckman
 
Estratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no EnsinoEstratégias Diferenciadas no Ensino
Estratégias Diferenciadas no Ensino
 
Ensino com pesquisa
Ensino com pesquisaEnsino com pesquisa
Ensino com pesquisa
 
Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014Proposta Pedagógica 2014
Proposta Pedagógica 2014
 

Mais de Claudio Pessoa

Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016Claudio Pessoa
 
Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016Claudio Pessoa
 
Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016
Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016
Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016Claudio Pessoa
 
Pnaic planejamento retomada (1)
Pnaic planejamento retomada (1)Pnaic planejamento retomada (1)
Pnaic planejamento retomada (1)Claudio Pessoa
 
Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016Claudio Pessoa
 
Pnaic 2016 ii encontro planejamento
Pnaic 2016 ii encontro planejamento Pnaic 2016 ii encontro planejamento
Pnaic 2016 ii encontro planejamento Claudio Pessoa
 
Pnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritosPnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritosClaudio Pessoa
 
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA Claudio Pessoa
 
Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10
Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10
Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10Claudio Pessoa
 
Pnaic cultura escrita_e_diversidade_linguistica
Pnaic cultura escrita_e_diversidade_linguisticaPnaic cultura escrita_e_diversidade_linguistica
Pnaic cultura escrita_e_diversidade_linguisticaClaudio Pessoa
 
Pnaic leituradeleite omenino_e_jogos
Pnaic leituradeleite omenino_e_jogosPnaic leituradeleite omenino_e_jogos
Pnaic leituradeleite omenino_e_jogosClaudio Pessoa
 
Pnaic infancia criança
Pnaic infancia criançaPnaic infancia criança
Pnaic infancia criançaClaudio Pessoa
 
Pnaic planejamento outubro
Pnaic planejamento outubroPnaic planejamento outubro
Pnaic planejamento outubroClaudio Pessoa
 

Mais de Claudio Pessoa (20)

Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016
 
Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016Pnaic geometria 3_formacao_2016
Pnaic geometria 3_formacao_2016
 
Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016
Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016
Pnaic quantificacao registros_agrupamentos_formacao_2016
 
Pnaic planejamento retomada (1)
Pnaic planejamento retomada (1)Pnaic planejamento retomada (1)
Pnaic planejamento retomada (1)
 
Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016Pnaic snd 3_formacao_2016
Pnaic snd 3_formacao_2016
 
Pnaic 2016 ii encontro planejamento
Pnaic 2016 ii encontro planejamento Pnaic 2016 ii encontro planejamento
Pnaic 2016 ii encontro planejamento
 
Pnaic leitura 2016
Pnaic leitura 2016Pnaic leitura 2016
Pnaic leitura 2016
 
Pnaic leitura deleite
Pnaic leitura deleitePnaic leitura deleite
Pnaic leitura deleite
 
Pnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritosPnaic producao textos_orais_escritos
Pnaic producao textos_orais_escritos
 
Pnaic leitura deleite
Pnaic leitura deleitePnaic leitura deleite
Pnaic leitura deleite
 
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA
SISTEMA DE ESCRITA ALFABÉTICA - SEA
 
Pnaic gestao
Pnaic gestaoPnaic gestao
Pnaic gestao
 
Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10
Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10
Pnaic educacao do_campo_identidade atualizado 16-10
 
Pnaic cultura escrita_e_diversidade_linguistica
Pnaic cultura escrita_e_diversidade_linguisticaPnaic cultura escrita_e_diversidade_linguistica
Pnaic cultura escrita_e_diversidade_linguistica
 
Pnaic ludicidade
Pnaic ludicidadePnaic ludicidade
Pnaic ludicidade
 
Pnaic leituradeleite omenino_e_jogos
Pnaic leituradeleite omenino_e_jogosPnaic leituradeleite omenino_e_jogos
Pnaic leituradeleite omenino_e_jogos
 
Pnaic ludicidade
Pnaic ludicidadePnaic ludicidade
Pnaic ludicidade
 
Pnaic infancia criança
Pnaic infancia criançaPnaic infancia criança
Pnaic infancia criança
 
Pnaic planejamento outubro
Pnaic planejamento outubroPnaic planejamento outubro
Pnaic planejamento outubro
 
Planejamento coletivo
Planejamento coletivoPlanejamento coletivo
Planejamento coletivo
 

Último

Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosFernanda Ledesma
 

Último (20)

Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 

RELATO DE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE CEARÁ MIRIM REDE MUNICIPAL NO SEMINÁRIO FINAL DO PNAIC 2014

  • 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE CEARÁ-MIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA UNIVERSIDDE FEDERAL DO RIO GRANDE DO RIO GRANDE DO NORTE SEMINÁRIO ESTADUAL O ENSINO DA MATEMÁTICA NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO: DESAFIOS E INTERMEDIAÇÃO NA PRÁTICA PEDAGÓGICA CEARÁ-MIRIM/RN DEZEMBRO/2014
  • 2. EQUIPE DE ORIENTADORAS DE ESTUDO Francisca Maria Bezerra Lopes Jeane Katiúscia de França Nilza Maria da Luz Martiniano Maria Elissandra Lima da Silva Maria do Socorro da Câmara Brandão Teresa Cristina de Oliveira Medeiros Paiva PROFESSORA ALFABETIZADORA Maria da Conceição Tavares de Oliveira Neves
  • 3. ESCOLAS QUE PARTICIPARAM: 41  Zona Rural: 35  Zona Urbana: 06 QUANTIDADE DE ALUNOS E DOCENTES POR ANO DA REDE MUNICIPAL: 1º ANO - 841 55 PROFESSORES 2º ANO - 1.151 56 PROFESSORES 3º ANO - 1.173 64 PROFESSORES TOTAL: 3.1 6 5 175 PROFSSORES (Fonte: Educacenso/2014)
  • 4. LOCAIS DOS ENCONTROS DE FORMAÇÃO: Escola Municipal Maria Antonieta Pereira Varela - Situada na zona urbana, no bairro São Geraldo . Atende alunos do 1º ao 3º ano, possui seis salas de aula e funciona nos turnos matutino e vespertino. Sala do curso Decisivo – No Mucuripe Mall, Rua Luiz Lopes Varela S/N, centro – Ceará-Mirim/RN
  • 5. CARACTERIZAÇÃO DAS TURMAS: O Município oferece a formação do PNAIC a 150 professores divididos em seis turmas, distribuídas nos seguintes turnos de funcionamento: uma no matutino, uma vespertino e quatro turmas no noturno.
  • 6. O ENSINO DA MATEMÁTICA NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO: DESAFIOS E INTERMEDIAÇÃO NA PRÁTICA PEDAGÓGICA No universo educacional, no âmbito do ensino, a matemática tem sido uma das preocupações por parte de alguns professores, que trabalham, principalmente nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental. O jeito de ensinar está se modificando, diante da busca de tornar possível a aprendizagem mais significativa para os aprendizes. É bem verdade, que entre as práticas dos professores se esconde, ainda, através de ações que se vão instaurando, de forma tímida, nas salas de aula; a existência de novos recursos didáticos que propicia a melhoria do ensino: o lúdico, o jogo e o material concreto que se complementam na ação didática conduzindo “a uma reflexão conjunta sobre a importância de assegurar o direito e o dever da alfabetização como prioridade”.
  • 7. O material concreto proporciona a observação, a manipulação e a aquisição de saberes que são construídos com e pela criança. Nesse percurso há alguns sujeitos de direitos que merecem atenção especial. São aqueles que fazem parte do Publico Alvo da Educação Especial. É imprescindível a compreensão dos educadores no sentido de que a inclusão pressupõe o cuidado com o processo de aprendizagem e não com uma prática médica e terapêutica. É quando entram em sintonia as adaptações curriculares, para a garantia dos direitos dos alunos, respeitando os ritmos de aprendizagem de cada um e oferecendo-lhes práticas pedagógicas heterogêneas.
  • 8. Durante o processo formativo nos foi possível discutir que o envolvimento didático-pedagógico traz a tona a consciência de que como responsável direto pelo ato de ensinar , cabe a cada um, em particular, preparar -se para instigar os alunos acolher à aprendizagem, mesmo que seja em gotas, pois de acordo com Nogueira (2009) é preciso que “abandonemos o discurso queixoso que nos imobiliza de direcionarmos nossa criatividade e dedicação, na busca de formas mais interessantes de atuar pedagogicamente na nossa própria realidade”.
  • 9. PERSPECTIVAS E DESAFIOS Professores com conhecimentos mais elaborados; Professores abertos ao diálogo e as mudanças; Professor que domina e organiza conhecimentos sistematizados e fundamenta sua prática; Professor que constrói, desconstrói e reconstrói a sua prática; Professores críticos, atuantes e reflexivos; Uso do lúdico, jogos e materiais concretos inseridos nas rotinas de trabalho para potencialização dos conhecimentos trabalhados junto às crianças.
  • 10. RECORTE DA PRÁTICA NO PROCESSO DA FORMAÇÃO OFICINA PEDAGÓGICA: CONSTRUÇÃO DA CAIXA MATEMÁTICA CONFECÇÃO E TRABALHO COM O TAPETINHO
  • 12. Alunos da E. M. Gonçalo Marcelino PRÁTICAS EXITOSAS NAS SALAS DE AULA COM O USO DE MATERIAS CONCRETOS
  • 13. SEMINÁRIO FINAL 2014: PERSPECTIVAS E DESAFIOS
  • 14. PREFEITURA MUNICIPAL DE CEARÁ-MIRIM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA ESCOLA MUNICIPAL PROFESSORA MARIA BERNADETE BARBOSA GRANDEZAS E MEDIDAS: TRABALHANDO COMPRIMENTO PROFESSORA: MARIA DA CONCEIÇÃO TAVARES DE OLIVEIRA NEVES
  • 15. oPúblico alvo: Turma do 2º ano B (matutino) – Ensino Fundamental anos iniciais oCaracterização da turma: Composta por 29 alunos, sendo 14 meninas e 15 meninos. Turma bastante integrada, dinâmica e com muitas habilidades relacionadas ao estudo e descobertas da matemática. A faixa etária, em sua maioria, varia entre 6 e 9 anos, mas inclui dois alunos de 11 e 12 anos.
  • 16. oCaracterização da escola: Escola Municipal Professora Maria Bernadete Barbosa  Massaranduba - Ceará-Mirim/RN;  oferece turmas do 1º ao 4º ano do Ensino Fundamental anos iniciais no turno da manhã;  no turno vespertino, são oferecidas as turmas do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental anos finais.  Funcionários: 48 1- diretora 1- vice-diretora 2- supervisora 21- professoras 2- cuidadoras 5- merendeiras 2 porteiros 4- auxiliares de serviços gerais 3- vigias
  • 17. DIREITOS DE APRENDIZAGEM:  Desenvolver o espírito investigativo, crítico e criativo, no contexto de situações-problema, produzindo registros próprios e buscando diferentes estratégias de solução.  Reconhecer regularidades em diversas situações, de diversas naturezas, compará-las e estabelecer relações entre elas e as regularidades já conhecidas.
  • 18. EIXO : GRANDEZAS E MEDIDAS OBJETIVOS ESPECÍFICOS: • Reconhecer os diferentes instrumentos e unidades de medidas correspondentes; • Comparar o comprimento de dois ou mais objetos para identificar: maior, menor, mais alto, mais baixo, etc; • Ler resultados de medições realizadas pela utilização dos principais instrumentos de medidas: régua, fita métrica, balança, recipiente graduado.
  • 19. MATERIAIS UTILIZADOS • O livro comprido – acervo PNAIC • Fita métrica, régua, trena; • Atividades xerocadas; • Atividades de pesquisa (recorte e colagem); • Atividades corporais; • Livro didático; • Caderno de Apresentação PNAIC - Matemática; • Caderno nº 6 – grandezas e medidas – PNAIC; • Barbante, papel laminado, cola e tesoura.
  • 20. Acolhida dos alunos e roda de conversa sobre o que seria medir (problematizando) Apresentação e leitura do livro: “O livro comprido”. SEQUÊNCIA DIDÁTICA
  • 21. Ilustrações e escritas de nomes das gravuras da história do Livro Comprido.
  • 22. Discussão da tarefa de pesquisa para casa: medição de 3 objetos da cozinha da mãe (medição de objetos reais).
  • 23. Introdução dos instrumentos de medição e suas aplicações.
  • 24. Analisando as diferenças com o uso de material concreto.
  • 25. Trabalho de recorte e colagem com figuras de tamanhos variados. Explorando as diferenças de tamanho através de cálculos.
  • 26. Medição das alturas dos alunos e representação através de um gráfico (atividade corporal)
  • 27. Avaliação • Verificou-se grande interesse das crianças por aulas práticas diferenciadas, experimentais, e que as façam sentir-se úteis e em pleno desenvolvimento. • Foi possível traçar um perfil para a turma com relação às habilidades individuais de apropriação de um novo conhecimento, tornando mais claro para o professor definir as estratégias que possam ser utilizadas de forma a propiciar a evolução da turma de forma igualitária. “Assim ficou bem melhor de aprender matemática...com tampinhas, canudo, régua. A gente aprende brincando!” (Maria Clara)
  • 28. O curso PNAIC possibilitou: • Abrangência do conhecimento do professor alfabetizador em relação às práticas pedagógicas em sala de aula; • Aquisição de novos conhecimentos, levando a uma maior reflexão interior no fazer pedagógico; • Desenvolvimento de novas perspectivas acerca do processo de ensino-aprendizagem, trazendo esperanças e mudanças significativas; • Participação em uma experiência acadêmica gratificante que servirá de subsídio para o aperfeiçoamento da prática docente ao longo da vida profissional. CONSIDERAÇÕES FINAIS
  • 29. Obrigada! “Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua construção ou a sua produção” (Paulo Freire)