SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA
INTRODUÇÃO
grggggggggggggggggggg
ggggggggg
Luiz Felipe de Araújo Pontes Girão
Disciplina: Análise Avançada das Demonstrações Contábeis
Objetivo da aula: apresentar a disciplina
Conteúdo: Dicas iniciais. Plano de ensino.
“Nada como o perigo para fazer a mente se concentrar”
(George Soros)
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
2
it
k
k
ktk
k
kitk
j
jitjit XCustosIncAD     1
,,2,,10
𝑃𝑡 =
𝜏=1
∞
𝑅𝑓−𝑡
𝐸𝜏 𝑑 𝑡+𝜏
youtube.com/contabilidademq
@felfelipepontes
@contabilidademq
Slideshare.net/felipepontes16
/pontesfelipe Se inscreva em nosso canal e
ative as notificações para não
perder nada!
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Quem te obrigou a estar aqui?!
(...) “O contraste é ainda maior quando aparece mestrado ou doutorado no
currículo: entre 2014 e 2015, a remuneração média desse grupo saltou 21,4%.
(...): a pós-graduação stricto sensu é a bola da vez entre os empregadores
brasileiros.”
(...) “Hoje, as empresas têm se voltado para profissionais com mestrado e
doutorado, porque são mais exigentes, densos e profundos do ponto de vista
teórico”, diz Souto. “Está ganhando força a ideia de que esses programas mais
robustos dão mais 'musculatura' para a tomada de decisões nas empresas”.
http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/mestrado-e-a-melhor-pos-
graduacao-para-seu-bolso-diz-estudo
• Além disso, você terá acesso a uma gama enorme de ferramentas e teorias
que não são vistas em nenhum outro curso. Isso lhe dará mais oportunidades
para ganhar dinheiro.
• Link adicional: http://contabilidademq.blogspot.com/2017/01/ingles-
mestrado-e-doutorado-podem.html
3
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Existem mestres e doutores no mercado financeiro?
• Adeodato Volpi Netto – Eleven Financial (mestre em
Finanças/Liverpool)
• Alexsandro Broedel Lopes – Itaú (doutor em
Contabilidade/USP)
• Andrea Frazzini – AQR Capital (doutor em
Economia/Yale)
• Bruno Funchal – Alphamar (doutor em
Economia/FGV)
• Cliff Asness – AQR Capital (doutor em
Finanças/Chicago)
• David Booth – Dimensional (mestre em
Finanças/Chicago)
• Fernando Galdi – Alphamar (doutor em
Contabilidade/USP)
• Francisco Olinto Velo Schmitt – Grendene (doutor em
administração/USP)
• Gerard O’Reilly – Dimensional (doutor em
Aeronáutica/CIT)
• Gustavo Franco – Rio Bravo (doutor em
Economia/Harvard)
• Jim Simons – Renaissance (doutor em
matemática/Berkeley)
• Lasse Heje Pedersen – AQR Capital (doutor em
Finanças/Stanford)
• Leda Braga – Systematica (doutora em
engenharia/Imperial College)
• Luciano França – AvantGarde (mestre em Real
Estate/USP)
• Luiz Fernando Alves Jr – Versa Asset (mestre em
Economia/FGV)
• Marcos Mollica – Opportunity (doutor em
Economia/Chicago)
• Paulo Guedes – Bozano Investimentos (doutor em
Economia/Chicago)
• Persio Arida – BTG (doutor em Economia/MIT)
• Warren Buffett – Berkshire (mestre em
Economia/Columbia)
• Pesquisem sobre todos eles.
4
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Como sobreviver ao mestrado
1. Humildade
2. Foco
3. Saúde
• No link a baixo há um texto sobre isso, com outros links que poderão ser
úteis:
• https://contabilidademq.blogspot.com.br/2018/04/dicas-de-
sobrevivencia-mestrado-doutorado.html
5
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
DICAS INICIAIS
• Ler livros especializados na metodologia que queremos usar.
• Ler artigos de journals de alto impacto para averiguar como eles
utilizam as técnicas.
• Usar as técnicas, para poder se deparar com problemas e tentar corrigi-
los.
• Quando for submeter o artigo à revista ou ao evento, analisar os artigos
já publicados, para tentar perceber algum padrão (e.g. algumas revistas
acham que os testes dos pressupostos são básicos, então eles
pressupõem que tudo foi feito).
6
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
DICAS INICIAIS
• Ninguém tem direito de entrar na sala com livro copiado (xerox).
• Continuem estudando inglês e se esforçando para ler em inglês. Você
economizará tempo e aprenderá, de fato. O IsF/UFPB oferece cursos
gratuitos para pós-graduandos.
• Se esforce e estude o máximo que puder. No final, você será
recompensado. E faça o mestrado ser um estágio para o doutorado.
• Seja sempre pontual em tudo o que você fizer. Mas nunca reclame se a
aula acabar um pouco mais tarde do que o esperado.
7
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
DICAS INICIAIS
• Escreva todos os seus artigos com o máximo de seriedade, pensando
em publicá-los em bons eventos e boas revistas. Caso contrário, você
apenas perderá seu tempo.
• Os autores dos artigos são aqueles que realmente contribuíram com a
ideia dele. Evite publicar em um time de futsal.
• Participe de eventos, principalmente USP e ANPCONT (vocês não são
mais de iniciação científica) – mas também participe de eventos
técnicos para tentar encontrar novas ideias de pesquisa que as pessoas
de fora da academia estão tentando resolver.
• Sempre se prepare para as aulas e sinta “medo”!
• Se conseguir, escreva seus artigos em inglês (evite traduzir).
• Sejam parte de uma equipe: a TURMA DO PPGCC/UFPB e se ajudem!
8
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Ementa
• Abordagem crítica aos instrumentos de análise das demonstrações
contábeis. Identificação, limitações e potencialidade das demonstrações
contábeis. Compreensão dos construtos teóricos subjacentes aos
instrumentos de análise das demonstrações contábeis. Conteúdo dos
relatórios da administração e dos auditores: ambiente institucional,
economia, setor. Conhecimento do negócio e de seus modelos
contábeis. Efeitos inflacionários na análise das demonstrações
contábeis. Análise crítica dos modelos de previsão de insolvência e de
análise de riscos.
9
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Objetivo
• Despertar o raciocínio crítico para analisar as demonstrações contábeis
publicadas pelas empresas.
10
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Conteúdo programático
1. Caso Abdul. Análise do Relatório de Auditoria. Análise estratégica do negócio da empresa.
2. Rentabilidade, liquidez e lucro vs caixa. Visão geral do desempenho.
3. Análise crítica das ferramentas tradicionais de análise (1/2)
4. Análise crítica das ferramentas tradicionais de análise (2/2)
5. Treinamento Economatica
6. Análise comparativa de empresas
7. Modelagem financeira e demonstrações pro-forma
8. Apresentação dos relatórios
9. Efeitos inflacionários na contabilidade
10. Análise fundamentalista e anomalias contábeis
11. Análise de crédito e previsão de insolvência
12. Informações non-GAAP
13. Fraude e gerenciamento de resultados
14. Ciclo de vida e desempenho. Armadilhas value e growth
15. Apresentação dos artigos desenvolvidos para a disciplina
11
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Duplas dos trabalhos
• As duplas foram previamente escolhidas e divulgadas no primeiro email
que enviei.
• Os trabalhos podem até ser em dupla, mas todo mundo deve dominar
todo o trabalho. Por exemplo: Aluno A apresentou a metodologia,
então farei perguntas sobre a metodologia ao Aluno B.
• Se um membro da dupla desistir, estiver hospitalizado (há a possibilidade de
gravar um vídeo) etc, o remanescente deverá apresentar sozinho.
12
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Artigo Final
• Cada dupla escolhe um artigo, para REPLICAR como trabalho final da disciplina. Vocês podem sugerir outro
tema:
1. What Happens to Stocks when Interest Rates Rise? (TJI)
2. On the Demand for High-Beta Stocks: Evidence from Mutual Funds (RFS)
3. Exotic Beta Revisited. (FAJ)
4. Value investing: The use of historical financial statement information to separate winners from losers. (JAR)
5. Value investing in credit markets. (RAS)
6. Fundamental analysis of banks: the use of financial statement information to screen winners from losers.
RAS
7. “Sell in May and Go Away” Just Won’t Go Away. FAJ
8. Fact, Fiction, and Value Investing. (JPM)
9. Value versus growth investing: Why do different investors have different styles? (JFE)
10. Who Are the Value and Growth Investors? JoF
11. Value investing or investing in illiquidity? The profitability of contrarian investment strategies, revisited. FI
12. Contrarian strategy and herding behaviour in the Chinese stock market. EJF
13. Fundamental Analysis Redux. SSRN
14. The Limits to Arbitrage and the Low-Volatility Anomaly. FAJ
15. Accounting and the Macroeconomy: The Case of Aggregate Price-Level Effects on Individual Stocks. FAJ
16. Flight to Quality and Asset Allocation in a Financial Crisis. FAJ
13A ideia é que vocês possam replicar esse estudo e fazer adaptações ao caso
brasileiro, para praticar com as ferramentas metodológicas estudadas na
pós-graduação. Qual é o puzzle e qual é a sua peça?
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Avaliação
• Participação (10%): para receber a pontuação máxima neste item o aluno deverá comparecer a todas as aulas, chegar e sair no horário
correto, não ficar olhando o email, redes sociais e afins, dentre outros itens que devem ser básicos nas regras de convivência e respeito
em sala de aula.
** Após o início de cada aula, darei 10 minutos de tolerância para montar o equipamento, antes de iniciar a chamada. Após isso, a porta
será fechada e os retardatários só poderão entrar após o encerramento da explicação do tópico que está sendo apresentado.
• Exercícios (20%): para este item, serão considerados tanto a entrega dos exercícios que foram feitos em casa, quanto em sala, bem
como a apresentação de alguns deles no dia da aula.
Nos dias em que não houver atividades previamente designadas, é possível que os Professores encaminhem atividades no decorrer das
aulas, ou após as aulas.
• Análise das empresas (30%): nesta avaliação, levaremos em consideração a profundidade que a análise foi feita e a didática na
elaboração escrita e apresentação oral do relatório.
** Durante o semestre faremos diversos exercícios de análise da empresa escolhida. Recomendo que o aluno faça cada exercícios como se
fosse o relatório final, de modo que o relatório final será apenas a organização de todos os trabalhos que já foram feitos anteriormente.
• Artigo final (40%): os alunos deverão replicar (de modo a praticar suas habilidades metodológicas) e adicionar alguma novidade aos
artigos previamente escolhidos. A lista de artigos será divulga com antecedência, porém o aluno poderá sugerir algum outro tema que
esteja relacionado ao assunto da disciplina (ou contabilidade societária ou teoria da contabilidade). Os artigos serão orientados por um
dos Professores responsáveis pela disciplina.
** O artigo deverá seguir exatamente o padrão de formatação utilizado pelo Congresso Anpcont.
14
Façam tudo sem se preocupar com os pesos na
nota. A preocupação é aprender!
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Avaliação
15
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Referências
BÁSICA
• GRAHAM, Benjamin; DODD, David. Security Analysis: Foreword by Warren
Buffett. McGraw-Hill Professional, 2008.
• MARTINS, Eliseu; DINIZ, Josedilton Alves; MIRANDA, Gilberto José. Análise
avançada das demonstrações contábeis: uma abordagem crítica. 2ed. 2018.
• PALEPU, Krishna G.; HEALY, Paul M. Business analysis and valuation. Cengage
Learning EMEA, 2007.
• PENMAN, Stephen. Análise de demonstrações financeiras e security
valuation. Elsevier Brasil, 2013.
Complementar: http://www.contabilidademq.com.br/2019/02/curso-
completo-de-analise-demonstracoes-contabeis.html
16
Fiquem atentos aos resumos que devem ser entregues
antes do início de algumas aulas.
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Exercícios e dúvidas
• Alguns exercícios já estão programados no plano de ensino, porém
durante o curso poderei passar outros exercícios adicionalmente.
• Dúvidas em geral sobre a disciplina? A hora de perguntar é agora.
• Maiores informações:
http://www.contabilidademq.com.br/2019/02/curso-completo-de-
analise-demonstracoes-contabeis.html
17
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
Para ter acesso a mais conteúdos, acesse:
– Blogs
www.ContabilidadeMQ.com.br
www.FinancasAplicadasBrasil.blogspot.com
– Instagram:
www.instagram.com/felfelipepontes
– Facebook:
www.facebook.com/ContabilidadeMQ
– Twitter:
www.twitter.com/felfelipepontes
– YouTube:
www.youtube.com/ContabilidadeMQ
18
Felipe Pontes
www.contabilidademq.com.br
19
it
k
k
ktk
k
kitk
j
jitjit XCustosIncAD     1
,,2,,10
𝑃𝑡 =
𝜏=1
∞
𝑅𝑓−𝑡
𝐸𝜏 𝑑 𝑡+𝜏
youtube.com/contabilidademq
@felfelipepontes
@contabilidademq
Slideshare.net/felipepontes16
/pontesfelipe Se inscreva em nosso canal e
ative as notificações para não
perder nada!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Normatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivos
Normatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivosNormatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivos
Normatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivos
Felipe Pontes
 
Fraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultadosFraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultados
Felipe Pontes
 
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Felipe Pontes
 
Análise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidadeAnálise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidade
Felipe Pontes
 
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Felipe Pontes
 
Introdução às Finanças
Introdução às FinançasIntrodução às Finanças
Introdução às Finanças
Felipe Pontes
 
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuationMitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Felipe Pontes
 
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das DemonstraçõesAnálise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Felipe Pontes
 
APV e Custo do Capital
APV e Custo do CapitalAPV e Custo do Capital
APV e Custo do Capital
Felipe Pontes
 
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Felipe Pontes
 
Análise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvênciaAnálise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvência
Felipe Pontes
 
Avaliação de carteiras de investimentos
Avaliação de carteiras de investimentosAvaliação de carteiras de investimentos
Avaliação de carteiras de investimentos
Felipe Pontes
 
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsaMitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Felipe Pontes
 
Política de Dividendos e Modelo de Desconto de Dividendos
Política de Dividendos e Modelo de Desconto de DividendosPolítica de Dividendos e Modelo de Desconto de Dividendos
Política de Dividendos e Modelo de Desconto de Dividendos
Felipe Pontes
 
Valor terminal (valuation)
Valor terminal (valuation)Valor terminal (valuation)
Valor terminal (valuation)
Felipe Pontes
 
Modelagem financeira e balanco pro forma
Modelagem financeira e balanco pro forma  Modelagem financeira e balanco pro forma
Modelagem financeira e balanco pro forma
Felipe Pontes
 
Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)
Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)
Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)
Felipe Pontes
 
Taxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo riscoTaxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo risco
Felipe Pontes
 
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Felipe Pontes
 
Apresentação Finanças 2 - Valuation
Apresentação Finanças 2 - ValuationApresentação Finanças 2 - Valuation
Apresentação Finanças 2 - Valuation
Felipe Pontes
 

Mais procurados (20)

Normatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivos
Normatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivosNormatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivos
Normatização contábil baseada em princípios, regras ou objetivos
 
Fraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultadosFraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultados
 
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
 
Análise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidadeAnálise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidade
 
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
 
Introdução às Finanças
Introdução às FinançasIntrodução às Finanças
Introdução às Finanças
 
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuationMitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
 
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das DemonstraçõesAnálise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
 
APV e Custo do Capital
APV e Custo do CapitalAPV e Custo do Capital
APV e Custo do Capital
 
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
 
Análise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvênciaAnálise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvência
 
Avaliação de carteiras de investimentos
Avaliação de carteiras de investimentosAvaliação de carteiras de investimentos
Avaliação de carteiras de investimentos
 
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsaMitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
 
Política de Dividendos e Modelo de Desconto de Dividendos
Política de Dividendos e Modelo de Desconto de DividendosPolítica de Dividendos e Modelo de Desconto de Dividendos
Política de Dividendos e Modelo de Desconto de Dividendos
 
Valor terminal (valuation)
Valor terminal (valuation)Valor terminal (valuation)
Valor terminal (valuation)
 
Modelagem financeira e balanco pro forma
Modelagem financeira e balanco pro forma  Modelagem financeira e balanco pro forma
Modelagem financeira e balanco pro forma
 
Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)
Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)
Curso de avaliação pelo fluxo de caixa descontado (Valuation)
 
Taxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo riscoTaxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo risco
 
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
 
Apresentação Finanças 2 - Valuation
Apresentação Finanças 2 - ValuationApresentação Finanças 2 - Valuation
Apresentação Finanças 2 - Valuation
 

Semelhante a Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB

Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
Felipe Pontes
 
Introdução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivasIntrodução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivas
Felipe Pontes
 
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Felipe Pontes
 
Curso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidade
Curso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidadeCurso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidade
Curso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidade
Felipe Pontes
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
Felipe Pontes
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
Felipe Pontes
 
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de casoApresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
Felipe Pontes
 
O princípio do fim
O princípio do fimO princípio do fim
O princípio do fim
Felipe Pontes
 
Experiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finanças
Experiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finançasExperiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finanças
Experiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finanças
Felipe Pontes
 
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPBPIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
Felipe Pontes
 
Pesquisa e Extensão no DFC/UFPB
Pesquisa e Extensão no DFC/UFPBPesquisa e Extensão no DFC/UFPB
Pesquisa e Extensão no DFC/UFPB
Felipe Pontes
 
Pibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFCPibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFC
Felipe Pontes
 
Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1
Felipe Pontes
 
Oficina blogues no ensino de Física
Oficina blogues no ensino de FísicaOficina blogues no ensino de Física
Oficina blogues no ensino de Física
Sérgio F. de Lima
 
Minicurso - Pré-projeto Descomplicado
Minicurso - Pré-projeto DescomplicadoMinicurso - Pré-projeto Descomplicado
Minicurso - Pré-projeto Descomplicado
Diogo Pereira
 
Apresentação de Finanças 2 - Valuation
Apresentação de Finanças 2 - ValuationApresentação de Finanças 2 - Valuation
Apresentação de Finanças 2 - Valuation
Felipe Pontes
 
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFCPIBIC, Monitoria e Extensão no DFC
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC
Felipe Pontes
 
Auditoriapauditordo tcdf--646
Auditoriapauditordo tcdf--646Auditoriapauditordo tcdf--646
Auditoriapauditordo tcdf--646
AlmiroBoavidaNhancal
 
Curso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACD
Curso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACDCurso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACD
Curso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACD
Estratégia Concursos
 
Atualidades p bnb aula 00
Atualidades p bnb   aula 00Atualidades p bnb   aula 00
Atualidades p bnb aula 00
IraniceInacio
 

Semelhante a Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB (20)

Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
 
Introdução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivasIntrodução e estatísticas descritivas
Introdução e estatísticas descritivas
 
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade: dicas e falhas comuns
 
Curso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidade
Curso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidadeCurso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidade
Curso introdução aos métodos quantitativos aplicados à contabilidade
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
 
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de casoApresentação e discussão sobre estudos de caso
Apresentação e discussão sobre estudos de caso
 
O princípio do fim
O princípio do fimO princípio do fim
O princípio do fim
 
Experiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finanças
Experiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finançasExperiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finanças
Experiências com um ensino mais ativo em contabilidade e finanças
 
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPBPIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
 
Pesquisa e Extensão no DFC/UFPB
Pesquisa e Extensão no DFC/UFPBPesquisa e Extensão no DFC/UFPB
Pesquisa e Extensão no DFC/UFPB
 
Pibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFCPibic e extensão no DFC
Pibic e extensão no DFC
 
Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1
 
Oficina blogues no ensino de Física
Oficina blogues no ensino de FísicaOficina blogues no ensino de Física
Oficina blogues no ensino de Física
 
Minicurso - Pré-projeto Descomplicado
Minicurso - Pré-projeto DescomplicadoMinicurso - Pré-projeto Descomplicado
Minicurso - Pré-projeto Descomplicado
 
Apresentação de Finanças 2 - Valuation
Apresentação de Finanças 2 - ValuationApresentação de Finanças 2 - Valuation
Apresentação de Finanças 2 - Valuation
 
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFCPIBIC, Monitoria e Extensão no DFC
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC
 
Auditoriapauditordo tcdf--646
Auditoriapauditordo tcdf--646Auditoriapauditordo tcdf--646
Auditoriapauditordo tcdf--646
 
Curso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACD
Curso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACDCurso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACD
Curso de Politica Internacional para Concurso de Diplomata CACD
 
Atualidades p bnb aula 00
Atualidades p bnb   aula 00Atualidades p bnb   aula 00
Atualidades p bnb aula 00
 

Mais de Felipe Pontes

Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da ContabilidadeCaso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Felipe Pontes
 
Orçamento de Capital e VPL
Orçamento de Capital e VPLOrçamento de Capital e VPL
Orçamento de Capital e VPL
Felipe Pontes
 
Aplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - Fermização
Aplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - FermizaçãoAplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - Fermização
Aplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - Fermização
Felipe Pontes
 
Fundos de Investimento Smart Beta
Fundos de Investimento Smart BetaFundos de Investimento Smart Beta
Fundos de Investimento Smart Beta
Felipe Pontes
 
Fundos de Investimento Imobiliário
Fundos de Investimento ImobiliárioFundos de Investimento Imobiliário
Fundos de Investimento Imobiliário
Felipe Pontes
 
Fundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long Only
Fundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long OnlyFundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long Only
Fundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long Only
Felipe Pontes
 
Fundos Multimercado
Fundos MultimercadoFundos Multimercado
Fundos Multimercado
Felipe Pontes
 

Mais de Felipe Pontes (7)

Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da ContabilidadeCaso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
 
Orçamento de Capital e VPL
Orçamento de Capital e VPLOrçamento de Capital e VPL
Orçamento de Capital e VPL
 
Aplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - Fermização
Aplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - FermizaçãoAplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - Fermização
Aplicando a técnica de Fermi para resolver problemas - Fermização
 
Fundos de Investimento Smart Beta
Fundos de Investimento Smart BetaFundos de Investimento Smart Beta
Fundos de Investimento Smart Beta
 
Fundos de Investimento Imobiliário
Fundos de Investimento ImobiliárioFundos de Investimento Imobiliário
Fundos de Investimento Imobiliário
 
Fundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long Only
Fundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long OnlyFundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long Only
Fundos de Investimento Long Biased, Long & Short e Long Only
 
Fundos Multimercado
Fundos MultimercadoFundos Multimercado
Fundos Multimercado
 

Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA INTRODUÇÃO grggggggggggggggggggg ggggggggg Luiz Felipe de Araújo Pontes Girão Disciplina: Análise Avançada das Demonstrações Contábeis Objetivo da aula: apresentar a disciplina Conteúdo: Dicas iniciais. Plano de ensino. “Nada como o perigo para fazer a mente se concentrar” (George Soros)
  • 2. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br 2 it k k ktk k kitk j jitjit XCustosIncAD     1 ,,2,,10 𝑃𝑡 = 𝜏=1 ∞ 𝑅𝑓−𝑡 𝐸𝜏 𝑑 𝑡+𝜏 youtube.com/contabilidademq @felfelipepontes @contabilidademq Slideshare.net/felipepontes16 /pontesfelipe Se inscreva em nosso canal e ative as notificações para não perder nada!
  • 3. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Quem te obrigou a estar aqui?! (...) “O contraste é ainda maior quando aparece mestrado ou doutorado no currículo: entre 2014 e 2015, a remuneração média desse grupo saltou 21,4%. (...): a pós-graduação stricto sensu é a bola da vez entre os empregadores brasileiros.” (...) “Hoje, as empresas têm se voltado para profissionais com mestrado e doutorado, porque são mais exigentes, densos e profundos do ponto de vista teórico”, diz Souto. “Está ganhando força a ideia de que esses programas mais robustos dão mais 'musculatura' para a tomada de decisões nas empresas”. http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/mestrado-e-a-melhor-pos- graduacao-para-seu-bolso-diz-estudo • Além disso, você terá acesso a uma gama enorme de ferramentas e teorias que não são vistas em nenhum outro curso. Isso lhe dará mais oportunidades para ganhar dinheiro. • Link adicional: http://contabilidademq.blogspot.com/2017/01/ingles- mestrado-e-doutorado-podem.html 3
  • 4. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Existem mestres e doutores no mercado financeiro? • Adeodato Volpi Netto – Eleven Financial (mestre em Finanças/Liverpool) • Alexsandro Broedel Lopes – Itaú (doutor em Contabilidade/USP) • Andrea Frazzini – AQR Capital (doutor em Economia/Yale) • Bruno Funchal – Alphamar (doutor em Economia/FGV) • Cliff Asness – AQR Capital (doutor em Finanças/Chicago) • David Booth – Dimensional (mestre em Finanças/Chicago) • Fernando Galdi – Alphamar (doutor em Contabilidade/USP) • Francisco Olinto Velo Schmitt – Grendene (doutor em administração/USP) • Gerard O’Reilly – Dimensional (doutor em Aeronáutica/CIT) • Gustavo Franco – Rio Bravo (doutor em Economia/Harvard) • Jim Simons – Renaissance (doutor em matemática/Berkeley) • Lasse Heje Pedersen – AQR Capital (doutor em Finanças/Stanford) • Leda Braga – Systematica (doutora em engenharia/Imperial College) • Luciano França – AvantGarde (mestre em Real Estate/USP) • Luiz Fernando Alves Jr – Versa Asset (mestre em Economia/FGV) • Marcos Mollica – Opportunity (doutor em Economia/Chicago) • Paulo Guedes – Bozano Investimentos (doutor em Economia/Chicago) • Persio Arida – BTG (doutor em Economia/MIT) • Warren Buffett – Berkshire (mestre em Economia/Columbia) • Pesquisem sobre todos eles. 4
  • 5. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Como sobreviver ao mestrado 1. Humildade 2. Foco 3. Saúde • No link a baixo há um texto sobre isso, com outros links que poderão ser úteis: • https://contabilidademq.blogspot.com.br/2018/04/dicas-de- sobrevivencia-mestrado-doutorado.html 5
  • 6. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br DICAS INICIAIS • Ler livros especializados na metodologia que queremos usar. • Ler artigos de journals de alto impacto para averiguar como eles utilizam as técnicas. • Usar as técnicas, para poder se deparar com problemas e tentar corrigi- los. • Quando for submeter o artigo à revista ou ao evento, analisar os artigos já publicados, para tentar perceber algum padrão (e.g. algumas revistas acham que os testes dos pressupostos são básicos, então eles pressupõem que tudo foi feito). 6
  • 7. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br DICAS INICIAIS • Ninguém tem direito de entrar na sala com livro copiado (xerox). • Continuem estudando inglês e se esforçando para ler em inglês. Você economizará tempo e aprenderá, de fato. O IsF/UFPB oferece cursos gratuitos para pós-graduandos. • Se esforce e estude o máximo que puder. No final, você será recompensado. E faça o mestrado ser um estágio para o doutorado. • Seja sempre pontual em tudo o que você fizer. Mas nunca reclame se a aula acabar um pouco mais tarde do que o esperado. 7
  • 8. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br DICAS INICIAIS • Escreva todos os seus artigos com o máximo de seriedade, pensando em publicá-los em bons eventos e boas revistas. Caso contrário, você apenas perderá seu tempo. • Os autores dos artigos são aqueles que realmente contribuíram com a ideia dele. Evite publicar em um time de futsal. • Participe de eventos, principalmente USP e ANPCONT (vocês não são mais de iniciação científica) – mas também participe de eventos técnicos para tentar encontrar novas ideias de pesquisa que as pessoas de fora da academia estão tentando resolver. • Sempre se prepare para as aulas e sinta “medo”! • Se conseguir, escreva seus artigos em inglês (evite traduzir). • Sejam parte de uma equipe: a TURMA DO PPGCC/UFPB e se ajudem! 8
  • 9. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Ementa • Abordagem crítica aos instrumentos de análise das demonstrações contábeis. Identificação, limitações e potencialidade das demonstrações contábeis. Compreensão dos construtos teóricos subjacentes aos instrumentos de análise das demonstrações contábeis. Conteúdo dos relatórios da administração e dos auditores: ambiente institucional, economia, setor. Conhecimento do negócio e de seus modelos contábeis. Efeitos inflacionários na análise das demonstrações contábeis. Análise crítica dos modelos de previsão de insolvência e de análise de riscos. 9
  • 10. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Objetivo • Despertar o raciocínio crítico para analisar as demonstrações contábeis publicadas pelas empresas. 10
  • 11. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Conteúdo programático 1. Caso Abdul. Análise do Relatório de Auditoria. Análise estratégica do negócio da empresa. 2. Rentabilidade, liquidez e lucro vs caixa. Visão geral do desempenho. 3. Análise crítica das ferramentas tradicionais de análise (1/2) 4. Análise crítica das ferramentas tradicionais de análise (2/2) 5. Treinamento Economatica 6. Análise comparativa de empresas 7. Modelagem financeira e demonstrações pro-forma 8. Apresentação dos relatórios 9. Efeitos inflacionários na contabilidade 10. Análise fundamentalista e anomalias contábeis 11. Análise de crédito e previsão de insolvência 12. Informações non-GAAP 13. Fraude e gerenciamento de resultados 14. Ciclo de vida e desempenho. Armadilhas value e growth 15. Apresentação dos artigos desenvolvidos para a disciplina 11
  • 12. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Duplas dos trabalhos • As duplas foram previamente escolhidas e divulgadas no primeiro email que enviei. • Os trabalhos podem até ser em dupla, mas todo mundo deve dominar todo o trabalho. Por exemplo: Aluno A apresentou a metodologia, então farei perguntas sobre a metodologia ao Aluno B. • Se um membro da dupla desistir, estiver hospitalizado (há a possibilidade de gravar um vídeo) etc, o remanescente deverá apresentar sozinho. 12
  • 13. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Artigo Final • Cada dupla escolhe um artigo, para REPLICAR como trabalho final da disciplina. Vocês podem sugerir outro tema: 1. What Happens to Stocks when Interest Rates Rise? (TJI) 2. On the Demand for High-Beta Stocks: Evidence from Mutual Funds (RFS) 3. Exotic Beta Revisited. (FAJ) 4. Value investing: The use of historical financial statement information to separate winners from losers. (JAR) 5. Value investing in credit markets. (RAS) 6. Fundamental analysis of banks: the use of financial statement information to screen winners from losers. RAS 7. “Sell in May and Go Away” Just Won’t Go Away. FAJ 8. Fact, Fiction, and Value Investing. (JPM) 9. Value versus growth investing: Why do different investors have different styles? (JFE) 10. Who Are the Value and Growth Investors? JoF 11. Value investing or investing in illiquidity? The profitability of contrarian investment strategies, revisited. FI 12. Contrarian strategy and herding behaviour in the Chinese stock market. EJF 13. Fundamental Analysis Redux. SSRN 14. The Limits to Arbitrage and the Low-Volatility Anomaly. FAJ 15. Accounting and the Macroeconomy: The Case of Aggregate Price-Level Effects on Individual Stocks. FAJ 16. Flight to Quality and Asset Allocation in a Financial Crisis. FAJ 13A ideia é que vocês possam replicar esse estudo e fazer adaptações ao caso brasileiro, para praticar com as ferramentas metodológicas estudadas na pós-graduação. Qual é o puzzle e qual é a sua peça?
  • 14. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Avaliação • Participação (10%): para receber a pontuação máxima neste item o aluno deverá comparecer a todas as aulas, chegar e sair no horário correto, não ficar olhando o email, redes sociais e afins, dentre outros itens que devem ser básicos nas regras de convivência e respeito em sala de aula. ** Após o início de cada aula, darei 10 minutos de tolerância para montar o equipamento, antes de iniciar a chamada. Após isso, a porta será fechada e os retardatários só poderão entrar após o encerramento da explicação do tópico que está sendo apresentado. • Exercícios (20%): para este item, serão considerados tanto a entrega dos exercícios que foram feitos em casa, quanto em sala, bem como a apresentação de alguns deles no dia da aula. Nos dias em que não houver atividades previamente designadas, é possível que os Professores encaminhem atividades no decorrer das aulas, ou após as aulas. • Análise das empresas (30%): nesta avaliação, levaremos em consideração a profundidade que a análise foi feita e a didática na elaboração escrita e apresentação oral do relatório. ** Durante o semestre faremos diversos exercícios de análise da empresa escolhida. Recomendo que o aluno faça cada exercícios como se fosse o relatório final, de modo que o relatório final será apenas a organização de todos os trabalhos que já foram feitos anteriormente. • Artigo final (40%): os alunos deverão replicar (de modo a praticar suas habilidades metodológicas) e adicionar alguma novidade aos artigos previamente escolhidos. A lista de artigos será divulga com antecedência, porém o aluno poderá sugerir algum outro tema que esteja relacionado ao assunto da disciplina (ou contabilidade societária ou teoria da contabilidade). Os artigos serão orientados por um dos Professores responsáveis pela disciplina. ** O artigo deverá seguir exatamente o padrão de formatação utilizado pelo Congresso Anpcont. 14 Façam tudo sem se preocupar com os pesos na nota. A preocupação é aprender!
  • 16. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Referências BÁSICA • GRAHAM, Benjamin; DODD, David. Security Analysis: Foreword by Warren Buffett. McGraw-Hill Professional, 2008. • MARTINS, Eliseu; DINIZ, Josedilton Alves; MIRANDA, Gilberto José. Análise avançada das demonstrações contábeis: uma abordagem crítica. 2ed. 2018. • PALEPU, Krishna G.; HEALY, Paul M. Business analysis and valuation. Cengage Learning EMEA, 2007. • PENMAN, Stephen. Análise de demonstrações financeiras e security valuation. Elsevier Brasil, 2013. Complementar: http://www.contabilidademq.com.br/2019/02/curso- completo-de-analise-demonstracoes-contabeis.html 16 Fiquem atentos aos resumos que devem ser entregues antes do início de algumas aulas.
  • 17. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Exercícios e dúvidas • Alguns exercícios já estão programados no plano de ensino, porém durante o curso poderei passar outros exercícios adicionalmente. • Dúvidas em geral sobre a disciplina? A hora de perguntar é agora. • Maiores informações: http://www.contabilidademq.com.br/2019/02/curso-completo-de- analise-demonstracoes-contabeis.html 17
  • 18. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br Para ter acesso a mais conteúdos, acesse: – Blogs www.ContabilidadeMQ.com.br www.FinancasAplicadasBrasil.blogspot.com – Instagram: www.instagram.com/felfelipepontes – Facebook: www.facebook.com/ContabilidadeMQ – Twitter: www.twitter.com/felfelipepontes – YouTube: www.youtube.com/ContabilidadeMQ 18
  • 19. Felipe Pontes www.contabilidademq.com.br 19 it k k ktk k kitk j jitjit XCustosIncAD     1 ,,2,,10 𝑃𝑡 = 𝜏=1 ∞ 𝑅𝑓−𝑡 𝐸𝜏 𝑑 𝑡+𝜏 youtube.com/contabilidademq @felfelipepontes @contabilidademq Slideshare.net/felipepontes16 /pontesfelipe Se inscreva em nosso canal e ative as notificações para não perder nada!