SlideShare uma empresa Scribd logo
1	
  
CIÊNCIAS – ORIGEM DA VIDA
Professora: Andréa Barreto Martins da Poça – Ciências ( 7o ano)
Nome:__________________________________________________ no:______
Data:__________________                          Turma:_____________
	
  
                                                         2) Uma experiência foi feita. Observe a figura
Origem	
  da	
  Vida:	
                                   que se segue:
Leia, com atenção, as explicações abaixo e faça
o que se pede:

O homem sempre teve muita curiosidade em
conhecer suas origens, sua história. Há muito
tempo ele procura uma explicação para a criação
do mundo. Antes de Aristóteles (384 – 322 a.C.)
as únicas proposições sobre a origem da vida
eram baseadas em deuses, mitologias e na
criação divina. A partir de então, muitos cientistas
passaram a estudar e formular hipóteses. A
teoria mais aceita sobre a origem do universo é a
do Big	
  Bang.	
  

Abiogênese	
  	
  ou	
  Geração	
  espontânea:	
  
A teoria da abiogênese ou geração
espontânea foi a primeira ideia proposta pela
origem da vida e teve uma participação muito
importante do filósofo grego Aristóteles. Naquela
época, como Aristóteles influenciava o                 Dois frascos foram usados. No primeiro frasco foi
pensamento de muitas pessoas, e até de                 colocado carne e depois foi deixado aberto por
grandes cientistas, essa teoria foi muito aceita.      24 horas. Surgiram larvas de moscas e depois
                                                       moscas.
Nessa teoria, os seres vivos podiam brotar a           No segundo frasco, também foi colocado carne
partir da matéria orgânica. Sapos poderiam brotar      mas foi tapado com gaze. Depois de 24 horas
dos pântanos, vermes brotavam das frutas. Um           não sugiram larvas.
médico chamado Jan Baptista van Helmont
elaborou uma receita de como fabricar ratos por           A. Explique o surgimento das moscas no
geração espontânea, que consistia em colocar            primeiro frasco.
grãos de trigo em camisas sujas e esperar alguns        ______________________________________
dias. Ele estava tão envolvido com essa ideia que       ______________________________________
não foi capaz de imaginar que os ratos na               ______________________________________
verdade eram atraídos pela sujeira, e não               ______________________________________
brotavam nessa “receita”.                               ______________________________________
                                                        ______________________________________
          Na Abiogênese ou Geração                        B. Explique a ausência das moscas no
            Espontânea, a vida teria                    segundo frasco.
          surgido de matéria orgânica                   ______________________________________
             que não estava viva.                       ______________________________________
                                                        ______________________________________
                                                        ______________________________________
       1) Como a vida teria surgido pela abiogênese?      C. Se fosse pela explicação da abiogênese, as
        ____________________________________            moscas iriam surgir no segundo frasco ?
        ____________________________________              (    ) Sim                    (    ) Não
        ____________________________________
        ____________________________________
D. De onde as larvas da mosca iria surgir pela
 abiogênese?
 ______________________________________
 ______________________________________
 ______________________________________


A Queda Abiogênese:
Francesco Redi (1626-1697), um médico Italiano,
realizou alguns experimentos que comprovaram
que a teoria da geração espontânea estava
errada. Na teoria, vermes brotavam de cadáveres
e alimentos podres. Ele observou que esses
vermes não brotavam, mas sim se originavam de
ovos que eram depositados pelas moscas. ( veja
o exercício anterior)                              Um caldo nutritivo foi colocado em um frasco de
                                                   vidro e depois o gargalo do frasco foi esticado ( 1
Em seu experimento utilizou frascos, cadáveres     e 2). Assim, o caldo foi esterilizado , o que
de animais e pedaços de carne. Cada frasco         significa que não havia nenhum ser vivo dentro
continha carne e cadáver. Alguns frascos foram     dele. (3)
vedados com gaze e outros não. Nos frascos         Se o gargalo do frasco era quebrado, vários
vedados, não houve formação de larvas, mas nos     microrganismos eram observados (5).
frascos em que o conteúdo ficou exposto, muitas
larvas se desenvolveram, pois as moscas              A. De onde vinham estes microrganismos ?
entravam e saíam com liberdade.                     ______________________________________
                                                    ______________________________________
                                                    ______________________________________
        Se a abiogênese fosse                       ______________________________________
    verdadeira, as larvas da mosca
  teriam surgido da carne no frasco                Mas se o gargalo não fosse quebrado, o ar não
              tampado.                             contaminava o caldo e isso impedia o
                                                   crescimento dos microrganismos.
Experimentos de Pasteur:
Em 1864 o químico e biologista francês Louis         B. O que prova essa experiência ?
Pasteur (1822-1895) realiza uma série de            ______________________________________
                                                    ______________________________________
experiências com os frascos com "pescoço de
                                                    ______________________________________
cisne" e demonstra que não existe no ar ou nos      ______________________________________
alimentos qualquer "princípio ativo" capaz de       ______________________________________
gerar vida espontaneamente. Abre caminho para
a biogênese, segundo a qual a vida se origina de
outro ser vivo preexistente.
                                                           Com essa experiência,
                                                          podemos concluir que os
                                                           microrganismos vieram
      Na teoria da biogênese, a vida só                    do ar e não do próprio
      pode existir de outra vida que já                             caldo.
                   existia.


  3) Qual é a diferença entre a Biogênese e a
   Abiogênese ?
   ____________________________________
   ____________________________________
   ____________________________________
   ____________________________________
   ____________________________________
  4) Observe a figura que se segue ( do
   Experimento de Pasteur) e responda:
Avaliando	
  -­‐7o	
  ano	
                                                                                     3	
  
             Professora:	
  Andréa	
  Barreto	
  Martins	
  da	
  Poça	
  	
  
Ciências	
  –	
  Seres	
  vivos	
  	
  	
  	
  	
  	
   	
               Data:___________________	
  
Nome:	
  _________________________________________________________________	
  Turma:_____________	
  	
  
1) O que diferencia uma árvore de um cachorro?                                     _________________________________
   ____________________________________                                            _________________________________
   ____________________________________                                            _________________________________
   ____________________________________                                            ________________________________
   ____________________________________
   ____________________________________                                     4) Qual é a diferença entre abiogênese e
2) Qual é a diferença de um ser vivo autotrófico                               biogênese ?
   do ser vivo heterotrófico ?                                                 ____________________________________
   ____________________________________                                        ____________________________________
   ____________________________________                                        ____________________________________
   ____________________________________                                        ____________________________________
   ____________________________________                                        ____________________________________
   ____________________________________                                        ____________________________________
3) Uma pessoa fez a experiência abaixo para                                 5) O que é Panspermia ?
   tentar explicar a Geração Espontânea.                                       ____________________________________
   Observe o esquema e responda:                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                            6) Por que a Panspermia não explica direito o
                                                                               início da vida ?
                                                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                               ____________________________________
                                                                               ___________________________________
                                                                            7) Observe a experiência abaixo e explique o
                                                                               que Pasteur queria de fato mostrar com ela:

    A. O que aconteceu na primeira garrafa (
       aberta) para aparecer as moscas ?
       _________________________________
       _________________________________
       ________________________________
       _________________________________
    B. E por que não apareceram as moscas na
       segunda garrafa ( com gaze) ?
       _________________________________
                                                                                 ____________________________________
       _________________________________
                                                                                 ____________________________________
       _________________________________
                                                                                 ____________________________________
       _________________________________
                                                                                 ____________________________________
    C. Explique o que as pessoas pensavam
                                                                                 ____________________________________
       quando explicava o aparecimento da vida
                                                                                 ____________________________________
       pela geração espontânea .
       _________________________________
       _________________________________

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências
Mary Alvarenga
 
Exercícios de Ciências extras
Exercícios de Ciências extrasExercícios de Ciências extras
Exercícios de Ciências extras
Maria Fernanda Flores Kraemer
 
Taxonomia - Estudo Dirigido
Taxonomia - Estudo DirigidoTaxonomia - Estudo Dirigido
Taxonomia - Estudo Dirigido
Andrea Barreto
 
O ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividadeO ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividade
Mary Alvarenga
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA - 6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA  -  6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICAAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA  -  6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA - 6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Atividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritoresAtividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritores
NTE
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
cristiana Leal
 
Lista de exercícios recuperação 7 ano ciências
Lista de exercícios recuperação 7 ano ciênciasLista de exercícios recuperação 7 ano ciências
Lista de exercícios recuperação 7 ano ciências
Dalvacy Mendes
 
Rochas
RochasRochas
Avaliação bimestral de biologia 1º ano
Avaliação bimestral de biologia 1º anoAvaliação bimestral de biologia 1º ano
Avaliação bimestral de biologia 1º ano
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade de ciências 6º e 7º ano ii bimestre
Atividade de ciências 6º  e  7º  ano  ii bimestreAtividade de ciências 6º  e  7º  ano  ii bimestre
Atividade de ciências 6º e 7º ano ii bimestre
Mary Alvarenga
 
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comumAula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Leonardo Kaplan
 
Plano de ensino ciências 6º ano
Plano de ensino ciências 6º anoPlano de ensino ciências 6º ano
Plano de ensino ciências 6º ano
Atividades Diversas Cláudia
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
Diesvania Mussi
 
Lista de Exercícios - água
Lista de Exercícios - águaLista de Exercícios - água
Lista de Exercícios - água
Andrea Barreto
 
Atividades ciencias
Atividades cienciasAtividades ciencias
Atividades ciencias
Giovana Schubert
 
Plano de ensino ciências 7º ano
Plano de ensino ciências 7º anoPlano de ensino ciências 7º ano
Plano de ensino ciências 7º ano
Atividades Diversas Cláudia
 
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
atividade maquina simples para hoje  2.pdfatividade maquina simples para hoje  2.pdf
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
FernandaCruzDeAraujo
 
Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto  Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto
Mary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

Poluição - Texto e atividade de Ciências
Poluição  - Texto e atividade de Ciências Poluição  - Texto e atividade de Ciências
Poluição - Texto e atividade de Ciências
 
Exercícios de Ciências extras
Exercícios de Ciências extrasExercícios de Ciências extras
Exercícios de Ciências extras
 
Taxonomia - Estudo Dirigido
Taxonomia - Estudo DirigidoTaxonomia - Estudo Dirigido
Taxonomia - Estudo Dirigido
 
O ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividadeO ar - Texto e atividade
O ar - Texto e atividade
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA - 6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA  -  6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICAAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA  -  6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: EJA - 6º AO 9º ANO - II SEGMENTO - ETAPA ÚNICA
 
Atividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritoresAtividades de ciências avaliação com os descritores
Atividades de ciências avaliação com os descritores
 
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
96513559 7-ano-bacterias-protistas-fungos-virus-com-gabarito cópia
 
Lista de exercícios recuperação 7 ano ciências
Lista de exercícios recuperação 7 ano ciênciasLista de exercícios recuperação 7 ano ciências
Lista de exercícios recuperação 7 ano ciências
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Avaliação bimestral de biologia 1º ano
Avaliação bimestral de biologia 1º anoAvaliação bimestral de biologia 1º ano
Avaliação bimestral de biologia 1º ano
 
Atividade de ciências 6º e 7º ano ii bimestre
Atividade de ciências 6º  e  7º  ano  ii bimestreAtividade de ciências 6º  e  7º  ano  ii bimestre
Atividade de ciências 6º e 7º ano ii bimestre
 
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comumAula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
Aula 6º ano - Introdução às ciências, método científico, ciências e senso comum
 
Plano de ensino ciências 6º ano
Plano de ensino ciências 6º anoPlano de ensino ciências 6º ano
Plano de ensino ciências 6º ano
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
136241213 atividades-sobre-agua-o-ciclo-da-agua-na-natureza
 
Lista de Exercícios - água
Lista de Exercícios - águaLista de Exercícios - água
Lista de Exercícios - água
 
Atividades ciencias
Atividades cienciasAtividades ciencias
Atividades ciencias
 
Plano de ensino ciências 7º ano
Plano de ensino ciências 7º anoPlano de ensino ciências 7º ano
Plano de ensino ciências 7º ano
 
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
atividade maquina simples para hoje  2.pdfatividade maquina simples para hoje  2.pdf
atividade maquina simples para hoje 2.pdf
 
Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto  Cadeia alimentar - Atividade e texto
Cadeia alimentar - Atividade e texto
 

Destaque

Evolução
Evolução Evolução
Evolução
Andrea Barreto
 
Origem da vida 7º 2013
Origem da vida 7º 2013Origem da vida 7º 2013
Origem da vida 7º 2013
Simoneprof
 
Aula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - EvoluçãoAula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - Evolução
Leonardo Kaplan
 
Lista exercícios evolução e origem da vida
Lista exercícios evolução e origem da vidaLista exercícios evolução e origem da vida
Lista exercícios evolução e origem da vida
César Milani
 
Aula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na TerraAula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na Terra
Leonardo Kaplan
 
Propriedades da agua
Propriedades da aguaPropriedades da agua
Propriedades da agua
Andrea Barreto
 

Destaque (6)

Evolução
Evolução Evolução
Evolução
 
Origem da vida 7º 2013
Origem da vida 7º 2013Origem da vida 7º 2013
Origem da vida 7º 2013
 
Aula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - EvoluçãoAula 7º ano - Evolução
Aula 7º ano - Evolução
 
Lista exercícios evolução e origem da vida
Lista exercícios evolução e origem da vidaLista exercícios evolução e origem da vida
Lista exercícios evolução e origem da vida
 
Aula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na TerraAula 7º ano - Origem da vida na Terra
Aula 7º ano - Origem da vida na Terra
 
Propriedades da agua
Propriedades da aguaPropriedades da agua
Propriedades da agua
 

Semelhante a Origem da vida

Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)
Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)
Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)
Ercio Novaes
 
re82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docxre82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docx
DianaBejaBeja
 
Teste de história 7ºano
Teste de história 7ºanoTeste de história 7ºano
Teste de história 7ºano
João Couto
 
Biologia fuvest2etapa
Biologia fuvest2etapaBiologia fuvest2etapa
Biologia fuvest2etapa
Faculdade Pitagoras
 
Bio2 tqd
Bio2 tqdBio2 tqd
Bio2 tqd
Júlia Saraiva
 
Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.
Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.
Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.
Bio Sem Limites
 
Prova Microrganismos 7º ano adaptada.docx
Prova Microrganismos 7º ano adaptada.docxProva Microrganismos 7º ano adaptada.docx
Prova Microrganismos 7º ano adaptada.docx
EduardoCerchi2
 
Teste sist resp cn6
Teste sist resp cn6Teste sist resp cn6
Teste sist resp cn6
Sónia Santos
 
Testerepro humana micro
Testerepro humana microTesterepro humana micro
Testerepro humana micro
MINEDU
 
Prova 2 1ºtrim 2012
Prova 2 1ºtrim 2012Prova 2 1ºtrim 2012
Prova 2 1ºtrim 2012
Alini Gatelli
 
C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014
Gelson Gbb
 
Apostila de ciencias 2 bimestre 7°
Apostila de ciencias 2 bimestre 7°Apostila de ciencias 2 bimestre 7°
Apostila de ciencias 2 bimestre 7°
danielaluanete
 
C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014
LiviaMariia
 
Apostila 7º ano
Apostila 7º anoApostila 7º ano
Apostila 7º ano
Quéli Cardozo
 
Apostila de ciências 2 bimestre 7 °
Apostila de ciências 2 bimestre 7 °Apostila de ciências 2 bimestre 7 °
Apostila de ciências 2 bimestre 7 °
Isabelle Lira
 
C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014
lelecorodrigues
 
Caderno pedagogico de ciencias .
Caderno pedagogico de ciencias .Caderno pedagogico de ciencias .
Caderno pedagogico de ciencias .
LarissaSousaa
 
Relações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivosRelações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivos
Maria Rita Moreira Borges
 
Relações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivosRelações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivos
Maria Rita Moreira Borges
 
Relações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivosRelações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivos
Maria Rita Moreira Borges
 

Semelhante a Origem da vida (20)

Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)
Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)
Aval 7 ano(bact_prot_fungs_invert)
 
re82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docxre82138_cv6_qa_microorg.docx
re82138_cv6_qa_microorg.docx
 
Teste de história 7ºano
Teste de história 7ºanoTeste de história 7ºano
Teste de história 7ºano
 
Biologia fuvest2etapa
Biologia fuvest2etapaBiologia fuvest2etapa
Biologia fuvest2etapa
 
Bio2 tqd
Bio2 tqdBio2 tqd
Bio2 tqd
 
Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.
Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.
Roteiro de filme - A Marcha dos Pinguins.
 
Prova Microrganismos 7º ano adaptada.docx
Prova Microrganismos 7º ano adaptada.docxProva Microrganismos 7º ano adaptada.docx
Prova Microrganismos 7º ano adaptada.docx
 
Teste sist resp cn6
Teste sist resp cn6Teste sist resp cn6
Teste sist resp cn6
 
Testerepro humana micro
Testerepro humana microTesterepro humana micro
Testerepro humana micro
 
Prova 2 1ºtrim 2012
Prova 2 1ºtrim 2012Prova 2 1ºtrim 2012
Prova 2 1ºtrim 2012
 
C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014
 
Apostila de ciencias 2 bimestre 7°
Apostila de ciencias 2 bimestre 7°Apostila de ciencias 2 bimestre 7°
Apostila de ciencias 2 bimestre 7°
 
C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014
 
Apostila 7º ano
Apostila 7º anoApostila 7º ano
Apostila 7º ano
 
Apostila de ciências 2 bimestre 7 °
Apostila de ciências 2 bimestre 7 °Apostila de ciências 2 bimestre 7 °
Apostila de ciências 2 bimestre 7 °
 
C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014C7 2 bim_aluno_2014
C7 2 bim_aluno_2014
 
Caderno pedagogico de ciencias .
Caderno pedagogico de ciencias .Caderno pedagogico de ciencias .
Caderno pedagogico de ciencias .
 
Relações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivosRelações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivos
 
Relações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivosRelações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivos
 
Relações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivosRelações entre os seres vivos
Relações entre os seres vivos
 

Mais de Andrea Barreto

Termos Científicos
Termos CientíficosTermos Científicos
Termos Científicos
Andrea Barreto
 
Dúvida Genética
Dúvida GenéticaDúvida Genética
Dúvida Genética
Andrea Barreto
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentarCadeia alimentar
Cadeia alimentar
Andrea Barreto
 
Seres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambienteSeres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambiente
Andrea Barreto
 
Grupos vegetais
Grupos vegetaisGrupos vegetais
Grupos vegetais
Andrea Barreto
 
Termorregulação
TermorregulaçãoTermorregulação
Termorregulação
Andrea Barreto
 
Adaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivosAdaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivos
Andrea Barreto
 
Evolução das plantas
Evolução das plantasEvolução das plantas
Evolução das plantas
Andrea Barreto
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
Andrea Barreto
 
MRU & MRUV
MRU & MRUVMRU & MRUV
MRU & MRUV
Andrea Barreto
 
Substâncias
Substâncias Substâncias
Substâncias
Andrea Barreto
 
Flores angiospermas
Flores angiospermasFlores angiospermas
Flores angiospermas
Andrea Barreto
 
Terrário
TerrárioTerrário
Terrário
Andrea Barreto
 
Orgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogosOrgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogos
Andrea Barreto
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
Andrea Barreto
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Andrea Barreto
 
Origem da Célula Eucarionte
Origem da Célula EucarionteOrigem da Célula Eucarionte
Origem da Célula Eucarionte
Andrea Barreto
 
Exercícios de Célula
Exercícios de CélulaExercícios de Célula
Exercícios de Célula
Andrea Barreto
 
Recursos digitais
Recursos digitaisRecursos digitais
Recursos digitais
Andrea Barreto
 
Fatores abio limitantes
Fatores abio limitantesFatores abio limitantes
Fatores abio limitantes
Andrea Barreto
 

Mais de Andrea Barreto (20)

Termos Científicos
Termos CientíficosTermos Científicos
Termos Científicos
 
Dúvida Genética
Dúvida GenéticaDúvida Genética
Dúvida Genética
 
Cadeia alimentar
Cadeia alimentarCadeia alimentar
Cadeia alimentar
 
Seres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambienteSeres vivos e o meio ambiente
Seres vivos e o meio ambiente
 
Grupos vegetais
Grupos vegetaisGrupos vegetais
Grupos vegetais
 
Termorregulação
TermorregulaçãoTermorregulação
Termorregulação
 
Adaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivosAdaptações dos seres vivos
Adaptações dos seres vivos
 
Evolução das plantas
Evolução das plantasEvolução das plantas
Evolução das plantas
 
Funções inorgânicas
Funções inorgânicasFunções inorgânicas
Funções inorgânicas
 
MRU & MRUV
MRU & MRUVMRU & MRUV
MRU & MRUV
 
Substâncias
Substâncias Substâncias
Substâncias
 
Flores angiospermas
Flores angiospermasFlores angiospermas
Flores angiospermas
 
Terrário
TerrárioTerrário
Terrário
 
Orgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogosOrgãos análogos e homólogos
Orgãos análogos e homólogos
 
Sistema circulatório
Sistema circulatórioSistema circulatório
Sistema circulatório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Origem da Célula Eucarionte
Origem da Célula EucarionteOrigem da Célula Eucarionte
Origem da Célula Eucarionte
 
Exercícios de Célula
Exercícios de CélulaExercícios de Célula
Exercícios de Célula
 
Recursos digitais
Recursos digitaisRecursos digitais
Recursos digitais
 
Fatores abio limitantes
Fatores abio limitantesFatores abio limitantes
Fatores abio limitantes
 

Último

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FredFringeFringeDola
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
y6zh7bvphf
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
Ailton Barcelos
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
EdimaresSilvestre
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
FICHA DE APOIO DE ESCOLA SECUNDÁRIA 2024
 
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
SLIDE LIÇÃO 10 - DESENVOLVENDO UMA CONSCIÊNCIA DE SANTIDADE - TEXTO ÁUREO...
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
2009_Apresentação-ufscar- TCC - AILTON.ppt
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.pptLITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
LITERATURA INDÍGENA BRASILEIRA: elementos constitutivos.ppt
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 

Origem da vida

  • 1. 1   CIÊNCIAS – ORIGEM DA VIDA Professora: Andréa Barreto Martins da Poça – Ciências ( 7o ano) Nome:__________________________________________________ no:______ Data:__________________ Turma:_____________   2) Uma experiência foi feita. Observe a figura Origem  da  Vida:   que se segue: Leia, com atenção, as explicações abaixo e faça o que se pede: O homem sempre teve muita curiosidade em conhecer suas origens, sua história. Há muito tempo ele procura uma explicação para a criação do mundo. Antes de Aristóteles (384 – 322 a.C.) as únicas proposições sobre a origem da vida eram baseadas em deuses, mitologias e na criação divina. A partir de então, muitos cientistas passaram a estudar e formular hipóteses. A teoria mais aceita sobre a origem do universo é a do Big  Bang.   Abiogênese    ou  Geração  espontânea:   A teoria da abiogênese ou geração espontânea foi a primeira ideia proposta pela origem da vida e teve uma participação muito importante do filósofo grego Aristóteles. Naquela época, como Aristóteles influenciava o Dois frascos foram usados. No primeiro frasco foi pensamento de muitas pessoas, e até de colocado carne e depois foi deixado aberto por grandes cientistas, essa teoria foi muito aceita. 24 horas. Surgiram larvas de moscas e depois moscas. Nessa teoria, os seres vivos podiam brotar a No segundo frasco, também foi colocado carne partir da matéria orgânica. Sapos poderiam brotar mas foi tapado com gaze. Depois de 24 horas dos pântanos, vermes brotavam das frutas. Um não sugiram larvas. médico chamado Jan Baptista van Helmont elaborou uma receita de como fabricar ratos por A. Explique o surgimento das moscas no geração espontânea, que consistia em colocar primeiro frasco. grãos de trigo em camisas sujas e esperar alguns ______________________________________ dias. Ele estava tão envolvido com essa ideia que ______________________________________ não foi capaz de imaginar que os ratos na ______________________________________ verdade eram atraídos pela sujeira, e não ______________________________________ brotavam nessa “receita”. ______________________________________ ______________________________________ Na Abiogênese ou Geração B. Explique a ausência das moscas no Espontânea, a vida teria segundo frasco. surgido de matéria orgânica ______________________________________ que não estava viva. ______________________________________ ______________________________________ ______________________________________ 1) Como a vida teria surgido pela abiogênese? C. Se fosse pela explicação da abiogênese, as ____________________________________ moscas iriam surgir no segundo frasco ? ____________________________________ ( ) Sim ( ) Não ____________________________________ ____________________________________
  • 2. D. De onde as larvas da mosca iria surgir pela abiogênese? ______________________________________ ______________________________________ ______________________________________ A Queda Abiogênese: Francesco Redi (1626-1697), um médico Italiano, realizou alguns experimentos que comprovaram que a teoria da geração espontânea estava errada. Na teoria, vermes brotavam de cadáveres e alimentos podres. Ele observou que esses vermes não brotavam, mas sim se originavam de ovos que eram depositados pelas moscas. ( veja o exercício anterior) Um caldo nutritivo foi colocado em um frasco de vidro e depois o gargalo do frasco foi esticado ( 1 Em seu experimento utilizou frascos, cadáveres e 2). Assim, o caldo foi esterilizado , o que de animais e pedaços de carne. Cada frasco significa que não havia nenhum ser vivo dentro continha carne e cadáver. Alguns frascos foram dele. (3) vedados com gaze e outros não. Nos frascos Se o gargalo do frasco era quebrado, vários vedados, não houve formação de larvas, mas nos microrganismos eram observados (5). frascos em que o conteúdo ficou exposto, muitas larvas se desenvolveram, pois as moscas A. De onde vinham estes microrganismos ? entravam e saíam com liberdade. ______________________________________ ______________________________________ ______________________________________ Se a abiogênese fosse ______________________________________ verdadeira, as larvas da mosca teriam surgido da carne no frasco Mas se o gargalo não fosse quebrado, o ar não tampado. contaminava o caldo e isso impedia o crescimento dos microrganismos. Experimentos de Pasteur: Em 1864 o químico e biologista francês Louis B. O que prova essa experiência ? Pasteur (1822-1895) realiza uma série de ______________________________________ ______________________________________ experiências com os frascos com "pescoço de ______________________________________ cisne" e demonstra que não existe no ar ou nos ______________________________________ alimentos qualquer "princípio ativo" capaz de ______________________________________ gerar vida espontaneamente. Abre caminho para a biogênese, segundo a qual a vida se origina de outro ser vivo preexistente. Com essa experiência, podemos concluir que os microrganismos vieram Na teoria da biogênese, a vida só do ar e não do próprio pode existir de outra vida que já caldo. existia. 3) Qual é a diferença entre a Biogênese e a Abiogênese ? ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ 4) Observe a figura que se segue ( do Experimento de Pasteur) e responda:
  • 3. Avaliando  -­‐7o  ano   3   Professora:  Andréa  Barreto  Martins  da  Poça     Ciências  –  Seres  vivos               Data:___________________   Nome:  _________________________________________________________________  Turma:_____________     1) O que diferencia uma árvore de um cachorro? _________________________________ ____________________________________ _________________________________ ____________________________________ _________________________________ ____________________________________ ________________________________ ____________________________________ ____________________________________ 4) Qual é a diferença entre abiogênese e 2) Qual é a diferença de um ser vivo autotrófico biogênese ? do ser vivo heterotrófico ? ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ 3) Uma pessoa fez a experiência abaixo para 5) O que é Panspermia ? tentar explicar a Geração Espontânea. ____________________________________ Observe o esquema e responda: ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ 6) Por que a Panspermia não explica direito o início da vida ? ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ____________________________________ ___________________________________ 7) Observe a experiência abaixo e explique o que Pasteur queria de fato mostrar com ela: A. O que aconteceu na primeira garrafa ( aberta) para aparecer as moscas ? _________________________________ _________________________________ ________________________________ _________________________________ B. E por que não apareceram as moscas na segunda garrafa ( com gaze) ? _________________________________ ____________________________________ _________________________________ ____________________________________ _________________________________ ____________________________________ _________________________________ ____________________________________ C. Explique o que as pessoas pensavam ____________________________________ quando explicava o aparecimento da vida ____________________________________ pela geração espontânea . _________________________________ _________________________________