SlideShare uma empresa Scribd logo
Lista de Exercícios- Biologia
Fluxo de Energia e Ciclo da Matéria
1. (Unifesp) Considere as definições
seguintes.
I. Pirâmide de números: expressa o número
de indivíduos por nível trófico.
II. Pirâmide de biomassa: expressa a massa
seca ("peso seco") de matéria orgânica por
nível trófico (g/m2).
III. Pirâmide de energia: expressa a energia
acumulada por nível trófico (kJ/m2).
Se o fluxo de energia no Cerrado brasileiro
for representado por esses três tipos de
pirâmides, o resultado obtido quanto à forma
de cada uma será:
2. (UEG 2013) As transformações, a
distribuição e o aproveitamento de energia na
natureza apresentam muitas peculiaridades.
Dentre elas, destaca-se:
a) a energia na forma de luz é convertida
em energia química dos alimentos e perde-se
na forma de calor, que não é reutilizado.
b) a fotossíntese transforma energia
luminosa em energia física que, por sua vez,
é armazenada na matéria orgânica.
c) a quantidade de energia aumenta a cada
transferência de um ser vivo para outro,
confirmando a entropia natural.
d) nos ecossistemas, a energia tem fluxo
unidirecional, ou seja, é constantemente
reciclada e reaproveitada.
Você já ouviu falar no vírus Nipah? Pois ele
quase provocou uma tragédia na Malásia, em
1998. Ele foi encontrado em morcegos que se
alimentavam de frutos (frugívoros). As
fazendas de criação de porcos invadiram o
ambiente natural dos morcegos. Instalados
sob as árvores, os chiqueiros ficaram cheios
de frutas mordidas, fezes e urina infectada.
Os porcos adoeceram e as pessoas foram
contaminadas pela carne ou excrementos dos
animais – dos infectados, 50% morreram.
Fonte: Disponível em
<http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/UMA+AMEAÇA+A+ME
NOS>. Acesso em: 20 de jul. 2012. (adaptado)
3. (UFSM 2013) Considerando as
informações do texto, pode-se afirmar:
I. A sequência morcego porco homem é
um exemplo de cadeia alimentar.
II. No texto, a expressão “ambiente natural”
é sinônimo de hábitat.
III.Em relação às árvores, os morcegos são
consumidores primários.
Está(ão) correta(s)
a) apenas I.
b) apenas II.
c) apenas III.
d) apenas I e II.
e) apenas II e III.
4. (PUC-SP 2008) Considere três espécies
de animais que vivem em uma comunidade,
indicadas por 1, 2 e 3:
I. a espécie 1 é presa de 3;
II. a espécie 2 é predadora de 1;
III.a espécie 3 é presa de 2.
Um pesquisador constatou que a espécie 1 é
herbívora, o que permite concluir que, na
cadeia alimentar em questão:
a) 1 é produtora.
b) 2 é consumidora secundária e terciária.
c) 3 é consumidora secundária e terciária.
d) 1 e 2 são consumidoras primárias.
e) 2 e 3 são consumidoras primárias.
5. (Fuvest) O esquema a seguir representa
as principais relações alimentares entre
espécies que vivem num lago de uma região
equatorial.
Com relação a esse ambiente:
a) Indique os consumidores primários.
b) Dentre os consumidores, indique quais
ocupam um único nível trófico.
c) Explique como o aumento das
populações das aves pode impactar as
populações de mosquitos.
6. A sequencia indica os crescentes níveis
de organização biológica:
Os níveis I, III e IV correspondem,
respectivamente, à
a) órgão, organismo e comunidade.
b) tecido, organismo e comunidade.
c) órgão, tecido e ecossistema.
d) tecido, órgão e bioma.
e) tecido, comunidade e ecossistema.
7. O esquema abaixo representa parte de
uma teia ecológica onde as setas representam
o fluxo alimentar.
Com relação aos seres participantes da teia
esquematizada, é correto afirmar que:
a) lagarto e sabiá são onívoros.
b) lagarto é somente consumidor
secundário.
c) louva-a-deus é consumidor primário.
d) gavião pode ser consumidor terciário.
e) rã e sabiá ocupam o mesmo nicho
ecológico.
8. Os organismos vivos obtêm sua nutrição
de diversas maneiras. Heterótrofa é a
nutrição de organismos incapazes de
sintetizar compostos orgânicos a partir de
inorgânicos. São heterótrofos
a) os animais, os fungos e a maioria das
bactérias.
b) os vegetais, os liquens e a minoria das
bactérias.
c) os vegetais, os fungos e a minoria das
bactérias.
d) os animais, os liquens e a minoria das
bactérias.
e) os animais, as algas e a maioria das
bactérias.
9. Considere a cadeia alimentar e as
pirâmides ecológicas a seguir:
árvore - pulgões - joaninhas - pássaros
As pirâmides de energia e de números
numeradas, referentes à cadeia alimentar
apresentada, são, respectivamente:
a) I e II. b) II e III. c) III e IV d) II e IV. e) I
e IV.
Dedicação!!!
Prof Carlos Priante

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercicios cadeia-alimentar-2
Exercicios cadeia-alimentar-2Exercicios cadeia-alimentar-2
Exercicios cadeia-alimentar-2
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação de-língua-portuguesa1 4ano
Avaliação de-língua-portuguesa1 4anoAvaliação de-língua-portuguesa1 4ano
Avaliação de-língua-portuguesa1 4ano
Valdirene Cabrera Mendes
 
Atividades sobre cadeia alimentar
Atividades sobre cadeia alimentar Atividades sobre cadeia alimentar
Atividades sobre cadeia alimentar
Delziene Jesus
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre células
MINEDU
 
Tipos de solo
Tipos  de  soloTipos  de  solo
Tipos de solo
Andrea Barreto
 
Avaliação mensal de biologia
Avaliação mensal de biologiaAvaliação mensal de biologia
Avaliação mensal de biologia
Atividades Diversas Cláudia
 
Lista 1 2014 - propriedade dos materiais
Lista 1   2014 - propriedade dos materiaisLista 1   2014 - propriedade dos materiais
Lista 1 2014 - propriedade dos materiais
profNICODEMOS
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentar Cadeia alimentar
Cadeia alimentar
Andrea Barreto
 
Atividades sobre densidade
Atividades sobre densidadeAtividades sobre densidade
Atividades sobre densidade
Escola Pública/Particular
 
Atividades Biomas
Atividades BiomasAtividades Biomas
Atividades Biomas
Doug Caesar
 
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
Atividades ciências  6ª série - profª elisangelaAtividades ciências  6ª série - profª elisangela
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
Carlos Siqueira
 
Atividade de celula
Atividade de celulaAtividade de celula
Atividade de celula
maricel loch
 
7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas
Carlos Magno Braga
 
6 ano-sistema-respiratorio
6 ano-sistema-respiratorio6 ano-sistema-respiratorio
6 ano-sistema-respiratorio
Mariana Vicente Rodrigues
 
Lista de exercício - Numeral
Lista de exercício - NumeralLista de exercício - Numeral
Lista de exercício - Numeral
Prof Palmito Rocha
 
Prova diagnóstica 7º ano ciencias
Prova diagnóstica 7º ano cienciasProva diagnóstica 7º ano ciencias
Prova diagnóstica 7º ano ciencias
Atividades Diversas Cláudia
 
Rochas
RochasRochas
8 9-reino plantae
8 9-reino plantae8 9-reino plantae
8 9-reino plantae
Ercio Novaes
 
Prova ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemasProva ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemas
Atividades Diversas Cláudia
 
Avaliação de ciências biomas 1
Avaliação de ciências biomas 1Avaliação de ciências biomas 1
Avaliação de ciências biomas 1
Amanda Vaz
 

Mais procurados (20)

Exercicios cadeia-alimentar-2
Exercicios cadeia-alimentar-2Exercicios cadeia-alimentar-2
Exercicios cadeia-alimentar-2
 
Avaliação de-língua-portuguesa1 4ano
Avaliação de-língua-portuguesa1 4anoAvaliação de-língua-portuguesa1 4ano
Avaliação de-língua-portuguesa1 4ano
 
Atividades sobre cadeia alimentar
Atividades sobre cadeia alimentar Atividades sobre cadeia alimentar
Atividades sobre cadeia alimentar
 
Exercícios sobre células
Exercícios sobre célulasExercícios sobre células
Exercícios sobre células
 
Tipos de solo
Tipos  de  soloTipos  de  solo
Tipos de solo
 
Avaliação mensal de biologia
Avaliação mensal de biologiaAvaliação mensal de biologia
Avaliação mensal de biologia
 
Lista 1 2014 - propriedade dos materiais
Lista 1   2014 - propriedade dos materiaisLista 1   2014 - propriedade dos materiais
Lista 1 2014 - propriedade dos materiais
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentar Cadeia alimentar
Cadeia alimentar
 
Atividades sobre densidade
Atividades sobre densidadeAtividades sobre densidade
Atividades sobre densidade
 
Atividades Biomas
Atividades BiomasAtividades Biomas
Atividades Biomas
 
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
Atividades ciências  6ª série - profª elisangelaAtividades ciências  6ª série - profª elisangela
Atividades ciências 6ª série - profª elisangela
 
Atividade de celula
Atividade de celulaAtividade de celula
Atividade de celula
 
7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas7º ano ciências plantas
7º ano ciências plantas
 
6 ano-sistema-respiratorio
6 ano-sistema-respiratorio6 ano-sistema-respiratorio
6 ano-sistema-respiratorio
 
Lista de exercício - Numeral
Lista de exercício - NumeralLista de exercício - Numeral
Lista de exercício - Numeral
 
Prova diagnóstica 7º ano ciencias
Prova diagnóstica 7º ano cienciasProva diagnóstica 7º ano ciencias
Prova diagnóstica 7º ano ciencias
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
8 9-reino plantae
8 9-reino plantae8 9-reino plantae
8 9-reino plantae
 
Prova ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemasProva ciencias ecossistemas
Prova ciencias ecossistemas
 
Avaliação de ciências biomas 1
Avaliação de ciências biomas 1Avaliação de ciências biomas 1
Avaliação de ciências biomas 1
 

Semelhante a Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria

9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
ssuserda7871
 
BIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdfBIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdf
ZeineSoares
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Estude Mais
 
1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf
Carla Carrasco
 
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
Professô Kyoshi
 
Lista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo james
Lista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo jamesLista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo james
Lista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo james
James Martins
 
Prv respondida 3_ele_nov_2011_turma_a
Prv respondida 3_ele_nov_2011_turma_aPrv respondida 3_ele_nov_2011_turma_a
Prv respondida 3_ele_nov_2011_turma_a
Ionara Urrutia Moura
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
Alessandra Tome
 
Relaçoes ecologica
Relaçoes ecologica Relaçoes ecologica
Relaçoes ecologica
ADÃO Graciano
 
Biologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabarito
Biologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabaritoBiologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabarito
Biologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabarito
Ionara Urrutia Moura
 
Atividades de-ecologia
Atividades de-ecologiaAtividades de-ecologia
Atividades de-ecologia
emersongoncalves
 
SIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdf
SIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdfSIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdf
SIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdf
Rubevaldoalvesamaral
 
Ecologia cadeias
Ecologia cadeiasEcologia cadeias
Ecologia cadeias
Juarez Silva
 
Ficha de revisão 3.docx
Ficha de revisão 3.docxFicha de revisão 3.docx
Ficha de revisão 3.docx
Carla Martins
 
Prova.3.ano.3.unidade
Prova.3.ano.3.unidadeProva.3.ano.3.unidade
Prova.3.ano.3.unidade
Suely Santos
 
Testes ecologia
Testes ecologiaTestes ecologia
Testes ecologia
Alexandre Santiago
 
lista 3ª série - Ecologia.pdf
lista 3ª série -  Ecologia.pdflista 3ª série -  Ecologia.pdf
lista 3ª série - Ecologia.pdf
Isabela Brito
 
Prova bim1 1ano biologia
Prova bim1 1ano biologiaProva bim1 1ano biologia
Prova bim1 1ano biologia
Atividades Diversas Cláudia
 
Bases da ecologia
Bases da ecologiaBases da ecologia
Bases da ecologia
Werner Mendoza Blanco
 
Ecologia geral parte 1
Ecologia geral parte 1Ecologia geral parte 1
Ecologia geral parte 1
Marcos Albuquerque
 

Semelhante a Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria (20)

9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
9 ANO CINCIAS.pdf trabalho pronto para copiar
 
BIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdfBIO UNO 550 páginas.pdf
BIO UNO 550 páginas.pdf
 
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2Revisao do 3 bimestre de biologia 2
Revisao do 3 bimestre de biologia 2
 
1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf
 
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
3EM #11 Revisão ecologia p/Enem
 
Lista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo james
Lista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo jamesLista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo james
Lista de exercícios bio com gabarito 3ºano 2ºbim - colégio domínius -profo james
 
Prv respondida 3_ele_nov_2011_turma_a
Prv respondida 3_ele_nov_2011_turma_aPrv respondida 3_ele_nov_2011_turma_a
Prv respondida 3_ele_nov_2011_turma_a
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Relaçoes ecologica
Relaçoes ecologica Relaçoes ecologica
Relaçoes ecologica
 
Biologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabarito
Biologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabaritoBiologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabarito
Biologia citologia respiracao_celular_exercicios_gabarito
 
Atividades de-ecologia
Atividades de-ecologiaAtividades de-ecologia
Atividades de-ecologia
 
SIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdf
SIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdfSIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdf
SIMULADO-NATUREZA-MARCO-COM-GABARITO-OFICIAL.pdf
 
Ecologia cadeias
Ecologia cadeiasEcologia cadeias
Ecologia cadeias
 
Ficha de revisão 3.docx
Ficha de revisão 3.docxFicha de revisão 3.docx
Ficha de revisão 3.docx
 
Prova.3.ano.3.unidade
Prova.3.ano.3.unidadeProva.3.ano.3.unidade
Prova.3.ano.3.unidade
 
Testes ecologia
Testes ecologiaTestes ecologia
Testes ecologia
 
lista 3ª série - Ecologia.pdf
lista 3ª série -  Ecologia.pdflista 3ª série -  Ecologia.pdf
lista 3ª série - Ecologia.pdf
 
Prova bim1 1ano biologia
Prova bim1 1ano biologiaProva bim1 1ano biologia
Prova bim1 1ano biologia
 
Bases da ecologia
Bases da ecologiaBases da ecologia
Bases da ecologia
 
Ecologia geral parte 1
Ecologia geral parte 1Ecologia geral parte 1
Ecologia geral parte 1
 

Mais de Carlos Priante

Botânica- resumo
Botânica- resumoBotânica- resumo
Botânica- resumo
Carlos Priante
 
Zoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumoZoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumo
Carlos Priante
 
Zoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumoZoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumo
Carlos Priante
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
Carlos Priante
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Carlos Priante
 
Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014
Carlos Priante
 
Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014
Carlos Priante
 
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Carlos Priante
 
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Carlos Priante
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
Carlos Priante
 
Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015
Carlos Priante
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Carlos Priante
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
Carlos Priante
 
Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria
Carlos Priante
 
Isomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química OrgânicaIsomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química Orgânica
Carlos Priante
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
Carlos Priante
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
Carlos Priante
 
Mapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de CiênciasMapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de Ciências
Carlos Priante
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Carlos Priante
 
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X HidrocarbonetosLista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Carlos Priante
 

Mais de Carlos Priante (20)

Botânica- resumo
Botânica- resumoBotânica- resumo
Botânica- resumo
 
Zoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumoZoologia dos vertebrados-resumo
Zoologia dos vertebrados-resumo
 
Zoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumoZoologia dos invertebrados-resumo
Zoologia dos invertebrados-resumo
 
Noções de Astronomia
Noções de AstronomiaNoções de Astronomia
Noções de Astronomia
 
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos AtômicosLista de exercícios I Modelos Atômicos
Lista de exercícios I Modelos Atômicos
 
Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014Correção Química ENEM 2014
Correção Química ENEM 2014
 
Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014Correção Biologia ENEM 2014
Correção Biologia ENEM 2014
 
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015Correção Unesp 2 fase inverno 2015
Correção Unesp 2 fase inverno 2015
 
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015Correção Unesp 1 fase inverno 2015
Correção Unesp 1 fase inverno 2015
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
 
Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015Revisão puc inverno2015
Revisão puc inverno2015
 
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espéciesTeorias da Origem da vida e Evolução das espécies
Teorias da Origem da vida e Evolução das espécies
 
Reações Orgânicas
Reações OrgânicasReações Orgânicas
Reações Orgânicas
 
Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria Lista de exercícios isomeria
Lista de exercícios isomeria
 
Isomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química OrgânicaIsomeria- Química Orgânica
Isomeria- Química Orgânica
 
Sucessão Ecológica
Sucessão EcológicaSucessão Ecológica
Sucessão Ecológica
 
Funções Orgânicas
Funções OrgânicasFunções Orgânicas
Funções Orgânicas
 
Mapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de CiênciasMapas conceituais de Ciências
Mapas conceituais de Ciências
 
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
Química Orgânica- Nomenclatura e Hidrocarbonetos
 
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X HidrocarbonetosLista de exercícios X Hidrocarbonetos
Lista de exercícios X Hidrocarbonetos
 

Último

Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 

Último (20)

FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 

Lista de exercícios X Fluxo de energia e Ciclo da matéria

  • 1. Lista de Exercícios- Biologia Fluxo de Energia e Ciclo da Matéria 1. (Unifesp) Considere as definições seguintes. I. Pirâmide de números: expressa o número de indivíduos por nível trófico. II. Pirâmide de biomassa: expressa a massa seca ("peso seco") de matéria orgânica por nível trófico (g/m2). III. Pirâmide de energia: expressa a energia acumulada por nível trófico (kJ/m2). Se o fluxo de energia no Cerrado brasileiro for representado por esses três tipos de pirâmides, o resultado obtido quanto à forma de cada uma será: 2. (UEG 2013) As transformações, a distribuição e o aproveitamento de energia na natureza apresentam muitas peculiaridades. Dentre elas, destaca-se: a) a energia na forma de luz é convertida em energia química dos alimentos e perde-se na forma de calor, que não é reutilizado. b) a fotossíntese transforma energia luminosa em energia física que, por sua vez, é armazenada na matéria orgânica. c) a quantidade de energia aumenta a cada transferência de um ser vivo para outro, confirmando a entropia natural. d) nos ecossistemas, a energia tem fluxo unidirecional, ou seja, é constantemente reciclada e reaproveitada. Você já ouviu falar no vírus Nipah? Pois ele quase provocou uma tragédia na Malásia, em 1998. Ele foi encontrado em morcegos que se alimentavam de frutos (frugívoros). As fazendas de criação de porcos invadiram o ambiente natural dos morcegos. Instalados sob as árvores, os chiqueiros ficaram cheios de frutas mordidas, fezes e urina infectada. Os porcos adoeceram e as pessoas foram contaminadas pela carne ou excrementos dos animais – dos infectados, 50% morreram. Fonte: Disponível em <http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/UMA+AMEAÇA+A+ME NOS>. Acesso em: 20 de jul. 2012. (adaptado) 3. (UFSM 2013) Considerando as informações do texto, pode-se afirmar: I. A sequência morcego porco homem é um exemplo de cadeia alimentar. II. No texto, a expressão “ambiente natural” é sinônimo de hábitat. III.Em relação às árvores, os morcegos são consumidores primários. Está(ão) correta(s) a) apenas I. b) apenas II. c) apenas III. d) apenas I e II. e) apenas II e III. 4. (PUC-SP 2008) Considere três espécies de animais que vivem em uma comunidade, indicadas por 1, 2 e 3: I. a espécie 1 é presa de 3; II. a espécie 2 é predadora de 1; III.a espécie 3 é presa de 2. Um pesquisador constatou que a espécie 1 é herbívora, o que permite concluir que, na cadeia alimentar em questão: a) 1 é produtora. b) 2 é consumidora secundária e terciária. c) 3 é consumidora secundária e terciária. d) 1 e 2 são consumidoras primárias. e) 2 e 3 são consumidoras primárias. 5. (Fuvest) O esquema a seguir representa as principais relações alimentares entre espécies que vivem num lago de uma região equatorial.
  • 2. Com relação a esse ambiente: a) Indique os consumidores primários. b) Dentre os consumidores, indique quais ocupam um único nível trófico. c) Explique como o aumento das populações das aves pode impactar as populações de mosquitos. 6. A sequencia indica os crescentes níveis de organização biológica: Os níveis I, III e IV correspondem, respectivamente, à a) órgão, organismo e comunidade. b) tecido, organismo e comunidade. c) órgão, tecido e ecossistema. d) tecido, órgão e bioma. e) tecido, comunidade e ecossistema. 7. O esquema abaixo representa parte de uma teia ecológica onde as setas representam o fluxo alimentar. Com relação aos seres participantes da teia esquematizada, é correto afirmar que: a) lagarto e sabiá são onívoros. b) lagarto é somente consumidor secundário. c) louva-a-deus é consumidor primário. d) gavião pode ser consumidor terciário. e) rã e sabiá ocupam o mesmo nicho ecológico. 8. Os organismos vivos obtêm sua nutrição de diversas maneiras. Heterótrofa é a nutrição de organismos incapazes de sintetizar compostos orgânicos a partir de inorgânicos. São heterótrofos a) os animais, os fungos e a maioria das bactérias. b) os vegetais, os liquens e a minoria das bactérias. c) os vegetais, os fungos e a minoria das bactérias. d) os animais, os liquens e a minoria das bactérias. e) os animais, as algas e a maioria das bactérias. 9. Considere a cadeia alimentar e as pirâmides ecológicas a seguir: árvore - pulgões - joaninhas - pássaros As pirâmides de energia e de números numeradas, referentes à cadeia alimentar apresentada, são, respectivamente: a) I e II. b) II e III. c) III e IV d) II e IV. e) I e IV. Dedicação!!! Prof Carlos Priante