SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
Índice 
Introdução .................................................................................................................................... 2 
Posto 5Tudo a Limpo ......................................................................................................... 3,4,5 
Descrição ................................................................................................................................... 3 
Procedimento/Regras ............................................................................................................... 4 
Material Necessário: ................................................................................................................. 5 
Critérios de Classificação .......................................................................................................... 5 
Discussão.................................................................................................................................... 6,7 
Conclusões e críticas ........................................................................................................... 8,9 
Projeto Comenius…………………………………………………………………………………………………………………..10
Introdução 
No dia 21 de Novembro, na Escola Secundária de Casquilhos, foi organizado e realizado um peddypaper cujo tema era a (Des) Igualdade de Género. Este peddypaper, destinado às turmas de 8º, 9º, 10º, 11º ano, teve como objectivo explorar os estereótipos estabelecidos no dia‐a‐dia em relação aos diferentes géneros. Para a concretização de tal objectivo, foram preparadas nove actividades diferentes “atribuídas” a cada um dos géneros, em que se avaliou o desempenho, a comunicação e a reacção dos vários elementos que constituíam cada uma das noves equipas inscritas (rapazes e raparigas) perante a realização de uma certa actividade generalizada a um dos géneros. 
Neste posto, intitulado de Tudo a Limpo, cada equipa teria de dobrar e estender roupa da melhor maneira possível de modo a obter o maior número de pontos possível, sendo que o posto poderia atribuir no máximo uma pontuação igual a 10. Na preparação deste posto é utilizado um critério de reutilização de materiais, onde os materiais integrantes na actividade são materiais que temos em casa, de modo a não ser gasto qualquer dinheiro, e que sejam, de certa forma, materiais resistentes para que possam ser utilizados novamente. 
2
Posto 5Tudo a Limpo 
Descrição 
Este posto, localizado no túnel do bloco A, devido à necessidade de espaço e à possibilidade de precipitação, consiste na realização das tarefas de estender e dobrar várias peças de roupa diferentes por parte de cada uma das equipas participantes. 
Cada equipa, constituída por 4 elementos (dois rapazes e duas raparigas), é neste posto dividida em dois subgrupos, cada qual constituído por dois elementos, sendo estes um rapaz e uma rapariga. De seguida, efetuam esta tarefa em conjunto e permitem à equipa organizadora do posto a exploração do trabalho de equipa entre géneros diferentes e da existência infundada de estereótipos em relação às tarefas domésticas. Para tal são divididas as duas tarefas, isto é, um dos subgrupos efetua a tarefa de dobrar a roupa e o outro subgrupo a de estender a roupa, permutando de seguida entre si e permitindo que todos os elementos realizem e participem em ambas as tarefas. Como bónus e também para a diversão dos participantes este posto tem a assistência de uma banda sonora divertida: Aldeia da Roupa Branca e Billy Hill Theme. 
3
Procedimento/Regras 
Cada um dos subgrupos de cada equipa tem como objetivo dobrar e estender um certo número de peças de roupa em cerca de 8 min. As peças de roupa previamente seleccionadas são: t‐shirts, cuecas, meias e boxers. Estas têm de ser dobradas e estendidas da melhor maneira possível, ou seja, têm de ser penduradas e dobradas em condições e de uma maneira considerada correta e razoável. Antes de cada equipa iniciar a realização da tarefa, a organização certifica‐se que a roupa se encontra virada do avesso e desdobrada para quem vai dobrar e dentro do cesto e por pendurar para quem a vai estender. 
Cada um dos subgrupos de cada equipa tem de completar ambas as tarefas em 8 min, sem direito a qualquer tempo extra. Para além disso não existem recusas e ambos os elementos de cada subgrupo têm de participar e realizar as tarefas em conjunto. Os diferentes subgrupos não podem interagir entre si, de modo a efetuarem correções nas despectivas tarefas. No entanto, os elementos de um mesmo subgrupo podem e devem‐no fazer, de modo a poder observar‐se o trabalho em equipa e a comunicação entre elementos de géneros diferentes. 
4
Material Necessário 
• 
4 T‐shirts 
• 
Corda /estendal 
• 
4 Pares de meias 
• 
4 Boxers 
• 
Rádio 
• 
4 Cuecas 
• 
Molas 
• 
Cesto para a roupa 
• 
Câmara de filmar 
• 
Extensão 
• 
Mesa 
Critérios de Classificação 
Para a avaliação de cada uma das equipas este posto dispõe de um máximo de 10 pontos. Neste posto, cada elemento da organização expressava a sua opinião face ao desempenho dos participantes, embora a avaliação e a distribuição final de pontos fosse sempre realizada sempre pela mesma pessoa. Na classificação do desempenho de cada uma das equipas, são utilizados diferentes critérios de classificação: 
• 
Estender/Dobrar bem a roupa ‐ 5 pontos (por cada tarefa): 
9 
T‐shirt ‐2 pontos 
9 
Boxers ‐1 pontos 
9 
Meias ‐1 ponto 
9 
Cuecas‐ 1 pontos 
Nota: Por cada peça que fosse estendida/dobrada de forma mais desleixada, a pontuação da peça era reduzida a metade. 5 
Cada um dos subgrupos é classificado num máximo de 10 pontos, sendo depois as classificações de ambos os subgrupos somada e dividida por dois, de modo a obter‐se a classificação total da equipa participante. Por equipa foi preenchida a seguinte tabela: 
Obs: Onde diz grupo quer dizer subgrupo. 
Obs: Onde diz grupo significa subgrupo.
Discussão 
Na preparação deste posto deparámo‐nos com algumas dificuldades. 
Primeiramente, foi‐nos, de certo modo, chegar a um consenso no que dizia respeito à atribuição dos pontos. Não sabíamos se daríamos a pontuação somente com base no facto de a roupa estar estendida/dobrada ou se deveria existir uma qualquer penalização caso a tarefa não fosse executada da melhor forma. Ora isto em sim não constituía um grande dilema, no entanto existem várias maneiras de dobrar e estender roupa correctamente que apesar de não convencionais estejam correctas. Uma vez que não estávamos a par de todas as formas possíveis à realização das tarefas, concordámos que sim, existiria uma penalização, mas que seria pedido aos participantes que deixassem as peças de roupa com um aspecto bonito, apresentável. Caso não o fizessem, à pontuação atribuída ao acto de dobrar/estender essa peça, seria descontado metade desse valor. 
Deparámo‐nos depois com questões relacionadas com o tempo, tanto na preparação do posto como na realização das tarefas propostas. Uma vez que o PeddyPaper se realizou num período letivo, a preparação dos postos estava condicionada à disponibilidade dos espaços. Embora o local deste posto (bloco A inferior) não estivesse a ser utilizado para aulas, foi‐nos difícil preparar o espaço em tão pouco tempo. Quanto à realização das tarefas propostas, receámos que os participantes não tivessem tempo de as realizar, no entanto, aconteceu o oposto. As tarefas foram realizadas muito antes do tempo previsto, de modo que, a certa altura, a roupa que inicialmente seria para dobrar, deixou de estar só espalhada pela mesa e começou a ser virada do avesso. Mesmo assim a tarefa continuou a ser terminada antes do tempo previsto. Se repetíssemos a experiência, consideraríamos, portanto, aumentar o número de peças de roupa envolvido na actividade. 
A realização da tarefa foi de relativa facilidade, sendo que os participantes tinham maior dificuldade em estender do que em dobrar. 
No decorrer da actividade houve alguns comentários interessantes que passamos a citar: 
• 
«A minha mãe é que faz isto!», maioritariamente dito por rapazes; 
• 
«Nunca faço isto em casa.», maioritariamente dito por rapazes; 
• 
«Não sei fazer isto, faz tu!», maioritariamente dito por rapazes, mas também por raparigas; foi recorrente numa situação*; 
• 
«Também tens obrigação de saber fazer isto!», maioritariamente dito por raparigas; 
• 
«Como é que isto se faz?» e «Está bem feito?», maioritariamente dito por rapazes.
Estes comentários, embora pareçam poucos, foram repetidos por diversos participantes. Denotemos que embora seja acima descrito que certos comentários foram maioritariamente por elementos de um género, não significa que não ocorresse o contrário ou que não soubessem como realizar a tarefa correctamente. 
Muitas das vezes, os elementos que cumpriam a tarefa de dobrar (um rapaz e uma rapariga) distribuíam entre si as peças de roupas mais associadas ao seu género (ex: rapaz dobrar boxers e raparigas as cuecas) *.Destas situações e comentários podemos verificar que estas tarefas ainda estão, de certo modo, estereotipadas. No entanto, é de enfatizar o facto de que quem não sabia como realizá‐las correctamente estar disposto e com vontade de aprender a fazê‐lo. 
De um modo geral, os participantes ficaram satisfeitos com este posto. Obteve uma pontuação de 4 em 5 possíveis o que nos permite concluir que o nosso posto surpreendeu os participantes de uma maneira positiva. Ficámos contentes com este valor, uma vez que como as nossas atividades estavam relacionadas com tarefas domésticas receámos que as achassem aborrecidas. Face à pontuação dos outros grupos/postos, concluímos também que apesar de satisfatória, o nosso posto não foi dos favoritos. 
7
Conclusões e Críticas 
No posto Tudo a Limpo, as funções, apesar de distribuídas, eram sempre executadas como que em conjunto, para formar um grupo mais coeso e objetivo. Conseguimos desempenhar todas as nossas funções dentro do previsto (incluindo verificar a execução das tarefas e a atribuição dos pontos), de modo a não atrasar os participantes e, consequentemente, os outros postos. Cada elemento do nosso grupo trabalhou muito bem, cada um cumpriu a sua função e trouxe o material que lhe tinha sido atribuído. Todos foram incansáveis e esforçados e achamos que nos organizámos bem, desempenhámos bem as nossas funções, e isso contribuiu para o sucesso da atividade, que decorreu sem qualquer imprevisto. 
Podemos também afirmar que conseguimos, de certo modo, interagir bem com os participantes, eles cooperaram connosco, dado que seguiram as nossas instruções e não causaram qualquer problema. 
Todos os alunos realizaram ambas as tarefas, enquanto faziam cada uma delas cada par comunicava entre si e organizaram‐se, fazendo com que o tempo da realização das atividades não ultrapassasse os 8 minutos. 
Após a realização do peddypaper, podemos concluir que ambos os géneros desempenharam bem as tarefas domésticas, pois vimos que tanto os rapazes como as raparigas dobraram e estenderam bem as peças de roupa. Infelizmente, foi‐nos possível verificar que ainda existem alguns estereótipos face às tarefas domésticas. No entanto, e para nossa alegria, observámos uma alteração nas mentalidades e uma vontade de aprender, que nos deixou perplexos. Como já referimos, ambos os géneros estão aptos à realização das tarefas e, por isso, não parece fazer sentido existir uma pré‐atribuição das tarefas domésticas, que normalmente cabe às mulheres. 
Esperamos que, depois da participação neste peddypaper, os alunos tenham uma maneira diferente de tratar as questões que tocam à igualdade/desigualdade de género, e que tenham percebido que, na sociedade atual e moderna em que vivemos, é inútil ter estereótipos e preconceitos sobre este tema, pois ficou bastante claro que homens e mulheres são perfeitamente capazes de realizar qualquer tipo de tarefas, até aquelas que era suposto serem “dirigidas” ao sexo oposto. 
Para futuros peddypaper sugerimos temas como o ambiente, a violência doméstica, o bullying e as profissões, visto o secundário ser novamente uma altura de escolhas acerca dos nossos futuros. Como postos poderíamos ter, em relação às profissões, postos que abordassem diferentes áreas e profissões de modo a dar “um gostinho” aos alunos sobre as mesmas, em relação ao ambiente, postos acerca dos problemas ambientais, das medidas que prevenissem os mesmos e postos sobre a política dos 3 8
R’s, em relação á violência doméstica e ao bullying, postos de roleplay (agressor, agredido e intermediários) e de questões sobre o tema. Por fim só temos a referir que foi um prazer e uma diversão proporcionar este momento de aprendizagem e diversão a todos os participantes e apenas desejamos que se volte a repetir num futuro próximo com este ou outro tema tão importante. 
Nota: No que toca à preparação da actividade, uma vez que o grupo era constituído por 7 pessoas, foram criados por nós dois postos (5 e 7). A distribuição dos elementos do grupo por postos foi feita através de sorteio, de modo a ser mais justo. Dentro de cada posto, foi atribuída uma função por elemento. Visto isto, as sugestões presentadas, assim como as ideias gerais de ambos os postos são semelhantes. 
a 
9
Atividade realizada no âmbito do projeto Comenius 
“Different cultures, different ideas, the same Human Rights in the voice of young students” 
Station 5‐ Everything neat and clean 
Each team had to hang and fold a specific number of clothing items in 8 minutes 
10

Mais conteúdo relacionado

Destaque

parking at gatwick airport south terminal
parking at gatwick airport south terminal parking at gatwick airport south terminal
parking at gatwick airport south terminal haedamell
 
Certificate iv in_financial_services
Certificate iv in_financial_servicesCertificate iv in_financial_services
Certificate iv in_financial_servicesSaif Islam
 
parking at gatwick airport
parking at gatwick airport parking at gatwick airport
parking at gatwick airport rossletun
 
Contenido Temático
Contenido TemáticoContenido Temático
Contenido Temáticoingmedina123
 
Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15maniadaescola
 
parking at gatwick south terminal
parking at gatwick south terminal parking at gatwick south terminal
parking at gatwick south terminal haedamell
 
JAMEEL_SALES EXECUTIVE
JAMEEL_SALES EXECUTIVEJAMEEL_SALES EXECUTIVE
JAMEEL_SALES EXECUTIVEJameel Ahmed
 
Modelagem De Processos
Modelagem De ProcessosModelagem De Processos
Modelagem De ProcessosOsmar Calado
 
Il software libero nella scuola, esperienze e soluzioni
Il software libero nella scuola, esperienze e soluzioniIl software libero nella scuola, esperienze e soluzioni
Il software libero nella scuola, esperienze e soluzioniTruelite
 
E nodeb useful commands for rf engineer
E nodeb useful commands for rf engineerE nodeb useful commands for rf engineer
E nodeb useful commands for rf engineerVishal Padhya
 
SENIOR CONSULTANTS presentatie nov 2016
SENIOR CONSULTANTS  presentatie nov 2016SENIOR CONSULTANTS  presentatie nov 2016
SENIOR CONSULTANTS presentatie nov 2016Senior Consultants vzw
 

Destaque (20)

parking at gatwick airport south terminal
parking at gatwick airport south terminal parking at gatwick airport south terminal
parking at gatwick airport south terminal
 
Certificate iv in_financial_services
Certificate iv in_financial_servicesCertificate iv in_financial_services
Certificate iv in_financial_services
 
Estudo 2008
Estudo 2008Estudo 2008
Estudo 2008
 
parking at gatwick airport
parking at gatwick airport parking at gatwick airport
parking at gatwick airport
 
Contenido Temático
Contenido TemáticoContenido Temático
Contenido Temático
 
Guia n°13.
Guia n°13.Guia n°13.
Guia n°13.
 
Proposta de valor
Proposta de valorProposta de valor
Proposta de valor
 
Proyect luzuriaga
Proyect luzuriagaProyect luzuriaga
Proyect luzuriaga
 
Sesion de aprendizaje nº 2
Sesion de aprendizaje nº 2Sesion de aprendizaje nº 2
Sesion de aprendizaje nº 2
 
Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15Revistadiversidades 15
Revistadiversidades 15
 
parking at gatwick south terminal
parking at gatwick south terminal parking at gatwick south terminal
parking at gatwick south terminal
 
JAMEEL_SALES EXECUTIVE
JAMEEL_SALES EXECUTIVEJAMEEL_SALES EXECUTIVE
JAMEEL_SALES EXECUTIVE
 
El gótico
El góticoEl gótico
El gótico
 
Modelagem De Processos
Modelagem De ProcessosModelagem De Processos
Modelagem De Processos
 
Il software libero nella scuola, esperienze e soluzioni
Il software libero nella scuola, esperienze e soluzioniIl software libero nella scuola, esperienze e soluzioni
Il software libero nella scuola, esperienze e soluzioni
 
1
11
1
 
E nodeb useful commands for rf engineer
E nodeb useful commands for rf engineerE nodeb useful commands for rf engineer
E nodeb useful commands for rf engineer
 
Diseño de obras hidraulicas
Diseño de obras hidraulicasDiseño de obras hidraulicas
Diseño de obras hidraulicas
 
MAE - Informe diario 03-11-2016
MAE - Informe diario 03-11-2016MAE - Informe diario 03-11-2016
MAE - Informe diario 03-11-2016
 
SENIOR CONSULTANTS presentatie nov 2016
SENIOR CONSULTANTS  presentatie nov 2016SENIOR CONSULTANTS  presentatie nov 2016
SENIOR CONSULTANTS presentatie nov 2016
 

Semelhante a Relatório posto 5 tudo a limpo

Coletanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupoColetanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupoSoraia Santana
 
Webquest fracções equivalentes
Webquest   fracções equivalentesWebquest   fracções equivalentes
Webquest fracções equivalentesJoao Ferreira
 
Relatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & coRelatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & coIsabel Lopes
 
Matriz de apreciacao_das_actividades_gip
Matriz de apreciacao_das_actividades_gipMatriz de apreciacao_das_actividades_gip
Matriz de apreciacao_das_actividades_gipsandravieira1969
 
Método do Projeto (Apresentação)
Método do Projeto (Apresentação)Método do Projeto (Apresentação)
Método do Projeto (Apresentação)Rúben Marques
 
Atividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-ano
Atividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-anoAtividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-ano
Atividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-anoKaren Santos
 
Como criar-um-cronograma-de-estudos
Como criar-um-cronograma-de-estudosComo criar-um-cronograma-de-estudos
Como criar-um-cronograma-de-estudosLucasStolfoMaculan1
 
Ordem Unida para Guarda Mirim
Ordem Unida para Guarda MirimOrdem Unida para Guarda Mirim
Ordem Unida para Guarda MirimAna Soares
 
Coletânea de dinâmicas de grupos
Coletânea de dinâmicas de gruposColetânea de dinâmicas de grupos
Coletânea de dinâmicas de gruposGraziele Borges
 
I tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa bananaI tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa bananaRosalia Ribeiro
 
2.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 3
2.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 32.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 3
2.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 3My English Online
 
I tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa bananaI tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa bananaRosalia Ribeiro
 

Semelhante a Relatório posto 5 tudo a limpo (15)

Coletanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupoColetanea de dinâmicas de grupo
Coletanea de dinâmicas de grupo
 
Webquest fracções equivalentes
Webquest   fracções equivalentesWebquest   fracções equivalentes
Webquest fracções equivalentes
 
Relatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & coRelatório posto 3 party & co
Relatório posto 3 party & co
 
Matriz de apreciacao_das_actividades_gip
Matriz de apreciacao_das_actividades_gipMatriz de apreciacao_das_actividades_gip
Matriz de apreciacao_das_actividades_gip
 
Método do Projeto (Apresentação)
Método do Projeto (Apresentação)Método do Projeto (Apresentação)
Método do Projeto (Apresentação)
 
Atividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-ano
Atividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-anoAtividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-ano
Atividades e-planos-para-aula-de-geografia-6°-ano
 
Marcio
MarcioMarcio
Marcio
 
Como criar-um-cronograma-de-estudos
Como criar-um-cronograma-de-estudosComo criar-um-cronograma-de-estudos
Como criar-um-cronograma-de-estudos
 
Ordem Unida para Guarda Mirim
Ordem Unida para Guarda MirimOrdem Unida para Guarda Mirim
Ordem Unida para Guarda Mirim
 
Equipes Produtivas
Equipes ProdutivasEquipes Produtivas
Equipes Produtivas
 
Coletânea de dinâmicas de grupos
Coletânea de dinâmicas de gruposColetânea de dinâmicas de grupos
Coletânea de dinâmicas de grupos
 
I tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa bananaI tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa banana
 
2.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 3
2.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 32.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 3
2.0 - Plano de estudos - nível 1 - parte 3
 
Dinamicas2
Dinamicas2Dinamicas2
Dinamicas2
 
I tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa bananaI tec radical – equipa banana
I tec radical – equipa banana
 

Mais de Isabel Lopes

Relatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplayRelatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplayIsabel Lopes
 
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguaisRelatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguaisIsabel Lopes
 
Relatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's babyRelatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's babyIsabel Lopes
 
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de géneroMapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de géneroIsabel Lopes
 
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...Isabel Lopes
 
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)Isabel Lopes
 
Peddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluationPeddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluationIsabel Lopes
 
Final product stories on children's rights
Final product   stories on children's rightsFinal product   stories on children's rights
Final product stories on children's rightsIsabel Lopes
 
Sistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - NervosoSistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - NervosoIsabel Lopes
 
métodos contracetivos
 métodos contracetivos métodos contracetivos
métodos contracetivosIsabel Lopes
 
fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida Isabel Lopes
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução HumanaIsabel Lopes
 
Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)Isabel Lopes
 
Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)
Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)
Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)Isabel Lopes
 
Deformação das rochas
Deformação das rochasDeformação das rochas
Deformação das rochasIsabel Lopes
 
Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticasIsabel Lopes
 
Controlo de pragas
Controlo de pragasControlo de pragas
Controlo de pragasIsabel Lopes
 
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares  classificação quimiogénicasRochas sedimentares  classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares classificação quimiogénicasIsabel Lopes
 

Mais de Isabel Lopes (20)

Relatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplayRelatório posto 4 roleplay
Relatório posto 4 roleplay
 
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguaisRelatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
Relatório posto 2 todos diferentes, todos iguais
 
Relatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's babyRelatorio posto 1 johnson's baby
Relatorio posto 1 johnson's baby
 
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de géneroMapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
Mapa peddy paper 2013 des-igualdade de género
 
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
Inquérito por questionário para avaliação final peddy paper (alunos participa...
 
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
Avaliação pelos alunos (Peddy paper 2013)
 
Peddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluationPeddy paper students evaluation
Peddy paper students evaluation
 
Final product stories on children's rights
Final product   stories on children's rightsFinal product   stories on children's rights
Final product stories on children's rights
 
sistema hormonal
sistema hormonalsistema hormonal
sistema hormonal
 
Sistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - NervosoSistema neuro hormonal - Nervoso
Sistema neuro hormonal - Nervoso
 
métodos contracetivos
 métodos contracetivos métodos contracetivos
métodos contracetivos
 
fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida fecundação, gravidez e início da vida
fecundação, gravidez e início da vida
 
Reprodução Humana
Reprodução HumanaReprodução Humana
Reprodução Humana
 
Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)Biodiversidade (versão 2012)
Biodiversidade (versão 2012)
 
Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)
Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)
Condições do planeta Terra que permitem a existência de vida (versão 2012)
 
Metamorfismo
MetamorfismoMetamorfismo
Metamorfismo
 
Deformação das rochas
Deformação das rochasDeformação das rochas
Deformação das rochas
 
Rochas magmáticas
Rochas magmáticasRochas magmáticas
Rochas magmáticas
 
Controlo de pragas
Controlo de pragasControlo de pragas
Controlo de pragas
 
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares  classificação quimiogénicasRochas sedimentares  classificação quimiogénicas
Rochas sedimentares classificação quimiogénicas
 

Último

UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 

Último (20)

UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 

Relatório posto 5 tudo a limpo

  • 1. Índice Introdução .................................................................................................................................... 2 Posto 5Tudo a Limpo ......................................................................................................... 3,4,5 Descrição ................................................................................................................................... 3 Procedimento/Regras ............................................................................................................... 4 Material Necessário: ................................................................................................................. 5 Critérios de Classificação .......................................................................................................... 5 Discussão.................................................................................................................................... 6,7 Conclusões e críticas ........................................................................................................... 8,9 Projeto Comenius…………………………………………………………………………………………………………………..10
  • 2. Introdução No dia 21 de Novembro, na Escola Secundária de Casquilhos, foi organizado e realizado um peddypaper cujo tema era a (Des) Igualdade de Género. Este peddypaper, destinado às turmas de 8º, 9º, 10º, 11º ano, teve como objectivo explorar os estereótipos estabelecidos no dia‐a‐dia em relação aos diferentes géneros. Para a concretização de tal objectivo, foram preparadas nove actividades diferentes “atribuídas” a cada um dos géneros, em que se avaliou o desempenho, a comunicação e a reacção dos vários elementos que constituíam cada uma das noves equipas inscritas (rapazes e raparigas) perante a realização de uma certa actividade generalizada a um dos géneros. Neste posto, intitulado de Tudo a Limpo, cada equipa teria de dobrar e estender roupa da melhor maneira possível de modo a obter o maior número de pontos possível, sendo que o posto poderia atribuir no máximo uma pontuação igual a 10. Na preparação deste posto é utilizado um critério de reutilização de materiais, onde os materiais integrantes na actividade são materiais que temos em casa, de modo a não ser gasto qualquer dinheiro, e que sejam, de certa forma, materiais resistentes para que possam ser utilizados novamente. 2
  • 3. Posto 5Tudo a Limpo Descrição Este posto, localizado no túnel do bloco A, devido à necessidade de espaço e à possibilidade de precipitação, consiste na realização das tarefas de estender e dobrar várias peças de roupa diferentes por parte de cada uma das equipas participantes. Cada equipa, constituída por 4 elementos (dois rapazes e duas raparigas), é neste posto dividida em dois subgrupos, cada qual constituído por dois elementos, sendo estes um rapaz e uma rapariga. De seguida, efetuam esta tarefa em conjunto e permitem à equipa organizadora do posto a exploração do trabalho de equipa entre géneros diferentes e da existência infundada de estereótipos em relação às tarefas domésticas. Para tal são divididas as duas tarefas, isto é, um dos subgrupos efetua a tarefa de dobrar a roupa e o outro subgrupo a de estender a roupa, permutando de seguida entre si e permitindo que todos os elementos realizem e participem em ambas as tarefas. Como bónus e também para a diversão dos participantes este posto tem a assistência de uma banda sonora divertida: Aldeia da Roupa Branca e Billy Hill Theme. 3
  • 4. Procedimento/Regras Cada um dos subgrupos de cada equipa tem como objetivo dobrar e estender um certo número de peças de roupa em cerca de 8 min. As peças de roupa previamente seleccionadas são: t‐shirts, cuecas, meias e boxers. Estas têm de ser dobradas e estendidas da melhor maneira possível, ou seja, têm de ser penduradas e dobradas em condições e de uma maneira considerada correta e razoável. Antes de cada equipa iniciar a realização da tarefa, a organização certifica‐se que a roupa se encontra virada do avesso e desdobrada para quem vai dobrar e dentro do cesto e por pendurar para quem a vai estender. Cada um dos subgrupos de cada equipa tem de completar ambas as tarefas em 8 min, sem direito a qualquer tempo extra. Para além disso não existem recusas e ambos os elementos de cada subgrupo têm de participar e realizar as tarefas em conjunto. Os diferentes subgrupos não podem interagir entre si, de modo a efetuarem correções nas despectivas tarefas. No entanto, os elementos de um mesmo subgrupo podem e devem‐no fazer, de modo a poder observar‐se o trabalho em equipa e a comunicação entre elementos de géneros diferentes. 4
  • 5. Material Necessário • 4 T‐shirts • Corda /estendal • 4 Pares de meias • 4 Boxers • Rádio • 4 Cuecas • Molas • Cesto para a roupa • Câmara de filmar • Extensão • Mesa Critérios de Classificação Para a avaliação de cada uma das equipas este posto dispõe de um máximo de 10 pontos. Neste posto, cada elemento da organização expressava a sua opinião face ao desempenho dos participantes, embora a avaliação e a distribuição final de pontos fosse sempre realizada sempre pela mesma pessoa. Na classificação do desempenho de cada uma das equipas, são utilizados diferentes critérios de classificação: • Estender/Dobrar bem a roupa ‐ 5 pontos (por cada tarefa): 9 T‐shirt ‐2 pontos 9 Boxers ‐1 pontos 9 Meias ‐1 ponto 9 Cuecas‐ 1 pontos Nota: Por cada peça que fosse estendida/dobrada de forma mais desleixada, a pontuação da peça era reduzida a metade. 5 Cada um dos subgrupos é classificado num máximo de 10 pontos, sendo depois as classificações de ambos os subgrupos somada e dividida por dois, de modo a obter‐se a classificação total da equipa participante. Por equipa foi preenchida a seguinte tabela: Obs: Onde diz grupo quer dizer subgrupo. Obs: Onde diz grupo significa subgrupo.
  • 6. Discussão Na preparação deste posto deparámo‐nos com algumas dificuldades. Primeiramente, foi‐nos, de certo modo, chegar a um consenso no que dizia respeito à atribuição dos pontos. Não sabíamos se daríamos a pontuação somente com base no facto de a roupa estar estendida/dobrada ou se deveria existir uma qualquer penalização caso a tarefa não fosse executada da melhor forma. Ora isto em sim não constituía um grande dilema, no entanto existem várias maneiras de dobrar e estender roupa correctamente que apesar de não convencionais estejam correctas. Uma vez que não estávamos a par de todas as formas possíveis à realização das tarefas, concordámos que sim, existiria uma penalização, mas que seria pedido aos participantes que deixassem as peças de roupa com um aspecto bonito, apresentável. Caso não o fizessem, à pontuação atribuída ao acto de dobrar/estender essa peça, seria descontado metade desse valor. Deparámo‐nos depois com questões relacionadas com o tempo, tanto na preparação do posto como na realização das tarefas propostas. Uma vez que o PeddyPaper se realizou num período letivo, a preparação dos postos estava condicionada à disponibilidade dos espaços. Embora o local deste posto (bloco A inferior) não estivesse a ser utilizado para aulas, foi‐nos difícil preparar o espaço em tão pouco tempo. Quanto à realização das tarefas propostas, receámos que os participantes não tivessem tempo de as realizar, no entanto, aconteceu o oposto. As tarefas foram realizadas muito antes do tempo previsto, de modo que, a certa altura, a roupa que inicialmente seria para dobrar, deixou de estar só espalhada pela mesa e começou a ser virada do avesso. Mesmo assim a tarefa continuou a ser terminada antes do tempo previsto. Se repetíssemos a experiência, consideraríamos, portanto, aumentar o número de peças de roupa envolvido na actividade. A realização da tarefa foi de relativa facilidade, sendo que os participantes tinham maior dificuldade em estender do que em dobrar. No decorrer da actividade houve alguns comentários interessantes que passamos a citar: • «A minha mãe é que faz isto!», maioritariamente dito por rapazes; • «Nunca faço isto em casa.», maioritariamente dito por rapazes; • «Não sei fazer isto, faz tu!», maioritariamente dito por rapazes, mas também por raparigas; foi recorrente numa situação*; • «Também tens obrigação de saber fazer isto!», maioritariamente dito por raparigas; • «Como é que isto se faz?» e «Está bem feito?», maioritariamente dito por rapazes.
  • 7. Estes comentários, embora pareçam poucos, foram repetidos por diversos participantes. Denotemos que embora seja acima descrito que certos comentários foram maioritariamente por elementos de um género, não significa que não ocorresse o contrário ou que não soubessem como realizar a tarefa correctamente. Muitas das vezes, os elementos que cumpriam a tarefa de dobrar (um rapaz e uma rapariga) distribuíam entre si as peças de roupas mais associadas ao seu género (ex: rapaz dobrar boxers e raparigas as cuecas) *.Destas situações e comentários podemos verificar que estas tarefas ainda estão, de certo modo, estereotipadas. No entanto, é de enfatizar o facto de que quem não sabia como realizá‐las correctamente estar disposto e com vontade de aprender a fazê‐lo. De um modo geral, os participantes ficaram satisfeitos com este posto. Obteve uma pontuação de 4 em 5 possíveis o que nos permite concluir que o nosso posto surpreendeu os participantes de uma maneira positiva. Ficámos contentes com este valor, uma vez que como as nossas atividades estavam relacionadas com tarefas domésticas receámos que as achassem aborrecidas. Face à pontuação dos outros grupos/postos, concluímos também que apesar de satisfatória, o nosso posto não foi dos favoritos. 7
  • 8. Conclusões e Críticas No posto Tudo a Limpo, as funções, apesar de distribuídas, eram sempre executadas como que em conjunto, para formar um grupo mais coeso e objetivo. Conseguimos desempenhar todas as nossas funções dentro do previsto (incluindo verificar a execução das tarefas e a atribuição dos pontos), de modo a não atrasar os participantes e, consequentemente, os outros postos. Cada elemento do nosso grupo trabalhou muito bem, cada um cumpriu a sua função e trouxe o material que lhe tinha sido atribuído. Todos foram incansáveis e esforçados e achamos que nos organizámos bem, desempenhámos bem as nossas funções, e isso contribuiu para o sucesso da atividade, que decorreu sem qualquer imprevisto. Podemos também afirmar que conseguimos, de certo modo, interagir bem com os participantes, eles cooperaram connosco, dado que seguiram as nossas instruções e não causaram qualquer problema. Todos os alunos realizaram ambas as tarefas, enquanto faziam cada uma delas cada par comunicava entre si e organizaram‐se, fazendo com que o tempo da realização das atividades não ultrapassasse os 8 minutos. Após a realização do peddypaper, podemos concluir que ambos os géneros desempenharam bem as tarefas domésticas, pois vimos que tanto os rapazes como as raparigas dobraram e estenderam bem as peças de roupa. Infelizmente, foi‐nos possível verificar que ainda existem alguns estereótipos face às tarefas domésticas. No entanto, e para nossa alegria, observámos uma alteração nas mentalidades e uma vontade de aprender, que nos deixou perplexos. Como já referimos, ambos os géneros estão aptos à realização das tarefas e, por isso, não parece fazer sentido existir uma pré‐atribuição das tarefas domésticas, que normalmente cabe às mulheres. Esperamos que, depois da participação neste peddypaper, os alunos tenham uma maneira diferente de tratar as questões que tocam à igualdade/desigualdade de género, e que tenham percebido que, na sociedade atual e moderna em que vivemos, é inútil ter estereótipos e preconceitos sobre este tema, pois ficou bastante claro que homens e mulheres são perfeitamente capazes de realizar qualquer tipo de tarefas, até aquelas que era suposto serem “dirigidas” ao sexo oposto. Para futuros peddypaper sugerimos temas como o ambiente, a violência doméstica, o bullying e as profissões, visto o secundário ser novamente uma altura de escolhas acerca dos nossos futuros. Como postos poderíamos ter, em relação às profissões, postos que abordassem diferentes áreas e profissões de modo a dar “um gostinho” aos alunos sobre as mesmas, em relação ao ambiente, postos acerca dos problemas ambientais, das medidas que prevenissem os mesmos e postos sobre a política dos 3 8
  • 9. R’s, em relação á violência doméstica e ao bullying, postos de roleplay (agressor, agredido e intermediários) e de questões sobre o tema. Por fim só temos a referir que foi um prazer e uma diversão proporcionar este momento de aprendizagem e diversão a todos os participantes e apenas desejamos que se volte a repetir num futuro próximo com este ou outro tema tão importante. Nota: No que toca à preparação da actividade, uma vez que o grupo era constituído por 7 pessoas, foram criados por nós dois postos (5 e 7). A distribuição dos elementos do grupo por postos foi feita através de sorteio, de modo a ser mais justo. Dentro de cada posto, foi atribuída uma função por elemento. Visto isto, as sugestões presentadas, assim como as ideias gerais de ambos os postos são semelhantes. a 9
  • 10. Atividade realizada no âmbito do projeto Comenius “Different cultures, different ideas, the same Human Rights in the voice of young students” Station 5‐ Everything neat and clean Each team had to hang and fold a specific number of clothing items in 8 minutes 10