SlideShare uma empresa Scribd logo
Formas de Inferência Válidas
Por inferência
Entende-se o processo pelo qual, partindo de certas
proposições dadas (premissas), se obtém, por
dedução, outra proposição (conclusão)
O que é uma forma de inferência
válida?
• A Lógica estuda as
formas lógicas de
inferência válida que
permitem argumentos
válidos. Um argumento
dedutivo só é inválido
se tiver premissas
verdadeiras e
conclusão falsa.
Formas de inferências dedutivas
válidas
• Modus Ponens
• Modus Tollens
• Hipotético
• Contraposição
• Silogismo disjuntivo
• Negação Dupla
• Leis de Morgan
Modus Ponens
Afirmação do antecedente
• “ Se houver liberdade
(antecedente) então posso
escolher o que mais gostar”
(consequente)
• Há liberdade
• Logo, escolho o que mais
gosto”
• Forma lógica
• P→Q
• P
• ∴ Q
Testar a validade desta inferência por
uma tabela de verdade
• Inspetor de
circunstâncias:
• Verificar se nalgum caso
o argumento tem
premissas
VERDADEIRAS(todas) e
conclusão FALSA. Se
isso acontecer o
argumento é inválido.
P Q P→Q P Q
V V V V V
V F F V F
F V V F V
F F V F F
Atenção,
estou a avisar
que se
continuarem a
não tratar
bem a
natureza
então haverá
mais fome.
Não vai haver
mais fome
Logo,
tratámos bem
da natureza
Não há nenhum caso com premissas
verdadeiras e conclusão falsa.
P Q P→Q ¬Q ∴¬P
V V V F F
V F F V F
F V V F V
F F V V V
Contraposição (do condicional):
(p→q) ↔ (¬q→¬p)
Se o Homem
aranha é ficção
então não
existe. Se não
existe então é
produto da
imaginação. Se
o Homem
aranha é ficção
então é
produto da
imaginação.
Silogismo Hipotético
Forma Lógica
P→Q
Q→R
∴P→R
Inspetor de circunstância silogismo
hipotético
• É válido pois não há
nenhum caso em que as
premissas são
verdadeiras e a
conclusão falsa
P Q R P→Q Q→R P→R
V V V V V V
V F F F V F
V F V F V V
V V F V F F
F V V V V V
F V F V F V
F F V V V V
F F F V V V
Batman está a lutar pela justiça
ou a descansar
Sei que não está a descansar
Logo, está a lutar por justiça
Silogismo disjuntivo: Forma
lógica
PVQ
¬Q
∴P
Forma válida
• É válido pois não há
nenhum caso em que as
premissas são
verdadeiras e a
conclusão falsa.
P Q PVQ ¬Q ∴P
V V V F V
V F F V F
F V V F V
F F V V V
Não é verdade que Batman seja
violento e desordeiro
É equivalente a dizer:
Batman não é violento ou não é
desordeiro
As Leis de Morgan: ¬(p^p) ↔(¬pV¬q) (primeira
lei de Morgan)
Inferência é válida
• O valor de verdade da
premissa e da
conclusão são o
mesmo.
• Logo, as proposições
são equivalentes.
P Q ¬(P^Q) ¬PV¬Q
V V F F
V F V V
F V V V
F F V V
É falso que sou um anjo ou
um demónio!
Isso é o mesmo que dizer
que não sou anjo e não
sou demónio!
¬(pVp) ↔(¬p^¬q)
(segunda lei de Morgan).
Forma de inferência Válida
• As proposições têm
exatamente os mesmos
valores de verdade na
tabela.
P Q ¬(PVQ) ¬P^¬Q
V V F F
V F F F
F V F F
F F V V

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Comparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhnComparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhn
Luis De Sousa Rodrigues
 
falácias informais
falácias informaisfalácias informais
falácias informais
Isabel Moura
 
Descartes
DescartesDescartes
Descartes
norberto faria
 
Listas das falácias informais
Listas das falácias informaisListas das falácias informais
Listas das falácias informais
Isabel Moura
 
O indutivismo
O indutivismoO indutivismo
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
Paula Angelo
 
Canto viii 96_99
Canto viii 96_99Canto viii 96_99
Canto viii 96_99
Maria Teresa Soveral
 
Popper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcaçãoPopper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
AidaCunha73
 
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º AnoDeterminismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Pedro Francisco
 
Logica informal
Logica informalLogica informal
Logica informal
Helena Serrão
 
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Alexandra Madail
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivos
Isabel Moura
 
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderadoDeterminismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
António Daniel
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
Sílvia Faim
 
O racionalismo de Descartes
O racionalismo de DescartesO racionalismo de Descartes
O racionalismo de Descartes
Joana Filipa Rodrigues
 
Cap v repreensões particular
Cap v repreensões particularCap v repreensões particular
Cap v repreensões particular
Helena Coutinho
 
David hume e o Empirismo
David hume e o EmpirismoDavid hume e o Empirismo
David hume e o Empirismo
Joana Filipa Rodrigues
 
Funções sintáticas
Funções sintáticasFunções sintáticas
Funções sintáticas
Célia Gonçalves
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particulares
Dina Baptista
 

Mais procurados (20)

Comparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhnComparação entre popper e kuhn
Comparação entre popper e kuhn
 
falácias informais
falácias informaisfalácias informais
falácias informais
 
Descartes
DescartesDescartes
Descartes
 
Listas das falácias informais
Listas das falácias informaisListas das falácias informais
Listas das falácias informais
 
O indutivismo
O indutivismoO indutivismo
O indutivismo
 
Deíticos
DeíticosDeíticos
Deíticos
 
Canto viii 96_99
Canto viii 96_99Canto viii 96_99
Canto viii 96_99
 
Popper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcaçãoPopper – o problema da demarcação
Popper – o problema da demarcação
 
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)Ii   lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
Ii lógica proposicional - formalização de proposições e argumentos (7)
 
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º AnoDeterminismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
Determinismo e Livre-arbítrio - Filosofia 10º Ano
 
Logica informal
Logica informalLogica informal
Logica informal
 
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António VieiraCapítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
Capítulo III Sermão de Santo António aos Peixes Padre António Vieira
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivos
 
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderadoDeterminismo, libertismo e determinismo moderado
Determinismo, libertismo e determinismo moderado
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 
O racionalismo de Descartes
O racionalismo de DescartesO racionalismo de Descartes
O racionalismo de Descartes
 
Cap v repreensões particular
Cap v repreensões particularCap v repreensões particular
Cap v repreensões particular
 
David hume e o Empirismo
David hume e o EmpirismoDavid hume e o Empirismo
David hume e o Empirismo
 
Funções sintáticas
Funções sintáticasFunções sintáticas
Funções sintáticas
 
Repreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particularesRepreensões gerais e particulares
Repreensões gerais e particulares
 

Semelhante a Formas de inferência válidas

Formas_inferência_válidas_inválidas (1).pptx
Formas_inferência_válidas_inválidas (1).pptxFormas_inferência_válidas_inválidas (1).pptx
Formas_inferência_válidas_inválidas (1).pptx
Pedro Messias
 
Princípios de lógica
Princípios de lógicaPrincípios de lógica
Princípios de lógica
filoscar
 
Lógica Matemática
Lógica MatemáticaLógica Matemática
Lógica Matemática
Carlos Campani
 
Lógica Matemática
Lógica MatemáticaLógica Matemática
Lógica Matemática
Carlos Campani
 
Condições
CondiçõesCondições
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursosApostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Lauda Produções Kátia Guedes
 
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursosApostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
iran rodrigues
 
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursosApostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Lizandra Guarnieri Gomes
 
Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3
Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3
Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3
Manuel Matos
 
Filosofia resumo 3 10º
Filosofia   resumo 3  10ºFilosofia   resumo 3  10º
Filosofia resumo 3 10º
M.ª Inês Almeida
 

Semelhante a Formas de inferência válidas (10)

Formas_inferência_válidas_inválidas (1).pptx
Formas_inferência_válidas_inválidas (1).pptxFormas_inferência_válidas_inválidas (1).pptx
Formas_inferência_válidas_inválidas (1).pptx
 
Princípios de lógica
Princípios de lógicaPrincípios de lógica
Princípios de lógica
 
Lógica Matemática
Lógica MatemáticaLógica Matemática
Lógica Matemática
 
Lógica Matemática
Lógica MatemáticaLógica Matemática
Lógica Matemática
 
Condições
CondiçõesCondições
Condições
 
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursosApostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
 
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursosApostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
 
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursosApostila raciocicnio-logico-para-concursos
Apostila raciocicnio-logico-para-concursos
 
Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3
Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3
Unidade 3 cap 1.2 (b) e cap 1.3
 
Filosofia resumo 3 10º
Filosofia   resumo 3  10ºFilosofia   resumo 3  10º
Filosofia resumo 3 10º
 

Mais de Helena Serrão

Descartes provas da existência de Deus.pptx
Descartes provas da existência de Deus.pptxDescartes provas da existência de Deus.pptx
Descartes provas da existência de Deus.pptx
Helena Serrão
 
Ceticismo.pptx
Ceticismo.pptxCeticismo.pptx
Ceticismo.pptx
Helena Serrão
 
O discurso filosófico.pptx
O discurso filosófico.pptxO discurso filosófico.pptx
O discurso filosófico.pptx
Helena Serrão
 
A estrutura lógica do discurso.pptx
A estrutura lógica do discurso.pptxA estrutura lógica do discurso.pptx
A estrutura lógica do discurso.pptx
Helena Serrão
 
Críticas à Ética deontológica de Kant.pptx
Críticas à Ética deontológica de Kant.pptxCríticas à Ética deontológica de Kant.pptx
Críticas à Ética deontológica de Kant.pptx
Helena Serrão
 
Representações da pieta
Representações da pietaRepresentações da pieta
Representações da pieta
Helena Serrão
 
Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892
Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892
Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892
Helena Serrão
 
Descartes críticas
Descartes críticasDescartes críticas
Descartes críticas
Helena Serrão
 
Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)
Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)
Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)
Helena Serrão
 
David hume2
David hume2David hume2
David hume2
Helena Serrão
 
Revisoes hume e_descartes
Revisoes hume e_descartesRevisoes hume e_descartes
Revisoes hume e_descartes
Helena Serrão
 
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humanaDeterminismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
Helena Serrão
 
David hume2
David hume2David hume2
David hume2
Helena Serrão
 
Pp4
Pp4Pp4
Inteligencia artificial
Inteligencia artificialInteligencia artificial
Inteligencia artificial
Helena Serrão
 
Falcias 121204140007-phpapp01
Falcias 121204140007-phpapp01Falcias 121204140007-phpapp01
Falcias 121204140007-phpapp01
Helena Serrão
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
Helena Serrão
 
Como vai o teu discernimento intelectual acerca da
Como vai o teu discernimento intelectual acerca daComo vai o teu discernimento intelectual acerca da
Como vai o teu discernimento intelectual acerca da
Helena Serrão
 
Stuart mill
Stuart millStuart mill
Stuart mill
Helena Serrão
 
Falácias2
Falácias2Falácias2
Falácias2
Helena Serrão
 

Mais de Helena Serrão (20)

Descartes provas da existência de Deus.pptx
Descartes provas da existência de Deus.pptxDescartes provas da existência de Deus.pptx
Descartes provas da existência de Deus.pptx
 
Ceticismo.pptx
Ceticismo.pptxCeticismo.pptx
Ceticismo.pptx
 
O discurso filosófico.pptx
O discurso filosófico.pptxO discurso filosófico.pptx
O discurso filosófico.pptx
 
A estrutura lógica do discurso.pptx
A estrutura lógica do discurso.pptxA estrutura lógica do discurso.pptx
A estrutura lógica do discurso.pptx
 
Críticas à Ética deontológica de Kant.pptx
Críticas à Ética deontológica de Kant.pptxCríticas à Ética deontológica de Kant.pptx
Críticas à Ética deontológica de Kant.pptx
 
Representações da pieta
Representações da pietaRepresentações da pieta
Representações da pieta
 
Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892
Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892
Oqueaarte 100529034553-phpapp01-150514210944-lva1-app6892
 
Descartes críticas
Descartes críticasDescartes críticas
Descartes críticas
 
Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)
Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)
Sensocomumeconhecimentocientfico 130405110837-phpapp02(1)
 
David hume2
David hume2David hume2
David hume2
 
Revisoes hume e_descartes
Revisoes hume e_descartesRevisoes hume e_descartes
Revisoes hume e_descartes
 
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humanaDeterminismo e liberdade_na_acao_humana
Determinismo e liberdade_na_acao_humana
 
David hume2
David hume2David hume2
David hume2
 
Pp4
Pp4Pp4
Pp4
 
Inteligencia artificial
Inteligencia artificialInteligencia artificial
Inteligencia artificial
 
Falcias 121204140007-phpapp01
Falcias 121204140007-phpapp01Falcias 121204140007-phpapp01
Falcias 121204140007-phpapp01
 
O que é a arte
O que é a arteO que é a arte
O que é a arte
 
Como vai o teu discernimento intelectual acerca da
Como vai o teu discernimento intelectual acerca daComo vai o teu discernimento intelectual acerca da
Como vai o teu discernimento intelectual acerca da
 
Stuart mill
Stuart millStuart mill
Stuart mill
 
Falácias2
Falácias2Falácias2
Falácias2
 

Último

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 

Último (20)

Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 

Formas de inferência válidas

  • 1. Formas de Inferência Válidas Por inferência Entende-se o processo pelo qual, partindo de certas proposições dadas (premissas), se obtém, por dedução, outra proposição (conclusão)
  • 2. O que é uma forma de inferência válida? • A Lógica estuda as formas lógicas de inferência válida que permitem argumentos válidos. Um argumento dedutivo só é inválido se tiver premissas verdadeiras e conclusão falsa.
  • 3. Formas de inferências dedutivas válidas • Modus Ponens • Modus Tollens • Hipotético • Contraposição • Silogismo disjuntivo • Negação Dupla • Leis de Morgan
  • 4. Modus Ponens Afirmação do antecedente • “ Se houver liberdade (antecedente) então posso escolher o que mais gostar” (consequente) • Há liberdade • Logo, escolho o que mais gosto” • Forma lógica • P→Q • P • ∴ Q
  • 5. Testar a validade desta inferência por uma tabela de verdade • Inspetor de circunstâncias: • Verificar se nalgum caso o argumento tem premissas VERDADEIRAS(todas) e conclusão FALSA. Se isso acontecer o argumento é inválido. P Q P→Q P Q V V V V V V F F V F F V V F V F F V F F
  • 6. Atenção, estou a avisar que se continuarem a não tratar bem a natureza então haverá mais fome. Não vai haver mais fome Logo, tratámos bem da natureza
  • 7. Não há nenhum caso com premissas verdadeiras e conclusão falsa. P Q P→Q ¬Q ∴¬P V V V F F V F F V F F V V F V F F V V V
  • 9. Se o Homem aranha é ficção então não existe. Se não existe então é produto da imaginação. Se o Homem aranha é ficção então é produto da imaginação. Silogismo Hipotético Forma Lógica P→Q Q→R ∴P→R
  • 10. Inspetor de circunstância silogismo hipotético • É válido pois não há nenhum caso em que as premissas são verdadeiras e a conclusão falsa P Q R P→Q Q→R P→R V V V V V V V F F F V F V F V F V V V V F V F F F V V V V V F V F V F V F F V V V V F F F V V V
  • 11. Batman está a lutar pela justiça ou a descansar Sei que não está a descansar Logo, está a lutar por justiça Silogismo disjuntivo: Forma lógica PVQ ¬Q ∴P
  • 12. Forma válida • É válido pois não há nenhum caso em que as premissas são verdadeiras e a conclusão falsa. P Q PVQ ¬Q ∴P V V V F V V F F V F F V V F V F F V V V
  • 13. Não é verdade que Batman seja violento e desordeiro É equivalente a dizer: Batman não é violento ou não é desordeiro As Leis de Morgan: ¬(p^p) ↔(¬pV¬q) (primeira lei de Morgan)
  • 14. Inferência é válida • O valor de verdade da premissa e da conclusão são o mesmo. • Logo, as proposições são equivalentes. P Q ¬(P^Q) ¬PV¬Q V V F F V F V V F V V V F F V V
  • 15. É falso que sou um anjo ou um demónio! Isso é o mesmo que dizer que não sou anjo e não sou demónio! ¬(pVp) ↔(¬p^¬q) (segunda lei de Morgan).
  • 16. Forma de inferência Válida • As proposições têm exatamente os mesmos valores de verdade na tabela. P Q ¬(PVQ) ¬P^¬Q V V F F V F F F F V F F F F V V