SlideShare uma empresa Scribd logo
TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA
APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA1
CHIAPINOTO, Andréia Moro²;
GUNSCH, Fernanda Beatriz Strickler²;
KASTEN, Jocelaine²;
PASETTO, Luciane Zamberlan²;
PIMENTEL, Tássia Bravo Felício²;
MARTELET, Michele3
;
MARQUEZAN, Fernanda Figueira4.
1
Trabalho desenvolvido junto ao PIBID/PEDAGOGIA/UNIFRA - CAPES.
2
Acadêmicas do curso de Pedagogia e bolsistas do PIBID /UNIFRA Santa Maria – RS .
3
Professora Supervisora Pedagogia/PIBID/UNIFRA na EMEF Junto ao CAIC Luizinho de Grandi,
Santa Maria, RS, Brasil.
4
Coordenadora Subprojeto Pedagogia/PIBID/UNIFRA, Professora do curso de Pedagogia e do
Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria, RS, Brasil.
E-mail: deiamc10gmail.com; gunschpink@hotmail.com; Kastten@gmail.com;
michelemartelet@yahoo.com.br; luciane.pasetto@gmail.com; tassiapimentell@gmail.com;
marquezanfernanda@gmail.com.
RESUMO
Este artigo tem por objetivo apresentar um relato de experiência construído a partir das vivências de
acadêmicos/bolsistas do Programa Institucional de Iniciação à docência (PIBID/CAPES/UNIFRA)
integrante do subprojeto da pedagogia. Este destaca a importância de recursos metodológicos
diferenciados na construção da aprendizagem significativa. Descreve a ação das bolsistas junto com
os educandos na confecção de um teatro infantil como uma possibilidade que contribua para a
melhora no cotidiano escolar, na aprendizagem e formação individual do sujeito. Esta prática foi
realizada com alunos em processo de alfabetização de duas turmas de 2º ano do ensino fundamental
de uma escola da rede pública de ensino do município de Santa Maria/RS conveniada ao PIBID,
alunos esses, atendidos no apoio pedagógico, cujo objetivo é trabalhar as dificuldades de
aprendizagem mais pertinentes no momento. Com este trabalho buscamos discutir formas dinâmicas
de aprendizagem e atuação pedagógica nas várias facetas da alfabetização. A iniciativa de
desenvolver esta escrita emergiu das reflexões acerca dos resultados obtidos a partir desta dinâmica
com intuito de socializar práticas educativas significativas com demais educadores.
Palavras-chave: Ludicidade; Alfabetização; Aprendizagem; Metodologia; Teatro.
INTRODUÇÃO
O presente artigo relata uma experiência vivenciada por acadêmicos/bolsistas do
Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) do Centro Universitário Franciscano
(UNIFRA), integrantes do Subprojeto da Pedagogia. Este destaca a importância de
estratégias metodológicas diferenciados na construção da aprendizagem significativa, no
que diz respeito ao processo de alfabetização.
A experiência a ser relatada é sobre a construção de uma peça teatral com alunos do
2º ano do ensino fundamental de uma escola da rede pública de ensino do município de
Santa Maria/RS conveniada ao PIBID/UNIFRA, com a confecção da história , palitoches e
um palco pequeno feito a partir de materiais recicláveis.
É de acordo com a perspectiva lúdica que trouxemos a prática do teatro na escola.
Conforme Koudela:
O teatro, enquanto proposta de educação, trabalha com o potencial que
todas as pessoas possuem, transformando esse recurso natural em um
processo consciente de expressão e comunicação. A representação ativa
integra processos individuais, possibilitando a ampliação do conhecimento
da realidade (1998, p. 78).
Um processo criativo oportuniza um olhar crítico e reflexivo, sobre as vivências
lúdicas propostas pelos bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à
Docência (PIBID) junto ao Subprojeto da área da Pedagogia do Centro Universitário
Franciscano (UNIFRA) em suas práticas alfabetizadoras em escola pública municipal de
Santa Maria/ RS.
DESENVOLVIMENTO
As bolsistas realizam atividades na escola duas vezes por semana, totalizando 08
horas semanais, 04 horas de monitoria em sala de aula e 04 horas de apoio pedagógico.
O apoio pedagógico ocorre em uma sala exclusiva para atendimento dos alunos
envolvidos com o subprojeto, atualmente são atendidas 15 crianças. São desenvolvidas
atividades didático-pedagógicas referentes às dificuldades de aprendizagem na leitura e na
escrita, conforme indicação da professora regente da turma e das testagens de
alfabetização realizadas no início do ano letivo.
Sempre são priorizadas atividades que envolvam jogos e brincadeiras como
estratégia metodológica para motivar os alunos a uma aprendizagem mais significativa com
a leitura e a escrita. Santos afirma que a construção da aprendizagem significativa:
[...] implica a conexão ou a vinculação do que o aluno sabe com os
conhecimentos novos, quer dizer, o antigo com o novo. A clássica repetição
para aprender deve ser deixada de fora; uma vez que se deseja que seja
funcional, deve-se assegurar a auto-estruturação significativa. Neste
sentido, sugere-se que os alunos “realizem aprendizagens significativas por
si próprios”, o que é o mesmo que aprendam a aprender.(2008, p. 56).
Conforme ilustra o autor, as atividades mecânicas onde os alunos são simples
reprodutores, e devem decorar conhecimentos precisam ser substituídas por aquelas que
são dinâmicas e motivadoras. Somente essas podem possibilitar as relações com os
conhecimentos prévios, tornando-se significativa a cada novo saber adquirido. Portanto,
propor ações práticas com os alunos é o mesmo que dar oportunidade e mediar para que o
aluno construa o seu próprio conhecimento.
A ludicidade como possibilidade metodológica precisa ser vista para além da
simples opção para a recreação e o lazer. Pois, o uso desta estratégia de ensino e de
aprendizagem em sala de aula, pode proporcionar prazer e alegria e exerce papel
importante no desenvolvimento cognitivo do aluno quando aplicado adequadamente. À
medida que se oportuniza à criança a chance de manusear o concreto utilizando os jogos de
maneira pedagógica, fazemos com que as experiências acumuladas por eles proporcionem
a formação de conceitos diversos como semelhanças e diferenças, dando condições de
visualizar, descrever, comparar e representar graficamente.
METODOLOGIA
Com essa atividade oportunizamos aos alunos em processo de alfabetização de
duas turmas do 2º ano do ensino fundamental a experiência de construir, durante as
atividades de apoio pedagógico, uma história criada coletivamente pelas crianças no
período de três semanas, dispondo de duas horas semanais para esta atividade.
A proposta da peça teatral iniciou com a conceituação do que é um teatro e como
produzi-lo. Num primeiro momento a turma recebeu folhas brancas e lápis para pensar
coletivamente na história cujo título escolhido, pelas crianças foi: A floresta cheia de
bichinhos.
As bolsistas mediaram à escrita da peça teatral no quadro, para que todos os
alunos tivessem acesso. Em seguida, cada criança fez sua própria versão, observando a
estrutura de um texto literário. A partir da história criada, começou-se então, a confecção
dos personagens com pintura e recortes fixados a palitos de madeira originando os
palitoches.
No terceiro momento foi confeccionado o palco para a demonstração do trabalho,
este foi feito de caixas recicladas e folhas de árvores coletas no próprio pátio da escola.
Cada grupo de cinco crianças fez a apresentação para o restante da turma, no total foram
realizadas três exibições.
Desta maneira, sabe-se que possibilitar às crianças um espaço para realizar as
suas próprias ações, onde elas se tornam protagonistas das atividades é o princípio para a
construção da identidade e autonomia, estas características são fundamentais para tornar o
indivíduo emancipado.
RESULTADOS E DISCUSSÕES
As análises e discussões que se chegam aqui por meio dos resultados desta
proposta de ensino sugerem que quando utilizamos estratégias de ensino e de
aprendizagem diferenciadas, aumenta a proximidade das relações interpessoais entre
educadores e educandos. Nós enquanto futuros professores, podemos ter uma maior visão
de que forma essas relações se modificam com metodologias lúdicas como esta relatada.
Assim, esse processo mais lúdico abre caminhos para uma melhor relação
professor-aluno em sala de aula, fazendo com que haja também um estreitamento quanto
ao relacionamento aluno-aluno. Busca-se, dessa forma, beneficiar as questões da
afetividade e priorizar o ato de brincar e do faz-de-conta, que conforme Kulisz (2006)“O
lúdico é um recurso de inestimável valor pedagógico. [...] o brincar é uma atividade de
aprendizagem” (p. 77).
Neste sentido, a brincadeira passa a ter cunho pedagógico, sendo parte do processo
educativo. Com relação a esta questão, percebe-se que o emprego da ludicidade muito
colabora no processo educativo e na aquisição do saber em uma nova perspectiva
metodológica no qual o educando aprende conhecimentos, saberes, competências sem que
seja cansativo. Assim, o ato de aprender está vinculado ao ato de brincar dando novo olhar
para o processo educativo.
Ao proporcionarmos aos alunos a possibilidade de criar uma peça teatral
possibilitamos o desenvolvimento da organização, da autoestima, bem como potencializar o
ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita, já que as crianças se consideravam
responsáveis, participantes ativos da atividade e menos inseguras.
Embora para as crianças a atividade fosse uma “brincadeira”, ela estava imbuída de
objetivos didático-pedagógicos. Durante a confecção dos palitoches, constatamos que os
educandos se divertiram e o tempo passava sem que percebêssemos. Neste sentido,
Vygotsky (2001) salienta que, por meio da ludicidade e do brinquedo que alunos e
professores desenvolvem autonomia, passam a pensar e a refletir sobre seu próprio
processo de construção e ter acesso a novas informações, viabilizando encaminhamentos
metodológicos que possam contribuir para a modificação das práticas pedagógicas
tradicionais, resgatando o prazer em aprender e a formação de pessoas críticas, ousadas,
ativas e dinâmicas.
Podemos perceber também que as situações lúdicas mobilizam esquemas
mentais, acionando e ativando as funções psico-neurológicas. Assim, estimulam o
pensamento onde os significados que as crianças constroem no decorrer das atividades
escolares correspondem a conteúdos que em sua maior parte são criações culturais.
Nessas circunstâncias a criança manifesta o comportamento em uma situação imaginária,
facilitando a comunicação e a liberação das emoções.
A brincadeira ajuda no favorecimento do domínio das habilidades de comunicação,
nas suas várias formas, facilitando a auto-expressão. Encorajam o desenvolvimento
intelectual por meio do exercício da atenção, e também pelo uso progressivo de processos
mentais mais complexos, como comparação e discriminação; e pelo estimulo à imaginação.
Todos os anseios e desejos das crianças são possíveis de serem realizados com do uso da
imaginação, que a criança faz através do jogo.
CONCLUSÃO
Ao finalizar o presente trabalho que trazia como objetivo apresentar um relato de
experiência construído a partir das vivências de acadêmicos/bolsistas do Programa
Institucional de Iniciação à docência (PIBID/CAPES/UNIFRA) integrante do subprojeto da
pedagogia, que destacava a ação das bolsistas junto com os educandos na confecção de
um teatro infantil como uma possibilidade que contribuí para a melhora na aprendizagem e
na formação individual do sujeito. Podemos constatar que as atividades lúdicas, portanto,
não são apenas uma forma de motivação ou entretenimento para “gastar energia” das
crianças, mas sim, meios que podem enriquecer o desenvolvimento intelectual, afetivo e
cultural dos alunos e oportunizar seu pleno desenvolvimento biopsicossocial. Destacamos
ainda, que não existem respostas prontas, nem métodos infalíveis para que o processo de
aquisição do conhecimento seja válido e significativo, no entanto, com esta experiência,
buscamos evidenciar que a ludicidade é uma estratégia que pode ser utilizada pelo
professor sempre que este acreditar ser oportuno.
Portanto, concluímos que no ato de brincar, tanto o adulto quanto a criança estão
plenamente libertos para a criação. É por meio da criatividade, que o indivíduo torna-se
pleno e sincronizado com a vida, pois [re]significa o valor destinado a mesma, além de
perceber suas potencialidades, e a importância das trocas na coletividade. Acreditamos que
a ludicidade e a aprendizagem não podem ser consideradas como ações com objetivos
distintos, pois, os jogos e as brincadeiras são por si só situações de aprendizagem.
As regras e a imaginação favorecem a criança comportamentos além dos habituais.
Nos jogos ou brincadeiras a criança age como se fosse maior do que a realidade, e isto,
inegavelmente, soma de forma intensa e especial para o seu desenvolvimento,
estabelecendo relações cognitivas que a motivam para a aprendizagem de conhecimentos
relacionados a este contexto.
O teatro, portanto, como proposta metodológica, é uma ferramenta importante no
processo de aquisição do conhecimento onde possibilita uma abertura por parte da criança
para o aprendizado e também abre possibilidades para a ação docente lúdica e prazerosa.
REFERÊNCIAS
KOUDELA, I. D. Jogos Teatrais. São Paulo: Perspectiva, 1998.
KULISZ, B. Professores em cena: O que faz a diferença. Porto Alegre. Mediação: 2006,
128p. 2º edição.
SANTOS, J. C. F. dos. Aprendizagem Significativa: modalidades de aprendizagem e o
papel do professor. Porto Alegre: Mediação, 2008.
VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo, Martins Fontes, 1993.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto Juntos aprendemos + 17.18
Projeto Juntos aprendemos + 17.18Projeto Juntos aprendemos + 17.18
Projeto Juntos aprendemos + 17.18
Elias Garcia
 
1.docx paper do estagio ii
1.docx paper do estagio ii1.docx paper do estagio ii
1.docx paper do estagio ii
Cristiane Marinho de Andrade
 
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
Leilany Campos
 
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVMProjeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Suelilaranja
 
Projeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leituraProjeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leitura
Miguel Dias
 
Modelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicaModelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógica
tatyathaydes
 
Pnaic caderno 1_inclusão
Pnaic caderno 1_inclusãoPnaic caderno 1_inclusão
Pnaic caderno 1_inclusão
Claudio Pessoa
 
Ensino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anosEnsino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anos
Naysa Taboada
 
Slides mostra anos iniciais
Slides mostra anos iniciaisSlides mostra anos iniciais
Slides mostra anos iniciais
IPA Metodista
 
Produto deise-livro
Produto deise-livroProduto deise-livro
Produto deise-livro
Meire Moura
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
renatalguterres
 
Dicas interdisciplinaridade[1]
Dicas interdisciplinaridade[1]Dicas interdisciplinaridade[1]
Dicas interdisciplinaridade[1]
centrodeensinoedisonlobao
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumondInvestigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 
Relatório de estágio docência
Relatório de estágio   docênciaRelatório de estágio   docência
Relatório de estágio docência
CORTEZ-CORTEZ
 
Adoleta professor
Adoleta professorAdoleta professor
Adoleta professor
Elaine Chica
 
Trabalho luana
Trabalho luanaTrabalho luana
Trabalho luana
Jane Ribeiro
 
Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013
eemarquesdesaovicente
 
Trabalho pedagogia
Trabalho pedagogiaTrabalho pedagogia
Trabalho pedagogia
Ruthinha Ferreira
 
Ensino fundamental de nove anos
Ensino fundamental de nove anosEnsino fundamental de nove anos
Ensino fundamental de nove anos
PactoAracatuba
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Leonice Mezomo Gotardo
 

Mais procurados (20)

Projeto Juntos aprendemos + 17.18
Projeto Juntos aprendemos + 17.18Projeto Juntos aprendemos + 17.18
Projeto Juntos aprendemos + 17.18
 
1.docx paper do estagio ii
1.docx paper do estagio ii1.docx paper do estagio ii
1.docx paper do estagio ii
 
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
A UTILIZAÇÃO DE MAPAS CONCEITUAIS PROGRESSIVOS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NATURAIS...
 
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVMProjeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
Projeto interdisciplinar Educação INFANTIL-AVM
 
Projeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leituraProjeto de apoio a leitura
Projeto de apoio a leitura
 
Modelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógicaModelo proposta pedagógica
Modelo proposta pedagógica
 
Pnaic caderno 1_inclusão
Pnaic caderno 1_inclusãoPnaic caderno 1_inclusão
Pnaic caderno 1_inclusão
 
Ensino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anosEnsino fundamental de 9 anos
Ensino fundamental de 9 anos
 
Slides mostra anos iniciais
Slides mostra anos iniciaisSlides mostra anos iniciais
Slides mostra anos iniciais
 
Produto deise-livro
Produto deise-livroProduto deise-livro
Produto deise-livro
 
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
Artigo Relatório de estágio nos anos iniciais.
 
Dicas interdisciplinaridade[1]
Dicas interdisciplinaridade[1]Dicas interdisciplinaridade[1]
Dicas interdisciplinaridade[1]
 
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumondInvestigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
Investigação do currículo na escola da educação infantil. simone helen drumond
 
Relatório de estágio docência
Relatório de estágio   docênciaRelatório de estágio   docência
Relatório de estágio docência
 
Adoleta professor
Adoleta professorAdoleta professor
Adoleta professor
 
Trabalho luana
Trabalho luanaTrabalho luana
Trabalho luana
 
Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013Proposta Pedagogica 2013
Proposta Pedagogica 2013
 
Trabalho pedagogia
Trabalho pedagogiaTrabalho pedagogia
Trabalho pedagogia
 
Ensino fundamental de nove anos
Ensino fundamental de nove anosEnsino fundamental de nove anos
Ensino fundamental de nove anos
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 

Destaque

Roteiro de trabalho
Roteiro de trabalhoRoteiro de trabalho
Roteiro de trabalho
Isabella Silva
 
Creative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printing
Creative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printingCreative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printing
Creative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printing
Ann Marie Shillito, FRSA
 
TODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDOTODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDO
Fatima Carvalho
 
Listagem4 geral do trabalhos aprovados ii epge
Listagem4 geral do trabalhos aprovados ii epgeListagem4 geral do trabalhos aprovados ii epge
Listagem4 geral do trabalhos aprovados ii epge
de1ni2se3
 
Slides modelos de síntese
Slides modelos de sínteseSlides modelos de síntese
Slides modelos de síntese
denisecgomes
 
Poster científico corrigido pelo professor
Poster científico   corrigido pelo professorPoster científico   corrigido pelo professor
Poster científico corrigido pelo professor
antoniopedropinheiro
 
Modelo de banner
Modelo de bannerModelo de banner
Modelo de banner
Profa Ana Paula Barros
 
TRABALHO DE ARTE
TRABALHO DE ARTETRABALHO DE ARTE
TRABALHO DE ARTE
Milena Domingues
 
modelo de banner
modelo de bannermodelo de banner
modelo de banner
ekystaine
 
Modelo banner 90 x 120
Modelo banner 90 x 120Modelo banner 90 x 120
Modelo banner 90 x 120
PotenzaWD
 
Aprenda a fazer um pôster ou banner
Aprenda a fazer um pôster ou bannerAprenda a fazer um pôster ou banner
Aprenda a fazer um pôster ou banner
isanete
 
Modelos de síntese
Modelos de sínteseModelos de síntese
Modelos de síntese
denisecgomes
 
5 melhores formatos de banners online
5 melhores formatos de banners online5 melhores formatos de banners online
5 melhores formatos de banners online
Century Padrão Imóveis
 
Trabalho De Artes
Trabalho De ArtesTrabalho De Artes
Trabalho De Artes
martinsramon
 

Destaque (15)

Roteiro de trabalho
Roteiro de trabalhoRoteiro de trabalho
Roteiro de trabalho
 
Creative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printing
Creative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printingCreative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printing
Creative Digital Anarky: 3D modelling for 3D printing
 
TODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDOTODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDO
 
Listagem4 geral do trabalhos aprovados ii epge
Listagem4 geral do trabalhos aprovados ii epgeListagem4 geral do trabalhos aprovados ii epge
Listagem4 geral do trabalhos aprovados ii epge
 
Trabalho de artes
Trabalho de artesTrabalho de artes
Trabalho de artes
 
Slides modelos de síntese
Slides modelos de sínteseSlides modelos de síntese
Slides modelos de síntese
 
Poster científico corrigido pelo professor
Poster científico   corrigido pelo professorPoster científico   corrigido pelo professor
Poster científico corrigido pelo professor
 
Modelo de banner
Modelo de bannerModelo de banner
Modelo de banner
 
TRABALHO DE ARTE
TRABALHO DE ARTETRABALHO DE ARTE
TRABALHO DE ARTE
 
modelo de banner
modelo de bannermodelo de banner
modelo de banner
 
Modelo banner 90 x 120
Modelo banner 90 x 120Modelo banner 90 x 120
Modelo banner 90 x 120
 
Aprenda a fazer um pôster ou banner
Aprenda a fazer um pôster ou bannerAprenda a fazer um pôster ou banner
Aprenda a fazer um pôster ou banner
 
Modelos de síntese
Modelos de sínteseModelos de síntese
Modelos de síntese
 
5 melhores formatos de banners online
5 melhores formatos de banners online5 melhores formatos de banners online
5 melhores formatos de banners online
 
Trabalho De Artes
Trabalho De ArtesTrabalho De Artes
Trabalho De Artes
 

Semelhante a Pibid

Andressa jessica erika
Andressa jessica erikaAndressa jessica erika
Andressa jessica erika
Fernando Pissuto
 
Projeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendo
Projeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendoProjeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendo
Projeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendo
Marilia Frizzera Dias
 
A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...
A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...
A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...
José Ricardo Gonçalves Abreu
 
Projeto gibi na escola
Projeto   gibi na escolaProjeto   gibi na escola
Projeto gibi na escola
Cristina Aydar Arantes
 
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
HELENO FAVACHO
 
Estágio em Educação Infantil
Estágio em Educação InfantilEstágio em Educação Infantil
Estágio em Educação Infantil
Rosinara Azeredo
 
Pibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolarPibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolar
Cleonice Vieira
 
Projeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestreProjeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestre
Kleriton Franklin
 
Kelly
KellyKelly
Thaynara e vanuza
Thaynara e vanuzaThaynara e vanuza
Thaynara e vanuza
Fernando Pissuto
 
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
Leticiacs10
 
Coordenacão pedagógica
Coordenacão pedagógicaCoordenacão pedagógica
Coordenacão pedagógica
MarceloSilveira87
 
2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.
2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.
2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.
Jose Adnilton Adnilton
 
5360 3477 modelo de artigo 13102012
5360 3477 modelo de artigo 131020125360 3477 modelo de artigo 13102012
5360 3477 modelo de artigo 13102012
lethissias
 
Monografia de Deiseluce de Oliveira Ramos
Monografia de Deiseluce de Oliveira RamosMonografia de Deiseluce de Oliveira Ramos
Monografia de Deiseluce de Oliveira Ramos
UNEB
 
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdfTRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
Caroline Assis
 
1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx
ana gomes
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Bete Feliciano
 
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVISLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
carolinesouza2612
 
E-poster
E-posterE-poster

Semelhante a Pibid (20)

Andressa jessica erika
Andressa jessica erikaAndressa jessica erika
Andressa jessica erika
 
Projeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendo
Projeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendoProjeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendo
Projeto eeefm luis jouffroy bincando e aprendendo
 
A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...
A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...
A EFICÁCIA DO USO DAS ATIVIDADES LÚDICAS, NO AUXÍLIO DA CONSTRUÇÃO DO CONHECI...
 
Projeto gibi na escola
Projeto   gibi na escolaProjeto   gibi na escola
Projeto gibi na escola
 
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
A importância da ludicidade na educação infanti – pedagogia semestres 3º e 4º...
 
Estágio em Educação Infantil
Estágio em Educação InfantilEstágio em Educação Infantil
Estágio em Educação Infantil
 
Pibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolarPibid no contexto escolar
Pibid no contexto escolar
 
Projeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestreProjeto pibid 1º semestre
Projeto pibid 1º semestre
 
Kelly
KellyKelly
Kelly
 
Thaynara e vanuza
Thaynara e vanuzaThaynara e vanuza
Thaynara e vanuza
 
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
BRINCADEIRAS NO PARQUINHO: O ENCONTRO COM AS CRIANÇAS POR MEIO DA EXTENSÃO UN...
 
Coordenacão pedagógica
Coordenacão pedagógicaCoordenacão pedagógica
Coordenacão pedagógica
 
2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.
2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.
2. atividades lúdicas nos espaços de aprendizagens.
 
5360 3477 modelo de artigo 13102012
5360 3477 modelo de artigo 131020125360 3477 modelo de artigo 13102012
5360 3477 modelo de artigo 13102012
 
Monografia de Deiseluce de Oliveira Ramos
Monografia de Deiseluce de Oliveira RamosMonografia de Deiseluce de Oliveira Ramos
Monografia de Deiseluce de Oliveira Ramos
 
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdfTRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
TRABALHO_EV056_MD1_SA5_ID1105_17082016220729.pdf
 
1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx1 Artigo Letícia Chaval.docx
1 Artigo Letícia Chaval.docx
 
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
Unidade 4   parte 1, 2 e 3Unidade 4   parte 1, 2 e 3
Unidade 4 parte 1, 2 e 3
 
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVISLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
SLIDE SOCIALIZAÇÃO PROJETO DE ENSINO UNIASSELVI
 
E-poster
E-posterE-poster
E-poster
 

Último

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
IsaiasJohaneSimango
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docxPlano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
Plano Analitico de Psicopedagogia -11 Classe- II Trimestre - 2024_014203.docx
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 

Pibid

  • 1. TEATRO INFANTIL: UMA POSSIBILIDADE METODOLÓGICA NA BUSCA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA1 CHIAPINOTO, Andréia Moro²; GUNSCH, Fernanda Beatriz Strickler²; KASTEN, Jocelaine²; PASETTO, Luciane Zamberlan²; PIMENTEL, Tássia Bravo Felício²; MARTELET, Michele3 ; MARQUEZAN, Fernanda Figueira4. 1 Trabalho desenvolvido junto ao PIBID/PEDAGOGIA/UNIFRA - CAPES. 2 Acadêmicas do curso de Pedagogia e bolsistas do PIBID /UNIFRA Santa Maria – RS . 3 Professora Supervisora Pedagogia/PIBID/UNIFRA na EMEF Junto ao CAIC Luizinho de Grandi, Santa Maria, RS, Brasil. 4 Coordenadora Subprojeto Pedagogia/PIBID/UNIFRA, Professora do curso de Pedagogia e do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), Santa Maria, RS, Brasil. E-mail: deiamc10gmail.com; gunschpink@hotmail.com; Kastten@gmail.com; michelemartelet@yahoo.com.br; luciane.pasetto@gmail.com; tassiapimentell@gmail.com; marquezanfernanda@gmail.com. RESUMO Este artigo tem por objetivo apresentar um relato de experiência construído a partir das vivências de acadêmicos/bolsistas do Programa Institucional de Iniciação à docência (PIBID/CAPES/UNIFRA) integrante do subprojeto da pedagogia. Este destaca a importância de recursos metodológicos diferenciados na construção da aprendizagem significativa. Descreve a ação das bolsistas junto com os educandos na confecção de um teatro infantil como uma possibilidade que contribua para a melhora no cotidiano escolar, na aprendizagem e formação individual do sujeito. Esta prática foi realizada com alunos em processo de alfabetização de duas turmas de 2º ano do ensino fundamental de uma escola da rede pública de ensino do município de Santa Maria/RS conveniada ao PIBID, alunos esses, atendidos no apoio pedagógico, cujo objetivo é trabalhar as dificuldades de aprendizagem mais pertinentes no momento. Com este trabalho buscamos discutir formas dinâmicas de aprendizagem e atuação pedagógica nas várias facetas da alfabetização. A iniciativa de desenvolver esta escrita emergiu das reflexões acerca dos resultados obtidos a partir desta dinâmica com intuito de socializar práticas educativas significativas com demais educadores. Palavras-chave: Ludicidade; Alfabetização; Aprendizagem; Metodologia; Teatro. INTRODUÇÃO O presente artigo relata uma experiência vivenciada por acadêmicos/bolsistas do Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), integrantes do Subprojeto da Pedagogia. Este destaca a importância de estratégias metodológicas diferenciados na construção da aprendizagem significativa, no que diz respeito ao processo de alfabetização. A experiência a ser relatada é sobre a construção de uma peça teatral com alunos do 2º ano do ensino fundamental de uma escola da rede pública de ensino do município de
  • 2. Santa Maria/RS conveniada ao PIBID/UNIFRA, com a confecção da história , palitoches e um palco pequeno feito a partir de materiais recicláveis. É de acordo com a perspectiva lúdica que trouxemos a prática do teatro na escola. Conforme Koudela: O teatro, enquanto proposta de educação, trabalha com o potencial que todas as pessoas possuem, transformando esse recurso natural em um processo consciente de expressão e comunicação. A representação ativa integra processos individuais, possibilitando a ampliação do conhecimento da realidade (1998, p. 78). Um processo criativo oportuniza um olhar crítico e reflexivo, sobre as vivências lúdicas propostas pelos bolsistas do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) junto ao Subprojeto da área da Pedagogia do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA) em suas práticas alfabetizadoras em escola pública municipal de Santa Maria/ RS. DESENVOLVIMENTO As bolsistas realizam atividades na escola duas vezes por semana, totalizando 08 horas semanais, 04 horas de monitoria em sala de aula e 04 horas de apoio pedagógico. O apoio pedagógico ocorre em uma sala exclusiva para atendimento dos alunos envolvidos com o subprojeto, atualmente são atendidas 15 crianças. São desenvolvidas atividades didático-pedagógicas referentes às dificuldades de aprendizagem na leitura e na escrita, conforme indicação da professora regente da turma e das testagens de alfabetização realizadas no início do ano letivo. Sempre são priorizadas atividades que envolvam jogos e brincadeiras como estratégia metodológica para motivar os alunos a uma aprendizagem mais significativa com a leitura e a escrita. Santos afirma que a construção da aprendizagem significativa: [...] implica a conexão ou a vinculação do que o aluno sabe com os conhecimentos novos, quer dizer, o antigo com o novo. A clássica repetição para aprender deve ser deixada de fora; uma vez que se deseja que seja funcional, deve-se assegurar a auto-estruturação significativa. Neste sentido, sugere-se que os alunos “realizem aprendizagens significativas por si próprios”, o que é o mesmo que aprendam a aprender.(2008, p. 56). Conforme ilustra o autor, as atividades mecânicas onde os alunos são simples reprodutores, e devem decorar conhecimentos precisam ser substituídas por aquelas que são dinâmicas e motivadoras. Somente essas podem possibilitar as relações com os conhecimentos prévios, tornando-se significativa a cada novo saber adquirido. Portanto, propor ações práticas com os alunos é o mesmo que dar oportunidade e mediar para que o aluno construa o seu próprio conhecimento.
  • 3. A ludicidade como possibilidade metodológica precisa ser vista para além da simples opção para a recreação e o lazer. Pois, o uso desta estratégia de ensino e de aprendizagem em sala de aula, pode proporcionar prazer e alegria e exerce papel importante no desenvolvimento cognitivo do aluno quando aplicado adequadamente. À medida que se oportuniza à criança a chance de manusear o concreto utilizando os jogos de maneira pedagógica, fazemos com que as experiências acumuladas por eles proporcionem a formação de conceitos diversos como semelhanças e diferenças, dando condições de visualizar, descrever, comparar e representar graficamente. METODOLOGIA Com essa atividade oportunizamos aos alunos em processo de alfabetização de duas turmas do 2º ano do ensino fundamental a experiência de construir, durante as atividades de apoio pedagógico, uma história criada coletivamente pelas crianças no período de três semanas, dispondo de duas horas semanais para esta atividade. A proposta da peça teatral iniciou com a conceituação do que é um teatro e como produzi-lo. Num primeiro momento a turma recebeu folhas brancas e lápis para pensar coletivamente na história cujo título escolhido, pelas crianças foi: A floresta cheia de bichinhos. As bolsistas mediaram à escrita da peça teatral no quadro, para que todos os alunos tivessem acesso. Em seguida, cada criança fez sua própria versão, observando a estrutura de um texto literário. A partir da história criada, começou-se então, a confecção dos personagens com pintura e recortes fixados a palitos de madeira originando os palitoches. No terceiro momento foi confeccionado o palco para a demonstração do trabalho, este foi feito de caixas recicladas e folhas de árvores coletas no próprio pátio da escola. Cada grupo de cinco crianças fez a apresentação para o restante da turma, no total foram realizadas três exibições. Desta maneira, sabe-se que possibilitar às crianças um espaço para realizar as suas próprias ações, onde elas se tornam protagonistas das atividades é o princípio para a construção da identidade e autonomia, estas características são fundamentais para tornar o indivíduo emancipado. RESULTADOS E DISCUSSÕES As análises e discussões que se chegam aqui por meio dos resultados desta proposta de ensino sugerem que quando utilizamos estratégias de ensino e de
  • 4. aprendizagem diferenciadas, aumenta a proximidade das relações interpessoais entre educadores e educandos. Nós enquanto futuros professores, podemos ter uma maior visão de que forma essas relações se modificam com metodologias lúdicas como esta relatada. Assim, esse processo mais lúdico abre caminhos para uma melhor relação professor-aluno em sala de aula, fazendo com que haja também um estreitamento quanto ao relacionamento aluno-aluno. Busca-se, dessa forma, beneficiar as questões da afetividade e priorizar o ato de brincar e do faz-de-conta, que conforme Kulisz (2006)“O lúdico é um recurso de inestimável valor pedagógico. [...] o brincar é uma atividade de aprendizagem” (p. 77). Neste sentido, a brincadeira passa a ter cunho pedagógico, sendo parte do processo educativo. Com relação a esta questão, percebe-se que o emprego da ludicidade muito colabora no processo educativo e na aquisição do saber em uma nova perspectiva metodológica no qual o educando aprende conhecimentos, saberes, competências sem que seja cansativo. Assim, o ato de aprender está vinculado ao ato de brincar dando novo olhar para o processo educativo. Ao proporcionarmos aos alunos a possibilidade de criar uma peça teatral possibilitamos o desenvolvimento da organização, da autoestima, bem como potencializar o ensino e a aprendizagem da leitura e da escrita, já que as crianças se consideravam responsáveis, participantes ativos da atividade e menos inseguras. Embora para as crianças a atividade fosse uma “brincadeira”, ela estava imbuída de objetivos didático-pedagógicos. Durante a confecção dos palitoches, constatamos que os educandos se divertiram e o tempo passava sem que percebêssemos. Neste sentido, Vygotsky (2001) salienta que, por meio da ludicidade e do brinquedo que alunos e professores desenvolvem autonomia, passam a pensar e a refletir sobre seu próprio processo de construção e ter acesso a novas informações, viabilizando encaminhamentos metodológicos que possam contribuir para a modificação das práticas pedagógicas tradicionais, resgatando o prazer em aprender e a formação de pessoas críticas, ousadas, ativas e dinâmicas. Podemos perceber também que as situações lúdicas mobilizam esquemas mentais, acionando e ativando as funções psico-neurológicas. Assim, estimulam o pensamento onde os significados que as crianças constroem no decorrer das atividades escolares correspondem a conteúdos que em sua maior parte são criações culturais. Nessas circunstâncias a criança manifesta o comportamento em uma situação imaginária, facilitando a comunicação e a liberação das emoções. A brincadeira ajuda no favorecimento do domínio das habilidades de comunicação, nas suas várias formas, facilitando a auto-expressão. Encorajam o desenvolvimento intelectual por meio do exercício da atenção, e também pelo uso progressivo de processos
  • 5. mentais mais complexos, como comparação e discriminação; e pelo estimulo à imaginação. Todos os anseios e desejos das crianças são possíveis de serem realizados com do uso da imaginação, que a criança faz através do jogo. CONCLUSÃO Ao finalizar o presente trabalho que trazia como objetivo apresentar um relato de experiência construído a partir das vivências de acadêmicos/bolsistas do Programa Institucional de Iniciação à docência (PIBID/CAPES/UNIFRA) integrante do subprojeto da pedagogia, que destacava a ação das bolsistas junto com os educandos na confecção de um teatro infantil como uma possibilidade que contribuí para a melhora na aprendizagem e na formação individual do sujeito. Podemos constatar que as atividades lúdicas, portanto, não são apenas uma forma de motivação ou entretenimento para “gastar energia” das crianças, mas sim, meios que podem enriquecer o desenvolvimento intelectual, afetivo e cultural dos alunos e oportunizar seu pleno desenvolvimento biopsicossocial. Destacamos ainda, que não existem respostas prontas, nem métodos infalíveis para que o processo de aquisição do conhecimento seja válido e significativo, no entanto, com esta experiência, buscamos evidenciar que a ludicidade é uma estratégia que pode ser utilizada pelo professor sempre que este acreditar ser oportuno. Portanto, concluímos que no ato de brincar, tanto o adulto quanto a criança estão plenamente libertos para a criação. É por meio da criatividade, que o indivíduo torna-se pleno e sincronizado com a vida, pois [re]significa o valor destinado a mesma, além de perceber suas potencialidades, e a importância das trocas na coletividade. Acreditamos que a ludicidade e a aprendizagem não podem ser consideradas como ações com objetivos distintos, pois, os jogos e as brincadeiras são por si só situações de aprendizagem. As regras e a imaginação favorecem a criança comportamentos além dos habituais. Nos jogos ou brincadeiras a criança age como se fosse maior do que a realidade, e isto, inegavelmente, soma de forma intensa e especial para o seu desenvolvimento, estabelecendo relações cognitivas que a motivam para a aprendizagem de conhecimentos relacionados a este contexto. O teatro, portanto, como proposta metodológica, é uma ferramenta importante no processo de aquisição do conhecimento onde possibilita uma abertura por parte da criança para o aprendizado e também abre possibilidades para a ação docente lúdica e prazerosa. REFERÊNCIAS KOUDELA, I. D. Jogos Teatrais. São Paulo: Perspectiva, 1998.
  • 6. KULISZ, B. Professores em cena: O que faz a diferença. Porto Alegre. Mediação: 2006, 128p. 2º edição. SANTOS, J. C. F. dos. Aprendizagem Significativa: modalidades de aprendizagem e o papel do professor. Porto Alegre: Mediação, 2008. VYGOTSKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo, Martins Fontes, 1993.