SlideShare uma empresa Scribd logo
Profa. Dra. Elena Maria Mallmann
Universidade Federal de Santa Maria
elena.ufsm@gmail.com 
Fluência Tecnológico-
Pedagógica
FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-
PEDAGÓGICAPEDAGÓGICA
Integração e convergênciaIntegração e convergência
Mediação: rede de mediadoresMediação: rede de mediadores
Princípios da Educação abertaPrincípios da Educação aberta
Problematização inicialProblematização inicial
Quais são os desafios da integração de tecnologias
educacionais na prática docente?
Integração e convergênciaIntegração e convergência
✔Tecnologias educacionais em rede;
✔Fluência tecnológico-pedagógica;
✔Autoria e coautoria: interação, colaboração, equipes
multidisciplinares;
✔Inovação: pedagógica, curricular, tecnológica;
✔Princípios basilares da performance docente: competência
(saber fazer), autonomia (poder fazer) e desejo (querer
fazer)
Integração e convergênciaIntegração e convergência
PORTARIA No 4.059, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004
(DOU de 13/12/2004, Seção 1, p. 34)
§ 1 o . Para fins desta Portaria, caracteriza-se a modalidade semi-
presencial como quaisquer atividades didáticas, módulos ou unidades
de ensino-aprendizagem centrados na auto-aprendizagem e com a
mediação de recursos didáticos organizados em diferentes suportes de
informação que utilizem tecnologias de comunicação remota.
§ 2 o . Poderão ser ofertadas as disciplinas referidas no caput, integral
ou parcialmente, desde que esta oferta não ultrapasse 20 % (vinte por
cento) da carga horária total do curso.
Princípios da Fluência Tecnológico-Princípios da Fluência Tecnológico-
pedagógica na performance docentepedagógica na performance docente
Professor
Fluência
Tecnológico-
pedagógica
Transposição Didática
F
L
U
Ê
N
C
I
A
T
É
C
N
I
C
A
Capacidade para
utilizar o
computador
(exemplos: utilizar
aspectos básicos do
sistema operacional,
utilizar programas de
aplicação usual como
processador de texto,
editor de imagem,
navegador de Internet;
procurar/encontrar/ava
liar informação na
Internet).
Capacidade para
aprender novas formas
de utilizar o
computador
(exemplos: aprender novas
funções de um programa
quando necessário, como
exportar em pdf, aprender
novos programas e
ferramentas como utilizar
o Moodle, sentir-se
confortável e confiante na
aprendizagem de novos
programas/funções, como
ferramentas wiki do
Moodle).
Capacidade para
utilizar múltiplos
programas e
ferramentas
(exemplos: utilizar
diferentes arquivos de
textos simultâneos,
adaptar programas às
próprias necessidades,
como customização de
navegador de Internet e
utilizar uma função ou um
programa de formas não-
óbvias, como copiar colar
com Ctrl C e Ctrl V).
F
L
U
Ê
N
C
I
A
P
R
Á
T
I
C
A
Capacidade para
criar recursos e
resolver atividades
de estudo com o
computador
(exemplos: criar
imagens, animações,
vídeos, hipermídias
educacionais, modificar
resoluções de uma
tarefa escolar, identificar
e corrigir erros quando
algo está mal nas
resoluções,
preferencialmente
interagindo com os
colegas na Internet).
Capacidade para
compreender tudo o
que é possível criar
com uma dada
ferramenta
(exemplos: atividade
colaborativa no Moodle,
modificar e ampliar as
resoluções (e as ideias)
interativamente no prazo
determinado pelo
docente, escrever
programas de
computador para criar
atividades de estudo
mais significativas, com
ferramentas de rede
conceitual).
Capacidade para
criar recursos e
resolver atividades
de estudo baseadas
nas próprias ideias
(exemplos: escolher o
programa educacional
apropriado para o que
se deseja criar e ao
longo do tempo
didático, incorporar
cada vez mais ideias
nas criações escolares).
F
L
U
Ê
N
C
I
A
E
M
A
N
C
I
P
A
T
Ó
R
I
A
Capacidade de
utilizar a
tecnologia para
contribuir com a
comunidade na
Internet
(exemplos:
compartilhar ideias,
recursos e
atividades de estudo
com outros na
comunidade escolar,
do seu curso
prioritariamente,
colaborar em
resoluções com
outros na
comunidade escolar,
prioritariamente no
âmbito das
disciplina).
Capacidade para
modificar e
ampliar
atividades
criadas por
outros colegas
na comunidade
escolar
(exemplos: colaborar
com os outros
colegas, para que
aprendam novos
aspectos, funções,
programas e ideias,
especialmente de
conteúdos
escolares, criar
atividades de estudo
que sejam
significativas para a
comunidade
escolar).
Capacidade para
compreender
conceitos
relacionados
com atividades
mediadas por
tecnologias
educacionais em
rede
(exemplos: a
concepção
educacional no
processo de criação
de imagens, textos,
vídeos e
hipermídias, os
conceitos de
informática
necessários para
criar recursos
educacionais no
Moodle).
Capacidade para
utilizar
conceitos em
outros contextos
e atividades
(exemplos: ao longo
do curso e utilizar
uma abordagem
sistemática/científica
na concepção
(design) e resolução
de problemas das
atividades de
estudo,
prioritariamente de
forma colaborativa
com os colegas).
Performance docente
REDE
Interação
Interatividade
Produção colaborativa
Monitoramento
Pesquisa de avaliação
Recursos
Atividades de Estudo
Fluência
Tecnológico-Pedagógica
Fluência
Tecnológico-
Pedagógica
Performance
Docente
Professor
Pressupostos
epistemológicos
Ensino-Investigação-AprendizagemEnsino-Investigação-Aprendizagem
Interação e produção colaborativa;
Docência-discência;
Envolve duas lógicas (oriundas das culturas primeira e
elaborada);
Situação-problema a resolver;
Movimento: ação-reflexão-ação (planejamento, ação,
observação e reflexão) – ciclos iterativos;
No Moodle: Recursos + Atividades de estudo =>
monitoramento e avaliação
Fonte da imagem:MALLMANN, Elena Maria. Mediação Pedagógica em Educação a Distância: cartografia da performance docente no processo
de elaboração de materiais didáticos. 2008. 304 f. Tese de Doutorado em Educação, PPPGE, Universidade Federal de Santa Catarina,
Florianópolis, 2008. Disponível em: http://www.tede.ufsc.br/teses/PEED0664-T.pdf
Exemplar de orientação pedagógicaExemplar de orientação pedagógica
CHECKLIST
ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA PARA PRODUÇÃO DE
MATERIAIS DIDÁTICOS
Fonte: http://nte.ufsm.br/moodle2_UAB/mod/page/view.php?id=16820
Fonte: http://nte.ufsm.br/moodle2_UAB/mod/page/view.php?id=16820
Exemplares de recursos hipermídiaExemplares de recursos hipermídia
Metodologia e Prática de Ensino de Física
http://www.ced.ufsc.br/men5185/index.php?opcao=texto
Portal do Professor
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/index.html
Banco Internacional de Objetos Educacionais
http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/
Phet Simulations
http://phet.colorado.edu/en/simulations/category/new
Rede Interativa Virtual de Educação
http://rived.mec.gov.br/site_objeto_lis.php
Instituto de Tecnologias Educativas – Espanha
http://recursostic.educacion.es/bancoimagenes/web/
materiais de ensino,
aprendizagem e investigação em
quaisquer suportes, digitais ou outros, que se
situem no domínio público ou que
tenham sido divulgados sob licença aberta
que permite acesso, uso, adaptação e
redistribuição gratuitos por terceiros,
mediante nenhuma restrição ou
poucas restrições. O licenciamento
aberto é construído no âmbito da estrutura
existente dos direitos de propriedade
intelectual, tais como se encontram definidos
por convenções internacionais pertinentes, e
respeita a autoria da obra.
UNESCO/2012 - Declaração de Paris: definição de REA
Recursos educacionais abertosRecursos educacionais abertos
●Reter - o direito de fazer e guardar cópias próprias do conteúdo
(por exemplo, download, duplicar, armazenar e gerenciar);
●Reutilizar - o direito de usar o conteúdo de várias formas (por
exemplo, em uma classe, em um grupo de estudo, em um site, em
um vídeo);
●Rever - o direito de adaptar, ajustar, modificar ou alterar o
conteúdo em si (por exemplo, traduzir o conteúdo para outro idioma);
●Remix - o direito de combinar o conteúdo original ou revisado com
outro conteúdo aberto para criar algo novo (por exemplo, incorporar o
conteúdo em criações personalizadas);
●Redistribuir - o direito de compartilhar cópias do conteúdo
original, suas revisões, ou seus remixes com os outros (por exemplo,
dar uma cópia do conteúdo à um amigo).
David Wiley, Lane Fischer e John Hilton III
Open Education Group - www.opencontent.org
Fonte: Rossini (2015) - http://pt.slideshare.net/reabr/recursos-educacionais-abertos-52046330
Fonte:http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2015/10/pesquisa-com-estudantes-aponta-dados-alarmantes-de-corrupcao.html
Pesquisa com estudantes aponta dados alarmantes de corrupção
A Unicarioca constatou que 69% já colaram em provas. Instituição ouviu 1.100 alunos,
de 16 a 30 anos, dos ensinos médio e superior.
ContraexemplosContraexemplos
Attribution (BY) Obrigatório A atribuição de autoria é assegurada.
Non­Commercial 
(NC)
Opcional Recursos  abertos  não  são  sinônimos  de  recursos 
gratuitos.  Ao  escolher  a  opção  pela  não 
comercialização  significa  que  ainda  assim  os 
recursos podem ser reutilizados e redistribuídos.
No­Derivates 
(ND)
Opcional O  autor  restringe  ou  permite  criação  de  novas 
versões. Se essa opção for escolhida não poderão 
ser  compartilhadas  obras  derivadas.  Deverão  ser 
cópias exatas.
Share­Alike (SA) Opcional Ao  selecionar  essa  opção  o  autor  informa  a 
comunidade  sobre  a  obrigatoriedade  de  novas 
versões serem distribuídas com a mesma licença. 
Essa opção só faz sentido se o autor permitir obras 
derivadas.
Licenças Creative Commons
REA produzidos e compartilhados em bases de dados online
Slidshare
http://pt.slideshare.net/ElenaMariaMallmann/md-pea
Scribd
https://pt.scribd.com/elena0mallmann?tab=documents
Academia.edu
http://ufsm.academia.edu/ElenaMallmann/Papers
Wiki PBWorks
http://tecnologiaseducacionaisemrede.pbworks.com
Dipity
http://www.dipity.com/emallmann/Praticas-e-Recursos-Abertos/
OpenStax cnx
http://cnx.org/search?q=elena%20maria%20mallmann
Ferramentas de Software Livre para produção de conteúdos:
Exemplo: View Your Mind
http://vym-view-your-mind.en.softonic.com/
Fonte: http://www.dipity.com/emallmann/Praticas-e-Recursos-Abertos/
Fonte: http://tecnologiaseducacionaisemrede.pbworks.com
Fonte: http://pt.slideshare.net/ElenaMariaMallmann/md-pea

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...
(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...
(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...
ANGRAD
 
Novas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveis
Novas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveisNovas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveis
Novas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveis
Simpósio Hipertexto
 
Conhecimentos básicos dos professores
Conhecimentos básicos dos professoresConhecimentos básicos dos professores
Conhecimentos básicos dos professores
Antonio Mendes Ribeiro
 
Minicurso jo niuza_mackenzie
Minicurso jo niuza_mackenzieMinicurso jo niuza_mackenzie
Minicurso jo niuza_mackenzie
josete
 
Tecnologia da Educação - Unidade 1
Tecnologia da Educação - Unidade 1Tecnologia da Educação - Unidade 1
Tecnologia da Educação - Unidade 1
profvaleriaduarte
 
Minicurso Magistra
Minicurso MagistraMinicurso Magistra
Minicurso Magistra
Niuza Eugênia Amaral
 
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades onlineAspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Adelaide Dias
 
Avaliação online ciae_2010
Avaliação online ciae_2010Avaliação online ciae_2010
Avaliação online ciae_2010
Universidade Aberta, Portugal
 
20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...
20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...
20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...
Silvia Fichmann
 
Minicurso 4 interligando mundos webquest
Minicurso 4 interligando mundos webquestMinicurso 4 interligando mundos webquest
Minicurso 4 interligando mundos webquest
SoniaPetitto
 
Didatica online Formacao Educadores Adriana Bruno
Didatica online Formacao Educadores Adriana BrunoDidatica online Formacao Educadores Adriana Bruno
Didatica online Formacao Educadores Adriana Bruno
Adriana Bruno
 
Recifes de coral power point
Recifes de coral power pointRecifes de coral power point
Recifes de coral power point
mariacferreira
 
Perspectivas da produção de recursos de aprendizagem para a web
Perspectivas  da produção de recursos de  aprendizagem para a webPerspectivas  da produção de recursos de  aprendizagem para a web
Perspectivas da produção de recursos de aprendizagem para a web
Reginaldo Albuquerque
 
Slider Cobesc
Slider CobescSlider Cobesc
Slider Cobesc
Ana Beatriz
 
Objetos de aprendizagem
Objetos de aprendizagemObjetos de aprendizagem
Objetos de aprendizagem
cursometa
 
Web ufpel 1
Web ufpel 1Web ufpel 1
Web ufpel 1
Valmir Heckler
 
História da ead
História da eadHistória da ead
História da ead
Douglas Chanan
 
Mypel2012 juliatomaz
Mypel2012 juliatomazMypel2012 juliatomaz
TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...
TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...
TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...
malmeidaUAB
 
Tirar partido do potencial da plataforma Moodle
Tirar partido do potencial da plataforma MoodleTirar partido do potencial da plataforma Moodle
Tirar partido do potencial da plataforma Moodle
Elisabete_25
 

Mais procurados (20)

(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...
(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...
(25.10.2011) O PBL na faculdade de administração da PUC Campinas - Profa. Cib...
 
Novas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveis
Novas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveisNovas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveis
Novas metodologias para aprendizagem com tecnologias móveis
 
Conhecimentos básicos dos professores
Conhecimentos básicos dos professoresConhecimentos básicos dos professores
Conhecimentos básicos dos professores
 
Minicurso jo niuza_mackenzie
Minicurso jo niuza_mackenzieMinicurso jo niuza_mackenzie
Minicurso jo niuza_mackenzie
 
Tecnologia da Educação - Unidade 1
Tecnologia da Educação - Unidade 1Tecnologia da Educação - Unidade 1
Tecnologia da Educação - Unidade 1
 
Minicurso Magistra
Minicurso MagistraMinicurso Magistra
Minicurso Magistra
 
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades onlineAspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
Aspetos relevantes no desenho da aprendizagem e das atividades online
 
Avaliação online ciae_2010
Avaliação online ciae_2010Avaliação online ciae_2010
Avaliação online ciae_2010
 
20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...
20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...
20140519 palestra salvador novas formas de pensar a ead redes de aprendizagem...
 
Minicurso 4 interligando mundos webquest
Minicurso 4 interligando mundos webquestMinicurso 4 interligando mundos webquest
Minicurso 4 interligando mundos webquest
 
Didatica online Formacao Educadores Adriana Bruno
Didatica online Formacao Educadores Adriana BrunoDidatica online Formacao Educadores Adriana Bruno
Didatica online Formacao Educadores Adriana Bruno
 
Recifes de coral power point
Recifes de coral power pointRecifes de coral power point
Recifes de coral power point
 
Perspectivas da produção de recursos de aprendizagem para a web
Perspectivas  da produção de recursos de  aprendizagem para a webPerspectivas  da produção de recursos de  aprendizagem para a web
Perspectivas da produção de recursos de aprendizagem para a web
 
Slider Cobesc
Slider CobescSlider Cobesc
Slider Cobesc
 
Objetos de aprendizagem
Objetos de aprendizagemObjetos de aprendizagem
Objetos de aprendizagem
 
Web ufpel 1
Web ufpel 1Web ufpel 1
Web ufpel 1
 
História da ead
História da eadHistória da ead
História da ead
 
Mypel2012 juliatomaz
Mypel2012 juliatomazMypel2012 juliatomaz
Mypel2012 juliatomaz
 
TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...
TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...
TECNOLOGIAS E FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A CRIAÇÃO DE AMBIENTES VIRTUAIS DE ...
 
Tirar partido do potencial da plataforma Moodle
Tirar partido do potencial da plataforma MoodleTirar partido do potencial da plataforma Moodle
Tirar partido do potencial da plataforma Moodle
 

Semelhante a Fluência Tecnológico-Pedagógica

Mesa redondapde
Mesa redondapdeMesa redondapde
DEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEM
DEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEMDEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEM
DEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEM
Renata Vasconcellos
 
Mediacao pedagogica ambientesvirtuais_rea
Mediacao pedagogica ambientesvirtuais_reaMediacao pedagogica ambientesvirtuais_rea
Mediacao pedagogica ambientesvirtuais_rea
Elena Maria Mallmann
 
Performance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEA
Performance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEAPerformance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEA
Performance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEA
Elena Maria Mallmann
 
Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...
Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...
Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...
Instituto Educadigital
 
Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...
Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...
Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...
Universidade Federal de Pernambuco
 
Oficina conteudos digitais - nteac
Oficina conteudos digitais  - nteac Oficina conteudos digitais  - nteac
Oficina conteudos digitais - nteac
Marilia Frizzera Dias
 
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEMAula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Dennys Leite Maia
 
Responder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IESResponder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IES
Luis Borges Gouveia
 
Curso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de ProjetosCurso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de Projetos
anilzabrasil
 
Curso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de ProjetosCurso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de Projetos
anilzabrasil
 
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Katia Tavares
 
Semana de pedagogia mesa 2011
Semana de pedagogia mesa 2011Semana de pedagogia mesa 2011
Semana de pedagogia mesa 2011
Fernando Pimentel
 
Apresentação do Curso Elaboração de Projetos
Apresentação do Curso Elaboração de ProjetosApresentação do Curso Elaboração de Projetos
Apresentação do Curso Elaboração de Projetos
anilzabrasil
 
O professor como imigrante digital
O professor como imigrante digitalO professor como imigrante digital
O professor como imigrante digital
Ana Paula
 
Apresentacao Geral
Apresentacao GeralApresentacao Geral
Apresentacao Geral
Mônix Sousa
 
Parte01 tecnologias e educação
Parte01  tecnologias e educaçãoParte01  tecnologias e educação
Parte01 tecnologias e educação
simone_srs
 
Ode Aprendizagem -Revista Hipertextos
Ode Aprendizagem -Revista HipertextosOde Aprendizagem -Revista Hipertextos
Ode Aprendizagem -Revista Hipertextos
Luciana Lima
 
Estilos aprendizagem tecnologia
Estilos aprendizagem tecnologiaEstilos aprendizagem tecnologia
Estilos aprendizagem tecnologia
Sónia Teixeira
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagens
Adriana Bruno
 

Semelhante a Fluência Tecnológico-Pedagógica (20)

Mesa redondapde
Mesa redondapdeMesa redondapde
Mesa redondapde
 
DEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEM
DEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEMDEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEM
DEVICES COMO FERRAMENTAS DE APRENDIZAGEM
 
Mediacao pedagogica ambientesvirtuais_rea
Mediacao pedagogica ambientesvirtuais_reaMediacao pedagogica ambientesvirtuais_rea
Mediacao pedagogica ambientesvirtuais_rea
 
Performance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEA
Performance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEAPerformance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEA
Performance Docente na produção e utilização de materiais didáticos no AVEA
 
Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...
Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...
Live - Estrategias formativas para educação remota a partir do pensamento de ...
 
Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...
Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...
Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação na Formação de Professores d...
 
Oficina conteudos digitais - nteac
Oficina conteudos digitais  - nteac Oficina conteudos digitais  - nteac
Oficina conteudos digitais - nteac
 
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEMAula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
Aula INTA - AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM
 
Responder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IESResponder a um contexto digital nas IES
Responder a um contexto digital nas IES
 
Curso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de ProjetosCurso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de Projetos
 
Curso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de ProjetosCurso Elaboração de Projetos
Curso Elaboração de Projetos
 
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação Tecnologias da informação e da comunicação na educação
Tecnologias da informação e da comunicação na educação
 
Semana de pedagogia mesa 2011
Semana de pedagogia mesa 2011Semana de pedagogia mesa 2011
Semana de pedagogia mesa 2011
 
Apresentação do Curso Elaboração de Projetos
Apresentação do Curso Elaboração de ProjetosApresentação do Curso Elaboração de Projetos
Apresentação do Curso Elaboração de Projetos
 
O professor como imigrante digital
O professor como imigrante digitalO professor como imigrante digital
O professor como imigrante digital
 
Apresentacao Geral
Apresentacao GeralApresentacao Geral
Apresentacao Geral
 
Parte01 tecnologias e educação
Parte01  tecnologias e educaçãoParte01  tecnologias e educação
Parte01 tecnologias e educação
 
Ode Aprendizagem -Revista Hipertextos
Ode Aprendizagem -Revista HipertextosOde Aprendizagem -Revista Hipertextos
Ode Aprendizagem -Revista Hipertextos
 
Estilos aprendizagem tecnologia
Estilos aprendizagem tecnologiaEstilos aprendizagem tecnologia
Estilos aprendizagem tecnologia
 
Edu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagensEdu online introducao abordagens
Edu online introducao abordagens
 

Mais de Elena Maria Mallmann

FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)
FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)
FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)
Elena Maria Mallmann
 
Educação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias Educacionais
Educação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias EducacionaisEducação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias Educacionais
Educação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias Educacionais
Elena Maria Mallmann
 
Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)
Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)
Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)
Elena Maria Mallmann
 
Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)
Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)
Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)
Elena Maria Mallmann
 
Technological-Pedagogical Fluency in Open Educational Resources
Technological-Pedagogical Fluency in Open Educational ResourcesTechnological-Pedagogical Fluency in Open Educational Resources
Technological-Pedagogical Fluency in Open Educational Resources
Elena Maria Mallmann
 
Webinar Recursos Educacionais Abertos
Webinar Recursos Educacionais AbertosWebinar Recursos Educacionais Abertos
Webinar Recursos Educacionais Abertos
Elena Maria Mallmann
 
Mediação Pedagógica em Ambientes Virtuais
Mediação Pedagógica em Ambientes VirtuaisMediação Pedagógica em Ambientes Virtuais
Mediação Pedagógica em Ambientes Virtuais
Elena Maria Mallmann
 
O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...
O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...
O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...
Elena Maria Mallmann
 
Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...
Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...
Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...
Elena Maria Mallmann
 
Simposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertos
Simposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertosSimposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertos
Simposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertos
Elena Maria Mallmann
 
Recursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais Abertas
Recursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais AbertasRecursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais Abertas
Recursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais Abertas
Elena Maria Mallmann
 
Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...
Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...
Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...
Elena Maria Mallmann
 

Mais de Elena Maria Mallmann (12)

FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)
FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)
FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-PEDAGÓGICA (FTP) COM RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS (REA)
 
Educação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias Educacionais
Educação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias EducacionaisEducação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias Educacionais
Educação Conectada e Inovação Mediada por Tecnologias Educacionais
 
Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)
Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)
Grupo de Estudos e Pesquisas em Tecnologias Educacionais em Rede (GEPETER)
 
Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)
Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)
Práticas Educacionais Abertas (PEA) e Recursos Educacionais Abertos (REA)
 
Technological-Pedagogical Fluency in Open Educational Resources
Technological-Pedagogical Fluency in Open Educational ResourcesTechnological-Pedagogical Fluency in Open Educational Resources
Technological-Pedagogical Fluency in Open Educational Resources
 
Webinar Recursos Educacionais Abertos
Webinar Recursos Educacionais AbertosWebinar Recursos Educacionais Abertos
Webinar Recursos Educacionais Abertos
 
Mediação Pedagógica em Ambientes Virtuais
Mediação Pedagógica em Ambientes VirtuaisMediação Pedagógica em Ambientes Virtuais
Mediação Pedagógica em Ambientes Virtuais
 
O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...
O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...
O uso das tecnologias e o papel dos professores mediadores e formadores: medi...
 
Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...
Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...
Research Cases about Open Educational Practices – Open Educational Resources ...
 
Simposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertos
Simposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertosSimposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertos
Simposio ap eri-challenges-2015-dos_objetos-aos_recursos_educacionais_abertos
 
Recursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais Abertas
Recursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais AbertasRecursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais Abertas
Recursos Educacionais Abertos e Práticas Educacionais Abertas
 
Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...
Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...
Comunicação Online e Aprendizagem na Sociedade em Rede: Práticas Educacionais...
 

Último

Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Luana Neres
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
GiselaAlves15
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
KeilianeOliveira3
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
WelidaFreitas1
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Ana Da Silva Ponce
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
Manuais Formação
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
kdn15710
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 

Último (20)

Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
Aula 2 - 6º HIS - Formas de registro da história e da produção do conheciment...
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdfos-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
os-lusiadas-resumo-os-lusiadas-10-ano.pdf
 
Química orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptxQuímica orgânica e as funções organicas.pptx
Química orgânica e as funções organicas.pptx
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdflivro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
livro da EJA - 2a ETAPA - 4o e 5o ano. para análise do professorpdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptxLIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
LIÇÃO 9 - ORDENANÇAS PARA UMA VIDA DE SANTIFICAÇÃO.pptx
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdfArundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
Arundhati Roy - O Deus das Pequenas Coisas - ÍNDIA.pdf
 
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manualUFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
UFCD_8298_Cozinha criativa_índice do manual
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptxAula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
Aula01 - ensino médio - (Filosofia).pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...proposta curricular  ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
proposta curricular ou plano de cursode lingua portuguesa eja anos finais ( ...
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 

Fluência Tecnológico-Pedagógica

  • 1. Profa. Dra. Elena Maria Mallmann Universidade Federal de Santa Maria elena.ufsm@gmail.com  Fluência Tecnológico- Pedagógica
  • 2. FLUÊNCIA TECNOLÓGICO-FLUÊNCIA TECNOLÓGICO- PEDAGÓGICAPEDAGÓGICA Integração e convergênciaIntegração e convergência Mediação: rede de mediadoresMediação: rede de mediadores Princípios da Educação abertaPrincípios da Educação aberta
  • 3. Problematização inicialProblematização inicial Quais são os desafios da integração de tecnologias educacionais na prática docente?
  • 4. Integração e convergênciaIntegração e convergência ✔Tecnologias educacionais em rede; ✔Fluência tecnológico-pedagógica; ✔Autoria e coautoria: interação, colaboração, equipes multidisciplinares; ✔Inovação: pedagógica, curricular, tecnológica; ✔Princípios basilares da performance docente: competência (saber fazer), autonomia (poder fazer) e desejo (querer fazer)
  • 5. Integração e convergênciaIntegração e convergência PORTARIA No 4.059, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2004 (DOU de 13/12/2004, Seção 1, p. 34) § 1 o . Para fins desta Portaria, caracteriza-se a modalidade semi- presencial como quaisquer atividades didáticas, módulos ou unidades de ensino-aprendizagem centrados na auto-aprendizagem e com a mediação de recursos didáticos organizados em diferentes suportes de informação que utilizem tecnologias de comunicação remota. § 2 o . Poderão ser ofertadas as disciplinas referidas no caput, integral ou parcialmente, desde que esta oferta não ultrapasse 20 % (vinte por cento) da carga horária total do curso.
  • 6. Princípios da Fluência Tecnológico-Princípios da Fluência Tecnológico- pedagógica na performance docentepedagógica na performance docente
  • 8. F L U Ê N C I A T É C N I C A Capacidade para utilizar o computador (exemplos: utilizar aspectos básicos do sistema operacional, utilizar programas de aplicação usual como processador de texto, editor de imagem, navegador de Internet; procurar/encontrar/ava liar informação na Internet). Capacidade para aprender novas formas de utilizar o computador (exemplos: aprender novas funções de um programa quando necessário, como exportar em pdf, aprender novos programas e ferramentas como utilizar o Moodle, sentir-se confortável e confiante na aprendizagem de novos programas/funções, como ferramentas wiki do Moodle). Capacidade para utilizar múltiplos programas e ferramentas (exemplos: utilizar diferentes arquivos de textos simultâneos, adaptar programas às próprias necessidades, como customização de navegador de Internet e utilizar uma função ou um programa de formas não- óbvias, como copiar colar com Ctrl C e Ctrl V).
  • 9. F L U Ê N C I A P R Á T I C A Capacidade para criar recursos e resolver atividades de estudo com o computador (exemplos: criar imagens, animações, vídeos, hipermídias educacionais, modificar resoluções de uma tarefa escolar, identificar e corrigir erros quando algo está mal nas resoluções, preferencialmente interagindo com os colegas na Internet). Capacidade para compreender tudo o que é possível criar com uma dada ferramenta (exemplos: atividade colaborativa no Moodle, modificar e ampliar as resoluções (e as ideias) interativamente no prazo determinado pelo docente, escrever programas de computador para criar atividades de estudo mais significativas, com ferramentas de rede conceitual). Capacidade para criar recursos e resolver atividades de estudo baseadas nas próprias ideias (exemplos: escolher o programa educacional apropriado para o que se deseja criar e ao longo do tempo didático, incorporar cada vez mais ideias nas criações escolares).
  • 10. F L U Ê N C I A E M A N C I P A T Ó R I A Capacidade de utilizar a tecnologia para contribuir com a comunidade na Internet (exemplos: compartilhar ideias, recursos e atividades de estudo com outros na comunidade escolar, do seu curso prioritariamente, colaborar em resoluções com outros na comunidade escolar, prioritariamente no âmbito das disciplina). Capacidade para modificar e ampliar atividades criadas por outros colegas na comunidade escolar (exemplos: colaborar com os outros colegas, para que aprendam novos aspectos, funções, programas e ideias, especialmente de conteúdos escolares, criar atividades de estudo que sejam significativas para a comunidade escolar). Capacidade para compreender conceitos relacionados com atividades mediadas por tecnologias educacionais em rede (exemplos: a concepção educacional no processo de criação de imagens, textos, vídeos e hipermídias, os conceitos de informática necessários para criar recursos educacionais no Moodle). Capacidade para utilizar conceitos em outros contextos e atividades (exemplos: ao longo do curso e utilizar uma abordagem sistemática/científica na concepção (design) e resolução de problemas das atividades de estudo, prioritariamente de forma colaborativa com os colegas).
  • 13.
  • 17. Ensino-Investigação-AprendizagemEnsino-Investigação-Aprendizagem Interação e produção colaborativa; Docência-discência; Envolve duas lógicas (oriundas das culturas primeira e elaborada); Situação-problema a resolver; Movimento: ação-reflexão-ação (planejamento, ação, observação e reflexão) – ciclos iterativos; No Moodle: Recursos + Atividades de estudo => monitoramento e avaliação
  • 18.
  • 19. Fonte da imagem:MALLMANN, Elena Maria. Mediação Pedagógica em Educação a Distância: cartografia da performance docente no processo de elaboração de materiais didáticos. 2008. 304 f. Tese de Doutorado em Educação, PPPGE, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008. Disponível em: http://www.tede.ufsc.br/teses/PEED0664-T.pdf
  • 20. Exemplar de orientação pedagógicaExemplar de orientação pedagógica CHECKLIST ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA PARA PRODUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS Fonte: http://nte.ufsm.br/moodle2_UAB/mod/page/view.php?id=16820
  • 22. Exemplares de recursos hipermídiaExemplares de recursos hipermídia Metodologia e Prática de Ensino de Física http://www.ced.ufsc.br/men5185/index.php?opcao=texto Portal do Professor http://portaldoprofessor.mec.gov.br/index.html Banco Internacional de Objetos Educacionais http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/ Phet Simulations http://phet.colorado.edu/en/simulations/category/new Rede Interativa Virtual de Educação http://rived.mec.gov.br/site_objeto_lis.php Instituto de Tecnologias Educativas – Espanha http://recursostic.educacion.es/bancoimagenes/web/
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27. materiais de ensino, aprendizagem e investigação em quaisquer suportes, digitais ou outros, que se situem no domínio público ou que tenham sido divulgados sob licença aberta que permite acesso, uso, adaptação e redistribuição gratuitos por terceiros, mediante nenhuma restrição ou poucas restrições. O licenciamento aberto é construído no âmbito da estrutura existente dos direitos de propriedade intelectual, tais como se encontram definidos por convenções internacionais pertinentes, e respeita a autoria da obra. UNESCO/2012 - Declaração de Paris: definição de REA Recursos educacionais abertosRecursos educacionais abertos
  • 28. ●Reter - o direito de fazer e guardar cópias próprias do conteúdo (por exemplo, download, duplicar, armazenar e gerenciar); ●Reutilizar - o direito de usar o conteúdo de várias formas (por exemplo, em uma classe, em um grupo de estudo, em um site, em um vídeo); ●Rever - o direito de adaptar, ajustar, modificar ou alterar o conteúdo em si (por exemplo, traduzir o conteúdo para outro idioma); ●Remix - o direito de combinar o conteúdo original ou revisado com outro conteúdo aberto para criar algo novo (por exemplo, incorporar o conteúdo em criações personalizadas); ●Redistribuir - o direito de compartilhar cópias do conteúdo original, suas revisões, ou seus remixes com os outros (por exemplo, dar uma cópia do conteúdo à um amigo). David Wiley, Lane Fischer e John Hilton III Open Education Group - www.opencontent.org
  • 29. Fonte: Rossini (2015) - http://pt.slideshare.net/reabr/recursos-educacionais-abertos-52046330
  • 30. Fonte:http://g1.globo.com/globo-news/noticia/2015/10/pesquisa-com-estudantes-aponta-dados-alarmantes-de-corrupcao.html Pesquisa com estudantes aponta dados alarmantes de corrupção A Unicarioca constatou que 69% já colaram em provas. Instituição ouviu 1.100 alunos, de 16 a 30 anos, dos ensinos médio e superior. ContraexemplosContraexemplos
  • 31.
  • 32.
  • 33. Attribution (BY) Obrigatório A atribuição de autoria é assegurada. Non­Commercial  (NC) Opcional Recursos  abertos  não  são  sinônimos  de  recursos  gratuitos.  Ao  escolher  a  opção  pela  não  comercialização  significa  que  ainda  assim  os  recursos podem ser reutilizados e redistribuídos. No­Derivates  (ND) Opcional O  autor  restringe  ou  permite  criação  de  novas  versões. Se essa opção for escolhida não poderão  ser  compartilhadas  obras  derivadas.  Deverão  ser  cópias exatas. Share­Alike (SA) Opcional Ao  selecionar  essa  opção  o  autor  informa  a  comunidade  sobre  a  obrigatoriedade  de  novas  versões serem distribuídas com a mesma licença.  Essa opção só faz sentido se o autor permitir obras  derivadas. Licenças Creative Commons