SlideShare uma empresa Scribd logo
Antônia Claudenice Pinheiro de Almeida
            Sara Cristina Morais Dantas
 Ano  4000 a.C. surgiu a necessidade de
  planejar, organizar e controlar as atividades
  de produção
 Ano 600 a.C. Nabucodonosor determinou
  normas de controle de produção incentivos
  salariais
 Ano 500 a.C na China se reconhecia a
  necessidade de sistemas e padrões.
 Século XV – Arsenal de Veneza
 Revolução Industrial – A partir do século XVIII
 James Watt - Máquina a vapor
 Projetos,
          operações e melhorias dos sistemas
 que criam e entregam os produtos primários
 da empresa.


  Gestão de Sistemas de Produção e Operações
  Planejamento, Programação e Controle da
   Produção
  Gestão da Manutenção
  Projeto de Fábrica e de Instalações Industriais:
   organização industrial, layout/arranjo físico
  Processos Produtivos Discretos e Contínuos:
   procedimentos, métodos e seqüências
  Engenharia de Métodos
 Sistemasde Produção: Conjunto de
 atividades e operações inter-relacionadas
 envolvidas na produção de bens ou serviços.

 Sistemas   e subsistemas

 Sistema   Aberto X Sistema Fechado
   A gestão de operação preocupa-se com as atividades
    de projeto, planejamento e controle dos sistemas de
    manufatura, transporte, suprimento e serviços




         Manufatura




                                        Suprimento
Transporte




             Serviços
A gestão de operações pode ser definida
 como o planejamento, operação, controle e
 melhoria dos processos que transformam
 recursos em bens ou serviços.

 Objetivo:
          Transformar insumos em produtos
 acabados de forma eficaz consumindo o
 mínimo de recurso e agregando valor para a
 empresa.
 Entreas principais responsabilidades da
 gestão de operações está a proteção da
 produção:
  Proteção física - envolve a construção de um
     estoque de recursos, de forma que qualquer interrupção
     de fornecimento possa ser absorvida pelo estoque


    Proteção organizacional - é uma função de
     isolamento do pessoal da produção do ambiente
     externo, onde as outras funções organizacionais agem
     formando barreiras ou proteções entre as incertezas
     ambientais e a função produção.
 Tipos    de operação da Produção:

    A gestão de operações trata de operações
     produtivas, que tipicamente envolvem quatro
     variáveis:

        Volume
      Variedade
      Variabilidade (da procura)

      Visibilidade
 Volume


    Em sistemas de grande volume de produção
     (por exemplo, os sistemas do McDonalds), há
     um alto grau de repetição de tarefas
 Variedade


    Confronta produtos ou serviços altamente
     padronizados com outros produtos e serviços
     altamente flexíveis e customizáveis
 Variabilidade


    Contrapõe negócios de alta variação da
     procura (procura instável) com negócios de
     procura estável.
 Visibilidade


     Depende do quanto da operação é exposto
      para os clientes. Operações de alto contato
      exigem funcionários com boas habilidades de
      interação com o público. Operações de baixo
      contato exigem funcionários menos
      qualificados.
 Processo produtivo é a combinação de
  fatores de produção para obter um dado
  produto final.
 Esse processo esta relacionado com o
  conceito do processo de transformação, que
  é o uso de recursos para mudar o estado ou
  condição de algo para produzir saídas.
 Processos   Produtivos Contínuos
    São aqueles em que na produção de bens e
     serviços o produto não pode ser identificado
     individualmente.

    Deve ser utilizado para a produção de grandes
     volumes e produtos com baixa variedade e alta
     demanda.

    Vantagem X Desvantagem
 Processos   Produtivos Contínuos
 Processos   Produtivos Discretos
    São aqueles em que a produção de bens e
     serviços podem ser isolados em lotes ou
     unidades
 Tipos   de Processos Produtivos Discretos




                                           Produção sob
                                           encomenda
Produção em massa




                                       Produção em Lotes
É um conjunto de funções inter-relacionadas
 que objetivam comandar o processo
 produtivo e coordená-lo com os demais
 setores administrativos da empresa.

 Planejamento  da Produção
 Programação da Produção
 Controle da Produção
O  que produzir?
 Quanto produzir?
 Onde produzir?
 Como produzir?
 Quando produzir?
 Com o que produzir?
 Com quem produzir?
 Gerenciamento     da demanda

    Demanda é o desejo ou necessidade dos clientes
     de consumir bens ou serviços ofertados pelo
     mercado.

    O gerenciamento da demanda reúne informações
     do mercado, prevendo a demanda do cliente.
 Gerenciamento         da demanda
    A função da gestão de demanda inclui cinco áreas
     principais:
        Habilidade para prever demanda
        Canal de comunicação com o mercado
        Poder de influencia sobre a demanda
        Habilidade de prometer prazos
        Habilidade de priorização e alocação
 Gerenciamento   de estoques

    O estoque é gerado quando o recebimento
     de materiais, pecas ou bens acabados é
     superior à sua utilização.
 Gerenciamento   de estoques
  Motivos   para se ter estoque:

    Maior disponibilidade de produtos
    Economia de Produção

    Redução de compras emergenciais

    Preparado contra situaões imprevistas
 Gerenciamento      de estoques
  Motivos     para não se ter estoque:

      estoques sao considerados gastos
     desnecessários.
    Riscos de obsolescência e deterioração

    Ocupa grandes espaços
 Gerenciamento    de estoques

    Existem 4 tipos de estoques:

      Estoque cíclico
      Estoque de segurança

      Estoque de antecipação

      Estoque em transito
 Planejamento   das Necessidades de Materiais

    Elaboração de um Plano Mestre de Produção

    O Planejamento-Mestre da Produção está
     encarregado de desmembrar os planos
     produtivos estratégicos de longo prazo em
     planos específicos de produtos acabados para
     o médio prazo, no sentido de direcionar as
     etapas de programação e execução das
     atividades operacionais da empresa.
 Sistemas      utilizados no PPCP
    MRP/MRP II
        Define as prioridades de compras e fabricação
    JIT (Just in Time)
        Determina que nada deve ser produzido, transportado
         ou comprado antes da hora exata.
    OPT (Optimized Production Technology)
        Ferramenta de programação e planejamento de
         produção.
O “arranjo físico” de uma operação ou
 processo é como seus transformadores são
 posicionados uns em relação aos outros e
 como as varias tarefas da operação serão
 alocadas a esses recursos transformadores.
 (Slack, 2009)
 Tipos   básicos de arranjos físicos:

  Posicional
  Funcional
  Celular
  Por Produto
A escolha do arranjo físico é muito
 importante, pois é onde ficará definido o
 local de cada componente do sistema.

 Diversos
         modelos de layout visam a redução
 da movimentação dentro da área fabril.
A definição dos espaços de trabalho tem
 como objetivo a obtenção de um arranjo
 espacial que tenha o melhor desempenho
 conjunto das características de custo,
 flexibilidade, segurança, condições de
 trabalho, condições de controle e qualidade
 para o processo produtivo
 Estearranjo deve seguir os seguintes
 princípios:
    Princípio da integração
    Princípio da mínima distância
    Princípio de obediência ao fluxo das operações
    Princípio do uso das 3 dimensões
    Princípio da satisfação e segurança
    Princípio da flexibilidade
A  Engenharia de Métodos preocupa-se com a
  integração do homem em um processo
  produtivo.
 Inclui atividades, tais como:
   treinamento dos empregados;
   indicação do equipamento e do procedimento
    de cada operador;
   determinação da disposição dos materiais e
    ferramentas nos postos de trabalho;
   especificação do tempo em que as tarefas
    devem ser realizadas.
 Duas
     partes principais compõem a
 engenharia de métodos:

    Projeto de Métodos ou Estudo de Movimentos
    Medida do Trabalho ou Estudo de tempos


 Duas   partes complementares:

  Padronização da Operação
  Treinamento do operador
 Osobjetivos do estudo de métodos de
 trabalho são:
    melhorar os processos e os procedimentos;
    melhorar a disposição da fábrica, seções e postos
     de trabalho;
    economizar o esforço humano, reduzindo a
     fadiga;
    racionalizar a utilização de materiais, máquinas
     e mão-de-obra;
    criar melhores condições de trabalho;
    reduzir o número de acidentes e doenças do
     trabalho;
    aumentar a produtividade da empresa
 Gestão     da Manutenção
    Conjunto de atividades que permite que a
     confiabilidade seja aumentada e disponibilidade
     garantida.
    Importância da manutenção para a organização
    Recursos necessários para a manutenção
        Materiais
        Mão-de-obra
        Financeiros
        Informação
 Gestão      de Manutenção

    Tipos de manutenção
        Preventiva
        Preditiva
        Detectiva
        Corretiva
          Reparo
          Reforma

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Administração de operações
Administração de operaçõesAdministração de operações
Administração de operações
PMY TECNOLOGIA LTDA
 
Administração da produção slack 3ªed parte 1
Administração da produção   slack 3ªed parte 1Administração da produção   slack 3ªed parte 1
Administração da produção slack 3ªed parte 1
Stéphani Ferreira
 
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
81 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 201381 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 2013
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
delano chaves gurgel do amaral
 
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
AyslanAnholon
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
Charles Rebouças
 
Arranjos Físico
 Arranjos Físico Arranjos Físico
Arranjos Físico
Mário Lucas
 
Unidade 2 conceitos, funções e objetivos do sp
Unidade 2   conceitos, funções e objetivos do spUnidade 2   conceitos, funções e objetivos do sp
Unidade 2 conceitos, funções e objetivos do sp
Daniel Moura
 
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
José Luismar
 
Administração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdf
Administração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdfAdministração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdf
Administração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdf
LuizFelipe925640
 
Engenharia Organizacional
Engenharia OrganizacionalEngenharia Organizacional
Engenharia Organizacional
Leonardo Pinto
 
Estratégia de produção e operações
Estratégia de produção e operaçõesEstratégia de produção e operações
Estratégia de produção e operações
dedefs
 
Aula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de ProduçãoAula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Capacidade de-producao
Capacidade de-producaoCapacidade de-producao
Capacidade de-producao
Kris Podovec
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
HealthMinds Academy
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
Homero Alves de Lima
 
Engenharia da qualidade
Engenharia da qualidadeEngenharia da qualidade
Engenharia da qualidade
Alexandre Oliveira
 
Aula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiaisAula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiais
Larissa da Costa Melo
 
Planejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidadePlanejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidade
Caio Roberto de Souza Filho
 
Gestao de processos
Gestao de processosGestao de processos
Gestao de processos
Gilson Souza
 
Organização do trabalho
Organização do trabalhoOrganização do trabalho
Organização do trabalho
Marcelo Vianello
 

Mais procurados (20)

Administração de operações
Administração de operaçõesAdministração de operações
Administração de operações
 
Administração da produção slack 3ªed parte 1
Administração da produção   slack 3ªed parte 1Administração da produção   slack 3ªed parte 1
Administração da produção slack 3ªed parte 1
 
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
81 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 201381 slids  planejamento e  projeto do processo  logístico  02 jul 2013
81 slids planejamento e projeto do processo logístico 02 jul 2013
 
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de ProjetosAula Pronta - Gerenciamento de Projetos
Aula Pronta - Gerenciamento de Projetos
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
 
Arranjos Físico
 Arranjos Físico Arranjos Físico
Arranjos Físico
 
Unidade 2 conceitos, funções e objetivos do sp
Unidade 2   conceitos, funções e objetivos do spUnidade 2   conceitos, funções e objetivos do sp
Unidade 2 conceitos, funções e objetivos do sp
 
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
 
Administração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdf
Administração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdfAdministração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdf
Administração Da Produção - Petronio G Martins, Fernando P Laugeni.pdf
 
Engenharia Organizacional
Engenharia OrganizacionalEngenharia Organizacional
Engenharia Organizacional
 
Estratégia de produção e operações
Estratégia de produção e operaçõesEstratégia de produção e operações
Estratégia de produção e operações
 
Aula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de ProduçãoAula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de Produção
 
Capacidade de-producao
Capacidade de-producaoCapacidade de-producao
Capacidade de-producao
 
Gestão de Projetos
Gestão de ProjetosGestão de Projetos
Gestão de Projetos
 
01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística01 aula introdução a logística
01 aula introdução a logística
 
Engenharia da qualidade
Engenharia da qualidadeEngenharia da qualidade
Engenharia da qualidade
 
Aula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiaisAula 01 gestao de materiais
Aula 01 gestao de materiais
 
Planejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidadePlanejamento e controle da capacidade
Planejamento e controle da capacidade
 
Gestao de processos
Gestao de processosGestao de processos
Gestao de processos
 
Organização do trabalho
Organização do trabalhoOrganização do trabalho
Organização do trabalho
 

Semelhante a Engenharia de operações e processos da produção

Recursos Humanos
Recursos HumanosRecursos Humanos
Recursos Humanos
Raniere Emin
 
Administração da Produção
Administração da ProduçãoAdministração da Produção
Administração da Produção
Raniere Emin
 
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
IFMG e COLTEC
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestre
vivianepga
 
Aula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de ProduçãoAula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 -  Gestão de OperaçõesUnidade 5 -  Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
Daniel Moura
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de OperaçõesUnidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
Daniel Moura
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
Katia Gomide
 
Sistema de produção
Sistema de produçãoSistema de produção
Sistema de produção
Luís Carlos Braz
 
[Planejamento e controle da produ -o - tubino] lista de exerc-cios resolvidos
[Planejamento e controle da produ -o - tubino]  lista de exerc-cios resolvidos[Planejamento e controle da produ -o - tubino]  lista de exerc-cios resolvidos
[Planejamento e controle da produ -o - tubino] lista de exerc-cios resolvidos
Luiz Fabiano Bonetti
 
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
TatianaArcanjo3
 
operacoes.pptx
operacoes.pptxoperacoes.pptx
operacoes.pptx
Danny Keshil Pramod
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
LuanaMaia48
 
5c0fb45d42658444630ae031c0c49842
5c0fb45d42658444630ae031c0c498425c0fb45d42658444630ae031c0c49842
5c0fb45d42658444630ae031c0c49842
Ana Beatriz Corrêa
 
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oesteAula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Luiz Felipe Cherem
 
SLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptx
SLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptxSLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptx
SLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptx
DenisVasconcelosDosS
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
koddyrj2011
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
koddyrj2011
 
adm. de produções e operações
adm. de produções e operaçõesadm. de produções e operações
adm. de produções e operações
Rosilda Santos
 

Semelhante a Engenharia de operações e processos da produção (20)

Recursos Humanos
Recursos HumanosRecursos Humanos
Recursos Humanos
 
Administração da Produção
Administração da ProduçãoAdministração da Produção
Administração da Produção
 
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
 
Adm Producao
Adm ProducaoAdm Producao
Adm Producao
 
Apostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestreApostila administração da produção 1º semestre
Apostila administração da produção 1º semestre
 
Aula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de ProduçãoAula 6 - Sistemas de Produção
Aula 6 - Sistemas de Produção
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 -  Gestão de OperaçõesUnidade 5 -  Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
 
Unidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de OperaçõesUnidade 5 - Gestão de Operações
Unidade 5 - Gestão de Operações
 
Aula 08 operaçoes
Aula 08   operaçoesAula 08   operaçoes
Aula 08 operaçoes
 
Sistema de produção
Sistema de produçãoSistema de produção
Sistema de produção
 
[Planejamento e controle da produ -o - tubino] lista de exerc-cios resolvidos
[Planejamento e controle da produ -o - tubino]  lista de exerc-cios resolvidos[Planejamento e controle da produ -o - tubino]  lista de exerc-cios resolvidos
[Planejamento e controle da produ -o - tubino] lista de exerc-cios resolvidos
 
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
59235542-Apostila-de-Administracao-da-Producao-Formato-para-os-alunos.pdf
 
operacoes.pptx
operacoes.pptxoperacoes.pptx
operacoes.pptx
 
Senai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdfSenai - Lean Manufacturing.pdf
Senai - Lean Manufacturing.pdf
 
5c0fb45d42658444630ae031c0c49842
5c0fb45d42658444630ae031c0c498425c0fb45d42658444630ae031c0c49842
5c0fb45d42658444630ae031c0c49842
 
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oesteAula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
Aula pcp lean parte I - unoesc são miguel do oeste
 
SLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptx
SLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptxSLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptx
SLIDE 01 ADM PRODUÇÃO e SERVIÇOS 26072022.pptx
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
 
Administracao unidade08
Administracao unidade08Administracao unidade08
Administracao unidade08
 
adm. de produções e operações
adm. de produções e operaçõesadm. de produções e operações
adm. de produções e operações
 

Engenharia de operações e processos da produção

  • 1. Antônia Claudenice Pinheiro de Almeida Sara Cristina Morais Dantas
  • 2.  Ano 4000 a.C. surgiu a necessidade de planejar, organizar e controlar as atividades de produção  Ano 600 a.C. Nabucodonosor determinou normas de controle de produção incentivos salariais  Ano 500 a.C na China se reconhecia a necessidade de sistemas e padrões.  Século XV – Arsenal de Veneza  Revolução Industrial – A partir do século XVIII  James Watt - Máquina a vapor
  • 3.  Projetos, operações e melhorias dos sistemas que criam e entregam os produtos primários da empresa.  Gestão de Sistemas de Produção e Operações  Planejamento, Programação e Controle da Produção  Gestão da Manutenção  Projeto de Fábrica e de Instalações Industriais: organização industrial, layout/arranjo físico  Processos Produtivos Discretos e Contínuos: procedimentos, métodos e seqüências  Engenharia de Métodos
  • 4.
  • 5.  Sistemasde Produção: Conjunto de atividades e operações inter-relacionadas envolvidas na produção de bens ou serviços.  Sistemas e subsistemas  Sistema Aberto X Sistema Fechado
  • 6. A gestão de operação preocupa-se com as atividades de projeto, planejamento e controle dos sistemas de manufatura, transporte, suprimento e serviços Manufatura Suprimento
  • 7. Transporte Serviços
  • 8. A gestão de operações pode ser definida como o planejamento, operação, controle e melhoria dos processos que transformam recursos em bens ou serviços.  Objetivo: Transformar insumos em produtos acabados de forma eficaz consumindo o mínimo de recurso e agregando valor para a empresa.
  • 9.  Entreas principais responsabilidades da gestão de operações está a proteção da produção:  Proteção física - envolve a construção de um estoque de recursos, de forma que qualquer interrupção de fornecimento possa ser absorvida pelo estoque  Proteção organizacional - é uma função de isolamento do pessoal da produção do ambiente externo, onde as outras funções organizacionais agem formando barreiras ou proteções entre as incertezas ambientais e a função produção.
  • 10.  Tipos de operação da Produção:  A gestão de operações trata de operações produtivas, que tipicamente envolvem quatro variáveis:  Volume  Variedade  Variabilidade (da procura)  Visibilidade
  • 11.  Volume  Em sistemas de grande volume de produção (por exemplo, os sistemas do McDonalds), há um alto grau de repetição de tarefas
  • 12.  Variedade  Confronta produtos ou serviços altamente padronizados com outros produtos e serviços altamente flexíveis e customizáveis
  • 13.  Variabilidade  Contrapõe negócios de alta variação da procura (procura instável) com negócios de procura estável.
  • 14.  Visibilidade  Depende do quanto da operação é exposto para os clientes. Operações de alto contato exigem funcionários com boas habilidades de interação com o público. Operações de baixo contato exigem funcionários menos qualificados.
  • 15.
  • 16.  Processo produtivo é a combinação de fatores de produção para obter um dado produto final.  Esse processo esta relacionado com o conceito do processo de transformação, que é o uso de recursos para mudar o estado ou condição de algo para produzir saídas.
  • 17.  Processos Produtivos Contínuos  São aqueles em que na produção de bens e serviços o produto não pode ser identificado individualmente.  Deve ser utilizado para a produção de grandes volumes e produtos com baixa variedade e alta demanda.  Vantagem X Desvantagem
  • 18.  Processos Produtivos Contínuos
  • 19.  Processos Produtivos Discretos  São aqueles em que a produção de bens e serviços podem ser isolados em lotes ou unidades
  • 20.  Tipos de Processos Produtivos Discretos Produção sob encomenda Produção em massa Produção em Lotes
  • 21.
  • 22. É um conjunto de funções inter-relacionadas que objetivam comandar o processo produtivo e coordená-lo com os demais setores administrativos da empresa.  Planejamento da Produção  Programação da Produção  Controle da Produção
  • 23. O que produzir?  Quanto produzir?  Onde produzir?  Como produzir?  Quando produzir?  Com o que produzir?  Com quem produzir?
  • 24.  Gerenciamento da demanda  Demanda é o desejo ou necessidade dos clientes de consumir bens ou serviços ofertados pelo mercado.  O gerenciamento da demanda reúne informações do mercado, prevendo a demanda do cliente.
  • 25.  Gerenciamento da demanda  A função da gestão de demanda inclui cinco áreas principais:  Habilidade para prever demanda  Canal de comunicação com o mercado  Poder de influencia sobre a demanda  Habilidade de prometer prazos  Habilidade de priorização e alocação
  • 26.  Gerenciamento de estoques  O estoque é gerado quando o recebimento de materiais, pecas ou bens acabados é superior à sua utilização.
  • 27.  Gerenciamento de estoques  Motivos para se ter estoque:  Maior disponibilidade de produtos  Economia de Produção  Redução de compras emergenciais  Preparado contra situaões imprevistas
  • 28.  Gerenciamento de estoques  Motivos para não se ter estoque:  estoques sao considerados gastos desnecessários.  Riscos de obsolescência e deterioração  Ocupa grandes espaços
  • 29.  Gerenciamento de estoques  Existem 4 tipos de estoques:  Estoque cíclico  Estoque de segurança  Estoque de antecipação  Estoque em transito
  • 30.  Planejamento das Necessidades de Materiais  Elaboração de um Plano Mestre de Produção  O Planejamento-Mestre da Produção está encarregado de desmembrar os planos produtivos estratégicos de longo prazo em planos específicos de produtos acabados para o médio prazo, no sentido de direcionar as etapas de programação e execução das atividades operacionais da empresa.
  • 31.  Sistemas utilizados no PPCP  MRP/MRP II  Define as prioridades de compras e fabricação  JIT (Just in Time)  Determina que nada deve ser produzido, transportado ou comprado antes da hora exata.  OPT (Optimized Production Technology)  Ferramenta de programação e planejamento de produção.
  • 32.
  • 33. O “arranjo físico” de uma operação ou processo é como seus transformadores são posicionados uns em relação aos outros e como as varias tarefas da operação serão alocadas a esses recursos transformadores. (Slack, 2009)
  • 34.  Tipos básicos de arranjos físicos:  Posicional  Funcional  Celular  Por Produto
  • 35. A escolha do arranjo físico é muito importante, pois é onde ficará definido o local de cada componente do sistema.  Diversos modelos de layout visam a redução da movimentação dentro da área fabril.
  • 36. A definição dos espaços de trabalho tem como objetivo a obtenção de um arranjo espacial que tenha o melhor desempenho conjunto das características de custo, flexibilidade, segurança, condições de trabalho, condições de controle e qualidade para o processo produtivo
  • 37.  Estearranjo deve seguir os seguintes princípios:  Princípio da integração  Princípio da mínima distância  Princípio de obediência ao fluxo das operações  Princípio do uso das 3 dimensões  Princípio da satisfação e segurança  Princípio da flexibilidade
  • 38.
  • 39. A Engenharia de Métodos preocupa-se com a integração do homem em um processo produtivo.  Inclui atividades, tais como:  treinamento dos empregados;  indicação do equipamento e do procedimento de cada operador;  determinação da disposição dos materiais e ferramentas nos postos de trabalho;  especificação do tempo em que as tarefas devem ser realizadas.
  • 40.  Duas partes principais compõem a engenharia de métodos:  Projeto de Métodos ou Estudo de Movimentos  Medida do Trabalho ou Estudo de tempos  Duas partes complementares:  Padronização da Operação  Treinamento do operador
  • 41.  Osobjetivos do estudo de métodos de trabalho são:  melhorar os processos e os procedimentos;  melhorar a disposição da fábrica, seções e postos de trabalho;  economizar o esforço humano, reduzindo a fadiga;  racionalizar a utilização de materiais, máquinas e mão-de-obra;  criar melhores condições de trabalho;  reduzir o número de acidentes e doenças do trabalho;  aumentar a produtividade da empresa
  • 42.
  • 43.  Gestão da Manutenção  Conjunto de atividades que permite que a confiabilidade seja aumentada e disponibilidade garantida.  Importância da manutenção para a organização  Recursos necessários para a manutenção  Materiais  Mão-de-obra  Financeiros  Informação
  • 44.  Gestão de Manutenção  Tipos de manutenção  Preventiva  Preditiva  Detectiva  Corretiva  Reparo  Reforma