SlideShare uma empresa Scribd logo
EPILEPSIAS Acadêmica:   Gabriela Alencar Bandeira 7° Período- Medicina Unimontes
CONCEITOS *  Doença neurológica crônica,caracterizada por crises epilépticas recorrentes, e que afeta aproximadamente 1% da população mundial.  ( A Neurologia que todo médico deve saber- Ricardo Nitrini) *  Crise epiléptica:  Expressão clínica ou o sintoma de uma alteração súbita da eletricidade cerebral,caracterizada por manifestações motoras,sensoriais,cognitivas e autonômicas ou por uma sequencia delas.
CONCEITOS *  Convulsão:   tipo de crise epiléptica caracterizada por ser TONICOCLÔNICA GENERALIZADA, antigamente conheci da por “Grande Mal”.
CAUSAS DE CRISE EPILÉPTICA *  Anormalidades congênitas ou lesões perinatais; *   Febre *   Distúrbios metabólicos; *  Condições tóxicas; *  Trauma; *  Tumores ou outras lesões expansivas; *  Doenças vasculares; *  Doenças degenerativas; *  Doenças infecciosas; *  Idiopática
COMPLEMENTANDO... *  Epilepsia é uma patologia neurológica, caracterizada por crises epilépticas recorrentes ,desde que estas ocorram sem condições  tóxicas ,  metabólicas  ou  febris.
Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), epilepsia é um distúrbio cerebral crônico, com várias etiologias possíveis, caracterizado por crises epilépticas recorrentes não desencadeadas por fator exógeno definido (ILAE, 1989).
Causas das crises epilépticas Causas segundo a idade Neonatos Lactentes e crianças adolescentes Adultos jovens Adultos de mais idade e idosos Doença cerebrovascular Tumor cerebral Abstinência ao álcool Distúrbos metabólicos Doença de alzheimer e outras doenças degenerativas do SNC Idiopáticas Traumatismo Abstinência de álcool Drogas ilícitas Tumor cerebral Idiopáticas Traumatismo Distúrbios genéticos Infecção Tumor cerebral Drogas ilícitas idiopáticas Convulsões febris   Distúrbios genéticos Infecção do SNC Distúrbios do desenvolvimento Traumatismo Idiopática Hipóxia e isquemia perinatais Traumatismo craniano e hemorragia Infecção aguda do SNC Distúrbios metabólicos Abstinência de fármacos Distúrbios do desenvolvimento e genéticos
Fisiopatologia * Descargas neuronais excessivas ocasionadas por : - EXCESSO DE EXCITAÇÃO   (glutamato) -  FALTA DE INIBIÇÃO   (gaba)
Fisiopatologia
Fisiopatologia
Mecanismos Excitação Inibição Ca   Na 2+ +
O dano celular e as consequencias deletérias das crises epilépticas, particularmente das  crises generalizadas  com fenomenos motores importantes e duradouros, são decorrentes do afluxo de  íons calcio  durante a fase de despolarização e ativação de receptores de  aa. Excitatórios  ,promovendo  NECROSE CELULAR APOPTÓTICA  a longo prazo,configurando  DANO CELULAR   EXCITOTÓXICO.
Quadro Clínico *   Os sintomas de uma crise dependem das partes do cerebro envolvidas na disfunção. *   A perda de consciência pode ocorrer quando as estruturas do SARA são acometidas.
MAIS CONCEITOS...
Classificação das crises epilépticas Parciais  Generalizadas Descarga elétrica  focal Áreas localizadas e isoladas do córtex cerebral Anormalidades estruturais... Descarga elétrica  difusa Ambos os hemisférios  Simetricamente  simultaneamente Anormalidades celulares bioquímicas e estruturais com distribuição disseminada...
Classificação das crises epilépticas The International League Against Epilepsy classification   PARTIAL (focal) :   - SIMPLE  = consciousness  NOT  impaired - COMPLEX  = consciousness impaired - Partial seizures -> to generalized seizures II.  GENERALIZED ( convulsive  and  non-convulsive ) : - absence, myoclonic, clonic, tonic, clonic-tonic, atonic   III. UNCLASSIFIED
Pausa para os comerciais..
Classificação das crises epilépticas * Generalizadas: - tonicoclonica - crises de ausencia - crises clonicas - crises tonicas - crises mioclonicas - crises atonicas - espasmos
Tônicas *  Contração muscular do tipo Tônico :  contração muscular mantida durante segundos a minutos. As crises tônicas duram de 10 a 20seg e podem comprometer apenas a musculatura axial ou tambem as raízes do membros,ou entao todo o corpo configurando a crise  TÔNICA GLOBAL.
Clônicas Contração Clônica:   Cada contração é seguida de um relaxamento,originando abalos musculares sucessivos. Caracterizam-se pela ocorrencia de abalos clônicos repetitivos com comprometimento da consciencia.
Mioclônicas Contração mioclônica:   Contrações musculares muito breves,semelhantes a choques. Caracterizada por contrações mioclonicas que podem afetar a musculatura facial, o tronco, uma extremidade, um musculo ou podem ser generalizadas. As crises freq. ocorrem após privação do  sono ,ao  despertar  ou ao  adormecer.
** Mioclonias palpebrais *   Consistem em contrações rápidas das pálpebras ao fechamento dos olhos, o que ocasiona piscamento rápido de desvio do globo ocular para cima.
Tonicoclônicas *  São caracterizadas por perda abrupta de consciência com contração tônica e depois clônica do 4 membros,  APNÉIA ,  LIBERAÇÃO ESFINCTERIANA ,  SIALORRÉIA  E  MORDEDURA DA LÍNGUA  durante cerca de 1min. Na fase de contração tônica o ar pode ser expulso através da glote fechada, o que resulta no  GRITO EPILÉPTICO!!!  /o
Atônicas *  São crises caracterizadas por perda do tônus postural, promovendo queda lenta se o indivíduo estiver em pé. Uai.. E como diferenciar da síncope por hipoglicemia???
Crises de Ausência *  Breves episódios de comprometimento da consciência acompanhados por manifestações motoras muito discretas como automatismos orais ou manuais,piscamento,aumento ou diminuição do tônus muscular e sinais autonômicos. Duram cerca de 10 a 30 seg e apresentam início e término abrupto,ocorrendo em geral várias vezes ao dia.
 
 
 
 
 
 
Essa não podia faltar,néh... ... ... ... ... Tcham tcham tcham ram...
 
Classificação das crises epilépticas *  Crises Parciais: Simples Complexas Simples com generalização secundária
E mais conceitos.. =) * Sintomas sensitivo- sensoriais :  elementares ou + elaborados ( complexos) - elementares:  aura(manifestação subjetiva que não pode ser detectada por um observador). Ex: visuais, auditivas, olfatórias,dor, sensações vicerais. - experienciais:  consistem em alucinações que configuram experiências, cuja qualidade é similar àquelas experimentadas normalmente. Ex : deja vú, estados de sonho e alucinações complexas.
Crises Focais As manifestações clínicas das crises focais são variáveis de acordo com sua origem. Resultam da ativação de circuitos cerebrais e seguem padrões relativamente estereotipados de acordo com as áreas envolvidas
Crises do Lobo Temporal *  É a + freq. no adulto ! * Tendem a seguir uma sequencia de eventos relativamente fixa: aura; reação de parada fixa do olhar; automatismos e alterações motoras contralaterais; automatismos complexos ou generalização.
Crises do Lobo Frontal *  2° tipo mais comum no adulto dentre as focais. *   Ocorre predominancia de fenômenos motores    giro pre-central = área motora primária. *  Generalizações são comuns e auras são raras. * MARCHA JACKSONIANA
Crises dos Lobos Parietal e Occipital *   São as mais raras *   Lobos envolvidos com funções sensoriais    sintomas.. Parietal:  parestesias princ. em face e braço,freq. seguida de fenômenos motores dos membros envolvidos. Occipital : alucinações visuais ( luzes ,cores), perda visual ´crítica, freq são limitadas a um campo visual ( esq ou direito), alucinações complexas    deja vu... Nistagmo epiléptico,etc .
Síndromes Epilépticas Associação de um ou vários tipos de crises epilépticas,padrões eletroencefalográficos, além de dados clinicos como idade de início,estado neurológico e aspectos genéticos e evolutivos, permite a definição de  SINDROMES EPILÉPTICAS.
Epilepsia parcial benigna da infância *   Desaparece com a idade *  Incidência:3-13 anos; pico:9 anos *  Mais comum em meninos *  Predisposição familiar *  Crises motoras iniciadas em hemiface *  Contrações da língua,formigamento da bochecha, disfagia e sialorréia *  Comprometimento tônico-clônico das extremidades contralaterais *  Pode ocorrer generalização secundária
Epilepsias mioclônicas da infância *  Contrações musculares simétricas, com perda do tônus muscular e quedas ou projeção do corpo do paciente para frente *  Movimentos mioclônicos em tronco, pescoço e extremidades *   EEG normal * Excelente prognóstico *  Crises desaparecem aos 2 anos *  Antiepiléptico não está indicado
Epilepsia mioclônica juvenil (Síndrome de Jans) *  Início por volta de 12 a 16 anos *  Abalos mioclônicos pela manhã *  Exame neurológico normal
Espasmos infantis-Síndrome de West *  Início aos 4 a 8 meses de idade *  Contrações simétricas do pescoço, tronco e extremidades *  Duram minutos e se repetem *   Criança sem história pregressa de complicações no parto e com desenvovimento anormal *  Tratamento com glicocorticóides ou ACTH exógeno
Diagnóstico *  Basicamente clinico : anamnese.. *  EEG *  RNM *  TC
Só reforçando.. =)
Tratamento Mecanismos Gerais dos antiepilépticos: 1)   Potencialização da ação do GABA 2)   Inibição da função dos canais de sodio e calcio 3)   Ações em receptores excitarórios
Tratamento
Tratamento
Tratamento
 
Tratamento O passo inicial e decisivo no sucesso da utilização de drogas anticonvulsivantes parte de um diagnóstico correto de epilepsia e   DO TIPO DE CRISE EM QUESTAO! * Monoterapia.
Tratamento * Crise Generalizada tonico-clonica:   carbamazepina(Tegretol) e Fenitoína (Hidantal). * Crise de Ausência:   valproato(Depakene)   e etossuximida,clonazepam. * Crises Parciais :   carbamazepina,fenitoina,valproato,lamotrigina. *Crises Mioclônicas:   clonazepam,valproato,lamotrigina.
 
“ Chega” por hj,neh.. ^^ Obrigada!! =)
R e f e r ê n c i a s * A Neurologia que todo médico deve saber:  Ricardo Nitrini * Farmacologia  :Penildon * Rotinas em Neurologia e Neurocirurgia:  Marco Antonio Stefani *Neurologia :  Netter

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
Aroldo Gavioli
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
DNAses
 
Epilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quintaEpilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quinta
jessicabehrens
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Aroldo Gavioli
 
Acidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular EncefálicoAcidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular Encefálico
Brenda Lahlou
 
Mal de alzheimer
Mal de alzheimerMal de alzheimer
Mal de alzheimer
Bruna M
 
Parkinson
ParkinsonParkinson
Parkinson
Nilce Nascimento
 
Demências
DemênciasDemências
Slides trauma raquimedular
Slides trauma raquimedularSlides trauma raquimedular
Slides trauma raquimedular
Ágatha Mayara
 
Glossario psiquiatrico
Glossario psiquiatricoGlossario psiquiatrico
Glossario psiquiatrico
Leonardo Santos
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
Caio Maximino
 
Epilepsia - MS
Epilepsia - MSEpilepsia - MS
Epilepsia - MS
Arquivo-FClinico
 
Parkinson
ParkinsonParkinson
Parkinson
Vinicius Lopes
 
Doenças Neurológicas
Doenças NeurológicasDoenças Neurológicas
Doenças Neurológicas
Fábio Simões
 
Doença de de parkinson
Doença de de parkinsonDoença de de parkinson
Doença de de parkinson
Isadora Oliveira
 
Esclerose múltipla slides
Esclerose múltipla slidesEsclerose múltipla slides
Esclerose múltipla slides
kmillaalves
 
Demências
DemênciasDemências
Demências
Inaiara Bragante
 
Crise convulsiva e quedas
Crise convulsiva e quedasCrise convulsiva e quedas
Crise convulsiva e quedas
Natalia Mikaele Vasconcellos
 
Crises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infanciaCrises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infancia
Henrique Fiorillo
 
Psicoses
PsicosesPsicoses

Mais procurados (20)

Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Doença de Alzheimer
Doença de AlzheimerDoença de Alzheimer
Doença de Alzheimer
 
Epilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quintaEpilepsia med 4 ..quinta
Epilepsia med 4 ..quinta
 
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofreniaTranstornos do pensamento: esquizofrenia
Transtornos do pensamento: esquizofrenia
 
Acidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular EncefálicoAcidente Vascular Encefálico
Acidente Vascular Encefálico
 
Mal de alzheimer
Mal de alzheimerMal de alzheimer
Mal de alzheimer
 
Parkinson
ParkinsonParkinson
Parkinson
 
Demências
DemênciasDemências
Demências
 
Slides trauma raquimedular
Slides trauma raquimedularSlides trauma raquimedular
Slides trauma raquimedular
 
Glossario psiquiatrico
Glossario psiquiatricoGlossario psiquiatrico
Glossario psiquiatrico
 
Transtornos de ansiedade
Transtornos de ansiedadeTranstornos de ansiedade
Transtornos de ansiedade
 
Epilepsia - MS
Epilepsia - MSEpilepsia - MS
Epilepsia - MS
 
Parkinson
ParkinsonParkinson
Parkinson
 
Doenças Neurológicas
Doenças NeurológicasDoenças Neurológicas
Doenças Neurológicas
 
Doença de de parkinson
Doença de de parkinsonDoença de de parkinson
Doença de de parkinson
 
Esclerose múltipla slides
Esclerose múltipla slidesEsclerose múltipla slides
Esclerose múltipla slides
 
Demências
DemênciasDemências
Demências
 
Crise convulsiva e quedas
Crise convulsiva e quedasCrise convulsiva e quedas
Crise convulsiva e quedas
 
Crises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infanciaCrises convulsivas na infancia
Crises convulsivas na infancia
 
Psicoses
PsicosesPsicoses
Psicoses
 

Destaque

Epilepsia
Epilepsia Epilepsia
Epilepsia
lollynakimi
 
Epilepsia
EpilepsiaEpilepsia
Epilepsia
Anderson Santana
 
Slides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E Condutas
Slides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E CondutasSlides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E Condutas
Slides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E Condutas
Projeto Ações Preventivas na Escola
 
Apresentação Epilepsia
Apresentação EpilepsiaApresentação Epilepsia
Apresentação Epilepsia
pgraca
 
A V C I S Q U E M I C O M A R C L I O
A V C  I S Q U E M I C O    M A R C L I OA V C  I S Q U E M I C O    M A R C L I O
A V C I S Q U E M I C O M A R C L I O
neuroliga-nortemineira
 
Síndrome de west
Síndrome de westSíndrome de west
Síndrome de west
Joanna Garcia Meda
 
Trm by samuel
Trm by samuelTrm by samuel
Trm by samuel
neuroliga-nortemineira
 
Síndrome de west
Síndrome de westSíndrome de west
Crise Convulsiva
Crise ConvulsivaCrise Convulsiva
Crise Convulsiva
egfmed
 
D I E N CÉ F A L O
D I E N CÉ F A L OD I E N CÉ F A L O
D I E N CÉ F A L O
neuroliga-nortemineira
 
Semiologia neurológica matheus
Semiologia neurológica matheusSemiologia neurológica matheus
Semiologia neurológica matheus
neuroliga-nortemineira
 
Neuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínicoNeuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínico
neuroliga-nortemineira
 
Neuroanatomia medula espinhal
Neuroanatomia   medula espinhalNeuroanatomia   medula espinhal
Neuroanatomia medula espinhal
neuroliga-nortemineira
 
Sindrome De West
Sindrome De WestSindrome De West
Sindrome De West
Carlos Aliaga
 
Nervos cranianos andrey neuroliga
Nervos cranianos andrey   neuroligaNervos cranianos andrey   neuroliga
Nervos cranianos andrey neuroliga
neuroliga-nortemineira
 
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)
TCC_FARMACIA_FEF
 
Antiepiléticos2003
Antiepiléticos2003Antiepiléticos2003
Antiepiléticos2003
sofia
 
Semiologia das crises epilépticas
Semiologia das crises epilépticas Semiologia das crises epilépticas
Semiologia das crises epilépticas
gueste361c62
 
Aula desobediência patológica
Aula desobediência patológicaAula desobediência patológica
Aula desobediência patológica
Cláudio Costa
 
Psicofarmaco com crs e adolesc
Psicofarmaco com crs e adolescPsicofarmaco com crs e adolesc
Psicofarmaco com crs e adolesc
Cláudio Costa
 

Destaque (20)

Epilepsia
Epilepsia Epilepsia
Epilepsia
 
Epilepsia
EpilepsiaEpilepsia
Epilepsia
 
Slides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E Condutas
Slides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E CondutasSlides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E Condutas
Slides Vc Epilepsia Sintomas ,Causas E Condutas
 
Apresentação Epilepsia
Apresentação EpilepsiaApresentação Epilepsia
Apresentação Epilepsia
 
A V C I S Q U E M I C O M A R C L I O
A V C  I S Q U E M I C O    M A R C L I OA V C  I S Q U E M I C O    M A R C L I O
A V C I S Q U E M I C O M A R C L I O
 
Síndrome de west
Síndrome de westSíndrome de west
Síndrome de west
 
Trm by samuel
Trm by samuelTrm by samuel
Trm by samuel
 
Síndrome de west
Síndrome de westSíndrome de west
Síndrome de west
 
Crise Convulsiva
Crise ConvulsivaCrise Convulsiva
Crise Convulsiva
 
D I E N CÉ F A L O
D I E N CÉ F A L OD I E N CÉ F A L O
D I E N CÉ F A L O
 
Semiologia neurológica matheus
Semiologia neurológica matheusSemiologia neurológica matheus
Semiologia neurológica matheus
 
Neuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínicoNeuroliga ave clínico
Neuroliga ave clínico
 
Neuroanatomia medula espinhal
Neuroanatomia   medula espinhalNeuroanatomia   medula espinhal
Neuroanatomia medula espinhal
 
Sindrome De West
Sindrome De WestSindrome De West
Sindrome De West
 
Nervos cranianos andrey neuroliga
Nervos cranianos andrey   neuroligaNervos cranianos andrey   neuroliga
Nervos cranianos andrey neuroliga
 
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (tdah)
 
Antiepiléticos2003
Antiepiléticos2003Antiepiléticos2003
Antiepiléticos2003
 
Semiologia das crises epilépticas
Semiologia das crises epilépticas Semiologia das crises epilépticas
Semiologia das crises epilépticas
 
Aula desobediência patológica
Aula desobediência patológicaAula desobediência patológica
Aula desobediência patológica
 
Psicofarmaco com crs e adolesc
Psicofarmaco com crs e adolescPsicofarmaco com crs e adolesc
Psicofarmaco com crs e adolesc
 

Semelhante a Epilepsia gabi ab

Farmacologia 13 anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 13   anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)Farmacologia 13   anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 13 anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)
Jucie Vasconcelos
 
Epilepsia apresentacao docente paiota.pptx
Epilepsia apresentacao docente paiota.pptxEpilepsia apresentacao docente paiota.pptx
Epilepsia apresentacao docente paiota.pptx
IvanTech4
 
antiepilepticos e anti hipertensivos.pdf
antiepilepticos e anti hipertensivos.pdfantiepilepticos e anti hipertensivos.pdf
antiepilepticos e anti hipertensivos.pdf
MARIANEZIMMERLESANTA
 
EMULTIPLA2.pdf
EMULTIPLA2.pdfEMULTIPLA2.pdf
EMULTIPLA2.pdf
CintiaMelo34
 
Epilepsia Final
Epilepsia FinalEpilepsia Final
Epilepsia Final
guest700f6c8
 
Epilepsia final
Epilepsia finalEpilepsia final
Epilepsia final
Sílvia Pimenta
 
CONVULSAO.ppt
CONVULSAO.pptCONVULSAO.ppt
CONVULSAO.ppt
NgelaNascimento11
 
Esclerose Multipla
Esclerose MultiplaEsclerose Multipla
Esclerose Multipla
PauloTrocoli2
 
Atryo epilepsia
Atryo epilepsiaAtryo epilepsia
Atryo epilepsia
Carlos Wanderlan
 
Epilepsia
EpilepsiaEpilepsia
Epilepsia
Hamilton Lima
 
Cefaleias Primárias
Cefaleias PrimáriasCefaleias Primárias
Cefaleias Primárias
Thiago Sipriano
 
20 (1)
20 (1)20 (1)
20 (1)
Marcos Sousa
 
crise convulsiva.pptx
crise convulsiva.pptxcrise convulsiva.pptx
crise convulsiva.pptx
ElaineCamargos
 
Convulsão
ConvulsãoConvulsão
Convulsão
Sharon Sampaio
 
Cefaleias final ppx.pptx
Cefaleias final ppx.pptxCefaleias final ppx.pptx
Cefaleias final ppx.pptx
MeysonSilva
 
SLIDE EPLEPSIA.pptx
SLIDE EPLEPSIA.pptxSLIDE EPLEPSIA.pptx
SLIDE EPLEPSIA.pptx
BLACKNET4
 
ECLEROSE 2.pptx
ECLEROSE 2.pptxECLEROSE 2.pptx
ECLEROSE 2.pptx
LisaSilva37
 
Epilepsia
 Epilepsia  Epilepsia
Epilepsia
blogped1
 
Psicologia Lesões do snc.pptx (Neuroanat
Psicologia Lesões do snc.pptx (NeuroanatPsicologia Lesões do snc.pptx (Neuroanat
Psicologia Lesões do snc.pptx (Neuroanat
BeatrizVieira226546
 
Fisioterapia neurologia
Fisioterapia neurologiaFisioterapia neurologia
Fisioterapia neurologia
Natha Fisioterapia
 

Semelhante a Epilepsia gabi ab (20)

Farmacologia 13 anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 13   anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)Farmacologia 13   anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)
Farmacologia 13 anticonvulsivantes - med resumos (dez-2011)
 
Epilepsia apresentacao docente paiota.pptx
Epilepsia apresentacao docente paiota.pptxEpilepsia apresentacao docente paiota.pptx
Epilepsia apresentacao docente paiota.pptx
 
antiepilepticos e anti hipertensivos.pdf
antiepilepticos e anti hipertensivos.pdfantiepilepticos e anti hipertensivos.pdf
antiepilepticos e anti hipertensivos.pdf
 
EMULTIPLA2.pdf
EMULTIPLA2.pdfEMULTIPLA2.pdf
EMULTIPLA2.pdf
 
Epilepsia Final
Epilepsia FinalEpilepsia Final
Epilepsia Final
 
Epilepsia final
Epilepsia finalEpilepsia final
Epilepsia final
 
CONVULSAO.ppt
CONVULSAO.pptCONVULSAO.ppt
CONVULSAO.ppt
 
Esclerose Multipla
Esclerose MultiplaEsclerose Multipla
Esclerose Multipla
 
Atryo epilepsia
Atryo epilepsiaAtryo epilepsia
Atryo epilepsia
 
Epilepsia
EpilepsiaEpilepsia
Epilepsia
 
Cefaleias Primárias
Cefaleias PrimáriasCefaleias Primárias
Cefaleias Primárias
 
20 (1)
20 (1)20 (1)
20 (1)
 
crise convulsiva.pptx
crise convulsiva.pptxcrise convulsiva.pptx
crise convulsiva.pptx
 
Convulsão
ConvulsãoConvulsão
Convulsão
 
Cefaleias final ppx.pptx
Cefaleias final ppx.pptxCefaleias final ppx.pptx
Cefaleias final ppx.pptx
 
SLIDE EPLEPSIA.pptx
SLIDE EPLEPSIA.pptxSLIDE EPLEPSIA.pptx
SLIDE EPLEPSIA.pptx
 
ECLEROSE 2.pptx
ECLEROSE 2.pptxECLEROSE 2.pptx
ECLEROSE 2.pptx
 
Epilepsia
 Epilepsia  Epilepsia
Epilepsia
 
Psicologia Lesões do snc.pptx (Neuroanat
Psicologia Lesões do snc.pptx (NeuroanatPsicologia Lesões do snc.pptx (Neuroanat
Psicologia Lesões do snc.pptx (Neuroanat
 
Fisioterapia neurologia
Fisioterapia neurologiaFisioterapia neurologia
Fisioterapia neurologia
 

Epilepsia gabi ab

  • 1. EPILEPSIAS Acadêmica: Gabriela Alencar Bandeira 7° Período- Medicina Unimontes
  • 2. CONCEITOS * Doença neurológica crônica,caracterizada por crises epilépticas recorrentes, e que afeta aproximadamente 1% da população mundial. ( A Neurologia que todo médico deve saber- Ricardo Nitrini) * Crise epiléptica: Expressão clínica ou o sintoma de uma alteração súbita da eletricidade cerebral,caracterizada por manifestações motoras,sensoriais,cognitivas e autonômicas ou por uma sequencia delas.
  • 3. CONCEITOS * Convulsão: tipo de crise epiléptica caracterizada por ser TONICOCLÔNICA GENERALIZADA, antigamente conheci da por “Grande Mal”.
  • 4. CAUSAS DE CRISE EPILÉPTICA * Anormalidades congênitas ou lesões perinatais; * Febre * Distúrbios metabólicos; * Condições tóxicas; * Trauma; * Tumores ou outras lesões expansivas; * Doenças vasculares; * Doenças degenerativas; * Doenças infecciosas; * Idiopática
  • 5. COMPLEMENTANDO... * Epilepsia é uma patologia neurológica, caracterizada por crises epilépticas recorrentes ,desde que estas ocorram sem condições tóxicas , metabólicas ou febris.
  • 6. Conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), epilepsia é um distúrbio cerebral crônico, com várias etiologias possíveis, caracterizado por crises epilépticas recorrentes não desencadeadas por fator exógeno definido (ILAE, 1989).
  • 7. Causas das crises epilépticas Causas segundo a idade Neonatos Lactentes e crianças adolescentes Adultos jovens Adultos de mais idade e idosos Doença cerebrovascular Tumor cerebral Abstinência ao álcool Distúrbos metabólicos Doença de alzheimer e outras doenças degenerativas do SNC Idiopáticas Traumatismo Abstinência de álcool Drogas ilícitas Tumor cerebral Idiopáticas Traumatismo Distúrbios genéticos Infecção Tumor cerebral Drogas ilícitas idiopáticas Convulsões febris Distúrbios genéticos Infecção do SNC Distúrbios do desenvolvimento Traumatismo Idiopática Hipóxia e isquemia perinatais Traumatismo craniano e hemorragia Infecção aguda do SNC Distúrbios metabólicos Abstinência de fármacos Distúrbios do desenvolvimento e genéticos
  • 8. Fisiopatologia * Descargas neuronais excessivas ocasionadas por : - EXCESSO DE EXCITAÇÃO (glutamato) - FALTA DE INIBIÇÃO (gaba)
  • 12. O dano celular e as consequencias deletérias das crises epilépticas, particularmente das crises generalizadas com fenomenos motores importantes e duradouros, são decorrentes do afluxo de íons calcio durante a fase de despolarização e ativação de receptores de aa. Excitatórios ,promovendo NECROSE CELULAR APOPTÓTICA a longo prazo,configurando DANO CELULAR EXCITOTÓXICO.
  • 13. Quadro Clínico * Os sintomas de uma crise dependem das partes do cerebro envolvidas na disfunção. * A perda de consciência pode ocorrer quando as estruturas do SARA são acometidas.
  • 15. Classificação das crises epilépticas Parciais Generalizadas Descarga elétrica focal Áreas localizadas e isoladas do córtex cerebral Anormalidades estruturais... Descarga elétrica difusa Ambos os hemisférios Simetricamente simultaneamente Anormalidades celulares bioquímicas e estruturais com distribuição disseminada...
  • 16. Classificação das crises epilépticas The International League Against Epilepsy classification PARTIAL (focal) : - SIMPLE = consciousness NOT impaired - COMPLEX = consciousness impaired - Partial seizures -> to generalized seizures II. GENERALIZED ( convulsive and non-convulsive ) : - absence, myoclonic, clonic, tonic, clonic-tonic, atonic III. UNCLASSIFIED
  • 17. Pausa para os comerciais..
  • 18. Classificação das crises epilépticas * Generalizadas: - tonicoclonica - crises de ausencia - crises clonicas - crises tonicas - crises mioclonicas - crises atonicas - espasmos
  • 19. Tônicas * Contração muscular do tipo Tônico : contração muscular mantida durante segundos a minutos. As crises tônicas duram de 10 a 20seg e podem comprometer apenas a musculatura axial ou tambem as raízes do membros,ou entao todo o corpo configurando a crise TÔNICA GLOBAL.
  • 20. Clônicas Contração Clônica: Cada contração é seguida de um relaxamento,originando abalos musculares sucessivos. Caracterizam-se pela ocorrencia de abalos clônicos repetitivos com comprometimento da consciencia.
  • 21. Mioclônicas Contração mioclônica: Contrações musculares muito breves,semelhantes a choques. Caracterizada por contrações mioclonicas que podem afetar a musculatura facial, o tronco, uma extremidade, um musculo ou podem ser generalizadas. As crises freq. ocorrem após privação do sono ,ao despertar ou ao adormecer.
  • 22. ** Mioclonias palpebrais * Consistem em contrações rápidas das pálpebras ao fechamento dos olhos, o que ocasiona piscamento rápido de desvio do globo ocular para cima.
  • 23. Tonicoclônicas * São caracterizadas por perda abrupta de consciência com contração tônica e depois clônica do 4 membros, APNÉIA , LIBERAÇÃO ESFINCTERIANA , SIALORRÉIA E MORDEDURA DA LÍNGUA durante cerca de 1min. Na fase de contração tônica o ar pode ser expulso através da glote fechada, o que resulta no GRITO EPILÉPTICO!!! /o
  • 24. Atônicas * São crises caracterizadas por perda do tônus postural, promovendo queda lenta se o indivíduo estiver em pé. Uai.. E como diferenciar da síncope por hipoglicemia???
  • 25. Crises de Ausência * Breves episódios de comprometimento da consciência acompanhados por manifestações motoras muito discretas como automatismos orais ou manuais,piscamento,aumento ou diminuição do tônus muscular e sinais autonômicos. Duram cerca de 10 a 30 seg e apresentam início e término abrupto,ocorrendo em geral várias vezes ao dia.
  • 26.  
  • 27.  
  • 28.  
  • 29.  
  • 30.  
  • 31.  
  • 32. Essa não podia faltar,néh... ... ... ... ... Tcham tcham tcham ram...
  • 33.  
  • 34. Classificação das crises epilépticas * Crises Parciais: Simples Complexas Simples com generalização secundária
  • 35. E mais conceitos.. =) * Sintomas sensitivo- sensoriais : elementares ou + elaborados ( complexos) - elementares: aura(manifestação subjetiva que não pode ser detectada por um observador). Ex: visuais, auditivas, olfatórias,dor, sensações vicerais. - experienciais: consistem em alucinações que configuram experiências, cuja qualidade é similar àquelas experimentadas normalmente. Ex : deja vú, estados de sonho e alucinações complexas.
  • 36. Crises Focais As manifestações clínicas das crises focais são variáveis de acordo com sua origem. Resultam da ativação de circuitos cerebrais e seguem padrões relativamente estereotipados de acordo com as áreas envolvidas
  • 37. Crises do Lobo Temporal * É a + freq. no adulto ! * Tendem a seguir uma sequencia de eventos relativamente fixa: aura; reação de parada fixa do olhar; automatismos e alterações motoras contralaterais; automatismos complexos ou generalização.
  • 38. Crises do Lobo Frontal * 2° tipo mais comum no adulto dentre as focais. * Ocorre predominancia de fenômenos motores  giro pre-central = área motora primária. * Generalizações são comuns e auras são raras. * MARCHA JACKSONIANA
  • 39. Crises dos Lobos Parietal e Occipital * São as mais raras * Lobos envolvidos com funções sensoriais  sintomas.. Parietal: parestesias princ. em face e braço,freq. seguida de fenômenos motores dos membros envolvidos. Occipital : alucinações visuais ( luzes ,cores), perda visual ´crítica, freq são limitadas a um campo visual ( esq ou direito), alucinações complexas  deja vu... Nistagmo epiléptico,etc .
  • 40. Síndromes Epilépticas Associação de um ou vários tipos de crises epilépticas,padrões eletroencefalográficos, além de dados clinicos como idade de início,estado neurológico e aspectos genéticos e evolutivos, permite a definição de SINDROMES EPILÉPTICAS.
  • 41. Epilepsia parcial benigna da infância * Desaparece com a idade * Incidência:3-13 anos; pico:9 anos * Mais comum em meninos * Predisposição familiar * Crises motoras iniciadas em hemiface * Contrações da língua,formigamento da bochecha, disfagia e sialorréia * Comprometimento tônico-clônico das extremidades contralaterais * Pode ocorrer generalização secundária
  • 42. Epilepsias mioclônicas da infância * Contrações musculares simétricas, com perda do tônus muscular e quedas ou projeção do corpo do paciente para frente * Movimentos mioclônicos em tronco, pescoço e extremidades * EEG normal * Excelente prognóstico * Crises desaparecem aos 2 anos * Antiepiléptico não está indicado
  • 43. Epilepsia mioclônica juvenil (Síndrome de Jans) * Início por volta de 12 a 16 anos * Abalos mioclônicos pela manhã * Exame neurológico normal
  • 44. Espasmos infantis-Síndrome de West * Início aos 4 a 8 meses de idade * Contrações simétricas do pescoço, tronco e extremidades * Duram minutos e se repetem * Criança sem história pregressa de complicações no parto e com desenvovimento anormal * Tratamento com glicocorticóides ou ACTH exógeno
  • 45. Diagnóstico * Basicamente clinico : anamnese.. * EEG * RNM * TC
  • 47. Tratamento Mecanismos Gerais dos antiepilépticos: 1) Potencialização da ação do GABA 2) Inibição da função dos canais de sodio e calcio 3) Ações em receptores excitarórios
  • 51.  
  • 52. Tratamento O passo inicial e decisivo no sucesso da utilização de drogas anticonvulsivantes parte de um diagnóstico correto de epilepsia e DO TIPO DE CRISE EM QUESTAO! * Monoterapia.
  • 53. Tratamento * Crise Generalizada tonico-clonica: carbamazepina(Tegretol) e Fenitoína (Hidantal). * Crise de Ausência: valproato(Depakene) e etossuximida,clonazepam. * Crises Parciais : carbamazepina,fenitoina,valproato,lamotrigina. *Crises Mioclônicas: clonazepam,valproato,lamotrigina.
  • 54.  
  • 55. “ Chega” por hj,neh.. ^^ Obrigada!! =)
  • 56. R e f e r ê n c i a s * A Neurologia que todo médico deve saber: Ricardo Nitrini * Farmacologia :Penildon * Rotinas em Neurologia e Neurocirurgia: Marco Antonio Stefani *Neurologia : Netter