SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Baixar para ler offline
Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos
1
A Logística
Definição
2
segundo Carvalho, 2002, p. 31
Atividades da Logística
3
entre as Atividades
da Logística, estão
4
Cadeia de Suprimentos
Cadeia de Suprimentos
SCM - Supply Chain Management (Gerenciamento da Cadeia de Sup.)
Significado SCM
Exemplificação Gráfica
5
Exemplo 1
Impacto da Logística: Imaginando uma demanda de 100 litros de sucos de laranja:
Cadeia de suprimentos de suco de laranja concentrado:
6
•Globalização
O Atual Cenário no Ambiente de Negócios
•Aldeia Global » Realidade
•Desenvolvimento Tecnológico
•Demanda de novos mercados
•Formação de Blocos Econômicos
•Quebra de Barreiras Alfandegárias
•Grande Concorrência
Novo Ambiente de Negócios
Supply Chain Management » Alianças e terceirizações
Surge novas formas de Relacionamento Inter-firmas. O advento da integração,
colaboração e interdependência propiciada pela tecnologia da informação.
7
Novo Ambiente de Negócios
É uma abordagem de gestão empresarial voltada a oferecer o máximo de valor
agregado nos produtos e serviços ao cliente e o máximo de retorno sobre o
investimento do ativo fixo (o investimento das organizações no negócio), através da
gestão efetiva e otimizada dos fluxos de materiais, produtos, informações e recursos
financeiros, de extremo a extremo da cadeia (do início ao fim da área de atividade),
desde as fontes de suprimentos até o consumidor final.
Supply Chain Management
A cadeia de suprimentos é uma rede de vários negócios e relações entre diversas
empresas. A gestão da cadeia de suprimentos, está relacionada à maneira pela qual
as relações e a integração entre os elos da cadeia, a tomada decisão, o
compartilhamento das informações e o gerenciamento das operações ocorrem.
É a integração de todos os componentes da cadeia de negócios, sem verticalizar
(assumir a operação) as atividades, mas com a focalização (dedicação ao que é
importante) de cada empresa em seu negócio principal.
8
Funcionamento de uma cadeia de suprimentos
Para atender a estes requisitos de satisfação, a detentora da marca do produto
(cerveja em lata de alumínio) deverá exercitar um processo de negociação no
modelo ganha-ganha com toda a cadeia envolvida no processo de suprimento de
nosso consumidor de cerveja em lata.
Ganha-ganha
Vejamos o exemplo do consumidor de cerveja em lata de alumínio. Seu perfil, como
consumidor, se pesquisarmos em maiores detalhes, busca sua satisfação:
•no sabor do produto;
•na fácil disponibilidade de aquisição para não manter estoques em sua residência;
•no preço de compra.
9
Funcionamento de uma cadeia de suprimentos ganha-ganha, através da
integração logística
A integração logística
Os atores envolvidos neste processo de abastecimento são:
1. redes de varejo que comercializam seus produtos;
2. fornecedores da indústria de cerveja (lata de alumínio, cevada, água,
equipamentos etc.);
3. distribuidores autorizados dos produtos desta indústria de cerveja;
4. fornecedores de insumos aos fornecedores da indústria de cerveja (alumínio em
folha, equipamentos etc.).
Esta cadeia relativamente simples no seu conceito pode integrar dezenas de
empresas em uma só atividade: produção, distribuição e comercialização de cerveja
em lata de alumínio.
10
Funcionamento de uma cadeia de suprimentos ganha-ganha, através da
integração logística
A integração logística
O processo deverá atender a requisitos básicos da necessidade dos clientes, como
vimos acima, mas buscando otimização operacional em toda a cadeia, principalmente
na redução dos níveis de estoques e na operação logística envolvida.
O Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos se dá por técnicas que não visam à
“verticalização” das atividades (atividades sendo realizadas por um só agente da cadeia
— ex.: a indústria de cerveja fabricar a lata de alumínio ou montar lojas para vender a
mesma diretamente ao consumidor final).
Mas sim identificando as oportunidades de desenvolvimento de soluções e de
otimizações na cadeia, através da “horizontalização”, gerando melhor atendimento ao
cliente e, conseqüentemente, um diferencial competitivo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logisticaJAILTONBORGES
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de comprasDanilo Pires
 
Logística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicaoLogística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicaoElvis Bruno
 
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoLogística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoWeNova Consulting
 
Logística e cadeia de suprimento
Logística e cadeia de suprimentoLogística e cadeia de suprimento
Logística e cadeia de suprimentoJader Windson
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoCharles Rebouças
 
Aula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De EstoquesAula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De EstoquesVinícius Luiz
 
recebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.pptrecebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.pptMarcelo370708
 

Mais procurados (20)

Introdução logistica
Introdução logisticaIntrodução logistica
Introdução logistica
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Logística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicaoLogística de armazenagem e distribuicao
Logística de armazenagem e distribuicao
 
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De InformaçãoLogística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
Logística Empresarial - Processamento De Pedidos E Sistemas De Informação
 
Logística Reversa
Logística ReversaLogística Reversa
Logística Reversa
 
Logística e cadeia de suprimento
Logística e cadeia de suprimentoLogística e cadeia de suprimento
Logística e cadeia de suprimento
 
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICAAula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
Aula FUNDAMENTOS DA LOGISTICA
 
Supply Chain
Supply ChainSupply Chain
Supply Chain
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
 
Compras logística
Compras logísticaCompras logística
Compras logística
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
 
Logistica empresarial
Logistica empresarialLogistica empresarial
Logistica empresarial
 
Aula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De EstoquesAula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De Estoques
 
Aula 1 - Compras.pptx
Aula 1 - Compras.pptxAula 1 - Compras.pptx
Aula 1 - Compras.pptx
 
Gestão de compras
Gestão de comprasGestão de compras
Gestão de compras
 
Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM -
Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM - Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM -
Logística - Cadeia de Suprimentos - SCM -
 
Aulas logística 1
Aulas logística 1Aulas logística 1
Aulas logística 1
 
recebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.pptrecebimento-e-expedicao.ppt
recebimento-e-expedicao.ppt
 
Administração de materiais
Administração de materiaisAdministração de materiais
Administração de materiais
 
2 slides - gestão de estoques
2   slides - gestão de estoques2   slides - gestão de estoques
2 slides - gestão de estoques
 

Semelhante a Logística e SCM na cadeia de suprimentos

Cadeia de suprementos 20.01.pptx
Cadeia de suprementos 20.01.pptxCadeia de suprementos 20.01.pptx
Cadeia de suprementos 20.01.pptxValquiria Jaques
 
Administração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e LogisticaAdministração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e Logisticadouglas
 
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)Mauricio Mota da Silva
 
O brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valorO brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valorFernando Alcoforado
 
Resumo geral logística turma 04 aux. adm
Resumo geral logística   turma 04 aux. admResumo geral logística   turma 04 aux. adm
Resumo geral logística turma 04 aux. admMaximus Maylson
 
Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...
Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...
Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...Everton Souza
 
Estudo de Caso LOGÍSTICA A Logistica Enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA  A Logistica EnxutaEstudo de Caso LOGÍSTICA  A Logistica Enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA A Logistica EnxutaProfessor Sérgio Duarte
 
Estudo de Caso LOGÍSTICA kleber a log+¡stica enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA  kleber a log+¡stica enxutaEstudo de Caso LOGÍSTICA  kleber a log+¡stica enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA kleber a log+¡stica enxutaProfessor Sérgio Duarte
 
Aula Logística Empresarial Integrada I
Aula Logística Empresarial Integrada IAula Logística Empresarial Integrada I
Aula Logística Empresarial Integrada IWilian Gatti Jr
 
15 slides artigo slideshare sistema processos logístico lean jan2014
15  slides  artigo slideshare sistema processos logístico lean  jan201415  slides  artigo slideshare sistema processos logístico lean  jan2014
15 slides artigo slideshare sistema processos logístico lean jan2014delano chaves gurgel do amaral
 
Capítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samara
Capítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samaraCapítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samara
Capítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samararohideki85
 
Aula 7 si_log_S
Aula 7 si_log_SAula 7 si_log_S
Aula 7 si_log_Smifarias
 
Logística e Negócio Electrónico
Logística e Negócio ElectrónicoLogística e Negócio Electrónico
Logística e Negócio Electróniconesi
 
A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...
A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...
A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...Universidade de São Paulo (EEL USP)
 
Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]
Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]
Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]SAP Ariba
 

Semelhante a Logística e SCM na cadeia de suprimentos (20)

Cadeia de suprementos 20.01.pptx
Cadeia de suprementos 20.01.pptxCadeia de suprementos 20.01.pptx
Cadeia de suprementos 20.01.pptx
 
Administração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e LogisticaAdministração da Produção - Supply Chain e Logistica
Administração da Produção - Supply Chain e Logistica
 
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
SCM - Supply Chain Management (Gestão da cadeia de suprimentos)
 
O brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valorO brasil e as cadeias globais de valor
O brasil e as cadeias globais de valor
 
Resumo geral logística turma 04 aux. adm
Resumo geral logística   turma 04 aux. admResumo geral logística   turma 04 aux. adm
Resumo geral logística turma 04 aux. adm
 
Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...
Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...
Capítulo 08 - Conquistando excelência operacional e intimidade com o cliente:...
 
Suprimentos
SuprimentosSuprimentos
Suprimentos
 
Estudo de Caso LOGÍSTICA A Logistica Enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA  A Logistica EnxutaEstudo de Caso LOGÍSTICA  A Logistica Enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA A Logistica Enxuta
 
Estudo de Caso LOGÍSTICA kleber a log+¡stica enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA  kleber a log+¡stica enxutaEstudo de Caso LOGÍSTICA  kleber a log+¡stica enxuta
Estudo de Caso LOGÍSTICA kleber a log+¡stica enxuta
 
si
 si si
si
 
Aula Logística Empresarial Integrada I
Aula Logística Empresarial Integrada IAula Logística Empresarial Integrada I
Aula Logística Empresarial Integrada I
 
Lean Supply Chain Management
Lean Supply Chain ManagementLean Supply Chain Management
Lean Supply Chain Management
 
15 slides artigo slideshare sistema processos logístico lean jan2014
15  slides  artigo slideshare sistema processos logístico lean  jan201415  slides  artigo slideshare sistema processos logístico lean  jan2014
15 slides artigo slideshare sistema processos logístico lean jan2014
 
Capítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samara
Capítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samaraCapítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samara
Capítulo 16 ana beatriz, rodrigo e samara
 
Aula 7 si_log_S
Aula 7 si_log_SAula 7 si_log_S
Aula 7 si_log_S
 
almoxarife.pptx
almoxarife.pptxalmoxarife.pptx
almoxarife.pptx
 
Logística e Negócio Electrónico
Logística e Negócio ElectrónicoLogística e Negócio Electrónico
Logística e Negócio Electrónico
 
Gestao de cadeia de suprimento
Gestao de cadeia de suprimentoGestao de cadeia de suprimento
Gestao de cadeia de suprimento
 
A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...
A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...
A Simulação como Ferramenta de Apoio às Decisões da Cadeia de Suprimentos: Pr...
 
Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]
Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]
Votorantim Metais e sua trajetória com a Ariba Network [São Paulo]
 

Mais de Willian dos Santos Abreu (14)

Tipos de Embalagens
Tipos de EmbalagensTipos de Embalagens
Tipos de Embalagens
 
Produto - FVG
Produto - FVGProduto - FVG
Produto - FVG
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
 
Custos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - ConceitosCustos Logísticos - Conceitos
Custos Logísticos - Conceitos
 
PIS e COFINS Empresas Logisticas
PIS e COFINS Empresas LogisticasPIS e COFINS Empresas Logisticas
PIS e COFINS Empresas Logisticas
 
Lucro Real
Lucro RealLucro Real
Lucro Real
 
Introdução Tributos e Taxas Custos Logisticos
Introdução Tributos e Taxas Custos LogisticosIntrodução Tributos e Taxas Custos Logisticos
Introdução Tributos e Taxas Custos Logisticos
 
E | Estatística
E | EstatísticaE | Estatística
E | Estatística
 
Supply Chain Management
Supply Chain ManagementSupply Chain Management
Supply Chain Management
 
Relação Fornecedor Cliente
Relação Fornecedor ClienteRelação Fornecedor Cliente
Relação Fornecedor Cliente
 
Logística de Suprimentos
Logística de SuprimentosLogística de Suprimentos
Logística de Suprimentos
 
Logistica Internacional
Logistica InternacionalLogistica Internacional
Logistica Internacional
 
Logistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - SlidesLogistica de Transportes - Slides
Logistica de Transportes - Slides
 
A logística
A logísticaA logística
A logística
 

Último

CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 

Último (20)

CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 

Logística e SCM na cadeia de suprimentos

  • 1. Cadeia de SuprimentosCadeia de Suprimentos 1
  • 3. Atividades da Logística 3 entre as Atividades da Logística, estão
  • 4. 4 Cadeia de Suprimentos Cadeia de Suprimentos SCM - Supply Chain Management (Gerenciamento da Cadeia de Sup.) Significado SCM Exemplificação Gráfica
  • 5. 5 Exemplo 1 Impacto da Logística: Imaginando uma demanda de 100 litros de sucos de laranja: Cadeia de suprimentos de suco de laranja concentrado:
  • 6. 6 •Globalização O Atual Cenário no Ambiente de Negócios •Aldeia Global » Realidade •Desenvolvimento Tecnológico •Demanda de novos mercados •Formação de Blocos Econômicos •Quebra de Barreiras Alfandegárias •Grande Concorrência Novo Ambiente de Negócios Supply Chain Management » Alianças e terceirizações Surge novas formas de Relacionamento Inter-firmas. O advento da integração, colaboração e interdependência propiciada pela tecnologia da informação.
  • 7. 7 Novo Ambiente de Negócios É uma abordagem de gestão empresarial voltada a oferecer o máximo de valor agregado nos produtos e serviços ao cliente e o máximo de retorno sobre o investimento do ativo fixo (o investimento das organizações no negócio), através da gestão efetiva e otimizada dos fluxos de materiais, produtos, informações e recursos financeiros, de extremo a extremo da cadeia (do início ao fim da área de atividade), desde as fontes de suprimentos até o consumidor final. Supply Chain Management A cadeia de suprimentos é uma rede de vários negócios e relações entre diversas empresas. A gestão da cadeia de suprimentos, está relacionada à maneira pela qual as relações e a integração entre os elos da cadeia, a tomada decisão, o compartilhamento das informações e o gerenciamento das operações ocorrem. É a integração de todos os componentes da cadeia de negócios, sem verticalizar (assumir a operação) as atividades, mas com a focalização (dedicação ao que é importante) de cada empresa em seu negócio principal.
  • 8. 8 Funcionamento de uma cadeia de suprimentos Para atender a estes requisitos de satisfação, a detentora da marca do produto (cerveja em lata de alumínio) deverá exercitar um processo de negociação no modelo ganha-ganha com toda a cadeia envolvida no processo de suprimento de nosso consumidor de cerveja em lata. Ganha-ganha Vejamos o exemplo do consumidor de cerveja em lata de alumínio. Seu perfil, como consumidor, se pesquisarmos em maiores detalhes, busca sua satisfação: •no sabor do produto; •na fácil disponibilidade de aquisição para não manter estoques em sua residência; •no preço de compra.
  • 9. 9 Funcionamento de uma cadeia de suprimentos ganha-ganha, através da integração logística A integração logística Os atores envolvidos neste processo de abastecimento são: 1. redes de varejo que comercializam seus produtos; 2. fornecedores da indústria de cerveja (lata de alumínio, cevada, água, equipamentos etc.); 3. distribuidores autorizados dos produtos desta indústria de cerveja; 4. fornecedores de insumos aos fornecedores da indústria de cerveja (alumínio em folha, equipamentos etc.). Esta cadeia relativamente simples no seu conceito pode integrar dezenas de empresas em uma só atividade: produção, distribuição e comercialização de cerveja em lata de alumínio.
  • 10. 10 Funcionamento de uma cadeia de suprimentos ganha-ganha, através da integração logística A integração logística O processo deverá atender a requisitos básicos da necessidade dos clientes, como vimos acima, mas buscando otimização operacional em toda a cadeia, principalmente na redução dos níveis de estoques e na operação logística envolvida. O Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos se dá por técnicas que não visam à “verticalização” das atividades (atividades sendo realizadas por um só agente da cadeia — ex.: a indústria de cerveja fabricar a lata de alumínio ou montar lojas para vender a mesma diretamente ao consumidor final). Mas sim identificando as oportunidades de desenvolvimento de soluções e de otimizações na cadeia, através da “horizontalização”, gerando melhor atendimento ao cliente e, conseqüentemente, um diferencial competitivo.