SlideShare uma empresa Scribd logo
O Mercantilismo em Portugal




         Prof. Sílvia de Mendonça
Situação Económica
  1670 – Portugal tinha gasto muito dinheiro com as
  Guerras da Restauração.


                    Crise Comercial

Diminuição dos lucros do comércio do Açúcar e do Tabaco
                         Brasileiro

Devido a: Concorrência dos açúcar e do tabaco
      espanhol, oriundos da América.

                     Prof. Sílvia de Mendonça
Situação Política

• Rei: D. Pedro II

• Vedor da Fazenda: D. Luís de Menezes,
  Conde de Ericeira.




                 Prof. Sílvia de Mendonça
Algumas Medidas Mercantilistas - 1
• Apoiou o desenvolvimento têxtil

            Criou novas manufacturas:
• Covilhã

• Guarda

• Fundão                 Pequenas oficinas
                         artesanais
• Portalegre

                  Prof. Sílvia de Mendonça
Algumas Medidas Mercantilistas - 2
• Mandou vir técnicos e equipamento do
  Estrangeiro.
• Publicou Leis Pragmáticas

                                         Diversos artigos de vestuários,
Contra o uso e importação de
                                             considerados de luxo.
           Panos.


• Concedeu empréstimos e privilégios a
  estrangeiros
         Instalarem em Portugal as suas empresas
                           Prof. Sílvia de Mendonça
Consequências das Medidas
          Mercantilistas
• Desenvolvimento Manufactureiro
  Português.

• A produção nacional defendeu – se,
  principalmente da concorrência inglesa,
  que tinha os tecidos de melhor qualidade
  e mais baratos.


                Prof. Sílvia de Mendonça
A Política Manufactureira foi
 contrariada por outros interesses:
• Os Ingleses reagiram mal às medidas de protecção dos
  tecidos nacionais.
• Reduziram as importações do vinho do Porto
                                 Os grandes produtores
                                 de vinho ficaram,
                                 prejudicados.
• Os pequenos produtores artesanais não ficaram
  agradados pelos privilégios e protecção dados às
  grandes manufacturas.
• As Leis Pragmáticas não eram respeitadas ( os tecidos
  ingleses eram de qualidade inferior aos dos
  portugueses).Os mais ricos preferiam os tecidos
  ingleses.

                     Prof. Sílvia de Mendonça
Consequências

Enfraquecimento do surto Manufactureiro

             iniciado pelo

           Conde de Ericeira


              Prof. Sílvia de Mendonça
Tratado Methween
                  1703

Portugal                              Inglaterra




    Assinaram o Tratado de
          Methween

           Prof. Sílvia de Mendonça
Itens do Acordo - Methween
• Os lanifícios ingleses entravam livremente
  em Portugal.

• Os Vinhos portugueses pagavam taxas
  inferiores ( menos um terço),
  relativamente aos vinhos franceses,
  quando entravam em Inglaterra.


                Prof. Sílvia de Mendonça
Consequências do Tratado
      Methween em Portugal
• Abandonou – se temporariamente, a
  política de fomento manufactureiro.

• Favoreceu – se os interesses económicos
  dos grandes viticultores.

• Aumentou a produção e a exportação de
  vinho do Porto para Inglaterra.
                Prof. Sílvia de Mendonça
Bibliografia
• OLIVEIRA, Ana – Novo História 8,
                  volume I, Texto
                  Editores, pág. 102,
                  Lisboa,1ª edição, 1ª
                  tiragem, ISBN,978-972-
                  47-3297-8.



               Prof. Sílvia de Mendonça

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
Carla Freitas
 
Vintismo
VintismoVintismo
Vintismo
Carla Teixeira
 
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
Vítor Santos
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
Joana Filipa Rodrigues
 
A sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo RegimeA sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo Regime
Susana Simões
 
História 11ºano ( matéria do 1º período)
 História 11ºano ( matéria do 1º período) História 11ºano ( matéria do 1º período)
História 11ºano ( matéria do 1º período)
Andreia Pacheco
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
Carla Freitas
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
Vítor Santos
 
O novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomicoO novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomico
diariohistoria
 
Portugal
PortugalPortugal
Portugal
cattonia
 
A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...
A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...
A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...
200166754
 
Revolução liberal portuguesa de1820
Revolução liberal portuguesa de1820Revolução liberal portuguesa de1820
Revolução liberal portuguesa de1820
Maria Gomes
 
Política económica - século XVIII
Política económica - século XVIIIPolítica económica - século XVIII
Política económica - século XVIII
Maria Gomes
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
Vítor Santos
 
Liberalismo em portugal
Liberalismo em portugalLiberalismo em portugal
Liberalismo em portugal
cattonia
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
Carla Freitas
 
A Restauração Da Independência
A Restauração Da IndependênciaA Restauração Da Independência
A Restauração Da Independência
Rui Neto
 
Concelhos 1
Concelhos 1Concelhos 1
Concelhos 1
Carla Teixeira
 
Portugal na Europa do Antigo Regime
Portugal na Europa do Antigo RegimePortugal na Europa do Antigo Regime
Portugal na Europa do Antigo Regime
Carlos Pinheiro
 
02 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_202 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_2
Vítor Santos
 

Mais procurados (20)

11 ha m5 u4
11 ha m5 u411 ha m5 u4
11 ha m5 u4
 
Vintismo
VintismoVintismo
Vintismo
 
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal5 04 a implantação do liberalismo em portugal
5 04 a implantação do liberalismo em portugal
 
O projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluministaO projeto pombalino de inspiração iluminista
O projeto pombalino de inspiração iluminista
 
A sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo RegimeA sociedade no Antigo Regime
A sociedade no Antigo Regime
 
História 11ºano ( matéria do 1º período)
 História 11ºano ( matéria do 1º período) História 11ºano ( matéria do 1º período)
História 11ºano ( matéria do 1º período)
 
11 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 211 ha m4 u3 2
11 ha m4 u3 2
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
 
O novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomicoO novo ordenamento politico e socioeconomico
O novo ordenamento politico e socioeconomico
 
Portugal
PortugalPortugal
Portugal
 
A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...
A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...
A crise comercial de 1670, a política mercantilista do conde da Ericeira e o ...
 
Revolução liberal portuguesa de1820
Revolução liberal portuguesa de1820Revolução liberal portuguesa de1820
Revolução liberal portuguesa de1820
 
Política económica - século XVIII
Política económica - século XVIIIPolítica económica - século XVIII
Política económica - século XVIII
 
4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia4 04 construção da modernidade europeia
4 04 construção da modernidade europeia
 
Liberalismo em portugal
Liberalismo em portugalLiberalismo em portugal
Liberalismo em portugal
 
11 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 111 ha m4 u3 1
11 ha m4 u3 1
 
A Restauração Da Independência
A Restauração Da IndependênciaA Restauração Da Independência
A Restauração Da Independência
 
Concelhos 1
Concelhos 1Concelhos 1
Concelhos 1
 
Portugal na Europa do Antigo Regime
Portugal na Europa do Antigo RegimePortugal na Europa do Antigo Regime
Portugal na Europa do Antigo Regime
 
02 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_202 história a_revisões_módulo_2
02 história a_revisões_módulo_2
 

Destaque

Mercantilismo português
Mercantilismo portuguêsMercantilismo português
Mercantilismo português
ana pinho
 
Tratado De Methuen E Ouro Brasileiro
Tratado De Methuen E Ouro BrasileiroTratado De Methuen E Ouro Brasileiro
Tratado De Methuen E Ouro Brasileiro
Ana Barreiros
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
Stephani Coelho
 
A descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação dasA descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação das
Edenilson Morais
 
O Ouro Brasileiro
O Ouro BrasileiroO Ouro Brasileiro
O Ouro Brasileiro
crie_historia8
 
Política econ. pombalina
Política econ. pombalinaPolítica econ. pombalina
Política econ. pombalina
EconomicSintese
 
Conde Da Ericeira
Conde Da EriceiraConde Da Ericeira
Conde Da Ericeira
Sílvia Mendonça
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino FundamentalA Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
Alinnie Moreira
 
O mercantilismo
O mercantilismoO mercantilismo
O mercantilismo
Carla Teixeira
 
Politica pombalina
Politica pombalinaPolitica pombalina
Politica pombalina
JoanaRitaSilva
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
João Lima
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
dali1807
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
Carlos Pinheiro
 
Mercantilismo
Mercantilismo Mercantilismo
Mercantilismo
Maria Gomes
 

Destaque (15)

Mercantilismo português
Mercantilismo portuguêsMercantilismo português
Mercantilismo português
 
Tratado De Methuen E Ouro Brasileiro
Tratado De Methuen E Ouro BrasileiroTratado De Methuen E Ouro Brasileiro
Tratado De Methuen E Ouro Brasileiro
 
A exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasilA exploração do ouro no brasil
A exploração do ouro no brasil
 
A descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação dasA descoberta de ouro e a ocupação das
A descoberta de ouro e a ocupação das
 
O Ouro Brasileiro
O Ouro BrasileiroO Ouro Brasileiro
O Ouro Brasileiro
 
Política econ. pombalina
Política econ. pombalinaPolítica econ. pombalina
Política econ. pombalina
 
Conde Da Ericeira
Conde Da EriceiraConde Da Ericeira
Conde Da Ericeira
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino FundamentalA Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
A Mineração no Brasil Colonial - Ensino Fundamental
 
O mercantilismo
O mercantilismoO mercantilismo
O mercantilismo
 
Politica pombalina
Politica pombalinaPolitica pombalina
Politica pombalina
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
Mercantilismo
Mercantilismo Mercantilismo
Mercantilismo
 

Semelhante a O Mercantilismo Em Portugal

O Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêSO Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêS
Sílvia Mendonça
 
Economia do Antigo Regime
Economia do Antigo RegimeEconomia do Antigo Regime
Economia do Antigo Regime
Susana Simões
 
O mercantilismo em portugal
O mercantilismo em portugalO mercantilismo em portugal
O mercantilismo em portugal
Susana Simões
 
História- trabalho realizado pelo uma escola
História- trabalho realizado pelo uma escolaHistória- trabalho realizado pelo uma escola
História- trabalho realizado pelo uma escola
MariaCaneira1
 
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºjO mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
slidjuu
 
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºjO mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
slidjuu
 
Portugaldificuldadesecrescimentoeconomico
PortugaldificuldadesecrescimentoeconomicoPortugaldificuldadesecrescimentoeconomico
Portugaldificuldadesecrescimentoeconomico
Pelo Siro
 
1180
11801180
1180
Pelo Siro
 
Tentativas de modernização
Tentativas de modernizaçãoTentativas de modernização
Tentativas de modernização
maria40
 
O Ouro Brasileiro
O Ouro BrasileiroO Ouro Brasileiro
O Ouro Brasileiro
Sílvia Mendonça
 
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIIIDinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Susana Simões
 
Mercantilismo
Mercantilismo Mercantilismo
Mercantilismo
Maria Gomes
 
6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf
6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf
6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf
ssuser09e9db
 
Revoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonialRevoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonial
Fatima Freitas
 
HIS - PORTUGAL NO SEC XIX
HIS - PORTUGAL NO SEC XIXHIS - PORTUGAL NO SEC XIX
HIS - PORTUGAL NO SEC XIX
Luís Ferreira
 
Paises de dificil industrialização
Paises de dificil industrializaçãoPaises de dificil industrialização
Paises de dificil industrialização
Dora Alexandra Batista de Sousa Rocha
 
Mercantilismo português
Mercantilismo portuguêsMercantilismo português
Mercantilismo português
cattonia
 
Património cultural - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...
Património cultural  - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...Património cultural  - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...
Património cultural - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...
Artur Filipe dos Santos
 
História - Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da Ericeira
História -  Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da EriceiraHistória -  Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da Ericeira
História - Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da Ericeira
Sara Silva
 
Mercantilismo[1]
Mercantilismo[1]Mercantilismo[1]
Mercantilismo[1]
betepa
 

Semelhante a O Mercantilismo Em Portugal (20)

O Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêSO Antigo Regime PortuguêS
O Antigo Regime PortuguêS
 
Economia do Antigo Regime
Economia do Antigo RegimeEconomia do Antigo Regime
Economia do Antigo Regime
 
O mercantilismo em portugal
O mercantilismo em portugalO mercantilismo em portugal
O mercantilismo em portugal
 
História- trabalho realizado pelo uma escola
História- trabalho realizado pelo uma escolaHistória- trabalho realizado pelo uma escola
História- trabalho realizado pelo uma escola
 
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºjO mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
O mercantilismo historia A joana aleida 11ºj
 
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºjO mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
O mercantilismo histopria a joana aleida 11ºj
 
Portugaldificuldadesecrescimentoeconomico
PortugaldificuldadesecrescimentoeconomicoPortugaldificuldadesecrescimentoeconomico
Portugaldificuldadesecrescimentoeconomico
 
1180
11801180
1180
 
Tentativas de modernização
Tentativas de modernizaçãoTentativas de modernização
Tentativas de modernização
 
O Ouro Brasileiro
O Ouro BrasileiroO Ouro Brasileiro
O Ouro Brasileiro
 
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIIIDinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
Dinâmicas económicas entre os sécs. XVI-XVIII
 
Mercantilismo
Mercantilismo Mercantilismo
Mercantilismo
 
6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf
6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf
6.Economia europeia e portuguesa - mercantilismo (1).pdf
 
Revoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonialRevoltas no brasil colonial
Revoltas no brasil colonial
 
HIS - PORTUGAL NO SEC XIX
HIS - PORTUGAL NO SEC XIXHIS - PORTUGAL NO SEC XIX
HIS - PORTUGAL NO SEC XIX
 
Paises de dificil industrialização
Paises de dificil industrializaçãoPaises de dificil industrialização
Paises de dificil industrialização
 
Mercantilismo português
Mercantilismo portuguêsMercantilismo português
Mercantilismo português
 
Património cultural - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...
Património cultural  - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...Património cultural  - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...
Património cultural - Patrimonio Industrial Português - Fábrica Viuva lamego...
 
História - Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da Ericeira
História -  Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da EriceiraHistória -  Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da Ericeira
História - Da crise à descoberta do ouro no Brasil. Conde da Ericeira
 
Mercantilismo[1]
Mercantilismo[1]Mercantilismo[1]
Mercantilismo[1]
 

Mais de Sílvia Mendonça

Pirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalistaPirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalista
Sílvia Mendonça
 
Primeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª repúblicaPrimeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª república
Sílvia Mendonça
 
O Culto Dos Mortos
O Culto Dos MortosO Culto Dos Mortos
O Culto Dos Mortos
Sílvia Mendonça
 
Governo Do Farao
Governo Do FaraoGoverno Do Farao
Governo Do Farao
Sílvia Mendonça
 
Estratificacao Egipto
Estratificacao EgiptoEstratificacao Egipto
Estratificacao Egipto
Sílvia Mendonça
 
As Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No EgiptoAs Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No Egipto
Sílvia Mendonça
 
A Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No EgiptoA Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No Egipto
Sílvia Mendonça
 
A Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia GeografiaA Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia Geografia
Sílvia Mendonça
 
Religiao Egipcia
Religiao EgipciaReligiao Egipcia
Religiao Egipcia
Sílvia Mendonça
 
Barcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos DescobrimentosBarcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos Descobrimentos
Sílvia Mendonça
 
Instrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticosInstrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticos
Sílvia Mendonça
 
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
Sílvia Mendonça
 
CondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãOCondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãO
Sílvia Mendonça
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
Sílvia Mendonça
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
Sílvia Mendonça
 
Urbanismo Pombalino
Urbanismo PombalinoUrbanismo Pombalino
Urbanismo Pombalino
Sílvia Mendonça
 
ReforçO Do Estado Absolutismo
ReforçO Do Estado   AbsolutismoReforçO Do Estado   Absolutismo
ReforçO Do Estado Absolutismo
Sílvia Mendonça
 
O Mercantilismo
O MercantilismoO Mercantilismo
O Mercantilismo
Sílvia Mendonça
 
O Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em PortugalO Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em Portugal
Sílvia Mendonça
 
O Antigo Regime Na Europa
O Antigo Regime Na EuropaO Antigo Regime Na Europa
O Antigo Regime Na Europa
Sílvia Mendonça
 

Mais de Sílvia Mendonça (20)

Pirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalistaPirâmide do sistema capitalista
Pirâmide do sistema capitalista
 
Primeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª repúblicaPrimeiros ministros da 1ª república
Primeiros ministros da 1ª república
 
O Culto Dos Mortos
O Culto Dos MortosO Culto Dos Mortos
O Culto Dos Mortos
 
Governo Do Farao
Governo Do FaraoGoverno Do Farao
Governo Do Farao
 
Estratificacao Egipto
Estratificacao EgiptoEstratificacao Egipto
Estratificacao Egipto
 
As Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No EgiptoAs Actividades Economicas No Egipto
As Actividades Economicas No Egipto
 
A Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No EgiptoA Vida Quotidiana No Egipto
A Vida Quotidiana No Egipto
 
A Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia GeografiaA Civilizacao Egipcia Geografia
A Civilizacao Egipcia Geografia
 
Religiao Egipcia
Religiao EgipciaReligiao Egipcia
Religiao Egipcia
 
Barcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos DescobrimentosBarcos Dos Descobrimentos
Barcos Dos Descobrimentos
 
Instrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticosInstrumentos NáUticos
Instrumentos NáUticos
 
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
ComparaçãO Entre A Vida Medieval E A Renascentista 2
 
CondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãOCondiçõEs Da ExpansãO
CondiçõEs Da ExpansãO
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
 
A RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTicaA RevoluçãO SoviéTica
A RevoluçãO SoviéTica
 
Urbanismo Pombalino
Urbanismo PombalinoUrbanismo Pombalino
Urbanismo Pombalino
 
ReforçO Do Estado Absolutismo
ReforçO Do Estado   AbsolutismoReforçO Do Estado   Absolutismo
ReforçO Do Estado Absolutismo
 
O Mercantilismo
O MercantilismoO Mercantilismo
O Mercantilismo
 
O Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em PortugalO Poder Absoluto Em Portugal
O Poder Absoluto Em Portugal
 
O Antigo Regime Na Europa
O Antigo Regime Na EuropaO Antigo Regime Na Europa
O Antigo Regime Na Europa
 

Último

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 

O Mercantilismo Em Portugal

  • 1. O Mercantilismo em Portugal Prof. Sílvia de Mendonça
  • 2. Situação Económica 1670 – Portugal tinha gasto muito dinheiro com as Guerras da Restauração. Crise Comercial Diminuição dos lucros do comércio do Açúcar e do Tabaco Brasileiro Devido a: Concorrência dos açúcar e do tabaco espanhol, oriundos da América. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 3. Situação Política • Rei: D. Pedro II • Vedor da Fazenda: D. Luís de Menezes, Conde de Ericeira. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 4. Algumas Medidas Mercantilistas - 1 • Apoiou o desenvolvimento têxtil Criou novas manufacturas: • Covilhã • Guarda • Fundão Pequenas oficinas artesanais • Portalegre Prof. Sílvia de Mendonça
  • 5. Algumas Medidas Mercantilistas - 2 • Mandou vir técnicos e equipamento do Estrangeiro. • Publicou Leis Pragmáticas Diversos artigos de vestuários, Contra o uso e importação de considerados de luxo. Panos. • Concedeu empréstimos e privilégios a estrangeiros Instalarem em Portugal as suas empresas Prof. Sílvia de Mendonça
  • 6. Consequências das Medidas Mercantilistas • Desenvolvimento Manufactureiro Português. • A produção nacional defendeu – se, principalmente da concorrência inglesa, que tinha os tecidos de melhor qualidade e mais baratos. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 7. A Política Manufactureira foi contrariada por outros interesses: • Os Ingleses reagiram mal às medidas de protecção dos tecidos nacionais. • Reduziram as importações do vinho do Porto Os grandes produtores de vinho ficaram, prejudicados. • Os pequenos produtores artesanais não ficaram agradados pelos privilégios e protecção dados às grandes manufacturas. • As Leis Pragmáticas não eram respeitadas ( os tecidos ingleses eram de qualidade inferior aos dos portugueses).Os mais ricos preferiam os tecidos ingleses. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 8. Consequências Enfraquecimento do surto Manufactureiro iniciado pelo Conde de Ericeira Prof. Sílvia de Mendonça
  • 9. Tratado Methween 1703 Portugal Inglaterra Assinaram o Tratado de Methween Prof. Sílvia de Mendonça
  • 10. Itens do Acordo - Methween • Os lanifícios ingleses entravam livremente em Portugal. • Os Vinhos portugueses pagavam taxas inferiores ( menos um terço), relativamente aos vinhos franceses, quando entravam em Inglaterra. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 11. Consequências do Tratado Methween em Portugal • Abandonou – se temporariamente, a política de fomento manufactureiro. • Favoreceu – se os interesses económicos dos grandes viticultores. • Aumentou a produção e a exportação de vinho do Porto para Inglaterra. Prof. Sílvia de Mendonça
  • 12. Bibliografia • OLIVEIRA, Ana – Novo História 8, volume I, Texto Editores, pág. 102, Lisboa,1ª edição, 1ª tiragem, ISBN,978-972- 47-3297-8. Prof. Sílvia de Mendonça