SlideShare uma empresa Scribd logo
O centro Espírita os Médiuns e a 
Prática Espírita. 
Leonardo Pereira
O que é um Centro Espírita?
O que é um centro Espírita? 
“É uma escola onde 
podemos aprender e 
ensinar, semear o bem e 
colher as graças, 
burilarmo-nos e 
aperfeiçoar os outros, na 
senda eterna”. 
“O Centro Espírita”, Reformador, janeiro 1951.
• O CENTRO ESPÍRITA, "para bem 
atender às suas finalidades, deve 
ser núcleo de estudo, de 
fraternidade, de oração e de 
trabalho, com base no Evangelho 
de Jesus, à luz da Doutrina 
Espírita". Desviá-lo dessa diretriz 
é comprometer a causa a que se 
pretende servir.” Reformador de 1992, 
editorial.
Personagens do Cenário 
Espírita
Conjunto de todas as 
pessoas e organizações 
públicas e privadas 
Propicia ao ser humano o esclarecimento 
sobre sua realidade espiritual; atende 
suas necessidades e promove sua 
educação integral (moral, intelectual e 
Frequentador 
real, 
potencial e 
virtual do 
Centro Espírita 
social). 
Exerce, de forma 
continuada, 
tarefas no 
Centro Espírita 
Trabalhador 
Espírita Público 
Espírita 
Sociedade
Os Médiuns, quem são?
A palavra médium é uma 
expressão latina que significa 
"meio" ou "intermediário". 
Allan Kardec apropriou-se 
dessa expressão para designar 
as pessoas que são portadoras 
da faculdade mediúnica. 
Kardec conceitua: 
Médium - pessoa que pode 
servir de intermediária 
entre os Espíritos e os 
homens. 
O LIVRO DOS MÉDIUNS / 159 - [LM-cap 32]
Mediunidade: 
a faculdade dos médiuns, ou seja, a faculdade 
que possibilita a uma pessoa servir de 
intermediária entre os Espíritos desencarnados 
e os homens.
• Para conhecer as coisas do mundo visível e 
descobrir os segredos da natureza material, 
outorgou Deus ao homem a vista corpórea, 
os sentidos e instrumentos especiais. Com o 
telescópio, ele mergulha o olhar nas 
profundezas do espaço, e, com o microscópio, 
descobriu o mundo dos infinitamente 
pequenos. Para penetrar no mundo invisível, 
deu-lhe a mediunidade. 
• Allan Kardec: O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 28, item 9.
Médium 
Todos são ?
"todo aquele que sente em qualquer 
grau a influência dos Espíritos é 
médium."
A faculdade propriamente dita se 
radica no organismo; independe 
do moral. 
O LIVRO DOS MÉDIUNS – 62a ed. – Allan Kardec (GUIA 
DOS MÉDIUNS E DOS EVOCADORES) (Paris - 1861) 
...Não constitui um privilégio exclusivo de uma ou 
outra pessoa, pois, sendo uma possibilidade 
orgânica , é hereditária e depende de um 
organismo mais ou menos sensitivo... 
L.Palhano / dicionário de filosofia espírita / pag. 205
Da formação dos médiuns. 
[...]. Se bem cada um traga em 
si o gérmen das qualidades 
necessárias para se tornar 
médium, tais qualidades 
existem em graus muito 
diferentes e o seu 
desenvolvimento depende de 
causas que a ninguém é dado 
conseguir se verifiquem à 
vontade. 
Allan Kardec na Introdução de o Livro dos Médiuns
Em matéria de mediunidade, não nos esqueçamos 
do pensamento. 
Nossa alma vive onde se lhe situa o coração. 
Caminharemos, ao influxo de nossas próprias 
criações, seja onde for.
“A mediunidade é coisa santa, que 
deve ser praticada santamente, 
religiosamente. (Allan Kardec)
Conceitos 
Medita estas coisas, ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja 
manifesto a todos. 1Timóteo, 4:15 
• Reunião mediúnica séria. É aquela “[...] 
em que se pode haurir o verdadeiro 
ensino. [...] Uma reunião só é 
verdadeiramente séria, quando cogita de 
coisas úteis, com exclusão de todas as 
demais.” O Livro dos Médiuns, segunda parte, cap. 29, item 327.
As Reuniões Mediúnicas 
Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios: de 
graça recebestes, de graça dai. Jesus. Mateus, 10:8 
A reunião mediúnica não comporta 
improvisações por parte do dirigente e dos 
demais membros da equipe dos 
encarnados, por se tratar de atividade de 
atendimento e assistência espiritual, 
previamente programada e organizada 
pelos Benfeitores Espirituais.
As Reuniões Mediúnicas 
OBJETIVOS : 
• Oferecer condições para o exercício da mediunidade, 
de forma saudável e segura, em perfeita harmonia 
com a Codificação Espírita e com as obras espíritas 
suplementares de inquestionável valor doutrinário. 
• Viabilizar condições que assegurem segurança e 
seriedade da manifestação de Espíritos nas reuniões 
mediúnicas privativas, usuais na Casa Espírita. 
• Prestar auxílio moral e doutrinário aos Espíritos que 
sofrem ou que fazem sofrer, concorrendo para o seu 
equilíbrio e a sua melhoria, por meio de 
aconselhamentos e outras ações espíritas, fraternas e 
solidárias, e pelos exemplos de boa conduta moral.
As Reuniões Mediúnicas 
OBJETIVOS :
• Contribuir para o desenvolvimento da ciência espírita 
através de estudos edificantes relacionados à 
mediunidade, em geral, e ao processo de intercâmbio 
mediúnico em particular. 
• Incentivar e promover a capacitação continuada dos 
encarnados integrantes da equipe. 
• Exercitar a humildade, a fraternidade e a 
solidariedade perante os encarnados e 
desencarnados em sofrimento, fornecendo exemplos 
que caracterizem o esforço de transformação moral. 
• Cooperar com os benfeitores espirituais no trabalho 
de defesa da Casa Espírita, ante as investidas de 
Espíritos descompromissados com o Bem.
As Reuniões Mediúnicas 
REUNIÕES MEDIÚNICAS SÉRIAS: COM JESUS E COM 
KARDEC 
O resumo do item 341, cap. 29, de O Livro dos Médiuns, apresentado em seguida, fornece 
subsídios adequados à postura a ser adotada pelos integrantes da equipe dos encarnados, em 
uma reunião mediúnica séria:
• Perfeita comunhão de vistas e de sentimentos. 
• Cordialidade recíproca entre todos os membros. 
• Ausência de todo sentimento contrário à verdadeira 
caridade cristã. 
• União em torno de um único desejo: o de se 
instruírem e de se melhorarem, por meio dos ensinos 
dos Espíritos. 
• Recolhimento e silêncio respeitosos. 
• União de todos, pelo pensamento. 
• Isenção de todo sentimento de orgulho, de amor-próprio, 
de supremacia e vaidade, predominando a 
necessidade de ser útil.
As Reuniões Mediúnicas 
A PRÁTICA MEDIÚNICA 
• É sempre oportuno lembrar que não é automático 
o encaminhamento, aos grupos mediúnicos, de 
participantes que tenham concluído cursos de 
estudo e educação da mediunidade. Deve-se 
refletir que não é somente o estudo que habilita o 
tarefeiro ao exercício da mediunidade. Há outros 
critérios, os quais devem ser atendidos, como 
equilíbrio emocional, assiduidade, compromisso 
com a tarefa, entre outros.
As Reuniões Mediúnicas 
A PRÁTICA MEDIÚNICA 
• O médium tem obrigação de estudar muito, 
observar intensamente e trabalhar em todos os 
instantes pela sua própria iluminação. Somente 
desse modo poderá habilitar-se para o 
desempenho da tarefa que lhe foi confiada, 
cooperando eficazmente com os Espíritos sinceros 
e devotados ao bem e a verdade. O Consolador, questão 392.
As Reuniões Mediúnicas 
A PRÁTICA MEDIÚNICA 
• Esforçai-vos, pois, para que os vossos irmãos, 
observando-vos, sejam induzidos a reconhecer que 
o verdadeiro espírita e o verdadeiro cristão são 
uma só e a mesma coisa, dado que todos quantos 
praticam a caridade são discípulos de Jesus, sem 
embargo da seita a que pertençam. Evangelho Segundo o 
Espiritismo, cap. 15, item 10.
Tipos de Reuniões Mediúnicas
REUNIÃO MISTA DE 
ESTUDO 
E PRÁTICA MEDIÚNICA 
TREINAMENTO 
REUNIÃO 
DE 
TRATAMENTO 
REUNIÃO 
DE 
DESOBSESSÃO 
VIBRACIONAL 
OU PRÁTICA 
DESOBSESSÃO
A Equipe Mediúnica 
Atribuições dos Integrantes da Equipe Mediúnica 
Levai, pois, uma vida de autodomínio e de sobriedade, dedicada à oração. Acima de tudo, cultivai, com 
todo ardor, o amor mútuo, porque o amor cobre uma multidão de pecados. 1Pedro, 4:7- 8 
Um ponto de suma importância, cujo empenho deve 
ser observado pela equipe mediúnica, diz respeito ao 
comportamento ético-moral, independentemente do 
papel que o participante exerça na reunião. No livro 
Grilhões Partidos, (Prolusão, item 1) Manoel 
Philomeno de Miranda assinala aspectos que devem 
marcar a conduta do tarefeiro da mediunidade. 
Destacamos os seguintes:
• - Conduta moral sadia — é imprescindível que as 
emanações psíquicas equilibradas, elevadas, 
possam constituir plasma de sustentação 
daqueles que, em intercâmbio, necessitam dos 
valiosos recursos de vitalização para o êxito do 
tentame; 
• - conhecimento doutrinário; 
• - equilíbrio interior dos médiuns e doutrinadores; 
• - confiança; disposição física e moral; 
• - médiuns capacitados e disciplinados; 
• - pontualidade e perseverança.
• Disciplina com horário. 
• Disciplina com a palavra. 
• Disciplina com os pensamentos. 
• Disciplina com o silêncio. 
• Disciplina com o trabalho. 
• Disciplina com você mesmo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reuniões Mediúnicas
Reuniões MediúnicasReuniões Mediúnicas
Reuniões Mediúnicas
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan KardecSonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
marjoriestavismeyer
 
04 A categoria de médiuns de efeitos físicos
04   A categoria de médiuns de efeitos físicos04   A categoria de médiuns de efeitos físicos
04 A categoria de médiuns de efeitos físicos
jcevadro
 
Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014
Edna Costa
 
Assistencia espiritual-e-espiritismo
Assistencia espiritual-e-espiritismoAssistencia espiritual-e-espiritismo
Assistencia espiritual-e-espiritismo
Victor Passos
 
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas   1,5hInfluência dos espíritos em nossas vidas   1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
home
 
Estados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hsEstados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hs
home
 
Nos dominios da mediunidade Cap. 4 Ante o Servico
Nos dominios da mediunidade   Cap. 4 Ante o ServicoNos dominios da mediunidade   Cap. 4 Ante o Servico
Nos dominios da mediunidade Cap. 4 Ante o Servico
Patricia Farias
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepções
hamletcrs
 
Aula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/MediunidadeAula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/Mediunidade
Sergio Lima Dias Junior
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
nelmarvoc
 
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1   espírito, matéria e fluidosRoteiro 1   espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Joao Paulo
 
Evangeliza - Passe
Evangeliza - PasseEvangeliza - Passe
Evangeliza - Passe
Antonino Silva
 
Aula 04 causas atuais e anteriores das aflições
Aula 04   causas atuais e anteriores das afliçõesAula 04   causas atuais e anteriores das aflições
Aula 04 causas atuais e anteriores das aflições
carlos freire
 
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma BadanO Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Aula 6 Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6   Mecanismo das Comunicações MediúnicasAula 6   Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6 Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
EHMANA
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
duadv
 
37 voz direta
37 voz direta37 voz direta
37 voz direta
Antonio SSantos
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
Carlos Alberto Freire De Souza
 

Mais procurados (20)

Reuniões Mediúnicas
Reuniões MediúnicasReuniões Mediúnicas
Reuniões Mediúnicas
 
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan KardecSonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Sonambulismo, êxtase e dupla vista - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
 
04 A categoria de médiuns de efeitos físicos
04   A categoria de médiuns de efeitos físicos04   A categoria de médiuns de efeitos físicos
04 A categoria de médiuns de efeitos físicos
 
Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014Apostila do Curso de Passe 2014
Apostila do Curso de Passe 2014
 
Assistencia espiritual-e-espiritismo
Assistencia espiritual-e-espiritismoAssistencia espiritual-e-espiritismo
Assistencia espiritual-e-espiritismo
 
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas   1,5hInfluência dos espíritos em nossas vidas   1,5h
Influência dos espíritos em nossas vidas 1,5h
 
Estados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hsEstados de emancipação da alma-1,5hs
Estados de emancipação da alma-1,5hs
 
Nos dominios da mediunidade Cap. 4 Ante o Servico
Nos dominios da mediunidade   Cap. 4 Ante o ServicoNos dominios da mediunidade   Cap. 4 Ante o Servico
Nos dominios da mediunidade Cap. 4 Ante o Servico
 
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismoCapítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
Capítulo 6 do evangelho segundo o espiritismo
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepções
 
Aula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/MediunidadeAula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/Mediunidade
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
 
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1   espírito, matéria e fluidosRoteiro 1   espírito, matéria e fluidos
Roteiro 1 espírito, matéria e fluidos
 
Evangeliza - Passe
Evangeliza - PasseEvangeliza - Passe
Evangeliza - Passe
 
Aula 04 causas atuais e anteriores das aflições
Aula 04   causas atuais e anteriores das afliçõesAula 04   causas atuais e anteriores das aflições
Aula 04 causas atuais e anteriores das aflições
 
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma BadanO Livro dos Espíritos - Wilma Badan
O Livro dos Espíritos - Wilma Badan
 
Aula 6 Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6   Mecanismo das Comunicações MediúnicasAula 6   Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
Aula 6 Mecanismo das Comunicações Mediúnicas
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
37 voz direta
37 voz direta37 voz direta
37 voz direta
 
A palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espiritaA palestra doutrinaria na casa espirita
A palestra doutrinaria na casa espirita
 

Destaque

Dairson: Reunião Mediúnica
Dairson: Reunião MediúnicaDairson: Reunião Mediúnica
Dairson: Reunião Mediúnica
jesussalveoshumildes
 
Como avaliar se a reunião mediúnica esta bem
Como avaliar  se a reunião mediúnica esta bemComo avaliar  se a reunião mediúnica esta bem
Como avaliar se a reunião mediúnica esta bem
Graça Maciel
 
Qualificação e prática da mediunidade
Qualificação e prática da mediunidadeQualificação e prática da mediunidade
Qualificação e prática da mediunidade
Francisco José
 
Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...
Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...
Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...
Leonardo Pereira
 
Curso de médiuns
Curso de médiunsCurso de médiuns
Curso de médiuns
Roberto Tonobohn
 
Mediunidade aula 15 - reunioes mediunicas
Mediunidade   aula 15 - reunioes mediunicasMediunidade   aula 15 - reunioes mediunicas
Mediunidade aula 15 - reunioes mediunicas
Augusto Luvisotto
 
Curso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidadeCurso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidade
Filipe Lima
 
Aula 8 Identidade dos Espíritos
Aula 8   Identidade dos EspíritosAula 8   Identidade dos Espíritos
Aula 8 Identidade dos Espíritos
EHMANA
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
Alencar Santana
 
Dialogador na reuniao_mediunica-rosana_dr
Dialogador na reuniao_mediunica-rosana_drDialogador na reuniao_mediunica-rosana_dr
Dialogador na reuniao_mediunica-rosana_dr
carlos freire
 
Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17
Graça Maciel
 
Feec curso de doutrinação
Feec   curso de doutrinaçãoFeec   curso de doutrinação
Feec curso de doutrinação
Ricardo Di Napoli
 
Projeto manoel philomeno de miranda vivência mediúnica
Projeto manoel philomeno de miranda   vivência mediúnicaProjeto manoel philomeno de miranda   vivência mediúnica
Projeto manoel philomeno de miranda vivência mediúnica
Helio Cruz
 
Seminário "caminhos mediúnicos"
Seminário "caminhos mediúnicos"Seminário "caminhos mediúnicos"
Seminário "caminhos mediúnicos"
Leonardo Pereira
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
Leonardo Pereira
 
Doutrinação, desobsessão e animismo
Doutrinação, desobsessão e animismoDoutrinação, desobsessão e animismo
Doutrinação, desobsessão e animismo
Prof. Paulo Ratki
 
8ª aula do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem
8ª aula   do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem8ª aula   do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem
8ª aula do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem
Wagner Quadros
 
Kardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãO
Kardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãOKardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãO
Kardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãO
Sergio Menezes
 
Doutrinação
DoutrinaçãoDoutrinação
Doutrinação
paikachambi
 
Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!
Leonardo Pereira
 

Destaque (20)

Dairson: Reunião Mediúnica
Dairson: Reunião MediúnicaDairson: Reunião Mediúnica
Dairson: Reunião Mediúnica
 
Como avaliar se a reunião mediúnica esta bem
Como avaliar  se a reunião mediúnica esta bemComo avaliar  se a reunião mediúnica esta bem
Como avaliar se a reunião mediúnica esta bem
 
Qualificação e prática da mediunidade
Qualificação e prática da mediunidadeQualificação e prática da mediunidade
Qualificação e prática da mediunidade
 
Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...
Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...
Avaliação da reunião mediúnica ( estudo sistematizado da mediunidade ( Leonar...
 
Curso de médiuns
Curso de médiunsCurso de médiuns
Curso de médiuns
 
Mediunidade aula 15 - reunioes mediunicas
Mediunidade   aula 15 - reunioes mediunicasMediunidade   aula 15 - reunioes mediunicas
Mediunidade aula 15 - reunioes mediunicas
 
Curso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidadeCurso estudo pratica da mediunidade
Curso estudo pratica da mediunidade
 
Aula 8 Identidade dos Espíritos
Aula 8   Identidade dos EspíritosAula 8   Identidade dos Espíritos
Aula 8 Identidade dos Espíritos
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
 
Dialogador na reuniao_mediunica-rosana_dr
Dialogador na reuniao_mediunica-rosana_drDialogador na reuniao_mediunica-rosana_dr
Dialogador na reuniao_mediunica-rosana_dr
 
Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17Mediunidade com Jesus - n.17
Mediunidade com Jesus - n.17
 
Feec curso de doutrinação
Feec   curso de doutrinaçãoFeec   curso de doutrinação
Feec curso de doutrinação
 
Projeto manoel philomeno de miranda vivência mediúnica
Projeto manoel philomeno de miranda   vivência mediúnicaProjeto manoel philomeno de miranda   vivência mediúnica
Projeto manoel philomeno de miranda vivência mediúnica
 
Seminário "caminhos mediúnicos"
Seminário "caminhos mediúnicos"Seminário "caminhos mediúnicos"
Seminário "caminhos mediúnicos"
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
 
Doutrinação, desobsessão e animismo
Doutrinação, desobsessão e animismoDoutrinação, desobsessão e animismo
Doutrinação, desobsessão e animismo
 
8ª aula do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem
8ª aula   do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem8ª aula   do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem
8ª aula do papel dos mediuns nas comunicações espiritas - coem
 
Kardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãO
Kardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãOKardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãO
Kardec Antes,Durante E Depois Da CodificaçãO
 
Doutrinação
DoutrinaçãoDoutrinação
Doutrinação
 
Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!Dimensões espirituais do centro espírita!
Dimensões espirituais do centro espírita!
 

Semelhante a O centro espírita os médiuns e a prática cópia

Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptxReunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
ClodoaldoFernandes5
 
Mediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
Mediunidade e Obsessão - Doutrina EspíritaMediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
OrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.ppt
OrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.pptOrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.ppt
OrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.ppt
HelenBuenoSantos
 
DOM/Feees - Reuniões mediúnicas
DOM/Feees - Reuniões mediúnicasDOM/Feees - Reuniões mediúnicas
DOM/Feees - Reuniões mediúnicas
Departamento de Comunicação - DECOM | FEEES
 
Coem 2013 aula mediunidade e disciplina
Coem 2013   aula mediunidade e disciplinaCoem 2013   aula mediunidade e disciplina
Coem 2013 aula mediunidade e disciplina
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
Movimento da Fraternidade
 
Reunião mediúnica - 17-10-2022.pptx
Reunião mediúnica - 17-10-2022.pptxReunião mediúnica - 17-10-2022.pptx
Reunião mediúnica - 17-10-2022.pptx
ssuser3ab108
 
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
ventofrio
 
Os objetivos da reunião mediúnica
Os objetivos da reunião mediúnicaOs objetivos da reunião mediúnica
Os objetivos da reunião mediúnica
Osvaldo Brascher
 
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Adriano Alves de Souza
 
ENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAMENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAM
igmateus
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Mediunidade aula 00 inaugural
Mediunidade   aula 00 inauguralMediunidade   aula 00 inaugural
Mediunidade aula 00 inaugural
Augusto Luvisotto
 
Mediunidadeevolucaol10
Mediunidadeevolucaol10Mediunidadeevolucaol10
Mediunidadeevolucaol10
Manoel Gamas
 
Terceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parte
Terceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parteTerceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parte
Terceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parte
CeiClarencio
 
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parteTerceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
CeiClarencio
 
A CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptx
A CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptxA CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptx
A CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptx
msdbiasi
 
Trabalhador espírita
Trabalhador espíritaTrabalhador espírita
Trabalhador espírita
Norberto Tomasini Jr
 
Curso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.ppt
Curso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.pptCurso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.ppt
Curso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.ppt
Stnio2
 

Semelhante a O centro espírita os médiuns e a prática cópia (20)

Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptxReunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
Reunião mediunica Clodoaldo versão 2.pptx
 
Mediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
Mediunidade e Obsessão - Doutrina EspíritaMediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
Mediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
 
OrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.ppt
OrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.pptOrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.ppt
OrganizacaoFuncionamentoReuniaoMediunicao.ppt
 
DOM/Feees - Reuniões mediúnicas
DOM/Feees - Reuniões mediúnicasDOM/Feees - Reuniões mediúnicas
DOM/Feees - Reuniões mediúnicas
 
Coem 2013 aula mediunidade e disciplina
Coem 2013   aula mediunidade e disciplinaCoem 2013   aula mediunidade e disciplina
Coem 2013 aula mediunidade e disciplina
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Curso para doutrinadores
Curso para doutrinadoresCurso para doutrinadores
Curso para doutrinadores
 
Reunião mediúnica - 17-10-2022.pptx
Reunião mediúnica - 17-10-2022.pptxReunião mediúnica - 17-10-2022.pptx
Reunião mediúnica - 17-10-2022.pptx
 
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
Slides Seminário: Reunião Mediúnica - 05052018
 
Os objetivos da reunião mediúnica
Os objetivos da reunião mediúnicaOs objetivos da reunião mediúnica
Os objetivos da reunião mediúnica
 
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
Qualidade na pratica mediunica (autores diversos) (1)
 
ENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAMENTRENAT 2012 - DAM
ENTRENAT 2012 - DAM
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Mediunidade aula 00 inaugural
Mediunidade   aula 00 inauguralMediunidade   aula 00 inaugural
Mediunidade aula 00 inaugural
 
Mediunidadeevolucaol10
Mediunidadeevolucaol10Mediunidadeevolucaol10
Mediunidadeevolucaol10
 
Terceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parte
Terceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parteTerceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parte
Terceiro Módulo - 9ª aula - Exercicio mediunico - segunda parte
 
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parteTerceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
Terceiro Módulo - 8ª aula - Educação mediunica e exerc. mediunico 1ª parte
 
A CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptx
A CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptxA CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptx
A CASA ESPIRITA- Organização e estrutura NA ATUALIDADE.pptx
 
Trabalhador espírita
Trabalhador espíritaTrabalhador espírita
Trabalhador espírita
 
Curso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.ppt
Curso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.pptCurso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.ppt
Curso_de_estudo_e_pratica_da_mediunidade_FEB.ppt
 

Mais de Leonardo Pereira

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência"
Leonardo Pereira
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Leonardo Pereira
 
E a morte o fim da vida
E a morte o fim da vidaE a morte o fim da vida
E a morte o fim da vida
Leonardo Pereira
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
Leonardo Pereira
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
Leonardo Pereira
 
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalO apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
Leonardo Pereira
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
Leonardo Pereira
 
Prisões mentais
Prisões mentaisPrisões mentais
Prisões mentais
Leonardo Pereira
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediados
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 

Mais de Leonardo Pereira (20)

Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência" Jesus " psicólogo por excelência"
Jesus " psicólogo por excelência"
 
Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"Jesus "o Cristo de nossos dias"
Jesus "o Cristo de nossos dias"
 
E a morte o fim da vida
E a morte o fim da vidaE a morte o fim da vida
E a morte o fim da vida
 
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
Doentes da alma ' Raiva ' melindre e magoa
 
Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12Escutando sentimentos cap 10 a 12
Escutando sentimentos cap 10 a 12
 
Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10Escutando sentimentos cap 09e 10
Escutando sentimentos cap 09e 10
 
Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08Escutando sentimentos cap 07e 08
Escutando sentimentos cap 07e 08
 
Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06Escutando sentimentos cap 06
Escutando sentimentos cap 06
 
Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04Escutando sentimentos cap 04
Escutando sentimentos cap 04
 
Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03Escutando sentimentos cap 03
Escutando sentimentos cap 03
 
Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02Escutando sentimentos cap 02
Escutando sentimentos cap 02
 
Escutando sentimentos cap 1
Escutando sentimentos  cap 1Escutando sentimentos  cap 1
Escutando sentimentos cap 1
 
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortalO apego e suas consequencias para o espirito imortal
O apego e suas consequencias para o espirito imortal
 
Consciência e evolução
Consciência e evolução Consciência e evolução
Consciência e evolução
 
Prisões mentais
Prisões mentaisPrisões mentais
Prisões mentais
 
Seminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediadosSeminário Médiuns obsediados
Seminário Médiuns obsediados
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 

Último

DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
MasaCalixto2
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 

Último (18)

DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 

O centro espírita os médiuns e a prática cópia

  • 1. O centro Espírita os Médiuns e a Prática Espírita. Leonardo Pereira
  • 2. O que é um Centro Espírita?
  • 3. O que é um centro Espírita? “É uma escola onde podemos aprender e ensinar, semear o bem e colher as graças, burilarmo-nos e aperfeiçoar os outros, na senda eterna”. “O Centro Espírita”, Reformador, janeiro 1951.
  • 4. • O CENTRO ESPÍRITA, "para bem atender às suas finalidades, deve ser núcleo de estudo, de fraternidade, de oração e de trabalho, com base no Evangelho de Jesus, à luz da Doutrina Espírita". Desviá-lo dessa diretriz é comprometer a causa a que se pretende servir.” Reformador de 1992, editorial.
  • 6. Conjunto de todas as pessoas e organizações públicas e privadas Propicia ao ser humano o esclarecimento sobre sua realidade espiritual; atende suas necessidades e promove sua educação integral (moral, intelectual e Frequentador real, potencial e virtual do Centro Espírita social). Exerce, de forma continuada, tarefas no Centro Espírita Trabalhador Espírita Público Espírita Sociedade
  • 8. A palavra médium é uma expressão latina que significa "meio" ou "intermediário". Allan Kardec apropriou-se dessa expressão para designar as pessoas que são portadoras da faculdade mediúnica. Kardec conceitua: Médium - pessoa que pode servir de intermediária entre os Espíritos e os homens. O LIVRO DOS MÉDIUNS / 159 - [LM-cap 32]
  • 9. Mediunidade: a faculdade dos médiuns, ou seja, a faculdade que possibilita a uma pessoa servir de intermediária entre os Espíritos desencarnados e os homens.
  • 10. • Para conhecer as coisas do mundo visível e descobrir os segredos da natureza material, outorgou Deus ao homem a vista corpórea, os sentidos e instrumentos especiais. Com o telescópio, ele mergulha o olhar nas profundezas do espaço, e, com o microscópio, descobriu o mundo dos infinitamente pequenos. Para penetrar no mundo invisível, deu-lhe a mediunidade. • Allan Kardec: O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 28, item 9.
  • 12. "todo aquele que sente em qualquer grau a influência dos Espíritos é médium."
  • 13. A faculdade propriamente dita se radica no organismo; independe do moral. O LIVRO DOS MÉDIUNS – 62a ed. – Allan Kardec (GUIA DOS MÉDIUNS E DOS EVOCADORES) (Paris - 1861) ...Não constitui um privilégio exclusivo de uma ou outra pessoa, pois, sendo uma possibilidade orgânica , é hereditária e depende de um organismo mais ou menos sensitivo... L.Palhano / dicionário de filosofia espírita / pag. 205
  • 14. Da formação dos médiuns. [...]. Se bem cada um traga em si o gérmen das qualidades necessárias para se tornar médium, tais qualidades existem em graus muito diferentes e o seu desenvolvimento depende de causas que a ninguém é dado conseguir se verifiquem à vontade. Allan Kardec na Introdução de o Livro dos Médiuns
  • 15. Em matéria de mediunidade, não nos esqueçamos do pensamento. Nossa alma vive onde se lhe situa o coração. Caminharemos, ao influxo de nossas próprias criações, seja onde for.
  • 16. “A mediunidade é coisa santa, que deve ser praticada santamente, religiosamente. (Allan Kardec)
  • 17. Conceitos Medita estas coisas, ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. 1Timóteo, 4:15 • Reunião mediúnica séria. É aquela “[...] em que se pode haurir o verdadeiro ensino. [...] Uma reunião só é verdadeiramente séria, quando cogita de coisas úteis, com exclusão de todas as demais.” O Livro dos Médiuns, segunda parte, cap. 29, item 327.
  • 18. As Reuniões Mediúnicas Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios: de graça recebestes, de graça dai. Jesus. Mateus, 10:8 A reunião mediúnica não comporta improvisações por parte do dirigente e dos demais membros da equipe dos encarnados, por se tratar de atividade de atendimento e assistência espiritual, previamente programada e organizada pelos Benfeitores Espirituais.
  • 19. As Reuniões Mediúnicas OBJETIVOS : • Oferecer condições para o exercício da mediunidade, de forma saudável e segura, em perfeita harmonia com a Codificação Espírita e com as obras espíritas suplementares de inquestionável valor doutrinário. • Viabilizar condições que assegurem segurança e seriedade da manifestação de Espíritos nas reuniões mediúnicas privativas, usuais na Casa Espírita. • Prestar auxílio moral e doutrinário aos Espíritos que sofrem ou que fazem sofrer, concorrendo para o seu equilíbrio e a sua melhoria, por meio de aconselhamentos e outras ações espíritas, fraternas e solidárias, e pelos exemplos de boa conduta moral.
  • 21. • Contribuir para o desenvolvimento da ciência espírita através de estudos edificantes relacionados à mediunidade, em geral, e ao processo de intercâmbio mediúnico em particular. • Incentivar e promover a capacitação continuada dos encarnados integrantes da equipe. • Exercitar a humildade, a fraternidade e a solidariedade perante os encarnados e desencarnados em sofrimento, fornecendo exemplos que caracterizem o esforço de transformação moral. • Cooperar com os benfeitores espirituais no trabalho de defesa da Casa Espírita, ante as investidas de Espíritos descompromissados com o Bem.
  • 22. As Reuniões Mediúnicas REUNIÕES MEDIÚNICAS SÉRIAS: COM JESUS E COM KARDEC O resumo do item 341, cap. 29, de O Livro dos Médiuns, apresentado em seguida, fornece subsídios adequados à postura a ser adotada pelos integrantes da equipe dos encarnados, em uma reunião mediúnica séria:
  • 23. • Perfeita comunhão de vistas e de sentimentos. • Cordialidade recíproca entre todos os membros. • Ausência de todo sentimento contrário à verdadeira caridade cristã. • União em torno de um único desejo: o de se instruírem e de se melhorarem, por meio dos ensinos dos Espíritos. • Recolhimento e silêncio respeitosos. • União de todos, pelo pensamento. • Isenção de todo sentimento de orgulho, de amor-próprio, de supremacia e vaidade, predominando a necessidade de ser útil.
  • 24. As Reuniões Mediúnicas A PRÁTICA MEDIÚNICA • É sempre oportuno lembrar que não é automático o encaminhamento, aos grupos mediúnicos, de participantes que tenham concluído cursos de estudo e educação da mediunidade. Deve-se refletir que não é somente o estudo que habilita o tarefeiro ao exercício da mediunidade. Há outros critérios, os quais devem ser atendidos, como equilíbrio emocional, assiduidade, compromisso com a tarefa, entre outros.
  • 25. As Reuniões Mediúnicas A PRÁTICA MEDIÚNICA • O médium tem obrigação de estudar muito, observar intensamente e trabalhar em todos os instantes pela sua própria iluminação. Somente desse modo poderá habilitar-se para o desempenho da tarefa que lhe foi confiada, cooperando eficazmente com os Espíritos sinceros e devotados ao bem e a verdade. O Consolador, questão 392.
  • 26. As Reuniões Mediúnicas A PRÁTICA MEDIÚNICA • Esforçai-vos, pois, para que os vossos irmãos, observando-vos, sejam induzidos a reconhecer que o verdadeiro espírita e o verdadeiro cristão são uma só e a mesma coisa, dado que todos quantos praticam a caridade são discípulos de Jesus, sem embargo da seita a que pertençam. Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. 15, item 10.
  • 27. Tipos de Reuniões Mediúnicas
  • 28. REUNIÃO MISTA DE ESTUDO E PRÁTICA MEDIÚNICA TREINAMENTO REUNIÃO DE TRATAMENTO REUNIÃO DE DESOBSESSÃO VIBRACIONAL OU PRÁTICA DESOBSESSÃO
  • 29. A Equipe Mediúnica Atribuições dos Integrantes da Equipe Mediúnica Levai, pois, uma vida de autodomínio e de sobriedade, dedicada à oração. Acima de tudo, cultivai, com todo ardor, o amor mútuo, porque o amor cobre uma multidão de pecados. 1Pedro, 4:7- 8 Um ponto de suma importância, cujo empenho deve ser observado pela equipe mediúnica, diz respeito ao comportamento ético-moral, independentemente do papel que o participante exerça na reunião. No livro Grilhões Partidos, (Prolusão, item 1) Manoel Philomeno de Miranda assinala aspectos que devem marcar a conduta do tarefeiro da mediunidade. Destacamos os seguintes:
  • 30. • - Conduta moral sadia — é imprescindível que as emanações psíquicas equilibradas, elevadas, possam constituir plasma de sustentação daqueles que, em intercâmbio, necessitam dos valiosos recursos de vitalização para o êxito do tentame; • - conhecimento doutrinário; • - equilíbrio interior dos médiuns e doutrinadores; • - confiança; disposição física e moral; • - médiuns capacitados e disciplinados; • - pontualidade e perseverança.
  • 31. • Disciplina com horário. • Disciplina com a palavra. • Disciplina com os pensamentos. • Disciplina com o silêncio. • Disciplina com o trabalho. • Disciplina com você mesmo.