SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Números primos
Nome do grupo: Arthur, Lara, Marcelo e Talita.
Na formação do conjunto dos números Naturais existe um tipo
de numeral que possui a propriedade de ser divisível somente por
um e por ele mesmo, recebendo a denominação de número primo.
Por meio da fatoração (decomposição dos números em
fatores primos) conseguimos representar os números de acordo
com o Teorema Fundamental da Aritmética. Vamos observar alguns
exemplos onde os numerais serão escritos na forma fatorada:
8 = 2 x 2 x 2
9 = 3 x 3
10 = 2 x 5
27 = 3 x 3 x 3
32 = 2 x 2 x 2 x 2 x 2
50 = 2 x 5 x 5
28 = 2 x 2 x 7
110 = 2 x 5 x 11
Números primos entre 1 e 100: 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31,
37, 41, 43, 47, 53, 59, 61, 67, 71, 73, 79, 83, 89, 97.
Como fazer para descobrir se um número qualquer é primo ou
não? O que é crivo de Eratóstenes?
Já sabemos que todo número natural é divisível, pelo menos, por 1
e por ele mesmo.
Sabemos também que, números primos é aquele divisível, apenas,
por 1 e por ele mesmo.
Os primeiros números primos, menores que 15, por exemplo, são
fáceis de reconhecer:
2, 3, 5, 7, 11 e 13
Há uma maneira simples, que pode ser usada, para encontrar
números primos. É pelo chamado Crivo de Eratóstenes, concebido
por Ératóstenes, um matemático grego que viveu entre os anos 275
e 194 a. C.
Metodo do crivo de eratontenes:
1) Primeiramente, escrevemos os números de 2 a 31;
02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
2) Agora sublinhamos o número 2 e riscamos todos os outros números divisíveis
por dois, ou seja, riscamos os demais números pares;
02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
3) Em seguida, sublinhamos o primeiro número não riscado, que é o 3, e
riscamos todos os outros números divisíveis por 3.
02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
4) Sublinhamos o primeiro número não riscado, que é o 5, e riscamos todos os
outros números divisíveis por 5;
02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
5) Prosseguindo dessa maneira até o final, os números sublinhados são
números primos, pois não são divisíveis por nenhum dos seus antecessores;
02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31
Logo, os números naturais primos menores ou iguais a 31 são:
2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31
Entretanto, há infinitos números primos. Fica difícil fazer esse quadro para
números grandes.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Números primos
Números primosNúmeros primos
Números primos
earana
 
Criterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidadeCriterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidade
Helena Borralho
 
Brunonumeros Primos
Brunonumeros PrimosBrunonumeros Primos
Brunonumeros Primos
tetsu
 
Critérios de divisibilidade
Critérios de divisibilidadeCritérios de divisibilidade
Critérios de divisibilidade
José Flausino
 
Mat divisores de um numero
Mat divisores de um numeroMat divisores de um numero
Mat divisores de um numero
trigono_metria
 
EquaçãO Do 1º Grau Office 2003
EquaçãO Do 1º Grau Office 2003EquaçãO Do 1º Grau Office 2003
EquaçãO Do 1º Grau Office 2003
anorbera
 

Mais procurados (19)

Multiplos divisores primos
Multiplos divisores primosMultiplos divisores primos
Multiplos divisores primos
 
Números primos
Números primosNúmeros primos
Números primos
 
Critérios de divisibilidade
Critérios de divisibilidadeCritérios de divisibilidade
Critérios de divisibilidade
 
Divisibilidade
DivisibilidadeDivisibilidade
Divisibilidade
 
Criterios de-divisibilidade
Criterios de-divisibilidadeCriterios de-divisibilidade
Criterios de-divisibilidade
 
Frações
FraçõesFrações
Frações
 
Criterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidadeCriterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidade
 
Criterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidadeCriterios de divisibilidade
Criterios de divisibilidade
 
Criterios
CriteriosCriterios
Criterios
 
Brunonumeros Primos
Brunonumeros PrimosBrunonumeros Primos
Brunonumeros Primos
 
Critérios de Divisibilidade
Critérios de DivisibilidadeCritérios de Divisibilidade
Critérios de Divisibilidade
 
Mat restos numericos
Mat restos numericosMat restos numericos
Mat restos numericos
 
Critérios de divisibilidade
Critérios de divisibilidadeCritérios de divisibilidade
Critérios de divisibilidade
 
Números
Números Números
Números
 
Exercícios resolvidos numeros naturais
Exercícios resolvidos numeros naturaisExercícios resolvidos numeros naturais
Exercícios resolvidos numeros naturais
 
Mat divisores de um numero
Mat divisores de um numeroMat divisores de um numero
Mat divisores de um numero
 
Divisores e múltiplos
Divisores e múltiplos Divisores e múltiplos
Divisores e múltiplos
 
Decomposição de um número natural em fatores primos alunos
Decomposição de um número natural em fatores primos   alunosDecomposição de um número natural em fatores primos   alunos
Decomposição de um número natural em fatores primos alunos
 
EquaçãO Do 1º Grau Office 2003
EquaçãO Do 1º Grau Office 2003EquaçãO Do 1º Grau Office 2003
EquaçãO Do 1º Grau Office 2003
 

Destaque (20)

Numeros primos
Numeros primosNumeros primos
Numeros primos
 
Algumas maneiras de demonstrar o teorema de pitágoras
Algumas maneiras de demonstrar o teorema de pitágorasAlgumas maneiras de demonstrar o teorema de pitágoras
Algumas maneiras de demonstrar o teorema de pitágoras
 
Apresentação de matemática
Apresentação de matemáticaApresentação de matemática
Apresentação de matemática
 
Grupo
GrupoGrupo
Grupo
 
Aplicações sobre o teorema de pitagoras
Aplicações sobre o teorema de pitagorasAplicações sobre o teorema de pitagoras
Aplicações sobre o teorema de pitagoras
 
Grupo 3
Grupo 3Grupo 3
Grupo 3
 
Grupo 1
Grupo 1Grupo 1
Grupo 1
 
Grupo 2
Grupo 2Grupo 2
Grupo 2
 
Grupo 4
Grupo 4Grupo 4
Grupo 4
 
Grupo 5
Grupo 5Grupo 5
Grupo 5
 
Cosseno
CossenoCosseno
Cosseno
 
2 lista 1 tri - 8 ano
2 lista   1 tri - 8 ano2 lista   1 tri - 8 ano
2 lista 1 tri - 8 ano
 
2 lista 1 tri - 9 ano
2 lista   1 tri - 9 ano2 lista   1 tri - 9 ano
2 lista 1 tri - 9 ano
 
Pitágoras e os pitagóricos
Pitágoras e os pitagóricosPitágoras e os pitagóricos
Pitágoras e os pitagóricos
 
Tangente
TangenteTangente
Tangente
 
âNgulos notáveis
âNgulos notáveisâNgulos notáveis
âNgulos notáveis
 
Relações trigonométricas
Relações trigonométricasRelações trigonométricas
Relações trigonométricas
 
Aplicações do teorema de pitágoras
Aplicações do teorema de pitágorasAplicações do teorema de pitágoras
Aplicações do teorema de pitágoras
 
A história dos números primos
A história dos números primosA história dos números primos
A história dos números primos
 
Exercícios monomios extra 8º ano
Exercícios monomios extra   8º anoExercícios monomios extra   8º ano
Exercícios monomios extra 8º ano
 

Semelhante a Números primos (1)

Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01
Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01
Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01
Carlos Andrade
 

Semelhante a Números primos (1) (20)

Números primos
Números primosNúmeros primos
Números primos
 
Nm
NmNm
Nm
 
Números
NúmerosNúmeros
Números
 
Aula 1 mat ef
Aula 1   mat efAula 1   mat ef
Aula 1 mat ef
 
Matematica multiplos
Matematica multiplosMatematica multiplos
Matematica multiplos
 
Matemática básica
Matemática básicaMatemática básica
Matemática básica
 
isoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdf
isoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdfisoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdf
isoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdf
 
Mat numeros primos
Mat numeros primosMat numeros primos
Mat numeros primos
 
Frações e números decimais
Frações e números decimaisFrações e números decimais
Frações e números decimais
 
Aula 6 ano MMC/MDC.pdf
Aula 6 ano MMC/MDC.pdfAula 6 ano MMC/MDC.pdf
Aula 6 ano MMC/MDC.pdf
 
Multiplos
MultiplosMultiplos
Multiplos
 
Numeros de Fibonacci
Numeros de FibonacciNumeros de Fibonacci
Numeros de Fibonacci
 
matemticabsica-111113222216-phpapp02.pptx
matemticabsica-111113222216-phpapp02.pptxmatemticabsica-111113222216-phpapp02.pptx
matemticabsica-111113222216-phpapp02.pptx
 
03_Matematica Banco do Brasil.pdf
03_Matematica Banco do Brasil.pdf03_Matematica Banco do Brasil.pdf
03_Matematica Banco do Brasil.pdf
 
Matemática basica
Matemática basicaMatemática basica
Matemática basica
 
Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01
Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01
Apostilamatematicanotacaoformulassimbolos 111208104224-phpapp01
 
Matematica
MatematicaMatematica
Matematica
 
Mat fracoes
Mat fracoesMat fracoes
Mat fracoes
 
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 4
Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 4Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 4
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 4
 
Matemática Básica
Matemática BásicaMatemática Básica
Matemática Básica
 

Mais de Adriano Capilupe

Mais de Adriano Capilupe (10)

Trabalho artes (carina)
Trabalho artes (carina)Trabalho artes (carina)
Trabalho artes (carina)
 
Ensino médio
Ensino médioEnsino médio
Ensino médio
 
Horário de aulas ensino fundamental 2013
Horário de aulas ensino fundamental 2013Horário de aulas ensino fundamental 2013
Horário de aulas ensino fundamental 2013
 
Projeto de artes 2013
Projeto de artes 2013Projeto de artes 2013
Projeto de artes 2013
 
Horario médio
Horario médioHorario médio
Horario médio
 
Horário de aulas ensino fundamental 2013
Horário de aulas ensino fundamental 2013Horário de aulas ensino fundamental 2013
Horário de aulas ensino fundamental 2013
 
Horariodeaulaspv 2ºsemestre
Horariodeaulaspv 2ºsemestreHorariodeaulaspv 2ºsemestre
Horariodeaulaspv 2ºsemestre
 
1 lista 900 - 1bi 2013
1 lista   900 - 1bi 20131 lista   900 - 1bi 2013
1 lista 900 - 1bi 2013
 
1 lista 1 bim 7ano
1 lista 1 bim 7ano1 lista 1 bim 7ano
1 lista 1 bim 7ano
 
1 lista 1bim 1 ano
1 lista 1bim 1 ano1 lista 1bim 1 ano
1 lista 1bim 1 ano
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

Números primos (1)

  • 1. Números primos Nome do grupo: Arthur, Lara, Marcelo e Talita. Na formação do conjunto dos números Naturais existe um tipo de numeral que possui a propriedade de ser divisível somente por um e por ele mesmo, recebendo a denominação de número primo. Por meio da fatoração (decomposição dos números em fatores primos) conseguimos representar os números de acordo com o Teorema Fundamental da Aritmética. Vamos observar alguns exemplos onde os numerais serão escritos na forma fatorada: 8 = 2 x 2 x 2 9 = 3 x 3 10 = 2 x 5 27 = 3 x 3 x 3 32 = 2 x 2 x 2 x 2 x 2 50 = 2 x 5 x 5 28 = 2 x 2 x 7 110 = 2 x 5 x 11 Números primos entre 1 e 100: 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31, 37, 41, 43, 47, 53, 59, 61, 67, 71, 73, 79, 83, 89, 97. Como fazer para descobrir se um número qualquer é primo ou não? O que é crivo de Eratóstenes? Já sabemos que todo número natural é divisível, pelo menos, por 1 e por ele mesmo. Sabemos também que, números primos é aquele divisível, apenas, por 1 e por ele mesmo. Os primeiros números primos, menores que 15, por exemplo, são fáceis de reconhecer: 2, 3, 5, 7, 11 e 13 Há uma maneira simples, que pode ser usada, para encontrar números primos. É pelo chamado Crivo de Eratóstenes, concebido por Ératóstenes, um matemático grego que viveu entre os anos 275 e 194 a. C.
  • 2. Metodo do crivo de eratontenes: 1) Primeiramente, escrevemos os números de 2 a 31; 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 2) Agora sublinhamos o número 2 e riscamos todos os outros números divisíveis por dois, ou seja, riscamos os demais números pares; 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 3) Em seguida, sublinhamos o primeiro número não riscado, que é o 3, e riscamos todos os outros números divisíveis por 3. 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 4) Sublinhamos o primeiro número não riscado, que é o 5, e riscamos todos os outros números divisíveis por 5; 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 5) Prosseguindo dessa maneira até o final, os números sublinhados são números primos, pois não são divisíveis por nenhum dos seus antecessores; 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Logo, os números naturais primos menores ou iguais a 31 são: 2, 3, 5, 7, 11, 13, 17, 19, 23, 29, 31 Entretanto, há infinitos números primos. Fica difícil fazer esse quadro para números grandes.