SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
Introdução:
    O sistema imunitário engloba o conjunto de defesas contra
    microrganismos e células estranhas ao nosso organismo.

    Constituído por duas linhas de defesa: específica e não específica




2                                           IL 2010
Sistema imunitário:
3




           O sistema imunitário
    é essencialmente composto
    por estruturas, tecidos e
    órgãos linfóides, onde são
    fabricados e amadurecidos
    os principais elementos
    defensivos - os glóbulos
    brancos ou leucócitos.


                                  IL 2010
Imunidade
     Baseia-se na capacidade que alguns linfócitos
        adquirem de reconhecerem determinados               Constituída por uma
        elementos estruturais do agente estranho            série de mecanismos
    (antigénios), o que os leva a activarem uma série       de defesa contra os
     de mecanismos celulares e humorais com vista a          agentes infecciosos
               destrui-los ou desactivá-los.                 presentes desde o
                                                                 nascimento.

                                                            Efectuada por vários
                             Imunidade Humoral               tipos de leucócitos e
      Imunidade                                             algumas proteínas do
        celular                                                     sangue.


      Linfócitos T                Linfócitos B
4                                                 IL 2010
Imunidade adaptativa
5




    Órgão linfóides primários –
    timo, medula vermelha dos
    ossos    (diferenciação   e
    maturação de linfócitos)




                                  IL 2010
Imunidade adaptativa
6




     Órgãos          linfóides
     secundários            ou
     periféricos – baço,
     gânglios      linfáticos,
     amígdalas e tecido
     linfático organizado




                                 IL 2010
Imunidade adquirida
    Diferenciação dos linfócitos em diferentes locais a partir de linfoblastos,
         células precursoras, produzidas na medula vermelha dos ossos.
     Após aquisição/desenvolvimento dos respectivos receptores → Células
                                Imunocompetentes




           Linfócitos T                               Linfócitos B


     Migram e adquirem




                                                                                  IL 2010
     receptores no Timo                 Adquirem receptores na medula
7
8
    Resposta Imunitária específica
                      • As moléculas ou células estranhas são
                        identificadas pelos linfócitos (possuidores de
     Reconhecimento     receptores específicos para essas moléculas)


            • Preparação dos agentes específicos que vão
     Reacção fazer a sua intervenção no processo


                      • Os agentes do sistema imunitário neutralizam e
      Acção             /ou destroem as células ou moléculas estranhas



                                                      IL 2010
9
    Imunodeficiência congénita:
                                                 Tipos de deficiências no sistema
                                                 imunitário:
       Geralmente, manifesta-se desde o
        nascimento.

       As deficiências do sistema imunitário
        costumam ser hereditárias.

       As infecções causadas por
        microorganismos fracos tornam-se
        persistentes e graves.

       Recuperação incompleta de uma
        doença ou resposta inadequada ao
        tratamento.

       Maior probabilidade de aparecer
        cancro e outros tumores.
                                       IL 2010
10



        Os efectores da imunidade
         humoral são os linfócitos B.
        Activo contra agentes que
         circulam nos humores (sangue)
        Efectivo contra bactérias,
         toxinas produzidas por
         bactérias, vírus e moléculas
         solúveis
        Receptores na membrana -
         imunoglobulinas
                 IL 2010
11




     Activação de linfócito B por um
     antigénio


        Proliferação clonal desse linfócito


           Diferenciação em plasmócitos



               Segregação de anticorpos pelos
               plasmócitos


                  Anticorpos ligam-se aos antigénios
                  (que activaram o linfócito)
                            IL 2010
Qual a constituição de um anticorpo
12


                         A região variável

                         •é responsável pela especificidade
                         dos anticorpos

                         •local onde se liga aos
                         determinantes antigénicos


                         Inactivação dos agentes patogénicos
                         •   Neutralização
                         •   Aglutinação
                         •   Precipitação de antigénios solúveis
                         •   Activação sistema complemento


                             IL 2010
Classes de Imunoglobulinas
13



      Anticorpo - Características estruturais da molécula (pequenas
      diferenças na região constante do anticorpo


                                          IgG, IgM, IgA, Igd, IgE




                                          IL 2010
Imunoglobulinas G (IgG)
14




                     Classe mais abundante
                     no soro humano. Pode
                     atravessar a placenta.
                     Presente no colostro e
                     leite materno.



                         IL 2010
Imunoglobulinas M (IgM)
15




                    Função aglutinante e
                    citolítica.

                    Ex.: aglutininas anti-A
                    e anti-B


                          IL 2010
16




     IL 2010
Imunoglobulinas A (IgA)
17



                     Presente nas lágrimas,
                     saliva, secreção nasal, no
                     suor, no leite, no suco
                     intestinal e no muco que
                     reveste as mucosas.

                     Baixa concentração no
                     soro
                            IL 2010
Imunoglobulinas D (IgD)
18




                     Presente na superfície dos
                     linfócitos B, funcionando
                     como receptor antigénico.

                     Baixa concentração no
                     soro

                            IL 2010
Imunoglobulinas E (IgE)
19




                                                            Liga-se a mastócitos pela
                                                            extremidade oposta ao local de
                                                            reconhecimento de antigénios*.
                                                            Responsável por alergias.

                                                            Muito baixa concentração no
                                                            soro.
 *Caso entrem em contacto com os seus antigénios (alérgenos) específicos, promovem a libertação do conteúdo celular
 para o meio extracelular, desencadeando processos alérgicos. Os pacientes alérgicos apresentam uma elevada
 concentração de IgE e de eosinófilos.
                                                                       IL 2010
20   Exercícios: Manual - Páginas 154, 156, 157, 158


                              IL 2010

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide 2 Aula 2 LeucóCitos
Slide 2   Aula 2 LeucóCitosSlide 2   Aula 2 LeucóCitos
Slide 2 Aula 2 LeucóCitossamir12
 
ICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquirida
ICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquiridaICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquirida
ICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquiridaRicardo Portela
 
Imunidade ativa e passiva
Imunidade ativa e passivaImunidade ativa e passiva
Imunidade ativa e passivaMessias Miranda
 
Sistema imunologico
Sistema imunologicoSistema imunologico
Sistema imunologicoIsrael Lima
 
Antigenos e Anticorpos
Antigenos e AnticorposAntigenos e Anticorpos
Antigenos e AnticorposLABIMUNO UFBA
 
Imunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata AdaptativaImunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata AdaptativaLABIMUNO UFBA
 
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em ImunologiaICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em ImunologiaRicardo Portela
 
Hipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IVHipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IVLABIMUNO UFBA
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervosoCatir
 
Aula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquiridaAula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquiridaAdila Trubat
 
Imunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulasImunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulasIsabel Lopes
 

Mais procurados (20)

Slide 2 Aula 2 LeucóCitos
Slide 2   Aula 2 LeucóCitosSlide 2   Aula 2 LeucóCitos
Slide 2 Aula 2 LeucóCitos
 
ICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquirida
ICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquiridaICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquirida
ICSA17 - Citocinas da imunidade inata e adquirida
 
Slide imuno
Slide imunoSlide imuno
Slide imuno
 
Imunidade ativa e passiva
Imunidade ativa e passivaImunidade ativa e passiva
Imunidade ativa e passiva
 
16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T
 
Antígeno Anticorpo
Antígeno AnticorpoAntígeno Anticorpo
Antígeno Anticorpo
 
Sistema imunologico
Sistema imunologicoSistema imunologico
Sistema imunologico
 
Antigenos e Anticorpos
Antigenos e AnticorposAntigenos e Anticorpos
Antigenos e Anticorpos
 
Imunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata AdaptativaImunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata Adaptativa
 
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em ImunologiaICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
ICSA17 - Introdução e Conceitos Básicos em Imunologia
 
Imunidade
ImunidadeImunidade
Imunidade
 
Linfócitos B
Linfócitos BLinfócitos B
Linfócitos B
 
Sistema Imunitário
Sistema ImunitárioSistema Imunitário
Sistema Imunitário
 
Hipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IVHipersensibilidade II ,III e IV
Hipersensibilidade II ,III e IV
 
Hipersensibilidade
HipersensibilidadeHipersensibilidade
Hipersensibilidade
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Aula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquiridaAula 4 imunidade adquirida
Aula 4 imunidade adquirida
 
Imunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulasImunidade Mediada Por CéLulas
Imunidade Mediada Por CéLulas
 
Imunologia I
Imunologia IImunologia I
Imunologia I
 
ICSA17 - Autoimunidade
ICSA17 - Autoimunidade ICSA17 - Autoimunidade
ICSA17 - Autoimunidade
 

Destaque

Imunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquiridaImunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquiridaIsabel Lopes
 
Sistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específicaSistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específicaIsabel Lopes
 
Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e VírusIsabel Lopes
 
01 - Imunidade - Introdução
01 - Imunidade - Introdução01 - Imunidade - Introdução
01 - Imunidade - IntroduçãoCatir
 
02- Imunidade - Defesa Não Específica
02- Imunidade - Defesa Não Específica02- Imunidade - Defesa Não Específica
02- Imunidade - Defesa Não EspecíficaCatir
 
Alterações do material genético
Alterações do material genéticoAlterações do material genético
Alterações do material genéticoIsabel Lopes
 
Engenharia GenéTica
Engenharia GenéTicaEngenharia GenéTica
Engenharia GenéTicaIsabel Lopes
 
Regulação do Património Genético
Regulação do Património GenéticoRegulação do Património Genético
Regulação do Património GenéticoIsabel Lopes
 
Património Genético´- Trabalhos de Mendel
Património Genético´- Trabalhos de MendelPatrimónio Genético´- Trabalhos de Mendel
Património Genético´- Trabalhos de MendelIsabel Lopes
 
Património genético - resumo
Património genético - resumoPatrimónio genético - resumo
Património genético - resumoIsabel Lopes
 
Hereditariedade Humana
Hereditariedade HumanaHereditariedade Humana
Hereditariedade HumanaIsabel Lopes
 
PatrimóNio GenéTico Trabalhos De Morgan
PatrimóNio GenéTico   Trabalhos De MorganPatrimóNio GenéTico   Trabalhos De Morgan
PatrimóNio GenéTico Trabalhos De MorganIsabel Lopes
 
Fichatrabalho12 bio12
Fichatrabalho12 bio12Fichatrabalho12 bio12
Fichatrabalho12 bio12Magda Charrua
 
Visita de estudo ao Zoo de Lisboa
Visita de estudo ao Zoo de LisboaVisita de estudo ao Zoo de Lisboa
Visita de estudo ao Zoo de LisboaCatir
 
Alterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicaçõesAlterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicaçõesguest3eaec9
 

Destaque (20)

Imunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquiridaImunodeficiencia congénita e adquirida
Imunodeficiencia congénita e adquirida
 
Sistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específicaSistema Imunitário - defesa não específica
Sistema Imunitário - defesa não específica
 
Biotecnologia
BiotecnologiaBiotecnologia
Biotecnologia
 
Bactérias e Vírus
Bactérias e VírusBactérias e Vírus
Bactérias e Vírus
 
01 - Imunidade - Introdução
01 - Imunidade - Introdução01 - Imunidade - Introdução
01 - Imunidade - Introdução
 
02- Imunidade - Defesa Não Específica
02- Imunidade - Defesa Não Específica02- Imunidade - Defesa Não Específica
02- Imunidade - Defesa Não Específica
 
Alterações do material genético
Alterações do material genéticoAlterações do material genético
Alterações do material genético
 
Engenharia GenéTica
Engenharia GenéTicaEngenharia GenéTica
Engenharia GenéTica
 
Regulação do Património Genético
Regulação do Património GenéticoRegulação do Património Genético
Regulação do Património Genético
 
Património Genético´- Trabalhos de Mendel
Património Genético´- Trabalhos de MendelPatrimónio Genético´- Trabalhos de Mendel
Património Genético´- Trabalhos de Mendel
 
Património genético - resumo
Património genético - resumoPatrimónio genético - resumo
Património genético - resumo
 
Hereditariedade Humana
Hereditariedade HumanaHereditariedade Humana
Hereditariedade Humana
 
PatrimóNio GenéTico Trabalhos De Morgan
PatrimóNio GenéTico   Trabalhos De MorganPatrimóNio GenéTico   Trabalhos De Morgan
PatrimóNio GenéTico Trabalhos De Morgan
 
Imunologia
ImunologiaImunologia
Imunologia
 
Fichatrabalho12 bio12
Fichatrabalho12 bio12Fichatrabalho12 bio12
Fichatrabalho12 bio12
 
Resumo Genética | Biologia 12º Ano
Resumo Genética | Biologia 12º AnoResumo Genética | Biologia 12º Ano
Resumo Genética | Biologia 12º Ano
 
Imunidade humoral
Imunidade humoralImunidade humoral
Imunidade humoral
 
Visita de estudo ao Zoo de Lisboa
Visita de estudo ao Zoo de LisboaVisita de estudo ao Zoo de Lisboa
Visita de estudo ao Zoo de Lisboa
 
Alterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicaçõesAlterações na atmosfera e suas implicações
Alterações na atmosfera e suas implicações
 
A resposta imune
A resposta imuneA resposta imune
A resposta imune
 

Semelhante a Imunidade Adquirida - Humoral

32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio Defesas EspecificasLeonor Vaz Pereira
 
S imun3-110203112621-phpapp01
S imun3-110203112621-phpapp01S imun3-110203112621-phpapp01
S imun3-110203112621-phpapp01Pelo Siro
 
Imunologia microbiologia
Imunologia   microbiologiaImunologia   microbiologia
Imunologia microbiologiaCrismontalvao
 
6 – imunologia anticorpos1
6 – imunologia   anticorpos16 – imunologia   anticorpos1
6 – imunologia anticorpos1Nuno Lemos
 
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorposFabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorposguestd78ba9e
 
Sistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºanoSistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºanoCátia Teixeira
 
Mecanismos De Defesa EspecíFicos (ApresentaçãO Nr
Mecanismos De Defesa EspecíFicos  (ApresentaçãO NrMecanismos De Defesa EspecíFicos  (ApresentaçãO Nr
Mecanismos De Defesa EspecíFicos (ApresentaçãO NrNuno Correia
 
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdfImunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdfvitorepalmeida1
 
Aula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaAula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaEmiliaCassia2
 
Sistema Imune_Lidiane
Sistema Imune_LidianeSistema Imune_Lidiane
Sistema Imune_LidianeMarcia Regina
 
Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02
Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02
Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02DavidMurbach1
 
Tecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidadeTecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidadewhybells
 
Imunidade adaptativa
Imunidade adaptativaImunidade adaptativa
Imunidade adaptativaSilas Gouveia
 

Semelhante a Imunidade Adquirida - Humoral (20)

32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
 
S imun3-110203112621-phpapp01
S imun3-110203112621-phpapp01S imun3-110203112621-phpapp01
S imun3-110203112621-phpapp01
 
Imunologia microbiologia
Imunologia   microbiologiaImunologia   microbiologia
Imunologia microbiologia
 
6 – imunologia anticorpos1
6 – imunologia   anticorpos16 – imunologia   anticorpos1
6 – imunologia anticorpos1
 
Imuno 3
Imuno 3Imuno 3
Imuno 3
 
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorposFabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
 
Sistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºanoSistema imunitário Biologia 12ºano
Sistema imunitário Biologia 12ºano
 
Mecanismos De Defesa EspecíFicos (ApresentaçãO Nr
Mecanismos De Defesa EspecíFicos  (ApresentaçãO NrMecanismos De Defesa EspecíFicos  (ApresentaçãO Nr
Mecanismos De Defesa EspecíFicos (ApresentaçãO Nr
 
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdfImunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
Imunidade_e_controlo_de_doencas.Parte_2.pdf
 
Aula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaAula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos história
 
Biologia2
Biologia2Biologia2
Biologia2
 
O que é imunologia
O que é imunologiaO que é imunologia
O que é imunologia
 
Sistema Imune_Lidiane
Sistema Imune_LidianeSistema Imune_Lidiane
Sistema Imune_Lidiane
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02
Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02
Imunologia microbiologia-120619090859-phpapp02
 
Revisão de imunologia
Revisão de imunologiaRevisão de imunologia
Revisão de imunologia
 
Tecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidadeTecido sanguineo e seu papel na imunidade
Tecido sanguineo e seu papel na imunidade
 
Imuno basica
Imuno basicaImuno basica
Imuno basica
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
Imunidade adaptativa
Imunidade adaptativaImunidade adaptativa
Imunidade adaptativa
 

Mais de Isabel Lopes

Relatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarelaRelatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarelaIsabel Lopes
 
Relatório posto 8 contra relógio
Relatório posto 8 contra relógioRelatório posto 8 contra relógio
Relatório posto 8 contra relógioIsabel Lopes
 
Relatório posto 7 desespero em casa
Relatório posto 7 desespero em casaRelatório posto 7 desespero em casa
Relatório posto 7 desespero em casaIsabel Lopes
 
Relatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dad
Relatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dadRelatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dad
Relatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dadIsabel Lopes
 
Relatório posto 5 tudo a limpo
Relatório posto 5 tudo a limpoRelatório posto 5 tudo a limpo
Relatório posto 5 tudo a limpoIsabel Lopes
 
Relatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplayRelatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplayIsabel Lopes
 
Relatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & coRelatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & coIsabel Lopes
 
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguaisRelatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguaisIsabel Lopes
 
Relatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's babyRelatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's babyIsabel Lopes
 
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de géneroMapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de géneroIsabel Lopes
 
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...Isabel Lopes
 
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)Isabel Lopes
 
Peddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluationPeddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluationIsabel Lopes
 
Final product stories on children's rights
Final product   stories on children's rightsFinal product   stories on children's rights
Final product stories on children's rightsIsabel Lopes
 
Sistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - NervosoSistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - NervosoIsabel Lopes
 
métodos contracetivos
 métodos contracetivos métodos contracetivos
métodos contracetivosIsabel Lopes
 
fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida Isabel Lopes
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução HumanaIsabel Lopes
 
Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)Isabel Lopes
 

Mais de Isabel Lopes (20)

Relatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarelaRelatório posto 9 passarela
Relatório posto 9 passarela
 
Relatório posto 8 contra relógio
Relatório posto 8 contra relógioRelatório posto 8 contra relógio
Relatório posto 8 contra relógio
 
Relatório posto 7 desespero em casa
Relatório posto 7 desespero em casaRelatório posto 7 desespero em casa
Relatório posto 7 desespero em casa
 
Relatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dad
Relatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dadRelatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dad
Relatório posto 6 entre pais e filhos playing with mom and dad
 
Relatório posto 5 tudo a limpo
Relatório posto 5 tudo a limpoRelatório posto 5 tudo a limpo
Relatório posto 5 tudo a limpo
 
Relatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplayRelatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplay
 
Relatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & coRelatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & co
 
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguaisRelatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
 
Relatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's babyRelatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's baby
 
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de géneroMapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
 
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
 
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
 
Peddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluationPeddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluation
 
Final product stories on children's rights
Final product   stories on children's rightsFinal product   stories on children's rights
Final product stories on children's rights
 
sistema hormonal
sistema hormonalsistema hormonal
sistema hormonal
 
Sistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - NervosoSistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - Nervoso
 
métodos contracetivos
 métodos contracetivos métodos contracetivos
métodos contracetivos
 
fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
 
Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)
 

Último

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )MayaraDaSilvaAssis
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 

Último (20)

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 

Imunidade Adquirida - Humoral

  • 1.
  • 2. Introdução: O sistema imunitário engloba o conjunto de defesas contra microrganismos e células estranhas ao nosso organismo. Constituído por duas linhas de defesa: específica e não específica 2 IL 2010
  • 3. Sistema imunitário: 3 O sistema imunitário é essencialmente composto por estruturas, tecidos e órgãos linfóides, onde são fabricados e amadurecidos os principais elementos defensivos - os glóbulos brancos ou leucócitos. IL 2010
  • 4. Imunidade Baseia-se na capacidade que alguns linfócitos adquirem de reconhecerem determinados Constituída por uma elementos estruturais do agente estranho série de mecanismos (antigénios), o que os leva a activarem uma série de defesa contra os de mecanismos celulares e humorais com vista a agentes infecciosos destrui-los ou desactivá-los. presentes desde o nascimento. Efectuada por vários Imunidade Humoral tipos de leucócitos e Imunidade algumas proteínas do celular sangue. Linfócitos T Linfócitos B 4 IL 2010
  • 5. Imunidade adaptativa 5 Órgão linfóides primários – timo, medula vermelha dos ossos (diferenciação e maturação de linfócitos) IL 2010
  • 6. Imunidade adaptativa 6 Órgãos linfóides secundários ou periféricos – baço, gânglios linfáticos, amígdalas e tecido linfático organizado IL 2010
  • 7. Imunidade adquirida Diferenciação dos linfócitos em diferentes locais a partir de linfoblastos, células precursoras, produzidas na medula vermelha dos ossos. Após aquisição/desenvolvimento dos respectivos receptores → Células Imunocompetentes Linfócitos T Linfócitos B Migram e adquirem IL 2010 receptores no Timo Adquirem receptores na medula 7
  • 8. 8 Resposta Imunitária específica • As moléculas ou células estranhas são identificadas pelos linfócitos (possuidores de Reconhecimento receptores específicos para essas moléculas) • Preparação dos agentes específicos que vão Reacção fazer a sua intervenção no processo • Os agentes do sistema imunitário neutralizam e Acção /ou destroem as células ou moléculas estranhas IL 2010
  • 9. 9 Imunodeficiência congénita: Tipos de deficiências no sistema imunitário:  Geralmente, manifesta-se desde o nascimento.  As deficiências do sistema imunitário costumam ser hereditárias.  As infecções causadas por microorganismos fracos tornam-se persistentes e graves.  Recuperação incompleta de uma doença ou resposta inadequada ao tratamento.  Maior probabilidade de aparecer cancro e outros tumores. IL 2010
  • 10. 10  Os efectores da imunidade humoral são os linfócitos B.  Activo contra agentes que circulam nos humores (sangue)  Efectivo contra bactérias, toxinas produzidas por bactérias, vírus e moléculas solúveis  Receptores na membrana - imunoglobulinas IL 2010
  • 11. 11 Activação de linfócito B por um antigénio Proliferação clonal desse linfócito Diferenciação em plasmócitos Segregação de anticorpos pelos plasmócitos Anticorpos ligam-se aos antigénios (que activaram o linfócito) IL 2010
  • 12. Qual a constituição de um anticorpo 12 A região variável •é responsável pela especificidade dos anticorpos •local onde se liga aos determinantes antigénicos Inactivação dos agentes patogénicos • Neutralização • Aglutinação • Precipitação de antigénios solúveis • Activação sistema complemento IL 2010
  • 13. Classes de Imunoglobulinas 13 Anticorpo - Características estruturais da molécula (pequenas diferenças na região constante do anticorpo IgG, IgM, IgA, Igd, IgE IL 2010
  • 14. Imunoglobulinas G (IgG) 14 Classe mais abundante no soro humano. Pode atravessar a placenta. Presente no colostro e leite materno. IL 2010
  • 15. Imunoglobulinas M (IgM) 15 Função aglutinante e citolítica. Ex.: aglutininas anti-A e anti-B IL 2010
  • 16. 16 IL 2010
  • 17. Imunoglobulinas A (IgA) 17 Presente nas lágrimas, saliva, secreção nasal, no suor, no leite, no suco intestinal e no muco que reveste as mucosas. Baixa concentração no soro IL 2010
  • 18. Imunoglobulinas D (IgD) 18 Presente na superfície dos linfócitos B, funcionando como receptor antigénico. Baixa concentração no soro IL 2010
  • 19. Imunoglobulinas E (IgE) 19 Liga-se a mastócitos pela extremidade oposta ao local de reconhecimento de antigénios*. Responsável por alergias. Muito baixa concentração no soro. *Caso entrem em contacto com os seus antigénios (alérgenos) específicos, promovem a libertação do conteúdo celular para o meio extracelular, desencadeando processos alérgicos. Os pacientes alérgicos apresentam uma elevada concentração de IgE e de eosinófilos. IL 2010
  • 20. 20 Exercícios: Manual - Páginas 154, 156, 157, 158 IL 2010