SlideShare uma empresa Scribd logo
E-BOOK:

“MANTENHA A AUTOMOTIVAÇÃO”
O Objetivo Desse E-BOOK é Fornecer
Ferramentas de Fácil Aplicação Prática, a
Fim de Se Obter Resultados Através de
Pessoas Motivadas
JULIO CESAR
S. SANTOS
Professor, Consultor e Palestrante. Articulista de Alguns Jornais no RJ, autor de
Vários Livros Sobre Estratégias de Marketing, Técnicas de Vendas e
Comportamento Gerencial.
Por mais de 20 anos treinou equipes de Atendentes, Supervisores e Gerentes de
Vendas, Marketing e Administração em empresas multinacionais de bens de
consumo e de serviços.
Elaborou o curso de "Gestão Empresarial" e atualmente ministra palestras e
treinamentos "In Company" nas áreas de Marketing, Administração, Técnicas de
Atendimento ao Cliente, Secretariado e Recursos Humanos.
Graduado em Administração de Empresas, Especialista em Marketing e Gestão
Empresarial, com MBA em Marketing no Mercado Globalizado e
Complementação Pedagógica.
Contatos: profigestao@yahoo.com.br
(21) 2233-1762 / (21) 9348-4170 / Site: www.profigestaoblog.wordpress.com
www.facebook.com/juliocesar.s.santos / Twitter: http://twitter.com/profi59
Este e-book é a segunda edição de uma série
editada pelo Portal “Profissionais em Gestão”
com objetivo de qualificar o leitor referente ao
tema da AUTOMOTIVAÇÃO.
Ele foi desenvolvido por JULIO CESAR S.
SANTOS, idealizador e editor de conteúdo do
Portal PROFIGESTÃO, profissional apaixonado
por Gestão de Empresas e Pessoas, onde
através deste material apresenta de forma
simples as questões da motivação humana.
Este e-book não pode ser vendido ou distribuído
por terceiros a não ser pelo seu autor ou fontes
autorizadas pelo mesmo.
MOTIVAÇÃO E ESTÍMULO
Alguns cientistas do comportamento humano acreditam
que a motivação é algo inerente à própria pessoa e que,
através de estímulos, outros possam facilitar esta
pequena mudança de percepção, a qual será
responsável por alguma mudança de comportamento

Se pessoas reagem a estímulos e são capazes de se auto
motivar, então cabe uma reflexão a respeito de como
estimulá-las para que estejam sempre motivadas. Qual a
diferença entre motivar e influenciar?

A primeira é uma reação a um estímulo e a segunda, uma
ação sobre alguém, que pode ser um estímulo ou não. Por
exemplo, quando se utilizam subterfúgios, manipulações e
intimidações, estamos influenciando, mas não
estimulando. O estímulo é sempre positivo; mas, a
influência, nem sempre.
Portanto, vamos analisar os estímulos que
podemos aplicar em nosso relacionamento com
os outros para facilitarmos a automotivação
deles. Dividem-se em seis – 6 – grupos:
1 - Reconhecimento - Uma das maiores
fontes de estímulo para as pessoas é
serem reconhecidas, quer seja por seu
trabalho, resultados ou esforço. Pessoas
sentem necessidade de receber feedback
para que elas se desenvolvam e, o
reconhecimento, é a principal forma de
feedback.

Muitas vezes um simples bom dia é suficiente para que a pessoa se
sinta valorizada e reconhecida, ainda mais se este bom dia for sincero
e dado num tom positivo. O sorriso também pode ter um grande
efeito. Ambos são mais eficazes se acompanhados do "olho no olho".
Coisas que negligenciamos no nosso corre-corre diário
2. Atividades do Trabalho
Quando podemos fazer algo desafiador,
conhecemos os objetivos e o padrão
esperado, sabemos a importância e o
impacto que as atividades e seus
resultados tem nos outros, nos Clientes e
na empresa como um todo, tal atividade
passa a ser prazerosa, mesmo que
tenhamos a impressão inicial de que ela
seja chata.

3 - Oportunidades : Mesmo que alguém não goste de assumir
riscos, deseja ter oportunidades. Boas oportunidades implicam em
correr um certo risco, e em poder errar. Havendo chance para o
aprendizado, o desenvolvimento, o erro, a participação nas
decisões, no planejamento e na execução, o teste e a
implementação das próprias ideias e a responsabilidade e a
recompensa pelos resultados, haverá um contexto favorável para a
motivação.
4. LIDERANÇA

Confiança nos líderes é ainda mais
importante, pois canaliza esta
autoconfiança para o alinhamento
com os valores e crenças que são
vividos na prática pela organização

Ter alguém dando o
exemplo através de
ações consistentes e não
só através das palavras é
também importante fonte 5. QUALIDADE DE VIDA
de estímulo. Sentir que
há uma presença forte,
Equilíbrio entre vida pessoal,
visionária, apoiadora e
profissional, social e espiritual,
exigente em uma medida
onde as urgências são quase
equilibrada nos faz
estarmos confiantes em inexistentes, há tempo para as
atividades mais importantes e
nós mesmos e na
prioritárias, existem recursos
organização.
Autoconfiança é
disponíveis ou alternativas
fundamental para a
aceitáveis e o índice de estresse é
motivação
quase nulo
6. RELACIONAMENTOS

Um ambiente de trabalho
cooperativo, onde se
enfatizem equilibradamente
os feitos individuais e os da
equipe, onde cada pessoa
saiba que as necessidades
do grupo se sobrepõem às
dos indivíduos e onde haja
um genuíno interesse de
cada um nos outros como
seres humanos, e não como
recursos humanos

Os Fatores Pessoais da Motivação e o Papel do Líder
Motivação é um estado pessoal e intransferível.
Para muitos autores, ninguém tem o poder de
motivar ninguém. Pode-se incentivar, transmitir
entusiasmo, emocionar, seduzir, aliciar e
estimular, mas motivar, NÃO.
Motivação não é uma "injeção de ânimo"
que se aplica em alguém. O entusiasmo é
altamente contagioso; mas, como toda
virose, ele cumpre o seu ciclo e passa
Incentivo é influência exercida por
agente externo, através de um estímulo
capaz de gerar empenho. Cessado o
estímulo, cessa o empenho. Estados
emocionais são fáceis de provocar, mas
mudam com facilidade

Entretanto, apesar de pessoal e intransferível, a
motivação sofre influência de fatores externos ao
indivíduo, porque todos nós influenciamos e somos
influenciados pelo ambiente. Existem, portanto, duas
maneiras de se analisar a motivação: "de fora" ou "de
dentro" - ou seja - a motivação do outro ou a nossa
própria motivação
Pela perspectiva da
1. O Compromisso Com o Objetivo
liderança, a motivação
depende de cinco (5)
2. A Expectativa de Crescimento
condições:
Através do Trabalho

3. A Forma de
Atuação do Líder

4. Recompensas Adequadas às
Necessidades Pessoais

5. Adequação da Atividade Ao Perfil Individual
O papel do líder Mas sabendo também que se trata de
é prover essas
condições necessárias mas não
cinco condições suficientes, ou seja, pode ocorrer que
para seu grupo,
todas as cinco condições estejam
sabendo que, se
presentes e mesmo assim falte
faltar uma delas,
motivação, pois se trata de uma
não haverá
equação que inclui outras variáveis, de
motivação
caráter pessoal e intransferível
Considerando a questão a partir de uma
perspectiva individual – pois se trata de
uma condição pessoal – é preciso
reconhecer que existem três (3) fatores
pessoais de motivação:

GOSTAR DO QUE FAZ
Quem faz o que não gosta
precisa lutar contra o
tédio, violentando suas
Comprometer-se Com o Que Faz
preferências, o que é
altamente desmotivador.
Reconhecer em seu trabalho uma causa
Temos aqui o "perfil
pessoal é fonte de realização, que
motivacional" considerado
do ponto de vista de quem
resulta em motivação
elege para si uma
Sem comprometimento não há
determinada atividade.
motivação
Prazer produz motivação
Como poderemos saber se o trabalho nos
Estabelecer conduz na direção desejada? Determinando
Metas
aonde queremos chegar. Buscar realização
Pessoais:
pessoal através do trabalho motiva mais que
o próprio trabalho, por mais especial que seja

Manter-se motivado é,
portanto, um trabalho de
automotivação. Uma pessoa
que gosta do que faz e se
compromete com o que faz
– porque considera
importante sua atividade e
tem metas pessoais bem
definidas, que lhe dão
perspectiva de auto
realização através do
trabalho – será uma pessoa
motivada

Todos nós podemos construir
nossa motivação, a partir de um
projeto de vida que contemple a
importância e a utilidade do
trabalho, o prazer que ele nos
proporciona e sua relação com os
nossos valores pessoais.
Portanto, quem tiver coragem de
buscar motivação por esse
caminho, fará uma revolução em
sua vida
MOTIVAÇÃO:
A ALAVANCA DO
SUCESSO
A motivação é uma fonte
inspiradora para qualquer
pessoa buscar uma meta, é
o que nos impulsiona para
lutar todos os dias pelos
nossos sonhos. É o que nos
faz enfrentar as
barreiras, as
adversidades, sendo nosso
combustível principal. Ela
vem de dentro para
fora, como a inspiração, a
vontade, o desejo e gana
de sempre querer alguma
coisa a mais

Qualquer pessoa para subir na
vida precisará de uma
motivação, de um motivo para
entrar em ação. Às vezes a
motivação pode vir de fora para
dentro, como por exemplo, um
elogio, um reconhecimento, uma
palavra de apoio ou uma
promoção de cargo
O simples fato de estabelecermos
metas, traz a cada dia a energia
necessária para percorrermos o
caminho até alcançarmos o objetivo.
Mas o fato de apenas pensar nas metas
não significa a garantia de alcançá-las.
É preciso tirá-las da cabeça, colocá-las
no papel e depois planejar como irá
alcançá-las. É preciso ação

Para você estar motivado,
primeiro elimine do seu
vocabulário, frases do tipo: “é
Você se lembra da estória do difícil, não vou conseguir, sempre
desenho animado" Lip e o
fui assim.” Isso são crenças
Hardy"? O Hardy não conseguia limitadoras. Elas nos limitam e
nada porque vivia repetindo:
fazem com que a gente fique
Oh! Céus! Oh! Vida! Oh! Azar! Eu
estagnado numa zona de
Sabia Que Não ia dar certo!
conforto
É claro que não dava certo, porque
as nossas palavras têm o poder de
destruir ou construir. Para
mantermos a motivação, fuja de
pessoas chatas, negativas e
pessimistas, pois elas sugam
nossas energias e entusiasmo.
São o tipo de pessoa que, quando
o Tarzan luta contra o jacaré, ela
torce pelo jacaré.

Uma pessoa motivada, cuida sempre da sua imagem. Isso por que não
basta somente campeão, tem que parecer um campeão. Lembre-se,
antes do cliente adquirir seu produto (ou serviço) ele comprará
primeiro a sua imagem, aparência e sua apresentação

Como dizia Indira Ghandi - “Existem dois tipos de
pessoas: _ As que fazem acontecer
E as que esperam acontecer”
DICAS PARA A
AUTOMOTIVAÇÃO:
1. Acredite em Si Mesmo
Deixe Apenas os
Pensamentos Positivos
Dominarem Seus
Pensamentos, Tais Como:

- Tenho valor;
- Gosto de mim;
- Sou forte e confiante;
- Posso lidar com os
contratempos;
-Sei que o futuro reserva
boas oportunidades para
mim

Forçar-se a pensar assim,
pode ser difícil no início e,
somente quando você
acreditar que merece o
sucesso, ele virá até você.
2. Supere o Medo:
O medo gera estresse,
pânico e ansiedade. Ele
acaba com seus planos e
objetivos. Veja algumas
maneiras de superá-lo:

Identifique e entenda seus medos; Desenvolva sua
autoconfiança; Tome uma atitude, pois quando você começa a
fazer algo seus medos tendem a desaparecer
3. Cresça Com Seus Erros e Fracassos:
Sócrates dizia que era mais perigoso adquirir
conhecimento do que comida, pois se você comprar
carne estragada irá jogá-la fora, não permitindo que
ela prejudique seu organismo.
Mas, diferentemente dos alimentos estragados,
as ideias absorvidas pela mente não são tão
fáceis de sair. Quando você aprende com erros e
fracassos, eles deverão ser jogados fora como
comida estragada. Julgar-se apenas
considerando os erros e fracassos, é garantir
para si mais erros e mais fracassos

4. Comece Agora:
Comece o mais
rápido possível.
Lembre-se que,
na sua vida
profissional:
A) Aceite os Desafios

B) Tenha Orgulho das Suas
Realizações: Embora você não
possa ignorar problemas futuros,
não deve se esquecer de
comemorar o sucesso de hoje.
Mesmo pequenas conquistas
podem ser motivo de muito
orgulho

Eles são oportunidades para sair da rotina de seu trabalho
e aumentar seus conhecimentos
C) VISUALIZE O
SUCESSO :
Faça isso, da maneira mais
clara possível. A imagem
deve ser tão boa que você
faria tudo para participar
dela.
D) SEJA FLEXÍVEL :
A dificuldade de se adaptar ou mudar, pode acabar
com a automotivação. A solução pode ser a
flexibilidade – uma disposição para adaptar os
objetivos para que eles se ajustem melhor a seus
valores e conhecimentos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação De Desempenho
Avaliação De DesempenhoAvaliação De Desempenho
Avaliação De Desempenho
Josevani Tocchetto
 
Atitude como um diferencial profissional e pessoal
Atitude como um diferencial profissional e pessoalAtitude como um diferencial profissional e pessoal
Atitude como um diferencial profissional e pessoal
Fabrício Ottoni
 
8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua Non8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua Non
Jorge Covacs
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
José Augusto Correa
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
Hesau Monteiro
 
Treinamento Motivacao
Treinamento MotivacaoTreinamento Motivacao
Treinamento Motivacao
Gabriel Rodrigo Madeira
 
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Renato Martinelli
 
O Papel Do Novo LíDer
O Papel Do Novo LíDerO Papel Do Novo LíDer
O Papel Do Novo LíDer
tati_spazziano
 
Liderança
LiderançaLiderança
Automotivação
AutomotivaçãoAutomotivação
Automotivação
João Rafael Lopes
 
Estilo de liderança
Estilo de liderançaEstilo de liderança
Estilo de liderança
MkrH Uniesp
 
Apresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipeApresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipe
Denisia Teixeira
 
Curso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e ComunicaçãoCurso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e Comunicação
Dario Vedana
 
Estilos lideranca
Estilos liderancaEstilos lideranca
Estilos lideranca
Silmara Borghetti
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
Diego Allan Oliveira
 
Você está satisfeito com seu trabalho motivação.
Você está satisfeito com seu trabalho  motivação.Você está satisfeito com seu trabalho  motivação.
Você está satisfeito com seu trabalho motivação.
Jamyle Braga
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
Vania Cardoso
 
Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13
Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13
Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13
Prof. Randes Enes, M.Sc.
 
Motivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipeMotivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipe
Rúbian Fátima
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipe
aavbatista
 

Mais procurados (20)

Avaliação De Desempenho
Avaliação De DesempenhoAvaliação De Desempenho
Avaliação De Desempenho
 
Atitude como um diferencial profissional e pessoal
Atitude como um diferencial profissional e pessoalAtitude como um diferencial profissional e pessoal
Atitude como um diferencial profissional e pessoal
 
8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua Non8 Competências Emocionais Sine Qua Non
8 Competências Emocionais Sine Qua Non
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Treinamento Motivacao
Treinamento MotivacaoTreinamento Motivacao
Treinamento Motivacao
 
Estilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do LíderEstilos de Liderança - Postura do Líder
Estilos de Liderança - Postura do Líder
 
O Papel Do Novo LíDer
O Papel Do Novo LíDerO Papel Do Novo LíDer
O Papel Do Novo LíDer
 
Liderança
LiderançaLiderança
Liderança
 
Automotivação
AutomotivaçãoAutomotivação
Automotivação
 
Estilo de liderança
Estilo de liderançaEstilo de liderança
Estilo de liderança
 
Apresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipeApresentação do tema motivação da equipe
Apresentação do tema motivação da equipe
 
Curso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e ComunicaçãoCurso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e Comunicação
 
Estilos lideranca
Estilos liderancaEstilos lideranca
Estilos lideranca
 
Trabalho em equipe
Trabalho em equipeTrabalho em equipe
Trabalho em equipe
 
Você está satisfeito com seu trabalho motivação.
Você está satisfeito com seu trabalho  motivação.Você está satisfeito com seu trabalho  motivação.
Você está satisfeito com seu trabalho motivação.
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
 
Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13
Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13
Ppt apostila liderança de equipes_prof. randes_13.02.13
 
Motivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipeMotivação e trabalho em equipe
Motivação e trabalho em equipe
 
Trabalho Em Equipe
Trabalho Em EquipeTrabalho Em Equipe
Trabalho Em Equipe
 

Semelhante a Mantenha a automotivação

Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãOSucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
frsalviano
 
Boletim coaching julho 2015
Boletim coaching   julho 2015Boletim coaching   julho 2015
Boletim coaching julho 2015
Myrthes Lutke
 
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Unip e Uniplan
 
A importância da auto-motivação
A importância da auto-motivaçãoA importância da auto-motivação
A importância da auto-motivação
Teresa Batista
 
Motivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradoresMotivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradores
marcoslutherodeoliveira
 
Motivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradoresMotivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradores
Marcos Luthero
 
Motivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradoresMotivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradores
marcoslutherodeoliveira
 
Aut omotivação
Aut omotivaçãoAut omotivação
Aut omotivação
Louene Saríah
 
Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...
Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...
Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...
Lúcia Choi
 
Sucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertido
Sucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertidoSucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertido
Sucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertido
Rodrigo Cascavel
 
Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013
Ivana M T Hilgert
 
Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Chibatinha
 
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoalAuto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Cursos Profissionalizantes
 
Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...
Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...
Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...
Interidade Cursos Online - Consultoria - Mentoria - Produção Digital
 
O desenvolvimento pessoal e profissional com coaching
O desenvolvimento pessoal e profissional com coachingO desenvolvimento pessoal e profissional com coaching
O desenvolvimento pessoal e profissional com coaching
luizadell
 
Apostila Completa Autoliderança.pdf
Apostila Completa Autoliderança.pdfApostila Completa Autoliderança.pdf
Apostila Completa Autoliderança.pdf
Gestão Integrada Soluções Empresariais
 
Técnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiançaTécnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiança
Teresa Batista
 
autoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdfautoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdf
Telma Lima
 
Motivação no trabalho - Slides.ppt
Motivação no trabalho - Slides.pptMotivação no trabalho - Slides.ppt
Motivação no trabalho - Slides.ppt
GeorgeAlves8
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
francisleide
 

Semelhante a Mantenha a automotivação (20)

Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãOSucesso, PerseverançA E MotivaçãO
Sucesso, PerseverançA E MotivaçãO
 
Boletim coaching julho 2015
Boletim coaching   julho 2015Boletim coaching   julho 2015
Boletim coaching julho 2015
 
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
Modelos de liderança 8a aula 31/03/2011
 
A importância da auto-motivação
A importância da auto-motivaçãoA importância da auto-motivação
A importância da auto-motivação
 
Motivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradoresMotivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradores
 
Motivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradoresMotivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradores
 
Motivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradoresMotivação como estimular os seus colaboradores
Motivação como estimular os seus colaboradores
 
Aut omotivação
Aut omotivaçãoAut omotivação
Aut omotivação
 
Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...
Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...
Competências de uma_Líder_de_Sucesso - Dicas_Práticas - Lucia_Choi_e_Mulheres...
 
Sucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertido
Sucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertidoSucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertido
Sucesso perseverana-e-motivao-1203443212485349-2-convertido
 
Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013Lider coach palestra FTEC 2013
Lider coach palestra FTEC 2013
 
Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9Palestrasecretrias 1228765103211586-9
Palestrasecretrias 1228765103211586-9
 
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoalAuto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
Auto-motivação auto-estima e desenvolvimento pessoal
 
Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...
Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...
Descubra como funciona a mente das pessoas e como motivá las para apoiar e vo...
 
O desenvolvimento pessoal e profissional com coaching
O desenvolvimento pessoal e profissional com coachingO desenvolvimento pessoal e profissional com coaching
O desenvolvimento pessoal e profissional com coaching
 
Apostila Completa Autoliderança.pdf
Apostila Completa Autoliderança.pdfApostila Completa Autoliderança.pdf
Apostila Completa Autoliderança.pdf
 
Técnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiançaTécnicas para aumentar a autoconfiança
Técnicas para aumentar a autoconfiança
 
autoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdfautoestima estatisticas.pdf
autoestima estatisticas.pdf
 
Motivação no trabalho - Slides.ppt
Motivação no trabalho - Slides.pptMotivação no trabalho - Slides.ppt
Motivação no trabalho - Slides.ppt
 
Liderança e motivação
Liderança e motivaçãoLiderança e motivação
Liderança e motivação
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 

Mais de PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas (20)

Comportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de TrabalhoComportamento em Ambientes de Trabalho
Comportamento em Ambientes de Trabalho
 
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes SociaisComo Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
Como Utilizar o Marketing nas Redes Sociais
 
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
Ambiente Empreendedor nas Corporações e a Proposta de Um Modelo de Inovação P...
 
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes CorporativosPostura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
Postura e Imagem Profissional em Ambientes Corporativos
 
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
Psicologia do Trabalho (Uma Introdução ao Estudo do Comportamento e da Person...
 
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptxO Processo de Transporte de Cargas.pptx
O Processo de Transporte de Cargas.pptx
 
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptxConceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
Conceitos, Evolução e Processos Logísticos.pptx
 
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas OrganizacõesA Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
A Criatividade Como Estratégia Competitiva Nas Organizacões
 
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
A Ciência Política e as Implicações Filosóficas, Sociológicas e Jurídicas no ...
 
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptxTécnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
Técnicas de Relacionamentos Interpessoais.pptx
 
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptxA Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
A Identidade Visual na Criação de Uma Marca.pptx
 
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptxGestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
Gestão Financeira Para Pequenas Empresas.pptx
 
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptxA Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
A Contabilidade Como Instrumento Gerencial.pptx
 
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptxProgramação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
Programação Neurolinguística – História, Competências e Pressupostos.pptx
 
DINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptxDINÂMICA de GRUPO.pptx
DINÂMICA de GRUPO.pptx
 
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptxAUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
AUXILIAR DE ESCRITÓRIO.pptx
 
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptxDESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
DESENVOLVIMENTO PESSOAL no TRABALHO.pptx
 
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptxINTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
INTELIGÊNCIA de NEGÓCIOS.pptx
 
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
 
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
Psicologia Organizacional (Histórico, Conceitos e Clima)
 

Último

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 

Último (20)

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 

Mantenha a automotivação

  • 1. E-BOOK: “MANTENHA A AUTOMOTIVAÇÃO” O Objetivo Desse E-BOOK é Fornecer Ferramentas de Fácil Aplicação Prática, a Fim de Se Obter Resultados Através de Pessoas Motivadas
  • 2. JULIO CESAR S. SANTOS Professor, Consultor e Palestrante. Articulista de Alguns Jornais no RJ, autor de Vários Livros Sobre Estratégias de Marketing, Técnicas de Vendas e Comportamento Gerencial. Por mais de 20 anos treinou equipes de Atendentes, Supervisores e Gerentes de Vendas, Marketing e Administração em empresas multinacionais de bens de consumo e de serviços. Elaborou o curso de "Gestão Empresarial" e atualmente ministra palestras e treinamentos "In Company" nas áreas de Marketing, Administração, Técnicas de Atendimento ao Cliente, Secretariado e Recursos Humanos. Graduado em Administração de Empresas, Especialista em Marketing e Gestão Empresarial, com MBA em Marketing no Mercado Globalizado e Complementação Pedagógica. Contatos: profigestao@yahoo.com.br (21) 2233-1762 / (21) 9348-4170 / Site: www.profigestaoblog.wordpress.com www.facebook.com/juliocesar.s.santos / Twitter: http://twitter.com/profi59
  • 3. Este e-book é a segunda edição de uma série editada pelo Portal “Profissionais em Gestão” com objetivo de qualificar o leitor referente ao tema da AUTOMOTIVAÇÃO. Ele foi desenvolvido por JULIO CESAR S. SANTOS, idealizador e editor de conteúdo do Portal PROFIGESTÃO, profissional apaixonado por Gestão de Empresas e Pessoas, onde através deste material apresenta de forma simples as questões da motivação humana. Este e-book não pode ser vendido ou distribuído por terceiros a não ser pelo seu autor ou fontes autorizadas pelo mesmo.
  • 4. MOTIVAÇÃO E ESTÍMULO Alguns cientistas do comportamento humano acreditam que a motivação é algo inerente à própria pessoa e que, através de estímulos, outros possam facilitar esta pequena mudança de percepção, a qual será responsável por alguma mudança de comportamento Se pessoas reagem a estímulos e são capazes de se auto motivar, então cabe uma reflexão a respeito de como estimulá-las para que estejam sempre motivadas. Qual a diferença entre motivar e influenciar? A primeira é uma reação a um estímulo e a segunda, uma ação sobre alguém, que pode ser um estímulo ou não. Por exemplo, quando se utilizam subterfúgios, manipulações e intimidações, estamos influenciando, mas não estimulando. O estímulo é sempre positivo; mas, a influência, nem sempre.
  • 5. Portanto, vamos analisar os estímulos que podemos aplicar em nosso relacionamento com os outros para facilitarmos a automotivação deles. Dividem-se em seis – 6 – grupos: 1 - Reconhecimento - Uma das maiores fontes de estímulo para as pessoas é serem reconhecidas, quer seja por seu trabalho, resultados ou esforço. Pessoas sentem necessidade de receber feedback para que elas se desenvolvam e, o reconhecimento, é a principal forma de feedback. Muitas vezes um simples bom dia é suficiente para que a pessoa se sinta valorizada e reconhecida, ainda mais se este bom dia for sincero e dado num tom positivo. O sorriso também pode ter um grande efeito. Ambos são mais eficazes se acompanhados do "olho no olho". Coisas que negligenciamos no nosso corre-corre diário
  • 6. 2. Atividades do Trabalho Quando podemos fazer algo desafiador, conhecemos os objetivos e o padrão esperado, sabemos a importância e o impacto que as atividades e seus resultados tem nos outros, nos Clientes e na empresa como um todo, tal atividade passa a ser prazerosa, mesmo que tenhamos a impressão inicial de que ela seja chata. 3 - Oportunidades : Mesmo que alguém não goste de assumir riscos, deseja ter oportunidades. Boas oportunidades implicam em correr um certo risco, e em poder errar. Havendo chance para o aprendizado, o desenvolvimento, o erro, a participação nas decisões, no planejamento e na execução, o teste e a implementação das próprias ideias e a responsabilidade e a recompensa pelos resultados, haverá um contexto favorável para a motivação.
  • 7. 4. LIDERANÇA Confiança nos líderes é ainda mais importante, pois canaliza esta autoconfiança para o alinhamento com os valores e crenças que são vividos na prática pela organização Ter alguém dando o exemplo através de ações consistentes e não só através das palavras é também importante fonte 5. QUALIDADE DE VIDA de estímulo. Sentir que há uma presença forte, Equilíbrio entre vida pessoal, visionária, apoiadora e profissional, social e espiritual, exigente em uma medida onde as urgências são quase equilibrada nos faz estarmos confiantes em inexistentes, há tempo para as atividades mais importantes e nós mesmos e na prioritárias, existem recursos organização. Autoconfiança é disponíveis ou alternativas fundamental para a aceitáveis e o índice de estresse é motivação quase nulo
  • 8. 6. RELACIONAMENTOS Um ambiente de trabalho cooperativo, onde se enfatizem equilibradamente os feitos individuais e os da equipe, onde cada pessoa saiba que as necessidades do grupo se sobrepõem às dos indivíduos e onde haja um genuíno interesse de cada um nos outros como seres humanos, e não como recursos humanos Os Fatores Pessoais da Motivação e o Papel do Líder Motivação é um estado pessoal e intransferível. Para muitos autores, ninguém tem o poder de motivar ninguém. Pode-se incentivar, transmitir entusiasmo, emocionar, seduzir, aliciar e estimular, mas motivar, NÃO.
  • 9. Motivação não é uma "injeção de ânimo" que se aplica em alguém. O entusiasmo é altamente contagioso; mas, como toda virose, ele cumpre o seu ciclo e passa Incentivo é influência exercida por agente externo, através de um estímulo capaz de gerar empenho. Cessado o estímulo, cessa o empenho. Estados emocionais são fáceis de provocar, mas mudam com facilidade Entretanto, apesar de pessoal e intransferível, a motivação sofre influência de fatores externos ao indivíduo, porque todos nós influenciamos e somos influenciados pelo ambiente. Existem, portanto, duas maneiras de se analisar a motivação: "de fora" ou "de dentro" - ou seja - a motivação do outro ou a nossa própria motivação
  • 10. Pela perspectiva da 1. O Compromisso Com o Objetivo liderança, a motivação depende de cinco (5) 2. A Expectativa de Crescimento condições: Através do Trabalho 3. A Forma de Atuação do Líder 4. Recompensas Adequadas às Necessidades Pessoais 5. Adequação da Atividade Ao Perfil Individual O papel do líder Mas sabendo também que se trata de é prover essas condições necessárias mas não cinco condições suficientes, ou seja, pode ocorrer que para seu grupo, todas as cinco condições estejam sabendo que, se presentes e mesmo assim falte faltar uma delas, motivação, pois se trata de uma não haverá equação que inclui outras variáveis, de motivação caráter pessoal e intransferível
  • 11. Considerando a questão a partir de uma perspectiva individual – pois se trata de uma condição pessoal – é preciso reconhecer que existem três (3) fatores pessoais de motivação: GOSTAR DO QUE FAZ Quem faz o que não gosta precisa lutar contra o tédio, violentando suas Comprometer-se Com o Que Faz preferências, o que é altamente desmotivador. Reconhecer em seu trabalho uma causa Temos aqui o "perfil pessoal é fonte de realização, que motivacional" considerado do ponto de vista de quem resulta em motivação elege para si uma Sem comprometimento não há determinada atividade. motivação Prazer produz motivação
  • 12. Como poderemos saber se o trabalho nos Estabelecer conduz na direção desejada? Determinando Metas aonde queremos chegar. Buscar realização Pessoais: pessoal através do trabalho motiva mais que o próprio trabalho, por mais especial que seja Manter-se motivado é, portanto, um trabalho de automotivação. Uma pessoa que gosta do que faz e se compromete com o que faz – porque considera importante sua atividade e tem metas pessoais bem definidas, que lhe dão perspectiva de auto realização através do trabalho – será uma pessoa motivada Todos nós podemos construir nossa motivação, a partir de um projeto de vida que contemple a importância e a utilidade do trabalho, o prazer que ele nos proporciona e sua relação com os nossos valores pessoais. Portanto, quem tiver coragem de buscar motivação por esse caminho, fará uma revolução em sua vida
  • 13. MOTIVAÇÃO: A ALAVANCA DO SUCESSO A motivação é uma fonte inspiradora para qualquer pessoa buscar uma meta, é o que nos impulsiona para lutar todos os dias pelos nossos sonhos. É o que nos faz enfrentar as barreiras, as adversidades, sendo nosso combustível principal. Ela vem de dentro para fora, como a inspiração, a vontade, o desejo e gana de sempre querer alguma coisa a mais Qualquer pessoa para subir na vida precisará de uma motivação, de um motivo para entrar em ação. Às vezes a motivação pode vir de fora para dentro, como por exemplo, um elogio, um reconhecimento, uma palavra de apoio ou uma promoção de cargo
  • 14. O simples fato de estabelecermos metas, traz a cada dia a energia necessária para percorrermos o caminho até alcançarmos o objetivo. Mas o fato de apenas pensar nas metas não significa a garantia de alcançá-las. É preciso tirá-las da cabeça, colocá-las no papel e depois planejar como irá alcançá-las. É preciso ação Para você estar motivado, primeiro elimine do seu vocabulário, frases do tipo: “é Você se lembra da estória do difícil, não vou conseguir, sempre desenho animado" Lip e o fui assim.” Isso são crenças Hardy"? O Hardy não conseguia limitadoras. Elas nos limitam e nada porque vivia repetindo: fazem com que a gente fique Oh! Céus! Oh! Vida! Oh! Azar! Eu estagnado numa zona de Sabia Que Não ia dar certo! conforto
  • 15. É claro que não dava certo, porque as nossas palavras têm o poder de destruir ou construir. Para mantermos a motivação, fuja de pessoas chatas, negativas e pessimistas, pois elas sugam nossas energias e entusiasmo. São o tipo de pessoa que, quando o Tarzan luta contra o jacaré, ela torce pelo jacaré. Uma pessoa motivada, cuida sempre da sua imagem. Isso por que não basta somente campeão, tem que parecer um campeão. Lembre-se, antes do cliente adquirir seu produto (ou serviço) ele comprará primeiro a sua imagem, aparência e sua apresentação Como dizia Indira Ghandi - “Existem dois tipos de pessoas: _ As que fazem acontecer E as que esperam acontecer”
  • 16. DICAS PARA A AUTOMOTIVAÇÃO: 1. Acredite em Si Mesmo Deixe Apenas os Pensamentos Positivos Dominarem Seus Pensamentos, Tais Como: - Tenho valor; - Gosto de mim; - Sou forte e confiante; - Posso lidar com os contratempos; -Sei que o futuro reserva boas oportunidades para mim Forçar-se a pensar assim, pode ser difícil no início e, somente quando você acreditar que merece o sucesso, ele virá até você.
  • 17. 2. Supere o Medo: O medo gera estresse, pânico e ansiedade. Ele acaba com seus planos e objetivos. Veja algumas maneiras de superá-lo: Identifique e entenda seus medos; Desenvolva sua autoconfiança; Tome uma atitude, pois quando você começa a fazer algo seus medos tendem a desaparecer 3. Cresça Com Seus Erros e Fracassos: Sócrates dizia que era mais perigoso adquirir conhecimento do que comida, pois se você comprar carne estragada irá jogá-la fora, não permitindo que ela prejudique seu organismo.
  • 18. Mas, diferentemente dos alimentos estragados, as ideias absorvidas pela mente não são tão fáceis de sair. Quando você aprende com erros e fracassos, eles deverão ser jogados fora como comida estragada. Julgar-se apenas considerando os erros e fracassos, é garantir para si mais erros e mais fracassos 4. Comece Agora: Comece o mais rápido possível. Lembre-se que, na sua vida profissional: A) Aceite os Desafios B) Tenha Orgulho das Suas Realizações: Embora você não possa ignorar problemas futuros, não deve se esquecer de comemorar o sucesso de hoje. Mesmo pequenas conquistas podem ser motivo de muito orgulho Eles são oportunidades para sair da rotina de seu trabalho e aumentar seus conhecimentos
  • 19. C) VISUALIZE O SUCESSO : Faça isso, da maneira mais clara possível. A imagem deve ser tão boa que você faria tudo para participar dela. D) SEJA FLEXÍVEL : A dificuldade de se adaptar ou mudar, pode acabar com a automotivação. A solução pode ser a flexibilidade – uma disposição para adaptar os objetivos para que eles se ajustem melhor a seus valores e conhecimentos.