SlideShare uma empresa Scribd logo
VÍRUSWGG
VÍRUSOs vírus diferenciam dos demais seres vivos pela ausência de organização celular, por não possuírem metabolismo próprio e por não serem capazes  de se reproduzirem sem estarem dentro de uma célula hospedeira. São parasitas intercelulares obrigatórios e, conseqüentemente, responsáveis por varias doenças infecciosas. Estruturas de um vírusNÚCLEO VIRAL CONTENDO MATERIAL GENÉTICOPROTEÍNA + LIPÍDIO (ENVELOPE)MEMBRANA PLASMÁTICA
VÍRUSEm resumo vírus...- SÃO ORGANISMOS ACELULARES- SÃO PARASITAS INTECELULARES OBRIGATÓRIOS- NÃO FAZEM SINTESE PROTÉICA NEM RESPIRAÇÃO- SEU MATERIAL GENÉTICO PODE SER RNA E DNA- SEU MATERIAL GENÉTICO POSSUI APENAS INFORMAÇÃO PARA PRODUZIR O RNAm, OS OUTROS DOIS (RNAt e RNAr) QUE PARTICIPAM DA CONSTRUÇÃO DE PROTEÍNAS VIRAIS SÃO AS PRÓPRIAS CÉLULAS HOSPEDEIRAS. - SEU CORPO É COMPOSTO POR UMA CARAPAÇA PROTÉICA (CAPSÍDEO) CONTENDO NO SEU INTERIOR UMA MOLÉCULA DE ÁCIDO NUCLÉICO
VÍRUSIMPORTANTETODOS OS VÍRUS SÃO ACELULARES E NÃO POSSUEM METABOLISMO PRÓPRIO, LOGO NÃO HÁ COMO OBTEREM ENERGIA, ENTÃO LEMBRE-SE: VÍRUS NÃO TEM GASTO DE ENERGIA POR NÃO POSSUIR METABOLISMO.TODOS VÍRUS TEM O CAPRÍDEO, POREM NEM TODOS TEM O ENVELOPE DE PROTEÍNA, CHAMADOS DE NÃO ENVELOPADOS.VARIABILIDADE GENÉTICA EM VÍRUS ACONTECE DE DUAS FORMAS: MUTAÇÃO ERECOMBINAÇÃO.
VÍRUSClassificação dos vírusOs vírus não são incluídos no sistema de classificação dos seres vivos, sendo assim eles possuem um sistema próprio de classificação.Família: HerpeviridaeTERMINAÇÃO DE FAMÍLIAGênero: SimplexvirusTERMINAÇÃO DE GÊNEROEspécie: HHV Variedades: HHV-1 e HHV-2 As famílias são definidas pelo tipo de material genético ( RNA e DNA).Conceito de espécie (vírus) : uma espécie viral compreende um grupo de vírus que compartilham o mesmo material genético.
VÍRUSReprodução dos vírus1. Ciclo lítico:Provoca a morte da célula hospedeira151O vírus se fixa na bactéria e uma enzima da cauda dissolve a parede22Quando dissolveu a parede bacteriana, o vírus injeta seu material genético34Os sintomas de doenças provocadas por vírus com esse tipo de ciclo aparecem imediatamente.
VÍRUSReprodução dos vírus1. Ciclo lítico:Provoca a morte da célula hospedeira153O DNA da bactéria é destruído pelo do vírus  que orienta a síntese de proteínas e se duplica.24 e 53Formam-se novos vírus e a parede celular da bactéria se rompe havendo assim a liberação de novos vírus4
VÍRUSReprodução dos vírus1. Ciclo lítico:Provoca a morte da célula hospedeira
VÍRUSReprodução dos vírus2. Ciclo lisogênico:O material genético do vírus torna-separte do DNA da célula, que continua as atividades normais1O vírus fixa-se na bactéria e destrói parte da parede celular. Depois deposita seu material genético na bactéria.3A célula se duplica, duplicando assim o DNA do vírus.12Doenças causadas por esses vírus tendem a serem incuráveis2O DNA do vírus passa a fazer parte do material genético da célula sem esta perceber.3INDUÇÃO  LISOGÊNIO PARA LÍTICO
VÍRUSReprodução dos vírusEm ambos os ciclos o material genético é o DNA, sendo a bactéria desses processos o bacteriófagos (FAGOS) Os bacteriófagos ou simples fagos, podem ser vírus de DNA e RNA. O mais estudado é conhecido como fagos T4, vírus que infectam a bactéria intestinal EscherichiacoliDNACABEÇACAUDA
VÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS IMPORTANTEInfluenza – Gripe (RNA)HIV – Gripe (RNA)Retrovírus são vírus que possuem o material genético o RNA mais uma enzima chamada Transcriptase Reversa, capaz de transformar o RNA viral em DNA viral.Retrovírus não são vírus que possui apenas o RNA, tem que ter a enzima.RETROVÍRUS
VÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS 1ENDOCITOSE 2MUDANÇA DE RNA VIRAL PARA DNA VIRAL1433INCORPORAÇÃO DO DNA VIRAL PELO DNA DA CÉLULA524FORMAÇÃO DE PROTEÍNAS VIRAIS5FORMAÇÃO DE NOVOS VÍRUS E INFECÇÃO NA CÉLULA.
VÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS O vírus orienta a produção da molécula de RNA. Essa, por sua vez, comanda tanto a síntese de proteína com a síntese de novas moléculas de RNA viral. Já nos retrovírus, o RNA sintetiza uma molécula de DNA que penetra no núcleo da célula hospedeira, ligando ao DNA da célula.RETRO  Para trás (devido a capacidade de transformar a partir do RNA, um DNA, processo inverso ao que normalmente acontece na transcrição. RNA(VIRAL)  DNA(VIRAL)A enzima que faz a mudança chama-se Transcriptase reversa
VÍRUSVÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS ESTÁGIOS  - União do vírus com a proteína específica presente na membrana plasmática da célula que será invadida. (VÍRUS ATINGEM CÉLULAS ESPECÍFICAS).- Envelope viral incorpora-se  à membrana plasmática e o nucleotídeo penetra na célula. O capsídeo é degradado e o RNA viral incorpora a célula. - A transcriptase reversa transforma o RNA viral em DNA viral (PROVÍRUS)- O provírus migra para o núcleo e é incorporado pelo DNA celular- Quando incorporado, o DNA viral sofre duplicação juntamente com o DNA celular todas as vezes que a célula se dividir - Assim o material genético manda fabricar o RNA para a formação de proteínas virais.
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasINTEGRASE(promove o encontro entre DNA viral e cromossomo humano) HIV (AIDS) TRANSCRIPTASE REVERSA(RNA  DNA) RNA viralPROTASE(organiza as proteínas virais)
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHIV (AIDS) A AIDS é uma síndrome caracterizada por um conjunto de infecções oportunistas, surgidas devido a queda da imunidade. Essa queda é devido a redução do linfócito T (auxiliador). Este auxilia e estimula a combater vários vírus e, sua falta, pode agravar várias doenças.No momento chamado de encubação o vírus encontra-se multiplicando dentrode células sem cometer lise (quebra) delas. TEMPO DE ENCUBAÇÃO: CERCA DE 10 ANOS
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHIV (AIDS) Transmissão  - Contato sexual com portadores da doença- Transfusão de sangue- Uso de matérias cirúrgicos não esterilizados Doenças agregadas no HIV  Vírus da herpes simples; sapinho; tuberculose; câncer dos gânglios linfáticos; pneumonia; encefalite; cegueira; meningite; infecção do fígado; perda de raciocínio; locomoção e peso.
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasDENGUE (RNA)Flavirus é o causador da dengueO vetor é o mosquito Aedesaegypti(esses mosquitos são hematófagos ou seja, alimentam-se de sangue). Sintomas da dengue clássica:Febre alta,perda de apitite, dor de cabeça, manchas vermelhas, pequenos sangramentos no nariz e na gengiva,mas nada grave.Sintomas da dengue hemorrágica:São sintomas iguais ao da dengue clássica mais apresenta a queda acentuada da pressão arterial devido ao aumento da permeabilidade dos capilares sanguíneos e pode ser fatal.EM CASO DE SUSPEITA DE DENGUE, O MÉDICO DEVE SER CONSULTADO
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasFEBRE AMARELA(RNA)Flavirus é o causador da dengueO vetor é o mosquito Aedesaegypti(esses mosquitos são hematófagos ou seja, alimentam-se de sangue), ou Haemagogusna forma silvestre (hospedeiros os macacos, mas como vem agravando o desmatamento, o homem é hospedeiro acidental).Sintomas: febre,calafrio,dor de cabeça,vômitos,dores musculares, insuficiência hepática e renal, hemorragias e redução na freqüência dos batimentos cardíacos. Prevenção: Não deixar água parada em vasos, pneus, latas, pois a fêmea colocam seus ovos e deles eclodem larvas.Usar repelentes de inseto no corpo.
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasVARÍOLA(DNA)Orthopovirusé o agente etiológicoSintomas: Febre, dores musculares,feridas grandes e numerosas na pele, deixam cicatrizes. Erradicada no mundo, mas em 1950 teve grande índice de incidência. Só a vacinação previne.A transmissão é feita pela saliva e pelo uso de objetos,como talheres e copos contaminados.
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHERPES SIMPLES(DNA)HerperviridadeHHV-1 (ORAL) HHV-2 (GENITAL)Sintomas: aparecimento de pequenas bolhas ao redor da boca e das partes genitais. É transmitida por via oral ou respiratória. A genital é através do contato sexual. São tratados por meio de medicamentos que interrompem a reprodução dos vírus.
VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHEPATITES RUBÉOLA GRIPE HEPATITE AHEPATITE BHEPATITE CHEPATITE DHEPATITE EGRIPE SUÍNAPOLIOMIELITE CATAPORA
VÍRUSSLIDE FEITO POR: WGG

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 12 virus
Aula   12 virusAula   12 virus
Aula 12 virus
Gildo Crispim
 
Aula sistema imunologico
Aula sistema imunologicoAula sistema imunologico
Aula sistema imunologico
Thiago barreiros
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológica
César Milani
 
Aula de Parasitologia Básica
Aula de Parasitologia BásicaAula de Parasitologia Básica
Aula de Parasitologia Básica
Jaqueline Almeida
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
Erik Macedo
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Doenças causadas por bacterias
Doenças  causadas por bacteriasDoenças  causadas por bacterias
Doenças causadas por bacterias
Adrianne Mendonça
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
Renata Magalhães
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Silvana Sanches
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Bacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elasBacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elas
Evandro Batista
 
Apresentação bactérias
Apresentação bactériasApresentação bactérias
Apresentação bactérias
Fernanda Marinho
 
Células
CélulasCélulas
Células
Killer Max
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Cláudia Moura
 
Aula 11 fungos
Aula   11 fungosAula   11 fungos
Aula 11 fungos
Gildo Crispim
 
Doenças causadas por virus
Doenças  causadas por virusDoenças  causadas por virus
Doenças causadas por virus
Adrianne Mendonça
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
Catir
 
Células
CélulasCélulas
Células
Cláudia Moura
 

Mais procurados (20)

Aula 12 virus
Aula   12 virusAula   12 virus
Aula 12 virus
 
Aula sistema imunologico
Aula sistema imunologicoAula sistema imunologico
Aula sistema imunologico
 
Reino Animal
Reino AnimalReino Animal
Reino Animal
 
Evolução biológica
Evolução biológicaEvolução biológica
Evolução biológica
 
Aula de Parasitologia Básica
Aula de Parasitologia BásicaAula de Parasitologia Básica
Aula de Parasitologia Básica
 
Aula bactérias
Aula bactériasAula bactérias
Aula bactérias
 
Biotecnologia
Biotecnologia Biotecnologia
Biotecnologia
 
Doenças causadas por bacterias
Doenças  causadas por bacteriasDoenças  causadas por bacterias
Doenças causadas por bacterias
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos. Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
Os cinco Grandes Reinos- classificação dos seres vivos.
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Bacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elasBacterias e as doenças causadas por elas
Bacterias e as doenças causadas por elas
 
Apresentação bactérias
Apresentação bactériasApresentação bactérias
Apresentação bactérias
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Aula 11 fungos
Aula   11 fungosAula   11 fungos
Aula 11 fungos
 
Doenças causadas por virus
Doenças  causadas por virusDoenças  causadas por virus
Doenças causadas por virus
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Células
CélulasCélulas
Células
 

Destaque

Slide bacterias
Slide bacteriasSlide bacterias
Slide bacterias
Jordan Rodrigues
 
VíRus Aula
VíRus AulaVíRus Aula
VíRus Aula
guesta61019
 
Aula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do PacienteAula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do Paciente
Proqualis
 
Reino protista protozoarios
Reino protista protozoariosReino protista protozoarios
Reino protista protozoarios
Iuri Fretta Wiggers
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
Marta810319
 
Protozoários e protozooses
Protozoários e protozoosesProtozoários e protozooses
Protozoários e protozooses
Guilherme Orlandi Goulart
 
Os Cordados- professora Rejane Cardoso
Os Cordados- professora Rejane CardosoOs Cordados- professora Rejane Cardoso
Os Cordados- professora Rejane Cardoso
guesta7e5c2
 
Modelos de Organograma
Modelos de OrganogramaModelos de Organograma
Modelos de Organograma
Unipinhal
 
LAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYA
LAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYALAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYA
LAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYA
LAEC UNIVAG
 
Zika Vírus - O que sabemos? Desmitificando e Esclarecendo
Zika Vírus - O que sabemos?  Desmitificando e EsclarecendoZika Vírus - O que sabemos?  Desmitificando e Esclarecendo
Zika Vírus - O que sabemos? Desmitificando e Esclarecendo
Alexandre Naime Barbosa
 
Zika Vírus E Vaginose Bacteriana
Zika Vírus E Vaginose BacterianaZika Vírus E Vaginose Bacteriana
Zika Vírus E Vaginose Bacteriana
Felipe Batista
 
dengue, zika, chicungunya
dengue, zika, chicungunyadengue, zika, chicungunya
dengue, zika, chicungunya
Allison Domecht
 
Dengue e Chikungunya
Dengue e ChikungunyaDengue e Chikungunya
Dengue e Chikungunya
Palácio do Planalto
 
Doenças vírais
Doenças víraisDoenças vírais
Doenças vírais
Kamila Joyce
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
Henrique Vieira
 
Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
Bio
 
Apresentação dengue chikungunya e zika
Apresentação dengue chikungunya e zikaApresentação dengue chikungunya e zika
Apresentação dengue chikungunya e zika
Paulo Firmino
 

Destaque (17)

Slide bacterias
Slide bacteriasSlide bacterias
Slide bacterias
 
VíRus Aula
VíRus AulaVíRus Aula
VíRus Aula
 
Aula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do PacienteAula Identificação Correta do Paciente
Aula Identificação Correta do Paciente
 
Reino protista protozoarios
Reino protista protozoariosReino protista protozoarios
Reino protista protozoarios
 
Protozoarios
ProtozoariosProtozoarios
Protozoarios
 
Protozoários e protozooses
Protozoários e protozoosesProtozoários e protozooses
Protozoários e protozooses
 
Os Cordados- professora Rejane Cardoso
Os Cordados- professora Rejane CardosoOs Cordados- professora Rejane Cardoso
Os Cordados- professora Rejane Cardoso
 
Modelos de Organograma
Modelos de OrganogramaModelos de Organograma
Modelos de Organograma
 
LAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYA
LAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYALAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYA
LAEC - Liga Acadêmica de Emergências Clínicas - ZIKA, DENGUE e CHIKUNGUNYA
 
Zika Vírus - O que sabemos? Desmitificando e Esclarecendo
Zika Vírus - O que sabemos?  Desmitificando e EsclarecendoZika Vírus - O que sabemos?  Desmitificando e Esclarecendo
Zika Vírus - O que sabemos? Desmitificando e Esclarecendo
 
Zika Vírus E Vaginose Bacteriana
Zika Vírus E Vaginose BacterianaZika Vírus E Vaginose Bacteriana
Zika Vírus E Vaginose Bacteriana
 
dengue, zika, chicungunya
dengue, zika, chicungunyadengue, zika, chicungunya
dengue, zika, chicungunya
 
Dengue e Chikungunya
Dengue e ChikungunyaDengue e Chikungunya
Dengue e Chikungunya
 
Doenças vírais
Doenças víraisDoenças vírais
Doenças vírais
 
Slide pronto
Slide prontoSlide pronto
Slide pronto
 
Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)Filo Cordados (Power Point)
Filo Cordados (Power Point)
 
Apresentação dengue chikungunya e zika
Apresentação dengue chikungunya e zikaApresentação dengue chikungunya e zika
Apresentação dengue chikungunya e zika
 

Semelhante a Biologia- Virus

Aula vírus
Aula vírusAula vírus
Aula vírus
Plínio Gonçalves
 
Retrovírus 1
Retrovírus 1Retrovírus 1
Retrovírus 1
manoelzito
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
santhdalcin
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
marciliosilva01
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
marciliosilva01
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
marciliosilva01
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
marciliosilva01
 
Virus
VirusVirus
Características dos vírus e doenças causadas por vírus
Características dos vírus e doenças causadas por vírusCaracterísticas dos vírus e doenças causadas por vírus
Características dos vírus e doenças causadas por vírus
MateusAlexandre21
 
Aula virus (1)
Aula virus (1)Aula virus (1)
Aula virus (1)
Sandra Oliveira Oliveira
 
Virus-aula.ppt
Virus-aula.pptVirus-aula.ppt
Virus-aula.ppt
LinoReisLino
 
Aula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercíciosAula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercícios
Adriano Alves de Souza
 
Virus.ppt
Virus.pptVirus.ppt
Virus.ppt
Gustavo596335
 
Virus.ppt
Virus.pptVirus.ppt
Virus.ppt
LinoReisLino
 
Resumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologiaResumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologia
emanuel
 
Vírus 2017
Vírus 2017Vírus 2017
Virus
VirusVirus
Vírus.ppt
Vírus.pptVírus.ppt
Vírus.ppt
julianmurritz
 
Organização e Reprodução dos Vírus
Organização e Reprodução dos VírusOrganização e Reprodução dos Vírus
Organização e Reprodução dos Vírus
Marcia Regina
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
Edimar Lopes
 

Semelhante a Biologia- Virus (20)

Aula vírus
Aula vírusAula vírus
Aula vírus
 
Retrovírus 1
Retrovírus 1Retrovírus 1
Retrovírus 1
 
Vírus e reino monera
Vírus e reino moneraVírus e reino monera
Vírus e reino monera
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
 
Polo palmares virus completo
Polo palmares virus completoPolo palmares virus completo
Polo palmares virus completo
 
Virus
VirusVirus
Virus
 
Características dos vírus e doenças causadas por vírus
Características dos vírus e doenças causadas por vírusCaracterísticas dos vírus e doenças causadas por vírus
Características dos vírus e doenças causadas por vírus
 
Aula virus (1)
Aula virus (1)Aula virus (1)
Aula virus (1)
 
Virus-aula.ppt
Virus-aula.pptVirus-aula.ppt
Virus-aula.ppt
 
Aula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercíciosAula vírus viroses_exercícios
Aula vírus viroses_exercícios
 
Virus.ppt
Virus.pptVirus.ppt
Virus.ppt
 
Virus.ppt
Virus.pptVirus.ppt
Virus.ppt
 
Resumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologiaResumo teórico de virologia
Resumo teórico de virologia
 
Vírus 2017
Vírus 2017Vírus 2017
Vírus 2017
 
Virus
VirusVirus
Virus
 
Vírus.ppt
Vírus.pptVírus.ppt
Vírus.ppt
 
Organização e Reprodução dos Vírus
Organização e Reprodução dos VírusOrganização e Reprodução dos Vírus
Organização e Reprodução dos Vírus
 
Vírus
VírusVírus
Vírus
 

Mais de Slides de Tudo

Fungos
FungosFungos
Matematica
MatematicaMatematica
Matematica
Slides de Tudo
 
Evolução e sistemática
Evolução e sistemática Evolução e sistemática
Evolução e sistemática
Slides de Tudo
 
Arcadismo
Arcadismo Arcadismo
Arcadismo
Slides de Tudo
 
Quimica reações quimicas
Quimica  reações quimicasQuimica  reações quimicas
Quimica reações quimicas
Slides de Tudo
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
Slides de Tudo
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
Slides de Tudo
 
Hidrostática - Física
Hidrostática - FísicaHidrostática - Física
Hidrostática - Física
Slides de Tudo
 
Historia revoluçoes nativistas
Historia revoluçoes nativistasHistoria revoluçoes nativistas
Historia revoluçoes nativistas
Slides de Tudo
 

Mais de Slides de Tudo (9)

Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Matematica
MatematicaMatematica
Matematica
 
Evolução e sistemática
Evolução e sistemática Evolução e sistemática
Evolução e sistemática
 
Arcadismo
Arcadismo Arcadismo
Arcadismo
 
Quimica reações quimicas
Quimica  reações quimicasQuimica  reações quimicas
Quimica reações quimicas
 
Geografia
GeografiaGeografia
Geografia
 
Independencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados UnidosIndependencia dos Estados Unidos
Independencia dos Estados Unidos
 
Hidrostática - Física
Hidrostática - FísicaHidrostática - Física
Hidrostática - Física
 
Historia revoluçoes nativistas
Historia revoluçoes nativistasHistoria revoluçoes nativistas
Historia revoluçoes nativistas
 

Último

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 

Biologia- Virus

  • 2. VÍRUSOs vírus diferenciam dos demais seres vivos pela ausência de organização celular, por não possuírem metabolismo próprio e por não serem capazes de se reproduzirem sem estarem dentro de uma célula hospedeira. São parasitas intercelulares obrigatórios e, conseqüentemente, responsáveis por varias doenças infecciosas. Estruturas de um vírusNÚCLEO VIRAL CONTENDO MATERIAL GENÉTICOPROTEÍNA + LIPÍDIO (ENVELOPE)MEMBRANA PLASMÁTICA
  • 3. VÍRUSEm resumo vírus...- SÃO ORGANISMOS ACELULARES- SÃO PARASITAS INTECELULARES OBRIGATÓRIOS- NÃO FAZEM SINTESE PROTÉICA NEM RESPIRAÇÃO- SEU MATERIAL GENÉTICO PODE SER RNA E DNA- SEU MATERIAL GENÉTICO POSSUI APENAS INFORMAÇÃO PARA PRODUZIR O RNAm, OS OUTROS DOIS (RNAt e RNAr) QUE PARTICIPAM DA CONSTRUÇÃO DE PROTEÍNAS VIRAIS SÃO AS PRÓPRIAS CÉLULAS HOSPEDEIRAS. - SEU CORPO É COMPOSTO POR UMA CARAPAÇA PROTÉICA (CAPSÍDEO) CONTENDO NO SEU INTERIOR UMA MOLÉCULA DE ÁCIDO NUCLÉICO
  • 4. VÍRUSIMPORTANTETODOS OS VÍRUS SÃO ACELULARES E NÃO POSSUEM METABOLISMO PRÓPRIO, LOGO NÃO HÁ COMO OBTEREM ENERGIA, ENTÃO LEMBRE-SE: VÍRUS NÃO TEM GASTO DE ENERGIA POR NÃO POSSUIR METABOLISMO.TODOS VÍRUS TEM O CAPRÍDEO, POREM NEM TODOS TEM O ENVELOPE DE PROTEÍNA, CHAMADOS DE NÃO ENVELOPADOS.VARIABILIDADE GENÉTICA EM VÍRUS ACONTECE DE DUAS FORMAS: MUTAÇÃO ERECOMBINAÇÃO.
  • 5. VÍRUSClassificação dos vírusOs vírus não são incluídos no sistema de classificação dos seres vivos, sendo assim eles possuem um sistema próprio de classificação.Família: HerpeviridaeTERMINAÇÃO DE FAMÍLIAGênero: SimplexvirusTERMINAÇÃO DE GÊNEROEspécie: HHV Variedades: HHV-1 e HHV-2 As famílias são definidas pelo tipo de material genético ( RNA e DNA).Conceito de espécie (vírus) : uma espécie viral compreende um grupo de vírus que compartilham o mesmo material genético.
  • 6. VÍRUSReprodução dos vírus1. Ciclo lítico:Provoca a morte da célula hospedeira151O vírus se fixa na bactéria e uma enzima da cauda dissolve a parede22Quando dissolveu a parede bacteriana, o vírus injeta seu material genético34Os sintomas de doenças provocadas por vírus com esse tipo de ciclo aparecem imediatamente.
  • 7. VÍRUSReprodução dos vírus1. Ciclo lítico:Provoca a morte da célula hospedeira153O DNA da bactéria é destruído pelo do vírus que orienta a síntese de proteínas e se duplica.24 e 53Formam-se novos vírus e a parede celular da bactéria se rompe havendo assim a liberação de novos vírus4
  • 8. VÍRUSReprodução dos vírus1. Ciclo lítico:Provoca a morte da célula hospedeira
  • 9. VÍRUSReprodução dos vírus2. Ciclo lisogênico:O material genético do vírus torna-separte do DNA da célula, que continua as atividades normais1O vírus fixa-se na bactéria e destrói parte da parede celular. Depois deposita seu material genético na bactéria.3A célula se duplica, duplicando assim o DNA do vírus.12Doenças causadas por esses vírus tendem a serem incuráveis2O DNA do vírus passa a fazer parte do material genético da célula sem esta perceber.3INDUÇÃO  LISOGÊNIO PARA LÍTICO
  • 10. VÍRUSReprodução dos vírusEm ambos os ciclos o material genético é o DNA, sendo a bactéria desses processos o bacteriófagos (FAGOS) Os bacteriófagos ou simples fagos, podem ser vírus de DNA e RNA. O mais estudado é conhecido como fagos T4, vírus que infectam a bactéria intestinal EscherichiacoliDNACABEÇACAUDA
  • 11. VÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS IMPORTANTEInfluenza – Gripe (RNA)HIV – Gripe (RNA)Retrovírus são vírus que possuem o material genético o RNA mais uma enzima chamada Transcriptase Reversa, capaz de transformar o RNA viral em DNA viral.Retrovírus não são vírus que possui apenas o RNA, tem que ter a enzima.RETROVÍRUS
  • 12. VÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS 1ENDOCITOSE 2MUDANÇA DE RNA VIRAL PARA DNA VIRAL1433INCORPORAÇÃO DO DNA VIRAL PELO DNA DA CÉLULA524FORMAÇÃO DE PROTEÍNAS VIRAIS5FORMAÇÃO DE NOVOS VÍRUS E INFECÇÃO NA CÉLULA.
  • 13. VÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS O vírus orienta a produção da molécula de RNA. Essa, por sua vez, comanda tanto a síntese de proteína com a síntese de novas moléculas de RNA viral. Já nos retrovírus, o RNA sintetiza uma molécula de DNA que penetra no núcleo da célula hospedeira, ligando ao DNA da célula.RETRO  Para trás (devido a capacidade de transformar a partir do RNA, um DNA, processo inverso ao que normalmente acontece na transcrição. RNA(VIRAL)  DNA(VIRAL)A enzima que faz a mudança chama-se Transcriptase reversa
  • 14. VÍRUSVÍRUSReprodução dos vírus3:REPRODUÇÃO DOS RETROVÍRUS ESTÁGIOS - União do vírus com a proteína específica presente na membrana plasmática da célula que será invadida. (VÍRUS ATINGEM CÉLULAS ESPECÍFICAS).- Envelope viral incorpora-se à membrana plasmática e o nucleotídeo penetra na célula. O capsídeo é degradado e o RNA viral incorpora a célula. - A transcriptase reversa transforma o RNA viral em DNA viral (PROVÍRUS)- O provírus migra para o núcleo e é incorporado pelo DNA celular- Quando incorporado, o DNA viral sofre duplicação juntamente com o DNA celular todas as vezes que a célula se dividir - Assim o material genético manda fabricar o RNA para a formação de proteínas virais.
  • 15. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasINTEGRASE(promove o encontro entre DNA viral e cromossomo humano) HIV (AIDS) TRANSCRIPTASE REVERSA(RNA  DNA) RNA viralPROTASE(organiza as proteínas virais)
  • 16. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHIV (AIDS) A AIDS é uma síndrome caracterizada por um conjunto de infecções oportunistas, surgidas devido a queda da imunidade. Essa queda é devido a redução do linfócito T (auxiliador). Este auxilia e estimula a combater vários vírus e, sua falta, pode agravar várias doenças.No momento chamado de encubação o vírus encontra-se multiplicando dentrode células sem cometer lise (quebra) delas. TEMPO DE ENCUBAÇÃO: CERCA DE 10 ANOS
  • 17. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHIV (AIDS) Transmissão - Contato sexual com portadores da doença- Transfusão de sangue- Uso de matérias cirúrgicos não esterilizados Doenças agregadas no HIV Vírus da herpes simples; sapinho; tuberculose; câncer dos gânglios linfáticos; pneumonia; encefalite; cegueira; meningite; infecção do fígado; perda de raciocínio; locomoção e peso.
  • 18. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasDENGUE (RNA)Flavirus é o causador da dengueO vetor é o mosquito Aedesaegypti(esses mosquitos são hematófagos ou seja, alimentam-se de sangue). Sintomas da dengue clássica:Febre alta,perda de apitite, dor de cabeça, manchas vermelhas, pequenos sangramentos no nariz e na gengiva,mas nada grave.Sintomas da dengue hemorrágica:São sintomas iguais ao da dengue clássica mais apresenta a queda acentuada da pressão arterial devido ao aumento da permeabilidade dos capilares sanguíneos e pode ser fatal.EM CASO DE SUSPEITA DE DENGUE, O MÉDICO DEVE SER CONSULTADO
  • 19. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasFEBRE AMARELA(RNA)Flavirus é o causador da dengueO vetor é o mosquito Aedesaegypti(esses mosquitos são hematófagos ou seja, alimentam-se de sangue), ou Haemagogusna forma silvestre (hospedeiros os macacos, mas como vem agravando o desmatamento, o homem é hospedeiro acidental).Sintomas: febre,calafrio,dor de cabeça,vômitos,dores musculares, insuficiência hepática e renal, hemorragias e redução na freqüência dos batimentos cardíacos. Prevenção: Não deixar água parada em vasos, pneus, latas, pois a fêmea colocam seus ovos e deles eclodem larvas.Usar repelentes de inseto no corpo.
  • 20. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasVARÍOLA(DNA)Orthopovirusé o agente etiológicoSintomas: Febre, dores musculares,feridas grandes e numerosas na pele, deixam cicatrizes. Erradicada no mundo, mas em 1950 teve grande índice de incidência. Só a vacinação previne.A transmissão é feita pela saliva e pelo uso de objetos,como talheres e copos contaminados.
  • 21. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHERPES SIMPLES(DNA)HerperviridadeHHV-1 (ORAL) HHV-2 (GENITAL)Sintomas: aparecimento de pequenas bolhas ao redor da boca e das partes genitais. É transmitida por via oral ou respiratória. A genital é através do contato sexual. São tratados por meio de medicamentos que interrompem a reprodução dos vírus.
  • 22. VÍRUSPrincipais doenças vitóticasHEPATITES RUBÉOLA GRIPE HEPATITE AHEPATITE BHEPATITE CHEPATITE DHEPATITE EGRIPE SUÍNAPOLIOMIELITE CATAPORA