SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 112
Violência Contra a Criança Dr. Renato van Wilpe Bach Cirurgião Pediátrico Hospital da Criança Pref. João Vargas de Oliveira Instituto Sul Paranaense de Oncologia Santa Casa de Misericórdia Fundação Batavo UTI Geral S/C Ltda. COHP
Objetivo da Apresentação ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Pressuposto Legal para  a Proteção à Infância
[object Object],[object Object],[object Object]
Constituição Federal - artigo 227: “ É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. § 1º - O Estado promoverá programas de assistência integral à saúde da criança e do adolescente(...) ”
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Datas  A  Lei nº 9.970 , de 17 de maio de 2000, instituiu o dia  18 de maio  como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A finalidade dessa comemoração é sensibilizar e mobilizar a sociedade brasileira. A  Lei nº 11.523  instituiu a  Semana Nacional de Prevenção da Violência na Primeira Infância , a ser celebrada sempre entre os dias 12 e 18 de outubro. O objetivo é conscientizar a população brasileira sobre a importância do período entre 0 (zero) e 6 (seis) anos para a formação das pessoas.
 
[object Object]
[object Object]
Violência Contra a Criança ,[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Histórico
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
" todo ato ou omissão praticado por pais, parentes ou responsáveis contra crianças e/ou adolescentes que - sendo capaz de causar dano físico, sexual e/ou psicológico a vítima - implica de um lado, numa transgressão do direito que crianças e adolescentes têm de ser tratados como sujeitos e pessoas em condição peculiar de desenvolvimento “ Maria Amélia Azevedo e Viviane Guerra (USP/SP - 1989)‏
Tipos de Violência
Violência Física contra Crianças e Adolescentes "Qualquer ação, única ou repetida, não acidental (ou intencional), cometida por um agente agressor adulto (ou mais velho que a criança ou o adolescente), que lhes provoque consequências leves ou extremas como a morte ."  ( Claves - Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde )‏
Abandono " Caracteriza-se como abandono a ausência do responsável pela criança ou adolescente. Considera-se abandono parcial a ausência temporária dos pais expondo-a a situações de risco. Entende-se por abandono total o afastamento do grupo familiar, ficando as crianças sem habitação, desamparadas, expostas a várias formas de perigo ".  ( Claves - Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde )‏
Negligência "Privar a criança de algo de que ela necessita, quando isso é essencial ao seu desenvolvimento sadio. Pode significar omissão em termos de cuidados básicos como: privação de medicamentos, alimentos, ausência de proteção contra inclemência do meio (frio / calor)."  ( Claves - Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde )‏ ‏
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Bullying   São  atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully) ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz de se defender. "Bully" = "valentão"
Violência Psicológica: "É o conjunto de atitudes, palavras e ações dirigi-das para envergonhar, censurar e pressionar a criança de forma permanente. Ameaças, humilhações, gritos, injúrias, privação de amor, rejeição, etc."   (CRAMI - Campinas) ‏
Abuso / Vitimização Sexual   "Entendemos todo ato ou jogo sexual, relação heterossexual ou homossexual entre um ou mais adultos e uma criança menor de dezoito anos, tendo por finalidade estimular sexualmente a criança ou utilizá-la para obter uma estimulação sexual sobre sua pessoa ou de outra pessoa" . (Azevedo e Guerra)‏
Efeitos nas crianças
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
 
Os riscos para a criança vítima de violência não são só físicos
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
Definições da WHO/OMS ,[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Identificação do problema
Identificação do problema ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Intervenções
Implicações para a prática clínica ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],Implicações para a prática clínica
Dados
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
Violência Doméstica:   aplicação de um screening de rotina ( PVS – Partner Violence Screen ) pelos pediatras/enfermeiros em 6380 crianças, apresentou valor preditivo positivo de 91,5%  ( Rickert et al 2004 )‏
[object Object],[object Object]
Exposição a violência doméstica, drogadicção materna e abuso sexual causam  impacto indelével na saúde de pré-escolares  ( Graham-Bermann e Seng, 2005 )‏
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PTSD (posttraumatic stress disorder)  não é previsível por indicadores de severidade do abuso ( Collin-Vezina e Herbert, 2005 )‏
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
OMS
 
 
 
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Dados do Brasil
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
Pesquisa Ibope - Instituto Patrícia Galvão 2006 PERCEPÇÃO E REAÇÕES DA SOCIEDADE SOBRE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER Apoio: Fundação Ford e UNIFEM Pesquisa nacional realizada em maio de 2006 -antes, portanto, da Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340, de 07/08/06).  Aponta percepção de impunidade para violência contra a mulher
PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher” Brasília, março de 2005 O universo da pesquisa foi formado por mulheres com 16 anos ou mais residentes nas 27 capitais brasileiras, totalizando 16.433.682 mulheres de acordo com o IBGE Censo 2000 (anexo 1).
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher” A senhora acha que as mulheres recebem o mesmo tratamento que os homens em nosso país?  Freqüência  %  Sim  45  6%  As vezes  99  12%  Não  662  81%  NS/NR  9  1%  Total  815  100%
Dados do Brasil PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher” ,[object Object],[object Object]
Dados do Brasil PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher”
Dados do Brasil PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher”
Dados do Brasil RELATÓRIO DE PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher”
[object Object],[object Object]
Núcleos de estudo em universidades http://copodeleite.rits.org.br/apc-aa-patriciagalvao/home/noticias.shtml?x =101    nenhum no PR
OMS Prevenção à Violência Doméstica na Infância Redução de gestações indesejada Redução dos níveis de abuso de álccol e drogas na gravidez  Aumentar os níveis de acesso a serviços médicos (pré-natal, puericultura)‏ Programas de saúde da família Educação e treinamento para pais sobre o desenvolvimento normal de crianças e adolescentes, disciplinização não-violenta e resolução de problemas de relacionamento
Prevenção
OMS Prevenção da Violência nas Comunidades ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],OMS Treinamento e Ação
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Dificuldades Diagnósticas
“ the lifetime impact of child sexual abuse accounts for approximately 6% of cases of depression, 6% of alcohol and drug abuse/dependence, 8% of suicide attempts, 10% of panic disorders  and 27% of post traumatic stress disorders”   OMS
O que está sendo feito
O que está sendo feito - Programas de prevenção em 47 países - Sete países africanos sancionaram nova legislação protetora com foco especial na violência sexual - Prevenção de bullying na região do Caribe  - Linhas telefônicas de socorro estabelecidas em 87 países, em implantação em mais 23 Mr. Paulo Sérgio Pinheiro,  Independent Expert for the United Nations  Secretary-General’s Study on Violence against Children
O que está sendo feito ,[object Object],[object Object]
O que NÃO está sendo feito
Morrem 27000 crianças por dia na Terra
A maioria dessas morte é  EVITÁVEL
Falta: Água potável Saneamento básico Segurança alimentar Postos médicos locais Remédios Ações de Prevenção em Saúde
Carência de  ações de combate : À violência doméstica À violência comunitária À cultura da violência Ao desemprego, subemprego e trabalho escravo Às adicções a drogas e álcool À política belicista de governos e religiões Ao preconceito
Carência ?
Falta engajar: Você Seus vizinhos, parentes e amigos Sua escola, empresa ou igreja O Brasil O Paraná Ponta Grossa
Como?
www.thelifeyoucansave.com
Peter Singer, 62 anos, Princeton NJ 'Famine, Affluence and Morality', Philosophy and Public Affairs, vol. 1 (Spring 1972) Chapter 8 of Practical Ethics, Cambridge University Press, various editions ’ The Singer Solution to Global Poverty’, The New York Times, September 5, 1999 ‘ What Should a Billionaire Give - and What Should You?’, The New York Times, December 17, 2006 “ The Life You Can Save”, 2009
The Life You Can Save – The Pledge 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD, 15% of the next 217 000 USD, 20% of the next 1 300 000 USD, 25% of the next 8 800 000 USD and 33.33% of the remainder Over 10 700 000 USD 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD, 15% of the next 217 000 USD, 20% of the next 1 300 000 USD and 25% of the remainder 1 900 001 USD – 10 700 000 USD 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD, 15% of the next 217 000 USD and 20% of the remainder 600 001 USD – 1 900 000 USD 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD and 15% of the remainder 383 001 USD – 600 000 USD 5% of the first 148 000 USD and 10% of the remainder 148 001 USD – 383 000 USD 5% 105 001 USD – 148 000 USD At least 1% of your income, getting closer to 5% as your income approaches 105 000 USD Less then 105 000 USD Donation Income Bracket
“ Old habits die hard” Ditado inglês
O tratado da ONU que proíbe o uso de crianças como soldados em hostilidades foi ratificado por 126 países…
…  mas (no mínimo)  250 000 soldados-criança participam de guerras neste momento
 
Precisamos decidir... Precisamos optar... ... Entre a civilização e a barbárie.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesAlinebrauna Brauna
 
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteAbuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteLuisa Sena
 
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laViolência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laThiago de Almeida
 
Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes
Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentesCombate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes
Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentesBrena Pinheiro
 
Violência sexual infantil
Violência sexual infantilViolência sexual infantil
Violência sexual infantilEmanuel Oliveira
 
Apresentação FAÇA BONITO_2023.ppt
Apresentação FAÇA BONITO_2023.pptApresentação FAÇA BONITO_2023.ppt
Apresentação FAÇA BONITO_2023.pptEscolaMunicipalDomFl
 
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentesPalestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentesMichelle Moraes Santos
 
faça bonito 18 de maio - Copia.pptx
faça bonito 18 de maio - Copia.pptxfaça bonito 18 de maio - Copia.pptx
faça bonito 18 de maio - Copia.pptxFernandoPimenta19
 
Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil
Combate ao Abuso e à Exploração Sexual InfantilCombate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil
Combate ao Abuso e à Exploração Sexual InfantilAntiSaint
 
Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual blogped1
 
Cartazes sobre a violencia infantil
Cartazes sobre a violencia infantilCartazes sobre a violencia infantil
Cartazes sobre a violencia infantilSimoneHelenDrumond
 
Violência Na Escola
Violência Na EscolaViolência Na Escola
Violência Na Escolabethbal
 
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - BartolomeuMariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - BartolomeuPaulo Sérgio
 

Mais procurados (20)

18 de maio
18 de maio18 de maio
18 de maio
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescenteAbuso e exploração sexual de criança e adolescente
Abuso e exploração sexual de criança e adolescente
 
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-laViolência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes: o que é e como combatê-la
 
Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes
Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentesCombate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes
Combate ao abuso sexual contra crianças e adolescentes
 
Violência sexual infantil
Violência sexual infantilViolência sexual infantil
Violência sexual infantil
 
18 de Maio
18 de Maio 18 de Maio
18 de Maio
 
Apresentação bullying
Apresentação bullyingApresentação bullying
Apresentação bullying
 
Apresentação FAÇA BONITO_2023.ppt
Apresentação FAÇA BONITO_2023.pptApresentação FAÇA BONITO_2023.ppt
Apresentação FAÇA BONITO_2023.ppt
 
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentesPalestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
Palestra Violência Sexual contra crianças e adolescentes
 
Palestra sobre bullying
Palestra sobre bullyingPalestra sobre bullying
Palestra sobre bullying
 
faça bonito 18 de maio - Copia.pptx
faça bonito 18 de maio - Copia.pptxfaça bonito 18 de maio - Copia.pptx
faça bonito 18 de maio - Copia.pptx
 
Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil
Combate ao Abuso e à Exploração Sexual InfantilCombate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil
Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantil
 
Violencia contra crianças
Violencia contra criançasViolencia contra crianças
Violencia contra crianças
 
Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual Violencia na infância - Abuso sexual
Violencia na infância - Abuso sexual
 
Violência sexual infantil
Violência sexual infantilViolência sexual infantil
Violência sexual infantil
 
Cartazes sobre a violencia infantil
Cartazes sobre a violencia infantilCartazes sobre a violencia infantil
Cartazes sobre a violencia infantil
 
Eca
EcaEca
Eca
 
Violência Na Escola
Violência Na EscolaViolência Na Escola
Violência Na Escola
 
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - BartolomeuMariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
Mariana Oliveira - Maio Laranja - 8º Ano - Bartolomeu
 

Semelhante a Violência Contra A Criança

A criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes
A criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas FontesA criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes
A criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas FontesLucas Fontes
 
Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder?
Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder? Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder?
Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder? Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Viol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adole
Viol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adoleViol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adole
Viol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adolejorge luiz dos santos de souza
 
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesProstituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesSousaLeitee
 
Adriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexualAdriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexualana311982
 
Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica
Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica
Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAbuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAlisandraOliveira2
 
Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672
Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672
Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672gabileaoskt
 
Abuso sexual na criança e no adolescente
Abuso sexual na criança e no adolescenteAbuso sexual na criança e no adolescente
Abuso sexual na criança e no adolescentexp cassi
 
O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...
O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...
O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...Van Der Häägen Brazil
 
Adole sc entes - prevenção à violência sexual
Adole sc entes - prevenção à violência sexualAdole sc entes - prevenção à violência sexual
Adole sc entes - prevenção à violência sexualOnésimo Remígio
 
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesResponsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesCláudio Costa
 

Semelhante a Violência Contra A Criança (20)

Saude adolescente
Saude adolescenteSaude adolescente
Saude adolescente
 
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de MoraesProjeto da Prof: Eliane de Moraes
Projeto da Prof: Eliane de Moraes
 
A criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes
A criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas FontesA criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes
A criança vítima de violência - No Caminho da Enfermagem - Lucas Fontes
 
Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder?
Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder? Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder?
Violência e Saúde de Adolescentes e Jovens - Como o Pediatra dever proceder?
 
Viol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adole
Viol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adoleViol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adole
Viol€ ¢ãªncia envolvendo crian€ ¢ã§as e adole
 
Plano de acao_turma_29_versao_final
Plano de acao_turma_29_versao_finalPlano de acao_turma_29_versao_final
Plano de acao_turma_29_versao_final
 
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e AdolescentesProstituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
Prostituição ou Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes
 
Manual docentes
Manual docentesManual docentes
Manual docentes
 
Adriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexualAdriananunancom abuso sexual
Adriananunancom abuso sexual
 
Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica
Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica
Abordagem da Criança e Adolescente Vítima de Violência Doméstica
 
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOSAbuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
Abuso sexual - PROFESSORA ALISANDRA SANTOS
 
Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672
Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672
Apresentação RNBE - Fórum de Debates - PL 7672
 
Cartilha cartilha educativa
Cartilha cartilha educativaCartilha cartilha educativa
Cartilha cartilha educativa
 
Abuso sexual na criança e no adolescente
Abuso sexual na criança e no adolescenteAbuso sexual na criança e no adolescente
Abuso sexual na criança e no adolescente
 
O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...
O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...
O BULLYING POR INVEJA. PORTANTO, PROVOCAR UM AUMENTO DE INVEJA. UM EXCESSO DE...
 
Impacto
ImpactoImpacto
Impacto
 
Violência doméstica
Violência doméstica   Violência doméstica
Violência doméstica
 
Adole sc entes - prevenção à violência sexual
Adole sc entes - prevenção à violência sexualAdole sc entes - prevenção à violência sexual
Adole sc entes - prevenção à violência sexual
 
Diga não a violência!
Diga não a violência!Diga não a violência!
Diga não a violência!
 
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentesResponsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
Responsabilidade parental na clínica psiquiátrica com crianças e adolescentes
 

Mais de Renato Bach

A arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van WilpeA arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van WilpeRenato Bach
 
Antimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em CirurgiaAntimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em CirurgiaRenato Bach
 
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E FamiliaresAspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E FamiliaresRenato Bach
 
Cuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTrica
Cuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTricaCuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTrica
Cuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTricaRenato Bach
 
Cuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica
Cuidados De Enfermagem Em Uti PediátricaCuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica
Cuidados De Enfermagem Em Uti PediátricaRenato Bach
 
Transfusões de Hemocomponentes
Transfusões de HemocomponentesTransfusões de Hemocomponentes
Transfusões de HemocomponentesRenato Bach
 
Sedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do CirurgiãoSedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do CirurgiãoRenato Bach
 
Sedação e Analgesia
Sedação e AnalgesiaSedação e Analgesia
Sedação e AnalgesiaRenato Bach
 
Hemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em PediatriaHemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em PediatriaRenato Bach
 
Hidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios HidroeletroliticosHidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios HidroeletroliticosRenato Bach
 
Acesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E AdultosAcesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E AdultosRenato Bach
 

Mais de Renato Bach (11)

A arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van WilpeA arte de Jacobus van Wilpe
A arte de Jacobus van Wilpe
 
Antimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em CirurgiaAntimicrobianos Em Cirurgia
Antimicrobianos Em Cirurgia
 
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E FamiliaresAspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
Aspectos PsicolóGicos Da Terapia Intensiva Em CriançAs E Familiares
 
Cuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTrica
Cuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTricaCuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTrica
Cuidados Intensivos Em Terapia Intensiva PediáTrica
 
Cuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica
Cuidados De Enfermagem Em Uti PediátricaCuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica
Cuidados De Enfermagem Em Uti Pediátrica
 
Transfusões de Hemocomponentes
Transfusões de HemocomponentesTransfusões de Hemocomponentes
Transfusões de Hemocomponentes
 
Sedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do CirurgiãoSedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
Sedação e Analgesia - Visão do Cirurgião
 
Sedação e Analgesia
Sedação e AnalgesiaSedação e Analgesia
Sedação e Analgesia
 
Hemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em PediatriaHemotransfusão Em Pediatria
Hemotransfusão Em Pediatria
 
Hidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios HidroeletroliticosHidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
Hidratacao Venosa e Disturbios Hidroeletroliticos
 
Acesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E AdultosAcesso Venosos Em CriançAs E Adultos
Acesso Venosos Em CriançAs E Adultos
 

Violência Contra A Criança

  • 1. Violência Contra a Criança Dr. Renato van Wilpe Bach Cirurgião Pediátrico Hospital da Criança Pref. João Vargas de Oliveira Instituto Sul Paranaense de Oncologia Santa Casa de Misericórdia Fundação Batavo UTI Geral S/C Ltda. COHP
  • 2.
  • 3. Pressuposto Legal para a Proteção à Infância
  • 4.
  • 5. Constituição Federal - artigo 227: “ É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. § 1º - O Estado promoverá programas de assistência integral à saúde da criança e do adolescente(...) ”
  • 6.
  • 7.
  • 8. Datas A Lei nº 9.970 , de 17 de maio de 2000, instituiu o dia 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A finalidade dessa comemoração é sensibilizar e mobilizar a sociedade brasileira. A Lei nº 11.523 instituiu a Semana Nacional de Prevenção da Violência na Primeira Infância , a ser celebrada sempre entre os dias 12 e 18 de outubro. O objetivo é conscientizar a população brasileira sobre a importância do período entre 0 (zero) e 6 (seis) anos para a formação das pessoas.
  • 9.  
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. " todo ato ou omissão praticado por pais, parentes ou responsáveis contra crianças e/ou adolescentes que - sendo capaz de causar dano físico, sexual e/ou psicológico a vítima - implica de um lado, numa transgressão do direito que crianças e adolescentes têm de ser tratados como sujeitos e pessoas em condição peculiar de desenvolvimento “ Maria Amélia Azevedo e Viviane Guerra (USP/SP - 1989)‏
  • 21. Violência Física contra Crianças e Adolescentes "Qualquer ação, única ou repetida, não acidental (ou intencional), cometida por um agente agressor adulto (ou mais velho que a criança ou o adolescente), que lhes provoque consequências leves ou extremas como a morte ." ( Claves - Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde )‏
  • 22. Abandono " Caracteriza-se como abandono a ausência do responsável pela criança ou adolescente. Considera-se abandono parcial a ausência temporária dos pais expondo-a a situações de risco. Entende-se por abandono total o afastamento do grupo familiar, ficando as crianças sem habitação, desamparadas, expostas a várias formas de perigo ". ( Claves - Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde )‏
  • 23. Negligência "Privar a criança de algo de que ela necessita, quando isso é essencial ao seu desenvolvimento sadio. Pode significar omissão em termos de cuidados básicos como: privação de medicamentos, alimentos, ausência de proteção contra inclemência do meio (frio / calor)." ( Claves - Centro Latino-Americano de Estudos de Violência e Saúde )‏ ‏
  • 24.
  • 25. Bullying São atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully) ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz de se defender. "Bully" = "valentão"
  • 26. Violência Psicológica: "É o conjunto de atitudes, palavras e ações dirigi-das para envergonhar, censurar e pressionar a criança de forma permanente. Ameaças, humilhações, gritos, injúrias, privação de amor, rejeição, etc." (CRAMI - Campinas) ‏
  • 27. Abuso / Vitimização Sexual "Entendemos todo ato ou jogo sexual, relação heterossexual ou homossexual entre um ou mais adultos e uma criança menor de dezoito anos, tendo por finalidade estimular sexualmente a criança ou utilizá-la para obter uma estimulação sexual sobre sua pessoa ou de outra pessoa" . (Azevedo e Guerra)‏
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.  
  • 36. Os riscos para a criança vítima de violência não são só físicos
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 46.
  • 48.
  • 49.
  • 50. Dados
  • 51.
  • 52.
  • 53.
  • 54.
  • 55. Violência Doméstica: aplicação de um screening de rotina ( PVS – Partner Violence Screen ) pelos pediatras/enfermeiros em 6380 crianças, apresentou valor preditivo positivo de 91,5% ( Rickert et al 2004 )‏
  • 56.
  • 57. Exposição a violência doméstica, drogadicção materna e abuso sexual causam impacto indelével na saúde de pré-escolares ( Graham-Bermann e Seng, 2005 )‏
  • 58.
  • 59. PTSD (posttraumatic stress disorder) não é previsível por indicadores de severidade do abuso ( Collin-Vezina e Herbert, 2005 )‏
  • 60.
  • 61.
  • 62.
  • 63.
  • 64.
  • 65.
  • 66.
  • 67. OMS
  • 68.  
  • 69.  
  • 70.  
  • 71.
  • 72.
  • 73.
  • 75.
  • 76.
  • 77. Pesquisa Ibope - Instituto Patrícia Galvão 2006 PERCEPÇÃO E REAÇÕES DA SOCIEDADE SOBRE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER Apoio: Fundação Ford e UNIFEM Pesquisa nacional realizada em maio de 2006 -antes, portanto, da Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340, de 07/08/06). Aponta percepção de impunidade para violência contra a mulher
  • 78. PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher” Brasília, março de 2005 O universo da pesquisa foi formado por mulheres com 16 anos ou mais residentes nas 27 capitais brasileiras, totalizando 16.433.682 mulheres de acordo com o IBGE Censo 2000 (anexo 1).
  • 79.
  • 80. PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher” A senhora acha que as mulheres recebem o mesmo tratamento que os homens em nosso país? Freqüência % Sim 45 6% As vezes 99 12% Não 662 81% NS/NR 9 1% Total 815 100%
  • 81.
  • 82. Dados do Brasil PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher”
  • 83. Dados do Brasil PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher”
  • 84. Dados do Brasil RELATÓRIO DE PESQUISA – SEPO 03/2005 “ Violência Doméstica Contra a Mulher”
  • 85.
  • 86. Núcleos de estudo em universidades http://copodeleite.rits.org.br/apc-aa-patriciagalvao/home/noticias.shtml?x =101  nenhum no PR
  • 87. OMS Prevenção à Violência Doméstica na Infância Redução de gestações indesejada Redução dos níveis de abuso de álccol e drogas na gravidez Aumentar os níveis de acesso a serviços médicos (pré-natal, puericultura)‏ Programas de saúde da família Educação e treinamento para pais sobre o desenvolvimento normal de crianças e adolescentes, disciplinização não-violenta e resolução de problemas de relacionamento
  • 89.
  • 90.
  • 91.
  • 92.
  • 93. “ the lifetime impact of child sexual abuse accounts for approximately 6% of cases of depression, 6% of alcohol and drug abuse/dependence, 8% of suicide attempts, 10% of panic disorders and 27% of post traumatic stress disorders” OMS
  • 94. O que está sendo feito
  • 95. O que está sendo feito - Programas de prevenção em 47 países - Sete países africanos sancionaram nova legislação protetora com foco especial na violência sexual - Prevenção de bullying na região do Caribe - Linhas telefônicas de socorro estabelecidas em 87 países, em implantação em mais 23 Mr. Paulo Sérgio Pinheiro, Independent Expert for the United Nations Secretary-General’s Study on Violence against Children
  • 96.
  • 97. O que NÃO está sendo feito
  • 98. Morrem 27000 crianças por dia na Terra
  • 99. A maioria dessas morte é EVITÁVEL
  • 100. Falta: Água potável Saneamento básico Segurança alimentar Postos médicos locais Remédios Ações de Prevenção em Saúde
  • 101. Carência de ações de combate : À violência doméstica À violência comunitária À cultura da violência Ao desemprego, subemprego e trabalho escravo Às adicções a drogas e álcool À política belicista de governos e religiões Ao preconceito
  • 103. Falta engajar: Você Seus vizinhos, parentes e amigos Sua escola, empresa ou igreja O Brasil O Paraná Ponta Grossa
  • 104. Como?
  • 106. Peter Singer, 62 anos, Princeton NJ 'Famine, Affluence and Morality', Philosophy and Public Affairs, vol. 1 (Spring 1972) Chapter 8 of Practical Ethics, Cambridge University Press, various editions ’ The Singer Solution to Global Poverty’, The New York Times, September 5, 1999 ‘ What Should a Billionaire Give - and What Should You?’, The New York Times, December 17, 2006 “ The Life You Can Save”, 2009
  • 107. The Life You Can Save – The Pledge 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD, 15% of the next 217 000 USD, 20% of the next 1 300 000 USD, 25% of the next 8 800 000 USD and 33.33% of the remainder Over 10 700 000 USD 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD, 15% of the next 217 000 USD, 20% of the next 1 300 000 USD and 25% of the remainder 1 900 001 USD – 10 700 000 USD 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD, 15% of the next 217 000 USD and 20% of the remainder 600 001 USD – 1 900 000 USD 5% of the first 148 000 USD, 10% of the next 235 000 USD and 15% of the remainder 383 001 USD – 600 000 USD 5% of the first 148 000 USD and 10% of the remainder 148 001 USD – 383 000 USD 5% 105 001 USD – 148 000 USD At least 1% of your income, getting closer to 5% as your income approaches 105 000 USD Less then 105 000 USD Donation Income Bracket
  • 108. “ Old habits die hard” Ditado inglês
  • 109. O tratado da ONU que proíbe o uso de crianças como soldados em hostilidades foi ratificado por 126 países…
  • 110. … mas (no mínimo) 250 000 soldados-criança participam de guerras neste momento
  • 111.  
  • 112. Precisamos decidir... Precisamos optar... ... Entre a civilização e a barbárie.