SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
História da
Psicologia
 Por trás de qualquer
produção existe
história.
 A Psicologia de
cada época foi
influenciada pelo
momento histórico
em que aconteceu.
Psicologia entre os Gregos
Gregos
 Psyché- alma
 Logos- razão
 Psicologia- estudo da alma.
 A alma ou espírito era
concebida como a parte
imaterial do ser humano,
responsável pelo
pensamento, sentimentos,
desejos e percepções.
Gregos
 Pré- socráticos (antes de
Sócrates)
 Oposição entre idealistas (a
idéia forma o mundo) e
materialistas (a matéria que
forma o mundo já existe antes
da percepção).
 Sócrates- 469-399 A.C. Atenas
 A principal característica
humana é a razão, que separa
o homem dos outros animais.
 A razão permite o homem
controlar seus instintos.
Gregos
Platão (428- 348
A.C. Atenas)
Definiu o lugar
da razão no
corpo.
A alma se
encontra na
cabeça.
A medula é o elo
de ligação da
alma ao corpo.
Quando alguém morre, a matéria
desaparecia e a alma tornava-se livre
para habitar outro corpo.
A alma era separada do corpo.
Gregos
 Aristóteles- 384-322 A.C. Atenas
 Alma e corpo não podem ser
dissociados.
 Psyché seria todo princípio
ativo de vida. Tudo aquilo que
cresce, se alimenta e se
reproduz possui uma alma.
 Vegetais- alma vegetativa,
responsável pela alimentação
e reprodução.
 Animais- alma vegetativa e
sensitiva, responsável pela
percepção e movimento.
 Homem- alma vegetativa,
alma animal e alma racional,
que tem função pensante.
Gregos
 Da anima- primeiro tratado em Psicologia
 2.300 anos antes da Psicologia científica, já existiam 2
correntes:
Platônica: alma imortal e
separada do corpo.
Aristotélica- alma mortal
e pertencente ao corpo.
Império Romano e Idade
Média
 Séc V- XV
 Aparecimento e
desenvolvimento do
Cristianismo.
 Psicologia relacionada
com o conhecimento
religioso.
 A igreja católica
monopolizava o saber.
 Santo Agostinho-
 354- 430 D.C. Argélia
 A alma era mais que razão, era
manifestação divina no
homem. Era imortal, e ligava o
homem à Deus.
 Inspirado em Platão, separava
alma e corpo.
Império Romano e Idade Média
 São Tomás de Aquino
 1225- 1274 D.C. Itália
• Ruptura da igreja católica,
Revolução Francesa e
Industrial.
• Questionamentos da Igreja e
dos conhecimentos produzidos
por ela.
 O homem, na sua essência,
busca a perfeição através de
sua existência.
 Somente Deus seria capaz de
unir essência e existência. A
busca de perfeição pelo
homem seria a busca de Deus.
Renascimento Séc XIII-XVII
Descoberta de novas terras,
acúmulo de riquezas pelas
nações em formação como
França, Itália, Espanha,
Inglaterra.
Artes
 Da Vinci pinta Anunciação
em 1.472
 Michelangelo esculpe Davi em
1.504
 Maquiavel escreve O Príncipe
em 1.513
 As ciências também
conhecem um grande
avanço
 Copérnico em 1.543 mostra
que nosso planeta não é o
centro do universo e
Galileu estuda a queda dos
corpos (1.564-1.642)
Renascimento
 Começam a se
estabelecer métodos e
regras básicas para a
construção do
conhecimento científico.
 René Descartes
 1596-1650, França.
 Separação entre mente e
corpo, afirmando que o
homem possui uma
substância material e uma
pensante, e que o corpo
desprovido de espírito, é
apenas uma máquina.
 Torna possível o estudo do
corpo morto, permitindo o
avanço da anatomia.
Origem da Psicologia
Científica
 Século XIX- crescimento do
Capitalismo e
desenvolvimento das
ciências.
 Hegel demonstra a
importância da história
para a compreensão do
homem
 Darwin e a Teoria da
Evolução em 1859
(Inglaterra)
 A noção de verdade
passa a contar com
o aval da ciência.
 Positivismo de August
Comte- necessidade de
um maior rigor científico na
construção de
conhecimento nas ciências
humanas. (1798- 1857,
França)
Origem da Psicologia Científica
 Os problemas e temas da
Psicologia, estudados apenas
pela filosofia, são estudados
também pela Fisiologia.
 Pensamentos, percepções e
sentimentos são resultados do
funcionamento do sistema
nervoso.
 Compreensão dos
mecanismos cerebrais.
 1846- Doença mental é
resultado de problemas no
sistema nervoso.
 Existência de comportamentos
reflexos.
 Lei de Fechner-Weber- 1860
 Relação entre estímulo e
sensação.
 Criação do primeiro laboratório de Psicologia na
Alemanha, em 1879. Fenômenos psicológicos vão
adquirindo status científicos.
 Paralelismo Psicofísico de Wundt- uma estimulação
física (picada de agulha) teria uma
correspondência na mente do indivíduo.
 Método de instrospecção- o sujeito descreve a
sensação.
Psicologia científica
Primeiras abordagens em
Psicologia
 Funcionalismo- Willian
James (1.878)
 Estudo da consciência e a
compreensão de seu
funcionamento. Como o
homem usa a consciência
para adaptar-se ao meio.
 Estruturalismo- Tichner
(1.901)
 Aspectos estruturais da
consciência. Estados
elementares da
consciência como
estruturas do sistema
nervoso.
 Associacionismo- Thorndike
(1874 - 1949)
 Formulação da primeira teoria
da Aprendizagem.
 A aprendizagem se dá por um
processo de associação de
idéias. Para aprender uma
coisa complexa, ela precisaria
aprender primeiro as idéias
mais simples.
 Lei do efeito- todo
comportamento tende a se
repetir se for recompensado.
Se for castigado, tenderá a
não ocorrer mais.
Behaviorismo
 Iniciado com Watson.
 Burrhus F. Skinner publicou,
em 1945, o livro Science
and Human Behavior. A
publicação desse livro
marca o início do
Behaviorismo Radical.
Gestalt
 Max Wertheimer (1880-
1943)
 Wolfgang Köhler (1887-
1967) e
 Kurt Koffka
Psicanálise
 Sigmund Freud
 Os primórdios da
psicanálise datam de 1882
com Freud, médico recém
formado.
 Outros autores:
 Melanie Klein
 Carl Jung
Epistemologia Genética
 Jean Piaget
 1896- 1980.
Teoria Sócio-Histórica
 Lev Vigotski
 1896-1934

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Psicologia como ciência e profissão.ppt
A Psicologia como ciência e profissão.pptA Psicologia como ciência e profissão.ppt
A Psicologia como ciência e profissão.ppt
SadeMental13RS
 
A evolução da ciência psicológica
A evolução da ciência psicológicaA evolução da ciência psicológica
A evolução da ciência psicológica
Girlenia Lima
 

Mais procurados (20)

A Psicologia como ciência e profissão.ppt
A Psicologia como ciência e profissão.pptA Psicologia como ciência e profissão.ppt
A Psicologia como ciência e profissão.ppt
 
Psicologia geral fabiola
Psicologia geral fabiolaPsicologia geral fabiola
Psicologia geral fabiola
 
História da psicologia
História da psicologiaHistória da psicologia
História da psicologia
 
Psicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes AbordagensPsicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes Abordagens
 
A evolução da ciência psicológica
A evolução da ciência psicológicaA evolução da ciência psicológica
A evolução da ciência psicológica
 
Linha do Tempo - História da Psicologia
Linha do Tempo - História da PsicologiaLinha do Tempo - História da Psicologia
Linha do Tempo - História da Psicologia
 
Origem da Psicologia
Origem da Psicologia Origem da Psicologia
Origem da Psicologia
 
Aula - Introdução à Psicologia 1
Aula - Introdução à Psicologia 1Aula - Introdução à Psicologia 1
Aula - Introdução à Psicologia 1
 
O que é a psicologia
O que é a psicologiaO que é a psicologia
O que é a psicologia
 
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicosIntrodução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
 
Introdução À Psicologia
Introdução À PsicologiaIntrodução À Psicologia
Introdução À Psicologia
 
Aula de psicologia
Aula de psicologiaAula de psicologia
Aula de psicologia
 
Psicologia da Saude
Psicologia da Saude Psicologia da Saude
Psicologia da Saude
 
História da psicologia
História da psicologiaHistória da psicologia
História da psicologia
 
Psicanálise
PsicanálisePsicanálise
Psicanálise
 
Introdução psicopatologia
Introdução psicopatologiaIntrodução psicopatologia
Introdução psicopatologia
 
Psicologia social
Psicologia socialPsicologia social
Psicologia social
 
Personalidade - Teorias e Testes
Personalidade - Teorias e TestesPersonalidade - Teorias e Testes
Personalidade - Teorias e Testes
 
Psicopatologia geral
Psicopatologia geralPsicopatologia geral
Psicopatologia geral
 
Psicologia e Políticas Públicas
Psicologia e Políticas PúblicasPsicologia e Políticas Públicas
Psicologia e Políticas Públicas
 

Destaque (8)

Preconceito racial - uma ideia sem sentido
Preconceito racial - uma ideia sem sentidoPreconceito racial - uma ideia sem sentido
Preconceito racial - uma ideia sem sentido
 
PRECONCEITO RACIAL
PRECONCEITO RACIALPRECONCEITO RACIAL
PRECONCEITO RACIAL
 
projeto sobre preconceito
projeto sobre preconceitoprojeto sobre preconceito
projeto sobre preconceito
 
Ativ4 5 Preconceito Racial
Ativ4 5 Preconceito RacialAtiv4 5 Preconceito Racial
Ativ4 5 Preconceito Racial
 
Zumbi
ZumbiZumbi
Zumbi
 
ConciêNcia Negra 2º máedio A
ConciêNcia Negra 2º máedio AConciêNcia Negra 2º máedio A
ConciêNcia Negra 2º máedio A
 
Dia da conciência negra vinícius
Dia da conciência negra viníciusDia da conciência negra vinícius
Dia da conciência negra vinícius
 
Dia da consciência negra
Dia da consciência negraDia da consciência negra
Dia da consciência negra
 

Semelhante a Historia da psicologia

Introducao ao estudo_da_psicologia
Introducao ao estudo_da_psicologiaIntroducao ao estudo_da_psicologia
Introducao ao estudo_da_psicologia
Ailton Adriano
 
Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica
Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gicaEvolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica
Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica
familiaestagio
 
Filosofia & psicologia
Filosofia & psicologiaFilosofia & psicologia
Filosofia & psicologia
Luciano Souza
 

Semelhante a Historia da psicologia (20)

historia-da-psicologia aula dois ECF.ppt
historia-da-psicologia aula dois ECF.ppthistoria-da-psicologia aula dois ECF.ppt
historia-da-psicologia aula dois ECF.ppt
 
Historia da-psicologia
Historia da-psicologiaHistoria da-psicologia
Historia da-psicologia
 
histriadapsicologia-110403221410-phpapp02.pdf
histriadapsicologia-110403221410-phpapp02.pdfhistriadapsicologia-110403221410-phpapp02.pdf
histriadapsicologia-110403221410-phpapp02.pdf
 
Histria da-psicologia
Histria da-psicologiaHistria da-psicologia
Histria da-psicologia
 
Linha do tempo- breve resumo sobre a psicologia.ppt
Linha do tempo- breve resumo sobre a psicologia.pptLinha do tempo- breve resumo sobre a psicologia.ppt
Linha do tempo- breve resumo sobre a psicologia.ppt
 
Introducao ao estudo_da_psicologia
Introducao ao estudo_da_psicologiaIntroducao ao estudo_da_psicologia
Introducao ao estudo_da_psicologia
 
Slide Ana Bock 2.pdf
Slide Ana Bock 2.pdfSlide Ana Bock 2.pdf
Slide Ana Bock 2.pdf
 
2020-2 - [1] - História e Desenvolvimento da Psicologia.pptx
2020-2 - [1] - História e Desenvolvimento da Psicologia.pptx2020-2 - [1] - História e Desenvolvimento da Psicologia.pptx
2020-2 - [1] - História e Desenvolvimento da Psicologia.pptx
 
HISTÓRIA DA PSICOLOGIA.pptx
HISTÓRIA DA PSICOLOGIA.pptxHISTÓRIA DA PSICOLOGIA.pptx
HISTÓRIA DA PSICOLOGIA.pptx
 
Psicologia da educação.pptx
Psicologia da educação.pptxPsicologia da educação.pptx
Psicologia da educação.pptx
 
Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica
Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gicaEvolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica
Evolu+º+úo da ci+¬ncia psicol+¦gica
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Filosofia do Direito - 05 - Períodos...
 
Antropologia slides
Antropologia slidesAntropologia slides
Antropologia slides
 
aula 1 (histórico de neuropsicologia).ppt
aula 1 (histórico  de neuropsicologia).pptaula 1 (histórico  de neuropsicologia).ppt
aula 1 (histórico de neuropsicologia).ppt
 
Aula 03 - Bases Interdisciplinares dos Processos Psicológicos
Aula 03 -  Bases Interdisciplinares dos Processos PsicológicosAula 03 -  Bases Interdisciplinares dos Processos Psicológicos
Aula 03 - Bases Interdisciplinares dos Processos Psicológicos
 
Blog
BlogBlog
Blog
 
Filosofia & psicologia
Filosofia & psicologiaFilosofia & psicologia
Filosofia & psicologia
 
Raízes filosóficas da psicologia
Raízes filosóficas da psicologiaRaízes filosóficas da psicologia
Raízes filosóficas da psicologia
 
A evolução da Ciência Psicologica.pptx
A  evolução da Ciência Psicologica.pptxA  evolução da Ciência Psicologica.pptx
A evolução da Ciência Psicologica.pptx
 
Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.
Filosofia Moderna - Prof.Altair Aguilar.
 

Mais de GLEYDSON ROCHA

11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
GLEYDSON ROCHA
 
10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...
10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...
10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...
GLEYDSON ROCHA
 
09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...
09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...
09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...
GLEYDSON ROCHA
 
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
GLEYDSON ROCHA
 
05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas
05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas
05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas
GLEYDSON ROCHA
 
Composição da nota e falta
Composição da nota e faltaComposição da nota e falta
Composição da nota e falta
GLEYDSON ROCHA
 
Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2 apresentação de...
Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2   apresentação de...Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2   apresentação de...
Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2 apresentação de...
GLEYDSON ROCHA
 

Mais de GLEYDSON ROCHA (20)

O ambientalismo e a abordagem behaviorista
O ambientalismo e a abordagem behavioristaO ambientalismo e a abordagem behaviorista
O ambientalismo e a abordagem behaviorista
 
A abordagem cognitivista e o enfoque do construtivismo piaget
A abordagem cognitivista e o enfoque do construtivismo   piagetA abordagem cognitivista e o enfoque do construtivismo   piaget
A abordagem cognitivista e o enfoque do construtivismo piaget
 
Atividade quesito cor ibge étnico racial
Atividade quesito cor ibge étnico racialAtividade quesito cor ibge étnico racial
Atividade quesito cor ibge étnico racial
 
Apresentação conceitos fg étnico racial
Apresentação conceitos fg étnico racialApresentação conceitos fg étnico racial
Apresentação conceitos fg étnico racial
 
Diretrizes dh ppt
Diretrizes dh   pptDiretrizes dh   ppt
Diretrizes dh ppt
 
Rl educação ambiental
Rl educação ambientalRl educação ambiental
Rl educação ambiental
 
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
11 a atuação da psicologia escolar no atendimento aos estudantes encaminhados...
 
10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...
10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...
10 avaliação das dificuldades de aprendizagem novas perspectivas para a avali...
 
09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...
09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...
09 educação para a liberdade, psicologia da libertação e psicologia escolar u...
 
08 pesquisa - significações sobre a atuação do psicólogo escolar
08   pesquisa - significações sobre a atuação do psicólogo escolar08   pesquisa - significações sobre a atuação do psicólogo escolar
08 pesquisa - significações sobre a atuação do psicólogo escolar
 
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
06 repensendo a formacao e o exercicio profissional do psi esc na posmodernidade
 
05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas
05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas
05 formando psicólogos escolares no brasil, dificuldades e perspectivas
 
04 histórias, tendências e possibilidades.
04 histórias, tendências e possibilidades.04 histórias, tendências e possibilidades.
04 histórias, tendências e possibilidades.
 
03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade
03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade
03 psicologia e educação nossa historia nossa realidade
 
01 psicologia da educação
01 psicologia da educação01 psicologia da educação
01 psicologia da educação
 
02 a educação e a escola
02 a educação e a escola02 a educação e a escola
02 a educação e a escola
 
A evolução da ciência psicológica
A evolução da ciência psicológicaA evolução da ciência psicológica
A evolução da ciência psicológica
 
Fd flyer1
Fd flyer1Fd flyer1
Fd flyer1
 
Composição da nota e falta
Composição da nota e faltaComposição da nota e falta
Composição da nota e falta
 
Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2 apresentação de...
Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2   apresentação de...Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2   apresentação de...
Diretrizes de oferta das disciplinas semipresenciais 2014.2 apresentação de...
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 

Último (20)

Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 

Historia da psicologia

  • 2.  Por trás de qualquer produção existe história.  A Psicologia de cada época foi influenciada pelo momento histórico em que aconteceu.
  • 4. Gregos  Psyché- alma  Logos- razão  Psicologia- estudo da alma.  A alma ou espírito era concebida como a parte imaterial do ser humano, responsável pelo pensamento, sentimentos, desejos e percepções.
  • 5. Gregos  Pré- socráticos (antes de Sócrates)  Oposição entre idealistas (a idéia forma o mundo) e materialistas (a matéria que forma o mundo já existe antes da percepção).  Sócrates- 469-399 A.C. Atenas  A principal característica humana é a razão, que separa o homem dos outros animais.  A razão permite o homem controlar seus instintos.
  • 6. Gregos Platão (428- 348 A.C. Atenas) Definiu o lugar da razão no corpo. A alma se encontra na cabeça.
  • 7. A medula é o elo de ligação da alma ao corpo. Quando alguém morre, a matéria desaparecia e a alma tornava-se livre para habitar outro corpo. A alma era separada do corpo.
  • 8. Gregos  Aristóteles- 384-322 A.C. Atenas  Alma e corpo não podem ser dissociados.  Psyché seria todo princípio ativo de vida. Tudo aquilo que cresce, se alimenta e se reproduz possui uma alma.
  • 9.  Vegetais- alma vegetativa, responsável pela alimentação e reprodução.  Animais- alma vegetativa e sensitiva, responsável pela percepção e movimento.  Homem- alma vegetativa, alma animal e alma racional, que tem função pensante.
  • 10. Gregos  Da anima- primeiro tratado em Psicologia  2.300 anos antes da Psicologia científica, já existiam 2 correntes: Platônica: alma imortal e separada do corpo. Aristotélica- alma mortal e pertencente ao corpo.
  • 11. Império Romano e Idade Média  Séc V- XV  Aparecimento e desenvolvimento do Cristianismo.  Psicologia relacionada com o conhecimento religioso.  A igreja católica monopolizava o saber.
  • 12.  Santo Agostinho-  354- 430 D.C. Argélia  A alma era mais que razão, era manifestação divina no homem. Era imortal, e ligava o homem à Deus.  Inspirado em Platão, separava alma e corpo.
  • 13. Império Romano e Idade Média  São Tomás de Aquino  1225- 1274 D.C. Itália • Ruptura da igreja católica, Revolução Francesa e Industrial. • Questionamentos da Igreja e dos conhecimentos produzidos por ela.  O homem, na sua essência, busca a perfeição através de sua existência.  Somente Deus seria capaz de unir essência e existência. A busca de perfeição pelo homem seria a busca de Deus.
  • 14. Renascimento Séc XIII-XVII Descoberta de novas terras, acúmulo de riquezas pelas nações em formação como França, Itália, Espanha, Inglaterra.
  • 15. Artes  Da Vinci pinta Anunciação em 1.472
  • 16.  Michelangelo esculpe Davi em 1.504
  • 17.  Maquiavel escreve O Príncipe em 1.513
  • 18.  As ciências também conhecem um grande avanço  Copérnico em 1.543 mostra que nosso planeta não é o centro do universo e Galileu estuda a queda dos corpos (1.564-1.642)
  • 19. Renascimento  Começam a se estabelecer métodos e regras básicas para a construção do conhecimento científico.  René Descartes  1596-1650, França.
  • 20.  Separação entre mente e corpo, afirmando que o homem possui uma substância material e uma pensante, e que o corpo desprovido de espírito, é apenas uma máquina.
  • 21.  Torna possível o estudo do corpo morto, permitindo o avanço da anatomia.
  • 22. Origem da Psicologia Científica  Século XIX- crescimento do Capitalismo e desenvolvimento das ciências.  Hegel demonstra a importância da história para a compreensão do homem
  • 23.  Darwin e a Teoria da Evolução em 1859 (Inglaterra)  A noção de verdade passa a contar com o aval da ciência.
  • 24.  Positivismo de August Comte- necessidade de um maior rigor científico na construção de conhecimento nas ciências humanas. (1798- 1857, França)
  • 25. Origem da Psicologia Científica  Os problemas e temas da Psicologia, estudados apenas pela filosofia, são estudados também pela Fisiologia.  Pensamentos, percepções e sentimentos são resultados do funcionamento do sistema nervoso.  Compreensão dos mecanismos cerebrais.
  • 26.  1846- Doença mental é resultado de problemas no sistema nervoso.  Existência de comportamentos reflexos.  Lei de Fechner-Weber- 1860  Relação entre estímulo e sensação.
  • 27.  Criação do primeiro laboratório de Psicologia na Alemanha, em 1879. Fenômenos psicológicos vão adquirindo status científicos.  Paralelismo Psicofísico de Wundt- uma estimulação física (picada de agulha) teria uma correspondência na mente do indivíduo.  Método de instrospecção- o sujeito descreve a sensação.
  • 29. Primeiras abordagens em Psicologia  Funcionalismo- Willian James (1.878)  Estudo da consciência e a compreensão de seu funcionamento. Como o homem usa a consciência para adaptar-se ao meio.
  • 30.  Estruturalismo- Tichner (1.901)  Aspectos estruturais da consciência. Estados elementares da consciência como estruturas do sistema nervoso.
  • 31.  Associacionismo- Thorndike (1874 - 1949)  Formulação da primeira teoria da Aprendizagem.  A aprendizagem se dá por um processo de associação de idéias. Para aprender uma coisa complexa, ela precisaria aprender primeiro as idéias mais simples.  Lei do efeito- todo comportamento tende a se repetir se for recompensado. Se for castigado, tenderá a não ocorrer mais.
  • 32. Behaviorismo  Iniciado com Watson.  Burrhus F. Skinner publicou, em 1945, o livro Science and Human Behavior. A publicação desse livro marca o início do Behaviorismo Radical.
  • 33. Gestalt  Max Wertheimer (1880- 1943)  Wolfgang Köhler (1887- 1967) e  Kurt Koffka
  • 34. Psicanálise  Sigmund Freud  Os primórdios da psicanálise datam de 1882 com Freud, médico recém formado.  Outros autores:  Melanie Klein  Carl Jung
  • 35. Epistemologia Genética  Jean Piaget  1896- 1980.
  • 36. Teoria Sócio-Histórica  Lev Vigotski  1896-1934