SlideShare uma empresa Scribd logo
PMBOK – Guide
Leonardo Silva
Lucas Mello
Luciano Silva
Gerenciamento de Custos
O gerenciamento de custos do projeto inclui os
processos envolvidos em planejamento, estimativa,
orçamentação e controle de custos, de modo que seja
possível terminar o projeto dentro do orçamento
aprovado.
Ocorre pelo menos uma vez em todos os projetos
Em uma ou mais fazes do projeto
Gerenciamento de Custos
Pode estabelecer:
Nível de precisão
Unidade de medida
Ligações entre procedimentos organizacionais
Limites de controle
Regras do valor agregado
Formatos de relatório
Descrições de processos
Gerenciamento de Custos
Estimativa de custos
Fornece uma estimativa dos custos necessários para a
realização do projeto
Orçamentação
Agregação dos custos estimados de atividades
individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma
linha de base dos custos.
Controle de custos
Controle dos fatores que criam as variações de custos e
controle das mudanças no orçamento do projeto.
Visão Geral
Fluxograma de processos
Estimativa de Custo
Estimativas de Custos
• Atividade que visa desenvolver uma aproximação dos
custos e dos recursos necessários para terminar as
atividades
• Nessas estimativas são consideradas possíveis causas
de variação das estimativas (incluindo os riscos)
• Os custos são expressos em unidades de moeda para
facilitar as comparações dentro de projetos e entre
eles
Visão Geral
Entradas [1]
• Fatores ambientais da empresa
– Condições de Mercado
– Banco de dados comerciais
• Processos organizacionais
– Políticas de estimativas
– Modelos de estimativas
– Informações históricas
– Arquivos do projeto
– Conhecimento da equipe do projeto
– Lições aprendidas
Entradas [2]
Escopo do projeto
Estrutura analítica do projeto (EAP)
Dicionário da EAP
Plano de gerenciamento do projeto
Plano de gerenciamento do cronograma
Plano de gerenciamento de pessoal
Riscos
Ferramentas e Técnicas [1]
Estimativa Análoga
Consiste em usar o custo real dos projetos anteriores
semelhantes como base para estimar os custos do
projeto atual
É freqüentemente usado para estimar custos em fases
iniciais
Opinião especializada
Custa menos
Menos preciso
Ferramentas e Técnicas [2]
Determinar os valores de custos de recursos
Consiste em determinar o custo unitário de cada
recurso (custo de funcionário por hora, custo de
material a granel por metro cúbico) a fim de estimar
custos das atividades do cronograma
Coleta de cotações é um método de obtenção de valores
Ferramentas e Técnicas [3]
Estimativa “bottom-up”
Estimativa dos custos de pacotes de trabalho
individuais ou de atividades do cronograma individuais
com o nível mais baixo de detalhes.
Esses custos detalhados são, então, sumarizados,
restando apenas os níveis mais altos para fins de
distribuição de informações e acompanhamento.
Ferramentas e Técnicas [4]
Estimativa Paramétrica
Resumo das Etapas para Produção e
Utilização de um Modelo Paramétrico
de Custo
Estimativa Paramétrica
Utiliza uma relação
estatística entre dados
históricos e outras variáveis
(por exemplo, linhas de
código) para calcular uma
estimativa de custos para um
recurso de uma atividade
Ferramentas e Técnicas [5]
Análise de proposta de fornecedor
Análise das reservas
Custo da qualidade
Ferramentas e Técnicas [6]
Software de Gerenciamento de Projetos
Software para estimativas de custos
Planilhas computadorizadas
Ferramentas estatísticas e de simulação
Saídas
Estimativas de custos da atividade
Avaliação quantitativa dos custos
Detalhes que dão suporte à estimativa de custos da
atividade
Mudanças solicitadas
Plano de gerenciamento de custos (atualizações)
Orçamentação
Objetivos
Envolve a agregação dos custos estimados de
atividades do cronograma individuais ou pacotes
de trabalho para estabelecer uma linha de base
dos custos totais para a medição do desempenho
do projeto
As estimativas de custos da atividade do
cronograma ou do pacote de trabalho são
preparadas antes das solicitações de orçamento
detalhado e da autorização do trabalho
Visão Geral
Entradas [1]
Declaração do escopo do projeto
As limitações periódicas formais dos gastos de recursos
financeiros do projeto
 Termo de abertura do projeto / Contrato
Entradas [2]
Estrutura Analítica do Projeto
Relação entre componentes do projeto
Dicionário da EAP
Documento gerado pelo processo “Criar EAP”
Entradas [3]
Estimativa de custos da atividade
 Atividades -> Pacote de trabalho
Detalhes que dão suporte à estimativa de custos da
atividade
Descrição do escopo do trabalho do projeto da
atividade do cronograma
Indicação do intervalo de estimativas possíveis
Entradas [4]
Cronograma do projeto
Datas de início e de término planejadas para atividades
do cronograma
Calendário de recursos
Datas em que recursos estarão disponíveis
Entradas [5]
Contrato
Limitação periódica no gasto de recursos financeiros
Quais produtos, serviços ou resultados foram
comprados (e seus custos)
Plano de gerenciamento de custos
Ferramentas e técnicas [1]
Agregação de custos
 Atividades -> Pacotes de trabalho
 Pacotes de trabalho -> Projeto
Análise de reservas
Reservas para contigências
Resultam de riscos
Deve-se obter aprovação antes de gastar
Ferramentas e técnicas [2]
Estimativa paramétrica
Envolve o uso de características do projeto
(parâmetros) em um modelo matemático para prever os
custos totais do projeto
Existe maior probabilidade de que eles sejam confiáveis
quando:
 As informações históricas usadas para desenvolver o modelo
são precisas
 Os parâmetros usados no modelo são prontamente
quantificáveis
 O modelo é escalável
Ferramentas e técnicas [3]
Reconciliação dos limites de financiamento
Grandes variações nos gastos periódicos são geralmente
indesejáveis
Exigirá que os cronogramas do trabalho sejam ajustados
Alterações nos cronogramas podem afetar a alocação de
recursos
Saídas [1]
Linha de base dos custos
Orçamento dividido em fases
Geralmente é exibida na forma de uma curva “S”
Em projetos grande podem haver várias linhas de base
dos custos
Necessidade de financiamento
Saídas [2]
Saídas [3]
Atualizações no plano de gerenciamento de custos
Solicitações de mudança aprovadas
Mudanças solicitadas
Processadas para revisão
Controle de Custos
Objetivos [1]
Controlar os fatores que criam mudanças na linha de
base dos custos
Garantir acordo com relação às mudanças solicitadas
Registrar todas as mudanças adequadas
Monitorar mudanças
Objetivos [2]
Evitar que mudanças incorretas, inadequadas ou não
aprovadas sejam incluídas nos custos
Garantir que estouros nos custos não ultrapassem o
financiamento autorizado
Manter estouros nos custos dentro dos limites
aceitáveis
Entradas [1]
Linha de base dos custos
Necessidade de financiamento do projeto
Relatórios de desempenho
Informações sobre o desempenho do trabalho:
Entregas terminadas e não terminadas
Custos autorizados e incorridos
Estimativas de término das atividades do cronograma
Percentual das atividades do cronograma concluídas
Entradas [2]
Solicitações de mudanças aprovadas
Plano de gerenciamento do projeto
Ferramentas e técnicas [1]
Sistema de controle de mudança nos custos
Formulários
Documentação
Sistemas de acompanhamento
Níveis de aprovação
Ferramentas e técnicas [2]
Análise de medição de desempenho
Técnica do valor agregado (TVA)
 Valor planejado (VP)
 Valor agregado (VA)
 Custo real (CR)
 Variação de custos (VC = VA - CR)
 Variação de prazos (VP = VA - VP)
 Índice de desempenho de custos (IDC = VA / CR)
 Índice de desempenho de prazos (IDP = VA / VP)
Ferramentas e técnicas [4]
Previsão
Informações disponíves, desempenho do trabalho
Avaliação de esforço de término
Estimativa para terminar (EPT)
 Nova estimativa
 Variações atípicas (ONT - VA cumulativo)
 Variações típicas ((ONT - VA cumulativo) / IDC cumulativo)
Estimativa no término (ENT)
 Nova estimativa (CR cumulativo + EPT)
 Usando o orçamento restante (CR cumulativo + ONT - VA)
 Usando IDC (CR cumulativo + ((ONT - VA)/IDC cumulativo))
Ferramentas e técnicas [5]
Análises de desempenho do projeto
Análise da variação
Análise das tendências
Técnica do valor agregado
Software de gerenciamento de projetos
Gerenciamento das variações
Saídas
Estimativas de custos (atualizações)
Linha de base dos custos (atualizações)
Medições de desempenho
Previsão de término
Mudanças solicitadas
Ações corretivas recomendadas
Ativos de processos organizacionais
(atualizações)
Plano de gerenciamento do projeto (atualizações)
Custo pmbok

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pmbok
PmbokPmbok
Pmbok
PmbokPmbok
Pmbok
lcbj
 
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02
thomasdacosta
 
CMMI
CMMICMMI
Planejamento De Projetos
Planejamento De ProjetosPlanejamento De Projetos
Planejamento De Projetos
Ricardo Martins Neves
 
Plano de gerenciamento do cronograma (2)
Plano de gerenciamento do cronograma (2)Plano de gerenciamento do cronograma (2)
Plano de gerenciamento do cronograma (2)
Flavia Skilhan Lopes
 
Governança de TI.pptx
Governança de TI.pptxGovernança de TI.pptx
Governança de TI.pptx
ssusera0a510
 
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção IIAula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
HealthMinds Academy
 
EAP - Estrutura analítica de projetos
EAP -  Estrutura analítica de projetosEAP -  Estrutura analítica de projetos
EAP - Estrutura analítica de projetos
Aragon Vieira
 
Gerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracaoGerenciamento de integracao
Aula 9 - Sistemas de Produção
Aula 9 - Sistemas de ProduçãoAula 9 - Sistemas de Produção
Aula 9 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
CMM e CMMI
CMM e CMMICMM e CMMI
Indicadores para PMO
Indicadores para PMOIndicadores para PMO
Indicadores para PMO
kellytatiana
 
Gerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rh
Gerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rhGerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rh
Gerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rh
Fernando Palma
 
Gerenciamento de riscos - PMBOK
Gerenciamento de riscos - PMBOKGerenciamento de riscos - PMBOK
Gerenciamento de riscos - PMBOK
Priscila Antunes
 
REDE PERT CPM
REDE PERT CPMREDE PERT CPM
REDE PERT CPM
Cássio Gonçalves
 
Apresentação do ERP
Apresentação do ERPApresentação do ERP
Apresentação do ERP
Murilojose10
 
Teoria das Filas
Teoria das FilasTeoria das Filas
Teoria das Filas
Juliano Flores
 
Gerenciamento das aquisições do projeto
Gerenciamento das aquisições do projetoGerenciamento das aquisições do projeto
Gerenciamento das aquisições do projeto
Jarbas Pereira
 

Mais procurados (20)

Pmbok
PmbokPmbok
Pmbok
 
Pmbok
PmbokPmbok
Pmbok
 
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02
Algoritmos e Estrutura de Dados - Aula 02
 
CMMI
CMMICMMI
CMMI
 
Planejamento De Projetos
Planejamento De ProjetosPlanejamento De Projetos
Planejamento De Projetos
 
Plano de gerenciamento do cronograma (2)
Plano de gerenciamento do cronograma (2)Plano de gerenciamento do cronograma (2)
Plano de gerenciamento do cronograma (2)
 
Governança de TI.pptx
Governança de TI.pptxGovernança de TI.pptx
Governança de TI.pptx
 
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção IIAula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
Aula 3 - Planejamento e Controle da Produção II
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
 
EAP - Estrutura analítica de projetos
EAP -  Estrutura analítica de projetosEAP -  Estrutura analítica de projetos
EAP - Estrutura analítica de projetos
 
Gerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracaoGerenciamento de integracao
Gerenciamento de integracao
 
Aula 9 - Sistemas de Produção
Aula 9 - Sistemas de ProduçãoAula 9 - Sistemas de Produção
Aula 9 - Sistemas de Produção
 
CMM e CMMI
CMM e CMMICMM e CMMI
CMM e CMMI
 
Indicadores para PMO
Indicadores para PMOIndicadores para PMO
Indicadores para PMO
 
Gerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rh
Gerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rhGerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rh
Gerenciamento de Projetos PMBOK cap9 rh
 
Gerenciamento de riscos - PMBOK
Gerenciamento de riscos - PMBOKGerenciamento de riscos - PMBOK
Gerenciamento de riscos - PMBOK
 
REDE PERT CPM
REDE PERT CPMREDE PERT CPM
REDE PERT CPM
 
Apresentação do ERP
Apresentação do ERPApresentação do ERP
Apresentação do ERP
 
Teoria das Filas
Teoria das FilasTeoria das Filas
Teoria das Filas
 
Gerenciamento das aquisições do projeto
Gerenciamento das aquisições do projetoGerenciamento das aquisições do projeto
Gerenciamento das aquisições do projeto
 

Semelhante a Custo pmbok

Pmbok custos
Pmbok custosPmbok custos
Pmbok custos
Regiane Rezende
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemploPlano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Rudileine Fonseca
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemploPlano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Rudileine Fonseca
 
87 pmbok cap7 custo
87   pmbok cap7 custo87   pmbok cap7 custo
87 pmbok cap7 custo
Fernando Palma
 
Administração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazoAdministração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazo
Ciro Lopes
 
Aula 15 parte 1 conceitos e métodos
Aula 15   parte 1 conceitos e métodosAula 15   parte 1 conceitos e métodos
Aula 15 parte 1 conceitos e métodos
Felipe Petit
 
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Nilton Cesar Araruna
 
07 pmbok5 cap07 custo
07   pmbok5 cap07 custo07   pmbok5 cap07 custo
07 pmbok5 cap07 custo
Evandro Madeira
 
Aula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de ProjetosAula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de Projetos
Fernando Dantas
 
07 custo pitagoras
07 custo    pitagoras07 custo    pitagoras
07 custo pitagoras
fernandao777
 
15 gerenciamento de projetos
15 gerenciamento de projetos15 gerenciamento de projetos
15 gerenciamento de projetos
Art IT
 
Gerenciamento de tempo em projetos
Gerenciamento de tempo em projetosGerenciamento de tempo em projetos
Gerenciamento de tempo em projetos
Sandro H. Oliveira, MBA
 
Fundamentos da Gestão de Projetos
Fundamentos da Gestão de ProjetosFundamentos da Gestão de Projetos
Fundamentos da Gestão de Projetos
Sandro H. Oliveira, MBA
 
Apresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - pt
Apresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - ptApresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - pt
Apresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - pt
Paulo Fernandes
 
Curso de APF - Básico
Curso de APF - BásicoCurso de APF - Básico
Curso de APF - Básico
Marcus Costa
 
MsProject.pptx
MsProject.pptxMsProject.pptx
MsProject.pptx
Ricardo Santos
 
gerenciamento de projetos II
gerenciamento de projetos IIgerenciamento de projetos II
gerenciamento de projetos II
Wagner Santiago
 
Aula 5
Aula 5Aula 5
Conceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GPConceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GP
joao87vidal
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidade
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadePlano+de+gerenciamento+da+qualidade
Plano+de+gerenciamento+da+qualidade
leopaiva217101
 

Semelhante a Custo pmbok (20)

Pmbok custos
Pmbok custosPmbok custos
Pmbok custos
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemploPlano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemploPlano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadev exemplo
 
87 pmbok cap7 custo
87   pmbok cap7 custo87   pmbok cap7 custo
87 pmbok cap7 custo
 
Administração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazoAdministração de tempo e prazo
Administração de tempo e prazo
 
Aula 15 parte 1 conceitos e métodos
Aula 15   parte 1 conceitos e métodosAula 15   parte 1 conceitos e métodos
Aula 15 parte 1 conceitos e métodos
 
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
Gerenciamento dos custos do projeto(Grupo 4)
 
07 pmbok5 cap07 custo
07   pmbok5 cap07 custo07   pmbok5 cap07 custo
07 pmbok5 cap07 custo
 
Aula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de ProjetosAula 2 - Gestão de Projetos
Aula 2 - Gestão de Projetos
 
07 custo pitagoras
07 custo    pitagoras07 custo    pitagoras
07 custo pitagoras
 
15 gerenciamento de projetos
15 gerenciamento de projetos15 gerenciamento de projetos
15 gerenciamento de projetos
 
Gerenciamento de tempo em projetos
Gerenciamento de tempo em projetosGerenciamento de tempo em projetos
Gerenciamento de tempo em projetos
 
Fundamentos da Gestão de Projetos
Fundamentos da Gestão de ProjetosFundamentos da Gestão de Projetos
Fundamentos da Gestão de Projetos
 
Apresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - pt
Apresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - ptApresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - pt
Apresentacao myTeamforbusiness - controlo de tempos e despesas - pt
 
Curso de APF - Básico
Curso de APF - BásicoCurso de APF - Básico
Curso de APF - Básico
 
MsProject.pptx
MsProject.pptxMsProject.pptx
MsProject.pptx
 
gerenciamento de projetos II
gerenciamento de projetos IIgerenciamento de projetos II
gerenciamento de projetos II
 
Aula 5
Aula 5Aula 5
Aula 5
 
Conceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GPConceitos gerais de GP
Conceitos gerais de GP
 
Plano+de+gerenciamento+da+qualidade
Plano+de+gerenciamento+da+qualidadePlano+de+gerenciamento+da+qualidade
Plano+de+gerenciamento+da+qualidade
 

Último

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Pedro Luis Moraes
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdfAula Contrato Individual de Trabalho .pdf
Aula Contrato Individual de Trabalho .pdf
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Custo pmbok

  • 1. PMBOK – Guide Leonardo Silva Lucas Mello Luciano Silva
  • 2. Gerenciamento de Custos O gerenciamento de custos do projeto inclui os processos envolvidos em planejamento, estimativa, orçamentação e controle de custos, de modo que seja possível terminar o projeto dentro do orçamento aprovado. Ocorre pelo menos uma vez em todos os projetos Em uma ou mais fazes do projeto
  • 3. Gerenciamento de Custos Pode estabelecer: Nível de precisão Unidade de medida Ligações entre procedimentos organizacionais Limites de controle Regras do valor agregado Formatos de relatório Descrições de processos
  • 4. Gerenciamento de Custos Estimativa de custos Fornece uma estimativa dos custos necessários para a realização do projeto Orçamentação Agregação dos custos estimados de atividades individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base dos custos. Controle de custos Controle dos fatores que criam as variações de custos e controle das mudanças no orçamento do projeto.
  • 8. Estimativas de Custos • Atividade que visa desenvolver uma aproximação dos custos e dos recursos necessários para terminar as atividades • Nessas estimativas são consideradas possíveis causas de variação das estimativas (incluindo os riscos) • Os custos são expressos em unidades de moeda para facilitar as comparações dentro de projetos e entre eles
  • 10. Entradas [1] • Fatores ambientais da empresa – Condições de Mercado – Banco de dados comerciais • Processos organizacionais – Políticas de estimativas – Modelos de estimativas – Informações históricas – Arquivos do projeto – Conhecimento da equipe do projeto – Lições aprendidas
  • 11. Entradas [2] Escopo do projeto Estrutura analítica do projeto (EAP) Dicionário da EAP Plano de gerenciamento do projeto Plano de gerenciamento do cronograma Plano de gerenciamento de pessoal Riscos
  • 12. Ferramentas e Técnicas [1] Estimativa Análoga Consiste em usar o custo real dos projetos anteriores semelhantes como base para estimar os custos do projeto atual É freqüentemente usado para estimar custos em fases iniciais Opinião especializada Custa menos Menos preciso
  • 13. Ferramentas e Técnicas [2] Determinar os valores de custos de recursos Consiste em determinar o custo unitário de cada recurso (custo de funcionário por hora, custo de material a granel por metro cúbico) a fim de estimar custos das atividades do cronograma Coleta de cotações é um método de obtenção de valores
  • 14. Ferramentas e Técnicas [3] Estimativa “bottom-up” Estimativa dos custos de pacotes de trabalho individuais ou de atividades do cronograma individuais com o nível mais baixo de detalhes. Esses custos detalhados são, então, sumarizados, restando apenas os níveis mais altos para fins de distribuição de informações e acompanhamento.
  • 15. Ferramentas e Técnicas [4] Estimativa Paramétrica Resumo das Etapas para Produção e Utilização de um Modelo Paramétrico de Custo Estimativa Paramétrica Utiliza uma relação estatística entre dados históricos e outras variáveis (por exemplo, linhas de código) para calcular uma estimativa de custos para um recurso de uma atividade
  • 16. Ferramentas e Técnicas [5] Análise de proposta de fornecedor Análise das reservas Custo da qualidade
  • 17. Ferramentas e Técnicas [6] Software de Gerenciamento de Projetos Software para estimativas de custos Planilhas computadorizadas Ferramentas estatísticas e de simulação
  • 18. Saídas Estimativas de custos da atividade Avaliação quantitativa dos custos Detalhes que dão suporte à estimativa de custos da atividade Mudanças solicitadas Plano de gerenciamento de custos (atualizações)
  • 20. Objetivos Envolve a agregação dos custos estimados de atividades do cronograma individuais ou pacotes de trabalho para estabelecer uma linha de base dos custos totais para a medição do desempenho do projeto As estimativas de custos da atividade do cronograma ou do pacote de trabalho são preparadas antes das solicitações de orçamento detalhado e da autorização do trabalho
  • 22. Entradas [1] Declaração do escopo do projeto As limitações periódicas formais dos gastos de recursos financeiros do projeto  Termo de abertura do projeto / Contrato
  • 23. Entradas [2] Estrutura Analítica do Projeto Relação entre componentes do projeto Dicionário da EAP Documento gerado pelo processo “Criar EAP”
  • 24. Entradas [3] Estimativa de custos da atividade  Atividades -> Pacote de trabalho Detalhes que dão suporte à estimativa de custos da atividade Descrição do escopo do trabalho do projeto da atividade do cronograma Indicação do intervalo de estimativas possíveis
  • 25. Entradas [4] Cronograma do projeto Datas de início e de término planejadas para atividades do cronograma Calendário de recursos Datas em que recursos estarão disponíveis
  • 26. Entradas [5] Contrato Limitação periódica no gasto de recursos financeiros Quais produtos, serviços ou resultados foram comprados (e seus custos) Plano de gerenciamento de custos
  • 27. Ferramentas e técnicas [1] Agregação de custos  Atividades -> Pacotes de trabalho  Pacotes de trabalho -> Projeto Análise de reservas Reservas para contigências Resultam de riscos Deve-se obter aprovação antes de gastar
  • 28. Ferramentas e técnicas [2] Estimativa paramétrica Envolve o uso de características do projeto (parâmetros) em um modelo matemático para prever os custos totais do projeto Existe maior probabilidade de que eles sejam confiáveis quando:  As informações históricas usadas para desenvolver o modelo são precisas  Os parâmetros usados no modelo são prontamente quantificáveis  O modelo é escalável
  • 29. Ferramentas e técnicas [3] Reconciliação dos limites de financiamento Grandes variações nos gastos periódicos são geralmente indesejáveis Exigirá que os cronogramas do trabalho sejam ajustados Alterações nos cronogramas podem afetar a alocação de recursos
  • 30. Saídas [1] Linha de base dos custos Orçamento dividido em fases Geralmente é exibida na forma de uma curva “S” Em projetos grande podem haver várias linhas de base dos custos Necessidade de financiamento
  • 32. Saídas [3] Atualizações no plano de gerenciamento de custos Solicitações de mudança aprovadas Mudanças solicitadas Processadas para revisão
  • 34. Objetivos [1] Controlar os fatores que criam mudanças na linha de base dos custos Garantir acordo com relação às mudanças solicitadas Registrar todas as mudanças adequadas Monitorar mudanças
  • 35. Objetivos [2] Evitar que mudanças incorretas, inadequadas ou não aprovadas sejam incluídas nos custos Garantir que estouros nos custos não ultrapassem o financiamento autorizado Manter estouros nos custos dentro dos limites aceitáveis
  • 36.
  • 37. Entradas [1] Linha de base dos custos Necessidade de financiamento do projeto Relatórios de desempenho Informações sobre o desempenho do trabalho: Entregas terminadas e não terminadas Custos autorizados e incorridos Estimativas de término das atividades do cronograma Percentual das atividades do cronograma concluídas
  • 38. Entradas [2] Solicitações de mudanças aprovadas Plano de gerenciamento do projeto
  • 39. Ferramentas e técnicas [1] Sistema de controle de mudança nos custos Formulários Documentação Sistemas de acompanhamento Níveis de aprovação
  • 40. Ferramentas e técnicas [2] Análise de medição de desempenho Técnica do valor agregado (TVA)  Valor planejado (VP)  Valor agregado (VA)  Custo real (CR)  Variação de custos (VC = VA - CR)  Variação de prazos (VP = VA - VP)  Índice de desempenho de custos (IDC = VA / CR)  Índice de desempenho de prazos (IDP = VA / VP)
  • 41.
  • 42. Ferramentas e técnicas [4] Previsão Informações disponíves, desempenho do trabalho Avaliação de esforço de término Estimativa para terminar (EPT)  Nova estimativa  Variações atípicas (ONT - VA cumulativo)  Variações típicas ((ONT - VA cumulativo) / IDC cumulativo) Estimativa no término (ENT)  Nova estimativa (CR cumulativo + EPT)  Usando o orçamento restante (CR cumulativo + ONT - VA)  Usando IDC (CR cumulativo + ((ONT - VA)/IDC cumulativo))
  • 43. Ferramentas e técnicas [5] Análises de desempenho do projeto Análise da variação Análise das tendências Técnica do valor agregado Software de gerenciamento de projetos Gerenciamento das variações
  • 44. Saídas Estimativas de custos (atualizações) Linha de base dos custos (atualizações) Medições de desempenho Previsão de término Mudanças solicitadas Ações corretivas recomendadas Ativos de processos organizacionais (atualizações) Plano de gerenciamento do projeto (atualizações)