Mensurando (ajustando) os lucros

1.389 visualizações

Publicada em

Na aula de hoje, continuando com o processo de avaliação de ativos, veremos alguns ajustes que deverão ser realizados nos lucros.

Os slides estão no Slideshare (abaixo) e as planilhas poderão ser baixadas aqui.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.389
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
813
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mensurando (ajustando) os lucros

  1. 1. Mensurando os lucros grggggggggggggggggggg ggggggggg Disciplina: Finanças Aplicadas II Objetivo da aula: possibilitar ao aluno conhecer os ajustes a serem feitos nos lucros contábeis. Conteúdo: Ajustes efetuados no lucro operacional e líquido de modo a possibilitar a valuation.
  2. 2. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Introdução • Para estimar o fluxo de caixa, normalmente nós partimos da mensuração do lucro. – Lucro operacional (após os tributos)  Fluxo de caixa livre da empresa – Lucro líquido  Fluxo de caixa livre do acionista • O lucro contábil, por diversos motivos, pode não ser apropriado para a valuation. É preciso efetuar alguns ajustes. 2
  3. 3. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com A importância dos lucros atualizados • As demonstrações financeiras do final do ano podem ser “defasadas” para a atual situação da empresa (principalmente aquelas em “fase de crescimento”). • Agregam-se as últimas informações trimestrais, para obter as informações do último ano. • O problema: as demonstrações financeiras trimestrais podem não conter todas as informações necessárias para a sua valuation. Nesse caso você deve fazer estimativas ou usar as informações de períodos passados. 3
  4. 4. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com A importância dos lucros atualizados • Um exemplo clássico e extremo: no 3T10 a PETR realizou uma capitalização bilionária que mudou radicalmente seu patrimônio. • Imagine analisar e valorar a empresa com base nas informações de 2009, sem considerar o 3T10, ou mesmo utilizar 2T10, porque ficou com preguiça de atualizar a planilha com o recém saído 3T10! Isso trará muitos problemas!! 4
  5. 5. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Definições • O que são despesas operacionais (OPEX)? Exemplos? – Geram benefícios para a empresa por apenas um período. – Como o nome diz, são gastos que a empresa incorre para custear sua atividade operacional. • O que são despesas de capital (CAPEX)? Exemplos? – Geram benefícios para a empresa por diversos períodos. – São gastos para adquirir ou melhorar os bens de capital da empresa. Eles geram mais OPEX. • O que são despesas financeiras? Exemplos? – São despesas associadas com o levantamento de capital que não é próprio. – Despesas de juros, por exemplo. 5
  6. 6. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Capitalizando as despesas de P&D • Nos EUA as despesas de P&D são totalmente lançadas no resultado (conservadorismo). • No Brasil, quando houver a “certeza” de que o produto será desenvolvido, os gastos com desenvolvimento são capitalizados (ativados). 6
  7. 7. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Capitalizando as despesas de P&D • DFP/2014 da Forjas Taurus 7
  8. 8. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Capitalizando as despesas de P&D • DFP/2014 da Forjas Taurus 8
  9. 9. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Capitalizando as despesas de P&D • Para complementar o conhecimento sobre o tema, é importante verificar como a FJTA faz o impairment de alguns desses itens (veja que a metodologia é a “mesma” que usamos na valuation de empresas – porém eles estão, nesse caso, avaliando projetos). • Ver na página 90. 9
  10. 10. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Capitalizando as despesas de P&D • A Amgen é uma empresa de biotecnologia. Para esse tipo de empresa, em média, a amortização dos gastos com P&D é de 10 anos. • O ideal seria sabermos exatamente, caso a caso. • Ver explicação do exemplo de capitalização na planilha “ill9p2”. Você fará os passos da planilha, com sua empresa. • Pela planilha: a despesa corrente de P&D foi de 845 e a amortização dos gastos com P&D foi de 398. Então, o lucro ajustado será $ 1.996 (considerando que o lucro operacional foi 1.549): LO ajustado = LO + Gastos com P&D no ano corrente + Amortização dos gastos com P&D • Lembre-se de que no Brasil nós podemos capitalizar o “D”, legalmente. 10
  11. 11. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Capitalizando as despesas de P&D • Exercício: uma empresa teve lucro operacional de - $400. Efetue os ajustes no LO sabendo que a amortização ocorre à taxa de 20% ao ano. • LO ajustado = - 400 + 300 – 143,92 = -243,92 11 Ano Gasto com P&D Parte não amortizada da Pesquisa Amortização neste ano 0 300 1.00 300 0 -1 249 0.80 199.32 49.83 -2 210 0.60 126.51 42.17 -3 146 0.40 58.73 29.36 -4 112 0.20 22.53 22.53 -5 76 0.00 0.00 0
  12. 12. Felipe Pontes www.contabilidademq.blogspot.com Sobre a “sua” empresa 1. Quais são as principais OPEX? 2. Analise as principais CAPEX do último ano. Quanto foi gasto e qual foi o objetivo desses gastos e em quanto tempo esses gastos se tornarão OPEX? 3. Quão dependente é a sua empresa das despesas financeiras? E quais são as principais? 4. Sua empresa tem investido em P&D? O que ela tem pesquisado/desenvolvido e quanto foi o gasto no último ano? Algum desses gastos foi ativado? 5. Faça o ajuste dos gastos com P&D. 12

×