SlideShare uma empresa Scribd logo
Vacinas
Imunização Passiva ARTIFICIAL Transferência de anticorpos NATURAL Anticorpos transplacentarios(IgG) Anticorpos no colostro(IgA)
Vantagens e desvantagens  Vantagens Proteção imediata Desvantagens Curto período de proteção Doença do soro Risco de AIDS e hepatite
Usos da imunização Passiva
Imunização  Ativa  Gerada pelo próprio sistema imune do Indivíduo A imunidade e a memória são semelhantes a infecção, mas sem a doença Proteção duradoura
Tipos de imunização Ativa Natural Exposição a infecções sub-clinicas Artificial Organismos atenuados Organismos mortos Fragmentos subcelulares Toxinas DNA
Tipos de Vacinas Organismos vivos/atenuados  Organismos mortos Vacinas de subunidades Novas abordagens: vacinas de  DNA, vetores recombinantes, citocinas, Otimização do epitopo , DC.
Organismos Mortos Vantagens Não existe risco de reversão da patogenicidade Sem risco de transmissão Desvantagens Múltiplos reforços Composição pouco conhecida O patógeno deve ser cultivado in vitro Principalmente resposta Humoral Adjuvantes
Organismos Vivos/ Atenuados Vantagens Dose única Proteção duradoura Resposta Humoral/Celular Desvantagens Risco de reversão à patogenicidade
Atenuação
Comparação Sabin x Salk
Efeitos adversos Pacientes com Imunodeficiências Reversão para o tipo selvagem Pólio vírus atenuado difere do selvagem em  apenas 10 pares de bases. (Sabin)
Varíola  3000Ac – Evidência de variolação no Egito 1500 Ac – turcos introduzem a variolação. 14 de maio de 1796, Jenner utilizou material obtido de uma senhora infectada com vaccinia na vacinação.
Mecanismo da Vacina contra a Varíola
 
Subunidades Vantagens Composição conhecida Produção em larga escala Sem risco de patogenicidade Desvantagens Resposta humoral Múltiplas doses Adjuvantes
Vacina Contra a Hepatite B Primeira vacina formada por uma subunidade recombinante Formação de IgG neutralizante Impede a infecção dos hepatócitos Protege 80 a 90% dos vacinados
Vacina contra toxóide  Apenas o polissacarídeo com ação tóxica
Vacina Ideal Administração Oral Baixo Custo Fácil estocagem (Temp. ambiente) Dose única Proteção duradoura
ADJUVANTES
Perspectivas em adjuvantes Citocinas CPG - OligoDesoxiNucleotideos Lipossomos Immunostimulating complexes (ISCOMs) Polímeros com antígenos imunoestimulatorios
Incidência Pré e Pós Vacinação 6
 
Perspectivas em vacinas
 
 
Doenças ainda sem uma vacina efetiva

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vírus
VírusVírus
Vírus
profatatiana
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
LABIMUNO UFBA
 
Aula Microbiologia Bactérias
Aula Microbiologia BactériasAula Microbiologia Bactérias
Aula Microbiologia Bactérias
Tiago da Silva
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
LABIMUNO UFBA
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Turma Olímpica
 
Sistema ABO
Sistema ABOSistema ABO
Sistema ABO
Safia Naser
 
Imunologia I
Imunologia IImunologia I
Imunologia I
LABIMUNO UFBA
 
Aula de microbiologia ppt
Aula de microbiologia   pptAula de microbiologia   ppt
Aula de microbiologia ppt
SMS - Petrópolis
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
Rui Silva
 
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
Ricardo Portela
 
Imunologia
ImunologiaImunologia
Imunologia
CristinaBrandao
 
Sistema imunológico
Sistema imunológicoSistema imunológico
Sistema imunológico
URCA
 
Apresentação bactérias
Apresentação bactériasApresentação bactérias
Apresentação bactérias
Fernanda Marinho
 
Aula slides virologia
Aula slides   virologiaAula slides   virologia
Aula slides virologia
Simone Alvarenga
 
Imunização
Imunização Imunização
Imunização
Ismael Costa
 
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e EndemiaSurto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
Conceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema ImuneConceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema Imune
Lys Duarte
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
Erik Macedo
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
rwportela
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
Fatima Comiotto
 

Mais procurados (20)

Vírus
VírusVírus
Vírus
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
 
Aula Microbiologia Bactérias
Aula Microbiologia BactériasAula Microbiologia Bactérias
Aula Microbiologia Bactérias
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
 
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema ImunológicoSlides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
Slides da aula de Biologia (Marcelo) sobre Sistema Imunológico
 
Sistema ABO
Sistema ABOSistema ABO
Sistema ABO
 
Imunologia I
Imunologia IImunologia I
Imunologia I
 
Aula de microbiologia ppt
Aula de microbiologia   pptAula de microbiologia   ppt
Aula de microbiologia ppt
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
 
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
 
Imunologia
ImunologiaImunologia
Imunologia
 
Sistema imunológico
Sistema imunológicoSistema imunológico
Sistema imunológico
 
Apresentação bactérias
Apresentação bactériasApresentação bactérias
Apresentação bactérias
 
Aula slides virologia
Aula slides   virologiaAula slides   virologia
Aula slides virologia
 
Imunização
Imunização Imunização
Imunização
 
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e EndemiaSurto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
 
Conceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema ImuneConceitos de Sistema Imune
Conceitos de Sistema Imune
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
 
Níveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivosNíveis de organização dos seres vivos
Níveis de organização dos seres vivos
 

Destaque

Técnicas de administração de vacinas 2016
Técnicas de administração de vacinas 2016Técnicas de administração de vacinas 2016
Técnicas de administração de vacinas 2016
imunizacao
 
Trabalho vacinas
Trabalho vacinas Trabalho vacinas
Trabalho vacinas
Vânia Batista
 
07 desvios-posturais
07 desvios-posturais07 desvios-posturais
07 desvios-posturais
taniamendonca
 
Esqueleto humano (powerpoint).edit
Esqueleto humano (powerpoint).editEsqueleto humano (powerpoint).edit
Esqueleto humano (powerpoint).edit
isabelalexandrapinto
 
Neonatologia
NeonatologiaNeonatologia
Recién Nacido Patológico
Recién Nacido PatológicoRecién Nacido Patológico
Recién Nacido Patológico
NEOKIDS CORPORATIVO
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
LABIMUNO UFBA
 
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Amanda Thomé
 
Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)
Eduardo Júnior
 
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Neto Pontes
 
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuroAssistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Juliana Maciel
 
Apresentação Calendário Vacinal 2016
Apresentação Calendário Vacinal 2016Apresentação Calendário Vacinal 2016
Apresentação Calendário Vacinal 2016
imunizacao
 
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Jesiele Spindler
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
manual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascidomanual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascido
Flavia Oliveira
 
Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
Alinebrauna Brauna
 
atenção à saúde da criança
 atenção à saúde da criança atenção à saúde da criança
atenção à saúde da criança
charlesalannet
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
Amanda Corrêa
 

Destaque (18)

Técnicas de administração de vacinas 2016
Técnicas de administração de vacinas 2016Técnicas de administração de vacinas 2016
Técnicas de administração de vacinas 2016
 
Trabalho vacinas
Trabalho vacinas Trabalho vacinas
Trabalho vacinas
 
07 desvios-posturais
07 desvios-posturais07 desvios-posturais
07 desvios-posturais
 
Esqueleto humano (powerpoint).edit
Esqueleto humano (powerpoint).editEsqueleto humano (powerpoint).edit
Esqueleto humano (powerpoint).edit
 
Neonatologia
NeonatologiaNeonatologia
Neonatologia
 
Recién Nacido Patológico
Recién Nacido PatológicoRecién Nacido Patológico
Recién Nacido Patológico
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
 
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-partoCuidados com o recém-nascido no pós-parto
Cuidados com o recém-nascido no pós-parto
 
Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)Atencao basica-psf (1)
Atencao basica-psf (1)
 
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
Informações Básicas (Cuidados com o RN e Amamentação)
 
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuroAssistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
Assistência de enfermagem ao recém nascido prematuro
 
Apresentação Calendário Vacinal 2016
Apresentação Calendário Vacinal 2016Apresentação Calendário Vacinal 2016
Apresentação Calendário Vacinal 2016
 
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascido
 
manual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascidomanual de assistencia ao recem nascido
manual de assistencia ao recem nascido
 
Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
 
atenção à saúde da criança
 atenção à saúde da criança atenção à saúde da criança
atenção à saúde da criança
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
 

Semelhante a Imunologia - Vacinas

Bases Imunológicas - Vacinas
Bases Imunológicas - VacinasBases Imunológicas - Vacinas
Bases Imunológicas - Vacinas
LABIMUNO UFBA
 
Vacinas 2012
Vacinas 2012Vacinas 2012
Vacinas 2012
nanda_enfe
 
Vacinas 2013
Vacinas 2013Vacinas 2013
Vacinas 2013
KeytyHorranadoNascim
 
Vacinas e programa alargado de vacinação slideshare
Vacinas e programa alargado de vacinação slideshareVacinas e programa alargado de vacinação slideshare
Vacinas e programa alargado de vacinação slideshare
Falguni Homesh
 
Curso de vacinas
Curso de vacinasCurso de vacinas
Curso de vacinas
Michelle Machado
 
Imunização em saúde do trabalhadoor.pptx
Imunização em saúde do trabalhadoor.pptxImunização em saúde do trabalhadoor.pptx
Imunização em saúde do trabalhadoor.pptx
JessiellyGuimares
 
VACINA E SORO - VS.pptx.pdf
VACINA E SORO - VS.pptx.pdfVACINA E SORO - VS.pptx.pdf
VACINA E SORO - VS.pptx.pdf
DeboraLima101044
 
Vacinas gênicas
Vacinas gênicasVacinas gênicas
Vacinas gênicas
Global Approach Consulting
 
Imunização vacinas.pptx
Imunização vacinas.pptxImunização vacinas.pptx
Imunização vacinas.pptx
CELEYCOELHODESOUZA
 
Imunização em saúde do trabalhador
Imunização em saúde do trabalhadorImunização em saúde do trabalhador
Imunização em saúde do trabalhador
Ismael Costa
 
Revisão
Revisão Revisão
Revisão
MariMoura15
 
ICSA17 - Fundamentos e Tipos de Vacinas
ICSA17 - Fundamentos e Tipos de VacinasICSA17 - Fundamentos e Tipos de Vacinas
ICSA17 - Fundamentos e Tipos de Vacinas
Ricardo Portela
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
Amduarte
 
Proteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorposProteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorpos
Alpha Colégio e Vestibulares
 
Imunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12ºImunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12º
João Pereira
 
Vacinas 23.08.11
Vacinas 23.08.11Vacinas 23.08.11
Vacinas 23.08.11
diegodduarte
 
3 Vacinas
3 Vacinas3 Vacinas
Imunidade ativa, passiva e desequilíbrios
Imunidade ativa, passiva e desequilíbriosImunidade ativa, passiva e desequilíbrios
Imunidade ativa, passiva e desequilíbrios
anabela
 
Vacinação.pptx
Vacinação.pptxVacinação.pptx
Vacinação.pptx
robekelly
 
Aula de imunização intensivo Estado
Aula de imunização intensivo EstadoAula de imunização intensivo Estado
Aula de imunização intensivo Estado
Ismael Costa
 

Semelhante a Imunologia - Vacinas (20)

Bases Imunológicas - Vacinas
Bases Imunológicas - VacinasBases Imunológicas - Vacinas
Bases Imunológicas - Vacinas
 
Vacinas 2012
Vacinas 2012Vacinas 2012
Vacinas 2012
 
Vacinas 2013
Vacinas 2013Vacinas 2013
Vacinas 2013
 
Vacinas e programa alargado de vacinação slideshare
Vacinas e programa alargado de vacinação slideshareVacinas e programa alargado de vacinação slideshare
Vacinas e programa alargado de vacinação slideshare
 
Curso de vacinas
Curso de vacinasCurso de vacinas
Curso de vacinas
 
Imunização em saúde do trabalhadoor.pptx
Imunização em saúde do trabalhadoor.pptxImunização em saúde do trabalhadoor.pptx
Imunização em saúde do trabalhadoor.pptx
 
VACINA E SORO - VS.pptx.pdf
VACINA E SORO - VS.pptx.pdfVACINA E SORO - VS.pptx.pdf
VACINA E SORO - VS.pptx.pdf
 
Vacinas gênicas
Vacinas gênicasVacinas gênicas
Vacinas gênicas
 
Imunização vacinas.pptx
Imunização vacinas.pptxImunização vacinas.pptx
Imunização vacinas.pptx
 
Imunização em saúde do trabalhador
Imunização em saúde do trabalhadorImunização em saúde do trabalhador
Imunização em saúde do trabalhador
 
Revisão
Revisão Revisão
Revisão
 
ICSA17 - Fundamentos e Tipos de Vacinas
ICSA17 - Fundamentos e Tipos de VacinasICSA17 - Fundamentos e Tipos de Vacinas
ICSA17 - Fundamentos e Tipos de Vacinas
 
Vacinas
VacinasVacinas
Vacinas
 
Proteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorposProteínas de defesa anticorpos
Proteínas de defesa anticorpos
 
Imunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12ºImunodeficiência Congénita 12º
Imunodeficiência Congénita 12º
 
Vacinas 23.08.11
Vacinas 23.08.11Vacinas 23.08.11
Vacinas 23.08.11
 
3 Vacinas
3 Vacinas3 Vacinas
3 Vacinas
 
Imunidade ativa, passiva e desequilíbrios
Imunidade ativa, passiva e desequilíbriosImunidade ativa, passiva e desequilíbrios
Imunidade ativa, passiva e desequilíbrios
 
Vacinação.pptx
Vacinação.pptxVacinação.pptx
Vacinação.pptx
 
Aula de imunização intensivo Estado
Aula de imunização intensivo EstadoAula de imunização intensivo Estado
Aula de imunização intensivo Estado
 

Mais de LABIMUNO UFBA

Resposta inata
Resposta inataResposta inata
Resposta inata
LABIMUNO UFBA
 
Órgãos linfóides
Órgãos linfóidesÓrgãos linfóides
Órgãos linfóides
LABIMUNO UFBA
 
Aspectos da resposta imune a tumores
Aspectos da resposta imune a tumoresAspectos da resposta imune a tumores
Aspectos da resposta imune a tumores
LABIMUNO UFBA
 
Ri virus helmintos
Ri virus helmintosRi virus helmintos
Ri virus helmintos
LABIMUNO UFBA
 
Resposta imune infecções
Resposta imune infecçõesResposta imune infecções
Resposta imune infecções
LABIMUNO UFBA
 
Hipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo IHipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo I
LABIMUNO UFBA
 
Tolerância
TolerânciaTolerância
Tolerância
LABIMUNO UFBA
 
Imunidades das mucosas
Imunidades das mucosasImunidades das mucosas
Imunidades das mucosas
LABIMUNO UFBA
 
Hipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IVHipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IV
LABIMUNO UFBA
 
Imunofluorescencia
ImunofluorescenciaImunofluorescencia
Imunofluorescencia
LABIMUNO UFBA
 
Critérios de Validação
Critérios de ValidaçãoCritérios de Validação
Critérios de Validação
LABIMUNO UFBA
 
Citometria de fluxo
Citometria de fluxoCitometria de fluxo
Citometria de fluxo
LABIMUNO UFBA
 
Autoimunidade
AutoimunidadeAutoimunidade
Autoimunidade
LABIMUNO UFBA
 
Resposta imune celular
Resposta imune celularResposta imune celular
Resposta imune celular
LABIMUNO UFBA
 
Processamento antigênico células apresentadoras de antígenos
Processamento antigênico células apresentadoras de antígenosProcessamento antigênico células apresentadoras de antígenos
Processamento antigênico células apresentadoras de antígenos
LABIMUNO UFBA
 
MHC
MHCMHC
Linfócitos B
Linfócitos BLinfócitos B
Linfócitos B
LABIMUNO UFBA
 
Ativação das células T
Ativação das células TAtivação das células T
Ativação das células T
LABIMUNO UFBA
 
Sistema complemento
Sistema complementoSistema complemento
Sistema complemento
LABIMUNO UFBA
 
Anticorpos
AnticorposAnticorpos
Anticorpos
LABIMUNO UFBA
 

Mais de LABIMUNO UFBA (20)

Resposta inata
Resposta inataResposta inata
Resposta inata
 
Órgãos linfóides
Órgãos linfóidesÓrgãos linfóides
Órgãos linfóides
 
Aspectos da resposta imune a tumores
Aspectos da resposta imune a tumoresAspectos da resposta imune a tumores
Aspectos da resposta imune a tumores
 
Ri virus helmintos
Ri virus helmintosRi virus helmintos
Ri virus helmintos
 
Resposta imune infecções
Resposta imune infecçõesResposta imune infecções
Resposta imune infecções
 
Hipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo IHipersensibilidade tipo I
Hipersensibilidade tipo I
 
Tolerância
TolerânciaTolerância
Tolerância
 
Imunidades das mucosas
Imunidades das mucosasImunidades das mucosas
Imunidades das mucosas
 
Hipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IVHipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IV
 
Imunofluorescencia
ImunofluorescenciaImunofluorescencia
Imunofluorescencia
 
Critérios de Validação
Critérios de ValidaçãoCritérios de Validação
Critérios de Validação
 
Citometria de fluxo
Citometria de fluxoCitometria de fluxo
Citometria de fluxo
 
Autoimunidade
AutoimunidadeAutoimunidade
Autoimunidade
 
Resposta imune celular
Resposta imune celularResposta imune celular
Resposta imune celular
 
Processamento antigênico células apresentadoras de antígenos
Processamento antigênico células apresentadoras de antígenosProcessamento antigênico células apresentadoras de antígenos
Processamento antigênico células apresentadoras de antígenos
 
MHC
MHCMHC
MHC
 
Linfócitos B
Linfócitos BLinfócitos B
Linfócitos B
 
Ativação das células T
Ativação das células TAtivação das células T
Ativação das células T
 
Sistema complemento
Sistema complementoSistema complemento
Sistema complemento
 
Anticorpos
AnticorposAnticorpos
Anticorpos
 

Imunologia - Vacinas

  • 2. Imunização Passiva ARTIFICIAL Transferência de anticorpos NATURAL Anticorpos transplacentarios(IgG) Anticorpos no colostro(IgA)
  • 3. Vantagens e desvantagens Vantagens Proteção imediata Desvantagens Curto período de proteção Doença do soro Risco de AIDS e hepatite
  • 5. Imunização Ativa Gerada pelo próprio sistema imune do Indivíduo A imunidade e a memória são semelhantes a infecção, mas sem a doença Proteção duradoura
  • 6. Tipos de imunização Ativa Natural Exposição a infecções sub-clinicas Artificial Organismos atenuados Organismos mortos Fragmentos subcelulares Toxinas DNA
  • 7. Tipos de Vacinas Organismos vivos/atenuados Organismos mortos Vacinas de subunidades Novas abordagens: vacinas de DNA, vetores recombinantes, citocinas, Otimização do epitopo , DC.
  • 8. Organismos Mortos Vantagens Não existe risco de reversão da patogenicidade Sem risco de transmissão Desvantagens Múltiplos reforços Composição pouco conhecida O patógeno deve ser cultivado in vitro Principalmente resposta Humoral Adjuvantes
  • 9. Organismos Vivos/ Atenuados Vantagens Dose única Proteção duradoura Resposta Humoral/Celular Desvantagens Risco de reversão à patogenicidade
  • 12. Efeitos adversos Pacientes com Imunodeficiências Reversão para o tipo selvagem Pólio vírus atenuado difere do selvagem em apenas 10 pares de bases. (Sabin)
  • 13. Varíola 3000Ac – Evidência de variolação no Egito 1500 Ac – turcos introduzem a variolação. 14 de maio de 1796, Jenner utilizou material obtido de uma senhora infectada com vaccinia na vacinação.
  • 14. Mecanismo da Vacina contra a Varíola
  • 15.  
  • 16. Subunidades Vantagens Composição conhecida Produção em larga escala Sem risco de patogenicidade Desvantagens Resposta humoral Múltiplas doses Adjuvantes
  • 17. Vacina Contra a Hepatite B Primeira vacina formada por uma subunidade recombinante Formação de IgG neutralizante Impede a infecção dos hepatócitos Protege 80 a 90% dos vacinados
  • 18. Vacina contra toxóide Apenas o polissacarídeo com ação tóxica
  • 19. Vacina Ideal Administração Oral Baixo Custo Fácil estocagem (Temp. ambiente) Dose única Proteção duradoura
  • 21. Perspectivas em adjuvantes Citocinas CPG - OligoDesoxiNucleotideos Lipossomos Immunostimulating complexes (ISCOMs) Polímeros com antígenos imunoestimulatorios
  • 22. Incidência Pré e Pós Vacinação 6
  • 23.  
  • 25.  
  • 26.  
  • 27. Doenças ainda sem uma vacina efetiva