SlideShare uma empresa Scribd logo
Palestrante- Victor Passos
Horizontes da MenteHorizontes da Mente
 ““Mente sã, corpo são”;Mente sã, corpo são”;
 A mente é o comandante do maior computador doA mente é o comandante do maior computador do
mundo: o cérebro;mundo: o cérebro;
 Distribui ordens, analisa conceitos, estimula aDistribui ordens, analisa conceitos, estimula a
química orgânica;química orgânica;
 A disfunção do mundo glandular provocaA disfunção do mundo glandular provoca
inúmeras enfermidades, pois as glândulas estãoinúmeras enfermidades, pois as glândulas estão
diretamente ligadas aos centros de força;diretamente ligadas aos centros de força;
 A medicina futura terá na mente a responsávelA medicina futura terá na mente a responsável
direta por todas as enfermidades.direta por todas as enfermidades.
São encarregados de canalizar para o corpo espiritual e
corpo físico.
As ENERGIAS que se movimentam ao nosso redor.
Estamos sempre em sintonia com asEstamos sempre em sintonia com as
forças mentais que se movimentamforças mentais que se movimentam
no mundo; devemos cuidar do queno mundo; devemos cuidar do que
pensamos, aspiramos, falamos epensamos, aspiramos, falamos e
agimos.agimos.
 O medo em demasia reduz a vibração daO medo em demasia reduz a vibração da
energia espiritual, retarda os centros deenergia espiritual, retarda os centros de
força e desequilibra a função glandular, queforça e desequilibra a função glandular, que
projeta veneno no sistema nervoso e emprojeta veneno no sistema nervoso e em
todo o halo celular;todo o halo celular;
 Igualmente causam desequilíbrios: aIgualmente causam desequilíbrios: a
coragem em excesso, a maledicência, acoragem em excesso, a maledicência, a
vingança, o orgulho, a dúvida, avingança, o orgulho, a dúvida, a
infidelidade, a maldade, o ciúme, etc;infidelidade, a maldade, o ciúme, etc;
 Devemos condicionar a mente a bonsDevemos condicionar a mente a bons
pensamentos: pensar e falar sempre napensamentos: pensar e falar sempre na
saúde, comentar assuntos de alegria pura;saúde, comentar assuntos de alegria pura;
 As boas maneiras, a decência, a cordialidade, oAs boas maneiras, a decência, a cordialidade, o
equilíbrio das emoções, são compensaçõesequilíbrio das emoções, são compensações
funcionais do corpo. Nascem da mente, passamfuncionais do corpo. Nascem da mente, passam
pelos centros de força, ganham amplitude naspelos centros de força, ganham amplitude nas
glândulas, que fornecem vitalidade hormonal aosglândulas, que fornecem vitalidade hormonal aos
departamentos somáticos;departamentos somáticos;
 A energia mental tem responsabilidade sobre oA energia mental tem responsabilidade sobre o
corpo, desde o metabolismo celular até a defesacorpo, desde o metabolismo celular até a defesa
da pele, contra os mais ousados vírusda pele, contra os mais ousados vírus;;
O Poder da MenteO Poder da Mente
 A mente é como o chuveiro da alma: aquiloA mente é como o chuveiro da alma: aquilo
em que pensamos cairá sobre nós mesmosem que pensamos cairá sobre nós mesmos
(de bom ou de ruim);(de bom ou de ruim);
 A mente acostumada na ginástica do amorA mente acostumada na ginástica do amor
é capaz de curar seus própriosé capaz de curar seus próprios
desequilíbrios e aliviar o dos outros;desequilíbrios e aliviar o dos outros;
 Vigiemos nossas emissões mentais!!!Vigiemos nossas emissões mentais!!!
O Poder da MenteO Poder da Mente
 A mente plasma o que os olhos vêem, comoA mente plasma o que os olhos vêem, como
máquina fotográfica pronta para disparar.máquina fotográfica pronta para disparar.
 Orar e vigiar é atitude certa para que aOrar e vigiar é atitude certa para que a
mente não se contamine mais...mente não se contamine mais...
 A mente é um computador divino, onde aA mente é um computador divino, onde a
programação depende da nossa vontade,programação depende da nossa vontade,
do nosso querer e dos nossosdo nosso querer e dos nossos
sentimentos...sentimentos...
A Mente rege a formação de anticorpos no
sangue. O Paciente,desta forma, pode
modificar a sua atitude mental,melhorando
consequentemente a imunidade do
organismo. Andre Luiz
CADA CÉLULA É UM MOTOR
ELÉTRICO QUE NECESSITA DE
COMBUSTÍVEL PARA
FUNCIONAR, VIVER E SENTIR.
A lucidez mental irradia mensagens
que o fortalecem, mantendo o padrão
de equilíbrio que deve caracterizar a
real saúde, aquela que permanece
mesmo quando momentaneamente
se instalam doenças, aflições, etc,
impelindo à conquista da felicidade.
Victor Passos
A preservação da mente emmente em
harmonia com o Cosmoharmonia com o Cosmo
=> EIS A META A SER
CONQUISTADA =>
Estabelecendo o programa de
evolução possível, que aguarda a
criatura humana.
Cultivai em vossa
mente afirmações
Que garantam
serenidade, preparai
Vossos lábios para
conversações
Sadias.
Procurem registrar das vossas
companhias apenas o que de melhor
venhais a ouvir.
Muita paz e harmonia
Victor Passos
Horizontes da mente

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoçõesComo Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoções
Dora Guiseline
 
Comportamento Emocional
Comportamento EmocionalComportamento Emocional
Comportamento Emocional
Tiago Malta
 
Vf067
Vf067Vf067
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
EMOÇÕES
EMOÇÕESEMOÇÕES
EMOÇÕES
norberto faria
 
Emoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e AfectosEmoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e Afectos
guested634f
 
Emoção
EmoçãoEmoção
Emoção
bia_chersoni
 
Motivação, Potencial Humano & Auto Estima nas Relações
Motivação, Potencial Humano & Auto Estima nas RelaçõesMotivação, Potencial Humano & Auto Estima nas Relações
Motivação, Potencial Humano & Auto Estima nas Relações
Adilson P Motta Motta
 
07 de outubro 2016 Questões espirituais na infância
07 de outubro 2016   Questões espirituais na infância07 de outubro 2016   Questões espirituais na infância
07 de outubro 2016 Questões espirituais na infância
Lar Irmã Zarabatana
 
17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução
17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução
17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução
Lar Irmã Zarabatana
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Robson Barcelos
 
Emoção
EmoçãoEmoção
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Antonino Silva
 
28 10 2016 - Diferença entre influenciação e obsessão
28 10 2016  - Diferença entre influenciação e obsessão 28 10 2016  - Diferença entre influenciação e obsessão
28 10 2016 - Diferença entre influenciação e obsessão
Lar Irmã Zarabatana
 

Mais procurados (14)

Como Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoçõesComo Lidar com as emoções
Como Lidar com as emoções
 
Comportamento Emocional
Comportamento EmocionalComportamento Emocional
Comportamento Emocional
 
Vf067
Vf067Vf067
Vf067
 
AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
AS EMOÇÕES
 
EMOÇÕES
EMOÇÕESEMOÇÕES
EMOÇÕES
 
Emoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e AfectosEmoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e Afectos
 
Emoção
EmoçãoEmoção
Emoção
 
Motivação, Potencial Humano & Auto Estima nas Relações
Motivação, Potencial Humano & Auto Estima nas RelaçõesMotivação, Potencial Humano & Auto Estima nas Relações
Motivação, Potencial Humano & Auto Estima nas Relações
 
07 de outubro 2016 Questões espirituais na infância
07 de outubro 2016   Questões espirituais na infância07 de outubro 2016   Questões espirituais na infância
07 de outubro 2016 Questões espirituais na infância
 
17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução
17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução
17 02 2017 Reforma íntima como ferramenta de evolução
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Emoção
EmoçãoEmoção
Emoção
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
28 10 2016 - Diferença entre influenciação e obsessão
28 10 2016  - Diferença entre influenciação e obsessão 28 10 2016  - Diferença entre influenciação e obsessão
28 10 2016 - Diferença entre influenciação e obsessão
 

Destaque

Solidão fonte viva
Solidão   fonte vivaSolidão   fonte viva
Solidão fonte viva
Izabel Cristina Fonseca
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provas
Felipe Guedes
 
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmoPalestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Divulgador do Espiritismo
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Divulgador do Espiritismo
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Tiburcio Santos
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
Graça Maciel
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Bons Espíritas
Bons EspíritasBons Espíritas
Bons Espíritas
Izabel Cristina Fonseca
 

Destaque (8)

Solidão fonte viva
Solidão   fonte vivaSolidão   fonte viva
Solidão fonte viva
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provas
 
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmoPalestra Espírita -  Amar ao próximo como a si mesmo
Palestra Espírita - Amar ao próximo como a si mesmo
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
 
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados purosPalestra ESE cap 8 bem aventurados puros
Palestra ESE cap 8 bem aventurados puros
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
 
Bons Espíritas
Bons EspíritasBons Espíritas
Bons Espíritas
 

Semelhante a Horizontes da mente

HORIZONTES DA MENTE.ppt
HORIZONTES DA MENTE.pptHORIZONTES DA MENTE.ppt
HORIZONTES DA MENTE.ppt
MarianaCarolina28
 
Desvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento Emocional
Desvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento EmocionalDesvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento Emocional
Desvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento Emocional
SebastioMucavele
 
Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01
Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01
Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01
Amanda Mosbacher
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Saúde emocional
Saúde emocionalSaúde emocional
Saúde emocional
Dalila Melo
 
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESEAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
Norberto Scavone Augusto
 
Centros de força.pptx
Centros de força.pptxCentros de força.pptx
Centros de força.pptx
Marta Gomes
 
Juventude e emoção
Juventude e emoçãoJuventude e emoção
Juventude e emoção
Ana Paula Ribeiro de Oliveira
 
Mutantes (Neuropsicobiologia)
Mutantes (Neuropsicobiologia)Mutantes (Neuropsicobiologia)
Mutantes (Neuropsicobiologia)
Irene Aguiar
 
00 somos mutantes
00    somos mutantes00    somos mutantes
00 somos mutantes
luzberto
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
Mário Rui Santos
 
00 somos mutantes
00    somos mutantes00    somos mutantes
00 somos mutantes
luzberto
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
PROFBILLY
 
Somos Mutantes
Somos MutantesSomos Mutantes
Somos Mutantes
AnaMarcelina
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
G. Gomes
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
Roberto Rabat Chame
 
Obsessao
ObsessaoObsessao
Obsessao
Daniela Azevedo
 
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICASDOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
A medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismoA medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismo
Francisco de Assis Alencar
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
João Pedro Silva Pinto
 

Semelhante a Horizontes da mente (20)

HORIZONTES DA MENTE.ppt
HORIZONTES DA MENTE.pptHORIZONTES DA MENTE.ppt
HORIZONTES DA MENTE.ppt
 
Desvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento Emocional
Desvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento EmocionalDesvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento Emocional
Desvende o Mistério das Emoções: Um Guia Prático para Autoconhecimento Emocional
 
Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01
Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01
Somosmutantes neuropsicobiologia-lenira-111013214514-phpapp01
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
 
Saúde emocional
Saúde emocionalSaúde emocional
Saúde emocional
 
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERESEAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
EAE 105 - REGRAS PARA EDUCAÇÃO, CONDUTA E APERFEIÇOAMENTO DOS SERES
 
Centros de força.pptx
Centros de força.pptxCentros de força.pptx
Centros de força.pptx
 
Juventude e emoção
Juventude e emoçãoJuventude e emoção
Juventude e emoção
 
Mutantes (Neuropsicobiologia)
Mutantes (Neuropsicobiologia)Mutantes (Neuropsicobiologia)
Mutantes (Neuropsicobiologia)
 
00 somos mutantes
00    somos mutantes00    somos mutantes
00 somos mutantes
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
 
00 somos mutantes
00    somos mutantes00    somos mutantes
00 somos mutantes
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
 
Somos Mutantes
Somos MutantesSomos Mutantes
Somos Mutantes
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
 
Obsessao
ObsessaoObsessao
Obsessao
 
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICASDOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
DOENÇAS PSICOSSOMÁTICAS
 
A medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismoA medicina e o espiritismo
A medicina e o espiritismo
 
Somos mutantes
Somos mutantesSomos mutantes
Somos mutantes
 

Mais de Victor Passos

Exercicio final curso ferramentas web
Exercicio final curso ferramentas webExercicio final curso ferramentas web
Exercicio final curso ferramentas web
Victor Passos
 
Utilização educativa das TIC
Utilização educativa das TICUtilização educativa das TIC
Utilização educativa das TIC
Victor Passos
 
Utilização educativa das TIC
Utilização educativa das TICUtilização educativa das TIC
Utilização educativa das TIC
Victor Passos
 
Tarefa P2P- modulo 4 obrigatoria
Tarefa P2P- modulo 4 obrigatoriaTarefa P2P- modulo 4 obrigatoria
Tarefa P2P- modulo 4 obrigatoria
Victor Passos
 
Exercicio obrigatório modulo 3 - 3.2
Exercicio obrigatório modulo  3 -  3.2Exercicio obrigatório modulo  3 -  3.2
Exercicio obrigatório modulo 3 - 3.2
Victor Passos
 
Modulo 2 - exercicio obrigatorio
Modulo 2 -  exercicio obrigatorioModulo 2 -  exercicio obrigatorio
Modulo 2 - exercicio obrigatorio
Victor Passos
 
Curso de Pesquisa e Gestão de informação Web - Modulo 2 tarefa
Curso de Pesquisa e Gestão de informação  Web - Modulo 2  tarefaCurso de Pesquisa e Gestão de informação  Web - Modulo 2  tarefa
Curso de Pesquisa e Gestão de informação Web - Modulo 2 tarefa
Victor Passos
 
Modulo 1 - Pesquisa web
Modulo 1 - Pesquisa webModulo 1 - Pesquisa web
Modulo 1 - Pesquisa web
Victor Passos
 
Espiritualidade e emoções
Espiritualidade e emoçõesEspiritualidade e emoções
Espiritualidade e emoções
Victor Passos
 
Desperte e seja feliz final
Desperte e seja feliz finalDesperte e seja feliz final
Desperte e seja feliz final
Victor Passos
 
Mediunidade
MediunidadeMediunidade
Mediunidade
Victor Passos
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
Victor Passos
 
Orgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os viciosOrgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os vicios
Victor Passos
 
Obreiros de ultima hora
Obreiros de ultima horaObreiros de ultima hora
Obreiros de ultima hora
Victor Passos
 
A prece
A preceA prece
A prece
Victor Passos
 
Mediunidade e corpo fisico
Mediunidade e corpo fisicoMediunidade e corpo fisico
Mediunidade e corpo fisico
Victor Passos
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
Victor Passos
 
Reencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidadeReencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidade
Victor Passos
 
Doença – a cura – a autocura
Doença – a cura – a autocuraDoença – a cura – a autocura
Doença – a cura – a autocura
Victor Passos
 
Obsessões, prevenção tratamento e cura
Obsessões, prevenção tratamento e curaObsessões, prevenção tratamento e cura
Obsessões, prevenção tratamento e cura
Victor Passos
 

Mais de Victor Passos (20)

Exercicio final curso ferramentas web
Exercicio final curso ferramentas webExercicio final curso ferramentas web
Exercicio final curso ferramentas web
 
Utilização educativa das TIC
Utilização educativa das TICUtilização educativa das TIC
Utilização educativa das TIC
 
Utilização educativa das TIC
Utilização educativa das TICUtilização educativa das TIC
Utilização educativa das TIC
 
Tarefa P2P- modulo 4 obrigatoria
Tarefa P2P- modulo 4 obrigatoriaTarefa P2P- modulo 4 obrigatoria
Tarefa P2P- modulo 4 obrigatoria
 
Exercicio obrigatório modulo 3 - 3.2
Exercicio obrigatório modulo  3 -  3.2Exercicio obrigatório modulo  3 -  3.2
Exercicio obrigatório modulo 3 - 3.2
 
Modulo 2 - exercicio obrigatorio
Modulo 2 -  exercicio obrigatorioModulo 2 -  exercicio obrigatorio
Modulo 2 - exercicio obrigatorio
 
Curso de Pesquisa e Gestão de informação Web - Modulo 2 tarefa
Curso de Pesquisa e Gestão de informação  Web - Modulo 2  tarefaCurso de Pesquisa e Gestão de informação  Web - Modulo 2  tarefa
Curso de Pesquisa e Gestão de informação Web - Modulo 2 tarefa
 
Modulo 1 - Pesquisa web
Modulo 1 - Pesquisa webModulo 1 - Pesquisa web
Modulo 1 - Pesquisa web
 
Espiritualidade e emoções
Espiritualidade e emoçõesEspiritualidade e emoções
Espiritualidade e emoções
 
Desperte e seja feliz final
Desperte e seja feliz finalDesperte e seja feliz final
Desperte e seja feliz final
 
Mediunidade
MediunidadeMediunidade
Mediunidade
 
Conflitos familiares
Conflitos familiaresConflitos familiares
Conflitos familiares
 
Orgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os viciosOrgulho pai de todos os vicios
Orgulho pai de todos os vicios
 
Obreiros de ultima hora
Obreiros de ultima horaObreiros de ultima hora
Obreiros de ultima hora
 
A prece
A preceA prece
A prece
 
Mediunidade e corpo fisico
Mediunidade e corpo fisicoMediunidade e corpo fisico
Mediunidade e corpo fisico
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
 
Reencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidadeReencarnação oportunidade
Reencarnação oportunidade
 
Doença – a cura – a autocura
Doença – a cura – a autocuraDoença – a cura – a autocura
Doença – a cura – a autocura
 
Obsessões, prevenção tratamento e cura
Obsessões, prevenção tratamento e curaObsessões, prevenção tratamento e cura
Obsessões, prevenção tratamento e cura
 

Último

Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
ceciliafonseca16
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Janilson Noca
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
MasaCalixto2
 

Último (18)

Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsxBíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
Bíblia Sagrada - Amós - slides powerpoint.ppsx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADASCARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
CARTAS DE INÁCIO DE ANTIOQUIA ILUSTRADAS E COMENTADAS
 
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxZacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Zacarias - 005.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introduçãoEstudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
Estudo Bíblico da Carta aos Filipenses - introdução
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTASEscola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
Escola sabatina juvenis.pdf. Revista da escola sabatina - ADVENTISTAS
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
Manual-do-PGM-Protótipo.docxManual-do-PGM-Protótipo.docx
 
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhorCultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
Cultura de Paz - educar para a paz para um mundo melhor
 

Horizontes da mente

  • 2. Horizontes da MenteHorizontes da Mente  ““Mente sã, corpo são”;Mente sã, corpo são”;  A mente é o comandante do maior computador doA mente é o comandante do maior computador do mundo: o cérebro;mundo: o cérebro;  Distribui ordens, analisa conceitos, estimula aDistribui ordens, analisa conceitos, estimula a química orgânica;química orgânica;  A disfunção do mundo glandular provocaA disfunção do mundo glandular provoca inúmeras enfermidades, pois as glândulas estãoinúmeras enfermidades, pois as glândulas estão diretamente ligadas aos centros de força;diretamente ligadas aos centros de força;  A medicina futura terá na mente a responsávelA medicina futura terá na mente a responsável direta por todas as enfermidades.direta por todas as enfermidades.
  • 3. São encarregados de canalizar para o corpo espiritual e corpo físico. As ENERGIAS que se movimentam ao nosso redor.
  • 4. Estamos sempre em sintonia com asEstamos sempre em sintonia com as forças mentais que se movimentamforças mentais que se movimentam no mundo; devemos cuidar do queno mundo; devemos cuidar do que pensamos, aspiramos, falamos epensamos, aspiramos, falamos e agimos.agimos.
  • 5.  O medo em demasia reduz a vibração daO medo em demasia reduz a vibração da energia espiritual, retarda os centros deenergia espiritual, retarda os centros de força e desequilibra a função glandular, queforça e desequilibra a função glandular, que projeta veneno no sistema nervoso e emprojeta veneno no sistema nervoso e em todo o halo celular;todo o halo celular;  Igualmente causam desequilíbrios: aIgualmente causam desequilíbrios: a coragem em excesso, a maledicência, acoragem em excesso, a maledicência, a vingança, o orgulho, a dúvida, avingança, o orgulho, a dúvida, a infidelidade, a maldade, o ciúme, etc;infidelidade, a maldade, o ciúme, etc;  Devemos condicionar a mente a bonsDevemos condicionar a mente a bons pensamentos: pensar e falar sempre napensamentos: pensar e falar sempre na saúde, comentar assuntos de alegria pura;saúde, comentar assuntos de alegria pura;
  • 6.  As boas maneiras, a decência, a cordialidade, oAs boas maneiras, a decência, a cordialidade, o equilíbrio das emoções, são compensaçõesequilíbrio das emoções, são compensações funcionais do corpo. Nascem da mente, passamfuncionais do corpo. Nascem da mente, passam pelos centros de força, ganham amplitude naspelos centros de força, ganham amplitude nas glândulas, que fornecem vitalidade hormonal aosglândulas, que fornecem vitalidade hormonal aos departamentos somáticos;departamentos somáticos;  A energia mental tem responsabilidade sobre oA energia mental tem responsabilidade sobre o corpo, desde o metabolismo celular até a defesacorpo, desde o metabolismo celular até a defesa da pele, contra os mais ousados vírusda pele, contra os mais ousados vírus;;
  • 7. O Poder da MenteO Poder da Mente  A mente é como o chuveiro da alma: aquiloA mente é como o chuveiro da alma: aquilo em que pensamos cairá sobre nós mesmosem que pensamos cairá sobre nós mesmos (de bom ou de ruim);(de bom ou de ruim);  A mente acostumada na ginástica do amorA mente acostumada na ginástica do amor é capaz de curar seus própriosé capaz de curar seus próprios desequilíbrios e aliviar o dos outros;desequilíbrios e aliviar o dos outros;  Vigiemos nossas emissões mentais!!!Vigiemos nossas emissões mentais!!!
  • 8. O Poder da MenteO Poder da Mente  A mente plasma o que os olhos vêem, comoA mente plasma o que os olhos vêem, como máquina fotográfica pronta para disparar.máquina fotográfica pronta para disparar.  Orar e vigiar é atitude certa para que aOrar e vigiar é atitude certa para que a mente não se contamine mais...mente não se contamine mais...  A mente é um computador divino, onde aA mente é um computador divino, onde a programação depende da nossa vontade,programação depende da nossa vontade, do nosso querer e dos nossosdo nosso querer e dos nossos sentimentos...sentimentos...
  • 9. A Mente rege a formação de anticorpos no sangue. O Paciente,desta forma, pode modificar a sua atitude mental,melhorando consequentemente a imunidade do organismo. Andre Luiz
  • 10. CADA CÉLULA É UM MOTOR ELÉTRICO QUE NECESSITA DE COMBUSTÍVEL PARA FUNCIONAR, VIVER E SENTIR.
  • 11. A lucidez mental irradia mensagens que o fortalecem, mantendo o padrão de equilíbrio que deve caracterizar a real saúde, aquela que permanece mesmo quando momentaneamente se instalam doenças, aflições, etc, impelindo à conquista da felicidade. Victor Passos
  • 12. A preservação da mente emmente em harmonia com o Cosmoharmonia com o Cosmo => EIS A META A SER CONQUISTADA => Estabelecendo o programa de evolução possível, que aguarda a criatura humana.
  • 13. Cultivai em vossa mente afirmações Que garantam serenidade, preparai Vossos lábios para conversações Sadias.
  • 14. Procurem registrar das vossas companhias apenas o que de melhor venhais a ouvir. Muita paz e harmonia Victor Passos