SlideShare uma empresa Scribd logo
SERVIÇO DE ENFERMAGEM EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA PEDIÁTRICA ENFº: JOSÉ CARLOS DA SILVA U.T.I- PEDIÁTRICA HOSPITAL DA CRIANÇA
ADMINISTRAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM . A presença do enfermeiro é indispensável na liderança do serviço de assistência em uma UTI. O enfermeiro responsável pela UTI, deve ter alguns requisitos contemplados.
ATRIBUIÇÕES DO ENFERMEIRO RESPONSÁVEL TÉCNICO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ENFERMEIRO ASSISTÊNCIAL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PROCEDIMENTOS DE ENFERMAGEM ,[object Object],PROCEDIMENTOS BÁSICOS ,[object Object],[object Object]
PROCEDIMENTOS BÁSICOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ADMISSÃO DO PACIENTE NA UTI ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CUIDADOS NA OXIGENOTERAPIA A escolha do método para a oferta de oxigênio é uma determinação médica,pois deve ser considerado o quadro clinico e a doença de base da criança. A monitorização dos sinais define o sucesso da determinação terapêutica. A oximetria de pulso é um método não invasivo que possibilita a medição continua da saturação de oxigênio no sangue arterial, e não é confiável nas seguintes situações:  Vasoconstrição, intoxicação por monóxido de carbono, anemia profunda, hipotermia.
MEDIDAS DA OXIGENAÇÃO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
MÉTODOS DE ADMINISTRAÇÃO DE OXIGÊNIO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ACESSO VENOSO VASCULAR ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
SINAIS VITAIS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
ADMINISTRAÇÃO DE MEDICAMENTOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
VIAS DE ADMINISTRAÇÕES PARENTERAIS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CATETERISMO VESICAL ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
TRAQUEOSTOMIA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
TRAQUEOSTOMIA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
MANUSEIO DO RN PREMATURO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
MANUSEIO DO RN PREMATURO ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CUIDADOS BÁSICOS COM A CRIANÇA HOSPITALIZADA O adoecer e a hospitalização configuram situações de mudanças significativas, tanto no crescimento da criança, podendo interferir no equilíbrio físico, emocional e cognitivo, além de causar estresse e dificuldades muitas vezes incompreensíveis paro o infanto.
CUIDADOS BÁSICOS COM A CRIANÇA HOSPITALIZADA ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
CUIDE DESTE PACIENTE COMO SE ELE FOSSE A PESSOA QUE VOCÊ MAIS AMA, PORQUE PARA ALGUÉM ELE É A PESSOA QUE ELA MAIS AMA!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Jesiele Spindler
 
Manual de anotação de enfermagem hospital samaritano - 2005
Manual de anotação de enfermagem   hospital samaritano - 2005Manual de anotação de enfermagem   hospital samaritano - 2005
Manual de anotação de enfermagem hospital samaritano - 2005
Rodrigo Abreu
 
Carro de Emergência
Carro de EmergênciaCarro de Emergência
Carro de Emergência
resenfe2013
 
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátricaEnfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Regiane Ribeiro
 
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edisonAula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Edison Santos
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Will Nunes
 
15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva
15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva
15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva
Mateus Camargo
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
Amanda Corrêa
 
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e NascimentoCuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
Aula acessos venosos
Aula acessos venososAula acessos venosos
Aula acessos venosos
Viviane da Silva
 
Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4
Morgana Oliveira
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
Danilo Nunes Anunciação
 
Anotaçoes de enfermagem
Anotaçoes de enfermagemAnotaçoes de enfermagem
Anotaçoes de enfermagem
Guiomar Dutra Lima
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Eduardo Gomes da Silva
 
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a EnfermagemAULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
Beatriz Cordeiro
 
Apresentacao anvisa
Apresentacao anvisaApresentacao anvisa
Apresentacao anvisa
07082001
 
Pós-operatório de Cirurgia Cardíaca
Pós-operatório de Cirurgia CardíacaPós-operatório de Cirurgia Cardíaca
Pós-operatório de Cirurgia Cardíaca
resenfe2013
 
Transporte de pacientes
Transporte de pacientesTransporte de pacientes
Transporte de pacientes
Cintia da Cruz Silva
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
Janaína Lassala
 

Mais procurados (20)

Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele SpindlerAssistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
Assistencia Enfermagem Neonatal - Enf Jesiele Spindler
 
Manual de anotação de enfermagem hospital samaritano - 2005
Manual de anotação de enfermagem   hospital samaritano - 2005Manual de anotação de enfermagem   hospital samaritano - 2005
Manual de anotação de enfermagem hospital samaritano - 2005
 
Carro de Emergência
Carro de EmergênciaCarro de Emergência
Carro de Emergência
 
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátricaEnfermagem em Uti neonatal e pediátrica
Enfermagem em Uti neonatal e pediátrica
 
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edisonAula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
Aula atendimento ao_paciente_critico.ppt-iraja edison
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 2)
 
15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva
15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva
15118905 monitorizacao-invasiva-e-nao-invasiva
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
 
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e NascimentoCuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
Cuidado ao Recém-nascido no Parto e Nascimento
 
Aula acessos venosos
Aula acessos venososAula acessos venosos
Aula acessos venosos
 
Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4Sinais vitais aula 4
Sinais vitais aula 4
 
Sistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagemSistematização da assistência de enfermagem
Sistematização da assistência de enfermagem
 
Anotaçoes de enfermagem
Anotaçoes de enfermagemAnotaçoes de enfermagem
Anotaçoes de enfermagem
 
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
Pediatria Aula Emergencias Pediatricas[ Revisado]
 
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a EnfermagemAULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
AULA 1 - Neonatologia aplicada a Enfermagem
 
Apresentacao anvisa
Apresentacao anvisaApresentacao anvisa
Apresentacao anvisa
 
Pós-operatório de Cirurgia Cardíaca
Pós-operatório de Cirurgia CardíacaPós-operatório de Cirurgia Cardíaca
Pós-operatório de Cirurgia Cardíaca
 
Transporte de pacientes
Transporte de pacientesTransporte de pacientes
Transporte de pacientes
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Administração de medicamentos
Administração de medicamentosAdministração de medicamentos
Administração de medicamentos
 

Semelhante a Cuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica

Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02
Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02
Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02
vhmsantos
 
1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc
1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc
1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc
pamelacastro71
 
enfermagem em terapia intensiva pediatrica
enfermagem em terapia intensiva pediatricaenfermagem em terapia intensiva pediatrica
enfermagem em terapia intensiva pediatrica
pamelacastro71
 
Enfermagem em UTI saude enfermagem112341
Enfermagem em UTI saude enfermagem112341Enfermagem em UTI saude enfermagem112341
Enfermagem em UTI saude enfermagem112341
voceduardomscsousa
 
Monitorização Parte I e Parte II.pptx
Monitorização Parte I e Parte II.pptxMonitorização Parte I e Parte II.pptx
Monitorização Parte I e Parte II.pptx
EduardoMachado69756
 
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e PâncreasAssistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Bruno Cavalcante Costa
 
ENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensiva
ENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensivaENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensiva
ENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensiva
AdmilsonSoares3
 
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdfPREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
AllanWillian6
 
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdfPREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
AllanWillian6
 
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdfPREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
AllanWillian6
 
DVE, DVP, DLE E PVC
DVE, DVP, DLE E PVCDVE, DVP, DLE E PVC
DVE, DVP, DLE E PVC
Zeca Ribeiro
 
Uso Seguro de Hemocomponentes em Neonatologia
Uso Seguro de Hemocomponentes em NeonatologiaUso Seguro de Hemocomponentes em Neonatologia
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IICirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Enfº Ícaro Araújo
 
Monitorização na área de radiologia intervencionista
Monitorização na área de radiologia intervencionistaMonitorização na área de radiologia intervencionista
Monitorização na área de radiologia intervencionista
Carlos D A Bersot
 
Exames radiológicos II
Exames radiológicos IIExames radiológicos II
Exames radiológicos II
resenfe2013
 
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasivaMonitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
resenfe2013
 
Artigo diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque séptico
Artigo  diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque sépticoArtigo  diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque séptico
Artigo diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque séptico
Erick Bragato
 
Linha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de SepseLinha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de Sepse
Marco Lamim
 
Equipamentos 2017
Equipamentos 2017Equipamentos 2017
Equipamentos 2017
Fabricio Mendonca
 
Linha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de SepseLinha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de Sepse
RegisKennedy
 

Semelhante a Cuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica (20)

Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02
Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02
Cuidadosdeenfermagememutiped 090725184926-phpapp02
 
1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc
1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc
1676654740796.pptxbnsz\nbsxasjbbcjwqasbc
 
enfermagem em terapia intensiva pediatrica
enfermagem em terapia intensiva pediatricaenfermagem em terapia intensiva pediatrica
enfermagem em terapia intensiva pediatrica
 
Enfermagem em UTI saude enfermagem112341
Enfermagem em UTI saude enfermagem112341Enfermagem em UTI saude enfermagem112341
Enfermagem em UTI saude enfermagem112341
 
Monitorização Parte I e Parte II.pptx
Monitorização Parte I e Parte II.pptxMonitorização Parte I e Parte II.pptx
Monitorização Parte I e Parte II.pptx
 
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e PâncreasAssistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
Assistência de Enfermagem em Cirurgias via Biliares e Pâncreas
 
ENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensiva
ENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensivaENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensiva
ENFERMAGEM EM Unidade de terapia intensiva
 
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdfPREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
 
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdfPREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
 
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdfPREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
PREVENÇÃO DE PAV (AVA).pdf
 
DVE, DVP, DLE E PVC
DVE, DVP, DLE E PVCDVE, DVP, DLE E PVC
DVE, DVP, DLE E PVC
 
Uso Seguro de Hemocomponentes em Neonatologia
Uso Seguro de Hemocomponentes em NeonatologiaUso Seguro de Hemocomponentes em Neonatologia
Uso Seguro de Hemocomponentes em Neonatologia
 
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica IICirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
Cirurgia Bariátrica - Enfermagem Cirúrgica II
 
Monitorização na área de radiologia intervencionista
Monitorização na área de radiologia intervencionistaMonitorização na área de radiologia intervencionista
Monitorização na área de radiologia intervencionista
 
Exames radiológicos II
Exames radiológicos IIExames radiológicos II
Exames radiológicos II
 
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasivaMonitorização Hemodinâmica não invasiva
Monitorização Hemodinâmica não invasiva
 
Artigo diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque séptico
Artigo  diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque sépticoArtigo  diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque séptico
Artigo diagnóstico inicial e manejo da sepse grave e choque séptico
 
Linha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de SepseLinha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de Sepse
 
Equipamentos 2017
Equipamentos 2017Equipamentos 2017
Equipamentos 2017
 
Linha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de SepseLinha de Cuidado de Sepse
Linha de Cuidado de Sepse
 

Mais de Renato Bach

A arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van WilpeA arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van Wilpe
Renato Bach
 
Antimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em CirurgiaAntimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em Cirurgia
Renato Bach
 
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E FamiliaresAspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Renato Bach
 
Transfusões de Hemocomponentes
Transfusões de HemocomponentesTransfusões de Hemocomponentes
Transfusões de Hemocomponentes
Renato Bach
 
Sedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do CirurgiãoSedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Renato Bach
 
Sedação e Analgesia
Sedação e AnalgesiaSedação e Analgesia
Sedação e Analgesia
Renato Bach
 
Hemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em PediatriaHemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em Pediatria
Renato Bach
 
Hidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios HidroeletroliticosHidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Renato Bach
 
Violência Contra A Criança
Violência Contra A CriançaViolência Contra A Criança
Violência Contra A Criança
Renato Bach
 
Acesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E AdultosAcesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Renato Bach
 

Mais de Renato Bach (10)

A arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van WilpeA arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van Wilpe
 
Antimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em CirurgiaAntimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em Cirurgia
 
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E FamiliaresAspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
 
Transfusões de Hemocomponentes
Transfusões de HemocomponentesTransfusões de Hemocomponentes
Transfusões de Hemocomponentes
 
Sedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do CirurgiãoSedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
 
Sedação e Analgesia
Sedação e AnalgesiaSedação e Analgesia
Sedação e Analgesia
 
Hemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em PediatriaHemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em Pediatria
 
Hidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios HidroeletroliticosHidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
 
Violência Contra A Criança
Violência Contra A CriançaViolência Contra A Criança
Violência Contra A Criança
 
Acesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E AdultosAcesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E Adultos
 

Cuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica

  • 1. SERVIÇO DE ENFERMAGEM EM UNIDADE DE TERAPIA INTENSIVA PEDIÁTRICA ENFº: JOSÉ CARLOS DA SILVA U.T.I- PEDIÁTRICA HOSPITAL DA CRIANÇA
  • 2. ADMINISTRAÇÃO DO SERVIÇO DE ENFERMAGEM . A presença do enfermeiro é indispensável na liderança do serviço de assistência em uma UTI. O enfermeiro responsável pela UTI, deve ter alguns requisitos contemplados.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. CUIDADOS NA OXIGENOTERAPIA A escolha do método para a oferta de oxigênio é uma determinação médica,pois deve ser considerado o quadro clinico e a doença de base da criança. A monitorização dos sinais define o sucesso da determinação terapêutica. A oximetria de pulso é um método não invasivo que possibilita a medição continua da saturação de oxigênio no sangue arterial, e não é confiável nas seguintes situações: Vasoconstrição, intoxicação por monóxido de carbono, anemia profunda, hipotermia.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. CUIDADOS BÁSICOS COM A CRIANÇA HOSPITALIZADA O adoecer e a hospitalização configuram situações de mudanças significativas, tanto no crescimento da criança, podendo interferir no equilíbrio físico, emocional e cognitivo, além de causar estresse e dificuldades muitas vezes incompreensíveis paro o infanto.
  • 21.
  • 22. CUIDE DESTE PACIENTE COMO SE ELE FOSSE A PESSOA QUE VOCÊ MAIS AMA, PORQUE PARA ALGUÉM ELE É A PESSOA QUE ELA MAIS AMA!!!