SlideShare uma empresa Scribd logo
{{
A MEDICINA E OA MEDICINA E O
ESPIRITISMOESPIRITISMO
O que é saúde e o que é doença àO que é saúde e o que é doença à
luz da doutrina espírita?luz da doutrina espírita?
 Doença e saúde se referem ao estado em que seDoença e saúde se referem ao estado em que se
encontram asencontram as pessoaspessoas e não ao estado dee não ao estado de órgãos ouórgãos ou
partes do corpopartes do corpo..
O corpo físico nunca está só doente ou sóO corpo físico nunca está só doente ou só
saudável, já que nele se expressamsaudável, já que nele se expressam
realmente as informações da consciência.realmente as informações da consciência.
O corpo de um ser humano vivo deve seuO corpo de um ser humano vivo deve seu
funcionamento ao espírito que o habita.funcionamento ao espírito que o habita.
 Quando as várias funções corporais se desenvolvemQuando as várias funções corporais se desenvolvem
em conjunto dentro de uma harmonia, ele seem conjunto dentro de uma harmonia, ele se
encontra num estado que denominamos deencontra num estado que denominamos de saúde.saúde.
Se uma função falha, ela compromete aSe uma função falha, ela compromete a
harmonia do todo e então falamos queharmonia do todo e então falamos que
ele se encontra em um estado deele se encontra em um estado de
doençadoença. A doença é a perda relativa da. A doença é a perda relativa da
harmonia.harmonia.
 Essa perturbação da harmonia aconteceEssa perturbação da harmonia acontece àà
nível de consciêncianível de consciência, que é a parte espiritual, que é a parte espiritual
do ser, enquanto o corpo é a forma dedo ser, enquanto o corpo é a forma de
apresentação dessa desarmonia.apresentação dessa desarmonia.
O nossoO nosso ““não conscientenão consciente”” enviaenvia
mensagens ao nossomensagens ao nosso ““conscienteconsciente””, sob a, sob a
forma de tensões ou sofrimentos físicos eforma de tensões ou sofrimentos físicos e
emocionais. Procurando “silenciar” essaemocionais. Procurando “silenciar” essa
tentativa de comunicação, utilizamostentativa de comunicação, utilizamos
medicamentos para acabar com osmedicamentos para acabar com os
sintomas, sem perceber o que gerou ossintomas, sem perceber o que gerou os
mesmos.mesmos.
Para se dar conta de onde está situadaPara se dar conta de onde está situada
a causa inicial, médicos e pacientesa causa inicial, médicos e pacientes
precisam aprender não apenas aprecisam aprender não apenas a
perceber o que é visível naperceber o que é visível na luz,luz, masmas
também identificar o que estátambém identificar o que está
escondido naescondido na sombra.sombra.
 Por que médicos e pacientes precisam aprender aPor que médicos e pacientes precisam aprender a
perceber onde está a causa inicial?perceber onde está a causa inicial?
• Médicos porque têm o papel de orientar. Se nãoMédicos porque têm o papel de orientar. Se não
souberem a causa, irão tratar apenas asouberem a causa, irão tratar apenas a
conseqüência.conseqüência.
• Pacientes porque são os principais interessados ePacientes porque são os principais interessados e
responsáveis por sua cura.responsáveis por sua cura.
Origem da desarmonia no perispíritoOrigem da desarmonia no perispírito
 Sabemos todos que o perispírito:Sabemos todos que o perispírito:
• É preexistente e sobrevivente à morte do corpo material,É preexistente e sobrevivente à morte do corpo material,
transmitindo suas vontades ao corpo físico e as impressõestransmitindo suas vontades ao corpo físico e as impressões
do corpo físico ao espírito;do corpo físico ao espírito;
• Que o envoltório carnal se modela e as células seQue o envoltório carnal se modela e as células se
agrupam de acordo com a forma perispiritual;agrupam de acordo com a forma perispiritual;
• Que as qualidades ou defeitos, faltas,Que as qualidades ou defeitos, faltas,
abusos e vícios de existências passadasabusos e vícios de existências passadas
registrados no perispírito reaparecem noregistrados no perispírito reaparecem no
corpo físico como enfermidades ecorpo físico como enfermidades e
moléstias.moléstias.
 O amar a si mesmo ainda é uma lição que todos temosO amar a si mesmo ainda é uma lição que todos temos
que aprender. Muitas reencarnações têm como objetivoque aprender. Muitas reencarnações têm como objetivo
precípuo restabelecer o desejo de viver e recuperar aprecípuo restabelecer o desejo de viver e recuperar a
alegria de sentir-se em paz. Uma conseqüência da falta doalegria de sentir-se em paz. Uma conseqüência da falta do
auto-amor é a depressão.auto-amor é a depressão.
Inúmeras almas já renascem “adoecidas”,Inúmeras almas já renascem “adoecidas”,
ou seja, com os componentes psíquicosou seja, com os componentes psíquicos
enfermiços. Em grande parte dos casos oenfermiços. Em grande parte dos casos o
componente inicial dessa enfermidade é acomponente inicial dessa enfermidade é a
falta de auto-amor.falta de auto-amor.
O que é depressão?O que é depressão?
Como se pode conceituar depressão à luz doComo se pode conceituar depressão à luz do
conhecimento espírita?conhecimento espírita?
 Depressão é cansaço de viver, é não aceitar a vida como ela é.Depressão é cansaço de viver, é não aceitar a vida como ela é.
É a “doença prisão” que cassa a liberdadeÉ a “doença prisão” que cassa a liberdade
da criatura rebelde, viciada em ter seusda criatura rebelde, viciada em ter seus
caprichos atendidos.caprichos atendidos.
É uma intimação de leis da vidaÉ uma intimação de leis da vida
convocando a alma a mudançasconvocando a alma a mudanças
inadiáveis.inadiáveis.
 Em tese, depressão é a reação da alma que nãoEm tese, depressão é a reação da alma que não
aceitou sua realidade pessoal como ela é,aceitou sua realidade pessoal como ela é,
estabelecendo um desajuste interior que a incapacitaestabelecendo um desajuste interior que a incapacita
para viver plenamente.para viver plenamente.
No capítulo “No capítulo “Receituário oportunoReceituário oportuno” do” do
livro “livro “Escutando os SentimentosEscutando os Sentimentos” de” de
Wanderley S. de OliveiraWanderley S. de Oliveira,, ErmanceErmance
DufauxDufaux nos diz ser necessário ingerir trêsnos diz ser necessário ingerir três
medicações com freqüência:medicações com freqüência:
1.Acreditar que merece a felicidade1.Acreditar que merece a felicidade,, assim como todos osassim como todos os
seres humanosseres humanos ((ser feliz é contentar-se com o que se é, semser feliz é contentar-se com o que se é, sem
que isso signifique estacionar; é o amor a sique isso signifique estacionar; é o amor a si););
2.Parar de encontrar motivos externos2.Parar de encontrar motivos externos parapara
suas dores, encontrando-lhes as causassuas dores, encontrando-lhes as causas
íntimas (íntimas (dentro de cada um está a curadentro de cada um está a cura
para todos os seus malespara todos os seus males););
33..Parar de pensar em felicidade para depoisParar de pensar em felicidade para depois
da morte eda morte e tentar ser feliz ainda em vidatentar ser feliz ainda em vida
((a felicidade resulta da habilidade dea felicidade resulta da habilidade de
consolidar o sentido da vida a partir doconsolidar o sentido da vida a partir do
“olhar de impermanência”“olhar de impermanência”).).
As emoções e os chakrasAs emoções e os chakras
 Sabemos quando a consciência de uma pessoa estáSabemos quando a consciência de uma pessoa está
desequilibrada, pois a mesma torna visível e palpáveldesequilibrada, pois a mesma torna visível e palpável
na forma de sintomas físicos ou psicológicos o seuna forma de sintomas físicos ou psicológicos o seu
desequilíbrio. Existem desarmonias registradas adesequilíbrio. Existem desarmonias registradas a
nível perispiritual. É o ser humano que está doentenível perispiritual. É o ser humano que está doente
(espírito) e não o seu corpo físico.(espírito) e não o seu corpo físico.
 Como os chakras fornecem energia sutil aos diversosComo os chakras fornecem energia sutil aos diversos
órgãos do corpo, os bloqueios e conflitos emocionaisórgãos do corpo, os bloqueios e conflitos emocionais
podem resultar num fluxo energético anormal parapodem resultar num fluxo energético anormal para
diversos sistemas fisiológicos. Com o tempo, essesdiversos sistemas fisiológicos. Com o tempo, esses
fluxos anormais de energia podem produzir doenças defluxos anormais de energia podem produzir doenças de
maior ou menor gravidade em qualquer órgão do corpo.maior ou menor gravidade em qualquer órgão do corpo.
 O stress emocional é um importante fator noO stress emocional é um importante fator no
processo de produção das doenças. Os conflitosprocesso de produção das doenças. Os conflitos
emocionais, os sentimentos de impotência e a faltaemocionais, os sentimentos de impotência e a falta
de amor por si próprio podem ter efeitos nocivosde amor por si próprio podem ter efeitos nocivos
sobre o funcionamento dos principais chakras.sobre o funcionamento dos principais chakras.
 A falta de amor a si ou auto-imagem ruim podeA falta de amor a si ou auto-imagem ruim pode
causar bloqueio no chakra cardíaco, o qual,causar bloqueio no chakra cardíaco, o qual,
secundariamente, afeta o funcionamento do timo,secundariamente, afeta o funcionamento do timo,
debilitando o sistema imunológico. Também podedebilitando o sistema imunológico. Também pode
afetar os pulmões contribuindo para as doençasafetar os pulmões contribuindo para as doenças
respiratórias.respiratórias.
 A forma inadequada de expressar verbalmente o queA forma inadequada de expressar verbalmente o que
sente ou a não expressão verbal dos sentimentossente ou a não expressão verbal dos sentimentos
internos pode interferir na função do chakra laríngeo.internos pode interferir na função do chakra laríngeo.
Essa pode ser a causa de muitos casos deEssa pode ser a causa de muitos casos de
amigdalites ou transtornos de tireóide.amigdalites ou transtornos de tireóide.
 Nossas doenças são freqüentemente um reflexoNossas doenças são freqüentemente um reflexo
simbólico dos nossos estados internos desimbólico dos nossos estados internos de
intranqüilidade emocional, bloqueio espiritual eintranqüilidade emocional, bloqueio espiritual e
desconforto. Isso sugere que a prescrição dedesconforto. Isso sugere que a prescrição de
medicamentos de efeito rápido, que aliviem apenasmedicamentos de efeito rápido, que aliviem apenas
temporariamente os sintomas agudos da doença,temporariamente os sintomas agudos da doença,
não é a solução ideal para minorar os problemas donão é a solução ideal para minorar os problemas do
paciente, dentro de uma perspectivapaciente, dentro de uma perspectiva
reencarnacionista.reencarnacionista.
 A medicina do futuro deverá ensinar os pacientes aA medicina do futuro deverá ensinar os pacientes a
reconhecerem os fatores emocionais e energéticosreconhecerem os fatores emocionais e energéticos
sutis que podem predispô-los a determinadossutis que podem predispô-los a determinados
estados mórbidos. Assim, terá mais facilidade emestados mórbidos. Assim, terá mais facilidade em
detectar disfunções nos chakras, corpos emocional,detectar disfunções nos chakras, corpos emocional,
etérico e mental.etérico e mental.
HereditariedadeHereditariedade
Por que ficamos doentes se aparentemente fazemosPor que ficamos doentes se aparentemente fazemos
tudo certo?tudo certo?
 A hereditariedade existe, mas os registros noA hereditariedade existe, mas os registros no
perispírito, das experiências passadas da almaperispírito, das experiências passadas da alma
(psíquico, intelectual, profissional, moral e(psíquico, intelectual, profissional, moral e
emocional),emocional), determinam a formação dos órgãos nodeterminam a formação dos órgãos no
novo corpo material. A hereditariedade reflete anovo corpo material. A hereditariedade reflete a
aproximação por afinidades vibratórias entre osaproximação por afinidades vibratórias entre os
membros de uma mesma família.membros de uma mesma família.
 Na fecundação, o gameta masculino vitorioso estáNa fecundação, o gameta masculino vitorioso está
impulsionado pela energia do perispírito doimpulsionado pela energia do perispírito do
reencarnante que encontrou nele os fatores genéticosreencarnante que encontrou nele os fatores genéticos
necessários para a programação reencarnatória. Osnecessários para a programação reencarnatória. Os
códigos genéticos da hereditariedade, emcódigos genéticos da hereditariedade, em
consonância com o conteúdo vibratório dos registros,consonância com o conteúdo vibratório dos registros,
vão organizando o corpo físico.vão organizando o corpo físico.
 As enfermidades graves decorrem de faltas passadas eAs enfermidades graves decorrem de faltas passadas e
contribuem para o aprendizado, reparação e restauração doscontribuem para o aprendizado, reparação e restauração dos
atos inadequados, além da elevação da alma.atos inadequados, além da elevação da alma.
Certos acontecimentos e doenças sãoCertos acontecimentos e doenças são
permitidas pelo plano espiritual parapermitidas pelo plano espiritual para
estimular o espírito a cumprirestimular o espírito a cumprir
compromissos com a sua jornadacompromissos com a sua jornada
evolutiva.evolutiva.
 Assim, enfermidades ou acidentes inesperados, carênciaAssim, enfermidades ou acidentes inesperados, carência
afetiva, dificuldades econômicas, são meios utilizados paraafetiva, dificuldades econômicas, são meios utilizados para
despertar da anestesia da ilusão ou da intoxicação dodespertar da anestesia da ilusão ou da intoxicação do
orgulho, egoísmo, cólera, etc, a que muitos se submetem .orgulho, egoísmo, cólera, etc, a que muitos se submetem .
Tabaco, álcool, drogas, excesso no sexo eTabaco, álcool, drogas, excesso no sexo e
na alimentação, são de livre opção atual,na alimentação, são de livre opção atual,
não incursos originalmente no processonão incursos originalmente no processo
evolutivo de ninguém. Quem a qualquerevolutivo de ninguém. Quem a qualquer
deles se vincula, colherá o efeitodeles se vincula, colherá o efeito
prejudicial, não se podendo queixar ouprejudicial, não se podendo queixar ou
aguardar solução de emergência.aguardar solução de emergência.
Energia vital. Como equilibrá-la?Energia vital. Como equilibrá-la?
 Do ponto de vista energético, o corpo físico debilitado oscilaDo ponto de vista energético, o corpo físico debilitado oscila
numa freqüência diferente daquela quando em estadonuma freqüência diferente daquela quando em estado
saudável.saudável.
Quando a pessoa é incapaz de alterar oQuando a pessoa é incapaz de alterar o
seu modo energético para a freqüênciaseu modo energético para a freqüência
adequada, talvez seja necessário aplicar-adequada, talvez seja necessário aplicar-
lhe certa dose de energia sutil, o que podelhe certa dose de energia sutil, o que pode
fazer com que seus sistemasfazer com que seus sistemas
bioenergéticos passem a vibrar de formabioenergéticos passem a vibrar de forma
apropriada.apropriada.
 Existem formas de tratamento que interagem tambémExistem formas de tratamento que interagem também
com a energia do ser humano como a acupuntura, acom a energia do ser humano como a acupuntura, a
homeopatia, a antroposofia, a cromoterapia, os florais,homeopatia, a antroposofia, a cromoterapia, os florais,
os fatores de auto-organização, os elixires de pedrasos fatores de auto-organização, os elixires de pedras
preciosas, o passe magnético, a prece, a água fluída,preciosas, o passe magnético, a prece, a água fluída,
etc.etc.
No entanto, a medicina não deve ter comoNo entanto, a medicina não deve ter como
foco apenas o tratamento do corpo, poisfoco apenas o tratamento do corpo, pois
dessa forma não obterá a cura, masdessa forma não obterá a cura, mas
apenas a melhora dos sintomas.apenas a melhora dos sintomas.
O ideal é que se possa detectar as doenças numO ideal é que se possa detectar as doenças num
estágio suficientemente precoce para impedir aestágio suficientemente precoce para impedir a
manifestação física da doença em nível celular.manifestação física da doença em nível celular.
A doença é o caminho pelo qual o ser humanoA doença é o caminho pelo qual o ser humano
pode seguir rumo à cura. Quanto maior forpode seguir rumo à cura. Quanto maior for
nossa compreensão, maior nossonossa compreensão, maior nosso
aproveitamento das coisas que nos cercam.aproveitamento das coisas que nos cercam.
A cura acontece através da incorporaçãoA cura acontece através da incorporação
daquilo que está faltando e, portanto, ela não édaquilo que está faltando e, portanto, ela não é
possível sem uma expansão da consciência.possível sem uma expansão da consciência.
Responsabilidades de médico e paciente no processoResponsabilidades de médico e paciente no processo
de cura.de cura.
Papel do espiritismoPapel do espiritismo
O princípio mais importante para a medicina queO princípio mais importante para a medicina que
trabalha com as vibrações é o conceito de que ostrabalha com as vibrações é o conceito de que os
seres humanos são sistemas dinâmicos de energia,seres humanos são sistemas dinâmicos de energia,
refletindo padrões evolutivos do crescimento da alma.refletindo padrões evolutivos do crescimento da alma.
O médico não deve ser apenas umO médico não deve ser apenas um
agente promotor da cura, mas tambémagente promotor da cura, mas também
um educador. No entanto, o paciente é oum educador. No entanto, o paciente é o
principal responsável pela sua cura.principal responsável pela sua cura.
É muito mais fácil tomar um comprimido que proporcione umÉ muito mais fácil tomar um comprimido que proporcione um
rápido “conserto” do organismo, do que modificar os hábitosrápido “conserto” do organismo, do que modificar os hábitos
potencialmente insalubres que possam contribuir para opotencialmente insalubres que possam contribuir para o
problema da saúde.problema da saúde.
Cada ser humano é responsável pelaCada ser humano é responsável pela
busca do seu equilíbrio e da suabusca do seu equilíbrio e da sua
harmonia. O espiritismo auxilia noharmonia. O espiritismo auxilia no
tratamento da consciência humana, lhetratamento da consciência humana, lhe
apresentando novos valores, educando oapresentando novos valores, educando o
espírito.espírito.
Muitos pacientes só adotam hábitos mais saudáveis apósMuitos pacientes só adotam hábitos mais saudáveis após
algum acontecimento traumático ou o diagnóstico de umaalgum acontecimento traumático ou o diagnóstico de uma
doença grave.doença grave.
O médico do futuro combinará oO médico do futuro combinará o
conhecimento científico e o conhecimentoconhecimento científico e o conhecimento
espiritual a fim de promover a cura emespiritual a fim de promover a cura em
todos os níveis.todos os níveis.
BIBLIOGRAFIABIBLIOGRAFIA
- Porque adoecemos? Novos horizontes do conhecimento médico
espirita - Associação Médico Espírita de Minas Gerais.
- Porque adoecemos? Volume II Principios para a medicina da alma.
Associação Médico Espírita de Minas Gerais.
- Doenças, cura e saúde a luz do espiritismo. Geziel Andrade.
- Medicina Vibracional. Uma medicino para o futuro. Richard Gerber.
- Escutando os sentimentos. Wanderley S. de Oliveira.
- Diga-me onde doi e eu te direi por quê. Michael Odoul. Editora
Campus.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5hVigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5h
home
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011
Daniela Azevedo
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Cynthia Castro
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
duadv
 
A saúde na visão espirita
A saúde na visão espiritaA saúde na visão espirita
A saúde na visão espirita
carlos freire
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deus
Denise Aguiar
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
paikachambi
 
CORPO FÍSICO - ESPIRITISMO
CORPO FÍSICO - ESPIRITISMOCORPO FÍSICO - ESPIRITISMO
CORPO FÍSICO - ESPIRITISMO
Denise Aguiar
 
Cm 21 - cérebro espiritual
Cm  21 - cérebro espiritualCm  21 - cérebro espiritual
Cm 21 - cérebro espiritual
Norberto Scavone Augusto
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepções
hamletcrs
 
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
Daniel de Melo
 
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITAAUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Cynthia Castro
 
Obsessão: Definição e Características
Obsessão:  Definição e CaracterísticasObsessão:  Definição e Características
Obsessão: Definição e Características
igmateus
 
Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!
Leonardo Pereira
 
Slide perispírito
Slide  perispíritoSlide  perispírito
Slide perispírito
bonattinho
 
Primeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de força
Primeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de forçaPrimeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de força
Primeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de força
CeiClarencio
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesus
home
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Aula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/MediunidadeAula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/Mediunidade
Sergio Lima Dias Junior
 

Mais procurados (20)

Vigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5hVigiando o pensamento-1,5h
Vigiando o pensamento-1,5h
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011
 
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
Evolução Em Dois Mundos - Primeira Parte - Capítulo II - Corpo Espiritual - 1...
 
Aula o perispirito
Aula o perispiritoAula o perispirito
Aula o perispirito
 
A saúde na visão espirita
A saúde na visão espiritaA saúde na visão espirita
A saúde na visão espirita
 
Provas da existência deus
Provas da existência deusProvas da existência deus
Provas da existência deus
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
CORPO FÍSICO - ESPIRITISMO
CORPO FÍSICO - ESPIRITISMOCORPO FÍSICO - ESPIRITISMO
CORPO FÍSICO - ESPIRITISMO
 
Cm 21 - cérebro espiritual
Cm  21 - cérebro espiritualCm  21 - cérebro espiritual
Cm 21 - cérebro espiritual
 
Ondas e Percepções
Ondas e PercepçõesOndas e Percepções
Ondas e Percepções
 
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
AULA 112 EAE DM - ESTUDO DO PERISPÍRITO E DOS CENTROS DE FORÇA - 20210709v1
 
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITAAUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
AUTOCONHECIMENTO X REFORMA INTIMA NA VISÃO ESPÍRITA
 
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
Seminário Memórias de Um Suicida - Última Apresentação - Projeto Espiritual -...
 
Obsessão: Definição e Características
Obsessão:  Definição e CaracterísticasObsessão:  Definição e Características
Obsessão: Definição e Características
 
Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!Comunicações mediúnicas!
Comunicações mediúnicas!
 
Slide perispírito
Slide  perispíritoSlide  perispírito
Slide perispírito
 
Primeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de força
Primeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de forçaPrimeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de força
Primeiro Módulo - Aulas 7 e 8 - Perispirito e centros de força
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesus
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
Aula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/MediunidadeAula 8 - Médium/Mediunidade
Aula 8 - Médium/Mediunidade
 

Semelhante a A medicina e o espiritismo

medicinaeespiritismo
medicinaeespiritismomedicinaeespiritismo
medicinaeespiritismo
Ari Carrasco
 
Medicina e o Espiritismo
Medicina e o EspiritismoMedicina e o Espiritismo
Medicina e o Espiritismo
Fernando Vieira Filho
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismo
siaromjo
 
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.pptA_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
lincolncvieira
 
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Alberto Barth
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
Ana Cristina Lima
 
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
guest9002b0
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
Arnaldo Carvalho
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
Izabel Cristina Fonseca
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismo
Izabel Cristina Fonseca
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
AndySans 2008
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
Anelise Mastella
 
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M OM E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
Grupo Espírita Cristão
 
Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)
Fatima Carvalho
 
Saude integral
Saude integralSaude integral
Saude integral
Andre Luiz Campos
 
Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Dr. Walter Cury
 
Doenças da alma
Doenças da almaDoenças da alma
Doenças da alma
Dinorah Pessoa da Costa
 
Doenças da alma
Doenças da alma Doenças da alma
Doenças da alma
Victor Passos
 
A DOR COMO ENSINAMENTO
A DOR COMO ENSINAMENTOA DOR COMO ENSINAMENTO
A DOR COMO ENSINAMENTO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 

Semelhante a A medicina e o espiritismo (20)

medicinaeespiritismo
medicinaeespiritismomedicinaeespiritismo
medicinaeespiritismo
 
Medicina e o Espiritismo
Medicina e o EspiritismoMedicina e o Espiritismo
Medicina e o Espiritismo
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismo
 
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.pptA_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
A_MEDICINA_E_O_ESPIRITISMO.ppt
 
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
Medicinaeoespiritismo 091220141822-phpapp02
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMOELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
ELIZETH CORONA - MEDICINA E O ESPIRITISMO
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismoMedicina e o_espiritismo
Medicina e o_espiritismo
 
Medicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismoMedicina e o espiritismo
Medicina e o espiritismo
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M OM E D I C I N A  E  E S P I R I T I S M O
M E D I C I N A E E S P I R I T I S M O
 
Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)Espiritualidade e saúde (fatima)
Espiritualidade e saúde (fatima)
 
Saude integral
Saude integralSaude integral
Saude integral
 
Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1Aspectos espirituais de saúde e doenças1
Aspectos espirituais de saúde e doenças1
 
Doenças da alma
Doenças da almaDoenças da alma
Doenças da alma
 
Doenças da alma
Doenças da alma Doenças da alma
Doenças da alma
 
A DOR COMO ENSINAMENTO
A DOR COMO ENSINAMENTOA DOR COMO ENSINAMENTO
A DOR COMO ENSINAMENTO
 

Mais de Francisco de Assis Alencar

Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina EspíritaFormas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
Francisco de Assis Alencar
 
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
Francisco de Assis Alencar
 
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos" Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Francisco de Assis Alencar
 
O poder do pensamento
O poder do pensamentoO poder do pensamento
O poder do pensamento
Francisco de Assis Alencar
 
Leis divinas
Leis divinasLeis divinas
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃOLIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
Francisco de Assis Alencar
 
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGOAtuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Francisco de Assis Alencar
 
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. BarsanulfoTransformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Francisco de Assis Alencar
 
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Francisco de Assis Alencar
 
Palestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelhoPalestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelho
Francisco de Assis Alencar
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
Francisco de Assis Alencar
 
O perdão
O perdãoO perdão
Perdão e autoperdão
Perdão e autoperdãoPerdão e autoperdão
Perdão e autoperdão
Francisco de Assis Alencar
 
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador   cap vi Evang. Seg. EspiritismoCristo consolador   cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Francisco de Assis Alencar
 
Não se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamónNão se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamón
Francisco de Assis Alencar
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
Francisco de Assis Alencar
 
Opções diante da vida
Opções diante da vidaOpções diante da vida
Opções diante da vida
Francisco de Assis Alencar
 
O bem e o mal
O bem e o malO bem e o mal
Aprendendo a amar
Aprendendo a amarAprendendo a amar
Aprendendo a amar
Francisco de Assis Alencar
 
O médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amorO médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amor
Francisco de Assis Alencar
 

Mais de Francisco de Assis Alencar (20)

Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina EspíritaFormas de caridade segundo Doutrina Espírita
Formas de caridade segundo Doutrina Espírita
 
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
O reino de amor segundo jesus (evangelho seg. o espiritismo cap 2)
 
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos" Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
Pagar o mal com o bem "Amai os vossos inimigos"
 
O poder do pensamento
O poder do pensamentoO poder do pensamento
O poder do pensamento
 
Leis divinas
Leis divinasLeis divinas
Leis divinas
 
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃOLIMITES DA REENCARNAÇÃO
LIMITES DA REENCARNAÇÃO
 
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGOAtuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
Atuação do Assistente Social no Comando de Saúde PMGO
 
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. BarsanulfoTransformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
Transformando nossas vidas - Núcleo Espírita Cristão E. Barsanulfo
 
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
Gratidao palestra livro Psicologia da Gratidão (Divaldo Franco)
 
Palestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelhoPalestra vivência do evangelho
Palestra vivência do evangelho
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
 
O perdão
O perdãoO perdão
O perdão
 
Perdão e autoperdão
Perdão e autoperdãoPerdão e autoperdão
Perdão e autoperdão
 
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador   cap vi Evang. Seg. EspiritismoCristo consolador   cap vi Evang. Seg. Espiritismo
Cristo consolador cap vi Evang. Seg. Espiritismo
 
Não se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamónNão se pode servir da deus e a mamón
Não se pode servir da deus e a mamón
 
Afabilidade e doçura
Afabilidade e doçuraAfabilidade e doçura
Afabilidade e doçura
 
Opções diante da vida
Opções diante da vidaOpções diante da vida
Opções diante da vida
 
O bem e o mal
O bem e o malO bem e o mal
O bem e o mal
 
Aprendendo a amar
Aprendendo a amarAprendendo a amar
Aprendendo a amar
 
O médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amorO médico jesus terapia do amor
O médico jesus terapia do amor
 

Último

Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 

Último (16)

Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 

A medicina e o espiritismo

  • 1. {{ A MEDICINA E OA MEDICINA E O ESPIRITISMOESPIRITISMO
  • 2. O que é saúde e o que é doença àO que é saúde e o que é doença à luz da doutrina espírita?luz da doutrina espírita?
  • 3.  Doença e saúde se referem ao estado em que seDoença e saúde se referem ao estado em que se encontram asencontram as pessoaspessoas e não ao estado dee não ao estado de órgãos ouórgãos ou partes do corpopartes do corpo.. O corpo físico nunca está só doente ou sóO corpo físico nunca está só doente ou só saudável, já que nele se expressamsaudável, já que nele se expressam realmente as informações da consciência.realmente as informações da consciência. O corpo de um ser humano vivo deve seuO corpo de um ser humano vivo deve seu funcionamento ao espírito que o habita.funcionamento ao espírito que o habita.
  • 4.  Quando as várias funções corporais se desenvolvemQuando as várias funções corporais se desenvolvem em conjunto dentro de uma harmonia, ele seem conjunto dentro de uma harmonia, ele se encontra num estado que denominamos deencontra num estado que denominamos de saúde.saúde. Se uma função falha, ela compromete aSe uma função falha, ela compromete a harmonia do todo e então falamos queharmonia do todo e então falamos que ele se encontra em um estado deele se encontra em um estado de doençadoença. A doença é a perda relativa da. A doença é a perda relativa da harmonia.harmonia.
  • 5.  Essa perturbação da harmonia aconteceEssa perturbação da harmonia acontece àà nível de consciêncianível de consciência, que é a parte espiritual, que é a parte espiritual do ser, enquanto o corpo é a forma dedo ser, enquanto o corpo é a forma de apresentação dessa desarmonia.apresentação dessa desarmonia. O nossoO nosso ““não conscientenão consciente”” enviaenvia mensagens ao nossomensagens ao nosso ““conscienteconsciente””, sob a, sob a forma de tensões ou sofrimentos físicos eforma de tensões ou sofrimentos físicos e emocionais. Procurando “silenciar” essaemocionais. Procurando “silenciar” essa tentativa de comunicação, utilizamostentativa de comunicação, utilizamos medicamentos para acabar com osmedicamentos para acabar com os sintomas, sem perceber o que gerou ossintomas, sem perceber o que gerou os mesmos.mesmos.
  • 6. Para se dar conta de onde está situadaPara se dar conta de onde está situada a causa inicial, médicos e pacientesa causa inicial, médicos e pacientes precisam aprender não apenas aprecisam aprender não apenas a perceber o que é visível naperceber o que é visível na luz,luz, masmas também identificar o que estátambém identificar o que está escondido naescondido na sombra.sombra.
  • 7.
  • 8.  Por que médicos e pacientes precisam aprender aPor que médicos e pacientes precisam aprender a perceber onde está a causa inicial?perceber onde está a causa inicial? • Médicos porque têm o papel de orientar. Se nãoMédicos porque têm o papel de orientar. Se não souberem a causa, irão tratar apenas asouberem a causa, irão tratar apenas a conseqüência.conseqüência. • Pacientes porque são os principais interessados ePacientes porque são os principais interessados e responsáveis por sua cura.responsáveis por sua cura.
  • 9. Origem da desarmonia no perispíritoOrigem da desarmonia no perispírito
  • 10.  Sabemos todos que o perispírito:Sabemos todos que o perispírito: • É preexistente e sobrevivente à morte do corpo material,É preexistente e sobrevivente à morte do corpo material, transmitindo suas vontades ao corpo físico e as impressõestransmitindo suas vontades ao corpo físico e as impressões do corpo físico ao espírito;do corpo físico ao espírito; • Que o envoltório carnal se modela e as células seQue o envoltório carnal se modela e as células se agrupam de acordo com a forma perispiritual;agrupam de acordo com a forma perispiritual; • Que as qualidades ou defeitos, faltas,Que as qualidades ou defeitos, faltas, abusos e vícios de existências passadasabusos e vícios de existências passadas registrados no perispírito reaparecem noregistrados no perispírito reaparecem no corpo físico como enfermidades ecorpo físico como enfermidades e moléstias.moléstias.
  • 11.  O amar a si mesmo ainda é uma lição que todos temosO amar a si mesmo ainda é uma lição que todos temos que aprender. Muitas reencarnações têm como objetivoque aprender. Muitas reencarnações têm como objetivo precípuo restabelecer o desejo de viver e recuperar aprecípuo restabelecer o desejo de viver e recuperar a alegria de sentir-se em paz. Uma conseqüência da falta doalegria de sentir-se em paz. Uma conseqüência da falta do auto-amor é a depressão.auto-amor é a depressão. Inúmeras almas já renascem “adoecidas”,Inúmeras almas já renascem “adoecidas”, ou seja, com os componentes psíquicosou seja, com os componentes psíquicos enfermiços. Em grande parte dos casos oenfermiços. Em grande parte dos casos o componente inicial dessa enfermidade é acomponente inicial dessa enfermidade é a falta de auto-amor.falta de auto-amor.
  • 12. O que é depressão?O que é depressão? Como se pode conceituar depressão à luz doComo se pode conceituar depressão à luz do conhecimento espírita?conhecimento espírita?
  • 13.  Depressão é cansaço de viver, é não aceitar a vida como ela é.Depressão é cansaço de viver, é não aceitar a vida como ela é. É a “doença prisão” que cassa a liberdadeÉ a “doença prisão” que cassa a liberdade da criatura rebelde, viciada em ter seusda criatura rebelde, viciada em ter seus caprichos atendidos.caprichos atendidos. É uma intimação de leis da vidaÉ uma intimação de leis da vida convocando a alma a mudançasconvocando a alma a mudanças inadiáveis.inadiáveis.
  • 14.  Em tese, depressão é a reação da alma que nãoEm tese, depressão é a reação da alma que não aceitou sua realidade pessoal como ela é,aceitou sua realidade pessoal como ela é, estabelecendo um desajuste interior que a incapacitaestabelecendo um desajuste interior que a incapacita para viver plenamente.para viver plenamente. No capítulo “No capítulo “Receituário oportunoReceituário oportuno” do” do livro “livro “Escutando os SentimentosEscutando os Sentimentos” de” de Wanderley S. de OliveiraWanderley S. de Oliveira,, ErmanceErmance DufauxDufaux nos diz ser necessário ingerir trêsnos diz ser necessário ingerir três medicações com freqüência:medicações com freqüência:
  • 15. 1.Acreditar que merece a felicidade1.Acreditar que merece a felicidade,, assim como todos osassim como todos os seres humanosseres humanos ((ser feliz é contentar-se com o que se é, semser feliz é contentar-se com o que se é, sem que isso signifique estacionar; é o amor a sique isso signifique estacionar; é o amor a si);); 2.Parar de encontrar motivos externos2.Parar de encontrar motivos externos parapara suas dores, encontrando-lhes as causassuas dores, encontrando-lhes as causas íntimas (íntimas (dentro de cada um está a curadentro de cada um está a cura para todos os seus malespara todos os seus males);); 33..Parar de pensar em felicidade para depoisParar de pensar em felicidade para depois da morte eda morte e tentar ser feliz ainda em vidatentar ser feliz ainda em vida ((a felicidade resulta da habilidade dea felicidade resulta da habilidade de consolidar o sentido da vida a partir doconsolidar o sentido da vida a partir do “olhar de impermanência”“olhar de impermanência”).).
  • 16. As emoções e os chakrasAs emoções e os chakras
  • 17.  Sabemos quando a consciência de uma pessoa estáSabemos quando a consciência de uma pessoa está desequilibrada, pois a mesma torna visível e palpáveldesequilibrada, pois a mesma torna visível e palpável na forma de sintomas físicos ou psicológicos o seuna forma de sintomas físicos ou psicológicos o seu desequilíbrio. Existem desarmonias registradas adesequilíbrio. Existem desarmonias registradas a nível perispiritual. É o ser humano que está doentenível perispiritual. É o ser humano que está doente (espírito) e não o seu corpo físico.(espírito) e não o seu corpo físico.
  • 18.  Como os chakras fornecem energia sutil aos diversosComo os chakras fornecem energia sutil aos diversos órgãos do corpo, os bloqueios e conflitos emocionaisórgãos do corpo, os bloqueios e conflitos emocionais podem resultar num fluxo energético anormal parapodem resultar num fluxo energético anormal para diversos sistemas fisiológicos. Com o tempo, essesdiversos sistemas fisiológicos. Com o tempo, esses fluxos anormais de energia podem produzir doenças defluxos anormais de energia podem produzir doenças de maior ou menor gravidade em qualquer órgão do corpo.maior ou menor gravidade em qualquer órgão do corpo.
  • 19.  O stress emocional é um importante fator noO stress emocional é um importante fator no processo de produção das doenças. Os conflitosprocesso de produção das doenças. Os conflitos emocionais, os sentimentos de impotência e a faltaemocionais, os sentimentos de impotência e a falta de amor por si próprio podem ter efeitos nocivosde amor por si próprio podem ter efeitos nocivos sobre o funcionamento dos principais chakras.sobre o funcionamento dos principais chakras.
  • 20.  A falta de amor a si ou auto-imagem ruim podeA falta de amor a si ou auto-imagem ruim pode causar bloqueio no chakra cardíaco, o qual,causar bloqueio no chakra cardíaco, o qual, secundariamente, afeta o funcionamento do timo,secundariamente, afeta o funcionamento do timo, debilitando o sistema imunológico. Também podedebilitando o sistema imunológico. Também pode afetar os pulmões contribuindo para as doençasafetar os pulmões contribuindo para as doenças respiratórias.respiratórias.
  • 21.  A forma inadequada de expressar verbalmente o queA forma inadequada de expressar verbalmente o que sente ou a não expressão verbal dos sentimentossente ou a não expressão verbal dos sentimentos internos pode interferir na função do chakra laríngeo.internos pode interferir na função do chakra laríngeo. Essa pode ser a causa de muitos casos deEssa pode ser a causa de muitos casos de amigdalites ou transtornos de tireóide.amigdalites ou transtornos de tireóide.
  • 22.  Nossas doenças são freqüentemente um reflexoNossas doenças são freqüentemente um reflexo simbólico dos nossos estados internos desimbólico dos nossos estados internos de intranqüilidade emocional, bloqueio espiritual eintranqüilidade emocional, bloqueio espiritual e desconforto. Isso sugere que a prescrição dedesconforto. Isso sugere que a prescrição de medicamentos de efeito rápido, que aliviem apenasmedicamentos de efeito rápido, que aliviem apenas temporariamente os sintomas agudos da doença,temporariamente os sintomas agudos da doença, não é a solução ideal para minorar os problemas donão é a solução ideal para minorar os problemas do paciente, dentro de uma perspectivapaciente, dentro de uma perspectiva reencarnacionista.reencarnacionista.
  • 23.  A medicina do futuro deverá ensinar os pacientes aA medicina do futuro deverá ensinar os pacientes a reconhecerem os fatores emocionais e energéticosreconhecerem os fatores emocionais e energéticos sutis que podem predispô-los a determinadossutis que podem predispô-los a determinados estados mórbidos. Assim, terá mais facilidade emestados mórbidos. Assim, terá mais facilidade em detectar disfunções nos chakras, corpos emocional,detectar disfunções nos chakras, corpos emocional, etérico e mental.etérico e mental.
  • 24. HereditariedadeHereditariedade Por que ficamos doentes se aparentemente fazemosPor que ficamos doentes se aparentemente fazemos tudo certo?tudo certo?
  • 25.  A hereditariedade existe, mas os registros noA hereditariedade existe, mas os registros no perispírito, das experiências passadas da almaperispírito, das experiências passadas da alma (psíquico, intelectual, profissional, moral e(psíquico, intelectual, profissional, moral e emocional),emocional), determinam a formação dos órgãos nodeterminam a formação dos órgãos no novo corpo material. A hereditariedade reflete anovo corpo material. A hereditariedade reflete a aproximação por afinidades vibratórias entre osaproximação por afinidades vibratórias entre os membros de uma mesma família.membros de uma mesma família.
  • 26.  Na fecundação, o gameta masculino vitorioso estáNa fecundação, o gameta masculino vitorioso está impulsionado pela energia do perispírito doimpulsionado pela energia do perispírito do reencarnante que encontrou nele os fatores genéticosreencarnante que encontrou nele os fatores genéticos necessários para a programação reencarnatória. Osnecessários para a programação reencarnatória. Os códigos genéticos da hereditariedade, emcódigos genéticos da hereditariedade, em consonância com o conteúdo vibratório dos registros,consonância com o conteúdo vibratório dos registros, vão organizando o corpo físico.vão organizando o corpo físico.
  • 27.  As enfermidades graves decorrem de faltas passadas eAs enfermidades graves decorrem de faltas passadas e contribuem para o aprendizado, reparação e restauração doscontribuem para o aprendizado, reparação e restauração dos atos inadequados, além da elevação da alma.atos inadequados, além da elevação da alma. Certos acontecimentos e doenças sãoCertos acontecimentos e doenças são permitidas pelo plano espiritual parapermitidas pelo plano espiritual para estimular o espírito a cumprirestimular o espírito a cumprir compromissos com a sua jornadacompromissos com a sua jornada evolutiva.evolutiva.
  • 28.  Assim, enfermidades ou acidentes inesperados, carênciaAssim, enfermidades ou acidentes inesperados, carência afetiva, dificuldades econômicas, são meios utilizados paraafetiva, dificuldades econômicas, são meios utilizados para despertar da anestesia da ilusão ou da intoxicação dodespertar da anestesia da ilusão ou da intoxicação do orgulho, egoísmo, cólera, etc, a que muitos se submetem .orgulho, egoísmo, cólera, etc, a que muitos se submetem . Tabaco, álcool, drogas, excesso no sexo eTabaco, álcool, drogas, excesso no sexo e na alimentação, são de livre opção atual,na alimentação, são de livre opção atual, não incursos originalmente no processonão incursos originalmente no processo evolutivo de ninguém. Quem a qualquerevolutivo de ninguém. Quem a qualquer deles se vincula, colherá o efeitodeles se vincula, colherá o efeito prejudicial, não se podendo queixar ouprejudicial, não se podendo queixar ou aguardar solução de emergência.aguardar solução de emergência.
  • 29. Energia vital. Como equilibrá-la?Energia vital. Como equilibrá-la?
  • 30.  Do ponto de vista energético, o corpo físico debilitado oscilaDo ponto de vista energético, o corpo físico debilitado oscila numa freqüência diferente daquela quando em estadonuma freqüência diferente daquela quando em estado saudável.saudável. Quando a pessoa é incapaz de alterar oQuando a pessoa é incapaz de alterar o seu modo energético para a freqüênciaseu modo energético para a freqüência adequada, talvez seja necessário aplicar-adequada, talvez seja necessário aplicar- lhe certa dose de energia sutil, o que podelhe certa dose de energia sutil, o que pode fazer com que seus sistemasfazer com que seus sistemas bioenergéticos passem a vibrar de formabioenergéticos passem a vibrar de forma apropriada.apropriada.
  • 31.  Existem formas de tratamento que interagem tambémExistem formas de tratamento que interagem também com a energia do ser humano como a acupuntura, acom a energia do ser humano como a acupuntura, a homeopatia, a antroposofia, a cromoterapia, os florais,homeopatia, a antroposofia, a cromoterapia, os florais, os fatores de auto-organização, os elixires de pedrasos fatores de auto-organização, os elixires de pedras preciosas, o passe magnético, a prece, a água fluída,preciosas, o passe magnético, a prece, a água fluída, etc.etc.
  • 32. No entanto, a medicina não deve ter comoNo entanto, a medicina não deve ter como foco apenas o tratamento do corpo, poisfoco apenas o tratamento do corpo, pois dessa forma não obterá a cura, masdessa forma não obterá a cura, mas apenas a melhora dos sintomas.apenas a melhora dos sintomas.
  • 33. O ideal é que se possa detectar as doenças numO ideal é que se possa detectar as doenças num estágio suficientemente precoce para impedir aestágio suficientemente precoce para impedir a manifestação física da doença em nível celular.manifestação física da doença em nível celular. A doença é o caminho pelo qual o ser humanoA doença é o caminho pelo qual o ser humano pode seguir rumo à cura. Quanto maior forpode seguir rumo à cura. Quanto maior for nossa compreensão, maior nossonossa compreensão, maior nosso aproveitamento das coisas que nos cercam.aproveitamento das coisas que nos cercam. A cura acontece através da incorporaçãoA cura acontece através da incorporação daquilo que está faltando e, portanto, ela não édaquilo que está faltando e, portanto, ela não é possível sem uma expansão da consciência.possível sem uma expansão da consciência.
  • 34. Responsabilidades de médico e paciente no processoResponsabilidades de médico e paciente no processo de cura.de cura. Papel do espiritismoPapel do espiritismo
  • 35. O princípio mais importante para a medicina queO princípio mais importante para a medicina que trabalha com as vibrações é o conceito de que ostrabalha com as vibrações é o conceito de que os seres humanos são sistemas dinâmicos de energia,seres humanos são sistemas dinâmicos de energia, refletindo padrões evolutivos do crescimento da alma.refletindo padrões evolutivos do crescimento da alma. O médico não deve ser apenas umO médico não deve ser apenas um agente promotor da cura, mas tambémagente promotor da cura, mas também um educador. No entanto, o paciente é oum educador. No entanto, o paciente é o principal responsável pela sua cura.principal responsável pela sua cura.
  • 36. É muito mais fácil tomar um comprimido que proporcione umÉ muito mais fácil tomar um comprimido que proporcione um rápido “conserto” do organismo, do que modificar os hábitosrápido “conserto” do organismo, do que modificar os hábitos potencialmente insalubres que possam contribuir para opotencialmente insalubres que possam contribuir para o problema da saúde.problema da saúde. Cada ser humano é responsável pelaCada ser humano é responsável pela busca do seu equilíbrio e da suabusca do seu equilíbrio e da sua harmonia. O espiritismo auxilia noharmonia. O espiritismo auxilia no tratamento da consciência humana, lhetratamento da consciência humana, lhe apresentando novos valores, educando oapresentando novos valores, educando o espírito.espírito.
  • 37. Muitos pacientes só adotam hábitos mais saudáveis apósMuitos pacientes só adotam hábitos mais saudáveis após algum acontecimento traumático ou o diagnóstico de umaalgum acontecimento traumático ou o diagnóstico de uma doença grave.doença grave. O médico do futuro combinará oO médico do futuro combinará o conhecimento científico e o conhecimentoconhecimento científico e o conhecimento espiritual a fim de promover a cura emespiritual a fim de promover a cura em todos os níveis.todos os níveis.
  • 38.
  • 39. BIBLIOGRAFIABIBLIOGRAFIA - Porque adoecemos? Novos horizontes do conhecimento médico espirita - Associação Médico Espírita de Minas Gerais. - Porque adoecemos? Volume II Principios para a medicina da alma. Associação Médico Espírita de Minas Gerais. - Doenças, cura e saúde a luz do espiritismo. Geziel Andrade. - Medicina Vibracional. Uma medicino para o futuro. Richard Gerber. - Escutando os sentimentos. Wanderley S. de Oliveira. - Diga-me onde doi e eu te direi por quê. Michael Odoul. Editora Campus.