SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Universidade Federal da Paraíba
Centro de Ciências Sociais e Aplicadas
Departemento de Finanças e Contabilidade
Coordenação de Ciências Atuariais

Artigo
ANALISANDO A TOMADA DE DECISÃO DOS GESTORES DE
RENDA VARIÁVEL: UM ESTUDO SOBRE FINANÇAS
COMPORTAMENTAIS.

Autor: MAURÍCIO SILVEIRA LERSCH
Instituição:
Fundação
Instituto
de
Pesquisas
Contábeis, Atuariais
e Financeiras

Finaças Aplicadas I
Hallyson Alberto
Markus Vinícius
Contextualização



O crescente aumento do mercado acionário brasileiro
A sua crescente valorização e injeção de recursos

Objetivo
Buscar alternativas de investimento e com isso
identificar premissas que podem ser úteis para o
investidor na sua tomada de decisão.
Apresentar os diferentes tipos de análise
pertinentes em Finanças Comportamentais:
Técnica

Fundamentalista
Referencial teórico
Técnica


MATSURA, Eduardo, Comprar ou vender? Como investir na bolsa utilizando Análise Gráfica, 4 ed.
São Paulo, 2007.
“ensina a usar análise para fazer dinheiro no mercado da forma mais prática e direta possível.”



BODIE, Zvi, KANE, Alex, MARCUS, Alan J. Investimentos. Porto Alegre: AMGH, 2010.
“Os autores eliminaram os detalhes matemáticos desnecessários, concentrando-se na intuição e no
discernimento que serão úteis aos profissionais no decorrer de suas carreiras, à medida que novas idéias e
desafios surgem do mercado financeiro.”



NORONHA, Márcio. É só isso? Rio de Janeiro: EDITEC, 2010.
“mostra uma metodologia completa de análise técnica de fácil utilização, com princípio, meio e fim, que
pode ser aplicada em qualquer bolsa ou país, desde que o investidor tenha acesso às informações de
preço, volume e contratos em aberto.



PRING, Martin J. Techinical Analysis Explained. New York: MacGrow-Hill, 2002.
This guide aims to provide technical analysis skills for identifying and interpreting market cycles and selecting
the best-performing investments.
Fundamentalista


DAMODARAN, A. Avaliação de Investimentos: Ferramentas e Técnicas para
determinação do valor de qualquer ativo. Rio de Janeiro: Qualitmark,2003.



“acompanha-nos por teorias e aplicações dos diferentes modelos, explicando todo o
processo, da avaliação relativa e de fluxos de caixa até a de aquisições.”


__, A. Avaliação de Empresas. São Paulo: Pearson Pretience Hall, 2007.

“sua estrutura visa a permitir que o leitor identifique o modelo de avaliação mais adequado a
cada negócio.”


ROSS, Stephen A., WESTERFIELD, Randolph W., JAFFE, Jeffrey F. Administração
Financeira. São Paulo.
“ Os temas básicos deste livro são: o foco na intuição, abordagem unificada de avaliação e
foco gerencial.”
Metodologia


Levantamento
◦ Amostra



Quantitativa
◦ Organização e Interpretação



Avaliativa
◦ Análise e Julgamento
Metodologia
Pesquisa com 33 Gestores;
 Aplicado 4 Questionários:


◦ - Técnica
◦ -Fundamentalista
◦ - Finanças Comportamental
Resultados
Análise Fundamentalista
Repostas:
Fatores Macroeconômicos 67%
Fluxo de Caixa descontado 58%
Notícias específicas da
empresa, Governança Corporativa e
Valorização de Múltiplos 45%

Resultados
Análise Fundamentalista
Múltiplos:


- Preço/Lucro, EV/Ebitida e
Preço/Patrimônio 15%
Resultados
Análise Técnica
Repostas:
Tendências e Candelstick’s 21%
Formas Gráficas e Indicadores 18%
Suporte e Resistência 15%

Resultados
Análise Técnica
Indicadores:


-

-

IFR 6%
Médias Móveis 3%
Resultados
Finanças Comportamentais
Repostas:
Contradição a Teoria da Perspectiva;
Excesso de Confiança e o Otimismo;
Aversão a Ambiguidade
(pseudocerteza);
Perseverança (mudança de
posições);
Representatividade e Disponibilidade
(entre 1 e 5 anos).

Considerações Finais


Visão Geral

Dentro de todo o contexto, apresentam-se presentes na
tomada de decisão dos gestores a limitação da racionalidade
relacionado á ancoragem, junto com a fantasia que as pessoas
têm das suas habilidades e possibilidades e que suas
estimativas em situações que envolvem incerteza são mais
precisas do que realmente são.





Implicação dos Achados
Em relação á ancoragem, se apresentam os resultados
relacionados á análise por múltiplos para a tomada de
decisão, uma vez que essa análise é feita comparativamente
entre um ativo(empresa) e outro (a).
Teoria da Disponibilidade junto com as repostas da análise
Técnica, por conta dos itens serem frequentes e se repetem.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...
QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...
QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...Felipe Pontes
 
Mensurando (ajustando) os lucros
Mensurando (ajustando) os lucrosMensurando (ajustando) os lucros
Mensurando (ajustando) os lucrosFelipe Pontes
 
Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...
Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...
Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...Felipe Pontes
 
Estimando os parâmetros do risco e o custo do financiamento
Estimando os parâmetros do risco e o custo do financiamentoEstimando os parâmetros do risco e o custo do financiamento
Estimando os parâmetros do risco e o custo do financiamentoFelipe Pontes
 
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)Felipe Pontes
 
Taxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo riscoTaxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo riscoFelipe Pontes
 
A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...
A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...
A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...Felipe Pontes
 
Valuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasilValuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasilFelipe Pontes
 
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...Felipe Pontes
 
Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?
Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?
Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?Felipe Pontes
 
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationFelipe Pontes
 
A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...
A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...
A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...Felipe Pontes
 
Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1Felipe Pontes
 
Mensurando os lucros
Mensurando os lucrosMensurando os lucros
Mensurando os lucrosFelipe Pontes
 
Avaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentosAvaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentosFelipe Pontes
 
Teoria das carteiras
Teoria das carteirasTeoria das carteiras
Teoria das carteirasFelipe Pontes
 
Estimando o crescimento
Estimando o crescimentoEstimando o crescimento
Estimando o crescimentoFelipe Pontes
 
Valuation da Natura - Turma de 2016.1
Valuation da Natura - Turma de 2016.1Valuation da Natura - Turma de 2016.1
Valuation da Natura - Turma de 2016.1Felipe Pontes
 

Destaque (20)

QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...
QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...
QUANDO A COMPETIÇÃO POR INFORMAÇÕES DE EMPRESAS NÃO MADURAS REDUZ SEU CUSTO D...
 
Mensurando (ajustando) os lucros
Mensurando (ajustando) os lucrosMensurando (ajustando) os lucros
Mensurando (ajustando) os lucros
 
Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...
Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...
Cálculo do Fluxo de Caixa Atuarial para Planos de Previdência do Tipo Benefíc...
 
Risco e retorno
Risco e retornoRisco e retorno
Risco e retorno
 
Estimando os parâmetros do risco e o custo do financiamento
Estimando os parâmetros do risco e o custo do financiamentoEstimando os parâmetros do risco e o custo do financiamento
Estimando os parâmetros do risco e o custo do financiamento
 
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
Financiamento de Longo Prazo (capital de terceiros)
 
Taxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo riscoTaxa livre de risco e prêmio pelo risco
Taxa livre de risco e prêmio pelo risco
 
A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...
A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...
A competição por informações é capaz de reduzir o custo do capital próprio da...
 
Valuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasilValuation da RaiaDrogasil
Valuation da RaiaDrogasil
 
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
ANÁLISE DA VIABILIDADE DA TROCA DE EQUIPAMENTOS DE CONDICIONAMENTO DE AR COMO...
 
Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?
Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?
Quando a competição de empresas não maduras reduz seu custo do capital?
 
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
 
A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...
A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...
A trajetória histórica e implicações sociais, culturais, econômicas e polític...
 
Risco e retorno
Risco e retornoRisco e retorno
Risco e retorno
 
Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1Apresentação de finanças 2 2016.1
Apresentação de finanças 2 2016.1
 
Mensurando os lucros
Mensurando os lucrosMensurando os lucros
Mensurando os lucros
 
Avaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentosAvaliação de carteiras e fundos de investimentos
Avaliação de carteiras e fundos de investimentos
 
Teoria das carteiras
Teoria das carteirasTeoria das carteiras
Teoria das carteiras
 
Estimando o crescimento
Estimando o crescimentoEstimando o crescimento
Estimando o crescimento
 
Valuation da Natura - Turma de 2016.1
Valuation da Natura - Turma de 2016.1Valuation da Natura - Turma de 2016.1
Valuation da Natura - Turma de 2016.1
 

Semelhante a ANALISANDO A TOMADA DE DECISÃO DOS GESTORES DE RENDA VARIÁVEL: UM ESTUDO SOBRE FINANÇAS COMPORTAMENTAIS

RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2...
 RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2... RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2...
RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2...FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Analises Financeira e de Investimentos
Analises Financeira e de InvestimentosAnalises Financeira e de Investimentos
Analises Financeira e de InvestimentosRoosevelt F. Abrantes
 
curso online_de_análise_fundamentalista
curso online_de_análise_fundamentalistacurso online_de_análise_fundamentalista
curso online_de_análise_fundamentalistaPaulo Klosowski
 
Semi analise de_investimentos_01_02
Semi analise de_investimentos_01_02Semi analise de_investimentos_01_02
Semi analise de_investimentos_01_02suzzy26
 
03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...
03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...
03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...Debora Miceli
 
Ementa Adm. Subsequente
Ementa Adm. SubsequenteEmenta Adm. Subsequente
Ementa Adm. SubsequenteCamilaClivati
 
Ementa Adm. Subsequente
Ementa Adm. SubsequenteEmenta Adm. Subsequente
Ementa Adm. SubsequenteCamilaClivati
 
SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...
SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...
SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...Felipe Pontes
 
Métodos de avaliação de empresas e balanço de determinação
Métodos de avaliação de empresas e balanço de determinaçãoMétodos de avaliação de empresas e balanço de determinação
Métodos de avaliação de empresas e balanço de determinaçãoUFRR
 
Mpdc - Métodos para produção do conhecimento
Mpdc - Métodos para produção do conhecimentoMpdc - Métodos para produção do conhecimento
Mpdc - Métodos para produção do conhecimentoSuzana Sarmento
 
Estratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes Freitas
Estratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes FreitasEstratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes Freitas
Estratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes FreitasHeyder Magnus Nunes Freitas
 
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMO
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMOCST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMO
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMOOs Fantasmas !
 
Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...
Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...
Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...Carlos A. K. Hoffmann
 
Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...
Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...
Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...http://bvsalud.org/
 
Art aprov convibra
Art aprov convibraArt aprov convibra
Art aprov convibraWaldecy Lima
 
aula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptx
aula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptxaula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptx
aula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptxJoseAugustoAragao
 
Artigo estratégia mariana alves_oficial_pdf
Artigo estratégia mariana alves_oficial_pdfArtigo estratégia mariana alves_oficial_pdf
Artigo estratégia mariana alves_oficial_pdfMariana Alves
 

Semelhante a ANALISANDO A TOMADA DE DECISÃO DOS GESTORES DE RENDA VARIÁVEL: UM ESTUDO SOBRE FINANÇAS COMPORTAMENTAIS (20)

RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2...
 RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2... RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2...
RAE-Revista de Administração de Empresas (Journal of Business Management), 2...
 
Analises Financeira e de Investimentos
Analises Financeira e de InvestimentosAnalises Financeira e de Investimentos
Analises Financeira e de Investimentos
 
curso online_de_análise_fundamentalista
curso online_de_análise_fundamentalistacurso online_de_análise_fundamentalista
curso online_de_análise_fundamentalista
 
Semi analise de_investimentos_01_02
Semi analise de_investimentos_01_02Semi analise de_investimentos_01_02
Semi analise de_investimentos_01_02
 
03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...
03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...
03.Debora Miceli - Planejamento Estratégico: O Processo de Planejamento Estra...
 
Liderança motivacional
Liderança motivacionalLiderança motivacional
Liderança motivacional
 
Ementa Adm. Subsequente
Ementa Adm. SubsequenteEmenta Adm. Subsequente
Ementa Adm. Subsequente
 
Ementa Adm. Subsequente
Ementa Adm. SubsequenteEmenta Adm. Subsequente
Ementa Adm. Subsequente
 
SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...
SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...
SlideAnalisando a Tomada de Decisão dos Gestores de Renda Variável: Um Estudo...
 
Métodos de avaliação de empresas e balanço de determinação
Métodos de avaliação de empresas e balanço de determinaçãoMétodos de avaliação de empresas e balanço de determinação
Métodos de avaliação de empresas e balanço de determinação
 
Mpdc - Métodos para produção do conhecimento
Mpdc - Métodos para produção do conhecimentoMpdc - Métodos para produção do conhecimento
Mpdc - Métodos para produção do conhecimento
 
Estratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes Freitas
Estratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes FreitasEstratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes Freitas
Estratégias de Marketing para PME- Heyder Magnus Nunes Freitas
 
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMO
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMOCST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMO
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO EMPREENDEDORISMO
 
Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...
Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...
Abordagens estratégicas: um olhar sobre empresas instaladas em uma incubadora...
 
Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...
Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...
Gerenciamento dos indicadores de produção científica institucional: identific...
 
Art aprov convibra
Art aprov convibraArt aprov convibra
Art aprov convibra
 
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
Pesquisa de marketing online - Aula 1 - Aula de 19/03/2011
 
Luis carlos domingos
Luis carlos domingosLuis carlos domingos
Luis carlos domingos
 
aula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptx
aula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptxaula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptx
aula04- referencial teorico, métodos e citaçoes.pptx
 
Artigo estratégia mariana alves_oficial_pdf
Artigo estratégia mariana alves_oficial_pdfArtigo estratégia mariana alves_oficial_pdf
Artigo estratégia mariana alves_oficial_pdf
 

Mais de Felipe Pontes

Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationFelipe Pontes
 
Ciclo de vida e desempenho das empresas
Ciclo de vida e desempenho das empresasCiclo de vida e desempenho das empresas
Ciclo de vida e desempenho das empresasFelipe Pontes
 
Fraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultadosFraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultadosFelipe Pontes
 
Análise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvênciaAnálise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvênciaFelipe Pontes
 
Apresentação do curso de valuation
Apresentação do curso de valuationApresentação do curso de valuation
Apresentação do curso de valuationFelipe Pontes
 
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsaMitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsaFelipe Pontes
 
Modelagem financeira e demonstrações pro forma
Modelagem financeira e demonstrações pro formaModelagem financeira e demonstrações pro forma
Modelagem financeira e demonstrações pro formaFelipe Pontes
 
Análise comparativa de empresas
Análise comparativa de empresasAnálise comparativa de empresas
Análise comparativa de empresasFelipe Pontes
 
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2Felipe Pontes
 
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1Felipe Pontes
 
Objetivos centrais da análise das demonstrações contábeis
Objetivos centrais da análise das demonstrações contábeisObjetivos centrais da análise das demonstrações contábeis
Objetivos centrais da análise das demonstrações contábeisFelipe Pontes
 
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da ContabilidadeCaso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da ContabilidadeFelipe Pontes
 
Análise do negócio da empresa
Análise do negócio da empresaAnálise do negócio da empresa
Análise do negócio da empresaFelipe Pontes
 
Onde coletar informações para analisar as empresas
Onde coletar informações para analisar as empresasOnde coletar informações para analisar as empresas
Onde coletar informações para analisar as empresasFelipe Pontes
 
Análise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidadeAnálise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidadeFelipe Pontes
 
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das DemonstraçõesAnálise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das DemonstraçõesFelipe Pontes
 
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPBIntrodução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPBFelipe Pontes
 
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsFelipe Pontes
 
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPBPIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPBFelipe Pontes
 
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuationMitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuationFelipe Pontes
 

Mais de Felipe Pontes (20)

Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuationMitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
Mitos, (nem tão) verdades (assim) e aplicações de valuation
 
Ciclo de vida e desempenho das empresas
Ciclo de vida e desempenho das empresasCiclo de vida e desempenho das empresas
Ciclo de vida e desempenho das empresas
 
Fraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultadosFraude e gerenciamento de resultados
Fraude e gerenciamento de resultados
 
Análise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvênciaAnálise de crédito e previsão de insolvência
Análise de crédito e previsão de insolvência
 
Apresentação do curso de valuation
Apresentação do curso de valuationApresentação do curso de valuation
Apresentação do curso de valuation
 
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsaMitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
Mitos sobre investimentos: além da "seguranca" da poupanca e do "risco" da bolsa
 
Modelagem financeira e demonstrações pro forma
Modelagem financeira e demonstrações pro formaModelagem financeira e demonstrações pro forma
Modelagem financeira e demonstrações pro forma
 
Análise comparativa de empresas
Análise comparativa de empresasAnálise comparativa de empresas
Análise comparativa de empresas
 
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
Análise crítica dos indicadores contábeis tradicionais parte 2
 
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
Análise por Indicadores Tradicionais - Parte 1
 
Objetivos centrais da análise das demonstrações contábeis
Objetivos centrais da análise das demonstrações contábeisObjetivos centrais da análise das demonstrações contábeis
Objetivos centrais da análise das demonstrações contábeis
 
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da ContabilidadeCaso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
Caso Abdul - Revisão dos Princípios Básicos da Contabilidade
 
Análise do negócio da empresa
Análise do negócio da empresaAnálise do negócio da empresa
Análise do negócio da empresa
 
Onde coletar informações para analisar as empresas
Onde coletar informações para analisar as empresasOnde coletar informações para analisar as empresas
Onde coletar informações para analisar as empresas
 
Análise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidadeAnálise prévia da contabilidade
Análise prévia da contabilidade
 
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das DemonstraçõesAnálise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
Análise do Relatório de Auditoria Antes da Análise das Demonstrações
 
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPBIntrodução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
Introdução à Análise Avançada das Demonstrações Contábeis UFPB
 
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comunsPesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
Pesquisa em contabilidade dicas e falhas comuns
 
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPBPIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
PIBIC, Monitoria e Extensão no DFC/UFPB
 
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuationMitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
Mitos, (nem tao) verdades (assim) e aplicacoes de valuation
 

ANALISANDO A TOMADA DE DECISÃO DOS GESTORES DE RENDA VARIÁVEL: UM ESTUDO SOBRE FINANÇAS COMPORTAMENTAIS

  • 1. Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências Sociais e Aplicadas Departemento de Finanças e Contabilidade Coordenação de Ciências Atuariais Artigo ANALISANDO A TOMADA DE DECISÃO DOS GESTORES DE RENDA VARIÁVEL: UM ESTUDO SOBRE FINANÇAS COMPORTAMENTAIS. Autor: MAURÍCIO SILVEIRA LERSCH Instituição: Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras Finaças Aplicadas I Hallyson Alberto Markus Vinícius
  • 2. Contextualização   O crescente aumento do mercado acionário brasileiro A sua crescente valorização e injeção de recursos Objetivo Buscar alternativas de investimento e com isso identificar premissas que podem ser úteis para o investidor na sua tomada de decisão.
  • 3. Apresentar os diferentes tipos de análise pertinentes em Finanças Comportamentais: Técnica Fundamentalista
  • 4. Referencial teórico Técnica  MATSURA, Eduardo, Comprar ou vender? Como investir na bolsa utilizando Análise Gráfica, 4 ed. São Paulo, 2007. “ensina a usar análise para fazer dinheiro no mercado da forma mais prática e direta possível.”  BODIE, Zvi, KANE, Alex, MARCUS, Alan J. Investimentos. Porto Alegre: AMGH, 2010. “Os autores eliminaram os detalhes matemáticos desnecessários, concentrando-se na intuição e no discernimento que serão úteis aos profissionais no decorrer de suas carreiras, à medida que novas idéias e desafios surgem do mercado financeiro.”  NORONHA, Márcio. É só isso? Rio de Janeiro: EDITEC, 2010. “mostra uma metodologia completa de análise técnica de fácil utilização, com princípio, meio e fim, que pode ser aplicada em qualquer bolsa ou país, desde que o investidor tenha acesso às informações de preço, volume e contratos em aberto.  PRING, Martin J. Techinical Analysis Explained. New York: MacGrow-Hill, 2002. This guide aims to provide technical analysis skills for identifying and interpreting market cycles and selecting the best-performing investments.
  • 5. Fundamentalista  DAMODARAN, A. Avaliação de Investimentos: Ferramentas e Técnicas para determinação do valor de qualquer ativo. Rio de Janeiro: Qualitmark,2003.  “acompanha-nos por teorias e aplicações dos diferentes modelos, explicando todo o processo, da avaliação relativa e de fluxos de caixa até a de aquisições.”  __, A. Avaliação de Empresas. São Paulo: Pearson Pretience Hall, 2007. “sua estrutura visa a permitir que o leitor identifique o modelo de avaliação mais adequado a cada negócio.”  ROSS, Stephen A., WESTERFIELD, Randolph W., JAFFE, Jeffrey F. Administração Financeira. São Paulo. “ Os temas básicos deste livro são: o foco na intuição, abordagem unificada de avaliação e foco gerencial.”
  • 6. Metodologia  Levantamento ◦ Amostra  Quantitativa ◦ Organização e Interpretação  Avaliativa ◦ Análise e Julgamento
  • 7. Metodologia Pesquisa com 33 Gestores;  Aplicado 4 Questionários:  ◦ - Técnica ◦ -Fundamentalista ◦ - Finanças Comportamental
  • 8. Resultados Análise Fundamentalista Repostas: Fatores Macroeconômicos 67% Fluxo de Caixa descontado 58% Notícias específicas da empresa, Governança Corporativa e Valorização de Múltiplos 45% 
  • 10. Resultados Análise Técnica Repostas: Tendências e Candelstick’s 21% Formas Gráficas e Indicadores 18% Suporte e Resistência 15% 
  • 12. Resultados Finanças Comportamentais Repostas: Contradição a Teoria da Perspectiva; Excesso de Confiança e o Otimismo; Aversão a Ambiguidade (pseudocerteza); Perseverança (mudança de posições); Representatividade e Disponibilidade (entre 1 e 5 anos). 
  • 13. Considerações Finais  Visão Geral Dentro de todo o contexto, apresentam-se presentes na tomada de decisão dos gestores a limitação da racionalidade relacionado á ancoragem, junto com a fantasia que as pessoas têm das suas habilidades e possibilidades e que suas estimativas em situações que envolvem incerteza são mais precisas do que realmente são.    Implicação dos Achados Em relação á ancoragem, se apresentam os resultados relacionados á análise por múltiplos para a tomada de decisão, uma vez que essa análise é feita comparativamente entre um ativo(empresa) e outro (a). Teoria da Disponibilidade junto com as repostas da análise Técnica, por conta dos itens serem frequentes e se repetem.