SlideShare uma empresa Scribd logo
O Papel e a Importância da Profissão
ConceitosenvolvidosnaEnfermagem
A Enfermagem é uma profissão comprometida com a
saúde do ser humano e da coletividade, atua na promoção,
proteção, recuperação da saúde e na reabilitação das
pessoas, respeitando preceitos éticos e legais, o profissional
de Enfermagem participa como integrante da sociedade e
das ações que visem satisfazer as necessidades de saúde da
população, respeitando a vida, a dignidade e os direitos da
pessoa humana.
Protagonismo
PapeldoEnfermeiro
PerfildaEnfermagem
O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem
CuidadosSaúde
Ética
Conhecimento
científico
Humanização
Tecnologia
ENFERMAGEM
PapeldoEnfermeiro
Protagonismo
PerfildaEnfermagem
O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem
O Enfermeiro é encarregado de orquestrar a complexa
cadeia de elementos e recursos necessários para oferecer
arte, ciência e segurança.
A formação multidisciplinar e visão sistêmica permitem a
esse profissional coordenar toda a rede de assistência ao
cliente, assumindo a identificação de soluções
assistenciais e melhor uso dos recursos.
O Enfermeiro representa uma conexão humana num
processo que é, para o paciente, muitas vezes assustador
e com regras incomprensíveis. É um profissional em que
os pacientes confiam, compartilhando preocupações e
buscam respostas.É um ouvidor , defensor e mediador dos
interesses do cliente, oferecendo compaixão e dignidade.
PapeldoEnfermeiro
Protagonismo
PerfildaEnfermagem
O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem
O Enfermeiro possui três diferentes papéis no contexto atual :
 Ator em formação e formador : como ator em formação deve
estar em constante aprendizagem para atender as
necessidades da sociedade e como ator formador é
responsavél pela formação de futuros profissionais, além da
educação em saúde, como uma ponte para a promoção da
saúde de cada cliente. Existe também o comprometimento
com a pesquisa.
 Ator Político : a atuação do Enfermeiro é inexpressiva,
portanto ele deve se tornar consciente de seu papel como
sujeito ativo nas relações e começar a atuar no campo politico,
através da participação da formulação de politícas de saúde e
na gestão do Sistema de Saúde.
 Ator do Cuidado : O Enfermeiro é hoje um dos principais
protagonistas do sistema de saúde, cabendo a ele assistir os
clientes, monitorar o progresso e os resultados desejados,
desenvolver o plano de cuidados interdisciplinares e aprimorar
a qualidade e segurança,abrangendo a atenção primária, a
longa permanência, a assistência domiciliar e os cuidados
paliativos.
QualéopapeldoEnfermeiroesua
importância
Protagonismo
PerfildaEnfermagem
O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem
QualéopapeldoEnfermeiroesua
importância
Protagonismo
PerfildaEnfermagem
Bibliografia
 Definição de Enfermagem :
http://www.unama.br:8080/graduacao/cursos/Enfermagem/definicao.jsp- acesso em 23-05-2014
 Reflexão sobre o papel do Enfermeiro http://sefas.org.br/artigos/o_papel_do_enfermeiro.pdf -
acesso em 24-05-2014
 O perfil do Enfermeiro no Brasil - http://www.einstein.br/trabalhe-conosco/Noticias/o-perfil-
do-enfermeiro-no-brasil.aspx
 Imagens : all-free-download.com
 Template Powerpoint : http://www.articulate.com/rapid-elearning/
Aluno : Celia Regina da Costa
Enfermagem Diurno – 1º Semestre 2014
Obrigada !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Etapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de EnfermagemEtapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de Enfermagem
Paulo Aragão
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Charles Lima
 
AULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdf
AULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdfAULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdf
AULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdf
CASA
 
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do TrabalhoIntrodução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Instituto Consciência GO
 
Wanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar HortaWanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar Horta
brunafreitas543908
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
Fernanda Marinho
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
universitária
 
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
Fernando Dias
 
HistóRia Da Enfermagem No Brasil
HistóRia Da Enfermagem No BrasilHistóRia Da Enfermagem No Brasil
HistóRia Da Enfermagem No Brasil
Eduardo Gomes da Silva
 
gerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagemgerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagem
josi uchoa
 
Administração apliacada à enfermagem apostila
Administração apliacada à enfermagem   apostilaAdministração apliacada à enfermagem   apostila
Administração apliacada à enfermagem apostila
Wilma Medeiros
 
Prevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMS
Prevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMSPrevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMS
Prevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMS
Proqualis
 
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIADOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
Ana Carolina Costa
 
Urgência e emergência
Urgência e emergênciaUrgência e emergência
Urgência e emergência
Alexandre Donha
 
Humanização hospitalar
Humanização hospitalarHumanização hospitalar
Humanização hospitalar
Kelvyane Fonseca
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Will Nunes
 
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de EnfermagemEstrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Centro Universitário Ages
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
Rosane Garcia
 
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEMBIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Apostila fundamentos de enfermagem
Apostila fundamentos de enfermagemApostila fundamentos de enfermagem
Apostila fundamentos de enfermagem
Aretusa Delfino
 

Mais procurados (20)

Etapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de EnfermagemEtapas do Processo de Enfermagem
Etapas do Processo de Enfermagem
 
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
Humanização Na Assistencia de  EnfermagemHumanização Na Assistencia de  Enfermagem
Humanização Na Assistencia de Enfermagem
 
AULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdf
AULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdfAULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdf
AULA 1 - HISTÓRIA DA ENFERMAGEM.pdf
 
Introdução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do TrabalhoIntrodução à Enfermagem do Trabalho
Introdução à Enfermagem do Trabalho
 
Wanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar HortaWanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar Horta
 
História da enfermagem
História da enfermagemHistória da enfermagem
História da enfermagem
 
Ética e Bioética na enfermagem
Ética e Bioética na  enfermagemÉtica e Bioética na  enfermagem
Ética e Bioética na enfermagem
 
Historia Da Enfermagem
Historia Da EnfermagemHistoria Da Enfermagem
Historia Da Enfermagem
 
HistóRia Da Enfermagem No Brasil
HistóRia Da Enfermagem No BrasilHistóRia Da Enfermagem No Brasil
HistóRia Da Enfermagem No Brasil
 
gerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagemgerenciamento de enfermagem
gerenciamento de enfermagem
 
Administração apliacada à enfermagem apostila
Administração apliacada à enfermagem   apostilaAdministração apliacada à enfermagem   apostila
Administração apliacada à enfermagem apostila
 
Prevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMS
Prevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMSPrevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMS
Prevenção e controle de infecções- Tópico 9_Guia curricular da OMS
 
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIADOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSORIA
 
Urgência e emergência
Urgência e emergênciaUrgência e emergência
Urgência e emergência
 
Humanização hospitalar
Humanização hospitalarHumanização hospitalar
Humanização hospitalar
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
 
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de EnfermagemEstrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
Estrutura Organizacional e os Serviços de Enfermagem
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEMBIOÉTICA EM ENFERMAGEM
BIOÉTICA EM ENFERMAGEM
 
Apostila fundamentos de enfermagem
Apostila fundamentos de enfermagemApostila fundamentos de enfermagem
Apostila fundamentos de enfermagem
 

Destaque

Aspectos psicoemocionais
Aspectos psicoemocionaisAspectos psicoemocionais
Aspectos psicoemocionais
Célia Costa
 
Florence Nightingale - Impacto nos dias atuais
Florence Nightingale - Impacto nos dias atuaisFlorence Nightingale - Impacto nos dias atuais
Florence Nightingale - Impacto nos dias atuais
Célia Costa
 
Hemoglobina glicada 2009
Hemoglobina glicada 2009Hemoglobina glicada 2009
Hemoglobina glicada 2009
guest972db5
 
Abordagem e Tratamento do Fumante
Abordagem e Tratamento do FumanteAbordagem e Tratamento do Fumante
Abordagem e Tratamento do Fumante
Célia Costa
 
Historia da Enfermagem
Historia da EnfermagemHistoria da Enfermagem
Historia da Enfermagem
Célia Costa
 
Enfermagem
EnfermagemEnfermagem
Enfermagem
areadeprojectospg
 
A importância da informática na enfermagem
A importância da informática na enfermagemA importância da informática na enfermagem
A importância da informática na enfermagem
grazy luz
 
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Camila Ferreira
 
Protocolo de enfermagem
Protocolo de enfermagemProtocolo de enfermagem
Protocolo de enfermagem
Maria Teresa Ferreira
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
guest38a579
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
resenfe2013
 
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Artur Rodrigues Cunha
 
Teorias de enfermagem
Teorias de enfermagemTeorias de enfermagem
Teorias de enfermagem
Anhanguera Enfermagem A/B
 
HbA1c : glycosylated hemoglobin
HbA1c : glycosylated hemoglobin HbA1c : glycosylated hemoglobin
HbA1c : glycosylated hemoglobin
endodiabetes
 

Destaque (14)

Aspectos psicoemocionais
Aspectos psicoemocionaisAspectos psicoemocionais
Aspectos psicoemocionais
 
Florence Nightingale - Impacto nos dias atuais
Florence Nightingale - Impacto nos dias atuaisFlorence Nightingale - Impacto nos dias atuais
Florence Nightingale - Impacto nos dias atuais
 
Hemoglobina glicada 2009
Hemoglobina glicada 2009Hemoglobina glicada 2009
Hemoglobina glicada 2009
 
Abordagem e Tratamento do Fumante
Abordagem e Tratamento do FumanteAbordagem e Tratamento do Fumante
Abordagem e Tratamento do Fumante
 
Historia da Enfermagem
Historia da EnfermagemHistoria da Enfermagem
Historia da Enfermagem
 
Enfermagem
EnfermagemEnfermagem
Enfermagem
 
A importância da informática na enfermagem
A importância da informática na enfermagemA importância da informática na enfermagem
A importância da informática na enfermagem
 
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
 
Protocolo de enfermagem
Protocolo de enfermagemProtocolo de enfermagem
Protocolo de enfermagem
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
 
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
 
Teorias de enfermagem
Teorias de enfermagemTeorias de enfermagem
Teorias de enfermagem
 
HbA1c : glycosylated hemoglobin
HbA1c : glycosylated hemoglobin HbA1c : glycosylated hemoglobin
HbA1c : glycosylated hemoglobin
 

Semelhante a Enfermagem o papel e a importância

Cobef fala mesa_redonda_2015
Cobef fala mesa_redonda_2015Cobef fala mesa_redonda_2015
Cobef fala mesa_redonda_2015
angelitamelo
 
Cola
ColaCola
SEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOS
SEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOSSEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOS
SEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOS
ISCSP
 
Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo
Rayana Dantas
 
Organização, estrutura e funcionamento hospitalar
Organização, estrutura e funcionamento hospitalarOrganização, estrutura e funcionamento hospitalar
Organização, estrutura e funcionamento hospitalar
NEELLITON SANTOS
 
HUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptxHUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptx
tuttitutti1
 
Equipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúdeEquipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúde
naiellyrodrigues
 
Unidade1.pdf
Unidade1.pdfUnidade1.pdf
Nascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatal
Nascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatalNascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatal
Nascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatal
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Enfermagem pediatrica (1).pdf
Enfermagem pediatrica (1).pdfEnfermagem pediatrica (1).pdf
Enfermagem pediatrica (1).pdf
GlendaRegoSoares1
 
Enfermagem pediatrica.pdf
Enfermagem pediatrica.pdfEnfermagem pediatrica.pdf
Enfermagem pediatrica.pdf
GlendaRegoSoares1
 
ENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptx
ENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptxENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptx
ENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptx
VernicaPiresdaSilva
 
Enfermeiro atribuições legais-psf
Enfermeiro atribuições legais-psfEnfermeiro atribuições legais-psf
Enfermeiro atribuições legais-psf
Enfermare Home Care
 
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
carloslins20
 
Formação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdf
Formação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdfFormação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdf
Formação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdf
AndreyLima16
 
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Associação Viva e Deixe Viver
 
Humanização na Saúde
Humanização na SaúdeHumanização na Saúde
Humanização na Saúde
Ylla Cohim
 
1 aula eps
1 aula eps1 aula eps
1 aula eps
drjeffersontst
 
Educação em saúde
Educação em saúdeEducação em saúde
Educação em saúde
Reg Tom
 
Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5
agemais
 

Semelhante a Enfermagem o papel e a importância (20)

Cobef fala mesa_redonda_2015
Cobef fala mesa_redonda_2015Cobef fala mesa_redonda_2015
Cobef fala mesa_redonda_2015
 
Cola
ColaCola
Cola
 
SEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOS
SEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOSSEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOS
SEXUALIDADE E AUMENTO DO VIH EM ADULTOS MAIS VELHOS
 
Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo Administrar e humanizar no hospital contéudo
Administrar e humanizar no hospital contéudo
 
Organização, estrutura e funcionamento hospitalar
Organização, estrutura e funcionamento hospitalarOrganização, estrutura e funcionamento hospitalar
Organização, estrutura e funcionamento hospitalar
 
HUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptxHUMANIZAÇÃO.pptx
HUMANIZAÇÃO.pptx
 
Equipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúdeEquipe multiprofissional de saúde
Equipe multiprofissional de saúde
 
Unidade1.pdf
Unidade1.pdfUnidade1.pdf
Unidade1.pdf
 
Nascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatal
Nascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatalNascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatal
Nascimento Seguro: uma proposta para diminuir a mortalidade neonatal
 
Enfermagem pediatrica (1).pdf
Enfermagem pediatrica (1).pdfEnfermagem pediatrica (1).pdf
Enfermagem pediatrica (1).pdf
 
Enfermagem pediatrica.pdf
Enfermagem pediatrica.pdfEnfermagem pediatrica.pdf
Enfermagem pediatrica.pdf
 
ENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptx
ENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptxENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptx
ENFERMEIRO e o mercado de trabalho (1).pptx
 
Enfermeiro atribuições legais-psf
Enfermeiro atribuições legais-psfEnfermeiro atribuições legais-psf
Enfermeiro atribuições legais-psf
 
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
 
Formação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdf
Formação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdfFormação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdf
Formação Profissional do Fisioterapeuta aula 4.pdf
 
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminalPrincípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
Princípios éticos no cuidado com paciente pediátrico terminal
 
Humanização na Saúde
Humanização na SaúdeHumanização na Saúde
Humanização na Saúde
 
1 aula eps
1 aula eps1 aula eps
1 aula eps
 
Educação em saúde
Educação em saúdeEducação em saúde
Educação em saúde
 
Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5Módulo 1 - Aula 5
Módulo 1 - Aula 5
 

Enfermagem o papel e a importância

  • 1. O Papel e a Importância da Profissão ConceitosenvolvidosnaEnfermagem A Enfermagem é uma profissão comprometida com a saúde do ser humano e da coletividade, atua na promoção, proteção, recuperação da saúde e na reabilitação das pessoas, respeitando preceitos éticos e legais, o profissional de Enfermagem participa como integrante da sociedade e das ações que visem satisfazer as necessidades de saúde da população, respeitando a vida, a dignidade e os direitos da pessoa humana. Protagonismo PapeldoEnfermeiro PerfildaEnfermagem
  • 2. O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem CuidadosSaúde Ética Conhecimento científico Humanização Tecnologia ENFERMAGEM PapeldoEnfermeiro Protagonismo PerfildaEnfermagem
  • 3. O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem O Enfermeiro é encarregado de orquestrar a complexa cadeia de elementos e recursos necessários para oferecer arte, ciência e segurança. A formação multidisciplinar e visão sistêmica permitem a esse profissional coordenar toda a rede de assistência ao cliente, assumindo a identificação de soluções assistenciais e melhor uso dos recursos. O Enfermeiro representa uma conexão humana num processo que é, para o paciente, muitas vezes assustador e com regras incomprensíveis. É um profissional em que os pacientes confiam, compartilhando preocupações e buscam respostas.É um ouvidor , defensor e mediador dos interesses do cliente, oferecendo compaixão e dignidade. PapeldoEnfermeiro Protagonismo PerfildaEnfermagem
  • 4. O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem O Enfermeiro possui três diferentes papéis no contexto atual :  Ator em formação e formador : como ator em formação deve estar em constante aprendizagem para atender as necessidades da sociedade e como ator formador é responsavél pela formação de futuros profissionais, além da educação em saúde, como uma ponte para a promoção da saúde de cada cliente. Existe também o comprometimento com a pesquisa.  Ator Político : a atuação do Enfermeiro é inexpressiva, portanto ele deve se tornar consciente de seu papel como sujeito ativo nas relações e começar a atuar no campo politico, através da participação da formulação de politícas de saúde e na gestão do Sistema de Saúde.  Ator do Cuidado : O Enfermeiro é hoje um dos principais protagonistas do sistema de saúde, cabendo a ele assistir os clientes, monitorar o progresso e os resultados desejados, desenvolver o plano de cuidados interdisciplinares e aprimorar a qualidade e segurança,abrangendo a atenção primária, a longa permanência, a assistência domiciliar e os cuidados paliativos. QualéopapeldoEnfermeiroesua importância Protagonismo PerfildaEnfermagem
  • 5. O Papel e a Importância da ProfissãoConceitosenvolvidosnaEnfermagem QualéopapeldoEnfermeiroesua importância Protagonismo PerfildaEnfermagem
  • 6. Bibliografia  Definição de Enfermagem : http://www.unama.br:8080/graduacao/cursos/Enfermagem/definicao.jsp- acesso em 23-05-2014  Reflexão sobre o papel do Enfermeiro http://sefas.org.br/artigos/o_papel_do_enfermeiro.pdf - acesso em 24-05-2014  O perfil do Enfermeiro no Brasil - http://www.einstein.br/trabalhe-conosco/Noticias/o-perfil- do-enfermeiro-no-brasil.aspx  Imagens : all-free-download.com  Template Powerpoint : http://www.articulate.com/rapid-elearning/ Aluno : Celia Regina da Costa Enfermagem Diurno – 1º Semestre 2014 Obrigada !