SlideShare uma empresa Scribd logo
Autor:

 Guilherme Vieira de Moraes


Universidade de Sorocaba
Curso de Administração de Negócios
Frederick Taylor ( 1856 / 1915 )
   Obra: “ Shop Managment”
         ( gerência de fábrica)

     •   Objetivo;
     •   Produtividade;
     •   Lucro;
     •   Estudo cientifico;
     •   Planejamento;
Henri Ford ( 1863/ 1947)
Obra: “ Administração Industrial e Geral”


           • Fundador Ford;
           • Implantou;
           • Expansão.
A função clássica da administração da produção

é o planejamento e a organização da produção

de modo a melhorar a qualidade dos

bens produzidos, sejam eles produtos ou serviços!
Principais áreas da produção:
•   Planejamento da produção;
•   Controle da produção;
•   Controle de qualidade;
•   Movimentação de materiais e peças;
•   Layout;
•   Controle de estoques;
•   Estudo do trabalho;
•   Manutenção.
O que é Planejamento?


•   Reduzir custos;
•   Verificar capital disponível;
•   Destinar insumos de forma correta;
•   Respeitar a demanda.
O que é Controle de Produção?


• Estar preparado;
• Rever os conceitos;
• Aplicar alternativas.
• TQM - Total Quality Management (Gestão de
  Qualidade Total). Sistema criado em 1985 pela
  Naval Air Systems Comand - Controle Estatístico.
Entidades Fiscalizadoras

• ISO - Internacional Organization for
  Standardization;

• ABNT - associação Brasileira de Normas Técnicas;

• Inmetro - Instituto Nacional de
  Metrologia,Normalização e Qualidade Industrial.
• Procurar a melhor forma de
  movimentação de materiais e peças
  dentro da linha de produção, para evitar
  aumento de custos;
• Comunicação com o setor de
  planejamento;
• Uso Fluxograma de processo.
Fluxograma do Processo de
Tratamento de Lâmpadas
Princípios Básicos:

• Sincronizar o tempo de movimentação de materiais;
• Encurtar a distância entre uma seção e outra, e em linha
  reta;
• Adequar as ferramentas e peças ao tipo de operação em
  curso;
• Ter um movimento único e continuo dos mesmos até sua
  fase final.
Princípios básicos de movimentos
     humano:

•   As mãos devem ter movimentos sincronizados;
•   As mãos devem estar paradas no processo;
•   Os braços devem ter movimentos simétricos e contrários;
•   Escolher a seqüência apropriada e minimizar os
    movimentos elementares.
O layout deve ser elaborado de acordo com o
            sistema de produção:


• Produção continua (ou por processos);

• Produção descontínua (ou por encomenda).
Visa controlar matéria-prima, processo de
      produção e material acabado.

Trabalha em conjunto com:


• Setor de Suprimentos;
• Controle de Produção.
Just in Time: Tem como objetivo fundamental a
redução de estoques, eliminando os desperdícios
       e melhorando o processo produtivo.

• Redução dos lotes de produção;
• O Kanban: Sistema de controle de produção
  e dos inventários de acordo com a demanda.

  Desenvolvido pela empresa Toyota Motors Company do
                       Japão.
• Fator humano;
• Fator social;
• Fator técnico.
Fator Humano

refere-se    à    individualidade
humana em relação a sua
personalidade      e      escolha
profissional. O estudo deste
comportamento humano reúne os
ensinamentos
psicológicos,   sociológicos    e
antropológicos.
Fator Social


      refere-se   ao      homem
coletivamente,    sendo     mais
explicito,       em          seu
comportamento      social    em
relação       à    remuneração
salarial, como, greves, luta de
classes, sabotagens, etc.
Fator Técnico


      implica na utilização de
livros     especializados    de
elaboração e avaliação de
projetos,    planejamento     e
controle      de       produção
(PCP), administração, reengenh
aria de negócios, just in
time, qualidade total, entre
outros.
Serviços Auxiliares:

 •   Mecânicos;
 •   Elétricos;
 •   Constrição civil;
 •   Casos de emergência.
Tipos:

• Preventiva:
  TPM - Manutenção Produtiva Total
• Corretiva:
  Usada em casos de emergência.
Administração da Produção

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Just in time (jit)
Just in time (jit)Just in time (jit)
Just in time (jit)
Robson Costa
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
Raylson Rabelo
 
PCP
PCPPCP
Planejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produçãoPlanejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produção
Luiza Mucida
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
Introdução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e OperaçõesIntrodução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e Operações
douglas
 
Aula 2 - Sistemas de Produção
Aula 2 - Sistemas de ProduçãoAula 2 - Sistemas de Produção
Aula 2 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Sistema de produção
Sistema de produçãoSistema de produção
Sistema de produção
Luís Carlos Braz
 
Aula 7 logística reversa
Aula 7   logística reversaAula 7   logística reversa
Aula 7 logística reversa
Hytalo Rafael
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
Felippi Perez
 
Aula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de ProjetosAula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de Projetos
Fernando Dantas
 
Apostila administração da produção 1º semestre (1)
Apostila administração da produção 1º semestre (1)Apostila administração da produção 1º semestre (1)
Apostila administração da produção 1º semestre (1)
Joice Assis
 
Introdução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da ProduçãoIntrodução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da Produção
Eliseu Fortolan
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
Milton Henrique do Couto Neto
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
Willian dos Santos Abreu
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
Mayra de Souza
 
Arranjo Físico e Fluxos em Operações
Arranjo Físico e Fluxos em OperaçõesArranjo Físico e Fluxos em Operações
Arranjo Físico e Fluxos em Operações
Milton Henrique do Couto Neto
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
Prof. Leonardo Rocha
 
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Mauro Enrique
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
Hélio Diniz
 

Mais procurados (20)

Just in time (jit)
Just in time (jit)Just in time (jit)
Just in time (jit)
 
Arranjo físico layout
Arranjo físico   layoutArranjo físico   layout
Arranjo físico layout
 
PCP
PCPPCP
PCP
 
Planejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produçãoPlanejamento e controle da produção
Planejamento e controle da produção
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
Adm Producao
 
Introdução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e OperaçõesIntrodução a Administração de Produção e Operações
Introdução a Administração de Produção e Operações
 
Aula 2 - Sistemas de Produção
Aula 2 - Sistemas de ProduçãoAula 2 - Sistemas de Produção
Aula 2 - Sistemas de Produção
 
Sistema de produção
Sistema de produçãoSistema de produção
Sistema de produção
 
Aula 7 logística reversa
Aula 7   logística reversaAula 7   logística reversa
Aula 7 logística reversa
 
Cadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentosCadeia de suprimentos
Cadeia de suprimentos
 
Aula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de ProjetosAula 1 - Gestão de Projetos
Aula 1 - Gestão de Projetos
 
Apostila administração da produção 1º semestre (1)
Apostila administração da produção 1º semestre (1)Apostila administração da produção 1º semestre (1)
Apostila administração da produção 1º semestre (1)
 
Introdução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da ProduçãoIntrodução à Gestão da Produção
Introdução à Gestão da Produção
 
Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01Introdução a administração 2012_01
Introdução a administração 2012_01
 
Sistemas de Produção
Sistemas de ProduçãoSistemas de Produção
Sistemas de Produção
 
Ferramentas da Qualidade
Ferramentas da QualidadeFerramentas da Qualidade
Ferramentas da Qualidade
 
Arranjo Físico e Fluxos em Operações
Arranjo Físico e Fluxos em OperaçõesArranjo Físico e Fluxos em Operações
Arranjo Físico e Fluxos em Operações
 
Aula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e OrganizaçãoAula 2 - Organizações e Organização
Aula 2 - Organizações e Organização
 
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCPSistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
Sistema de Planejamento e Controle da Produção - PCP
 
Sistemas de producao
Sistemas de producaoSistemas de producao
Sistemas de producao
 

Destaque

Aula 2 controle da qualidade total
Aula 2  controle da qualidade totalAula 2  controle da qualidade total
Aula 2 controle da qualidade total
institutocarvalho
 
Controle de Qualidade - LAC
Controle de Qualidade - LACControle de Qualidade - LAC
Controle de Qualidade - LAC
Patrícia Prates
 
Gestão pela Qualidade Total
Gestão pela Qualidade TotalGestão pela Qualidade Total
Gestão pela Qualidade Total
UerjFundamentosDaAdministracao2013_1
 
Garantia e Controle da Qualidade no Laboratorio Clinico
Garantia e Controle da Qualidade no Laboratorio ClinicoGarantia e Controle da Qualidade no Laboratorio Clinico
Garantia e Controle da Qualidade no Laboratorio Clinico
Biomedicina SP
 
Aula 17 círculo de controle da qualidade
Aula 17   círculo de controle da qualidadeAula 17   círculo de controle da qualidade
Aula 17 círculo de controle da qualidade
RD COACH
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Carlos Sousa
 
Controle de qualidade
Controle de qualidadeControle de qualidade
Controle de qualidade
Construção Edificações
 
O que é qualidade
O que é qualidadeO que é qualidade
O que é qualidade
ELAINESILVEIRA
 
Slides controle de qualidade
Slides controle de qualidadeSlides controle de qualidade
Slides controle de qualidade
Ingrid Iasmyn Amin
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Pricila Yessayan
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Adm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidadeAdm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidade
Denis Carlos Sodré
 

Destaque (12)

Aula 2 controle da qualidade total
Aula 2  controle da qualidade totalAula 2  controle da qualidade total
Aula 2 controle da qualidade total
 
Controle de Qualidade - LAC
Controle de Qualidade - LACControle de Qualidade - LAC
Controle de Qualidade - LAC
 
Gestão pela Qualidade Total
Gestão pela Qualidade TotalGestão pela Qualidade Total
Gestão pela Qualidade Total
 
Garantia e Controle da Qualidade no Laboratorio Clinico
Garantia e Controle da Qualidade no Laboratorio ClinicoGarantia e Controle da Qualidade no Laboratorio Clinico
Garantia e Controle da Qualidade no Laboratorio Clinico
 
Aula 17 círculo de controle da qualidade
Aula 17   círculo de controle da qualidadeAula 17   círculo de controle da qualidade
Aula 17 círculo de controle da qualidade
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Controle de qualidade
Controle de qualidadeControle de qualidade
Controle de qualidade
 
O que é qualidade
O que é qualidadeO que é qualidade
O que é qualidade
 
Slides controle de qualidade
Slides controle de qualidadeSlides controle de qualidade
Slides controle de qualidade
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Aula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da QualidadeAula 1 - Gestão da Qualidade
Aula 1 - Gestão da Qualidade
 
Adm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidadeAdm da produção e gestão da qualidade
Adm da produção e gestão da qualidade
 

Semelhante a Administração da Produção

Produção
ProduçãoProdução
Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I
Cristiano Ferreira Cesarino
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
Mauro Nunes
 
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
IFMG e COLTEC
 
Aula 1 473 - as funções da empresa
Aula 1   473 - as funções da empresaAula 1   473 - as funções da empresa
Aula 1 473 - as funções da empresa
Luciana C. L. Silva
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
Katia Gomide
 
Porque devo devo ter um setor de ppcp
Porque devo devo ter um setor de ppcpPorque devo devo ter um setor de ppcp
Porque devo devo ter um setor de ppcp
Mauricio Mascarenhas Machado
 
Planejamento de-controle-da-producao p10
Planejamento de-controle-da-producao p10Planejamento de-controle-da-producao p10
Planejamento de-controle-da-producao p10
Jonas Marques
 
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oesteAula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Luiz Felipe Cherem
 
Gestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logistica
Gestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logisticaGestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logistica
Gestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logistica
manuelfranc183
 
Apostila de Produtividade e Redução de Perdas
Apostila de Produtividade e Redução de PerdasApostila de Produtividade e Redução de Perdas
Apostila de Produtividade e Redução de Perdas
Cássio Morelli
 
1512
15121512
1512
Pelo Siro
 
Gestão de estoque
Gestão de estoqueGestão de estoque
Gestão de estoque
Ângelo Xavier
 
Controle de Produção
Controle de ProduçãoControle de Produção
Controle de Produção
Maurício Araújo
 
Cap06 ppcp
Cap06 ppcp Cap06 ppcp
Cap06 ppcp
Lucas Braga
 
132 slides engenharia da qualidade sistema de manufatura
132 slides engenharia da qualidade  sistema  de  manufatura  132 slides engenharia da qualidade  sistema  de  manufatura
132 slides engenharia da qualidade sistema de manufatura
delano chaves gurgel do amaral
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
koddyrj2011
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
koddyrj2011
 
Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2
Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2
Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2
Antonio Sergio Martins Fernandes
 
IROG - Índice de Rendimento Operacional Global
IROG - Índice de Rendimento Operacional GlobalIROG - Índice de Rendimento Operacional Global
IROG - Índice de Rendimento Operacional Global
Leandro Prass
 

Semelhante a Administração da Produção (20)

Produção
ProduçãoProdução
Produção
 
Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I Material Administração da Produção e Operações I
Material Administração da Produção e Operações I
 
Trabalho
TrabalhoTrabalho
Trabalho
 
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
 
Aula 1 473 - as funções da empresa
Aula 1   473 - as funções da empresaAula 1   473 - as funções da empresa
Aula 1 473 - as funções da empresa
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
 
Porque devo devo ter um setor de ppcp
Porque devo devo ter um setor de ppcpPorque devo devo ter um setor de ppcp
Porque devo devo ter um setor de ppcp
 
Planejamento de-controle-da-producao p10
Planejamento de-controle-da-producao p10Planejamento de-controle-da-producao p10
Planejamento de-controle-da-producao p10
 
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oesteAula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
 
Gestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logistica
Gestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logisticaGestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logistica
Gestão_Log_Apr_.pptx Aprovisionamento e logistica
 
Apostila de Produtividade e Redução de Perdas
Apostila de Produtividade e Redução de PerdasApostila de Produtividade e Redução de Perdas
Apostila de Produtividade e Redução de Perdas
 
1512
15121512
1512
 
Gestão de estoque
Gestão de estoqueGestão de estoque
Gestão de estoque
 
Controle de Produção
Controle de ProduçãoControle de Produção
Controle de Produção
 
Cap06 ppcp
Cap06 ppcp Cap06 ppcp
Cap06 ppcp
 
132 slides engenharia da qualidade sistema de manufatura
132 slides engenharia da qualidade  sistema  de  manufatura  132 slides engenharia da qualidade  sistema  de  manufatura
132 slides engenharia da qualidade sistema de manufatura
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
 
Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2
Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2
Desempenho, enfoque e tendências da adm materiais 2016.2
 
IROG - Índice de Rendimento Operacional Global
IROG - Índice de Rendimento Operacional GlobalIROG - Índice de Rendimento Operacional Global
IROG - Índice de Rendimento Operacional Global
 

Último

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 

Último (20)

Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 

Administração da Produção

  • 1. Autor: Guilherme Vieira de Moraes Universidade de Sorocaba Curso de Administração de Negócios
  • 2. Frederick Taylor ( 1856 / 1915 ) Obra: “ Shop Managment” ( gerência de fábrica) • Objetivo; • Produtividade; • Lucro; • Estudo cientifico; • Planejamento;
  • 3. Henri Ford ( 1863/ 1947) Obra: “ Administração Industrial e Geral” • Fundador Ford; • Implantou; • Expansão.
  • 4. A função clássica da administração da produção é o planejamento e a organização da produção de modo a melhorar a qualidade dos bens produzidos, sejam eles produtos ou serviços!
  • 5. Principais áreas da produção: • Planejamento da produção; • Controle da produção; • Controle de qualidade; • Movimentação de materiais e peças; • Layout; • Controle de estoques; • Estudo do trabalho; • Manutenção.
  • 6. O que é Planejamento? • Reduzir custos; • Verificar capital disponível; • Destinar insumos de forma correta; • Respeitar a demanda.
  • 7. O que é Controle de Produção? • Estar preparado; • Rever os conceitos; • Aplicar alternativas.
  • 8. • TQM - Total Quality Management (Gestão de Qualidade Total). Sistema criado em 1985 pela Naval Air Systems Comand - Controle Estatístico.
  • 9. Entidades Fiscalizadoras • ISO - Internacional Organization for Standardization; • ABNT - associação Brasileira de Normas Técnicas; • Inmetro - Instituto Nacional de Metrologia,Normalização e Qualidade Industrial.
  • 10. • Procurar a melhor forma de movimentação de materiais e peças dentro da linha de produção, para evitar aumento de custos; • Comunicação com o setor de planejamento; • Uso Fluxograma de processo.
  • 11. Fluxograma do Processo de Tratamento de Lâmpadas
  • 12. Princípios Básicos: • Sincronizar o tempo de movimentação de materiais; • Encurtar a distância entre uma seção e outra, e em linha reta; • Adequar as ferramentas e peças ao tipo de operação em curso; • Ter um movimento único e continuo dos mesmos até sua fase final.
  • 13. Princípios básicos de movimentos humano: • As mãos devem ter movimentos sincronizados; • As mãos devem estar paradas no processo; • Os braços devem ter movimentos simétricos e contrários; • Escolher a seqüência apropriada e minimizar os movimentos elementares.
  • 14. O layout deve ser elaborado de acordo com o sistema de produção: • Produção continua (ou por processos); • Produção descontínua (ou por encomenda).
  • 15.
  • 16. Visa controlar matéria-prima, processo de produção e material acabado. Trabalha em conjunto com: • Setor de Suprimentos; • Controle de Produção.
  • 17. Just in Time: Tem como objetivo fundamental a redução de estoques, eliminando os desperdícios e melhorando o processo produtivo. • Redução dos lotes de produção; • O Kanban: Sistema de controle de produção e dos inventários de acordo com a demanda. Desenvolvido pela empresa Toyota Motors Company do Japão.
  • 18. • Fator humano; • Fator social; • Fator técnico.
  • 19. Fator Humano refere-se à individualidade humana em relação a sua personalidade e escolha profissional. O estudo deste comportamento humano reúne os ensinamentos psicológicos, sociológicos e antropológicos.
  • 20. Fator Social refere-se ao homem coletivamente, sendo mais explicito, em seu comportamento social em relação à remuneração salarial, como, greves, luta de classes, sabotagens, etc.
  • 21. Fator Técnico implica na utilização de livros especializados de elaboração e avaliação de projetos, planejamento e controle de produção (PCP), administração, reengenh aria de negócios, just in time, qualidade total, entre outros.
  • 22. Serviços Auxiliares: • Mecânicos; • Elétricos; • Constrição civil; • Casos de emergência.
  • 23. Tipos: • Preventiva: TPM - Manutenção Produtiva Total • Corretiva: Usada em casos de emergência.